quarta-feira - 30/07/2014 - 12:02h
Certificação

Prefeitura trabalha para conseguir “recuperar” o Selo Unicef


Link permanente da imagem incorporada

Prefeito discursa em evento; Tomaz (de paletó branco) representa Câmara (Foto:PMM)

O prefeito mossoroense Francisco José Júnior (PSD) abriu hoje pela manhã, na Biblioteca Ney Pontes Duarte (centro da cidade), o I Fórum Comunitário – Selo Unicef Município Aprovado (2013/2016).

Esteve acompanhado de alguns auxiliares, como a primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Amélia Ciarlini. O vereador Tomaz Neto (PDT) representou a Câmara Municipal, em lugar do presidente Francisco Carlos (PV).

O Selo Unicef reconhece o trabalho do município para melhorar e fortalecer as políticas voltadas para as crianças e adolescentes.

 

O evento é um dos pré requisitos para a obtenção do Selo Unicef – Município Aprovado Edição 2013/2016.

A iniciativa de hoje foi desencadeada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA).

Mossoró já foi premiada com essa certificação em outras oportunidades.

Entretanto, desde 2009 que não consegue renovar a conquista, o que passou a preocupar sobremodo a administração municipal.

Prioridade

Em seu discurso, o prefeito destacou necessidade de cuidados humanizados à infância e à adolescência. Garantiu que essa era uma preocupação de seu governo.

Mesmo com as dificuldades inerentes à própria administração municipal, que se formalizou do ponto de vista institucional após uma eleição suplementar, quando ele foi eleito, o prefeito disse que não estava de braços cruzados. O trabalho era prioritário.

“Tenho um trabalho como professor e advogado criminalista. Vejo nesses dois universos, como precisamos estar mais presentes e unidos em favor da família, da criança e do adolescente”, destacou Tomaz Neto.

Disse que o Legislativo está à disposição para contribuir com o prefeito Francisco José Júnior. “Temos contribuído”, reiterou Tomaz Neto.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Recuperar o SELO UNICEF? Servindo água não filtrada aos alunos nas escolas municipais? Não fazendo entrega do UNIFORME ESCOLAR? Não realizando nenhum mutirão de saúde bucal com os alunos das escolas municipais?
    “o prefeito destacou necessidade de cuidados humanizados à infância e à adolescência. Garantiu que essa era uma preocupação de seu governo.”
    Zé Ruela ri e Zé Buchudinho me pergunta o que aconteceria com as crianças em Mossoró se esta não fosse a grande preocupação do INDICIADO EM VÁRIOS ARTIGOS DO CÓDIGO PENAL em inquérito na Polícia Federal.
    Melhor nbem pensar. Zé Buchudinho, melhor nem pensar.
    Zé Ruela rindo me aponta esta declaração do Tomaz Neto:
    ““Tenho um trabalho como professor e advogado criminalista. Vejo nesses dois universos, como precisamos estar mais presentes e unidos em favor da família, da criança e do adolescente”, destacou Tomaz Neto.”
    Tomaz Neto já anda trocando figurinhas com o que comprou mais de 150 mil reais de MATERIAL DE LIMPEZA E DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS para a Câmara Municipal de Mossoró e não diz nem a pau o que comprou?
    Zé Buchudinho me pergunta pela CÓPIA DO RELATÓRIO DA AUDITORIA que o Tomaz Neto solicitou.
    Eu que sei, Zé Buchudinho? Se o Tomaz Neto já se esqueceu desta cópia como posso eu saber?…
    O que eu sei é que Tomaz Neto nunca se importou para o fato das crianças beberem água não filtrada nas escolas municipais, muito spara o fato do MATERIAL ESCOLAR não ter sido entregue.
    Dá para acreditar em alguém na política mossoroense?
    /////
    TOMAS NETO,. CADÊ O RELATÓRIO DA AUDITORIA REALIZADA NA PREFEITURA? SERVIU COMO MOEDA DE TROCA? TOMAZ NETO, QUANTOS LITROS DE GASOLINA VOCÊ GASTA E O POVO PAGA ATRAVÉS DA LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES? E AINDA FICA POSANDO DE DEFENSOR DA TRANSPARÊNCIA.

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    A TCM bem que poderia ajudar o INDICIADO EM VÁRIOS ARTIGOS DO CÓDIGO PENAL EM INQUÉRITO NA POLÍCIA FEDERAL a conseguir este selo.
    Por que não ir aos colégios e verificar as condições em que nossas crianças estudam?
    Por que não mostrar as “AMPLAS E ESPAÇOSAS SALAS DE AULAS” e verificar a temperatura a que vivem submetidos alunos e professores?
    Por que não entrevistar mães de alunos no horário da saída das crianças e perguntar se a ÚNICA blusa distribuída e a calça mais folgada do que de palhaço são suficientes para manter os filhos uniformizados?
    Certamente a TCM constataria a existência de mães que ficam descalças para que seus filhos usem a única sandália japonesa existente na família, quando todo o BRASIL sabe que o UNIFORME ESCOLAR se constitui de UM TÊNIS, MEIAS, CALÇA, BERMUDA, CALÇÃO, DUAS BLUSAS, DUAS CAMISETAS, BONÉ E MOCHILA.
    Perguntar as crianças o que acham da MERENDA ESCOLAR e se os pais dos alunos acham bom ver seus filhos bebendo água não filtrada enquanto o prefeito só toma água mineral paga pelo povo. Seria uma reportagem que iria repercutir em todo o Rio Grande do Norte e com grandes possibilidades de alcançar todo o Brasil.
    A TCM poderia fechar a reportagem perguntando aos alunos da 5ª série quais são as categorias gramaticais e pedir que dividissem 100 por 10. Só não deve perguntar quem descobriu o Brasil. Aí já é querer demais,,,
    Zé Ruela bola de rir e Zé Buchudinho me alerta que o comentário está grande.
    O QUE ACONTECE NO ENSINO EM MOSSORÓ É UM ABSURDO!
    ////
    TOMAZ NETO, CADÊ A CÓPIA DO RELATÓRIO DA AUDITORIA QUE VOCÊ SOLICITOU?
    A GASOLINA GASTA PELOS VEREADORES E PAGA PELO POVO DARIA PARA DAR TODOS OS MESES QUANTAS VOLTAS AO REDOR DA TERRA?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.