terça-feira - 30/05/2017 - 06:53h
Gastronomia

“Revista Deguste” terá edição especial em julho


A Revista Deguste de Turismo e Gastronomia está preparando sua edição especial, número 144, que marca os 12 anos ininterruptos de uma das publicações de maior sucesso entre as revistas editadas no Rio Grande do Norte.

A previsão é que a edição de aniversário circule entre os dias 1 e 3 de julho de 2017, após a montagem editorial até o próximo dia 20 de junho, e cumpridos os prazos de execução gráfica.

A Revista Deguste foi fundada em 2005, na cidade de Natal, pelos jornalistas Luís Benício Tavares Siqueira e Washington Rodrigues.

São profissionais formados no curso de jornalismo da Universidade Federal do RN (UFRN), com extensa experiência em veículos de comunicação e serviços de assessoria de imprensa na capital.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Comunicação
terça-feira - 30/05/2017 - 06:48h
Mobilização

Audiência e autonomia financeira movem Frente pró-Uern


No próximo dia 14, as atividades da Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Universidade do Estado do RN (UERN) será objeto de audiência pública na Assembleia Legislativa. A proposição é da deputada estadual Larissa Rosado (PSB).

Nessa segunda-feira, a Frente teve reunião na Câmara Municipal de Mossoró, onde nasceu, discutindo questões diversas como a autonomia financeira, contribuição social da Uern para o estado e outros pontos.

Uma proposta para autonomia financeira da instituição deverá ser apresentada até dezembro deste ano.

O vereador Francisco Carlos (PP) é o coordenador desse movimento, que conta com representantes do legislativo mossoroense, Assembleia Legislativa, segmentos da Uern e setores da sociedade.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
terça-feira - 30/05/2017 - 06:10h
RN

Governo promete 60 novos leitos de UTI para o estado


O Rio Grande do Norte vai ganhar, até o fim deste ano, 60 novos leitos de Unidade de Tratamento Intenso (UTI) para adultos. A informação foi confirmada, nesta segunda-feira (29), pelo titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), George Antunes.

O investimento será de R$ 16 milhões, provenientes do tesouro estadual.

Serão 20 novos leitos em Natal e dez em Mossoró. Os outros 30 leitos serão divididos entre os municípios de Pau dos Ferros, Caicó e Currais Novos, onde cada cidade receberá dez leitos de UTI.

Em relação a Mossoró, o secretário já tinha adiantado essa informação na última sexta-feira (26), quando participou de audiência pública convocada pelo deputado estadual Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, que tratava de novos leitos para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) – veja AQUI – e outras questões da saúde no município e região.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Saúde
terça-feira - 30/05/2017 - 05:56h
Política

Novo presidente do PSDB anuncia outra atração de prefeito


O PSDB continua recebendo adesões e reforços em todas as regiões do Rio Grande do Norte, informa sua assessoria de imprensa. O prefeito Clécio Azevedo (ex-PR), do Bom Jesus, eleito com 56,60% dos votos no município do Trairi, também assinou a ficha do partido.

No seu primeiro dia como presidente do PSDB potiguar, o deputado Ezequiel Ferreira de Souza teve como ato receber o novo filiado, na tarde desta segunda-feira (29), na sede do partido.

“Em todo Estado o PSDB vem recebendo adesões. Estamos conversando com lideranças do Agreste, Seridó, Trairi, região Central, Mato Grande, Potengi, Vale do Açu, região Salineira, Médio, Alto Oeste e cidades vizinhas a Mossoró. O prefeito de Bom Jesus vem somar e engradecer o partido, com suas ideias e força para buscar mais desenvolvimento”, frisou Ezequiel Ferreira.

Atualmente o PSDB é o 3º maior partido do Rio Grande do Norte com um deputado federal, um senador suplente (Valério Marinho), cinco deputados estaduais (Ezequiel Ferreira, Gustavo Carvalho, José Dias, Raimundo Fernandes e Márcia Maia), 107 vereadores, 30 prefeitos e vice-prefeitos, e conta ainda com 150 diretórios e comissões provisórias de 167 municípios do Estado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 29/05/2017 - 23:59h

Pensando bem…


“Os homens sentem mais a necessidade de curar as suas doenças do que os seus erros.”

Sophie Ségur

Categoria(s): Pensando bem...
segunda-feira - 29/05/2017 - 18:12h
Comunidade Católica Renascer

Mutirão contra o câncer tem grande atendimento


O mutirão da Comunidade Católica Renascer, em Mossoró, ocorrido no sábado passado (veja AQUI), atendeu a mais de 150 pessoas.

A iniciativa promoveu atendimento gratuito à população para diagnóstico de câncer de tireoide, na sede da própria Renascer.

