quarta-feira - 10/01/2018 - 21:43h
Ajuste Fiscal

Pessoal da Potigás mostra erro em negociação de empresa


A intenção do Governo Robinson Faria (PSD) de colocar a Potigás à venda, no processo de “ajuste fiscal”, para tentar reordenar as contas do estado, tem reação do pessoal da empresa.

Eles divulgam uma “Carta Aberta à Sociedade”, em que argumentam ser um erra essa eventual negociação. Leia abaixo:

A Companhia Potiguar de Gás é uma sociedade de economia mista, que tem como sócios o Estado do Rio Grande do Norte e a Petrobras Gás S/A, e é responsável pela distribuição exclusiva do gás natural canalizado no território estadual. Tem como função social ser a principal indutora do desenvolvimento econômico do Estado, através da atração e manutenção das empresas que geram emprego, renda e arrecadação de impostos.

A empresa se mantém da venda de gás natural e não depende nem consome recursos estaduais para o pagamento de sua folha e ou ainda de seus investimentos. Investimentos esses que, nos últimos cinco anos, ultrapassaram os R$ 37 milhões para trazer infraestrutura para o estado. Isso significa que a eventual venda da companhia não traria nenhum resultado positivo para a redução das despesas do estado.

Pelo contrário, como a Potigás é uma empresa superavitária, ou seja, repassa dividendos anualmente para o Estado do Rio Grande do Norte, sua venda implica na redução da arrecadação estadual. Da mesma forma, como seus empregados são todos celetistas e ligados ao Regime Geral da Previdência, os funcionários da Potigás também não impactam nas despesas do Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Norte (IPERN).

Considerando que o capital social da Potigás é dividido entre os seus sócios na proporção de 17% do Estado do Rio Grande do Norte e 83% da Gaspetro, uma possível venda renderia cerca de R$ 9 milhões, segundo o último balanço patrimonial da companhia, publicado em abril de 2017.

O valor é irrisório para as necessidades do governo, visto que a folha de pagamento mensal do Estado fica em torno de R$ 430 milhões e o déficit previdenciário mensal é de cerca de R$ 130 milhões. Além disso, o valor referente à distribuição de dividendos ao Estado, por parte da Potigás, em até cinco anos, deve superar o montante que seria arrecadado com uma venda.

Por todos esses motivos, a venda da Potigás só tende a prejudicar o Rio Grande do Norte gerando, inclusive, incerteza no setor industrial, com real possibilidade de descontinuidade de operações de indústrias no estado, ocasionando desemprego e diminuição da arrecadação estadual, agravando a crise fiscal em que o Estado se encontra.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. Vicente diz:

    Muito estranha essa informação de que a Potigás só renderia 9 milhões de reais. Se for isso mesmo, não paga uma parcela da Arena das Dunas.

    • Flávia Monteiro diz:

      Essa informação acerca do valor da companhia é pública e está disponível no balanço patrimonial da empresa no Diário Oficial do Estado

    • FUNCIONARIOS POTIGAS diz:

      Prezado, o patrimônio líquido da Potigas eh 55,5 milhões de reais, conformeo último relatório de administração publicado (2016). O Estado só possui 17% das ações da empresa, ou seja, 17% dos 55,5 milhões resulta em cerca de 9,4 milhões de reais.

    • Maxwell Correia diz:

      eh fácil saber se eh verdade, eh só pegar o valor do patrimônio líquido da empresa (divulgado em seu balanço) e ratear pela participação do estado, q eh somente de 17%.

  2. João Claudio - ☠ A Trombeta do Apocalipse diz:

    Eu já li, vi e escutei essa ladainha quando das privatizações da Cosern e Telern.

    As ladainhas são escritas por servidores públicos que estão disposto a tudo para não perder a boquinha, mais precisamente os servidores fantasmas, os que vão trabalhar no dia que querem, os que chegam de ressaca e atrasados e não produzem absolutamente nada, pelo fato de não haver fiscalização no local de trabalho.

    E o chefe? Por que não fiscaliza? Ora, esse faz parte do mesmo saco de farinha.

    Ora, pois.

    • Cássia Oliveira diz:

      A Potigás não possui servidores públicos, mas sim empregados concursados em regime celetista com jornada de trabalho controlada por ponto eletrônico supervisionado pelo Ministério do Trabalho. É só conferir.

