sábado - 28/06/2014 - 23:57h

Pensando bem…


“A pessoa que concorda com tudo o que você diz, ou é tolo, ou está se preparando para enganá-lo.”

Kim Hubbard

Categoria(s): Pensando bem...
sábado - 28/06/2014 - 19:28h
Copa do Mundo

Um Brasil que não merece minhas lágrimas ou ufanismo


Ganhamos nos pênaltis. Vale. Toda pressão sobre o Brasil foi destilada nos pênaltis, em que tudo pesava contra. Mas precisará jogar mais.

Empatamos em 1 x 1 com o Chile no tempo normal e o placar foi mantido na prorrogação. Nos pênaltis, levamos a melhor.

Problema do Brasil não é com arbitragem, como muitos estavam vociferando durante o jogo. É com futebol.

Um time diferente se Neymar jogar. Sem jogar, um time comum.

A Colômbia, que passou no tempo normal do Uruguai, com 2 x 0 (dois gols de James Rodriguez), é outro time comum, com bons jogadores, nada “assustador”. Já teve craques de maior envergadura.

Time aplicado e esforçado. Bom. Será nosso próximo adversário.

O meia-atacante James Rodrigues, que é craque, ao lado de Cuadrado, é diferencial da Colômbia. Lembra o estilo do meia-atacante Everton Ribeiro, do Cruzeiro. O restante é aplicado e esforçado, repito.

O Brasil e os brasileiros vão descobrindo que sua seleção é normal, limitada, extremamente dependente dos lampejos de craque de Neymar (que deveria se espelhar em Messi, por exemplo, driblando com objetividade e não para dar espetáculo).

Tem uns dois ou três jogadores diferenciados na Canarinho. O restante, normal.

Para ser campeão, algo nitidamente difícil, pelo menos deverá ter as chuteiras no chão e não jogar de sapato alto. Não tem futebol para esnobismo.

Se pegar Alemanha, Argentina ou Holanda pela frente terá que jogar futebol de verdade.

Até aqui, o Brasil é sofrível e até medíocre. Ruim.

Continuo com a torcida, mas sem qualquer ilusão ou ufanismo.

Não merece minhas lágrimas ou sobressaltos cardíacos.

Categoria(s): Esporte / Opinião da Coluna do Herzog
  • Banner da Agência Crioula, Delegacia da Mulher - Zona Norte, Agosto de 2019
sábado - 28/06/2014 - 11:50h
Tomaz Neto - Mossoró

PDT empossa novo presidente em plena convenção estadual


O vereador Tomaz Neto (PDT) recebeu a presidência do seu partido, em Mossoró. Foi em plena Convenção Estadual do PDT, nessa sexta-feira (27), em Natal.

Carlos (à esquerda) abraça o novo presidente (Foto: PDT/RN)

O prefeito natalense e dirigente estadual da sigla, Carlos Eduardo Alves, fez questão de anunciá-lo na direção municipal do PDT, durante a convenção. Cumprimentou-o e puxou aplausos ao novo dirigente, no segundo maior colégio eleitoral do estado.

“Sinto-me homenageado, depois de mais de 20 anos no mesmo partido, uma coisa rara no universo político brasileiro”, comentou Tomaz.

“Tomaz Neto tem uma história de coerência partidária e a presidência seria até natural. Uma questão de justiça”, disse Carlos Eduardo.

Engajamento em campanha

Tomaz posou para fotos com Carlos Eduardo e o ex-chefe de Gabinete Civil da Prefeitura do Natal – Sávio Hackradt, candidato preferencial do partido à Câmara Federal.

- Vamos seguir orientação da Executiva Estadual, apoiando nossos candidatos, mas com liberdade para tomada de posições de forma democrática, no plano municipal – disse Tomaz.

Engajamento na campanha estadual, reorganização partidária, campanha de filiação, maior divulgação da história do partido e discussão sobre a realidade política municipal, na atual conjuntura, são as prioridades elencadas por Tomaz para o PDT mossoroense.

Categoria(s): Política
sábado - 28/06/2014 - 10:42h
Josué Moreira

Ex-candidato a prefeito evita seguir partido por “coerência”


Ex-candidato a prefeito de Mossoró em 2012 e no pleito suplementar deste ano, o professor Josué Moreira (PSDC), refluiu da tentação de ser candidato a deputado estadual no pleito 2014. Tem suas razões. Chama-as de “convicções e coerência”.

Moreira: não à própria candidatura

Apesar do seu PSDC ter tomado uma direção, fazendo parte da coalizão de 18 siglas em torno da candidatura a governador do deputado federal Henrique Alves (PMDB) e ao Senado, da vice-prefeita natalense Wilma de Faria (PSB), Moreira diverge.

Veja abaixo o que ele escreveu com exclusividade para o Blog Carlos Santos:

Pensei muito qual caminho a seguir na política de 2014, minhas decisões tem sido sempre pautada em reflexões do cotidiano, num breve histórico do passado e no que isso poderá refletir no futuro, principalmente para a juventude que deseja mudanças de verdade;

Depois de ouvir alguns conselhos de amigos, amigas e familiares pós e contra, resolvi seguir minhas convicções e coerência do que tenho me expressado com o povo de Mossoró. Como escolhi virar homem público, tenho que dá satisfação das minhas escolhas políticas, então eu decidi a não seguir o projeto de continuísmo de Henrique Alves para o RN.

Fui e vi pessoalmente a grandiosidade da convenção do PMDB, é de impor medo a qualquer opositor pelo poder econômico e político que possui…;

Presenciei pela primeira vez na minha vida as três grandes oligarquias do RN juntas (Maia, Alves e Rosado), sou contra esse continuísmo, não posso apoiar, é uma questão de consciência, de coerência com meus ideais e pensamentos;

Sou do PSDC e não apoio esse projeto, sou obrigado por minhas convicções a não seguir a orientação do meu partido quanto ao Executivo e Senado para o RN.

No momento oportuno direi com quem estarei na luta por um modelo decente ou menos ruim para o RN.

Não voto em branco e nem anulo meu voto, acredito que é na política que emplacamos lutas por mudanças para melhoria da qualidade de vida do povo, não deixarei de manifestar e expressar minhas convicções e opiniões por mais que pareçam equivocadas.

Josué Moreira – Ex-candidato a prefeito de Mossoró.

Categoria(s): Política
  • Repet
sábado - 28/06/2014 - 08:47h
Candidato a governador

Henrique Alves diz que “é hora de olhar para a frente”


O deputado federal Henrique Alves (PMDB) foi homologado candidato ao Governo do Estado em convenção eleitoral realizada pelo PMDB nesta sexta-feira (27), no Ginásio Nélio Dias, na Zona Norte de Natal.

