• Cachaça San Valle - Topo - Nilton Baresi
domingo - 14/04/2024 - 14:24h

A irmã de Cristo

Por Marcos Ferreirafé , biblia, religiosidade, sagradas escrituras,

Quase três horas adulando um soneto. Consegui dar cabo dos quartetos (razoáveis, a meu ver), porém os tercetos emperraram. Paciência. Mudemos para a crônica. Deixemos o poema amadurecendo nos escaninhos da mente. No mais das vezes persevero, travo uma luta ferrenha com os meus neurônios, mas há ocasiões em que é preciso dar um tempo, tomar um banho bem frio e uma boa talagada de café amargo. Após isso, o que não é regra, termino encontrando a solução para os versos insubordinados, inacessíveis como certos políticos reeleitos.

Se eu sigo algum ritual para escrever? Talvez. Mas seria algo involuntário. Inquieto-me da mesa para a cama, da cama para a rede, armada aqui na sala, às vezes com uma caneta e bloco de notas. Então “eu olho, assustado, para a página branca de susto”. Apenas para citar Quintana, embora alguns leitores mais áridos, carentes de cultura literária, considerem tais citações uma coisa presumida, empolada, pedante. Fazer o quê? Não posso responder pela ignorância alheia. A minha já me é o bastante para que eu entenda que aquilo que sei é uma gota e o que ignoro é um oceano, como nas palavras do cientista inglês Isaac Newton.

Ouso dizer que hoje em dia, dispondo-se de um serviço de internet, de um celular ou computador, tornou-se fácil (aspas) que um indivíduo se venda por intelectual. Ou afete, digamos, uma intelectualidade medíocre. Porque frases engenhosas como essa de Newton são absolutamente encontráveis nos sites de busca, sem que o suposto intelectual precise consultar sua biblioteca física um sem-número de vezes, no caso daquelas pessoas que possuem bibliotecas.

Temos em Mossoró um autor — rapaz velho com mais de setenta anos, formado em ciências jurídicas e medicina veterinária, entretanto estabelecido no ramo de peças de automóveis — que já deveria ter sido agraciado com um Jabuti ou um Prêmio São Paulo de Literatura. Se não pelas várias obras publicadas do próprio bolso, entusiasticamente aplaudidas pelas igrejinhas daqui e da capital potiguar, ao menos pela admirável qualidade das epígrafes e aforismos com que ele impregna os seus romances, contos, poemas, crônicas e ensaios literários.

Sim. O senhor Olavo Cardoso, eis o nome do referido escriba, notabiliza-se (no meu modo de ver) muito mais pela citação das obras e pensamentos de terceiros do que pelos méritos de suas próprias letras.

Isso, no entanto, não é da minha conta. Decerto também não é do interesse do paciente leitor. Iniciei estas linhas falando sobre poesia, e é sobre poesia que desejo continuar falando. Talvez eu devesse expor aqui as duas primeiras estrofes do referido soneto. Não. Fiquemos na categoria da crônica. O que não me impede de lhes apresentar a minha opinião sobre a arte do verso.

Eu dizia da minha peleja à cata dos tercetos, até agora sem remédio. Estalo os dedos. Daí a pouco vou dar uma olhada no trânsito. Espio por cima do muro, que é baixo o suficiente para esse tipo de espreita. Subo em dois tijolos de cerâmica, que mantenho ali para essa finalidade. Ganho uns vinte centímetros de altura e consigo espichar a cabeça para melhor examinar a rua. Contudo ainda é cedo e quase não há tráfego; uma motocicleta e um carro passam devagar. A seguir, com menos velocidade, dois ciclistas e um carroceiro tomam rumos contrários. A carroça segue em direção ao oeste enquanto as bicicletas rumam para o leste. Ruazinha estragada e morta de um domingo igualmente morto. Continuo, repito, sem engenho para dar à luz os tercetos necessários à conclusão daquele soneto iniciado há horas.

Volto para a rede, enfastiado da monótona paisagem da rua. Apesar do inexplicável tremor das minhas mãos, coisa que o Dr. Dirceu Lopes (meu psiquiatra) tem se empenhado em resolver, pego o bloco de notas e me ponho a cismar, os olhos mirando o vazio, mordiscando a tampa da caneta. Sobre o que escrever, afinal, nesta crônica digressiva, sem rumo certo? “Decifra-me ou te devoro”, ameaça-me a esfinge de Tebas. É melhor que eu não permaneça na enrolação, abusando da paciência do leitor, cujo tempo destinado às nossas crônicas de qualidade pretensamente elevada merece ser valorizado. Pego outra xícara de café amargo e me ponho a saborear a rubiácea. Sequer um braço de vento se insurge contra a quietude.

Ouço a buzina de um carro, seguida pelo som das portas se fechando, e vou espiar a rua outra vez. A visita não é para mim, felizmente. O veículo parou diante da casa da senhora Margareth. Desceu um jovem e rechonchudo casal e o rapaz tocou a campainha da residência. Daí a pouco a senhora Margareth lhes abriu o portão. O cachorro vira-lata do padeiro Saldanha vela um osso descarnado ao pé do poste. E esta rua vazia e morta me lembra um poema de Mauro Mota. Uma cigarra estridula seu característico canto de acasalamento nas imediações.

