• Cachaça San Valle - Topo - Nilton Baresi
terça-feira - 07/11/2023 - 12:38h
Só lembrando

A política e o ódio juntos não costumam dar certo

Briga, ódio, confronto, discussão, debate, política, intolerânciaEm qualquer ramo da vida, o ódio, aquela erupção de fúria, pode aflorar. Na política, também.

Mas, não costuma ser o ingrediente capaz de encaminhar alguém à vitória.

Mexendo nos meus alfarrábios, estudando números, revendo pesquisas, dados de eleições, sou remetido ao ano passado: eleições à Câmara Federal.

Ao fechar a porta para candidatura à Câmara Federal do ex-deputado federal Henrique Alves, levado a se inscrever no PSB, após décadas apenas no emedebismo, o MDB deixou de eleger Garibaldi Alves Filho à Câmara dos Deputados.

A votação de Henrique no PSB acabou sendo sofrível, chegando a apenas 11.630. Contudo, seria suficiente para injetar soma à eleição de Garibaldi, pai de “Waltinho”, o Walter Alves – presidente do MDB, eleito vixe-governador.

O ex-senador Garibaldi Filho empilhou 92.753 votos, mas não alcançou êxito. O Sargento Gonçalves (PL) terminou eleito.

De novo vejo o ódio movendo aspirações políticas, em lutas paroquiais. A vontade de destruir é maior do que a de construir, se fazer algo, crescer… de projetar-se.

Os exemplos estão aí.

Acompanhe o Blog Carlos Santos (BCS) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Threads AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
quinta-feira - 06/07/2023 - 18:20h
Infraestrutura

Ministro vai entregar outro trecho da Reta Tabajara dia 28

Henrique Alves esteve em Brasília, quando se reuniu com Santoro e equipe (Foto: redes sociais)

Henrique Alves esteve em Brasília, quando se reuniu com Santoro e equipe (Foto: redes sociais)

Em reunião nesta quinta-feira (6) em Brasília, no Ministério dos Transportes, com o secretário executivo dessa pasta, George Santoro, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves (PSB) foi informado sobre visita do ministro Renan Filho (MDB-AL) ao RN. Ele entregará outro trecho da duplicação da Reta-Tabajara na Grande Natal.

“Dia 28, o ministro dos transportes, Renan Filho, virá ao RN entregar ao povo potiguar 4,5 km que incluem viaduto da rotatória, na BR-226 com a BR-304, e um novo trecho que interliga o município de Macaíba ao Aeroporto Internacional Aluízo Alves”, publicou. É mais um

“Os 3 km restantes serão licitados no segundo semestre deste ano. A Reta Tabajara custará, com acréscimos, 180 milhões de Reais”, disse.

Nota do BCS – No início do ano, a promessa anunciada pelo Governo Federal e governadora Fátima Bezerra (PT), foi de que no fim do ano de 2024 teremos início da duplicação da BR-304 (Natal-Mossoró). Um estirão de cerca de 270 quilômetros.

A Reta Tabajara começou em 2014, portanto há nove anos, com percurso de 16,4 quilômetros e ainda não teve conclusão. Quase dez anos. Garantia do Governo Federal é de entregá-la prontinha no segundo semestre do próximo ano.

Como exclamaria um velho amigo…”é luta medonha.”

Acompanhe o Blog Carlos Santos (Canal BCS) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Art&C - PMM - 12 de Abril de 2024 - Arte Nova - Autismo
quarta-feira - 08/03/2023 - 13:24h
Decisão

TRF rejeita recurso contra absolvição de Henrique Alves

Foto ilustrativa

Foto ilustrativa

Advogado do ex-deputado federal Henrique Alves (PSB), Marcelo Leal emite nota sobre nova decisão judicial favorável a seu cliente. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), sediado em Brasília, rejeitou recurso do Ministério Público Federal (MPF) contra decisão favorável a Henrique Alves e outros réus, no rumoroso caso denominado de “Quadrilhão do PMDB”.