“Graças a Deus e à vontade do povo chegou a hora do Rio Grande do Norte. É como se eu estivesse vendo um filme passar nos meus olhos, como tudo começou, em 1960, quando meu pai veio governar o Rio Grande do Norte. Ele fez o governo que até hoje as pessoas se lembram do governo e o do líder Aluízio Alves”, disse Henrique falando pela primeira vez como candidato.

Convenção aclamou Henrique (braços erguidos) em evento festivo

O candidato disse que não ficará olhando para trás, e sim para frente. “O passado é aprendizado e cicatrizes que o corpo deve ter pelas lutas, mas nenhuma cicatriz na alma que está aberta de amor ao povo do Rio Grande do Norte”, afirmou. E acrescentou: “Como jovem, tive que aprender a conviver com a violência da ditadura. Resisti. Alegrias e tristezas, medos e coragens. Hoje meu maior desafio, minha maior saudade, meu maior compromisso. Tenho orgulho da minha vida pública.”

Boa política

Henrique lembrou que está no 11º mandato consecutivo de deputado. Agora, presidente da Câmara Federal. “Os deputados federais sabem que o Henrique que mereceu os votos para ser presidente da Câmara é o mesmo que está aqui lutando para ser governador. Eles não ouviram de mim nada ofensivo, pois só fala mal dos outros aquele que não tem coisa boa para falar de si mesmo”.

O deputado criticou a situação da saúde e segurança do estado. “Para mudar isto tem uma coisa que eu aprendi: eleição é do bem, é para unir responsabilidades. Uma boa gestão tem que ter antes uma boa política. E é por isto que estou aqui com tantos”, disse.

Henrique afirmou que tem a ética como regra, transparência como exemplo e valorização do servidor público como exemplo. “Tem que cuidar bem do homem da cidade e do homem do campo.” No final do discurso, pediu desculpas por possíveis radicalismos do passado a antigos adversários políticos.

Wilma de Faria

Homologada candidata ao senado na convenção do PSB, no mesmo local, Wilma de Faria disse que era um dia de muita emoção para ela. Lembrou que é a 8ª vez que disputa cargos.

“Uma convenção nunca vista na história do Rio Grande do Norte, de muitas cores. Henrique nestes anos cresceu muito. Foi durante seis anos líder do PMDB. Depois presidente da Câmara, onde dá um show colocando pautas que estavam paradas há muito tempo. A pessoa que terá capacidade de mudar o Rio Grande do Norte é você Henrique”, afirmou.

O candidato a vice-governador, João Maia, do PR, afirmou que Henrique se preocupa com o plano de governo, trabalhando muito. “Henrique estamos trabalhando para definir o que vamos fazer durante todos os quatro anos de governo, a cada dia”, disse.

Agripino

O senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM, elogiou a capacidade de Henrique em unir. “Hoje está sendo visto a festa do Rio Grande do Norte. As pessoas sabem que você poderia se reeleger deputado federal e presidente da Câmara Federal, isto com facilidade. Aqui ninguém abre mão de suas convicções, mas todas querem um futuro melhor para o RN. Eu farei tudo para que as pessoas votem em você. Quando você era adversário meu e da governadora, você ia comigo a todos os locais de Brasília para conseguir recursos para o RN”, testemunhou.

O ministro da previdência social Garibaldi Filho disse que as cores que ali estavam estampadas representam o futuro do Rio Grande do Norte. “Estão reunidas todas as forças políticas e o estado precisa de um governador com a qualidade de Henrique Eduardo Alves”. O prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT) reafirmou seu apoio a Henrique e disse saber que o governo do estado estará de mãos dadas com a cidade de Natal.

Ao todo, 18 partidos estão na coligação “União pela Mudança”: PMDB, PSB, PR, PROS, PSDB, DEM, Solidariedade, PDT, PRB, PPS, PHS, PTB, PV, PSC, PSDC, PMN, PRP e PTN.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Coligação União pela Mudança.

Categoria(s): Política
sábado - 28/06/2014 - 08:03h
Mossoró

Presidente de Câmara presta conta de recursos recebidos


Na condição de presidente da Câmara Municipal de Mossoró para período tampão até 31 de dezembro deste ano, o vereador e professor Francisco Carlos (PV) prioriza internamente as finanças da Casa. Recebeu do gestor anterior, Alex Moacir (PMDB), um saldo em conta corrente correspondente à R$ 255.203,22.

Francisco: concurso em pauta

Esses recursos foram utilizados para saldar compromissos com a Previdência Social referente ao mês de maio do corrente ano, que totalizaram R$ 279.864,68. Esse valor inclui parcelamentos anteriores. Considerando que esses encargos excedem ao saldo em caixa no final do mês de maio, utilizou-se o doudécimo de junho para cobrir a diferença.

Segundo o presidente Francisco Carlos, “essa medida  administrativa é obrigatória à boa gestão pública, seu anúncio representa um compromisso com transparência, vez que precisamos manter a comunidade informada sobre a forma como os recursos são aplicados”.

Responsabilidade

Ele defende essa tese  acrescentando: “Com isso, estamos informando a destinação dos recursos sob nossa responsabilidade”.

Francisco Carlos informa ainda, que pretende promover a melhoria das condições de gestão da Câmara e zelar pelos interesses dos servidores públicos da casa legislativa. Por isso mesmo, prorrogou o prazo de validade do último concurso público, que passa a vigorar por mais dois anos e realizará a convocação dos aprovados até limite das vagas iniciais previstas no edital.

“Também vamos investir na melhoria das condições de trabalho, na capacitação dos servidores e na implantação de sistemas eletrônicos de controle de estoque e de patrimônio. No mês de julho estaremos realizando treinamentos com essa finalidade”, concluiu.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara de Mossoró.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 27/06/2014 - 23:55h

Pensando bem…


“A grande multidão possui olhos e ouvidos, mas não muito mais do que isso, menos ainda juízo e memória.”

Arthur Schopenhauer

Categoria(s): Pensando bem...
sexta-feira - 27/06/2014 - 22:43h
De mal a pior

Governo dará coletiva para falar sobre 13º salário


As Secretarias de Planejamento e Finanças e de Administração e Recursos Humanos darão uma entrevista coletiva na próxima segunda-feira, dia 30, às 16h.

Será no Auditório da Governadoria, no Centro Administrativo.

Servirá para tratar, entre outros assuntos, do calendário de pagamento do 13º salário do funcionalismo público estadual.

Com informações da Assessoria de Comunicação Social do Governo do Estado.

Nota do Blog – Há vários dias que o Blog antecipou que vinha muita notícia ruim sobre o 13º salário e os últimos meses de governo poderiam ser ainda mais tétricos para o funcionalismo.

Aguardem o pior, para não estranharem as más notícias.

Categoria(s): Administração Pública
  • Repet
sexta-feira - 27/06/2014 - 19:33h
Pesquisa Ibope/FM 96

Números mostram que campanha deverá ser duríssima


O aspecto mais importante da Pesquisa Ibope/FM 96, divulgada hoje (veja postagens mais abaixo), não é a intenção de votos ou rejeição desse ou daquele pré-candidato. Longe disso.