Sofro intimamente a dor dos versos que não consigo parir, esperando uma fagulha de engenho. Tenho a impressão de que me olham, à sorrelfa, os olhos invisíveis da Poesia, que hoje está de mal comigo.

Antes de atritarem as primeiras pedras e obterem o fogo, ela já se fizera inquilina dos subterrâneos e porões das nossas almas. Precede a escrita, a tinta e o papiro. Constitui os primórdios da linguagem. Compõe a nossa essência e cotidiano desde a pré-história, do interior das cavernas às habitações de agora. Socializou e interagiu com o homem primitivo à volta de fogueiras.

Ela está em toda parte. Sobreviveu a hecatombes e cataclismos, foi tragada por dilúvios e consumida por vulcões, no entanto ressurgiu como uma fênix. Sempre viveu conosco, em meio à luz e às trevas, independente do nosso querer e escolha. Existe desde a criação do mundo e do ser humano. Possui dimensões microscópicas quanto gigantescas. Muitas vezes se encontra bem diante dos nossos olhos e não conseguimos enxergá-la. Com algumas exceções, pois há quem jure de pés juntos que a desprezam e repelem, todos a estimamos e a cobiçamos.

Sinto a sua presença enquanto escrevo. Adivinho o seu olhar onipresente pairando sobre mim. Está dentro de nós, habita-nos e nos circunda a um só tempo. Não nos diz a que veio (nem carece), pois a ela nos destinamos, embora a subestimemos aqui e ali com a nossa fria e pragmática lógica.

Hoje a Poesia não parece disposta a colaborar para a conclusão do meu soneto. Vejo-a reflorir entre os espinhos e pedras do caminho. Continua e será exatamente a mesma, por séculos infindos, diversa e una. Reina sobre todas as amarras e grilhões, sobre todas as formas e regras, antiguidades e modernismos, vozes e silêncios, guerras e paz. Ela coexiste entre a lágrima e o riso, entre o êxtase e a dor, o fracasso e o sucesso. É fardo e fortuna, prazer e suplício de todos os seus discípulos e devotos. Alista reis e vassalos para a empresa de sua eternidade. Nobres e plebeus compartilham do mesmo pão verbal à sua mesa farta e indistinta.

Não possui fronteiras nem alfândegas. Cabe no útero de uma ostra e transborda rios, agita oceanos. É a pomba e o chacal, a espada e o cordeiro. Ora é festa e multidão, noutro instante é abandono e vazio. E se acaso à noite ela se revela sombra e embaraço, ressurge cristalina “mal rompe a manhã”.

Eis, senhoras e senhores, a irmã de Cristo, a filha bastarda que Deus não quis registrar nas sagradas escrituras: a Poesia!

Marcos Ferreira é escritor

*Texto originalmente publicado na revista Papangu na Rede, em 29 maio de 2021.

Compartilhe:
Categoria(s): Crônica
domingo - 14/04/2024 - 09:00h

Autorretrato

Foto de quadro do Museu Amsterdam (Bruno Ernesto)

Foto de quadro do Museu Amsterdam (Bruno Ernesto)

Por Bruno Ernesto

Em outra oportunidade, mencionei que o pintor holandês Vincent van Gogh (1853-1890) dizia que as pinturas vinham para ele, como se estivesse num sonho (veja AQUI)

Antes da fotografia, a pintura, especialmente a pintura a óleo, era a única maneira de retratar o mais fielmente possível a imagem de alguém.

Se hoje a fotografia e o ato de fotografar são disseminados, e até mesmo algo trivial nas nossas vidas, antes não era.

Dentre tantas razões para a limitação de antes, penso que o custo e a escassez de bons artistas eram determinantes.

Particularmente, gosto de fotografias em preto e branco, independentemente da temática. Embora não tenha tanta habilidade para belos registros, dignos de serem instagramáveis.

Tem quem goste de fotografias de paisagens; há aqueles que preferem fotos espontâneas; já outros preferem fotografar a refeição; os que registram os encontros familiares e com amigos; e há aqueles que preferem o autorretrato, ou, em termos atuais, a selfie.

Embora massificada atualmente, a fotografia, há um bom tempo, já se transformou em arte. Há fotografias belíssimas.

Se antigamente uma boa pintura a óleo dependia da habilidade do pintor, hoje, por mais que a tecnologia facilite o ato de fotografar, tanto antigamente, quanto atualmente, é comum lançar mão de um pequeno artifício: alterar a imagem.

Não que não seja de um todo ruim. Claro que não!

Além de melhorar a imagem, podem-se empregar muitos efeitos, transformando aquele simples registro em uma belíssima imagem.

No caso de um autorretrato a óleo, como os de Vincent van Gogh, há uma particularidade que muitos artistas empregam nesse tipo de arte e que o fazem, por vezes, independentemente de seu estilo.

Se você observar, muitos desses autorretratos não têm qualquer semelhança com seu autor.