Veja a nota abaixo:

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, na data de hoje (terça-feira, 7), negou provimento ao Recurso de Apelação do Ministério Público Federal (MPF) contra a absolvição sumária dos Réus MICHEL MIGUEL ELIAS TEMER LULIA, EDUARDO CONSENTINO DA CUNHA, HENRIQUE EDUARDO LYRA ALVES, GEDDEL QUADROS VIEIRA LIMA, RODRIGO SANTOS DA ROCHA LOURES, ELISEU LEMOS PADILHA, WELLINGTON MOREIRA FRANCO, JOSÉ YUNES, JOÃO BAPTISTA LIMA FILHO, ALTAIR ALVES PINTO, SIDNEY NOBERTO SZABO e LÚCIO BOLONHA FUNARO, na ação penal decorrente do caso que ficou conhecido como “QUADRILHÃO DO PMDB”.

Com essa decisão resta confirmada a sentença do juiz de primeiro grau que havia absolvido todos os réus sumariamente.

A defesa de HENRIQUE EDUARDO ALVES entende que, com isso, encerra-se mais um capítulo nefasto da Lava-Jato que pretendia criminalizar a atividade política, com graves consequências para a democracia brasileira.

Brasília, 07 de março de 2023.

Marcelo Leal – Advogado

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
terça-feira - 17/01/2023 - 20:40h
Política e família

Henrique e Garibaldi, cordialidade com distância

Os primos Henrique Alves (PSB) e Garibaldi Filho (MDB), que durante décadas foram irmãos siameses na política do RN e nacional, cumprimentaram-se com cordialidade nesse sábado (14) em Jacumã (praia em Ceará-Mirim, RN).Distância

Mas, não passou disso.

Estão afastados política e familiarmente há algum tempo, num racha que se evidenciou na campanha eleitoral do ano passado, quando Henrique foi convidado a sair do MDB, presidido por Walter Alves, atual vice-governador do RN e filho de Garibaldi (veja AQUI e AQUI).

Henrique e Garibaldi foram convidados para o aniversário do ex-deputado estadual Ezequiel José Ferreira de Souza, pai de Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), atual presidente da Assembleia Legislativa do RN.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • San Valle Rodape GIF
quarta-feira - 21/12/2022 - 10:38h
Natal

Partido dos Trabalhadores tem que melhorar muito para ter prefeitura

Para conquistar a Prefeitura do Natal, o Partido dos Trabalhadores (PT) do Rio Grande do Norte tem que melhorar muito, muito mesmo, seu desempenho na capital. PT - Partido dos Trabalhadores

O histórico é ruim nas pelejas municipais de Natal.

Nas dez eleições municipais desde o início do processo de reabertura democrática do país, o PT teve desempenho que ficou longe do Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura do Natal: 1985, 1988, 1992, 1996, 2000, 2004, 2008, 2012, 2016 e 2020. Em duas delas, sequer teve candidato, em 1985 e 1988.

Vamos à retrospectiva:

1985

Garibaldi Alves Filho (PMDB) – 53,21%
Wilma Maia (PDS) – 44,63%

*Essa foi a primeira eleição direta para prefeito da capital potiguar, após o fim da ditadura militar.
*Wilma ainda tinha o sobrenome Maia, originário do casamento com o ex-governador Lavoisier Maia (PDS).
*Garibaldi era deputado estadual e venceu seu primeiro pleito majoritário.
*O prefeito à época, de ascensão indireta obtida durante o regime militar, era Marcos Formiga (PDS).
*O PT não teve candidato a prefeito ou vice-prefeito.
*A contenda eleitoral teve quatro chapas à prefeitura.

1988

Wilma Maia (PDT) – 46,92%
Henrique Alves (PMDB) – 43,45%
Waldson Pinheiro (PSB) – 6,75%

*Corrida eleitoral teve quatro chapas concorrendo à municipalidade.
*O PT não teve candidato próprio à prefeitura, compondo chapa do PSB com Hugo Manso de vice.

1992

Henrique Alves (PMDB) – 39,32% (primeiro turno) e 49,79% (segundo turno)
Aldo Tinoco (PSB) – 26,98% (primeiro turno) e 50,21% (segundo turno) foi o vencedor
Ana Catarina Alves (PFL) – 21,35%
Júnior Souto (PT) – 6,89%
Pedro Lucena (PSC) – 5,45%

*Natal teve cinco candidatos a prefeito.
*
Wilma de Faria (PSB) era prefeita e não existia o instituto da reeleição. Ela apostou à sua sucessão no engenheiro sanitarista Aldo Tinoco, imberbe em disputas, para vencer o favorito deputado federal Henrique Alves, a quem já tinha vendido em 1988.
*Aldo Tinoco venceu o segundo turno por apenas 961 votos, num universo de 225.025 votantes no segundo turno. Ele somou 112.993 votos, enquanto Henrique chegou a 112.032 votos.

