terça-feira - 13/11/2018 - 21:38h
Indicativo

Porta-voz da Uern alerta para prejuízos com nova greve


Chefe de Gabinete da Universidade do Estado do RN (UERN), o professor Zezineto Mendes manifesta temor com o indicativo de greve em marcha na instituição. Para ele, “uma paralisação agora é algo imprudente”.

Zezineto pede prudência (Foto: Web)

A Associação dos Docentes da Uern (ADUERN) decidiu na segunda-feira (12) – veja AQUI, que no próximo dia 20, às 9h, em sua sede em Mossoró, tomará posição sobre nova greve.

Na pauta, atrasos salariais e a falta de pagamento do 13º salário de 2017, que o Governo do Estado ainda não pagou para quem recebe mais que R$ 5 mil.

Fim

“Estamos no fim de um ciclo acadêmico e uma decisão como essa prejudicará milhares de alunos. Também estamos a poucas semanas do término do atual governo, com outro prestes a ter início em 1º de janeiro”, lembra Zezineto Mendes.

A última paralisação do professorado foi encerrada em assembleia no dia 16 de março deste ano (veja AQUI). Durou 127 dias. A anterior, em 2015, teve 2015 ocorreu o recorde de 147 dias. Em menos de quatro anos, a Uern teve 274 dias de greve dos seus professores.

De 2011 até março deste ano, a instituição teve 446 dias de greve do professorado, sem qualquer conquista quanto a seus pleitos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.