Vários médicos especialistas participaram do mutirão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Gerais
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
segunda-feira - 29/05/2017 - 14:06h
Adão Eridan

Suplente de Ricardo Motta tem complicações também


Se o desembargador Glauber Rêgo decidir pelo afastamento do mandato do deputado estadual Ricardo Motta (PSB) – veja AQUI -, como solicitado pela Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), seu substituto imediato é terceiro suplente Adão Eridan (PR).

Antes dele, a coligação de Ricardo Motta, denominada de “União pela Mudança 2″ – formada à campanha estadual de  2014 -, já viu dois suplentes serem convocados à Assembleia Legislativa na atual legislatura: Vivaldo Costa (PROS), com o falecimento de Agnelo Alves (PDT) e Larissa Rosado (PSB), em face da eleição do titular Álvaro Dias (PMDB) como vice-prefeito do Natal no ano passado.

Condenação

Adão Eridan teve 25.331 votos. Ele já foi vereador em Natal e foi condenado na denominada “Operação Impacto”, caso de favorecimento em decisões legislativas na Câmara Municipal. Por isso não foi candidato à reeleição no ano passado, lançando o filho Júlio César, que não foi eleito.

O quarto suplente é o atual vereador Bispo Francisco de Assis (era do PSB e hoje está no PRB) que empalmou 24.800 votos em 2014. Foi eleito vereador em Natal em 2016, onde obteve 5.160 votos. Foi o oitavo mais votado entre os eleitos ao legislativo natalense.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 29/05/2017 - 13:10h
Ricardo Motta

Procurador geral de Justiça pede afastamento de deputado


Do Tribuna do Norte Online

A Procuradoria Geral de Justiça (PFJ) do RN pediu o afastamento do deputado estadual Ricardo Motta da Assembleia Legislativa. Ele está envolvido em dois escândalos – “Operação Dama de Espadas” e “Operação Candeeiro” – aparecendo em papel proeminente em ambos. São casos de corrupção no âmbito da Assembleia Legislativa e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), respectivamente.

O advogado Thiago Cortez, que atua na defesa de Motta, afirmou que ainda não tomou conhecimento do teor da matéria, precisando tomar ciência para fazer sua defesa.

Motta tem cinco dias à defesa.

O pedido do procurador geral de Justiça, Rinaldo Reis, está nas mãos do desembargador Glauber Rêgo – do Tribunal de Justiça do RN (TJRN).

Veja matéria completa clicando AQUI.

Veja também: série de postagens sobre envolvimento de Ricardo Motta e Idema AQUI;

Veja também: postagem sobre denúncia que envolve Ricardo Motta com desvio na AL AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
segunda-feira - 29/05/2017 - 10:49h
Final de semana

RN contabiliza mais 29 homicidios e total chega a 1.017


O Rio Grande do Norte produziu mais 29 homicídios só no final de semana que passou.

Entre eles, seis mulheres. São 57 mulheres em todo o ano de 2017.

Os dados são do Observatório da Violência Letal Intencional do RN (OBVIO).

No cômputo geral, até o fim da noite de ontem (28/05/2017) foram 1017 homicídios no RN. Os dados apontam para um aumento de 28,4% em relação a 2016.

Os dados absolutos demonstram 225 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2016, até o mesmo período, foram 792 CVLIs, contra 653 em 2015 e 739 em 2014.

Mossoró segue a liderança das Condutas Violentas Letais Intencionais CVLIs), ou seja, homicídios, nesse final de semana, com seis ocorrências (20,69%), seguida de Ceará-Mirim e Natal com 5 CVLIs cada uma (17,24% cada). Governador Dix-Sept Rosado e Parnamirim (ligadas às “Zonas Metropolitanas” de Mossoró e Natal), tivera 2 CVLIs cada (6,9%).

Nos locais onde ocorreram os homicídios nesse último final de semana, tivemos: 14 em vias públicas (48%); 9 dentro ou em frente a residências (31%); 2 no interior de edificações (7%). As demais, contaram com  1 ocorrências cada: terrenos baldios (4%);  hospitais e prontos socorros (4%); estradas carroçáveis (4%); e bares e festas (4%).

Com informações do Blog Castelo de Cartas.

Nota do Blog Carlos Santos – Está ruim e vai piorar muito mais.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
segunda-feira - 29/05/2017 - 10:05h
BR-304

Médico capota carro e escapa da morte milagrosamente


Alexandre, médico do Itep (Foto: Redes sociais)

Do blog O Câmera e outras fontes

O médico do Instituto Técnico e Científico de Polícia (ITEP) de Mossoró, Alexandre Avelino Moreira Maia, capotou seu carro na manhã desta segunda-feira, 29, na BR 304, nas proximidades da fábrica Porcellanati.

Alexandre Avelino ficou preso às ferragens após o capotamento. Populares usaram picaretas e alavancas para resgate da vítima.

O médico procedia de Fortaleza (CE) com destino a Mossoró.

O acidente aconteceu já em área de configuração urbana, trecho de denominado Distrito Industrial de Mossoró, com veículo tendo capotado várias vezes a ponto de ficar emborcado.

