sábado - 14/05/2022 - 11:34h
Política e obra

Garibaldi, Walter, Ezequiel e Rafael Motta, juntos, em Apodi

O pré-candidato a deputado federal Garibaldi Filho (MDB) e o deputado federal Walter Alves (MDB) participaram, no início da noite desta sexta (13), da solenidade de assinatura da ordem de serviço para a construção da Ponte do Vale. A obra será no no município de Apodi.

Walter, Ezequiel, Alan e Garibaldi Filho: ordem de serviço (Foto: assessoria)

Walter, Ezequiel, Alan e Garibaldi Filho: ordem de serviço (Foto: assessoria)

A solenidade foi realizada na sede da Associação do Sítio Juazeiro 1, zona rural de Apodi. Além de Garibaldi, Walter e o prefeito Alan Silveira (MDB), o evento contou com a presença do presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), do deputado federal Rafael Motta (PSB), vereadores, secretários municipais, lideranças políticas e grande público.

Com investimento de R$ 1,5 milhão, a ponte vai beneficiar mais de cinco mil famílias da região. Os recursos em mais da metade (R$ 800 mil) são provenientes de emenda parlamentar de Walter Alves.

Durante a solenidade, o deputado aproveitou para fazer a entrega do ofício com a indicação de emendas de 2022 e prestou contas do mandato que destinou, ao longo dos últimos anos, mais de R$ 6 milhões para Apodi.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 11/05/2022 - 08:24h
Ressentimento

Garibaldi diz que vai tentar tirar votos de Henrique Alves

Em entrevista à FM 98 do Natal, programa 12 em Ponto dessa terça-feira (10), o ex-senador e pré-candidato à Câmara dos Deputados pelo MDB, Garibaldi Filho, foi enfático: onde encontrar intenções de voto para o primo e hoje adversário Henrique Alves (PSB), vai tentar tirar. Ele e seu filho, deputado federal e pré-candidato a vice-governador, Walter Alves (MDB), não desculpam Henrique.

“Walter e eu não perdoamos. Achamos que ele não deveria ter feito isso”, foi enfático.

Em 2018, Henrique Alves não concorreu à Câmara Federal e deu apoio ao ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio (PTC, hoje no PSDB).

Walter e Benes foram vitoriosos, mas a mágoa de pai e filho só aumentou nesse espaço de tempo, a ponto de sacramentarem ruptura política e familiar em relação a Henrique Alves.

O 12 em Ponto é apresentado pelos jornalistas Anna Karinna Castro e Túlio Lemos.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • Banner - Art&C - PMM - Mossoró Cidade Junina - 20-05-22
quinta-feira - 05/05/2022 - 09:12h
Garibaldi previu:

“O RN quer mudanças, não quer ver mais uma família na política”

Numa sexta-feira, 3 de maio de 2019, exatamente há três anos, ao ser entrevistado em seu apartamento pela jornalista Margot Ferreira, âncora do Jornal do Dia da TV Ponta Negra, o ex-senador Garibaldi Filho (MDB) preconizava:

Garibaldi Filho deu entrevista com muita clareza de análises e opiniões à Margot Ferreira (Foto: reprodução Canal BCS)

Garibaldi Filho deu entrevista com muita clareza de análises e opiniões à Margot Ferreira (Foto: reprodução Canal BCS)

– O RN quer realmente mudanças, não quer ver mais uma família presente na política. Uma dessas mudanças é não querer mais tantos familiares, mesmo eu sabendo que existem muitas vocações”.

E falou sobre seus projetos pessoais também:

– Meus planos são modestos. Não vou deixar a política, vou continuar, mas não pretendo mais ser candidato. Pretendo me aposentar”.

Em 2022…

Passado esse tempo, exatamente três anos de suas declarações, o mundo realmente deu muitas voltas e, a política, idem.

Garibaldi é pré-candidato à Câmara dos Deputados; seu filho e deputado federal Walter Alves (MDB) concorrerá a vice da governadora Fátima Bezerra (PT), adversária em 2018; o sobrinho e vereador natalense Felipe Alves (União Brasil) disputará vaga à Assembleia Legislativa; o primo e ex-deputado federal Henrique Alves (PSB), agora seu adversário político-pessoal, tentará de novo ser deputado federal. Tem mais. Espere. O também primo e ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) vai concorrer ao Senado.

Os Alves estão de volta e as urnas dirão se o Garibaldi ‘oráculo’, em 2019, estava certo ou não. Outro detalhe, que ele não previu: à exceção de Felipe Alves, todos os demais estarão no palanque de Fátima Bezerra, que concorreu à derrota do próprio Garibaldi e à de Carlos Eduardo em 2018.

O mundo realmente deu muitas voltas. Ô!

Veja AQUI, postagem sobre a entrevista de Garibaldi Filho, que publicamos no dia 3 de maio de 2019, sete meses após seu insucesso nas urnas, quando tentou a reeleição.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
sábado - 30/04/2022 - 23:08h
Eleições 2022

“Chapa” Fátima-Walter participa de programação pública

A governadora Fátima Bezerra (PT) pela primeira vez apareceu, em público, ao lado do nome que vai compor chapa com ela às eleições sucessórias em outubro deste ano. Foi em São Paulo do Potengi.

