domingo - 04/02/2018 - 10:20h
COLUNA DO HERZOG

A difícil equação da “união” dos Rosados para 2018


Por Carlos Santos

O que fazer com a vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) e sua filha e deputada estadual Larissa Rosado (PSB)? Eis uma das delicadas questões que pairam à mesa do rosalbismo. As eleições 2018 são decisivas para a continuidade da união (mistura, digamos) dessas duas bandas do clã Rosado.

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e seu marido-líder político Carlos Augusto Rosado precisam montar uma fórmula politico-eleitoral que satisfaça mãe e filha este ano. Paralelamente, não podem permitir que comprometam a reeleição do federal Beto Rosado (PP) e a ideia de eleição do filho do casal, Kadu Ciarlini, à Assembleia Legislativa.

Sandra e a prima Rosalba Ciarlini estão misturadas numa composição política bastante delicada (Foto: arquivo 09-07-16)

Sandra procura valorizar o próprio “passe” e da filha Larissa Rosado, quando propaga que será novamente candidata à Câmara Federal, mesmo sabendo que não tem meios para essa jornada. Sua tensão maior se concentra no campo judicial (Processo contra Sandra Rosado será julgado dia 20 de fevereiro).

A Prefeitura Municipal de Mossoró, como “nave-mãe”, teria que viabilizar campanhas vitoriosas de dois federais (Sandra e Beto) e dois estaduais (Larissa e Kadu). Historicamente, isso nunca aconteceu. Absolutamente, nunca.

Qual a saída então? Um dos caminhos é alojar Larissa como vice numa chapa ao governo estadual, a ser apoiada pela família e os dois grupos. Assim, Kadu teria “pista limpa” em Mossoró para ser deputado estadual.

Vice de Carlos Eduardo Alves (PDT), prefeito de Natal? Pode ser, sim. Falta combinar, claro.

Sandra manter-se-ia com os pés no chão na Câmara Municipal e receberia melhores condições ofertadas pelo rosalbismo, para se defender do emaranhado de problemas judiciais que enfrenta.

Mais do que isso, é pouco provável que seja engendrada outra saída. A menos que mãe e filha busquem o guarda-chuva de outro esquema político para sobrevivência. Não está fácil.

PRIMEIRA PÁGINA

A entressafra e decadência da política do Brasil são evidentes e nocivas à própria vida nacional. Veja-se o caso da Presidência da Câmara Federal: os dois últimos presidentes estão presos  (Eduardo Cunha-MDB/RJ e Henrique Alves-MDB/RN) e o atual, Rodrigo Maia (DEM-RJ), até anda se saçaricando como opção à sucessão presidencial. Na sua reeleição em 2014, obteve 53 mil 167 votos, aparecendo apenas como 29º colocado entre os 46 eleitos da bancada federal carioca. Falava-se que teria reeleição muito difícil em 2018, mas virou presidente da Câmara Federal e até sonha em substituir Michel Temer (MDB-SP). O Brasil parece um caso perdido.

Deputado distrital em Brasília, Agaciel Maia (PR) aguarda as eleições 2018 para formar uma trinca de irmãos potiguares vitoriosos na política. Ele já tem a irmã e atual deputada federal Zenaide Maia (PR), que vai concorrer ao Senado, e conta com o retorno do ex-deputado federal João Maia à Câmara Federal. As urnas em outubro dirão.

Sem conseguir aprovar a maioria das mensagens do ajuste fiscal do seu governo, enviadas à Assembleia Legislativa, Robinson Faria (PSD) ficou ainda mais fragilizado na Governadoria. Mas nega veemente que cogite renúncia para se candidatar outra vez à Assembleia Legislativa. Mesmo assim, é bom o vice Fábio Dantas (PCcoB) ficar de sobreaviso.

A ex-secretário de Estado do Trabalho, Habitação e Ação Social (SETHAS) Julianne Faria (sem partido) prepara programação política de visita a unidades estaduais que viabilizou funcionamento e fortalecimento no estado. Seu périplo começará após o Carnaval. Ela demonstra convicção de que o “ex-marido” e governador Robinson Faria (PSD) vai renunciar ao cargo, viabilizando legalmente seu registro de candidatura. Estará num partido coligado à postulação da senadora Fátima Bezerra (PT).

