sábado - 07/07/2018 - 15:00h
PR

Tião Couto desiste de concorrer à Câmara Federal este ano


O pré-candidato a deputado federal pelo Partido da República (PR), Tião Couto, retirou sua postulação. O anúncio foi feito no final da manhã deste sábado (7), durante Encontro Regional da legenda, no Espaço América Futebol Clube em Natal.

A partir de agora, o seu foco principal é o apoio ao também empresário mossoroense Jorge do Rosário (PR), seu companheiro de chapa à Prefeitura de Mossoró em 2016, que é pré-candidato a deputado estadual.

Tião Couto foi candidato a prefeito em 2016 e apresentou suas razões à desistência previsível (Foto: cedida)

Tião explicou que duas razões motivaram a sua desistência. A primeira delas é que não se sente vocacionado a ir em busca de um mandato legislativo. Sua aptidão seria para o exercício de mandato executivo.

A segunda e mais forte é o próprio cenário que se formou em relação às pré-candidaturas majoritárias. “São os mesmos grupos, as mesmas famílias e pessoas que há muitos anos são os grandes responsáveis pela calamidade que o Rio Grande do Norte vive hoje e agora querem se apresentar como solução para os problemas que eles criaram”, disse Tião Couto.

O Encontro Reuniu do PR reuniu mais de 600 pessoas no América.

Nota do Blog – A decisão de Tião não surpreende. Há tempos ele já dava sinais de desaceleração da pré-candidatura, ao contrário de Jorge do Rosário. Estava escrito que desistiria.

Todo o projeto político do grupo que ele e Jorge do Rosário começaram a formar no final de 2015, em Mossoró, claramente precisa ser repensado. Míngua, apesar de enorme vácuo existente. Voltaremos ao tema.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Bom repensar, Tião. Avance com seu projeto político, procure respaldo em pessoas que entendem do assunto. Fortalecimento.

  2. João Paulo diz:

    Bom nome, mas péssimo candidato. Não possui nenhum tato político. Não tem nenhuma noção eleitoral. Quem gosta disso é o ‘Rosalbismo’. Enquanto as opções viáveis aos Rosado continuarem sem saber planejar estratégica político-eleitoral, a ‘dinastia’ continuará no poder. Governo Rosalba é péssimo, sua aprovação perante a opinião pública é frágil, há espaço suficiente para a oposição vencer Rosalba em 2020. A Rosa já não é mais imbatível em Mossoró. Mas continuará a ser, enquanto não houver candidatura forte para enfrentá-la em 2020. Tião, Jorge, Gutemberg Dias, Cláudia Regina, dentro outros nomes, grupos e partidos, se conciliarem conflitos e marcharem unidos em 2020, com musculatura eleitoral, dão xeque-mate em Rosalba Ciarlini. Enquanto não houver projeto robusto para derrotar Rosalba, Carlos Augusto agradece.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.