Por vezes, embora se pareçam com eles, há detalhes que transmitem inúmeras situações e sentimentos, bons ou ruins, sendo esses autorretratos uma maneira sutil que o artista utiliza para transmitir seus sentimentos, tal qual uma selfie nos dias de hoje.

É interessante observar detidamente um autorretrato, como os de van Gogh, pois o olhar penetrante faz transparecer nossos próprios sentimentos, tal qual o artista transmite os seus.

Há quem diga que o olhar passa confiança, mostra mais atenção e cria uma conexão com a pessoa.

É sutil, mas o olhar diz tudo.

Como naquele velho ditado, de que uma imagem diz mais que mil palavras.

Assim, vez ou outra, é bom fazer um autorretrato; ou, para nós, uma selfie.

De preferência, sem filtro.

Bruno Ernesto é professor, advogado e escritor

Compartilhe:
Categoria(s): Crônica
  • Art&C - Ecomax - Bosque das Carnaúbas - 10 a 24 de Abril de 2024
domingo - 14/04/2024 - 08:28h

Esconderijo de silêncios V

Ilustração de Arquivo

Ilustração de Arquivo

Por François Silvestre

A chegada de novo pároco em Januária atiçou a curiosidade noturna dos habitantes. O que houvera de fato? O sacristão segurava-se na promessa feita ao padre Salomão. O novo padre, jovem, foi alvo de assédios e bajulações. Desde aquele episódio do “pastor” envolvido em falcatruas e outras sujeiras, a igreja católica de Januária havia recuperado prestígio e angariado novos praticantes.

Agora, era a igreja romana que se via no enrolado de um silêncio. Assim, no singular, como gostava Saramago. O que houvera?

Na madrugada daquele dia, uma semana após a chegado do padre Thiago, a pensão de dona Olívia recebe dois forasteiros. Dois rapazes e uma moça portando vários equipamentos de filmagens e fotos. Máquinas e tripés. Januária amanhece alvoroçada. Ao chegarem à igreja matriz, os visitantes se apresentaram ao padre.

Fariam uma reportagem sobre o padre Salomão, Antecessor do jovem pároco. Ou melhor, uma matéria sobre a vida do padre destituído naquela localidade. Posto que, sobre o próprio padre Salomão, eles é que sabiam das coisas que Januária desconhecia.

Ouvindo a explicação dos forasteiros ao padre Thiago, o sacristão resolveu contar o que sabia. Pois fora superficialmente informado por aquela comissão que viera buscar o velho padre. Tudo girava em torno do “segredo” vazado da confissão.

De tempos antigos, anos de chumbo, o padre Salomão fora capelão do Regimento de Infantaria do Exército, em Recife. E nessa condição, prestara serviços inconfessáveis aos órgãos de repressão. Dentre esses préstimos, o uso do confessionário para obter informações que repassava aos policiais, nos “inquéritos” da repressão política. Presos políticos, sob tortura, muitos deles católicos, prestavam-se “ao conforto” do confessionário. Confessor? Padre Salomão.

Como fora desmascarado comprovadamente? Conto. Um seminarista de São Paulo, preso juntamente com frades beneditinos, foi transferido para Recife, por ter sido citado num inquérito ali instaurado. Corria o boato das suspeitas sobre o confessor capelão. O seminarista, ardilosamente, pede para se confessar. E na confissão, conta ao padre Salomão que participara de uma queima de canavial, em Nazaré da Mata, nominando mês, dia, horas. Ele sabia do fato e o fato ocorrera. Colocou-se na cena do ato. Não deu outra. O padre repassa a informação.

O seminarista é interrogado sobre aquele ato terrorista, apanha pra confessar aos torturadores. Informa, contudo, que era impossível sua participação naquele dia, daquele mês, pois estava preso em São Paulo. Confrontada a informação, atestou-se que era impossível ele estar em São Paulo e Recife no mesmo dia. Ubiquidade anulada por si mesma.

Veja capítulos anteriores

Leia também: Esconderijo de silêncios I

Leia tambémEsconderijo de silêncios II

Leia tambémEsconderijo de silêncios III

Leia também: Esconderijo de silêncios IV

Porém, nem os investigadores e muito menos o padre queriam a publicidade da desmoralização. Retiram o seminarista daquele inquérito, mantendo-o no outro, e transferem o padre Salomão pros cafundós do Judas. Onde? Januária. Esconderijo de silêncios.

François Silvestre é escritor

Compartilhe:
Categoria(s): Conto/Romance
domingo - 14/04/2024 - 07:46h

Ilícitos eleitorais

Ilustração IA

Ilustração IA

Por Odemirton Filho

A Resolução n. 23.735/24 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dispõe sobre os ilícitos eleitorais.  Refere-se ao abuso de poder, fraude, corrupção, arrecadação e gasto ilícito de recursos de campanha, captação ilícita de sufrágio e condutas vedadas às(aos) agentes públicas(os) em campanha, com o objetivo de coibir tais práticas. Vejamos somente alguns.

Cumpre discorrer, inicialmente, sobre o combate às fakes news, tão em voga hoje em dia.