A "chapa" Fátima-Walter, teve a companhia de Garibaldi e do pré-candidato a deputado federal Fernando Mineiro (Foto: cedida)

A “chapa” Fátima-Walter, teve a companhia de Garibaldi e do pré-candidato a deputado federal Fernando Mineiro (Foto: cedida)

À noite deste sábado (30), Fátima visitou a 23ª Exposição Agropecuária de São Paulo Potengi (ExpoPotengi), ladeada pelo deputado federal Walter Alves (MDB), seu futuro candidato a vice-governador. Com ambos, Garibaldi Alves Filho (MDB), pré-candidato à Câmara dos Deputados, ex-senador e pai do parlamentar, bem como o pré-candidato à Câmara Federal Fernando Mineiro (PT).

Durante todo o dia, a governadora seguiu programação administrativa no município. Na feira, ela e Walter percorreram vários setores do evento que faz parte do circuito de feiras agropecuárias fomentadas pelo estado.

Fátima e Walter essa semana estiveram em Brasília, quando se reuniram com o ex-presidente Lula da Silva (PT) – veja AQUI. Ele foi o articulador da aliança PT-MDB e da escolha de Walter a vice.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • Repet
quarta-feira - 27/04/2022 - 23:36h
Fátima-Walter

Lula posa com a chapa que apoiará ao Governo do RN

Fátima, Lula, Walter e Gleisi Hoffmann: tudo amarrado (Foto: cedida)

Fátima, Lula, Walter e Gleisi Hoffmann: tudo amarrado (Foto: cedida)

O ex-presidente Lula da Silva (PT) posou nesta quarta-feira (27) em Brasília com a chapa que apoiará ao Governo do RN, a ser inscrita no período legal: atual governadora Fátima Bezerra (PT)-deputado federal Walter Alves (MDB).

Entre eles, ainda, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.

É a primeira vez que Lula perfila os dois, ao seu lado, após decisão que ele conduziu para escolha de Walter, filho do ex-senador Garibaldi Alves Filho (MDB), como vice de Fátima.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
segunda-feira - 11/04/2022 - 23:52h
Em SP

Depois de um checape, ex-senador está pronto para campanha

O ex-senador e pré-candidato à Câmara Federal Garibaldi Filho (MDB) passou uns dias em São Paulo.

Checape para dar uma geral na saúde.

No dia 6 de abril de 2019, Garibaldi enfrentou uma delicada cirurgia no Hospital Sírio Libanês em São Paulo (SP), para colocação de uma válvula no crânio (veja AQUI).

Está novinho em folha para a campanha.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • Banner - Quixote - Câmara de Mossoró - Transparência - 2021 - Setembro
sexta-feira - 01/04/2022 - 23:52h
Governo do RN

Falta pouco para anúncio da chapa Fátima-Walter Alves

Walter, Fátima, Garibaldi e Lula dia 24 de agosto do ano passado, em Natal: jantar e política à mesa (Foto: arquivo)

Walter, Fátima, Garibaldi e Lula dia 24 de agosto do ano passado, em Natal: jantar e política à mesa (Foto: arquivo)

Há indícios de que está prestes a ser anunciada a chapa governista à sucessão do governo estadual do RN.

Se nada mudou até o fim dessa noite de sexta-feira (1º), nesse sábado (2) a governadora Fátima Bezerra (PT) desembrulha o nome de Walter Alves (MDB), atual deputado federal, como seu vice.

O entendimento está fechado há dias, faltando a desobstrução de certos pontos de estrangulamento que ainda emperram uma ampla coalizão em torno de Fátima.

Dia 24 de agosto do ano passado, num jantar em Natal, o ex-presidente Lula esteve com “Waltinho”, Fátima e o ex-senador Garibaldi Filho (MDB), quando composição PT-MDB esteve em discussão. O filho de Garibaldi era já sua preferência a vice.

Aguardemos, pois.

Ouvido ao chão, como bom índio Sioux, Cheyenne, Comanche, Cherokee, Navajo ou Apache.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
terça-feira - 29/03/2022 - 22:04h
Filiação

Mãe de vereador será candidata a deputado federal

Isaac, Heliane, Garibaldi, Walter e Jerônimo: MDB de Mossoró (Foto: divulgação)

Isaac, Heliane, Garibaldi, Walter e Jerônimo: MDB de Mossoró (Foto: divulgação)

Apesar de ter desmentido no domingo (27) notícia de que teria desistido de ser candidato a deputado estadual, o vereador mossoroense Isaac da Casca (sem partido) apresentou novidades em termos de postulação. Em Natal, nessa terça-feira (29), sua mãe Heliane Duarte foi anunciada como pré-candidata a deputado federal.

O ex-senador e pré-candidato a deputado federal Garibaldi Filho abonou a ficha de filiação. Ela é servidora da saúde municipal de Mossoró e na família, a política não é novidade apenas com o filho. Ela é irmã do ex-vereador Ediondas Duarte (Edinho dos Rolamentos) e prima do ex-vereador Antônio Duarte.

A filiação ocorreu em reunião que contou com a presença de Garibaldi, Heliane, Isaac da Casca, deputado federal Walter Alves (MDB), deputado estadual Dr. Bernardo Amorim (MDB) e Jerônimo Filgueira, pai do vereador e marido da pré-candidata.