1996

Wilma de Faria (PSB) – 35,79% (primeiro turno) e 51,68% (segundo turno)
Fátima Bezerra (PT) – 28,88% (primeiro turno) e 48,32% (segundo turno)

*Foram seis chapas concorrendo à prefeitura.

2000

Wilma de Faria (PSB) – 57,71%
Fátima Bezerra (PT) – 29,38%

*Foram oito candidatos à municipalidade.

2004

Carlos Eduardo Alves (PSB) – 37,30% (primeiro turno) e 51,92% (segundo turno)
Luiz Almir (PSDB) – 30,46% (primeiro turno) e 48,08% (segundo turno)
Miguel Mossoró (PTC) – 18,17%
Fátima Bezerra (PT) – 7,41%

*Disputa teve ao todo sete candidatos à prefeitura.
* Carlos Eduardo foi reeleito. Chegou à prefeitura em 2002 com renúncia de Wilma de Faria (PSB) para concorrer e vencer Governo do RN.

2008

Micarla de Souza (PV) – 50,84%
Fátima Bezerra (PT) – 36,82%

*Foram oito chapas concorrentes à prefeitura.

2012

Carlos Eduardo Alves (PDT) – 40,42 % (primeiro turno) e 58,31 % (segundo turno)
Hermano Morais (PMDB) – 23,01 % (primeiro turno) e 41,69 % (segundo turno)
Fernando Mineiro (PT) – 22,63 %

*Corrida eleitoral teve seis chapas concorrentes.

2016

Carlos Eduardo Alves (PDT) – 63,42%
Kelps Lima (Solidariedade) – 13,37%
Fernando Mineiro (PT) – 10,15%

*Natal teve sete chapas concorrendo à prefeitura.

2020

Álvaro Dias(PSDB) – 56,58%
Jean-Paul Prates (PT) – 14,38%

*A capital potiguar chegou ao recorde de 13 candidatos a prefeito.
* Álvaro Dias tinha sido eleito vice de Carlos Eduardo em 2016 e, com renúncia desse, para concorrer ao Governo do RN em 2018, cumpriu restante do mandato como titular e venceu o pleito de 2020.

Leia também: “Chegou a hora do PT administrar Natal”, avisa Mineiro;

Leia também: Carlos Eduardo quer a Prefeitura do Natal, com ou sem o PT.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política / Reportagem Especial
quinta-feira - 15/12/2022 - 20:16h
História

Ditadura, nunca mais

ditadura_nunca_mais4-750x440Do Blog Tio Colorau

Em 2004, o então deputado federal Jair Bolsonaro requereu ao presidente da Casa na época, Henrique Alves, que fosse realizada uma sessão solene em homenagem aos 40 anos do golpe militar.

O pedido foi negado.

A história está no livro Poder Camuflado, de Fábio Victor.

Nota do Canal BCS (Blog Carlos Santos) – Num dos discursos mais bonitos e densos que esse país já viu, no dia 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição do Brasil, em vigor, o então presidente da Constituinte, deputado federal Ulysses Guimaraes (PMDB-SP), proferiu uma frase definitiva: “Temos ódio à ditadura. Ódio e nojo.”

Não existe ditadura boa. Nunca existiu, de esquerda ou direita.

Veja AQUI, a íntegra do discurso do grande Ullyses.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Art&C - Ecomax - Bosque das Carnaúbas - 10 a 24 de Abril de 2024
sexta-feira - 28/10/2022 - 09:24h
Eleições

Segundo turno tem escassas viradas, mas Robinson Faria conseguiu

Do Blog Tio Colorau e Canal BCS

Números finais apontaram vitória de Robinson Faria sobre Henrique Alves (Reprodução: Arquivo/G1)

Números finais apontaram vitória de Robinson Faria sobre Henrique Alves (Reprodução: Arquivo/G1)

Desde 1998 foram 85 disputas de segundo turno nos estados. Dessas, ocorreu virada em 19, e em apenas sete o vencedor do primeiro turno teve mais de 45% dos votos válidos.