Assim, o uso de aplicações digitais de mensagens instantâneas visando promover disparos em massa, com desinformação, falsidade, inverdade ou montagem, em prejuízo de adversária(o) ou em benefício de candidata(o) configura abuso do poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação social

Ademais, a utilização da internet, inclusive serviços de mensageria, para difundir informações falsas ou descontextualizadas em prejuízo de adversária(o) ou em benefício de candidata(o), ou a respeito do sistema eletrônico de votação e da Justiça Eleitoral, pode configurar uso indevido dos meios de comunicação e, pelas circunstâncias do caso, também abuso dos poderes político e econômico.

Outro ponto abordado diz respeito àqueles empresários que usam de seu poder econômico para forçar seus empregados a votarem em determinado candidato. Em razão disso, o uso de estrutura empresarial para constranger ou coagir pessoas empregadas, funcionárias ou trabalhadoras, aproveitando-se de sua dependência econômica, com vistas à obtenção de vantagem eleitoral, pode configurar abuso do poder econômico.

No que diz respeito à cota de gênero, a obtenção de votação zerada ou irrisória de candidatas, a prestação de contas com idêntica movimentação financeira e a ausência de atos efetivos de campanha em benefício próprio são suficientes para evidenciar o propósito de burlar o cumprimento da norma que estabelece referida cota, conclusão não afastada pela afirmação não comprovada de desistência tácita da competição.

Do exposto, percebe-se que a Justiça está atenta à prática desses e outros ilícitos, como forma de assegurar a lisura do processo eleitoral.

E, como sempre, será uma tarefa hercúlea.

Odemirton Filho é colaborador do Blog Carlos Santos

Compartilhe:
Categoria(s): Artigo
  • San Valle Rodape GIF
domingo - 14/04/2024 - 03:22h

Pensando bem…

“Compreendemos mal o mundo e depois dizemos que ele nos decepciona.”

Rabindranath Tagore

Compartilhe:
Categoria(s): Pensando bem...
sábado - 13/04/2024 - 22:20h
Natal

Morre o bancário aposentado e ex-vice-prefeito Renato Fernandes

Renato Fernandes estava internado em Natal (Foto: cedida)

Renato Fernandes estava internado em Natal (Foto: cedida)

Faleceu neste sábado (13), em Natal, o bancário aposentado do Banco do Brasil e ex-vice-prefeito de Caraúbas, Renato Fernandes de Medeiros (88 anos). O óbito aconteceu às 17h na Casa de Saúde São Lucas, onde estava internado há quase um mês, em razão de complicações cardíacas.

Além da viúva Maria da Salete Targino, dos 4 (quatro) filhos e 4 (quatro) netos, deixa também um legado de serviços dedicados às Dioceses de Mossoró e Natal, nas quais  atuou como membro e entusiasta de inúmeros  movimentos.

O velório ocorrerá nesse domingo (14), a partir das 7h, no Cemitério Morada da Paz (Emaús, Parnamirim/RN), seguido de Missa de Corpo Presente às 14h e Sepultamento às 15h.

A família agradece a todos pelas orações e solidariedade nesse momento de profunda dor.

Nota do BCS – Conheci “Seu” Renato no Banco do Brasil na minha adolescência. Cabia nele, sem rodeios ou qualquer farisaísmo, o epíteto de homem de bem.

Descanse em paz.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Gerais
  • Art&C - PMM - 12 de Abril de 2024 - Arte Nova - Autismo
sábado - 13/04/2024 - 10:26h
Saúde pública

Aterro Sanitário tem ordem de serviço e beneficiará 25 municípios

Evento ocorreu nessa sexta-feira em Caicó (Foto: PMC)

Evento ocorreu nessa sexta-feira em Caicó (Foto: PMC)

Prefeitos da região Seridó receberam publicamente emenda parlamentar do senador Styvenson Valentim (Podemos), de mais de 5 milhões e meio de reais, para que seja construída a primeira subcélula do Aterro Sanitário Regional. O evento aconteceu em Caicó, nessa sexta-feira (12), com ordem de serviço sendo assinada. A aglutinação dos municípios acontece no formato de consórcio intermunicipal.

“Como o consórcio não podia receber a emenda e o terreno onde será construído está no território, caicoense, foi acordado entre os prefeitos que a emenda do senador Styvenson viria pela Prefeitura de Caicó”, afirmou Serginho Fernandes, presidente do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Região do Seridó (CIM Seridó), formado por 25 municípios.

O Aterro ocupará uma área de 37 hectares, terá capacidade de acumulação de 2.600.000 toneladas de resíduos e será localizado na RN 228, entre os municípios de Caicó e São José do Seridó

Segundo Tatiane Dantas, assessora jurídica do Consórcio, a intenção é lançar em breve o edital de concessão para os parceiros privados entrarem na obra.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política / Saúde
sábado - 13/04/2024 - 08:30h
BR-406

‘Atalho’ rodoviário entre Natal e Mossoró testa paciência de motoristas

O vídeo nesta postagem é do chargista, caricaturista e artista plástico Túlio Ratto, feito à tarde dessa sexta-feira (12), trecho da BR-406, perto de Guamaré.

