quarta-feira - 23/05/2018 - 16:22h
Justiça Federal

“Quinta Jurídica” chega à edição 100 com grandes nomes


Amanhã (quinta-feira), às 19h, será aberta a edição 100 da Quinta Jurídica. Serão dois dias de intensos debates no Auditório da Justiça Federal do RN (JFRN).

A palestra de abertura terá como convidado o professor Marcelo Neves. Ele falará sobre “Constitucionalismo periférico 26 anos depois”.

Nefi: participação (Foto: STJ)

Logo em seguida, o professor lançará o livro “Constituição e Direito na Modernidade Periférica”.

Na sexta-feira, dia 25 de maio, os painéis na Quinta Jurídica começarão às 9h, com o tema “A responsabilidade objetiva das pessoas jurídicas por atos lesivos à Administração Pública”, com os Desembargadores Federais Edilson Pereira Nobre Júnior e Leonardo Carvalho.

Às 11h será a vez do painel “A economia digital e o futuro da tributação”, que será exposto pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luiz Alberto Gurgel de Faria e contará com o Juiz Federal Marco Bruno Miranda como debatedor.

O ministro do STJ Nefi Cordeiro falará sobre “A atuação do Poder Judiciário no combate à macrocriminalidade”, painel que será exposto às 14h.

O papel da advocacia

Em seguida, o promotor Marcus Aurélio de Freitas Barros e o professor Edilson Vitorelli falarão sobre “As influências do novo CPC sobre o processo coletivo”.

Às 16h30 da sexta-feira, o Desembargador Federal Rubens Canuto e o Juiz Federal Walter Nunes abordarão “Novos paradigmas do processo penal”.

A edição especial da Quinta Jurídica será encerrada, às 18h, com a conferência do ministro do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas. Ele falará sobre “O papel da advocacia nos processos criminais”.

As inscrições para Quinta Jurídica são gratuitas e podem ser feitas através do site www.jfrn.jus.br . A efetivação da inscrição acontece mediante a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis no dia do evento.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Vão debater a morosidade da justiça no julgamento de recursos de processos que envolvem condenados a vários anos de cadeia, por prática de improbidade, e que continuam, por força da PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA, exercendo cargo público e até mesmo presidindo a Câmara Municipal de Mossoró?
    O povo deseja celeridade da justiça no julgamento de todo e qualquer processo que envolva prática de corrupção. Finalmente o povo tomou consciência de que o dinheiro que os corruptos furtam dos cofres públicos lhe pertence e que, por ser furtado, ocasiona falta de medicamentos, uniforme escolar, material escolar, transporte escolar, iluminação pública; estradas, ruas e avenidas esburacadas.
    Sucesso é o que desejo a esta QUINTA JURÍDICA.
    ///
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS HOJE?
    O ARRASTÃO DA FREI MIGUELINHO SERÁ ELUCIDADO ESTE MÊS?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.