Um dos casos aconteceu no RN.

Em 2014, Henrique Alves (PMDB) teve 47,34% dos votos no primeiro turno.

Nota do Canal BCS (Blog Carlos Santos) – Este ano temos disputas em 12 estados (veja AQUI).

Em relação a 2014 no RN, Robinson Faria (PSD), então vice-governador dissidente, somou 42,04%.

O que determinou o segundo turno foi a votação surpreendente do professor Robério Paulino (Psol), com 8,74% – ou seja, 129.616 votos.

No segundo turno, Robinson totalizou 877.268 votos (54,42%) e Henrique ficou com 734.801 (45,58%).

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
terça-feira - 04/10/2022 - 05:46h
Política e votos

O que sobrou dos Alves após as eleições de 2 de outubro de 2022

O clã Alves foi praticamente destroçado nas urnas de domingo (2). Sobrou a eleição a vice-governador do deputado federal Walter Alves (MDB), puxado pela governadora reeleita Fátima Bezerra (PT).

Garibaldi, Carlos e Henrique já formaram sistema monolítico no passado remoto (Foto: jornal Agora/arquivo)

Garibaldi, Carlos e Henrique tiveram nova reprovação nas urnas (Foto: jornal Agora/arquivo)

Rachados, divididos, carregados de mágoas, os primos-irmãos Garibaldi Filho (MDB) e Henrique Alves foram para a primeira campanha distantes um do outro, candidatos pela primeira vez na mesma faixa de concorrência.

Ambos perderam.

Garibaldi conseguiu votação expressiva para a Câmara dos Deputados, com 92.753 votos (4,96%), sendo o quinto mais votado. Porém, sua nominata não o impulsionou à vitória. Em 2018 enfrentou o insucesso da reeleição ao Senado.

Situação de Henrique Alves foi mais penosa. Depois de 11 mandatos federais, tentava retornar a Brasília, mas naufragou com uma campanha famélica que resultou em apenas 11.630 votos (0,62%). Foi o terceiro em seu novo partido, que não elegeu ninguém a deputado federal ou estadual. Antes, fora derrotado ao Governo do RN em 2014.

Favorito ao Senado, puxado pela governadora Fátima e o PT, o ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) tombou nas urnas para Rogério Marinho (PL). Foi o segundo colocado na disputa de uma única vaga (veja AQUI). Em 2018, tentara sem êxito chegar ao Governo do RN.

Carlos teve 565.235  votos (33,40%), enquanto o vitorioso chegou a 708.351 votos (41,85%). Maioria de 143.111 (8,45%) para Marinho.

É um adeus dos Alves na política, história começada no fim dos anos 40 por Aluízio Alves? Provavelmente, não. Porém, é mais um sinal claro de fim de ciclo.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
terça-feira - 20/09/2022 - 10:06h
Câmara Federal

Dois sentimentos movem apoio a Henrique Alves

Álvaro e Henrique: afinação antiga (Foto: arquivo)

Álvaro e Henrique: afinação antiga (Foto: arquivo)

Aborrecido com o MDB de Garibaldi Filho (candidato à Câmara dos Deputados) e de Walter Alves (deputado federal e candidato a vice de Fátima Bezerra, do PT), o prefeito natalense Álvaro Dias (PSDB) fez uma escolha por sentimentos ambivalentes: raiva e gratidão.

Apoia e trabalha pela eleição do amigo Hentique Alves (PSB) à Câmara Federal.

A sua dobradinha na proporcional é Adjuto Dias (MDB), seu filho, à Assembleia Legislativa e Henrique.

De lambuja, como já fartamente divulgado (veja AQUI), prometeu voto em Fábio Dantas (Solidariedade) ao governo estadual.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
quinta-feira - 28/07/2022 - 15:54h
Câmara dos Deputados

Um Alves, dois Alves ou nenhum Alves

Garibaldi evitou salamaleque e ficou quase mudo; Henrique falou e gesticulou muito em rápido encontro (Reprodução Canal BCS)

Garibaldi evitou salamaleque e ficou quase mudo; Henrique falou e gesticulou muito em rápido encontro (Reprodução de vídeo de Matheus Peres)

Primos e parceiros políticos por mais de 50 anos, o ex-deputado federal Henrique Alves (PSB) e o ex-senador Garibaldi Alves Filho (MDB) estão rompidos há alguns meses. E passam a vivenciar uma campanha à Câmara dos Deputados que é experiência incomum para eles.