Uma carreta sofreu acidente na pista e comprometeu trajeto de veículos entre Natal e Mossoró, via alternativa criada enquanto a BR-304 ganha ‘atalho.’ O engarrafamento foi inevitável, testando paciência de motoristas.

Paciência, paciência. A 304 foi obstruída há poucos dias (veja AQUI) nos km 204 e 206, entre Lajes e Caiçara do Rio do Vento, devido enxurrada. que até uma ponte destruiu.

Ô luta medonha!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Gerais
  • San Valle Rodape GIF
sábado - 13/04/2024 - 06:28h
Veja locais

Mossoró tem “Dia D” de vacinação neste sábado

Vacinação faz parte de política de saúde pública federal e do município (Foto: Wilson Moreno)

Vacinação faz parte de política de saúde pública federal e do município (Foto: Wilson Moreno)

A Prefeitura Municipal de Mossoró realiza neste sábado (13), ação de mobilização da população com oferta de vacinação em 10 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e no Partage Shopping. O “Dia D” de vacinação vai ofertar vacinas contra dengue, Influenza, HPV, Covid-19.

As vacinas serão aplicadas na população conforme os grupos prioritários preconizados pelo Ministério da Saúde. A iniciativa visa ampliar o acesso dos imunizantes à população com dia e horário alternativos. Consequentemente, aumentando as coberturas vacinais no município.

A mobilização acontecerá das 8h às 12h nos seguintes locais:

UBS Edgar Burlamaqui (Centro);

UBS Cid Salém (Abolição IV);

UBS Chico Porto (Ouro Negro);

UBS José Leão (Alto da Conceição);

UBS Marcos Raimundo (Belo Horizonte);

UBS Maria Neide (Jardim das Palmeiras);

UBS Vereador Lahyre Rosado (Sumaré);

8h às 16h:

UBS Maria Soares (Alto de São Manoel);

UBS Enfermeira Conchita Ciarlini (Abolição II);

UBS Chico Costa (Santo Antônio);

No Partage Shopping, a vacinação ocorrerá das 10h às 18h.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Saúde
sábado - 13/04/2024 - 04:22h

Penando bem…

“Quando a caminhada fica dura, só os duros continuam caminhando.”

Mano Brown

Compartilhe:
Categoria(s): Pensando bem...
  • Pastel Premium Mossoró - Pastel de Tangará - Aclecivam Soares
sexta-feira - 12/04/2024 - 23:28h
Política e futebol

Câmara terá audiência pública para debater situação do Nogueirão

Edição de fotos do BCS, colhidas em redes sociais, mostra amplitude do estrago

Edição de fotos do BCS, colhidas em redes sociais, mostra amplitude do estrago dia 10 de fevereiro

A Câmara Municipal de Mossoró vai realizar uma audiência pública para debater a situação atual do estádio Nogueirão, que está interditado após sofreu enorme danos em sua estrutura, com vendaval (veja AQUI). A audiência está agendada para quinta-feira, 18 de abril, às 9h, no plenário da Câmara. A proposição é do vereador Isaac da Casca (MDB).

O Estádio Manoel Leonardo Nogueira, mais conhecido como Nogueirão, vem enfrentando problemas estruturais há cerca de 20 anos, já tendo sido interditado diversas vezes nesse período. Para o vereador Isaac da Casca, providências precisam ser tomadas.

“O Nogueirão é um patrimônio de Mossoró. Marca e marcou a história do esporte no município e merece atenção”, declarou.

A audiência pública deve contar com a presença de representantes de entidades ligadas ao esporte, prefeitura e da sociedade civil organizada. O evento também é aberto ao público em geral. A TV Câmara fará a transmissão ao vivo pela TV Câmara Mossoró  (canal 23.2 TCM) e pelo site www.mossoro.rn.leg.br .

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Esporte / Política
sexta-feira - 12/04/2024 - 22:56h
Incrível

VoePass vende passagem aérea e manda usuários de van a Natal

VoePass teve primeira operação no dia 1º (Foto: BSV)

VoePass opera voo regionais da Latam (Foto: BSV)

Do Blog Saulo Vale

Passageiros revoltados nesta sexta-feira à noite no Aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró.

A Voepass, empresa que opera voos regionais da Latam Airlines, enviou uma aeronave menor que a quantidade de passagens vendidas.

Uma parte dos usuários não conseguiu entrar para o voo e teve que aguardar uma van, disponibilizada pela companhia, para levar os passageiros ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

O automóvel demorou mais de duas horas para chegar.

O estranho é que a companhia se queixou, há poucas semanas, que a procura por esse voo estava baixa.

Como quer aumentar a demanda ofertando serviço dessa forma?

O espaço está aberto, caso a empresa queira se pronunciar.

