sexta-feira - 30/03/2012 - 20:14h
Mãos atadas

Governo Rosalba é refém de alguns aliados


O Governo Rosalba Ciarlini (DEM) virou refém do PMDB e outros aliados.

O senador José Agripino (DEM) e suas articulações têm garantido apoios importantes (caso do PR, do deputado federal João Maia) e aplacado alguns bolsões de intriga.

A ‘terceirização’ do poder não para por aí.

Na Assembleia Legislativa, é o presidente Ricardo Motta (PMN) que segura a insatisfação dos governistas, que aqui e acolá começam a estrebuchar, irritados com a anemia do governo.

Com o deputado federal Henrique Alves (PMDB) está a missão de atenuar o mal-estar com inúmeros prefeitos que continuam sem a presença do Estado em suas comunas. O parlamentar puxa para Brasília e às suas mãos, o poder de esfriar o desapontamento com a liberação de alguns agrados vindos do Palácio do Planalto.

Sobra para Rosalba e seu marido, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (DEM), a tarefa de gerir picuinhas paroquiais e tentar arrumar o Estado administrativamente. Até aqui, os dois não têm se saído bem com tais obrigações.

O governo continua andando em círculos.

 

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.