Antecipar a eleição de ambos ou de um deles, hoje, é precipitado. Não está fácil para nenhum dos dois.

Disputam a mesma faixa de eleitor, por partidos diferentes e com questões pessoais e políticas não sanadas. Dia 3 de janeiro deste ano (veja AQUI), Garibaldi proclamou: “Não existe nenhuma possibilidade de conciliação com Henrique este ano.”

Henrique foi praticamente expulso (veja AQUI) do MDB (sua única legenda desde início da carreira) e Garibaldi prometeu ainda “tirar” votos dele, se preciso (veja AQUI).

No último dia 16, os dois tiveram um encontro casual de pouco mais de um minuto em Caicó, na Granja Caiçara, do prefeito de Natal e origem caicoense, Álvaro Dias (PSDB). De um lado, Garibaldi monossilábico; do outro, Henrique com gestual carregado e falante. Cumprimentaram-se em tom polido e conciliatório diante de alguns interlocutores.

Depois, cada um foi para seu lado.

Em 1990, Henrique e o pai Aluízio Alves conseguiram o feito no mesmo partido – o PMDB. Em 1998, Henrique e a irmã gêmea Ana Catarina Alves repetiram a façanha também no peemedebismo.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • San Valle Rodape GIF
segunda-feira - 06/06/2022 - 21:50h
Rafael Motta

Pré-candidato ao Senado faz ‘Pingo’ com mais de 80 políticos regionais

Em sua curta estada em Mossoró nesse último sábado (4), o deputado federal e pré-candidato ao Senado, Rafael Motta (PSB), não percorreu apenas o Corredor Cultural no evento Pingo da Mei Dia. Ele mexeu-se com amplitude regional.

Almoço aconteceu no Restaurante Colher de Ouro, em Mossoró (Foto: cedida)

Almoço aconteceu no Restaurante Prato de Ouro, em Mossoró (Foto: cedida)

Antes de ir para o Pingo, reuniu mais de 80 lideranças e correligionários da região de Mossoró, Costa Branca e Oeste no Restaurante Prato de Ouro (Alto São Manoel),

Na mesa, também, o ex-deputado federal e pré-candidato novamente à Câmara dos Deputados Henrique Alves (PSB), o deputado estadual Souza Neto (PSB) e o vereador mossoroense e pré-candidato à Câmara Federal, Pablo Aires (PSB). A prefeita Cinthia Sonale (PSDB), de Grossos, foi outro nome a figurar na reunião.

Estavam entre os convidados, representantes de Governador Dix Sept Rosado, Serra do Mel, Apodi, Felipe Guerra, Severiano Melo, Campo Grande, Rafael Fernandes, Umarizal e Almino Afonso.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
segunda-feira - 06/06/2022 - 10:46h
Registros

Políticos fazem seu próprio “Pingo da Mei Dia” em Mossoró

O Pingo da Mei Dia, ocorrido sábado (4), abertura do Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2022, foi endereço de diversos políticos de projeção estadual e os locais.

Fernando Mineiro, Ubaldo Fernandes e Rogério Marinho; prefeito Allyson e primeira-dama Cínthia Raquel; Walter Alves, Larissa e Sandra Rosado; Carlos Eduardo Alves no Pingo

Fernando Mineiro, Ubaldo Fernandes e Rogério Marinho; prefeito Allyson e primeira-dama Cínthia Raquel; Walter Alves, Larissa e Sandra Rosado; Fátima Bezerra, Isolda Dantas e Carlos Eduardo Alves no Pingo  (Blog Carol Ribeiro e Assessoria)

Cada um a seu modo procurou ao máximo se apresentar em meio à multidão expressiva que esteve no local – cálculos que oscilam entre 150 e 200 mil pessoas.

Veja no boxe de fotos alguns registros. Recorremos à página da jornalista Carol Ribeiro do blog que leva seu nome, além de material de assessorias e coletas feitas por nossa própria página.

Os cliques mostram movimentação no Corredor Cultural, reunião em restaurante da cidade, camarotes e locais contíguos à área do evento.

