• Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18 - Topo
sexta-feira - 10/08/2018 - 09:44h
Eleições 2018

Ata-desata de coligações mantém alianças em aberto


Ata de convenção estadual partidária virou o dito pelo não dito  no Rio Grande do Norte.

Ao contrário do jogo do bicho, não vale o que está escrito.

Com as brechas da legislação que tratam de “retificação”, partidos e coligações alargam o entendimento e uso desse vocábulo.

O que foi aprovado e assinado em convenção, pode ser totalmente modificado quanto à candidaturas, alianças etc.

Até aqui, diversas alterações já foram feitas e outras tantas ainda podem acontecer, devido acertos e desacertos, acordos e desacordos.

Um dos principais focos desse imbróglio está entre a Coligação Avante RN e a Coligação Trabalho e Superação, ambas ligadas à candidatura do governador Robinson Faria (PSD) à reeleição.

O “xis” da questão até o momento é como encaixar o PSB dos deputados Rafael Motta (federal) e Ricardo Motta (estadual).

Esse encolhe-estica deverá se arrastar até às 19h do dia 15 de agosto, data-limite para o pedido de registro.

Leia também: “G-7″ encolhe, racha e segue sob pressão após convenções.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Foi esse negócio da Ata que desaguou na cassação do senador “puritano” José Medeiros, que nunca seria vereador em Caicó, onde o conhecem, e virou suplente de Ata em Mato Grosso. Assumiu o mandato, com a saída do titular. Depois, descobriram que a Ata foi fraudada. E o paladino da ética foi pastar. Esse negócio de Ata tá virando moda.

  2. FRANSUELDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    É isso mesmo meu caro François Silvestre, e com a máxima vênia, acrescento mais, não só puritano como medíocre e analfabeto.

    Quem possui mínima capacidade de pensar politicamente falando, e, porventura o ouviu tagarelar e vomitar sandices na Tribuna do Senado, bem sabe do que estou falando.

    Muito embora não estejamos na África, quem sabe, não dê uma zebra, e, pós eleições 2018 não tenhamos alguma renovação tanto na chamada câmara alta como na câmara baixa em nosso fraco bicameralismo.

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIERIA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  3. Elves Alves diz:

    Que bom que o homem da ‘oabê’ voltou. Tava fazendo falta.
    Parece que não aguentou fazer greve de fome por #LulaLivre.

Deixe uma resposta para François Silvestre Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.