Ele perdeu o controle de sua picape Hilux de cor prata.

Alexandre foi socorrido por uma equipe do Samu para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) com suspeita de fratura em um dos braços.

O carro ficou praticamente destruído.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
segunda-feira - 29/05/2017 - 09:39h
Política

Certezas e incertezas do clã Alves para campanha 2018


Sitiados por muitos embaraços e o próprio peso da pecha oligarca, o clã Alves ainda não se entendeu quanto à montagem de sua “nominata” à campanha estadual do próximo ano.

Mas há algo esquadrinhado para o tabuleiro político de 2018.

A princípio, o atual prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) será o nome da família ao Governo do RN. A princípio.

Walter e Garibaldi: mudança possível (Foto: arquivo)

Em tese, o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) tentará novo mandato ao Senado. Em tese.

É pretensão do ex-deputado federal Henrique Alves (PMDB) luta com avidez para retornar à Câmara Federal. É o que ele pretende.

Walter Alves (PMDB), deputado federal, é nome certo para projeto de reeleição. Tudo indica.

Mas há algumas conjecturas em fermentação, que podem mudar essa configuração até as convenções.

Carlos Eduardo Alves pode não ser candidato, mantendo-se na Prefeitura. Assim, abriria espaço para um não-Alves, que possa arejar a cabeça de chapa em tempos de desgaste do grupo, da política e dos nomes tradicionais da política.

Garibaldi Alves Filho deixaria a disputa da reeleição e refluiria para corrida à Assembleia Legislativa, onde começou sua vida pública no início dos anos 70. Seria uma forma de potencializar eleição de uma nominata partidária maior à AL e cuidar mais de sua saúde, que anda claudicando.

Henrique manteria sua postulação à Câmara Federal. Precisa desesperadamente desse mandato de volta.

Walter Alves, filho de Garibaldi, seria lançado ao Senado. É um nome leve, de carisma e maior desenvoltura na atualidade.

Mas, claro, que tudo tem relação direta com o que possa ocorrer até lá, em face desse turbilhão político produzido em Brasilia. Forma-se um redemoinho capaz de mudar muitos planos tidos como inquebrantáveis e irremovíveis.

Mais do que crescer, o grupo projeta manter espaços e evitar maiores perdas. Sobreviver é a missão basilar.

Aguardemos, pois.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 29/05/2017 - 09:13h
Mossoró

OAB resolve questionar aumento abusivo do IPTU


Do Blog da Chris

A OAB-Mossoró, presidida por Canindé Maia, acionou o Judiciário para contestar o aumento dos valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

O Blog da Chris, na semana passada, adiantou que o presidente da OAB-Mossoró teria uma reunião com o secretário de Tributação do município, Abraão `Padilha, para se inteirar do ato normativo que validava o crescente aumento do imposto.

No último sábado, Canindé Maia usou as redes sociais para informar e explicar o porquê da Ação da Ordem em desfavor da Prefeitura Municipal de Mossoró.

“Entendemos que o município não observou o princípio da legalidade, que limita o poder de tributar. Foi concedido prazo de 72h para a manifestação da autoridade. A Ação se deu após resposta oficial da PMM”.

O órgão alega que o aumento carece de legalidade.

Este ano, muitos proprietários de imóveis foram surpreendidos com aumentos absurdos em seus boletos de IPTU. As majorações chegaram a 700%.

Nota da Chris: Ponto para OAB-Mossoró e para o presidente Canindé Maia que contrariaram as expectativas.

Nota do Blog Carlos Santos – Aplausos para OAB e mais uma vez temos que lamentar o silêncio de outros segmentos, sem uma postura proativa, como Câmara Municipal (sua oposição, em especial) e o Ministério Público.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
segunda-feira - 29/05/2017 - 07:44h
Aeroporto

Governo do Ceará aposta em Aracati com fracasso de Mossoró


Aracati: voo comercial (Foto: Ellen Freitas)

“Com a situação atual do Aeroporto de Mossoró que não poderá operar Aviação Regular, haja vista relatório da Anac, cresce de importância a implantação de voos para Aracati”. Essa declaração é do coronel Paulo Edson Ferreira, assessor diretor de Infraestrutura Aeroportuária do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) do Ceará.

Em reportagem publicada nesse final de semana pelo jornal “Diário do Nordeste”, de Fortaleza (CE), é endossado o que este Blog tem publicado há vários meses, em relação aos avanços no Aeroporto Dragão do Mar de Aracati no Ceará, em contraposição ao Aeroporto Dix-sept Rosado de Mossoró prometido falsamente para funcionar a partir de 12 de abril deste ano.

Na verdade, não há nada certo para abril, maio, junho, julho, agosto… em relação ao aeroporto mossoroense, situação diametralmente oposta ao que acontece no tocante ao Dragão do Mar, administrado pelo governo cearense.