Jadson, Lawrence Amorim e Allyson Bezerra; Rosalba Ciarlini; Rafael Motta, Henrique Alves e Souza Neto; Fábio Dantas, Rogério Marinho, Allyson Bezerra, Tião Couto, Jadson e Lawrence Amorim (Blog Carol Ribeiro, assessorias e prints)

Jadson, Lawrence Amorim e Allyson Bezerra; Rosalba Ciarlini; Rafael Motta, Henrique Alves e Souza Neto; Fábio Dantas, Rogério Marinho, Kelps Lima, Allyson Bezerra, Tião Couto, Jadson e Lawrence Amorim; General Girão; Natália Bonavides, Isolda Dantas e Fátima Bezerra (Blog Carol Ribeiro, assessorias e prints)

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • San Valle Rodape GIF
quarta-feira - 11/05/2022 - 08:24h
Ressentimento

Garibaldi diz que vai tentar tirar votos de Henrique Alves

Em entrevista à FM 98 do Natal, programa 12 em Ponto dessa terça-feira (10), o ex-senador e pré-candidato à Câmara dos Deputados pelo MDB, Garibaldi Filho, foi enfático: onde encontrar intenções de voto para o primo e hoje adversário Henrique Alves (PSB), vai tentar tirar. Ele e seu filho, deputado federal e pré-candidato a vice-governador, Walter Alves (MDB), não desculpam Henrique.

“Walter e eu não perdoamos. Achamos que ele não deveria ter feito isso”, foi enfático.

Em 2018, Henrique Alves não concorreu à Câmara Federal e deu apoio ao ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio (PTC, hoje no PSDB).

Walter e Benes foram vitoriosos, mas a mágoa de pai e filho só aumentou nesse espaço de tempo, a ponto de sacramentarem ruptura política e familiar em relação a Henrique Alves.

O 12 em Ponto é apresentado pelos jornalistas Anna Karinna Castro e Túlio Lemos.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
quinta-feira - 05/05/2022 - 09:12h
Garibaldi previu:

“O RN quer mudanças, não quer ver mais uma família na política”

Numa sexta-feira, 3 de maio de 2019, exatamente há três anos, ao ser entrevistado em seu apartamento pela jornalista Margot Ferreira, âncora do Jornal do Dia da TV Ponta Negra, o ex-senador Garibaldi Filho (MDB) preconizava:

Garibaldi Filho deu entrevista com muita clareza de análises e opiniões à Margot Ferreira (Foto: reprodução Canal BCS)

Garibaldi Filho deu entrevista com muita clareza de análises e opiniões à Margot Ferreira (Foto: reprodução Canal BCS)

– O RN quer realmente mudanças, não quer ver mais uma família presente na política. Uma dessas mudanças é não querer mais tantos familiares, mesmo eu sabendo que existem muitas vocações”.

E falou sobre seus projetos pessoais também:

– Meus planos são modestos. Não vou deixar a política, vou continuar, mas não pretendo mais ser candidato. Pretendo me aposentar”.

Em 2022…

Passado esse tempo, exatamente três anos de suas declarações, o mundo realmente deu muitas voltas e, a política, idem.

Garibaldi é pré-candidato à Câmara dos Deputados; seu filho e deputado federal Walter Alves (MDB) concorrerá a vice da governadora Fátima Bezerra (PT), adversária em 2018; o sobrinho e vereador natalense Felipe Alves (União Brasil) disputará vaga à Assembleia Legislativa; o primo e ex-deputado federal Henrique Alves (PSB), agora seu adversário político-pessoal, tentará de novo ser deputado federal. Tem mais. Espere. O também primo e ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) vai concorrer ao Senado.

Os Alves estão de volta e as urnas dirão se o Garibaldi ‘oráculo’, em 2019, estava certo ou não. Outro detalhe, que ele não previu: à exceção de Felipe Alves, todos os demais estarão no palanque de Fátima Bezerra, que concorreu à derrota do próprio Garibaldi e à de Carlos Eduardo em 2018.

O mundo realmente deu muitas voltas. Ô!

Veja AQUI, postagem sobre a entrevista de Garibaldi Filho, que publicamos no dia 3 de maio de 2019, sete meses após seu insucesso nas urnas, quando tentou a reeleição.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • San Valle Rodape GIF
sábado - 30/04/2022 - 23:46h
Segundo turno

Styvenson pode repetir o papel de Robério Paulino

segundo-turno-eleicoes-1O senador Styvenson Valentim (Podemos), que não diz se será ou não candidato a governador, talvez tenha atingido o próprio teto em intenções de voto nas primeira pesquisas divulgadas este ano (veja AQUI, AQUI, AQUI e AQUI).

