• Curso de Oratória de Francisco Lavor em Mossoró 15 a 28-01-18 veiculação - TOPO
terça-feira - 04/04/2017 - 10:26h
Nota

João Maia vê fraqueza de delator que o acusa de corrupto


O ex-deputado federal João Maia (PR) resolveu se manifestar sobre reportagem que o aponta como suposto beneficiário de propinas, em delação premiada do seu sobrinho e ex-dirigente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Rio Grande do Norte, engenheiro Gledson Golbery de Araújo Maia.

Na postagem (veja AQUI), foi assinalado que ele não se pronunciaria. Mas ele retrocedeu em face da grande repercussão da matéria e emitiu nota sobre o assunto.

Leia abaixo:

A imprensa divulgou nesta terça-feira (04) notícia sobre delação premiada do Sr. Gledson Golbery de Araújo Maia, ex-chefe do serviço de engenharia do DNIT no Rio Grande do Norte, na qual eu sou acusado de ter sido favorecido por irregularidades cometidas naquele órgão.

O processo tramita em segredo de Justiça, e por isso ainda não tive acesso aos autos e ao conteúdo da delação, providência essa que os meus advogados já requereram e que aguarda deferimento para que eu, conhecendo de que sou acusado, possa me defender.

Confio plenamente no Poder Judiciário, e tenho a mais firme convicção de que as investigações irão distinguir a mentira da verdade, e ao final demonstrar que são acusações infundadas de quem busca culpados para as suas próprias fraquezas.

João da Silva Maia

Ex-deputado federal e Presidente Estadual do PR

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. paulo martins diz:

    Deixa ver se consigo desenrolar esse nó:
    1) Gledson Maia é sobrinho do ex-deputado federal João Maia, e por este foi indicado para a diretoria do DNIT.
    2) Filho de Galbê Maia (ex-prefeito de Jardim de Piranhas) e sobrinho-afim de Jaime Calado (ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante), Gledson perdeu o cargo ao ser preso pela Polícia Federal, acusado de ter cometido fraudes no DNIT.
    3) João Maia desiste de disputar a reeleição, lança-se candidato a vice-govarnador na chapa encabeçada por Henrique Alves e, “precavido” que é, escolheu a irmã Zenaide Maia (esposa de Jaime Calado) para ocupar sua vaga em Brasília.
    4) Derrotado na disputa pela vice-governadoria, João Maia fica sem mandato eletivo e, consequentemente, sem prerrogativa de foro.
    5) A deputada Zenaide Maia aferrou-se ao cargo e pretende disputar a reeleição, pouco se lixando para o fato de que seu irmão está sem mandato e ávido por retomar a cadeira.
    6) Com muito Maia para uma cadeira só, alguém tem que formular uma solução definitiva para o impasse.
    7) Relegado ao ostracismo, Gledson reaparece para “pacificar” a família: delata o tio-líder João Maia ao MPF, tornando-o potencialmente inelegível em 2018, e assim contribui para assegurar o retorno da tia Zenaide à giroflex congressual.
    Se a fórmula vai funcionar, ainda é cedo para fazer prognósticos.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.