Veja matéria completa clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Gerais
segunda-feira - 29/05/2017 - 06:40h
Série D

América e Globo vencem; Potiguar volta a empatar


O América conseguiu sua segunda vitória no grupo A9 da Série D do Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo, 28, atuando em Aracaju. O alvirrubro natalense venceu o Sergipe, por 2 a 0. A partida foi válida pela segunda rodada e realizada na Arena Batistão.

Os gols do triunfo da equipe potiguar foram assinalados na etapa final do confronto. O primeiro gol foi marcado aos 14 minutos do segundo tempo através do jogador Jean Silva. O segundo tento americano foi marcado aos 24 minutos. Lucão aproveitou rebote do goleiro do alvirrubro sergipano e fez o segundo gol dos visitantes.

O resultado deixa o América na liderança da chave com seis pontos ganhos em duas partidas. Já os donos da casa amargaram a segunda derrota na competição nacional.

No próximo domingo, 4, o Mecão recebe o Jacobina, às 16 horas. O jogo será válido pela terceira rodada do grupo A9. Já o Sergipe vai enfrentar o Murici fora de casa. O confronto também está marcado para às 16 horas.

Potiguar arranca empate

Após ficar duas vezes atrás do placar, o Potiguar conseguiu arrancar um empate em 2 a 2 diante do Guarany de Sobral, no interior cearense. A partida foi realizada na tarde deste domingo, 28, no Estádio do Junco, e válida pela segunda rodada do grupo A5.

O Guarany saiu na frente através do jogador Pel aos 37 minutos do primeiro tempo. Um minuto depois o atleta Lo Cunha do alvirrubro mossoroense sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou a penalidade, aos 38 minutos, e deixou tudo igual.

O Cacique do Vale voltou a ficar a frente do marcador logo aos cinco minutos da etapa complementar. Após cobrança de escanteio, Monga subiu sozinho e fez o segundo gol dos donos da casa. A alegria do time cearense durou pouco novamente. Os visitantes chegaram ao empate aos 10 minutos através de Romeu.

O resultado deixa a equipe sobralense com quatro pontos ganhos na vice-liderança da chave. Já os mossoroenses somam seu segundo ponto na competição e fica na terceira colocação. Vinha de um empate sem gols com o Maranhão, jogando no último final de semana, no Estádio Edgarzão (em Assu), com o Maranhão. O líder é o Maranhão, que venceu também neste domingo o Ríver, por 3 a 0.

O Potiguar volta a campo no próximo domingo, 4, diante do lanterna Ríver, às 17 horas. A partida deverá ser realizada no estádio Edgarzão, em Assu, pela impossibilidade de não contar com o Nogueirão, que permanece sem ter condições de sediar jogos após o Corpo de Bombeiros não liberá-lo. O Guarany pegará o Maranhão, em São Luiz.

Globo vence

O vice-campeão potiguar deste ano, o time do Globo, venceu jogando em seus domínios, no Barretão, em Ceará-mirim, a segunda partida pela Série D.

Com gols de Gláucio no primeiro minuto de jogo e Romarinho, passou pelo Guarani de Juazeiro-CE.

Com a primeira vitória, o time de Ceará-mirim fica em segundo lugar em seu grupo, o A6. Domingo próximo enfrentará o América-PE em Paulista, no Estádio Ademir Cunha.

Com informações do Blog do Edinaldo Moreno e do Nominuto.com

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Esporte
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
domingo - 28/05/2017 - 23:58h

Pensando bem…


“O homem culto é apenas mais culto; nem sempre é mais inteligente que o homem simples.”

Hermann Hesse

Categoria(s): Pensando bem...
domingo - 28/05/2017 - 16:44h
Presidente José Ugaz

É preciso proteger a Lava Jato, diz Transparência Internacional


Por Fernanda Mena (Folha de São Paulo)

A crise política brasileira começará a ser resolvida, quando a classe política que fracassou der lugar a uma nova geração de líderes, realmente interessados no bem comum dos brasileiros e não em seus interesses pessoais.

Esse é o ponto de vista de José Ugaz, presidente da Transparência Internacional, ONG de influência mundial voltada ao combate à corrupção. Em sua ótica, a Operação Laja Jato é um exemplo para o mundo.

Presidente da ONG Transparência Internacional, José Ugaz, diz que Lava Jato é exemplo (Foto: Folha)

Ao mesmo tempo, é uma janela de oportunidade para revisão no sistema político e no modo como o setor privado brasileiro faz seus negócios.

“A essa altura, as empresas devem ter percebido que os custos da corrupção são imensos, tanto do ponto de vista financeiro como de reputação”, emenda Ugaz.

Ele desembarca essa semana no Brasil, para assinar um acordo entre a ONG que preside e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a convite da ministra Cármen Lúcia – que preside esse colegiado e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Como avalia as mais recentes revelações de corrupção no país?