Nota do BCS – A gente não pode elogiar nem torcer para que tudo dê certo. Incrível.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Blog
  • Art&C - Ecomax - Bosque das Carnaúbas - 10 a 24 de Abril de 2024
sexta-feira - 12/04/2024 - 22:44h
Educação

Ministro vai lançar “Pé-de-meia” no Rio Grande do Norte

Programa Pé-de-meia do Governo Federal - 2024O Ministro de Estado da Educação, Camilo Santana, e a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), vão participar de solenidade de lançamento do programa “Pé-de-Meia”, às 9h30 (horário de Brasília) da próxima segunda-feira (15), no Hotel Holiday Inn Natal.

Criado pela Lei nº 14.818, de 16 de janeiro de 2024, o Pé-de-meia oferece incentivo financeiro a estudantes do ensino médio de colégios públicos para estimular a permanência e a conclusão dos estudos, além da participação em exames educacionais nacionais e subnacionais.

Transmissão ao vivo: YouTube do MEC

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Educação / Política
sexta-feira - 12/04/2024 - 22:22h
Administração pública

Cultura passa a contar com o quarto secretário nesta gestão

Felisardo é o terceiro nome a ocupar a pasta como titular (Foto: Arquivo)

Felisardo acumula pasta com a de Desenvolvimento Econômico (Foto: Arquivo)

A Secretaria Municipal de Cultura de Mossoró passa a ter novo secretário a partir desta sexta-feira (12). Frank Felisardo, atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (SEDINT), assumirá a pasta. A portaria de nomeação será publicada ainda hoje no Diário Oficial de Mossoró (DOM).

A nomeação tem como objetivo a integração entre as áreas da cultura e turismo. Frank Felisardo ficará a frente da organização do Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2024, maior evento do Município e uma das maiores festas juninas do país.

Frank é graduado em Administração pela Universidade do Estado do RN (UERN); Especialista em Administração e Negócios, pela Universidade Regional do Cariri (URCA); Mestre em Administração Organizacional pela UFRN; Doutor pela Universidad Politecnica da Cataluña, Barcelona; É professor da Uern e já atuou como diretor da Universidade Potiguar (UNP), Campus Mossoró, como como diretor administrativo da Faculdade Católica do RN (FCRN), coordenando processos de implantação, expansão e gerenciamento de cursos e Campus.

Tem experiência nas áreas de Administração, com ênfase em Administração Organizacional, atuando principalmente nas áreas Administrativa, Financeira, de Planejamento, Gestão de Projetos e de Gestão Estratégica.

Na gestão do prefeito Allyson Bezerra, Frank já atuou como secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão e atualmente é titular da SEDINT.

Ele entra em lugar de Igor Ferradaes, que saiu da Cultura em fevereiro último (veja AQUI).  Antes de ambos, o professor Etevaldo Almeida, dos quadros da Uern, foi o secretário. A exemplo de Felisardo, Kadson Eduardo também esteve interina e cumulativamente comandando a pasta.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Administração Pública / Cultura
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
sexta-feira - 12/04/2024 - 21:38h
Sucessão

Notícia para mexer com o campo da oposição

Política, xadrez, poderO campo da oposição política em Mossoró pode conviver com notícia impactante nos próximos dias.

Aí, de fato, a sucessão municipal poderá tracionar.

Simbora!

Ouvido ao chão como bom índio Sioux, Apache, Comanche, Cherokee, Navajo ou Cheyenne.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
sexta-feira - 12/04/2024 - 19:48h
Kleber Rodrigues

Emenda para o projeto ‘A Praia é Para Todos’ é depositada

Petras intermediou emenda de Kleber Rodrigues (Foto: Arquivo)

Petras intermediou emenda de Kleber Rodrigues (Foto: Arquivo)

Já está na conta da Prefeitura de Mossoró emenda do deputado estadual Kleber Rodrigues (PSDB) que garantirá a compra de equipamentos para o projeto “A Praia é para Todos.” Assim, irá permitir que a ação seja realizada ao longo de todo o ano. Fruto da articulação do ex-vereador, ativista social e executor do projeto, Petras Vinícius (PSD), a emenda havia sido anunciada no ano passado e agora é concretizada.

Beneficiará diretamente às Pessoas com Deficiência (PcD) atendidas pela iniciativa.

Os recursos serão aplicados na aquisição de materiais adaptados, como cadeiras anfíbias, caiaques, coletes salva-vidas, stand up paddle, possibilitando que pessoas com deficiência tenham acesso ao banho de mar de forma assistida e com segurança.

“É um sonho que se torna realidade. Com os equipamentos acessíveis, esse momento de lazer e integração, propiciado antes apenas uma vez ao ano, durante o festival ‘A Praia é para Todos’, agora se estenderá por todo o ano, a partir também de parceiros importantes, como a Faculdade Católica do RN (FCRN), além da própria Prefeitura de Tibau. Ao deputado Kleber Rodrigues, nossa gratidão pelo olhar sempre sensível às causas sociais e sensibilidade em ouvir as demandas de Mossoró”, frisou Petras Vinícius.

