sábado - 31/03/2018 - 17:22h
Luís Gomes-RN

Natureza se renova no rio, na serra, nas águas de março

Após seis anos de seca, com graves problemas de abastecimento, cidade serrana renasce com inverno

A Cachoeira do Relo em Luís Gomes (a 195 quilômetros de Mossoró e 442 de Natal), limite-divisa com Uiraúna-PB, onde nasce o rio Mossoró/Apodi, simplesmente desapareceu há cerca de seis anos, devido a seca. Mas ela tem renascido; jorra benfazeja neste março de 2018.

Da mesma forma, as mais recentes chuvas deram um alento ao único açude que abastecia o município, o Dona Lulu Pinto. Com capacidade original de armazenamento de cinco milhões de litros d’água, mas hoje assoreado, esse reservatório está longe da abundância e serventia do passado.

Carros-pipas e diversas caixas d’água de cinco mil litros espalhados pela cidade seguem sendo as fontes de abastecimento de água dos 10.211 habitantes do município (Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE – veja AQUI).

Nesse ciclo de seca, as cachoeiras da nascente do Rio Mossoró/Apodi e o açude simplesmente “morreram”. Porém o inverno é dado como certo neste 2018, com base em experiências do sertanejo com a natureza (sinais dados por animais, plantas e os céus) e estudos de especialistas com base cientifica.

Açude que abastecia a cidade teve colapso, mas começa a ter melhoria em lâmina de água (Foto: Blog CS)

A Prefeitura Municipal de Luís Gomes foi uma das primeiras do Rio Grande do Norte a decretar estado de emergência em decorrência da estiagem. Em seguida veio o de calamidade pública – logo em 2012.

Na região, o inverno é esperado com ansiedade. A natureza oferece ambiente próprio para trilhas, rapel, com cavernas e cachoeiras. O Mirante da Serra, inaugurado em 2007 e sucateado durante anos, aos poucos está sendo restaurado para ser reaberto.

Vegetação exuberante contrasta com cenário anterior; lugar de rapel, trilha, cavernas, rio... (Foto: Blog CS)

O restaurante/balneário (Mirante do Relo) de José Givaldo do Nascimento, o “Galego do Relo”, mantido todo esse tempo de estiagem por força de seu trabalho, com zelo à natureza, agora está cercado de um verde exuberante.

A clientela precisa reservar serviços para ser atendida no local, com iguarias do sertão, além do seu perene bom humor.

Rio vai ziguezagueando entre pedras, vegetação que começa a brotar, cânions, deixando rastro de beleza (Foto: Blog CS)

As águas de março são esperança de vida na serra. No sertão. Serão muito bem-vindas em abril, maio, junho, julho…

Serviços
* Vídeo constante desta postagem: Eloísa Helena;

* Galego do Relo (Restaurante regional, além de guia para trilhas, rapel e cavernas) – (84) 9 9637-2753;

* Prefeitura Municipal de Luís Gomes – Rua Cel. Antônio Fernandes Sobrinho, 300 – Centro – Luís Gomes/RN – CEP 59.940-00.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Gerais

Comentários

  1. João Claudio diz:

    Nã! Aqui em casa ainda não pingou.

  2. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Jornalista Carlos Santos. Beleza de paisagens que encantam nossos olhos e enchem de esperança os nossos corações.
    Sim, que as águas não sejam só de março. Que permaneçam para tornar verde a nossa terra e dessedentar nosso povo.
    Gerais, em forma de poema!

  3. Jânio Duarte diz:

    Rio Mossoró/Apodi?

    Desde quando?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.