José Ugaz – Há um misto de surpresa e confirmação. De alguma maneira, esperávamos que isso ocorresse porque havia uma série de suspeitas sobre Michel Temer e algumas evidências que o vinculavam a casos de corrupção. Era questão de tempo. O que ocorreu apenas adiciona gravidade a um tema de urgência no país, que é a situação política brasileira e sua democracia.

O que a ampliação do espectro político dos envolvidos aponta?

JU – Alguns setores haviam dito que a Lava Jato era uma perseguição à esquerda. Outros haviam dito que era uma crise da direita empresarial. Mas o que ocorreu agora confirma o que os especialista sempre afirmaram: corrupção não tem ideologia. Ela é transversal na política. O caso do Brasil é didático: há líderes de partidos de esquerda, há empresários que claramente não são esquerdistas e há políticos da direita envolvidos em casos graves de corrupção. Todos, de alguma maneira, tentam desmerecer a Lava Jato.

Por quê?

JU - Porque a Lava Jato está funcionando e apontando para o problema, que são os corruptos. Isso indica que é preciso proteger a investigação, para que ela siga com os níveis técnicos que tem apresentado, respeitando o devido processo legal. Independentemente do nível político ou econômico dos investigados. Digo agora que o Brasil não só exporta jogadores de futebol e corrupção, mas um modelo anticorrupção exemplar.

Veja a íntegra dessa entrevista clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 28/05/2017 - 15:31h

Governo fica sem palavras para violência e escândalos


Por Carlos Duarte

Na madrugada do último sábado (27), o Rio Grande do Norte atingiu a marca de mil mortes por condutas letais intencionais (homicídios, latrocínios, etc), neste ano. Os dados da triste estatística são do Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio-RN).

Os números apontam para um aumento de 27,6%, em comparação com igual período do ano passado, numa média de quase 7 mortes, por dia. A curva de crescimento da violência é muito preocupante e revela que as ações de combate, implementadas pelo governo do RN, são pífias, inadequadas e incapazes de estancar o avanço da criminalidade.

Existem ausências de políticas públicas em quase todos os setores da administração do Estado – que estejam relacionados com a segurança pública, gerando um célere ciclo vicioso, nocivo a toda sociedade.

Apesar da seriedade do problema, o governo Robinson Faria (PSD) diz que não comenta os dados do Obvio-RN. Talvez, porque não tenha argumentos capazes de contrapô-los.

Da mesma forma, não comenta também os descasos nas áreas de educação e saúde, entre outras de igual importância.

O menino nascido em “berço de ouro” também não comenta o seu envolvimento nas denúncias da Lava-Jato, JBS e Damas de Espadas. Sobre o escândalo do Idema, que envolve diretamente o seu governo, sequer emite uma nota a respeito. Ignora a tudo e a todos.

“Quem cala consente!”, diz um adágio popular.

Sem comentários…

SECOS & MOLHADOS

Segurança – Em Mossoró, são 110 mortes violentas em 147 dias, deste ano. O cidadão mossoroense, que já anda aterrorizado com tamanha violência, vive a expectativa do aumento de assaltos e roubos que sempre antecedem aos grandes eventos. Quais as ações preventivas de segurança tomadas para o Mossoró Cidade Junina 2017?

Idema – O novelo da corrupção no Idema começa a ser desfiado. O desvio de dinheiro do órgão, que serviu também para financiar campanhas de políticos do RN, ainda não cessou, segundo apontam as investigações. Ávidos por arrecadação, as autuações e multas impagáveis prosperam em nome dos princípios da prevenção e da precaução. Quem paga a conta é o contribuinte e o empreendedor potiguar.

Abandono – De acordo com a Inspetoria de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do RN, existem em todo o estado, 313 obras iniciadas que se encontram paralisadas ou inacabadas. Isso significa que R$ 308 milhões estão entregues às intempéries do tempo. Nenhum gestor público foi responsabilizado por isso, até agora.

Cenário – O impacto da crise política, com as denuncias ao presidente Michel Temer pela JBS, são imediatas e devastadoras para a fragilizada economia brasileira. Do cenário positivo, que estava se desenhando, agora se espera, para 2017, uma retração do PIB brasileiro para 0,5%, numa estimativa mais otimista de perda de R$ 25 bilhões; ou um PIB negativo de 1,1%, para uma perda de R$ 127 bilhões, numa estimativa mais pessimista. Os dados são de especialistas ouvidos pelo Boadcast/Estadão.

Perdas – As empresas brasileiras perderam, com os primeiros impactos da crise política, R$ 161 bilhões em valores de mercado, segundo os indicadores financeiros. Por outro lado, as empresas brasileiras com dívidas em dólar tiveram os seus passivos aumentados em R$ 7,2 bilhões. As perspectivas de reversões desses números são pouco prováveis, no curto prazo. Essa corrosão da economia, fez com que as empresas adiassem os seus planos de investimentos e captações de recursos.

