terça-feira - 15/05/2018 - 18:23h
Bombeiros

Comandante militar é exonerado por zelo à norma de segurança

Polêmica foi devido a interdição de uma casa de show em Natal, porém governo nega ter feito pressão

Coronel Luiz Monteiro: versão no WhatsApp (Foto: Web)

Do Blog do Barreto

O coronel Luiz Monteiro da Silva Júnior ficou menos de um mês a frente do Corpo de Bombeiros. A demissão repentina não foi por acaso: ele se recusou a desconsiderar um laudo que interditava uma casa de shows Shock, localizada na Grande Natal.

A discussão se deu porque a vistoria apontou que a Shock estava imprópria para realização de eventos de grande porte como o show, cuja atração principal era Banda A Loba, ocorrido no último sábado.

Com o ambiente interditado, o governador recebeu apelos da organização do evento e interviu junto ao então comandante do Corpo de Bombeiros.

Monteiro se recusou a cumprir a decisão (ver laudo abaixo) de passar por cima da recomendação de ordem técnica.

Documento de interdição teria sido o ponto de choque entre comandante e governador (Foto: reprodução)

Segundo próprio coronel Monteiro, o Governador ligou exigindo em alto tom de voz que o evento fosse liberado. O militar tentou por diversas vezes explicar que não era um ato discricionário do comando do Corpo de Bombeiros e que nada podia fazer.

Segurança em primeiro lugar

“Eu não poderia o fazer, ele me chamou de incompetente e disse que iria me exonerar. Eu disse ao Governador que realmente eu era incompetente para fazer algo que contrariasse as normas vigentes, principalmente porque estávamos falando da segurança das pessoas e que ele ficasse tranquilo para fazer o que ele achasse melhor”, frisou aos companheiros em um grupo de WhatsApp.

Em áudio (ver abaixo) o comandante revelou ainda mais detalhes da discussão e da boa vontade em liberar o evento.

Em nota o Governo do Estado negou qualquer interferência e afirma que exoneração foi técnica.

O outro lado

Segue o texto da assessoria do governo:

O Governo do RN informa que não houve qualquer pedido do Governador Robinson para descumprimento de competências legais por parte do comando do Corpo de Bombeiros. Em situações semelhantes já ocorridas, como por exemplo quando o Corpo de Bombeiros interditou a Festa do Boi, um evento do próprio Governo, o Governador não fez qualquer interferência e nem exonerou ninguém do comando.

O Governo ressalta que a troca no comando do Corpo de Bombeiros foi meramente técnica, não tendo qualquer conexão com o suposto fato. A questão não foi de legalidade e sim de hierarquia. O Governador Robinson não apoia nada ilegal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. George diz:

    Lamentável a segurança ficando em segundo plano, enquanto a politica….

  2. Amorim diz:

    Sem comentários.
    Nosso Rob tem a total confiança no que diz.
    ( para os ET’s; tô falannnnnnnndoo, cês não me escultam!!)

  3. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Ora mais, não lembram que o Nosso, só nosso ROBIN HOOD fez curso de segurança pública em vários países…!!!

    Então, verdadeiramente não há o que discutir, ROBIN HOOD falou…claro, tá falado…!!!

    Esperemos então, a realização das nossas ditas novas eleições e o resultado prático do sufrágio (OU SERIA NAUFRÁGIO ELEITORAL) eleitoral que se avizinha…!!!???

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  4. Jarleide diz:

    Por isso que nada vai pra frente nesse Brasil!!!
    Quem estudou para saber que uma casa de show fechada não tem condições de receber uma quantidade de pessoas, sabe menos do que um governador, que é formado em administração e não sabe administrar um Estado.

  5. RICARDO diz:

    GOVERNADOR, ESQUECEU QUE OCORREU NO RIO GRANDE DO SUL. ESTÁ DE PARABÉNS O OFICIAL, QUE CUMPRIU COM SEU DEVER E OBRIGAÇÃO.

Deixe uma resposta para FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.