O que deve provocar maior interesse em quem gosta de participar do bom debate e analisar a política, é o que contém a pesquisa no aspecto da pergunta “Espontânea” para disputa ao Governo do Estado.

Vamos a eles.

Henrique Alves (PMDB) aparece com 5%, Robinson Faria (PSD) crava 2%.

Os demais candidatos pontuaram 5% e pelo menos 13% não souberam responder.

O mais significativo, entretanto, é que 75% aparecem como indecisos; estão alheios a tudo e a todos.

Tão-somente um terço tem preferência definida.

Festas juninas, Copa do Mundo e tantos outros assuntos são mais importantes do que campanha e eleições 2014.

A enorme maioria do eleitorado não quer saber de Henrique ou de Robinson. Outros nem sabem que serão candidatos a alguma coisa.

A campanha de verdade vai começar a partir da segunda metade de julho e olhe lá.

Mas não tenho dúvidas: teremos uma disputa duríssima.

Os números apresentados nessa pesquisa, sobretudo na pergunta Estimulada (veja AQUI), revelam que nenhum candidato com dianteira ao Governo do Estado e ao Senado tem situação confortável.

Nenhum possui “gordura” para queimar na campanha. Todos terão que ralar muito.

Temos favoritos, mas não eventuais eleitos.

Quando o povão começar a se interessar, essa montanha de indiferença provocará enorme barulho, rugindo.

Anote, por favor.

Acompanhe os bastidores políticos também em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/06/2014 - 19:04h
Pesquisa Ibope/FM 96

Governo Rosalba é reprovado por 79% dos potiguares


Continua sofrível a avaliação do Governo Rosalba Ciarlini (DEM) no Rio Grande do Norte. Os números do Ibope mostram isso, na Pesquisa Ibope/FM 96, divulgados hoje (veja outras postagens mais abaixo).

A sondagem, com abrangência estadual, mostra que a reprovação ao Governo da “Rosa” chega a quase 80%.

Veja os números:

Aprovação:

Aprova – 17%
Desaprova – 79%
Não Sabe Responder – 4%

Avaliação Administrativa:

Ótima – 1%
Boa – 6%
Regular – 21%
Ruim -12%
Péssima – 58%
Não Sabe/Não Respondeu – 2%.

Foram feitas 812 entrevistas entre os dias 22 e 24 deste mês. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo Nº RN-00005/2014.

 

Categoria(s): Política
  • Repav - 30 Anos - Residencial Dix-neuf Rosado - Mais Publicidade - 240-08-19
sexta-feira - 27/06/2014 - 18:49h
Pesquisa Ibope/FM 96

Rejeição a principais candidatos é muito parecida


A pesquisa Ibope/FM 96, com alcance estadual, divulgada hoje (veja postagem mais abaixo), também identificou a “Rejeição” ao Governo do Estado e Senado da República.

Os números dos principais concorrentes são muito parecidos.

Veja o resultado abaixo:

Veja os números abaixo:

Governo do Estado:

Araken Farias (PSL) – 26%
Robinson Faria (PSD) – 25%
Robério Paulino (PSOL) – 25%
Henrique Alves (PMDB) – 24%
Simone Dutra (PSTU) – 13%
Poderia Votar em Todos – 11%
Não Sabe/Não Respondeu – 27%

Senado:

Ana Célia (PSTU) – 30%
Fátima Bezerra (PT) – 26%
Roberto Ronconi (PTC) – 26%
Wilma de Faria (PSB) – 25%
Poderia Votar em Todos – 6%
Não Sabe/Não Respondeu – 26%.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/06/2014 - 18:28h
Pesquisa Ibope/FM 96

Henrique, Wilma e Dilma ganham em números de pesquisa


O deputado Henrique Alves (PMDB) lidera no estado, a primeira pesquisa Ibope/FM 96 divulgada hoje pela FM 96 do Natal. Ele impõe uma vantagem na pergunta Estimulada de 15 pontos percentuais, sobre o principal adversário, o vice-governador dissidente Robinson Faria (PSD).

Na luta pelo Senado, a vice-prefeita natalense e ex-governadora Wilma de Faria (PSB) tem dianteira de 10 pontos percentuais sobre a deputada federal Fátima Bezerra (PT).

Em relação à corrida presidencial, Dilma Rousseff lidera com folga (51%), contra 10% do senador Aécio Neves(PSDB) e 8% do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos(PSB)

Veja os números abaixo:

Governo do Estado:

Henrique Alves (PMDB) – 36%
Robinson Faria (PSD) – 21%
Simone Dutra (PSTU) – 2%
Robério Paulino (PSOL) – 1%
Araken Farias (PSL) – Não foi citado
Branco/Nulo – 27%
Não Sabe/Não Respondeu – 11%

Senado:

Wilma de Faria (PSB) – 39%
Fátima Bezerra (PT) – 29%
Roberto Ronconi (PTC) – 3%
Ana Célia (PSTU) – 2%
Branco/Nulo – 20%
Não Sabe/Não Respondeu – 8%

Presidência da República:

Dilma Rousseff (PT) – 51%
Aécio Neves (PSDB) – 10%
Eduardo Campos (PSB) – 8%
Pastor Everaldo (PSC) – 3%
José Maria (PSTU) – 1%
Outros – 2%
Branco/Nulo – 19%
Não Sabe/Não Respondeu – 7%.

Foram feitas 812 entrevistas entre os dias 22 e 24 deste mês. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo Nº RN-00005/2014.

Categoria(s): Blog
  • Banner da Agência Crioula, Delegacia da Mulher - Zona Norte, Agosto de 2019
sexta-feira - 27/06/2014 - 17:36h
Operação Pecado Capital

Justiça Federal decide afastar deputado Gilson Moura da AL

Corrupção no Ipem 'ajuda' jornalistas, institutos de pesquisas e até um filho de Wilma de Faria (PSB)

O deputado estadual Gilson Moura (PV) deverá ser afastado de seu mandato, na Assembleia Legislativa. A decisão, via quatro liminares, é da Justiça Federal.

Gilson: rastro de corrupção, segundo MPF

Também é decretada a indisponibilidade de bens do parlamentar, além de outras seis pessoas, investigadas na Operação Pecado Capital, “até o limite de R$ 300.750,30″. As decisões derivam de quatro das 11 ações por improbidade administrativa desencadeadas pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPFRN) contra Gilson Moura e mais 15 pessoas.

Entre os envolvidos, o advogado Lauro Maia (PSB), filho da vice-prefeita natalense e ex-governadora Wilma de Faria (PSB), jornalistas, advogados, servidores públicos etc.

As peças do MPF incluem desde casos de “funcionários fantasmas” e obras superfaturadas, até empresas contratadas pelo Instituto de Pesos e Medidas (Ipem/RN), durante a gestão de Rychardson de Macedo, entre 2007 e 2010, e que prestavam serviços ao parlamentar.