Risco – A crise também estimulou as agencias de classificação de riscos a colocarem o Brasil em observação para possível rebaixamento da nota soberana, alterando o ratingbrasileiro de “estável” para “negativo”. Entre os fatores citados pela Moody’s e pela Standard & Poor’s (S&P) estão as “dinâmicas políticas mais estressadas e o aumento das incertezas em relação ao momento favorável, após os últimos acontecimentos políticos”.

Prejuízo – De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (Abih-RN), o Rio Grande do Norte deverá perder cerca de mil passageiros, por semana, somente com a suspensão dos três voos semanais da TAP (Lisboa/Natal). Essa é a única ligação intercontinental aérea do RN em voos comerciais. Isso está acontecendo porque a pista principal do aeroporto de São Gonçalo está interditada para reforma e ninguém encontrou uma solução alternativa, que pudesse minimizar o impacto sobre a economia do estado. Detalhe: o aeroporto, que foi construído com o dinheiro do povo, é novíssimo, mas já apresenta vários defeitos técnicos. Isso acabará prejudicando o setor turístico do RN, que emprega mais de 120 mil pessoas.

Pingo – O uso e ocupação de solo no percurso do Pingo da Méi Dia é novamente alvo de polêmica e criticas. Os organizadores do evento argumentam que as calçadas e praças pertencem ao município e que podem, sim, lotear os seus espaços durante o evento. Mas, é importante observarem os direitos de acessibilidades dos moradores e não repetirem os erros das edições anteriores.

Pingo II – Tivemos no passado a ocupação exacerbada de espaços comprimidos – onde não são observados os critérios mínimos de segurança, como áreas de exaustão e fugas em casos de pânicos. Em tempos de aumento de violência e enfraquecimento dos equipamentos de segurança pública é prudente prevenir. Felizmente, o evento não tem histórico de violências fora dos padrões. Que assim seja outra vez.

* Veja a coluna anterior clicando AQUI.

Carlos Duarte é economista, consultor Ambiental e de Negócios, além de ex-editor e diretor do jornal Página Certa

Categoria(s): Artigo
domingo - 28/05/2017 - 09:42h
Sangue

Mossoró alcança a marca de 110 homicídios em 2017


Mossoró alcançou a marca de 110 homicídios em 2017.

Três foram somente no dia passado (sábado).

Assaltos, arrastões, pelo menos duas tentativas de homicídio em poucas horas.

A cidade está às escuras e sem policiamento.

Cenário muito difícil e vai ficar pior.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
  • Repet
domingo - 28/05/2017 - 08:58h
Letra, Música e História

Para lembrar Caymmi nós vamos juntos à “Maracangalha”


Por Carlos Santos

Na série “Letra e Música” que pontualmente postamos aos domingos, já tínhamos veiculado “Maracangalha” de Dorival Caymmi (1914-2008), no dia 24 de junho de 2006.

Mas nesse final de semana, conversávamos numa confraria sobre assuntos variados, quando emerge essa canção linda na voz de Diogo Nogueira. Alguém pergunta então, como ela nasceu; outro indaga qual seu ano de criação etc. “Maracangalha é uma praia, existe mesmo?” – cobraram.

Daí veio a vontade de fazer uma pesquisa e republicar um vídeo histórico.

Este vídeo acima é uma benção. Presente para todos nós.

Em 1991, Tom Jobim e Dorival Caymmi (seu filho Danilo na flauta) juntam-se no Rio de Janeiro, num encontro familiar, sob a companhia de outros músicos, e fazem um show idílico com Maracangalha.

Aglomeram-se na casa de Jobim no Jardim Botânico e resolvem saudar a vida. A letra de Caymmi e o ‘tom’ descontraído da música, em novo arranjo improvisado, falam por si.

Maracangalha (1956)

(…) Eu vou pra Maracangalha
Eu vou!
Eu vou de liforme branco
Eu vou!
Eu vou de chapeu de palha
Eu vou!
Eu vou convidar Anália
Eu vou!
Se Anália não quiser ir
Eu vou só!
Eu vou só!
Eu vou só sem Anália!
Mas eu vou.

A letra tem uma origem inusitada. Maracangalha existe, é um distrito do município de São Sebastião do Passe na Bahia e ponto turístico onde há a Praça Dorival Caymmi (em forma de violão, 1972).

Dorival tinha um amigo de infância, Zezinho, que costumava dizer “Eu vou pra Maracangalha…”. O assunto todo surgiu, porque Zezinho contou a Dorival que tinha uma amante, “Áurea”, em Itapagipe, e com ela, quatro filhos. Só que Zezinho era casado com Damiana e ‘tinha’ que arrumar um jeito pra ver sua outra família.

Para isso, ele bolou todo um esquema para ter o motivo de saída de casa e a prova, na volta, de que havia sido ‘sincero’.

Zezinho se abriu com o amigo compositor, explicou que ele enviava um telegrama a si mesmo onde dizia que sua atenção era necessária em negócios no vilarejo.

