segunda-feira - 19/02/2018 - 21:50h
Caicó

Prefeito faz plágio de discurso em leitura de mensagem anual


O prefeito de Caicó, Robson Araújo (PSDB), o “Batata”, fez hoje (segunda-feira, 19) na Câmara Municipal, a leitura da mensagem anual do seu governo para o segundo ano da gestão.

Mas em vez de chamar a atenção por alguma informação quanto a obras, gestão financeira ou balanço do primeiro ano, viu-se num vexame com o próprio discurso em si. Envolveu-se em episódio picaresco.

Prefeito Robson Araújo descuidou-se e juntou caicoenses aos soteropolitanos (Foto: divulgação)

O pronunciamento foi um plágio escancarado da mensagem anual do prefeito Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM), o “ACM Neto”, de Salvador-BA, apresentado no legislativo municipal baiano em fevereiro de 2015.

O caso não é apenas de cópia de uma frase, de uma oração, frase de efeito ou trecho de um parágrafo. É reprodução continuada do texto original, com adaptação ao contexto caicoense e enxerto de dados da sua gestão.

Leia também AQUI o discurso do prefeito de Caicó;

Leia também AQUI o discurso do prefeito baiano.

O prefeito denunciou-se de vez ao tratar seus munícipes por “soteropolitanos” (gentílico referente a quem nasce em Salvador-BA) e não por caicoenses. Mais um pouco e poderia ter usado até gírias desse mesmo universo, “meu rei!”

O plágio do prefeito Batata remete-nos ao episódio de repercussão mundial em 18 de julho de 2016, quando Melania Trump, mulher do então candidato à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, discursou em convenção partidária e utilizou frases de Michelle Obama. No jargão jornalístico, ela teria “cozinhado” (refeito, adaptado) frases que foram expressadas por Michelle.

Melania Trump e Michelle Obama: cópias (Fotos: Paul J. e Alex Wong)

O discurso de Melania (veja AQUI) teve semelhanças com a fala de Michelle Obama de 8 anos emitida 8 anos antes, na Convenção Nacional Democrata, quando Barack Obama consolidou sua candidatura à presidência.

A oratória de Melania foi logo desmascarada pela mídia dos EUA, por suas “surpreendentes similitudes” com o que Michelle tinha expressado.

No episódio de hoje em Caicó, a imprensa local foi igualmente ágil e mordaz.

Logo apontou o mico.

Resta saber se o prefeito foi traído por seu “ghost-writer” (escritor fantasma, pessoa responsável pelo texto a ser lido por outrem) ou ele próprio manufaturou a gafe.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Carlos Andre diz:

    Dai temos noção do por que que o Brasil não vai para frente.

    Não sei o que é pior, a burrice ou a ladroagem, acho que somente os dois juntos para suplantar-se.

  2. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Pode ter sido falha do prefeito ou do”ghost writer”. Pode ter sido um julgamento obscuro do conhecimento do povo.
    Agora, cair em soteropolitano foi demais.

  3. João Claudio diz:

    Oxente, esse menino. Vai ver que o Batata passou o carnaval em Salvador do meu Senhor do que Bonfim, pulou todos dias na pipoca do trio elétrico de Carlinhos Brau (corpo de humano, cabeça de besouro), e, coitado, ainda tá zonzo de tanto ouvir

  4. João Claudio diz:
  5. João Claudio diz:
  6. fernando diz:

    Cabral chegou a Caicó navegando pelo ITANS..

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.