Entre  outros envolvidos nos processos cujas liminares já foram concedidas estão o ex-diretor do Ipem-RN, Rychardson Macedo; além de Márcia Câmara de Figueiredo, Fernando Aguiar de Figueiredo, Merle Ranieri Ramos, Oldair Vieira de Andrade e Adalucia Barreto de Oliveira.

Novas ações

As quatro ações nas quais foram concedidas liminares integram um grupo de 11 apresentadas agora em junho pelo Ministério Público Federal, todas assinadas pelo procurador da República Rodrigo Telles. As informações contidas apontam que todo o valor desviado pelo ex-diretor do Ipem/RN, Rychardson Macedo, era repassado ou dividido com o parlamentar. Os desvios financiavam as campanhas e os interesses políticos de Gilson Moura e também beneficiavam o filho da ex-governadora Wilma de Faria (PSB), Lauro Maia (PSB); e o advogado Fernando Antônio Leal Caldas Filho.

Os prejuízos aos cofres públicos apontados nos processos resultam em um volume de R$ 1.657.316,60. Em todas as ações foi requerido, além da indisponibilidade dos bens dos réus, o afastamento do deputado estadual de seu cargo. Cinco delas acrescentam novos réus a irregularidades já apontadas em ações penais e de improbidade apresentadas em 2013, contra outros envolvidos da Operação Pecado Capital. Uma dessas inclui, além de Gilson Moura; os nomes de Lauro Maia e Fernando Caldas Filho.

Lauro: mais enrascada

Os três são apontados como beneficiários do contrato ilegal entre o Ipem/RN e o Auto Posto JR II LTDA., que incluiu fraude, dispensa indevida de licitação e pagamentos indevidos de centenas de milhares de reais. No final de 2013, o ex-diretor Rychardson Macedo e outros envolvidos esclareceram através de delação premiada que Gilson Moura, Lauro Maia e o advogado Fernando Caldas Filho eram os destinatários finais da maior parte dos recursos públicos desviados.

“As declarações prestadas pelos colaboradores confirmaram elementos que apontavam no sentido da participação do parlamentar, do filho da ex-governadora e do advogado em referência no esquema”, destaca o MPF.

Envolvimento

As interceptações telefônicas da “Operação Pecado Capital” já indicavam a relação entre Gilson Moura e Rychardson Macedo. O nome do deputado foi mencionado em algumas ocasiões, quando tratavam do esquema de desvio de recursos. Segundo o MPF, além dos telefonemas e dos depoimentos, a participação do parlamentar se confirmou através da quebra de sigilos bancários e nas diligências de busca e apreensão.

Rychardson Macedo foi indicado por Gilson Moura e sua função no instituto era representar os interesses político-financeiros do deputado. “E foi quando ele me disse: ‘Não, Rychardson, veja lá o que é que tem de emprego, o que dá pra gente viabilizar de dinheiro, pra campanha, pra gente poder se capitalizar, porque tem o processo de reeleição e também tem o processo de Parnamirim…’.”, afirmou o ex-diretor, em depoimento.

Apartamento de luxo

Inclusive um irmão de Rychardson, Rhandson Macedo, mantinha em seu nome um apartamento de luxo pertencente de fato a Gilson Moura e localizado em Areia Preta. “Gilson não ia botar no nome dele. Ele não costuma botar os bens dele no nome dele”, revelou o ex-diretor do Ipem/RN

Sobre Lauro Maia e Fernando Caldas Filho, as ações do MPF indicam que ambos “atuaram nos bastidores político-administrativos, especificamente no submundo das trocas de favores espúrias e do recebimento oculto de valores ilícitos”. Lauro é advogado e exercia influência no então governo estadual, tendo indicado para o Ipem diversos funcionários, alguns “fantasmas”.

Fernando Caldas Filho é parente e foi sócio de Lauro Maia entre 2006 e 2012, em um escritório de advocacia. O MPF aponta que Fernando cumpria o papel de intermediário entre Lauro e Rychardson Macedo. Caberia a ele levar para o diretor do instituto os nomes dos funcionários a serem nomeados, de acordo com a vontade e indicação do filho da governadora.

Acerto de contas

O advogado também era responsável por realizar com Rychardson Macedo o acerto de contas dos recursos desviados da autarquia. A participação dele e de Lauro Maia foi confirmada através das delações premiadas. O depoimento do ex-diretor reforçou que, além da indicação de funcionários, os dois recebiam dinheiro desviado principalmente por meio do superfaturamento de um contrato de locação de veículos e outro de fornecimento de combustíveis.

Sobre o contrato de locação, Rychardson Macedo declarou em depoimento que o Ipem necessitaria de cinco carros e foi aconselhado por Fernando Caldas Filho a contratar 12, sendo que sete ficaram parados, além de uma caminhonete igualmente não utilizada. Os recursos desviados ficavam com o advogado e Lauro Maia, que complementavam a “cota” com parte de outro contrato superfaturado, o de combustíveis.

Rychardson Macedo fechou um acordo com o administrador do Auto Posto JR II, Zulmar Pereira de Araújo, pelo qual os veículos seriam abastecidos e no final do mês o empresário expediria uma nota fiscal em valores muito acima dos reais; descontaria R$ 1 mil e o valor do combustível efetivamente gasto; “devolvendo” o restante ao então diretor do Ipem.

Prejuízo ao erário

Os dois contratos resultavam em mais de R$ 30 mil mensais para os envolvidos no esquema e somente o de combustíveis gerou prejuízo de R$ 634.900,36 aos cofres públicos. “Peguei o da locadora e do posto, já dava uns trinta e pouco. E fiquei na incumbência de todo mês fazer alguns processozinhos pra poder acrescentar o valor, pra dar uma média de uns vinte mil pra eles e vinte mil pra mim e Gilson”, revelou o ex-diretor.

Parte dos recursos obtidos com os “funcionários fantasmas” também era incluído na divisão com o deputado. “(…) como eu tinha o da locação e tinha o do posto, eu tinha que dar vinte mil a Fernando e a Lauro. Então eu tirava uma parte do posto, e com esses laranjas eu complementava pra Gilson e também o restante eu ficava pra mim. Eu tirava por mês lá… Meu salário era cinco mil, eu tirava mais uns dez mil, justamente de laranja”, afirmou Rychardson Macedo.

Terceirização

Quatro das novas ações acrescentam o nome de Gilson Moura dentre os beneficiados por contratações irregulares de reformas e de mão de obra para o Ipem/RN. Uma delas envolve o pagamento de pessoal terceirizado através da FF Construções e Serviços Ltda, as demais reformas da sede do instituto e do galpão do taxímetro, além da construção de um telecentro.

O contrato de terceirização de funcionários e os de obras foram uma das grandes fontes de desvio de recursos públicos na gestão de Rychardson Macedo.