A partir daí, avisava em casa que precisaria viajar, coberto pela própria lorota.

Na volta, Zezinho trazia um saco de açúcar, para comprovar que tinha ido a Maracangalha, pois a Usina Cinco Rios era uma das maiores fontes de movimentação econômica da região e ficava no lugarejo. Pronto, o ‘álibi perfeito’.

Maracangalha existe (Foto: reprodução)

O samba foi feito num fôlego só, assim, de uma vez, só porque, naquela tarde de julho de 1955, Dorival tinha transformado em palavras seu encanto pela sonoridade do nome do pequeno distrito, assim como a inusitada história que o levou a ficar com essa ‘fixação’ por Maracangalha.

A história é contada por Fernando Sagatiba, do Blog Raiz do Samba e o livro “Dorival Caymmi: o Mar e o Tempo”, escrito por Stella Caymmi (neta do compositor).

Outros detalhes interessantes permeiam a música. Dorival nunca conheceu o distrito de Maracangalha, mas em sua homenagem foi construída uma pracinha em forma de violão no lugar, em 1972.

Conta Stella, que Zezinho era constantemente convidado para conhecer o Rio de Janeiro, onde Caymmi passou a viver, mas nunca também apareceu por lá. Repetia: “Eu vou pra Maracangalha…”

A música foi lançada pela gravadora Odeon em 1956. De lá para cá, nós sempre vamos juntos para lá.

* No segundo boxe-vídeo desta postagem, o próprio Dorival Caymmi conta em áudio como fechou letra e melodia dessa canção atemporal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Crônica
domingo - 28/05/2017 - 08:17h

A vitória do riso


Por Paulo Linhares

Quatros décadas depois, ainda na memória aquela frase marcante de Hermann Hesse, no magnífico O Lobo da Estepe, para quem “o humor é sempre um pouco burguês, embora o verdadeiro burguês seja incapaz de compreendê-lo”. No Brasil, ao que parece, parafraseando Hesse, é possível dizer que o humor é um pouco vinculado à atividade política e aos políticos, embora estes, quando transvestidos de representantes do povo, detestam os humoristas e o humor que tem como matéria-prima políticos e atividade política.

Triste é que neste momento de tanta roubalheira explícita temos um enorme déficit d bons humoristas: morreram Chico Anysio, o filósofo Millôr, o cartunista Henfil; calaram-se Juca Chaves, Jó Soares, Agildo Ribeiro, Tom Cavalcante e até o indefectível Zé Lezim.

Ninguém ri mais das picaretagens dos representantes do povo que, por obra e graça dos diligentes concursados da magistratura e do Ministério Público, se transformaram em reles membros de “organizações criminosas” e candidatos a vistosas delações, como delatores ou delatados. Sombrio. Ridículos. Sem graça alguma, a não ser aquela tal Mônica Moura a remoer chicletes amargos e risos amarelos.

Por isto foi que, matreiramente, trouxeram a lume o inciso II, artigo 45, da Lei das Eleições (Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997), que atenta contra a liberdade de expressão quando proíbe as emissoras de rádio e televisão, na sua programação normal e noticiários, a partir de 1º de julho do ano das eleições, “usar trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de qualquer forma, degradem ou ridicularizem candidato, partido ou coligação”.

Sem dúvida um enorme retrocesso no conjunto das instituições democráticas nacionais. Ora, no inciso IX do artigo 5º da Constituição da República está expressa a garantia fundamental de que “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”, que se choca inapelavelmente com aquele dispositivo constitucional.

Nem tudo, todavia, está perdido, pois ainda havia e há juízes em Brasília. Sim, por decisão liminar do então ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), hoje aposentado, foram liberadas, as emissoras de rádio e televisão para fazer humor com os candidatos, partidos e coligações envolvidos nas eleições, tendo como pressuposto a inconstitucionalidade do referido inciso II, artigo 45, da Lei nº 9.504/97 que, pela decisão proferida, teve a sua eficácia suspensa imediatamente, até final julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adi) ajuizada pela Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (Abert).

De quebra, o então ministro Ayres Brito igualmente suspendeu, por vício de desconformidade com o espírito da Constituição, o dispositivo da mesma Lei nº 9.504/97 (inciso III, art. 45) que proíbe as emissoras de rádio e televisão, depois de 1º de julho do ano das eleições, “difundir opinião favorável ou contrária a candidato, partido, coligação, a seus órgãos ou representantes”. Ambas disposições são incompatíveis com o princípio democrático, no qual se funda o Estado brasileiro.

O humor, aliás, é eminentemente de oposição às estruturas de poder estabelecidas. Humor a favor do poder é caricatura ridícula. Getúlio, o maior dos estadistas tupiniquins do período republicano não apenas sabia como tirava enorme proveito disto. Governo é, sempre e sempre, fadado às aguilhadas de quem tem arte e inteligência para fazê-lo.