Julianne e Robinson: distância necessária (Foto: arquivo)

No âmbito do Conselho Municipal de Previdência do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos de Mossoró – (Previ-Mossoró), os atrasos nos repasses das contribuições previdenciárias da Prefeitura de Mossoró a essa autarquia estão incomodando alguns conselheiros. Eles podem formalizar denúncia ao Ministério Público do RN (MPRN). O limite prudencial para suportar atrasos dos repasses por parte do Executivo é de três meses, situação que já se formou.

O Carnaval Multicultural, atualização de folha salarial e outras ações administrativas encorpam a gestão e a imagem do prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) para a disputa ao governo este ano, o que ele ainda não anunciou publicamente (veja AQUI). Mas seu palanque extremamente conservador, que pode reunir a fina flor oligárquica do estado, de Natal a Mossoró, é um senão em momento de profunda negação da política, dos políticos e dos partidos pelo eleitorado. Eis o xis da questão.

Aécio Neves (PSDB) nunca me enganou; Lula (PT) não me engana mais. O primeiro sempre me pareceu um farsante; o segundo revelou-se uma farsa. Hoje, os vejo no mesmo patamar. O tucano deveria estar preso há tempos, porém segue blindado por seus pares do Senado e colegas do Supremo. O petista, se for preso, não me causará prostração alguma.

Conta-se que a arrecadação de janeiro e o pagamento a certos fornecedores levaram a Assembleia Legislativa a desistir de assumir o ônus da aprovação dos projetos impopulares do ajuste fiscal do Governo Robinson Faria (PSD). O grito do eterno governista Raimundo Fernandes (PSDB), o deputado “Raimundo Bigodão”, mudando de lado e de voto, está no ar para ser analisado. Mais ainda suas palavras. Disse que cerca de 800 milhões foram pagos pelo Governo do Estado a fornecedores em meio ao atraso do funcionalismo e que existem “meninos traquinos” (sic) tomando conta do erário estadual. Leia também: Dedo médio (aquele mesmo) de “Bigodão” aponta para o fim.

TÚLIO RATTO – JANELA INDISCRETA

EM PAUTA

Motéis – A violência sem controle em Mossoró atinge um dos mais sólidos setores de sua economia: os motéis. Tem caído a percentuais expressivos a frequência/faturamento desse negócio, em especial no período noturno.

Aeroporto – O Aeroporto Dix-sept Rosado avança célere, mas com os “pés no chão”, para ter ainda neste primeiro semestre a certificação para retomada de voos comerciais. Mas isso ocorrerá com limitações quanto a pouso e decolagens de aeronaves. A Azul Linhas Aéreas, interessada em operar com rota pela cidade, deverá utilizar um avião com capacidade para 70 passageiros, o ATR 72. O modelo é responsável por 75% do mercado mundial nessa modalidade.

ATR 72: voos em Mossoró (Foto: Web)

Heuber – Comandante-em-chefe do Café e Artesanato, que foi praticamente destruído por um incêndio à semana passada (veja AQUI) em Mossoró, Heuber Filgueira está inteiro e na luta. Mutirão de amigos, artistas, clientes e setores produtivos da cidade estão mobilizados para que esta semana ele retome suas atividades, realizando inclusive bailes carnavalescos já anteriormente definidos. Vai dar certo, sim.

Apodi - Começará nessa segunda-feira (5) a nova programação da FM 98.3 do Apodi, a Vale do Apodi, que migrou para Frequência Modulada. Programação redimensionada, equipe mesclada com outros comunicadores. Sintonize-a clicando AQUI.

Regy – O jornalista Regy Carte assumiu o cargo de Diretor de Imprensa (DIMP) da Câmara Municipal de Mossoró. Escolha da presidente Izabel Montenegro (MDB) que merece aplausos. Tem perfil para o cargo: bem-relacionado, sóbrio, ético e experiente. Sucesso, meu caro.

Recuperação – O jornalista Rubens Lemos Filho recupera-se de acidente doméstico, que quase o deixa completamente fora de combate. Mesmo assim, tem-nos brindado com belos textos (elogio em forma de pleonasmo) em seu endereço na Web (veja AQUI).

Sátiro e Charles: jornalismo (Foto: Célio Duarte)

Diocesano – Na noite de quinta-feira (1º), o Colégio Diocesano Santa Luzia (CDSL) relançou o seu jornal impresso mensal Diocesano Informa. A solenidade foi conduzida pelos diretores – padre Sátiro Cavalcanti e padre Charles Lamartine, que elencaram histórias construídas ao longo dos quase 37 anos desde a criação desse impresso.