“Gilson Moura, com certeza, recebeu de seu ‘testa-de-ferro’ dinheiro proveniente desses contratos”, observa o Ministério Público Federal. De acordo com o ex-coordenador financeiro Aécio Aluízio Fernandes, o contrato da FF o permitia fazer pagamentos de valores a pessoas ligadas ao deputado estadual e entregar mensalmente a Rychardson cerca de R$ 29 mil a serem divididos com o parlamentar.

O prejuízo total decorrente da ilegalidade atingiu R$ 364.322,68. As obras de reforma da sede, do telecentro do Ipem e do galpão do taxímetro geraram um desvio total de R$ 261.755,56.

Todos esses serviços incluíram inexecução parcial ou total da obra e superfaturamento dos valores, sem contar irregularidades na licitação.

Fantasmas

Três das novas ações tratam da inclusão, na folha de pagamento do Ipem/RN, de pessoas que não trabalhavam efetivamente, mas recebiam seus salários, alguns dos quais eram parcialmente devolvidos aos “mentores” do esquema. A ilegalidade também incluía o pagamento indevido de diárias aos “funcionários fantasmas”.

Em uma dessas ações são incluídos como réus Gilson Moura e Rychardson Macedo. Eles se beneficiavam da inclusão, na folha salarial, de pessoas relacionadas às principais figuras da administração do instituto, incluindo as namoradas de Rychardson; de Rhandson; a esposa de Daniel Vale Bezerra, coordenador jurídico à época; três irmãos de Aécio Aluízio; além da namorada e então cunhada do ex-coordenador financeiro.

A eles foram destinados irregularmente R$ 218.410,00.

Jornalistas na folha

Outra ação revela a inclusão de jornalistas na folha de pagamentos do Ipem. A lista de réus inclui, além de Gilson Moura, o proprietário do antigo jornal Correio da Tarde e então integrante do diretório estadual do PV (mesma legenda de Gilson Moura), José Walter da Fonseca; o filho de Walter e diretor do jornal, Carlos Eduardo Dantas da Fonseca; a então jornalista de Política do antigo Diário de Natal, Flávia Urbano de Andrade; e o então editor de Política da Gazeta do Oeste, Luís Juetê Dias Figueiredo.

Os três últimos assinaram contratos de prestação de serviços com o instituto, porém de acordo com Rychardson Macedo nunca trabalharam para o Ipem.

Os salário mensais eram de R$ 600 e foram pagos entre meados de 2007 a meados de 2009, totalizando R$ 41.400,00. “Tratava-se de medida preordenada a assegurar o controle de notícias veiculadas nos respectivos jornais acerca do deputado estadual Francisco Gilson de Moura”, reforça o MPF, complementando:

“Triste constatar que um bem como a liberdade de imprensa, conquistado às custas de tanta luta contra a tirania e a opressão ao longo da história universal e brasileira, seja aqui vendido a um preço tão vil.”

A terceira ação inclui dentre os réus duas pessoas ligadas à TV Ponta Negra, onde o deputado Gilson Moura atuava antes de ingressar na carreira política. Uma delas foi cinegrafista, Oldair Vieira de Andrade, e a outra Adalucia Barreto de Oliveira, irmã do diretor comercial da emissora. Neste caso, apenas Oldair Vieira recebeu comprovadamente salários do Ipem/RN, totalizando R$ 15.390. O contrato de Adalúcia Barreto foi cancelado meses após a assinatura, sem qualquer pagamento ter sido identificado.

Pesquisas

Um dos processos impetrados pelo Ministério Público Federal trata da contratação de empresas de pesquisa pelo Ipem para realização de levantamentos eleitorais em favor de Gilson Moura. São réus, além do parlamentar, a titular da Perfil Pesquisas Técnicas, Márcia Câmara de Figueiredo; o administrador de fato da empresa, Fernando Aguiar de Figueiredo; e a titular da M2R Pesquisa e Opinião de Mercado, Merle Ranieri Ramos.

Em ambos os casos as contratações ocorreram sem justificativa da necessidade, do motivo pelo qual a empresa foi escolhida, nem a respeito do preço pago. No caso da Perfil não havia, sequer, contrato escrito. Foram repassados R$ 10 mil, indevidamente fracionados em dois contratos, por supostas pesquisas realizadas em Mossoró e Caicó, em fevereiro e abril de 2008, sobre a imagem do Ipem. Sendo que a primeira pergunta do suposto questionário era sobre a avaliação da então governadora.

A M2R também foi contratada através de dispensa indevida de licitação, fracionamento ilegal de despesas e outras irregularidades, para duas pesquisas, uma em 2007 e outra em 2008. A primeira, embora previsse coleta de dados na Grande Natal, se limitou ao Município de Parnamirim, onde Gilson Moura se candidatou a prefeito no ano seguinte. Já em 2008 ocorreu a contratação direta da empresa sem qualquer formalização ou justificativa.

Campanhas eleitorais

“Na verdade, essas pesquisas nunca existiram. As empresas em questão foram contratadas única e exclusivamente para fazer pesquisas em favor dos interesses político-eleitorais do deputado estadual Francisco Gilson de Moura. Elas fizeram pesquisas de intenção de voto para orientar, principalmente, a campanha do parlamentar em questão ao cargo de Prefeito Municipal de Parnamirim nas eleições de 2008”, resume o MPF.

Os ex-servidores Daniel Vale e Aécio Aluízio confirmaram que as duas foram contratadas para prestar serviços ao deputado estadual, apesar de terem sido remuneradas com recursos públicos da autarquia estadual. Rychardson Macedo reforçou: “Todas essas empresas, nenhuma prestou serviço efetivamente (…) ao Ipem. Todas elas foram pra campanha, pesquisa pra campanha. (…) Umas de deputado, outras de prefeito…” Ao todo foram gastos R$ 38 mil.

Fogos e compromissos – Gilson Moura é acusado, em duas das ações, de utilizar os recursos do Ipem, que deveriam ser para pagamento de pessoal, como forma de quitar serviços prestados a suas campanhas. Em uma delas pessoas relacionadas à empresa que forneceu fogos de artifício usados na convenção partidária das eleições de 2008 (na qual o deputado foi indicado como candidato a prefeito de Parnamirim) assinaram contratos com o instituto, sem obrigação de trabalhar.

O então diretor do Ipem/RN acertou a compra dos fogos de artifício, a mando do parlamentar, e efetivou o pagamento incluindo como “funcionárias fantasmas” do instituto a esposa e a cunhada do vendedor; além da esposa do proprietário da empresa. Os desvios totalizaram R$ 27.214.

Fantasmas

Na outra ação são réus Gilson Moura, Fernando de Lima Fernandes, Lílian Christina Rodrigues Magalhães e Gilney Michell Delmiro de Góis. O caso envolve a contratação de “fantasmas” para pagamento de compromissos de campanha do deputado estadual. Os três envolvidos tiveram atuação na disputa pela Prefeitura de Parnamirim, em 2008, ou mesmo em eleições anteriores.

