• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
quarta-feira - 30/08/2017 - 15:57h
Hoje

Secretário aponta grande desequilíbrio em contas do RN


Gustavo fez exposição hoje (Foto: Eduardo Maia)

O titular da Secretaria de Planejamento do Estado, Gustavo Nogueira, foi enfático ao detalhar o “exponencial” déficit da previdência, que na sua avaliação é um dos grandes fatores de desequilíbrio das contas públicas, pois as receitas de contribuição dos servidores e patronais tem sido insuficientes. Foi hoje pela manhã (veja AQUI) que ele fez essa exposição, atendendo a obrigações legais, mas paralelamente para defender apoio a empréstimo para governo tentar equilibrar contas.

Enquanto de janeiro a agosto de 2016 o valor era em torno de R$ 740 milhões, de janeiro a abril deste ano o déficit está em mais de R$ 1 bilhão (1.010.128.805,34).

A Assembleia Legislativa aprovou ontem projeto de lei que autoriza o governo a sacar mais R$ 25 milhões do Fundo Financeiro do Estado (FUNFIR), para cobrir encargos previdenciários.

As reservas do Funfir ficariam em torno de R$ 348 milhões. Os saques começaram no final da gestão Rosalba Ciarlini (PP) e seguiram no governo Robinson Faria (PSD).

Detalhamento

Ao fazer o detalhamento da Receita Ordinária Líquida do Tesouro (ROLT) relativo às fontes 100 – e da 121 a 124 – demonstrou que a receita arrecadada no 1º semestre de 2017 teve uma queda de -3,6% quando comparada a 2014; queda de -2,3% comparada a 2015 mas cresceu 5,3% se comparada a 2016, um dos anos mais críticos. Considerando os valores atualizados, o ICMS alcançou em 2017 a maior arrecadação para o período, mas os valores oriundos das receitas de transferências, apesar de melhores que em 2016, continuam abaixo do valor arrecadado no período em 2014 e 2015.

Membro da Comissão de Finanças, o deputado Getúlio Rêgo (DEM) afirmou que o empréstimo já deveria ter sido autorizado desde a gestão da então governadora Rosalba Ciarlini, mas foi obstruído pela oposição da época. O parlamentar se colocou à disposição para auxiliar o Governo no que for preciso e enfatizou, no entanto, que a aplicação dos recursos deve fazer justiça a todas as regiões.

Também presente à audiência, o deputado Carlos Augusto Maia (PSD) fez um alerta sobre o déficit previdenciário, que segundo suas projeções, pode chegar a mais de R$ 2 bilhões em 2023.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Reajuste salarial zero e aumento do desconto previdenciário.
    Se continuar deste jeito vão cobrar para o funcionário trabalhar. Afinal ele usa as instalações do governo…
    Falar em acabar com a VERBA DA MORDOMIA DOS DEPUTADOS, não falam.
    Falar em criar um teto com a aplicação de um redutor limitando a 20 mil todo e qualquer salário no serviço estadual, não falam.
    Falam em congelar os salários dos barnabés e ainda achando pouco aumentar o desconto previdenciário.
    Nem na França de Luís XVI se viu tanta desigualdade.
    ////////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE. CNJ ATENTO!
    ALGUÉM DUVIDA QUE OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS?

  2. M. D. R. diz:

    Vai terminar o governo, com déficit superior da Ex-governadora ROSALBA, de quem muito criticou.
    Quem produziu esse déficit?

  3. Honório de Medeiros diz:

    Ninguém se lembrou de perguntar ao Secretário como é que estados tais quais Ceará, Paraíba, Maranhão e outros, mesmo com esse desequilíbrio, conseguem manter a folha de pessoal em dia?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.