Em Mossoró, a ex-vereadora Izabel Montenegro preside o partido.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Quixote - Câmara de Mossoró - Transparência - 2021 - Setembro
terça-feira - 29/03/2022 - 10:30h
Números e história

O que a pesquisa Difusora/AgoraSei diz sobre o futuro de Fátima

Não basta apenas a análise de números atuais para se entender o que pode ocorrer na sucessão

O que realmente dizem os números da Pesquisa Rádio Difusora de Mossoró/Instituto AgoraSei, além do que é visível a todos nós? A sondagem divulgada dia passado pela emissora mossoroense, como resultado de trabalho do AgoraSei sobre o cenário eleitoral do RN, vai além da visão óbvia sobre quem aparece na frente, quem aparece atrás.

Eleita, Fátima é entrevistada ao lado de Jean-Paul Prates, Zenaide Maia, Antenor Roberto e Ezequiel Ferreira 28-10-18 (Arquivo Canal BCS)

Eleita, Fátima é entrevistada ao lado de Jean-Paul Prates, Zenaide Maia, Antenor Roberto e Ezequiel Ferreira 28-10-18 (Arquivo Canal BCS)

É preciso também que compreendamos: no atual estágio da pré-campanha, que começou há tempos, é sempre oportuno linkar dados divulgados nesse momento, com o passado. Daí começamos a compreender e tentar decifrar o que existe além dos números.

O conceito mais simples e verdadeiro sobre pesquisa é aquele que fala sobre seu instantâneo, o agora. Ela não é um oráculo, não diz quem vai vencer ou perder.

– Pesquisa é um retrato do momento!

Ponto.

Nesse momento, é fácil perceber que a governadora Fátima Bezerra (PT) tem boa dianteira sobre hipotéticos adversários, mas nem de longe pode se considerar “em férias” ou “confortável”. Perder faz parte e é uma suposição absolutamente possível de acontecer.

Estimulada (Difusora/AgoraSei)

Fatima Bezerra (PT) – 36,5%
Styvenson Valentim (Podemos) – 7,4%
Ezequiel Ferreira (PSDB) – 6,2 %
Brenno Queiroga (Solidariedade) – 6,2%
Rosália Fernandes (PSTU) – 2,7%
Clorisa Linhares (Brasil 35) – 0,5%
Nenhum/B/N – 24,3%
NS/NR – 16,2%

Hoje, ela venceria o pleito; não teria sequer segundo turno. Porém, as eleições serão apenas em 3 de outubro, daqui a pouco mais de seis meses. O tempo não para, não vai ficar congelado nesse quadro.

Em 2018, Fátima concorreu ao governo e foi eleita em dois turnos liderando todas as pesquisas, absolutamente todas, da pré-campanha à campanha. Nunca teve expressivos percentuais de intenções de voto, mas venceu seus adversários.

O principal deles era Carlos Eduardo Alves (PDT), que agora é seu aliado. O então governador Robinson Faria (PSD) foi mero figurante desde o começo, sem nunca ter ameaçado sequer ir ao segundo turno, como de fato não chegou.

Numa pesquisa de março de 2018 (veja AQUI), portanto há quatro anos, Robinson Faria sem se apresentar ainda como pré-candidato à reeleição, atingiu 85% de “desaprovação” de governo e 51% de “rejeição” eleitoral. Fátima acumulou 27,12% de intenções de voto, contra 13,29% de Carlos Eduardo e apenas 5,35% do governador (veja AQUI).

O peso da rejeição

Dessa feita, a liderança de Fátima Bezerra segue a rotina da pré-campanha de 2018, mas o momento é outro. Fátima agora é governo, com todos os seus bônus e ônus. Entre os ônus, o aumento da rejeição, que na pesquisa Difusora/AgoraSei bateu em 29%.

Em período similar, março de 2018, era de apenas 11,2% (contra 11,3% de Carlos Eduardo).

Dois dias antes do pleito do primeiro turno daquele ano, que ocorreria dia 7 de outubro, pesquisa mostrou rejeição de Fátima Bezerra (a líder das sondagens com 36,10%) na casa dos 14,66%. Enquanto isso, Carlos Eduardo só tinha a ojeriza de 8,34% dos eleitores (veja AQUI) e 25,82% de intenção de voto.

A então senadora Fátima Bezerra foi eleita ao governo estadual dia 28 de outubro de 2018 (veja AQUI), mesmo chegando numa das últimas pesquisas com alto percentual de rejeição (42,41%), contra 41,42% de Carlos Eduardo (veja AQUI). E por que houve tamanha elevação nesse item? Constatação evidente demais: o confronto direto apenas entre eles dois, Fátima e Carlos. Como se fosse um ABC x América, Potiguar x Baraúnas.

Ter 29% de rejeição hoje não é um grande problema, que fique claro. Boa parte desse índice é decorrência de uma cristalização antipetista. O do contra majoritariamente não é um neoconvertido à oposição, contra Fátima, contra a sua administração, mas sempre foi do contra e daí não sai.

Wilma de Faria quase bateu casa de 50% de rejeição e venceu disputa ao Governo do RN contra Garibaldi Filho (Foto: arquivo)

Wilma de Faria quase bateu casa de 50% de rejeição e venceu disputa ao Governo do RN contra Garibaldi Filho (Foto: arquivo)

Em 2006, por exemplo, Wilma de Faria (PSB) em sua campanha à reeleição ao Governo do RN venceu o “imbatível” senador Garibaldi Filho (PMDB) com rejeição que chegou a topar entre 46 e 48%. Fátima Bezerra está longe disso e é difícil que chegue a tal patamar num primeiro turno.