Fernando de Lima Fernandes foi vereador de Parnamirim e em 2008 atuou como coordenador da campanha de Gilson Moura. O deputado havia lhe prometido um cargo e o ex-vereador indicou sua companheira, Lílian Christina, para ocupar a chefia de Gabinete do Ipem/RN. Já Gilney Michell apoiou o deputado em 2008 e já constava como doador de campanha desde as eleições de 2006. Os desvios somaram R$ 55.924,00.

Pecado Capital

O Inmetro realizou auditorias financeiras, contábeis e administrativas no Ipem/RN, nas quais registrou a ocorrência das irregularidades, tanto administrativas quanto penais, na gestão de Rychardson Macedo. Investigações do Ministério Público Estadual (MP/RN) resultaram na Operação Pecado Capital, de 12 de setembro de 2011, realizada com a Polícia Militar.

Na ocasião, Rychardson, Rhandson e a mãe dos dois, Maria das Graças de Macedo Bernardo; além de Adriano Flávio, Aécio Aluízio Fernandes e Daniel Vale chegaram a ser presos. O processo originário da Pecado Capital tramitou inicialmente junto à 7ª Vara Criminal de Natal, através de denúncia do Ministério Público Estadual, porém foi remetido à Justiça Federal em 4 de novembro de 2011, e desde então é acompanhado pelo MPF.

As 11 novas ações tramitam na Justiça Federal, como processos judiciais eletrônicos, sob os números 0802878-15.2014.4.05.8400T; 0802877-30.2014.4.05.8400S; 0802876-45.2014.4.05.8400T; 0802875-60.2014.4.05.8400T; 0802873-90.2014.4.05.8400S; 0802872-08.2014.4.05.8400T; 0802871-23.2014.4.05.8400S; 0802870-38.2014.4.05.8400T; 0802869-53.2014.4.05.8400T; 0802868-68.2014.4.05.8400T; e 0802867-83.2014.4.05.8400T.

Com informações da Justiça Federal, Portalnoar e redação do Blog Carlos Santos.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
sexta-feira - 27/06/2014 - 12:17h
Fatos e Gente

Gerais… Gerais… Gerais… Gerais


Programe-se, pois no sábado (28), a partir das 13h no salão do Hotel Thermas (Mossoró), será transmitido o primeiro jogo das oitavas de final entre o Brasil e a surpreendente seleção do Chile. O acesso para acompanhar a partida custa R$ 30,00 e é totalmente revertido em consumação. Mais informações pelo 3422-1200. O Oba Restaurante (Mossoró) também abrirá suas portas com ótima estrutura para receber a torcida, a partir das 11h. Mais informações pelo 3318-1111. O Restaurante Cândidu´s e o 5ªAvenida – também em Mossoró – são outros endereços interessantes para acompanhamos o grande jogo que se avizinha. Agende-se.

O Tenda Music Club (Mossoró) abrirá sua estrutura para em ambiente climatizado, confortável e seguro, para o jogo Brasil x Chile. Além disso, ofertará brindes da concessionária Dunas Kia, gerando sorteio de R$300,00 em consumação que serão sorteados para duas mesas.

O prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato (DEM), cumpriu nessa terça-feira (24) agenda de visita ao canteiro de obras, em que será construída a sede permanente da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro João XXIII. O prefeito cumpriu a agenda acompanhado da Secretária de Saúde, Patrícia Leite, além de demais Secretários Municipais, Profissionais da própria Unidade e outros auxiliares da Prefeitura. A secretária teve passagem pela pasta do Desenvolvimento Social, de Mossoró, na gestão da prefeita cassada e afastada Cláudia Regina (DEM).

Fabrício conta com Patrícia em sua equipe (Foto: PMPF)

Quando o escândalo do Complexo Viário da Abolição – obra de cerca de 17km em Mossoró, com duplicação de pista e cinco viadutos, será tratado como caso de polícia? Serviços estão paralisados há tempos, trânsito caótico, diversas falhas de projeto e estrutura, mais de R$ 72 milhões enterrados e nenhuma previsão para ser concluído. O banditismo com o dinheiro do contribuinte segue em frente, sem qualquer punição. E assim continuará.

O cantor e compositor potiguar Xavier Araújo lança nesta sexta-feira (27), o seu novo CD, “Forrozão da Nossa Terra”, em Mossoró. O show será no palco principal do Mossoró Cidade Junina na Estação das Artes Elizeu Ventania, em noite que terá ainda Amazan, Bell Marques, ex-Chiclete com Banana, e Forró dos 3. Baixe AQUI o novo CD desse ótimo artista.

Que sabadão bom o último dia 21 em Mossoró. Depois de show belíssimo do Padre Antônio Maria, no Largo da Igreja São João, outro bálsamo: Zé Ramalho na Estação das Artes Eliseu Ventania, no Mossoró Cidade Junina. Bom demais.

É hoje às 19h, no auditório do Sesi em Mossoró, a posse do escritor David Leite na Academia Maçônica de Letras do Rio Grande do Norte (AMLERN). Em seguida haverá lançamento de um livro de antologia poética, “Mossoró e Tibau em versos“, do autor e com coautoria de José Edilson de A.G. Segundo.

GRAFITH E VIOLÊNCIA - Vi muita celeuma depois do show da Banda Grafith de Natal, no Mossoró Cidade Junina (MCJ), sábado (21). Muita notícia e argumentos distorcidos. O que posso atestar é que fiquei apenas acompanhando umas três músicas da banda, quando começaram brigas generalizadas na multidão, gente esfaqueada etc., pipocando como metástase. A banda não açula a multidão para à violência. Não observei nada assim em palco, mas atrai um público que parece afeito à beligerância. Isso é fato, infelizmente. Os próprios locutores do MCJ – antes da apresentação, pediam calma, alertavam para a existência de câmeras da Polícia Militar, pregavam a paz, como se já soubessem o que viria. Paralelamente, choviam latas, copos etc. sobre o público. Isso é fato. Não vi sequer um empurrão antes, com Zé Ramalho – ou no show do Padre Antônio Maria, no início da noite, no Largo da Igreja São João (vide nota acima). E os números atestam, no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) e UPA´s, essa atmosfera de guerra. Não é discriminação a artistas potiguares ou desvio da verdade: é fato. A banda merece aplauso e respeito por seu trabalho, mesmo que eu não goste de suas músicas, mas sei de sua luta para estar tanto tempo na estrada. É isso.

Obrigado a leitura deste Blog ao empresário Francisco Neri (Recife-PE), Erickson Queiroz (Pau dos Ferros) e Aninha Rodrigues (Mossoró).

Chrystian de Saboya está perambulando pela Europa. Fica três semanas na Alemanha, recarregando as baterias para entrar com carga total na produção de sua festa de 30 de agosto. (Coluna de Paulo Pinto, O Mossoroense).

O espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró” terá a sua última apresentação no próximo domingo (29), com início às 21h30, no adro da Capela de São Vicente. Nota do Blog – Falta eu. Ainda não fui.

O Restaurante Cândidu´s (Mossoró) abre vagas para chefe de cozinha, barman, garçom e auxiliar de cozinha. Contatos – com currículo através deste endereço: oscar@candidus.com.br

A climatização do West Shopping (Mossoró) teve sensível melhora. Lá fora, no estacionamento, há investimento para cobertura com artifício de tendas, justificando cobrança pelo serviço. Aplausos. Nós, consumidores, merecíamos.

Lamentável a morte prematura do empresário Luiz Cândido Filho, por infarto fulminante, no dia passado. Que descanse em paz. Conheci-o em fugazes contatos sociais. Mas atestam-me incontáveis vozes, que ele era um trabalhador, de ótima convivência interpessoal. Mais uma vítima dessas relações asfixiantes com o serviço público. Gestão após gestão, da Prefeitura de Mossoró, gerando atrasos no cumprimento de obrigações com sua empresa. Estresse, depressão, sufoco financeiro.  O privilégio do dever do pagamento em dia é para poucos.

Cândido: morte repentina

“Tchê” é o nome da churrascaria, em ampla estrutura, que está sendo construída à Avenida João da Escóssia, no bairro Nova Betânia (Mossoró). Inauguração deverá acontecer até o mês de agosto.

Tudo pronto para a abertura da Agenda Cariri Cangaço 2014. Piranhas, a sede Cariri Cangaço nas Alagoas, promove a primeira Avante-Premiere do evento que tem seu ponto alto em Setembro de 2015. Uma das cidades mais bonitas e acolhedoras do Brasil, às margens do São Francisco, rica em beleza, esbanjando história e tradição, realiza no próximo mês de Julho, de 24 a 28 a Semana do Cangaço, com vasta e rica programação no momento em que se registram 76 anos da morte de Virgulino Ferreira em Angico, Sergipe. Acompanhe notícias sobre o tema AQUI.

Ministério Público investiga decreto de emergência da prefeita Luciana Oliveira (PMDB), de Baraúna, que permitiu ela comprar sem licitação 746 mil em livros paradidáticos. Através deste mesmo decreto de emergência, o MP quer saber do compra de 560 mil de medicamentos e a cidade ficou sem medicamentos. (Por Cézar Alves).

O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), no centro de Mossoró, diante da Praça Bento Praxedes (Praça do Codó), continua fechado, sem restauração e sem perspectiva de retomada de seus serviços, com cerca de 1.500 atendimentos por mês. A  Prefeitura de Mossoró precisa agir. Esse núcleo de saúde foi interditado ainda na gestão da prefeita cassada e afastada Cláudia Regina (DEM), em 2013, porque estava em ruínas, representando uma ameaça a servidores e atendidos.

Categoria(s): Gerais
  • Lion - Banner - 17-08-19
sexta-feira - 27/06/2014 - 10:32h
Copa do Mundo

TCE determina busca e apreensão de documentos no DER


Do Portal Noar

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Carlos Thompson Costa Fernandes, comunicou na ultima sessão plenária da Corte de Contas que determinou em caráter liminar, ad referendum do Plenário, medida cautelar de busca e apreensão no Departamento Estadual de Estradas e Rodagens do RN (DER).

O objetivo da medida foi colher todos os documentos referentes aos contratos oriundos dos Regimes Diferenciados de Contratação (RDCs) celebrados pelo DER/RN para instalação de estruturas temporárias para os quatros jogos da Copa do Mundo realizados em Natal.

Thompson Fernandes explicou que o Plenário do TCE aprovou na sessão de 03/06, à unanimidade, a realização de inspeção, inclusive in loco, pela Comissão de Acompanhamento e Fiscalização da Copa 2014 (CAFCOPA) nos referidos contratos, com o objetivo específico de verificar os questionamentos formulados na Representação do Ministério Público Estadual e Ministério Público de Contas.

Documentação

Os Inspetores da CAFCOPA requereram ao DER, no último dia 10/06, as cópias dos processos de despesas referentes às licitações que deveriam ser entregues até o dia 1 do Tribunal de Contas do Estado (RN) do Tribunal de Contas do Estado (RN)8 de Junho, o que não ocorreu, “conduta que tornou inviável o andamento dos trabalhos por parte do Corpo Instrutivo”.

Na sua decisão o conselheiro alertou que, diante do trabalho de desmontagem da estrutura a ser executado logo após a última partida de futebol, fato este que pode prejudicar toda a apuração pela CAFCOPA, “tem-se por configurado o fundado receio de grave lesão ao patrimônio público”.

A busca e apreensão, inédita no TCE/RN, foi cumprida nesta segunda-feira (23/06) pelos inspetores do Tribunal. Eles contabilizaram cerca de três mil páginas que foram transformadas em nove volumes. A Comissão vai analisar toda documentação, concluir a inspeção in loco nos próximos dias, emitir informação técnica sobre todos os achados de auditoria e encaminhar para o conselheiro Thompson Fernandes, que é relator dos processos relativos à Copa em Natal.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público
sexta-feira - 27/06/2014 - 10:18h
Soldado Jadson

Vereador poderá ser candidato a deputado federal


O vereador em primeiro mandato e dirigente do partido Solidariedade, em Mossoró, Soldado Jadson, poderá ser lançado como candidato a deputado federal.

Jadson e Kelps: dobradinha "impositiva"

Na cúpula do Solidadriedade no Rio Grande do Norte, o assunto ganhou fôlego no final dessa quinta-feira (26).

O presidente regional do partido, deputado estadual Kelps Lima, espera contar com Jadson na região de Mossoró para fazer dobradinha. Seria impositiva, em nome de interesses partidários.

Ao mesmo tempo, poderá ser uma forma de tirá-lo do palanque do vice-governador dissidente e candidato a governador Robinson Faria (PSD).

Líder

O Solidariedade faz convenção definindo aliança com o PMDB e a poio à postulação ao Governo do Estado do presidente da Câmara Federal Henrique Alves (PMDB).

Na campanha à eleição suplementar de Mossoró, este ano, Jadson foi liberado para tomar posição independente. Optou por apoio ao prefeito interino, que foi eleito, vereador Francisco José Júnior.

A projeção de Jadson e vinculação ao governismo municipal é tanta, que ele foi alçado à condição de “líder do Governo” na Câmara Municipal de Mossoró.

O vereador tem se destacado na Câmara Municipal por posições firmes e boa capacidade de articulação.

Categoria(s): Política
  • Repav - 30 Anos - Residencial Dix-neuf Rosado - Mais Publicidade - 240-08-19
sexta-feira - 27/06/2014 - 09:57h
Pesquisa Consult/Difusora

Prefeito tem alta aprovação; Rosalba é reprovada em Mossoró


De acordo com a Pesquisa Consult/Difusora, divulgada hoje pela Rádio Difusora de Mossoró, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e o prefeito Francisco José Júnior (PSD) vivem situações distintas hoje no município.