Veja como foi o Praia é para Todos este ano AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política / Saúde
  • San Valle Rodape GIF
sexta-feira - 12/04/2024 - 09:20h
Betinho Rosado

Prefeitura, prefeito Allyson e Câmara manifestam pesar por morte

Pesar, morte, lutoA Prefeitura Municipal de Mossoró e o prefeito Allyson Bezerra (União Brasil) manifestaram-se sobre a morte do ex-deputado federal Betinho Rosado, ocorrida à madrugada desta sexta-feira (12) – veja AQUI e AQUI. A Câmara Municipal também emitiu Nota de Pesar.

Veja abaixo Nota Oficial da municipalidade:

Nota Oficial da PMM

A Prefeitura Municipal de Mossoró, através do prefeito Allyson Bezerra, decreta nesta sexta-feira (12), luto oficial por três dias no Município em razão do falecimento do ex-deputado federal Betinho Rosado. O Decreto Municipal nº 7.064 foi publicado no Diário Oficial de Mossoró (DOM).

Carlos Alberto de Sousa Rosado, popularmente conhecido como Betinho Rosado, foi deputado federal por cinco mandatos, secretário do estado e professor da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa).

Em luto, a gestão municipal manifesta os mais profundos sentimentos de solidariedade à família e amigos de Betinho Rosado.

Mossoró-RN, 12 de abril de 2024 – Prefeitura Municipal de Mossoró

Veja abaixo, postagem em endereço pessoal do prefeito Allyson Bezerra:

Decretamos luto oficial em Mossoró pela morte do ex-deputado federal Betinho Rosado, dono de uma trajetória com cinco mandatos de deputado federal, secretário de Estado e professor da Esam/Ufersa. Deixo aqui minha solidariedade à toda família e amigos neste momento de dor. Que Deus possa confortar a todos!

Allyson Bezerra.

Manifestação da Câmara Municipal de Mossoró:

Betinho Rosado foi um dos mais importantes homens públicos da história de Mossoró. Como deputado federal, ajudou a moldar a cidade que conhecemos hoje, ao carrear recursos para investimentos fundamentais.

Também merece destaque, entre outras funções, sua atuação como secretário de Estado e professor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, que ajudou a transformá-la em Ufersa.

Seu falecimento hoje (12), portanto, representa perda inestimável para Mossoró.

A Câmara Municipal de Mossoró expressa pesar por sua partida e se irmana ao luto nesse momento de dor e consternação.

Leia tambémMorre em Mossoró o ex-deputado federal Betinho Rosado

Leia tambémA partida de Betinho, um nome próprio

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
sexta-feira - 12/04/2024 - 07:50h
Perfil

A partida de Betinho, um nome próprio

Betinho Rosado faleceu nesta sexta-feira com trajetória de vários mandatos, na educação e outros campos de atuação (Fotomontagem do BCS)

Betinho Rosado faleceu nesta sexta-feira com trajetória de vários mandatos, na educação e outros campos de atuação (Fotomontagem do BCS)

“Mossoró é meu chão, minha terra, meu rincão, meu norte, meu berço, meu sal, minha referência, minha motivação sentimental. Mossoró é o endereço das minhas aspirações, dos meus sonhos e da minha vontade de servir.”

Betinho Rosado (1948-2024)

Nascido em Mossoró em 23 de dezembro de 1948, filho do governador Jerônimo Dix-sept Rosado Maia e de Adalgiza de Sousa Rosado, o professor universitário Carlos Alberto de Sousa Rosado (PP), 75, o “Betinho Rosado, foi o terceiro dos quatro filhos do casal. Na prole, ainda, Carlos Augusto, Isaura Amélia e o caçula Carlos Jerônimo (“Dix-sept”, falecido dia 27 de dezembro de 2021 – veja AQUI).

Betinho veio a óbito nesta sexta-feira (12) em consequência de um Acidente Vascular Cerebral (AV) isquêmico – veja AQUI. Era casado com Mary Simone Barrocas Rosado, com quem teve três filhos: Carlos Alberto de Sousa Rosado Segundo (Beto Rosado, ex-deputado federal), Roberto e Cristina.

Engenheiro agrônomo pela Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM), hoje Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), economista pela Universidade do Estado do RN (UERN), mestre em economia rural com especialização em administração de projetos em desenvolvimento pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o professor Betinho Rosado entrou para a vida pública como titular da Secretaria de Trabalho e Ação Social (SETAS) do segundo Governo José Agripino Maia (1991 a 1994).

Importante assinalar, que nesse ciclo de atividade pública, ainda foi secretário estadual em 2003, quando assumiu a Secretaria da Indústria, Comércio, Ciência e Tecnologia, comandando depois a pasta de Educação, Cultura e Desporto em 2004, gestão de Wilma de Faria.

No governo da cunhada Rosalba Ciarlini (2011 a 2014), ele foi em empossado na Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca.

Seus mandatos eletivos começaram com a vitória à Câmara dos Deputados em 1994, pelo PFL, sendo reeleito em 1998 e 2002. Em 2006, ficou na primeira suplência, mas com a morte do eleito Nélio Dias em 20 de julho de 2007, acabou assumindo.

Em 2010 (pelo DEM), conquistou outro mandado, mas em 2014 já filiado ao PP, teve impedimento legal à disputa à reeleição, sendo substituído pelo filho Beto Rosado, que se elegeu como representante do seu grupo político.