Ter puxado Carlos Eduardo para perto de si, sendo seu futuro candidato ao Senado, foi um movimento tático eficiente de Fátima Bezerra. Reduziu forças do outro lado e adiante saberá a dimensão do que ele soma. Se vai virar estratégia correta e eficaz saberemos adiante. O provável ‘pior adversário’ foi retirado do tabuleiro.

Ciente de que a campanha não é fácil, a governadora trabalha incessante para atrair mais forças potencialmente adversárias para seu palanque. Entre eles, mais alguns Alves e até mesmo o híbrido presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), que pode ser seu concorrente principal. Ou não.

O perigo é pensar que um ‘WO’, como o então deputado federal Henrique Alves (PMDB) tentou fazer em 2014, e se deu mal, seja a panaceia.

Bom observar que 40,5% dos eleitores – afirma a pesquisa Difusora/AgoraSei – não tem qualquer candidato até o momento. O número é maior do que os 36,5% das intenções de voto em Fátima Bezerra.

A campanha vai catalisar essa multidão, dando-lhe vida efetiva e capaz de decidir realmente quem será ou quem não será eleito (a) ao Governo do RN.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política / Reportagem Especial
segunda-feira - 28/03/2022 - 12:00h
Câmara dos Deputados

Garibaldi convida ex-prefeito para integrar nominata do MDB

O ex-senador Garibaldi Filho (MDB) oficializou convite para o ex-prefeito de Luís Gomes e forte líder político na região Oeste do Rio Grande do Norte, Dr. Pio X Fernandes. Quer tê-lo ao seu lado na nominada do seu partido à Câmara dos Deputados.

Garibaldi, Pio e Walter: MDB do RN (Foto: arquivo)

Garibaldi, Pio e Walter: MDB do RN (Foto: arquivo)

“Dr. Pio é um nome forte no MDB. Tem a vida pública dedicada à população de Luís Gomes e outras cidades do Oeste. Com certeza terá a aprovação da população em qualquer cargo que disputar”, justifica Garibaldi Filho, pré-candidato à Câmara dos Deputados.

O presidente do MDB-RN, deputado federal Walter Alves, informa que o partido está finalizando as nominatas para disputa na Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

“Vamos para a disputa como o maior partido do Rio Grande do Norte. Com o maior número de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e filiados em todas as regiões”, destaca.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • Banner - Art&C - PMM - Mossoró Cidade Junina - 20-05-22
sábado - 26/03/2022 - 11:06h
Política

Ex-presidente Lula e ex-senador do MDB conversam sobre o RN

A conversa foi boa, diz um interlocutor, entre Lula e Garibaldi Filho (Foto: arquivo)

A conversa foi boa, diz um interlocutor, entre Lula e Garibaldi Filho (Foto: arquivo)

O ex-presidente Lula da Silva (PT) tem conversado com o ex-senador Garibaldi Filho (MDB), ao telefone.

Essa semana os dois afinaram diálogo sobre política nacional, mas sobretudo o quadro eleitoral no Rio Grande do Norte.

Conversa boa para ambos os lados, diz um interlocutor privilegiado.

Pois é!

Ninguém falou sobre ‘golpe’, ranços do passado ou confrontos, mas de coalizão, união, junção, entendimento, afinação, aliança.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Eleições 2022 / Política
domingo - 20/03/2022 - 22:28h
Oposição

Walter Alves diz estar junto com Ezequiel e Garibaldi ‘arrisca’ chapa

Notícia dada pelo deputado federal Walter Alves (MDB) há poucos horas, em suas redes sociais, muda tudo, novamente e de novo, na sucessão estadual do RN – versão 2022.

Walter postou essa foto ao lado de Ezequiel, hoje, em suas redes sociais (Reprodução BCS)

Walter postou essa foto ao lado de Ezequiel, hoje, em suas redes sociais (Reprodução BCS)

“Em reunião realizada hoje (domingo, 20) com o presidente do PSDB-RN, deputado estadual Ezequiel Ferreira, tomamos a decisão de caminharmos juntos nas eleições deste ano. Parceria forte em prol do Rio Grande do Norte. Agradeço a confiança do amigo Ezequiel”, publicou “Waltinho”.

Porém, outra vez, não ficou claro, claríssimo, se ambos estão afinados para uma decisão comum ou se essa posição já seria de formação de chapa: Ezequiel, governador; Walter, vice.

Precisou entrar em cena o pai de Walter Alves, ex-senador e pré-candidato a deputado federal Garibaldi Filho (MDB), para praticamente esclarecer tudo. Ou pelo menos tentar. Arriscou, que se diga.

Em conversa com o jornalista Heitor Gregório, do Tribuna do Norte e blog que leva seu nome, o ex-senador afirmou: “A informação que eu tenho é essa. Ezequiel será candidato a governador, Walter o vice e Rogério Marinho (PL) para o Senado”.

“Posso publicar, Senador?” – cobrou o jornalista.

– Se você quiser ‘arriscar’, pode publicar, porque Ezequiel disse que só quem fala por ele é ele próprio. Mas, a informação que recebi é que essa chapa está formada – soltou Garibaldi Filho, passando a responsabilidade para o interlocutor da imprensa.

Até sábado (19), a aliança PT-MDB estava certa, como desdobramento de conversa entre Waltinho e a própria governadora Fátima Bezerra à semana passada (veja AQUI e AQUI) bastidores.

