sábado - 11/08/2018 - 08:25h
Antecipação de royalties

José Dias afirma que TCE toma decisão como “Corte Política”


Dias: indicações políticas (Foto: AL)

Palavras do deputado estadual governista José Dias (PSD), sobre o comportamento dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN):

- Os membros querem transformar a Corte em uma Corte política. Essa decisão é indevida e inepta. Sob o ponto de vista legal, não vale nada. O TCE é um simples órgão auxiliar da Assembleia Legislativa, mas se julga como poder. Por causa do nome de ‘tribunal’, se acha o dono do mundo”.

Palavras suas em entrevista à FM 94 do Natal, sobre decisão cautelar do TCE nessa quinta-feira (9) – veja AQUI, que impede o governador Robinson Faria (PSD) não realize qualquer ato administrativo que implique em operação de crédito com antecipação de receitas de royalties do petróleo, como foi aprovado pela Assembleia Legislativa.

Nota do Blog – O parlamentar tem considerável razão. Mas ele também deve saber que todas as nomeações para o TCE são políticas. Vamos escrever em letras maiúsculas: TODAS.

Se um tribunal é formado por políticos, indicados por políticos, para atender a seus interesses políticos, que resultado poderia sair dessa caldeirada?

Francamente!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. João Claudio diz:

    ‘Que resultado poderia sair dessa caldeirada?’

    ‘Esculhambeichon’ À Moda da Casa.

    Acertei?

  2. M.D.R. diz:

    Com todo respeito, ao DEPUTADO JOSÉ DIAS, dinheiro para esse governo é buraco sem FUNDO.
    DEPUTADO, veja os recordes de ARRECADAÇÕES são suficientes pagar décimo e outras despesas.

  3. menezes da silva diz:

    Esse senhor tem um filho no judiciário sendo indicação politica estou certo ou errado caro Bloguista.

    • Carlos Santos diz:

      NOTA DO BLOG – Boa tarde.

      A senhora está absolutamente enganada.

      O filho de José Dias é profissional concursado e de largo conceito no universo jurídico, que se diga.

      Marcelo Alves é procurador da República.

  4. François Silvestre diz:

    O problema originário é dessa maluca Constituição de 1988. Deu aos TCEs prerrogativas de quase-poder sem alterar a forma cretina de sua composição. Com indicações de familiares, políticas e até compensação por apoios e outras mumunhas. Até como compra de voto antecipado, prevendo rejeição de contas. Agora mesmo estamos vendo um da cúpula do TCU enrolado com acusação propina. Recentemente a cúpula completa do TCE do Rio foi parar na cadeia. Eu disse cúpula, viu. Cuidado com o ó. Getúlio Vargas dizia naquele tempo: “Tribunal de Contas serve para arquivar amigos e políticos derrotados”.

  5. João Paulo diz:

    Tribunal que serve tão somente para prestar auxilio técnico-jurídico. Função que a própria Assembleia de certo modo já faz, e que poderia de fato fazer. TCEs, TCMs, STM, e tantos outros tribunais, servem apenas como cabine de emprego para os filhos, parentes, afilhados, e seja quem mais for, dos donos do poder. Brasil gasta rios de dinheiro no orçamento público para sustentar os privilégios das castas e estamentos. País atrasadíssimo.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.