Claro que o exercício legítimo da liberdade de expressão, na atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, a despeito de independer de censura ou licença de qualquer natureza, também tem limitações na própria Constituição que, no inciso X do artigo 5º, assegura que são.

Assim, quem se sentir agredido na sua imagem ou na sua honra, inclusive aqueles que são candidatos a postos eletivo, podem buscar judicialmente medida que façam cessar a violação ou, se for o caso, promover a devida reparação. Absurdo mesmo é a censura velada ou explícita, o amordaçamento das emissoras da rádio e televisão. Esse filme triste para a democracia já foi visto neste país e os estragos que causou.

O importante é acreditar que os diversos atores sociais – inclusive os humoristas – devem agir com responsabilidade, mesmo quando ácida for a crítica ou escrachado o deboche. O imprescindível é que sejam livres nossos pensamentos e suas expressões no mundo fenomênico. Liberae enim sunt cogitationes nostrae. Para lembrar as palavras de Cícero, em trecho de sua oração Pro Milone (29,79), sobre a liberdade de pensamento. E que o engenho, a arte e o riso sempre vençam a opressão e o obscurantismo.

Paulo Linhares é advogado

Categoria(s): Artigo
  • Repet
domingo - 28/05/2017 - 07:38h
Fábio Holanda

Ex-secretário vislumbra cadeira na Assembleia Legislativa


Holanda no PRB (Foto: Web)

Da Coluna da Chris

Nessa última semana, o advogado Fábio Holanda esteve circulando por Mossoró.

Foi ciceroneado pelo vereador Didi de Arnor e pelos suplentes Gérson Nóbrega e Arlindo Fulgêncio, todos do PRB, além de outras lideranças.

O conceituado advogado está se articulando para disputar uma cadeira à Assembleia legislativa no ano que vem.

Nota do Blog Carlos Santos – Holanda é ex-secretário de Justiça e Cidadania (SEJUC) do Rio Grande do Norte, na gestão de Rosalba Ciarlini e já vem se movimentando há bom tempo, de olho na AL.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 28/05/2017 - 07:10h

Adiamento irresponsável


Por François Silvestre

Estamos irresponsavelmente adiando o inadiável. Postergando o impostergável. Acobertando o inacobertável. Camuflando o inescondível.

A ordem institucional nascida em 1988 esgotou-se. Exauriu-se. Atrofiou e padece de infecção generalizada, septicemia que paralisa poderes, órgãos e gestões.

Essa conversa de que as Constituições devem envelhecer para consolidar democracias não se refere à nossa cultura político-institucional. Somos, os latinos dessa América, sociedades movidas pela transitoriedade.

É da nossa tradição. Do nosso jeito de ser. Pois que sejamos o que somos e não o que são os nossos dessemelhantes.

O Brasil é um país ainda experimental. Em formação de povo e de instituições. Nossa História se faz em ciclos e não em amadurecimento continuado. Um ciclo morreu. Que nasça outro. Como a morte e coroação nas antigas dinastias.

Dizia Sartre que o Direito e a Moral não determinam as relações sociais, cujos matizes têm causas nas condições econômicas. Mas acentuou que tanto o Direito quanto a Moral exercem uma ação de retorno na infraestrutura, que muitas vezes você pode julgar uma sociedade pelos critérios morais e jurídicos que ela estabeleceu.

Há, no país, um esgarçamento político tão visível e marcante a influenciar negativamente a economia, que você fica na dúvida para localizar o que é causa ou consequência.

O esgarçamento institucional, acima referido, começa a tomar contornos fora do “controle” estabelecido. Os privilégios desqualificam o poder de controlar. E a pobreza retornando à condição de miséria.

A cada adiamento da solução mais simples, e por ser simples a mais eficiente, o esgarçamento institucional vai aprofundando o abismo.

A falta de credibilidade do poder “constituído” escancara-se. A falta de legitimidade de quem combate esse “poder” retira a chance de solução pelas vias “normais”.

Pelo tocar do comboio, logo teremos desobediência civil generalizada. Num quadro de economia em processo falimentar, descrédito político, bagunça institucional, e confusão de prerrogativas, quantos serão “obedientes”? E quando essa desobediência generalizar-se quem vai controlar?

A superação de um ciclo é o nascimento do ciclo novo. E isso só será possível com a feitura de nova ordem institucional. Pela força de uma Constituinte Originária.

Exclusiva. A ser dissolvida após a promulgação da carta Constitucional. Quarentena dos constituintes, proibidos de participarem, como candidatos, nas eleições seguintes e gerais que formarão o novo poder constituído.

Com candidaturas avulsas. Com isso, as corporações e entidades da sociedade civil, não profissionalmente politizadas, sem o corporativismo da hipocrisia atual.

Qualquer outra saída será remendo, no rasgão da estopa.

Té mais.

François Silvestre é escritor

* Texto originalmente publicado no Novo Jornal.

Categoria(s): Artigo
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.