Hoje, muda tudo. Giro de 180 graus.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Art&C - PMM - Mossoró Cidade Junina - 20-05-22
segunda-feira - 07/03/2022 - 23:44h
MDB

Ex-prefeita é apresentada como pré-candidata à Câmara Federal

Erick (marido de Mara), Mara Cavalcanti, Walter Alves e Dr. Bernardo (Foto: divulgação)

Erick (marido de Mara), Mara Cavalcanti, Walter Alves e Dr. Bernardo (Foto: divulgação)

A ex-prefeita do município de Riachuelo, Mara Cavalcanti (MDB), é pré-candidata a deputado federal nas Eleições 2022. O anúncio da pré-candidatura foi feito na tarde dessa segunda-feira (7), após reunião com o presidente do partido, deputado federal Walter Alves, e o deputado estadual Dr. Bernardo Amorim, também do MDB.

Mara Cavalcanti foi a primeira mulher eleita e reeleita prefeita no município de Riachuelo. Ela administrou a cidade no período de 2013 a 2020 com ótima índices de avaliação popular.

“Mara é exemplo da força feminina na política. Aguerrida e determinada, é uma grande nome dentro do MDB”, ressaltou Walter.

O MDB trabalha montagem de chapa proporcional para viabilizar a eleição do ex-senador Garibaldi Filho, que já se apresentou como pré-candidato.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 05/03/2022 - 06:48h
Política

MDB terá dobradinha de Garibaldi e Waltinho com Fátima

Walter e Garibaldi: alinhamento com governo (Foto: arquivo)

Walter e Garibaldi: alinhamento com governo (Foto: arquivo)

É ponto pacífico na cúpula do MDB do RN, a postulação do ex-senador Garibaldi Filho a Câmara Federal este ano.

Quanto a seu filho e atual deputado federal Walter Alves, as articulações avançam noutra direção. A tão sonhada vaga de vice da governadora Fátima Bezerra (PT) não vai vingar.

Assunto encerrado.

Sobra o que, então, para ‘Waltinho’?

Pai e filho farão dobradinha.

Ele concorrerá à Assembleia Legislativa, onde já esteve. E as costuras não param por aí.

O MDB deve ser importante força auxiliar de Fátima Bezerra numa possível nova gestão dela. E na campanha, a governadora não o quer do outro lado.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 02/02/2022 - 07:50h
RN

Oposição mostra em nomes e atitudes o medo de disputar governo

Um parâmetro para medirmos a dificuldade da oposição em apresentar um nome competitivo contra a governadora Fátima Bezerra (PT), ao governo do RN, é a lista com supostos pré-candidatos. Não falta quem é e não é, quem é sem ser e os que querem ser citados, mas fogem da raia como o diabo da cruz.Medo, angústia, depressão,

Vamos lá:

Deputado federal Benes Leocádio (Republicanos) – Apresentou-se como pré-candidato e até hoje está ao léu, pronto para anunciar que não é o que nunca foi;

Senador Styvenson Valentim (Podemos) – Esse sempre foi, mas não confirma que será. A maior parte do tempo está envolvido em polêmicas sexuais, supostos ataques misóginos e ‘lacrações’ em redes sociais, sem tempo para fazer política, o que parece só conseguir na primeira pessoa: eu.

Prefeito natalense Álvaro Dias (PSDB) – É, não é, pode ser, jamais será, vai ser. Seu movimento pendular sobre o assunto é resultado da oscilação entre sonho e realidade cruel com a qual se depara. Não será.

Ministro das Comunicações Fábio Faria (PSD) – Citado já foi, mas passou a adotar tática beligerante de confronto verbal com governo e governadora, para se capitalizar ao Senado. Quer distância de um confronto eleitoral com ela. Tem consciência de que seria esmigalhado eleitoralmente.

Ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho (PL) – Deseja mesmo ser senador, mesmo que já tenha focado a corrida ao Governo do RN. O governo é uma miragem.

Deputado federal General Girão (PL) – Gosta de ser citado como opção ao governo, mas sabe do seus limites e a esperança mesmo é se reeleger à Câmara dos Deputados. Fátima serve-lhe para alimentar discurso antipetista que seu eleitor adora, indo ao êxtase.

Haroldo Azevedo, empresário, sem partido – Navega como pré-candidato dele mesmo, uma opção à direita, até para ser abraçado pelo bolsonarismo. Não galvanizou ninguém representativo em seu entorno. O comum é se ouvir que ele seria um grande gestor, mas não decola.

Ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) – Ensaiou postulação, trabalhou a hipótese, conversou com alguns próceres políticos, mas quer mesmo ser candidato ao Senado, no palanque da governadora. Usando uma linguagem do turfe, podemos dizer que ele é “pule de dez” (aposta certa, ou quase isso) para estar com ela e não contra.

Clorisa Linhares (Brasil 35), ex-vereadora em Grossos – Nem costuma ser lembrada como pré-candidata, mas está lançada desde ano passado.

Presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) – Aqui e ali foi lembrado e tentado a ser candidato a governador. Defendeu há meses Rogério Marinho ao Senado (por razões que depois destacaremos), sem deixar de enxergar possibilidade de estar com Fátima, uma dubiedade complicada. Agora (veja AQUI), o seu nome é içado como provável disputante ao governo do RN. Balão de ensaio. Caminha para ser de novo candidato a deputado estadual.

Ex-senador Garibaldi Filho (MDB) – Até o último trimestre de 2021 teve nome citado em pesquisas e gostou de ser lembrado. Mas, resolveu botar para ‘torar’ internamente, rompendo com o primo e ex-deputado federal Henrique Alves (MDB), para se postar como pré-candidato à Câmara Federal.