Uma voz, um violão

Na versão privada entre familiares e amigos, Betinho tinha voz e violão dedicados a clássicos da MPB. Tudo para ornamentar um bate-papo sempre inteligente, carregado de conhecimento e bom humor. Era bonachão, mas sabia ser turrão como poucos.

“Beto,” para uns; “Betinho,” para outros. Não importava.

Sorria com os olhos. Boca e rosto semi-encobertos por barba inseparável e de estimação, ele era marido, pai e avô. Mais compadre do que político.

Sem gravata, longe da sala de aula, ou da confraria à mesa, também se sobressaia nele aquela paixão campesina, cuidando de animais e testemunhando experiências que germinavam da terra… do sertão.

Em Portugal, “betinho” é adjetivo equivalente ao “mauricinho” nosso, cá do Brasil. O Carlos Alberto falecido hoje era Betinho, apelido que virou nome próprio, sem nenhuma afetação ou traço qualquer da adjetivação menor de além-mar. Mauricinho, nunca. Só Betinho.

Descanse em paz!

P.S – 9h12 – O velório do ex-deputado federal Betinho Rosado teve início às 9h, na Igreja do Perpétuo Socorro. O sepultamento vai acontecer no Cemitério São Sebastião, às 16h.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • San Valle Rodape GIF
sexta-feira - 12/04/2024 - 04:34h
Luto

Morre em Mossoró o ex-deputado federal Betinho Rosado

Betinho: problemas em 2014 (Foto: arquivo)

Betinho estava internado em UTI do Wilson Rosado (Foto: arquivo)

Do Blog da Chris

O ex-deputado federal Carlos Alberto de Sousa Rosado (PP), 75, o “Betinho Rosado”, morreu na madrugada desta sexta-feira (12).

Betinho sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico e estava internado desde o último dia 04, na UTI do Hospital Wilson Rosado (HWR), em Mossoró

Que descanse em paz.

Nota do Blog Carlos Santos – Vá em paz, velho. E que seus familiares e muitos amigos saibam administrar essa dor.

Amém!

P.S – 9h12 – O velório do ex-deputado federal Betinho Rosado teve início às 9h, na Igreja do Perpétuo Socorro. O sepultamento vai acontecer no Cemitério São Sebastião, às 16h.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
quinta-feira - 11/04/2024 - 23:56h

Pensando bem…

“Você que inventou a tristeza, ora, tenha a fineza de desinventar.”

Chico Buarque

Compartilhe:
Categoria(s): Pensando bem...
  • Pastel Premium Mossoró - Pastel de Tangará - Aclecivam Soares
quinta-feira - 11/04/2024 - 23:08h
Mossoró

Penitenciária Federal tem novo diretor substituto

Penitenciária: Até tu, Brutus? (Foto: arquivo)

A ex-penitenciária de segurança máxima passa por mais uma mudança (Foto: arquivo)

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) publicou, nesta quinta-feira (11), no Diário Oficial da União, a nomeação de Roderick Ordakowski como novo diretor substituto da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Segundo a Secretaria Nacional de Políticas Penais (SENAPPEN/MJSP), Roderick responderá pela unidade e continuará como diretor titular de outra penitenciária federal, a de Porto Velho, em Rondônia.

Ele substitui o interventor da unidade prisional potiguar, Carlos Luis Vieira Pires, nomeado em fevereiro deste ano para assumir o cargo do então diretor da unidade, Humberto Gleydson Fontinele Alencar, que foi afastado logo após a fuga de dois detentos da penitenciária considerada de segurança máxima.

A demissão de Humberto foi oficializada em 5 de abril – um dia após a captura dos fugitivos Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento, no Pará.

Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Roderick Ordakowski é funcionário público de carreira da Senappen, do Ministério da Justiça, admitido por concurso público em 2009, como agente penitenciário federal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
quinta-feira - 11/04/2024 - 22:42h
Em Brasília

Estado e BNDES fazem parceria para investimento em portos e rodovias

Mercadante e Fátima tratam inicialmente de dois focos para investimento (Foto: André Telles)

Mercadante e Fátima tratam inicialmente de dois focos para investimento (Foto: André Telles)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Governo do Rio Grande do Norte firmaram parceria na implementação de projeto para atrair investimentos ao estado nos setores de portos e rodovias. O Acordo de Cooperação Técnica (ACT) foi assinado nesta quinta-feira (11), pelo presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, e pela governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT).

Pelo acordo, BNDES e governo estadual devem avaliar e identificar conjuntamente oportunidades e alternativas para desenvolver estudos que resultem em parcerias com investidores privados na área de infraestrutura.

Os principais projetos identificados pelo estado para cooperação com o BNDES são: o desenvolvimento do projeto para implantação do “Porto Indústria Verde” e do novo acesso à Praia da Pipa.

Segundo estudos preliminares do estado, o Porto Indústria Verde, localizado em Caiçara do Norte, poderá mobilizar investimentos de R$ 5 bilhões ao longo dos cinco primeiros anos de construção.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Blog
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2024. Todos os Direitos Reservados.