    • FUNCIONARIOS POTIGAS diz:

      Prezado, a Potigas eh feita de 61 funcionários, essencialmente funcionários concursados (95%), na qual estudaram para passar em concurso público e trabalham com afinco dia após dia. Não há funcionários fantasmas e ninguém quer “perder boquinha”, mas sim defender um patrimônio do nosso Estado (nosso). Você acha correto a venda de uma empresa que sempre dá lucro, não utiliza recursos públicos, se mantém com recursos próprios, gera dividendos (dá dinheiro para o Estado todo ano em função dos lucros, sendo estimado o valor de 2,5 milhões de reais somente neste ano de 2018), seus funcionários são celetistas (não dependerá de recursos do IPERN). Convidamos a conhecer nossa empresa melhor.

    • Maxwell Correia diz:

      Camarada, não vomite opiniões generalizadas sem ter informação. Vc ao menos sabe ou conhece como é composto o quadro de pessoal da Ptigas? Com certeza não…e com certeza vc nem devia saber até agora q esta empresa existia. Primeiro procure se informar e depois opine. E está informação e aberta e muito fácil de se obter.

  3. Elves Alves diz:

    Se voar é com os pássaros, empreender é com o mercado. Vendendo sua participação acionária na Potigás, o Estado passa a arrecadar dela mesma bem mais ICMS que atualmente. A mesma coisa aconteceu quando da privatização da Cosern, e acontecerá com a Caern caso ela também seja privatizada.
    Empresas estatais (ainda mais as monopolistas) só servem para demandar perdão de dívidas e suplicar socorro financeiro ao Estado, aumentando a dívida pública como uma bola de neve. Isto sem falar no aparelhamento político que privilegia os sabujos do “rei” em detrimento da meritocracia no serviço público.

    • Dani Ramos diz:

      A Cosern não pagava ICMS ao Estado, diferente da Potigás que recolhe todos os seus impostos. A Potigás não recebe aporte do Estado, conforme dito na postagem do blog.

    • JAIRO CÉSAR diz:

      1º A Potigás não recebe recursos do Governo, Ela se mantém com a venda de gás natural, totalmente independente financeiramente.
      2º Gera receita para o governo na forma de dividendos;
      3º A Potigás é tributada da mesma forma que uma empresa da iniciativa privada, ou seja, ela recolhe aos cofres Públicos os mesmos valores de tributos imputados à qualquer outra empresa privada, inclusive, ICMS.

    • FUNCIONARIOS POTIGAS diz:

      Prezado, essa medida pode até acontecer em outras empresas, entretanto, garantimos que isso não acontece na Potigas. Não ha aparelhamento e por sermos concursados, a meritocracia rege a empresa. A Potigas tem função estratégica para o desenvolvimento do nosso Estado, onde a manutenção e atração de indústrias já eh algo complicado no RN. A eventual venda gera incertezas nosso setor industrial. Pegue o exemplo da Cerâmica Elizabeth, onde a empresa se instalou no nosso estado neste ano. Essa empresa ja possui instalações na Paraiba, onde imagine se a empresa que fosse acionista da Potigas fosse a mesma da distribuidora da Paraiba, como nosso Estado iria atrair a Cerâmica Elizabeth.

    • Maxwell Correia diz:

      Outra opinião genérica e sem informação. O estado não bota um real na companhia. Sua participação como sócio recai somente sobre o poder de decisão do estado em questões estratégicas/sociais. E empresa eh indutora do desenvolvimento industrial do estado. Todo o custo da empres vem de receita própria, e além de pagar todos os impostos ao estado, paga em média de 2 a 3 milhões de lucro ao estado pela sua participação acionária

  4. João José diz:

    Caros colegas, parece que o desconhecimento de vocês sobre a Potigás é gritante. A empresa, que é de economia mista, não é composta por servidores públicos, ela possui controle de ponto, os funcionários são regidos pela CLT… e possui recursos próprios, não recebe recursos do estado, não tem comissionados, etc. Procurem se informar antes de passarem vergonha em rede social. A Potigás paga ICMS normalmente, como qualquer empresa, e ainda divide o seu lucro anualmente com o Governo do Estado. Para quê você privatiza uma empresa que dá lucro? Sim, a venda da Potigás só renderia cerca 10 milhões, pois a participação no Estado é de apenas 17% do capital social. Em menos de 5 anos, a empresa paga o valor de sua venda só em dividendos. Estudar não faz mal a ninguém, um abraço!