Brenno Queiroga (Solidariedade) – Ex-candidato a governador em 2018, o ex-prefeito de Olho D’água do Borges está no ataque e quer ser novamente concorrente ao Governo do RN. Só depende de seu partido.

Ufa!

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 31/01/2022 - 17:04h
Embaraço

Pré-candidato a federal, Garibaldi apaga ‘apoio’ que anunciou

Em postagem nos seus endereços nas redes sociais, Garibaldi, com Izabel, anunciou apoio, mas teve que voltar atrás (Reprodução BCS)

Em postagem nos seus endereços nas redes sociais, Garibaldi, com Izabel, anunciou apoio, mas voltou atrás (Reprodução BCS)

O ex-governador e ex-senador Garibaldi Filho (MDB) tratou de apagar postagem bastante polêmica, em suas redes sociais, em que ele anunciava o apoio à sua pré-candidatura a deputado federal, da ex-vereadora e dirigente emedebista em Mossoró Izabel Montenegro.

Ele publicou o material no último dia 25, mas poucas horas depois a própria Montenegro contestou a informação e cobrou do ex-senador um testemunho verídico (veja AQUI).

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 27/01/2022 - 08:48h
Bastidores de um rompimento

Caminhos da política

Laíre faz relatos desconhecidos do público (Foto: arquivo)

Laíre faz relatos desconhecidos do público (Foto: arquivo)

Por Laíre Rosado (O Mossoroense)

O ex-senador Garibaldi Alves afirmou que rompeu política e familiarmente com o ex-deputado Henrique Alves. Quando do rompimento de Carlos Augusto com os tios, Dix-huit declarou que, em política, o primeiro que apodrece é o sangue. Na aliança política entre familiares o vínculo se mantém enquanto atende ao interesse de todos.

Em 2006, Garibaldi nos fez passar por vexame semelhante ao que está expondo Henrique. Acreditava que o apoio de Rosalba Ciarlini era fundamenta para sua eleição ao Senado. Foi assim que, pelo telefone, marcou encontro comigo e com Sandra, em nosso apartamento na capital do estado, no cruzamento das ruas Antônio Basílio com Rui Barbosa.

Uma visita do grande líder Garibaldi deveria ser motivo de alegria, mas não foi o que aconteceu. Depois dos cumprimentos iniciais, sem arrodeio, disse que estava precisando do apoio da ex-prefeita de Mossoró e avisava que eu e Sandra, então deputada federal, deveríamos buscar outro partido, deixando o PMDB, partido a que estávamos filiados há vários anos. De maneira enfática, repetiu que não teríamos mais espaço para disputar novas eleições filiados ao partido onde tivemos grandes vitórias.

Ponderei que poderíamos conviver com Rosalba em um mesmo partido. Não havia necessidade de cancelamento de nossa filiação ao PMDB, partido que amávamos e onde nos sentíamos confortáveis. Pedi somente que, caso ele concordasse, queria que o anúncio dessa nova composição fosse feito por nosso intermédio, para evitar uma reação maior dos correligionários. Fiquei surpreso com a reação de Garibaldi, afirmando não havíamos entendido sua decisão e que tínhamos que sair do PMDB. E completou, quanta ironia meu Deus, que entenderia qualquer posição que assumíssemos.

Perguntei sobre o diretório municipal do PMDB em Mossoró e ele respondeu que esse assunto não era mais de minha responsabilidade. Perguntei ainda se Rosalba assinaria ficha de filiação partidária e, mais uma vez, ele não me respondeu. Sempre fui muito tranquilo em minhas reações emocionais, mas não suportava a decepção profunda que tomou conta de Sandra

NÃO PROCUREI O DEPUTADO HENRIQUE ALVES acreditando que, mesmo se não concordasse com Garibaldi, não o enfrentaria, quando a justificativa era sua eleição ao Senado. Procuramos Geraldo Melo, além de correligionário, nosso amigo, com provas de solidariedade desde o tempo de Vingt Rosado. Contamos da visita de Garibaldi e ele demonstrou perplexidade, sem querer acreditar no que estava ouvindo. Perguntou se nós concordaríamos em um novo encontro, dessa vez com a sua presença. Geraldo seria candidato ao Senado nessas eleições e tinha interesse em manter unido a base de apoio. Viajei até Brasília e, no apartamento de Sandra, conversamos novamente com Garibaldi, com a participação de Geraldo Melo.

Sandra deixou um muito claro a Garibaldi que estávamos atendendo a uma sugestão de Geraldo, mas não acreditava que Garibaldi reconsiderasse sua decisão de não nos querer no PMDB. Em poucos minutos, diante da frieza e Garibaldi, Geraldo foi acometido de uma crise de enxaqueca que o obrigou a usar medicamentos para concluir o diálogo.

Não havendo mais nada a acrescentar, Garibaldi despediu-se de mim e de Sandra e convidou Geraldo para descerem juntos no elevador, para analisar algum detalhe da conversa, disse ele. Geraldo lhe respondeu que, diante das colocações que havia escutado, não havia mais espaço para nenhuma conversa.

Foi então que Sandra, olhando para os dois, disse “Geraldo, hoje, nós somos os traídos, mas amanhã você é quem será enganado por Garibaldi. Há indícios seguros de que ele já fechou com a candidatura de Rosalba Ciarlini ao Senado.” Ao que parece, Geraldo imaginou essa hipótese inteiramente impossível, mas foi o que aconteceu.

