• Curso de Oratória de Francisco Lavor em Mossoró 15 a 28-01-18 veiculação - TOPO
terça-feira - 02/01/2018 - 18:32h
"Justiça"

A próxima decisão


Por François Silvestre

A próxima decisão da justiça, ouvidos todos os ministérios públicos, federal, estadual, de contas e de contos será proibir o governo de pagar os salários atrasados de quem ainda não recebeu sequer Novembro.

Venha o dinheiro de qualquer fonte, não poderá pagar.

Será uma decisão para assegurar recursos aos beneficiários dessas categorias, que “legalmente” recebem vencimentos acima do teto constitucional.

Somados todos os tipos de auxílios disponíveis no vernáculo da sabedoria.

Mas o que é um policial diante de um promotor? Nada. O que é um professor diante de um juiz? Nada. O que é um médico diante de um conselheiro de contas? Nada.

Uma coisa é o Brasil do primeiro mundo, com togas e salamaleques a desfrutarem férias em Paris e Nova York. Outra coisa é a ralé. Metida e ingrata, que não vê essa gente sofrida montando processos, fazendo julgamentos e audiências do vazio.

Suados com tanta roupa preta, que nem o ar condicionado evita o auxílio-refrigeração.

A ralé, que antigamente chamava-se povo, que se exploda.

E deixe o Brasil bacharelar-se com toda a pompa de um país do futuro. Mesmo sem futuro…

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI; o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Artigo / Justiça/Direito/Ministério Público / Opinião da Coluna do Herzog

Comentários

  1. Raniele Costa diz:

    Belíssimo texto parabéns e obrigado, François Silvestre.

  2. João Claudio diz:

    Traduzindo o texto para latim: ☟

    ”Populus, qui rejiciuntur.”

    (O povo que se exploda)

    Para a língua coreana: ☟

    ”폭발하는 사람들”.

    Para a língua ”ralé”: ☟

    “Viiiiiiiiiiiiiiixi!! Tâmu lascadu”.

  3. Honório de Medeiros diz:

    É isso mesmo, sem tirar nem pôr. De uma forma ou de outra, estamos em uma situação terríve. Robinson foi o homem errado na pior hora.

  4. Paulo Barra Neto diz:

    Verdade Francois, você como sempre dizendo a verdade nua e crua a quem pensa e age como se fosse Deus.

  5. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Desde tempos antanhos, todos eles: JUDICIÁRIO, LEGISLATIVO E EXECUTIVO tornam invisivel, fazem pouco caso e tripúdiam repetidas vezes da grande massa, mais conhecida como ralé.

    Dentre todos os que compõem essa tríade de privliégios , subsídios, vantagens e proventos reconhecidamente se não ilegais, induvidavelmente imorais. O JUDICIÁRIO de longe é o que jamais foi investigado, minimamente questionado em seus métodos de eterno e impávido coorporativismo. Mais ainda, se põe de vestal, quando na verdade deveria ter um mínimo de autocrítica e cortar um pouco que seja da histórica gordura acumulada, sem o quê, jamais chegaremos a lugar nenhum na divisão do notório e público bolo mais que concentrado…!!!

    Observemos, que como corrolário da manutenção dos privilegios existentes há um claro, público e notório conulio da tríade, geralemente coadjuvados à notória omissão e cumplicidade da dita grande imprensa (MAIS CONHECIDA COMO PIG), ALICERCE CULTURAL, INFORMACIONAL E PORTA VOZ DA CASA GRANDE) do nosso Brasil….!!!

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.