quinta-feira - 30/04/2009 - 10:35h

Grupo de Wilma se move por medo e interesses para 2010


Um dos fatores preponderantes à vitória à reeleição de Wilma de Faria (PSB) em 2006, contra Garibaldi Filho (PMDB), foi o poder de aglutinar suas bases. Ocorreram fracionamentos leves. 

Para 2010, alguns princípios estão mantidos como em qualquer outra disputa eleitoral, num país com o perfil sociológico do Brasil. Vale ter um bom candidato, estrutura, estratégia e capacidade de somar. Depois vem outros aditivos.

O governismo sofre com entrechoques internos no permanente jogo de interesses. Nada demais. Faz parte da essência de toda "corte", imperial ou republicana. Trair e coçar é só uma questão de começar.

Se a governadora Wilma de Faria (PSB) priorizar tão-somente seu projeto pessoal de eleição ao Senado, sem costurar uma sólida plataforma sucessória, qualquer ungido estará fragilizado. E a própria Wilma pode ser contaminada.

Portanto não basta ter um candidato viável, seja ele Robinson Faria (PMN), Carlos Eduardo Alves (PSB, em vias de ir para o PDT), Iberê Ferreira (PSB) ou João Maia (PR).

Napoleão Bonaparte costumava dizer que "o homem só se move por dois motivos: o medo e o interesse." Na política essa assertiva cai como uma luva.

O escolhido para tentar suceder Wilma será apenas um morto-vivo em campanha, se não galvanizar o apoio real da cúpula e base aliada. Em campo aberto, provavelmente enfrentando a senadora Rosalba Ciarlini (DEM), será uma presa fácil.

Vale lembrar, ainda, que diante do desmonte da tradição do verde contra o encarnado, bacurau contra bicudo, não existem fronteiras e divisórias separando ou identificando correligionário e adversário. Todos parecem possuir a mesma face. As migrações de um lado para outro estão facilitadas.

O apoiador de hoje pode ser o contendor de amanhã. Há um fio quase imperceptível separando um do outro. Há medos e interesses inconfessáveis.

Categoria(s): Blog

Comentários

  1. Valtércio Anunciato Da Silveira diz:

    Caro Carlos, muito oportuna e sensata esta nota. Em se tratando de traição, Dona Wilma é Phd no nosso Estado, seja na política, seja com amigos e até……………

    Vale a pena aguardar para ver, mas que ninguém neste mundo duvide da vontade dela de realizar seus desejos.
    Que o diga o hoje Deputado Estaduak LAVOISIER MAIA.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.