• Curso de Oratória de Francisco Lavor em Mossoró 15 a 28-01-18 veiculação - TOPO
terça-feira - 07/11/2017 - 08:42h
Fim da linha

Tempos difíceis para o Governo Robinson


Por Honório de Medeiros

Se o carão que o Governador Robinson Faria (PSD) deu na Polícia Militar do Rio Grande do Norte ontem, via twitter, funcionar, e o movimento dos policiais, marcado para o próximo dia 13, quando as viaturas serão recolhidas, a tropa em serviço aquartelada, e os demais se farão presente à Governadoria, a partir das oito da manhã, desaparecer, nem assim parecem sossegados os dias vindouros do resto do seu mandato.

Vamos supor que o Governador tenha escolhido a tática de bater em público, para mostrar autoridade, e falar manso no privado, assegurando o pagamento em dia da Polícia Militar.

Robinson: perdido, perdido (Foto: arquivo)

Surgirá uma outra questão a ser repercutida continuamente na famosa “Rede”: se podia pagar em dia, por que não o fez antes?

E se não pagar em dia, mesmo depois do carão ministrado na Polícia Militar, como controlar os ânimos exaltados de quem foi enquadrado e continua com os bolsos vazios?

Supondo que pague, como segurar os auditores fiscais? E os procuradores? Todos hão de querer o mesmo tratamento.

E se pagar a todas essas categorias, usando-se sabe-se lá qual retórica, deixando de lado os demais servidores, bem como os aposentados e pensionistas, como lidar com a inevitável onda de ressentimento por esse tratamento que os iguala a material de segunda?

Poderia ter sido diferente. Leia O caos de há muito anunciado.

De qualquer forma esse ressentimento já cresce avassalador, na Sociedade.

Os servidores são numerosos e sua área de influência é ampla, espraiando-se da base ao topo da pirâmide social, e estão todos os dias, o dia todo na Rede, dando conta do que acontece com seus bolsos e apontando culpados.

Não há marketing que suporte isso. Terrível.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Artigo / Opinião

Comentários

  1. Daniel Pinto diz:

    Falta transparência ao governador, poderia começar esclarecendo que quando era Presidente da Assembleia Legislativa patrocinou a aprovação de uma lei que impactou vertiginosamente a folha de pagamentos do Estado, poderia esclarecer o porquê de o pagamento da Arena das Dunas ser priorizado a folha e por fim, apontar o impacto dos repasses ao Poder Judiciário e ao Ministério Público nas contas do estado, explicando o tamanho deste impacto destes repasses no orçamento do Estado, o que não ocorre por exemplo no vizinho Estado da Paraíba.

    O governador parece está sendo vítima de sua atuação irresponsável quando deputado.

  2. François Silvestre diz:

    Fala mansa no e na privada. Cagando-se. O comentário de Daniel Pinto, meu irmão Honório, completa a sua exposição. “Dinheiro não falta. O que falta é gestão”. Quem disse isso? Robinson, na campanha. Combinado com Rosalba, que o apoiou inteligentemente para vê-lo superá-la em ruindade. A criatura superou a criadora.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.