Francisco e a "Rosa": gangorra

A gangorra da avaliação popular tem movimento que o coloca em alta e Rosalba em baixa.

A sondagem que ouviu 600 pessoas em Mossoró, no último dia 24, mostra reprovação ao Governo da “Rosa” em sua terra-berço e aprovação à administração Francisco José Júnior.

Desgaste

O prefeito tem endosso popular que atinge 65,17% dos entrevistados.

Já Rosalba, amarga reprovação de 53% dos ouvidos. Seu desgaste, de ordem estadual, chegou a Mossoró, sua cidadela e “canteiro” político.

Veja os números abaixo:

Governo Rosalba Ciarlini:

Aprovam – 38%
Desaprovam – 53%
Não sabe – 9%

Governo Francisco José Júnior:

Aprovam – 65,17%
Desaprovam – 20%
Não sabe – 14,83%.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/06/2014 - 09:14h
Pesquisa Consult/Difusora

Dilma, Henrique e Wilma lideram pesquisa em Mossoró


A Rádio Difusora de Mossoró divulgou à manhã de hoje a primeira pesquisa eleitoral deste ano, na pré-campanha eleitoral estadual.

Henrique tem dianteira sobre Robinson (Foto: montagem)

O campo de coleta de informações é apenas o município mossoroense.

O trabalho foi realizado pelo Instituto Consult, ouvindo 600 pessoas no último dia 24.

Disputas

Foram feitas perguntas relativas à sucessão estadual, disputa ao Senado e corrida presidência, além de questões administrativas.

A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o número 0186/2014.

Veja no boxe abaixo o resultado da sondagem para Governo do Estado, Senado e Presidência da República:

A vantagem de Henrique Alves (PMDB) sobre Robinson Faria (PSD) é de 20,67%.

Para o Senado, a dianteira é de Wilma de Faria (PSB) sobre Fátima Bezerra (PT), com 5,84%.

Já em relação à luta presidencial, Dilma Rousseff (PT) passeia sobre os adversários. Em relação ao mais próximo, Aécio Neves (PSDB), sua maioria é de 41,50%.

Com informações do Portal Difusora.

Categoria(s): Política
  • Banner da Agência Crioula, Delegacia da Mulher - Zona Norte, Agosto de 2019
sexta-feira - 27/06/2014 - 08:46h
Tomaz Neto

PDT mudará de comando em Mossoró para eleições


Tomaz: partido sob sua direção

O vereador pedetista Tomaz Neto deverá presidir Comissão Provisória do PDT em Mossoró.

A mudança é decisão da Executiva Estadual, com foco nas eleições estaduais deste ano.

O partido faz parte de coligação e apoiará a candidatura ao Governo do Estado do PMDB, com nome do presidente da Câmara Federal –  Henrique Alves.

Para Mossoró, orientação é de se promover reorganização partidária e foco no pleito de 2014.

Robinson

O PDT em Mossoró é presidido pelo empresário Rútilo Coelho. Ele tem preferência pela candidatura a governador do vice-governador dissidente Robinson Faria (PSD).

Na eleição municipal suplementar, Tomaz e Rútilo divergiram e ficaram em palanques distintos.

O PDT foi levado para composição com o PSD, do prefeito interino – que se elegeu – Francisco José Júnior.

Tomaz é o único filiado do partido, no município, com mandato eletivo.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/06/2014 - 08:23h
Mossoró

Prefeito pede empenho à aprovação de reforma administrativa


O prefeito Francisco José Júnior (PSD) reuniu sua bancada à noite dessa quinta-feira (26).

Encontro para tratar de um tema específico: a reforma administrativa (veja AQUI) de sua gestão.

Francisco quer empenho da bancada (que tem 14 dos 21 assentos na Câmara Municipal) para aprovação da matéria.

Provavelmente, o projeto será votado na próxima quinta-feira (3 de julho) em regime de urgência especial.

A Câmara Municipal estará em recesso, mas terá convocação extraordinária.

Categoria(s): Política
  • Lion - Banner - 17-08-19
sexta-feira - 27/06/2014 - 07:41h
Eleições 2014

Fafá assume PMDB e ratifica candidatura a deputado federal


Do Blog de Jota Belmont

Em reunião que teve com o presidente estadual do PMDB-RN, pré-candidato ao Governo, Henrique Alves, com o senador José Agripino  (DEM) e a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB), a ex-prefeita de Mossoró Fafá Rosado (PMDB), que estava acompanhada do deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), conversou com membros do partido que passa a comandar na cidade de Mossoró.

Leonardo, Agripino, Henrique, Fafá e Wilma tiveram encontro cartorial (Foto: divulgação)

O encontro aconteceu no apartamento do deputado Henrique Alves (PMDB), à noite dessa quinta-feira (26). Ficou acertado que a ex-prefeita de Mossoró, Fafá Rosado (PMDB), será candidata à deputada federal, e o marido, deputado Leonardo Nogueira (DEM), candidato à reeleição.

Nota do Blog - Fafá cartorialmente assumiu o comando do partido em Mossoró, que estava nas mãos da vereadora Izabel Montenegro.

Deverá colocar também como membros, um sobrinho e um de seus filhos.

A princípio, marcou duas datas para assumir festivamente o partido, em encontro em sua mansão, mas refluiu após anúncio de rompimento de aliança com o PSD e o prefeito Francisco José Júnior (PSD).

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/06/2014 - 07:02h
Mossoró

Aeroporto é sinalizado com recursos da iniciativa privada


Empresários e profissionais liberais de Mossoró, proprietários de aeronaves que ficam em hangar no Aeroporto Dix-sept Rosado ou utilizam regularmente sua pista para pouso e decolagem, resolveram agir por uma boa causa.

Demarcação horizontal começou ontem (Fotos: Daniel Zumba)

Estão bancando a sinalização horizontal desse aeródromo.

Os trabalhos foram iniciados ontem.

Uma equipe e equipamentos de empresa contratada para esse fim realizam o serviço que é de fundamental importância para a segurança de tripulações e passageiros de aeronaves que utilizam o aeroporto.

Poder público

Esse grupo resolveu agir, depois de anos esperando providências do poder público.

Cansaram.

Equipamento trabalha por iniciativa privada

Há alguns anos o Aeroporto Dix-sept Rosado não tem tem linha regular de voos comerciais.

Os maiores usuários são esses proprietários e o Governo do Estado, responsável pelo aeroporto.

Mas o Governo do Estado chega ao exagero do desleixo, até mesmo deixando o telefone de emergência desse equipamento público ser cortado, por falta de pagamento.

Chegou a estar interditado por não atender a 44 exigências normativas de segurança, mas acabou reaberto por articulação política do deputado federal Henrique Alves (PMDB).

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.