segunda-feira - 05/02/2018 - 19:04h
Terror na 304

Bandidos fortemente armados atacam e explodem carro-forte


Uma quadrilha numerosa e fortemente armada, utilizando pelo menos três picapes, interceptaram e explodiram um carro-forte da empresa multinacional Brinks, na BR-304.

Bandidos usaram cerca de três veículos, armas pesadas e explosivos no ataque ao carro-forte hoje à tarde (Foto: web)

O caso ocorreu perto das comunidades de Cacimba Funda, no final da tarde de hoje, em território cearense, divisa com o Rio Grande do Norte (Mossoró).

Os segurança que compunham o carro-forte foram poupados.

Muitos tiros e explosões causaram pânico na estrada, obstruindo o fluxo normal na BR que liga Mossoró a Fortaleza-CE.

Os bandidos chegaram a atear fogo num carro de passeio no leito da pista, aterrorizando mais ainda as pessoas que precisavam passar no trecho.

Há versão preliminar apontando que outro veículo utilizado na fuga da quadrilha teria sido queimado numa estrada carroçável.

Segundo informações, eles saíram do local atirando para o alto, antes da chegada de forças policiais.

Não se sabe ainda se a investida dos marginais resultou em êxito financeiro. A transportadora de valores e autoridades policiais não se pronunciaram.

Depois traremos mais informações.

No dia 20 de fevereiro do ano passado, portanto há quase um ano, ocorreu ataque semelhante (veja AQUI) na mesma área, mas os bandidos não levaram nada. Não havia dinheiro no carro-forte atacado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitterclicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. João Claudio diz:

    A Faixa de Gaza é fichinha. Né não?

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “No dia 20 de fevereiro do ano passado, portanto há quase um ano, ocorreu ataque semelhante (veja AQUI) na mesma área, mas os bandidos não levaram nada. Não havia dinheiro no carro-forte atacado.”
    Se soubessem que em diversos outros estados esta prática já foi trocada por uma outra que dispensa um só disparo e rende milhões… E com a vantagem do assaltado engolir tudo caladinho. No máximo abre um BO, na maioria dos casos nem isto faz, e depois não se preocupa em ficar solicitando empenho da polícia na elucidação do roubo.
    Até porque, caso tudo seja esclarecido, QUANDO REALMENTE ACONTECEU UM ASSALTO, a “vítima” não vai ter como explicar a origem do dinheiro.
    Assalto a carro-forte está com os dias contados.
    ///
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS EM FEVEREIRO?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.