terça-feira - 20/11/2018 - 14:52h
Uern

Professores rejeitam indicativo de greve em universidade


Assembleia tomou decisão (Foto: Aduern)

Prevaleceu o bom senso.

A grande maioria dos filiados à Associação dos Docentes da Universidade do Estado do RN (UERN) decidiu não acatar proposta de indicativo de greve da categoria, contra salários em atraso e a falta de pagamento do 13º salário de 2017.  Governo do Estado ainda não pagou para quem recebe mais que R$ 5 mil.

A assembleia geral aconteceu à manhã desta terça-feira (20), na sede da Aduern em Mossoró.

A última paralisação do professorado foi encerrada em assembleia no dia 16 de março deste ano (veja AQUI). Durou 127 dias. A anterior, em 2015, teve 2015 ocorreu o recorde de 147 dias. Em menos de quatro anos, a Uern teve 274 dias de greve dos seus professores.

De 2011 até março deste ano, a instituição teve 446 dias de greve do professorado, sem qualquer conquista quanto a seus pleitos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Gerais

Comentários

  1. Teodosio diz:

    Entendo que os professores tomaram a atitude correta, até porque se a greve se estendesse até o inicio de 2019, eles continuariam a greve ou interromperiam?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.