Nossa Clínica – A Nossa Clínica completou sete anos de existência na quarta-feira (31). Com 48 consultórios e 20 especialidades, a empresa tem sido destaque na prestação de serviços na área médica em Mossoró e região. Já utilizamos, gostamos. Parabéns aos empreendedores Cláudio Montenegro-Fábia Albuquerque e equipe.

SÓ PRA CONTRARIAR

Quantos meses ficarão atrasados os salários do servidores do estado, com a não-aprovação do pacote fiscal do governo?

GERAIS…GERAIS…GERAIS

Obrigado à leitura do Nosso Blog a Custódio Neto (Mossoró), Sávio Hackradt (Natal) e Evaristo Nogueira (Fortaleza-CE).

Entre outras atrações, o Carnaval de Caicó este ano terá Aviões e Wesley Safadão. Promessa de público bastante numeroso, num evento que já é referência no estado.

Atendimento, ambiente, cardápio e bons preços continuam fazendo do La Goccia Blu um restaurante top em Mossoró. Bom exemplo a ser seguido por outros. Temos outros bons, claro.

Veja a Coluna do Herzog do domingo passado (28), clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Charge de Túlio Ratto / Coluna do Herzog

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Certa vez encontrei o Padre Sátiro, numa praça de alimentação, aqui em Natal. Conversamos muito. Lá pras tantas, eu perguntei: Padre, o senhor acredita mesmo na existência do céu? Ele riu e respondeu: “Meu filho, se não existir eu levei uma tabocada da vida”.

  2. João Claudio diz:

    A nova regra para enviar comentários já está em vigor. Saiba como fazer:

    Basta ficar diante de um dos lugares mais conhecidos de sua cidade, um lugar que identifique de onde você está DIGITANDO, sempre durante o dia.

    Você pode pedir a ajuda de um amigo e DIGITAR de uma distância de mais ou menos 1 metro do MONITOR, sempre com o TECLADO na horizontal (DEITADO). Essa posição é melhor para mostrar a sua imagem e o local que você escolheu.

    Se preferir, pode usar um ‘pau de TECLADO’ ou fazer um “COMENTÁRIO SELFIE” normal. Você começa DIGITANDO o seu nome e a cidade onde você está e tem 15 segundos para dar o seu recado.

    ‘Nunsisquêça: o TECLADO deve estar DEITADO.

  3. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Aeroporto : que ventos soprem a favor. Acho a marcha lenta, mas tenho notado esperanças no Jornalista de ” Nosso Blog”.
    Estou dentro das esperanças!
    Heuber Filgueira, estou ao seu lado com pensamentos positivos. Estarei aí numa espetacular Quarta- Brega. Carlos Santos conosco! Prometeu!
    João Cláudio, agradeci uma resposta que você enviou a uma pergunta que fiz, dia 28 de janeiro. Um abraço.

  4. Marcos Pinto. diz:

    Pela desenvoltura das nuances desenvolvidas nos bastidores, chega-se facilmente à conclusão de que é uma equação muito difícil de atingir os parâmetros e paradigmas de um denominador comum. Acreditar ? Quem há de ?.

  5. João Claudio diz:

    Captei a vossa mensagem, Naide. Saiba que o abraço é recíproco.

    Vamos fazer por onde o ‘santo do pau oco’ caia na real e desça do andor de barro que ele mesmo construiu.

    Tá sabendo? Depois de condenado a mais de 12 anos de xilindró, os encantados estão se referindo a ele como ‘retirante nordestino’. Pode????? KKKKKKKKKKKKKKK

    Ora, ‘retirante’ que só anda de jatinho, possui sitio chiquérrimo, triplex à beira mar e dois filhos milionários, é de torar as ‘zapregatas’ de qualquer retirante nordestino que foi ‘ pra Sunpalo’ e continua pobre, né não?

  6. Elves Alves diz:

    Um pouco mais de imaginação e Túlio Ratto se torna um chargista. Jeito ele leva.
    Fazer charges mudas, despojadas de recurso verbal, já seria um caminho e tanto.
    Se insistir em ficar nessa mesmice gelatinosa, ele vai acabar superado pela robótica.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.