  5. Rosianne Xavier diz:

    “Muito estranha essa informação de que a Potigás só renderia 9 milhões de reais”. Essa informação é facilmente encontrada no balanço da Companhia. Não precisa ser expert em economia, contabilidade ou qualquer outra ciência, apenas ter a curiosidade em buscar na fonte, antes de sair “vomitando” asneira. A Potigás é uma empresa independente, não depende de recurso do estado, pelo contrário, repassa seus dividendos para o mesmo. Hoje a Companhia é responsável pela manutenção de 22 mil empregos no Rio grande do Norte, através do subsídio do gás natural para as indústrias através do programa RN GÁS+, responsável por manter as poucas indústrias que aqui ainda estão, este é, inclusive, o seu papel social. agora que vos respondi, me respondam se souberem. A quem interessa vender essa empresa?

  6. Breno diz:

    A Potigás conta atualmente com apenas 61 funcionários, praticamente TODOS concursados, trabalhando diariamente 8 horas por dia, com relógio de ponto. Graças a este trabalho teve um aumento de 11,3% no volume de Gás comercializado e 30% no faturamento(aumentando consequentemente a arrecadação do estado), chegando a mais de 20 mil clientes em 2017. Este crescimento q é bem superior q a média da maioria dos setores da economia mostra a eficiência exemplar q conta ainda com sistema de avaliação dos funcionários por meritocrácia. Nos últimos 5 anos repassou qse R$ 153 Milhões em impostos e principalmente ICMS ao estado e por anor deixa R$ 2,5 milhões de LUCRO ao estado.

    Um “gesto” q se julga incapaz de gerir uma empresa de sucesso de apenas 61 colaboradores e q já mostra sucesso mesmo tendo seu potencial renegado e renunciado pelo seu acionista ñ merece gerir nem uma budega qto mais concorrer a cargos eletivos pra decidir os destinos da sociedade.

  7. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Bem compreendida a estrutura econômica da Potigás. Incompreensível a pretensão de vendê-la. Lembrei-me de países paupérrimos do mundo onde, pais para sobreviverem à fome, vendem filhos.
    Exagero? Pode até ser. Mas que esse é o caminho das pedras, é.

  8. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Ora, Ora, são os ditos neo-liberais cabeças de vento e cérebro de minhocas, muitos dos quais, diariamente vomitam opiniões, ditas oiniões, sem nenhum efetivo embasamentoe (ou) conhecimento de causa….!!!

    Cada dia amis ees tem uma percepção da relaidade, absolutamnte distorcida , sobretudo pleos nosticiarios da mídia golpista e suas ditas análises econômicas encomendadas a preço de ouro, supostamente abalizadas e referendadas pelas ditas agências de risco.

    Entrrementes, tão somente indagamos, onde estavam as ditas agencias de risco com suas abalisadas opiniões, supostas e irrefutáveis análises econômica de risco mercadológico quando da quebra de muitos ditos banqueiros americanos….!!!????

    Não esqueçamos uma delas que nomeomento nãolembro onome (VERDAEIRAS PROSTITUTAS DOMERCADO, AINDA MAIS PROSTITUTO) FOI MULTADO em algum BILHÕES DE DÓLARES, PORE´M, como dira a protistuta, lavou tá zerado, posto que, a dita agencia, voltou como todos os ditos louros , claro, a atuar no ermacdo, mais que da corrupção como é comezinho no dito mundo liberal e capitalista a sugar as riquezas dos que realmente produzem….!!!

    No caso, até o mundo mineral sabe, a crise econômica que começou bem antes (MADE USA) e veio explodir no ANO de 2008, com a colossal e trágica especulação nas bolsas, atrave´s dos conhecidos e inflados preços artificiais na dinâmica do mercado imobiliário americano, atravessou e continaudo atravessando fronteiras e mercados a amordaçar o salário, renda e dividendos de quem realmente produz.

    Quanto aos ditos comentaristas de plantão que aqui e em outras plagas virtuais, vomitam diariaemente suas vazias, ensandecidas e odientas “verdades” compradas e disseminadas pelo dito mercado e seus mequetrefes formadores de opinão da dita e venal imprensa. Esses, definitivamente, não têm cura nem jeito e nem saida, como diria o nosso saudoso Jornalista, Dramaturgo, Filosófo, Cartunista, e Escritor MILLOR FERNANDES…!!!

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  9. FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Cadê o dito cientista pol´ticio, econônico e etc Sr. joão cláudio….tomou doril depois dessas singelas explicações, ou porventura ira voltar vomitando ódio s, recalques e intolerânciasem froma de supsota sabedoria à Lá extrema direita….!!!???

    Perguntar não ofende…Né mermo….!!!

    Um baraço

    FRANSUÊLDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.