Poucos dias depois de Garibaldi formalizar o apoio a Rosalba como candidata ao Senado, encontramo-nos com Geraldo que foi se dirigindo a Sandra e afirmando, “amiga, você tinha toa razão. E eu não quis acreditar que isso pudesse acontecer”.

No final, Sandra foi reeleita deputada federal. Rosalba foi eleita senadora, com o apoio de Garibaldi. Geraldo não conseguiu voltar ao Senado e o próprio Garibaldi foi derrotado por Wilma de Faria, eleita governadora do estado. Passado o período eleitoral, Garibaldi chegou a reconhecer que tinha cometido um erro político ao trocar o apoio de Sandra e Laire por Rosalba e Carlos Augusto. Não somente por conta de votos, mas pelo desequilíbrio que isso provocou em Mossoró e Região Oeste.

Quem sabe, no futuro Garibaldi Alves volte a admitir ter incorrido em outro erro político, desta vez mais grave que o primeiro. Afinal de contas, como ele mesmo declarou, é um rompimento familiar e político.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 15/01/2022 - 09:56h
Tensão

Fátima desautoriza e repreende Isolda por querer “cuspir” MDB

Secretário Raimundo Alves deixa claro que governadora não aprova linguajar de deputada

Do Tribuna do Norte e Canal BCS

O chefe do Gabinete Civil do governo do Estado, Raimundo Alves, desautoriza a deputada estadual Isolda Dantas (PT) e afirma: “A governadora não faz coligação chiclete, que mastiga e joga fora. Não é essa a intenção. As conversas com o MDB são bastante produtivas.”

"A declaração foi extremamente infeliz", diz o secretário, manifestando a opinião da governadora (Foto: Alex Régis/TN)

“A declaração foi extremamente infeliz”, diz o secretário, manifestando a opinião da governadora (Foto: Alex Régis/TN)

A afirmação do chefe do Gabinete Civil, que tem sido o interlocutor do PT nas conversas com possíveis aliados da governadora para as eleições deste ano foi uma reação às declarações de Isolda que disse que iria engolir uma coligação com o MDB para depois cuspir (veja AQUI).

Raimundo Alves diz que a declaração da deputada foi infeliz, dificulta o diálogo e está em contradição com as orientações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele também afirma que as conversas com o MDB têm avançado, mas não há definição sobre vaga na chapa majoritária.

Trechos da entrevista:

Qual a sua opinião sobre as declarações da deputada Isolda Dantas (PT) na qual ela criticou uma possível aliança entre PT e MDB, dizendo que podia até “engolir para “cuspir amanhã”?

Primeiro, vejo com muita preocupação esse tipo de declaração. Foi uma declaração infeliz. Politicamente, as pessoas têm o direito de se posicionarem contrário a essa ou aquela aliança dentro do partido. Agora, a declaração foi extremamente infeliz. Quem conhece a governadora Fátima Bezerra (PT) sabe que ela não faz aquela coligação chiclete, que mastiga, mastiga e joga fora, não. Não é essa a intenção. As conversas com o MDB são bastante produtivas. Eu mesmo tenho me reunido com o presidente estadual do MDB, deputado federal Walter Alves. E a nossa intenção é colocar essa roda para girar agora neste início de ano. Na verdade, isso começou com a vinda do presidente Lula no início de setembro de 2022 e vamos dar continuidade.

Essa não foi a primeira declaração enfática de alguns membros, dirigentes e parlamentares do PT contra essa possibilidade de aliança. Isso não cria um ambiente que dificulta o diálogo que a própria governadora admite ter no Rio Grande do Norte? 

Evidentemente que dificulta. Não é nada salutar discutir com aliados e integrantes do próprio partido dar esse tipo de declaração. Agora, a liderança desse processo é da principal candidata [a governadora Fátima Bezerra]. E a posição dela é totalmente contrária a esse tipo de declaração. As orientações dadas pelo ex-presidente Lula e pela presidente nacional do partido, Gleise Hoffmann, são que a prioridade no Estado é a reeleição de Fátima. Isso significa não só a reeleição de Fátima, significa a continuidade de um projeto que tem sido colocado em funcionamento nos últimos três anos. Então, esse é o projeto, dar continuidade a isso e esse tipo de declaração, evidentemente, dificulta. Gostaríamos muito que não tivesse acontecido isso. Mas quem acompanha sempre a construção dentro do PT sabe que tem uma tradição de bastante discussão interna nas posições políticas. Fazemos a discussão interna até a exaustão e quando toma-se uma decisão, o PT tem unidade. É com isso que a gente conta, embora, nos próximos dias, a gente vai tentar conversar com as demais forças para que esse tipo de declaração, pelo menos ostensiva, dessa forma, não aconteça. É preciso ter um pouco mais de cuidado com as palavras.

As declarações da deputada estadual Isolda foram dadas ao programa PodFalar da Super TV de Mossoró na última quarta-feira (12), sabatinada pelo jornalista Saulo Vale e pelo advogado Jaílton Magalhães.

Foram várias as reações às suas palavras, com outras vozes partidárias a apoiando e pessoas do MDB a confrontando ou pedindo mais civilidade.

Vozes do MDB

Na quinta-feira (13), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) revidou o linguajar da parlamentar, tratando o PT como “bandidagem” (veja AQUI).

Já nessa sexta-feira, (14), o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) cobrou “respeito, por favor”. Botou postagem em suas redes sociais nesse tom:

– Respeito é bom, MDB gosta, e merece!

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Executiva - Detran/RN - 12 de 05 a 10 de 06 de 2022
sexta-feira - 14/01/2022 - 11:20h
MDB rachado

Garibaldi diz não saber se Henrique Alves terá legenda para candidatura

Garibaldi: Cada um pro seu lado (Reprodução BCS)

Garibaldi: Cada um pro seu lado (Reprodução BCS)

Do Blog do Barreto

Após anunciar rompimento (veja AQUI e AQUI) com o ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves (MDB), o ex-senador Garibaldi Alves Filho (MDB) disse, ao ser questionando no Foro de Moscow (nessa quinta-feira, 13), se o primo teria legenda para ser candidato em 2022.

“Não sei dizer porque isso está entregue à direção do MDB que tem Walter Alves como presidente e no plano nacional Baleia Rossi”, informou.

Ele se disse “frustrado e decepcionado” com a atitude de Henrique de não votar em Walter Alves em 2018.

O Foro de Moscow é apresentado pelos jornalistas Bruno Barreto e William Robson em canal próprio na plataforma YouTube.

Nota do Canal BCS (Blog Carlos Santos) – Garibaldi afirmou na entrevista que “o assunto está encerrado. Cada um vai cuidar das suas pretensões”.

À nossa página, Henrique manifestou posição diferente sobre a relação política com o primo Garibaldi Filho. Deu a entender que os dois estarão juntos (veja AQUI).

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 12/01/2022 - 21:10h
Eleições 2022

Henrique fala em somar com Garibaldi e acena com polegar para cima

polegar para cima, polegar positivo,Abordo o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) há poucos minutos e disparo duas perguntas em sequência:

– Como o senhor viu a nota (veja AQUI) do MDB-RN adiantando que Garibaldi Filho será candidato a deputado federal?

– Teremos Garibaldi x Henrique no MDB?

Depois de algum silêncio, a reação sem mais delongas vem com palavras telegráficas e símbolos que marcam seu sistema política ao longo de décadas, e um leve sorriso:

– Discordo totalmente!

– Como assim – insisto?

Numa mensagem textualizada na rede social WhatsApp, o primo de Garibaldi Filho, companheiro dele durante mais de 50 anos de vida pública, dribla a ‘entrevista’ que eu tentava entabular:

– Garibaldi + Henrique! Coisas boas da democracia..! O povo decide! 💚👍

“Tá bom por hoje (Kkk!!)”.

Então, tá!

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Quixote - Câmara de Mossoró - Transparência - 2021 - Setembro
quarta-feira - 12/01/2022 - 16:40h
Mudança

MDB anuncia que ex-senador Garibaldi Filho será candidato a federal

Comunicado oficial da Assessoria de Imprensa do MDB no Rio Grande do Norte:

Rivelino, prefeito de Patu, esteve com Garibaldi e Walter, já antecipando que segue o ex-senador (Foto: divulgação)

Rivelino, prefeito de Patu, esteve com Garibaldi e Walter, já antecipando que segue o ex-senador (Foto: divulgação)

“O ex-senador Garibaldi Filho confirmou hoje (quarta-feira, 12), que é pré-candidato a deputado federal pelo MDB, e disputará uma das cadeiras da Câmara Federal nas Eleições programadas para outubro deste ano”.

A notícia é publicada em redes sociais do próprio ex-senador e do seu filho, o deputado federal Walter Alves (MDB), atual presidente da legenda. Posam ao lado do prefeito de Patu, Rivelino Câmara (MDB), que é apresentado como um apoiador espontâneo da postulação.

Resumindo: Walter Alves não deverá ser candidato à reeleição e o pai o substituirá na empreitada.

Teremos outros desdobramentos dessa decisão. O caso é de ordem política, partidária e familiar.

Aguardem bastidores.

Leia também: Garibaldi anuncia rompimento, sem chance de conciliação com Henrique;

Leia também: Henrique evita confronto, apesar de palavras duras de Garibaldi;

Leia também: Com pressa, Garibaldi e Walter tentam ser os ‘Alves de Fátima’;

Leia também: Senador do PT recepciona o MDB de Garibaldi e Walter.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 05/01/2022 - 13:50h
Natal

Senador Jean-Paul Prates recepciona o MDB de Garibaldi e Walter

Simone, Jean, Walter, Garibaldi e Eduardo Rocha: afinação em Natal (Foto: reprodução BCS)

Simone, Jean, Walter, Garibaldi e Eduardo Rocha: afinação em Natal (Foto: reprodução BCS)

O senador e pré-candidato à reeleição Jean-Paul Prates (PT) e o deputado federal Walter Alves (MDB) postam foto e descrição praticamente iguais, em suas respectivas redes sociais, de encontro social e político em Natal, nessa terça-feira (4).

Walter, que preside seu partido no RN, relata com foto (reproduzida por seu pai, ex-senador Garibaldi Filho-MDB): “Registro de um encontro agradável, nesta tarde, com a senadora Simone Tebet, do MDB, acompanhada de seu esposo, deputado estadual Eduardo Rocha, também do MDB no Mato Grosso do Sul, na residência do senador Jean-Paul, que nos convidou para um almoço”.

Leia também: Com pressa, Garibaldi e Walter tentam ser os ‘Alves de Fátima’.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.