E, particularmente, não o vejo como um candidato capaz de vencer a contenda.

Na corrida eleitoral, sem dúvidas tende a pesar decisivamente para termos um segundo turno entre outros protagonistas.

Fátima x Fábio Dantas (Solidariedade), por exemplo. Outro nome surpresa? A princípio, pouco provável que apareça, sobretudo se observando os já postos como postulantes.

Por isso, é bom ficarmos atento a seus movimentos, ao que quer ou não quer. O seu encolhe-estica.

Está ainda tudo muito cedo para o próprio Styvenson Valentim, conforme seu estilo solitário e avulso, porém repetir o que foi Robério Paulino (Psol) em 2014, não é difícil.

Àquela disputa, Paulino teve votação tão surpreendente (129.616 votos, ou seja, 8,74%) que empurrou ao segundo turno, o duelo entre o favorito e ‘quase eleito’ deputado federal Henrique Alves (PMDB) e o vice-governador Robinson Faria (PSD).

E, na nova contenda, Alves acabou sendo presa fácil à ascensão de Faria, que virou sucessor de Rosalba Ciarlini (PFL)

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
quarta-feira - 30/03/2022 - 18:20h
Sem ódio e sem medo

Há 52 anos no MDB, Henrique Eduardo Alves deixa a sigla

Por Robson Bonin (coluna Radar – revista Veja)

Ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, um dos quadros históricos do MDB, vai deixar a sigla nesta quarta-feira para se filiar ao PSB no Rio Grande do Norte.

O ex-cacique emedebista tornou-se uma figura isolada no partido e decidiu buscar novos rumos após escrever uma carta aos apoiadores. Emocionado, ele diz que avisou a Michel Temer e ao presidente da sigla, Baleia Rossi, da decisão.

Henrique sai desejando boa sorte a quem fica no MDB do RN (Foto: Marcelo Camargo)

Henrique sai desejando boa sorte a quem fica no MDB do RN (Foto: Marcelo Camargo)

A carta do ex-deputado:

“Prezadas e Prezados conterrâneos! Queridas e Queridos bacuraus!

Queria, por um milagre, que todos vocês pudessem me ver agora, escrevendo essas palavras.

Uma emoção intensa, imensa.

Um filme passando diante de meus olhos, em câmera lenta… MDB, a minha história.

1966, 56 anos de vida do MDB. 1970, início do meu caminhar.

Naqueles tempos difíceis, eu, um jovem de 21 anos, segurava a bandeira verde do MDB, com a coragem do mundo… porque aprendi cedo, com meu pai, que a luta é constante e a esperança não morre…

Nunca estive só, pois sempre esteve ao meu lado o bacurau solidário, polegar para cima, camisa verde, o abraço, o aconchego. GRATIDÃO!!!!

Construímos, ao lado de tantos companheiros, de ontem e de hoje, uma casa linda, aconchegante, fraterna e democrática.

Nesse caminhar de lutas e ideais, o reconhecimento do meu estado, que na minha décima primeira eleição, em 2010, me presenteou com a maior votação da minha história: 191 mil votos!

Nessa estrada de muito trabalho e serviços prestados, sofri também derrotas, percalços e provações, mas sem jamais esquecer minha origem e fortaleza: o ninho bacurau.

Até que Deus, com sua bênção, me deu a maior vitória no Judiciário nacional: a absolvição, por unanimidade, de uma acusação absurda. Justiça foi feita!

Do Brasil, recebi o parabéns respeitoso. Do Rio Grande do Norte, o carinho e a solidariedade pelo reconhecimento da minha inocência. Bacurau verdadeiro, livre, enfim, para voar…

Sobreveio, então, um estranho e inesperado gesto: a direção estadual do MDB não reconheceu os meus longos anos de militância no partido. Passou a não me ver, não me ouvir, não me falar. Não me querer…!

Infelizmente, aquela casa que construímos se apequenou. Não falo de números, falo de sentimentos. O querer bem e fazer o bem.

Saio hoje do MDB ao qual dediquei toda a minha vida. Porque a escolha, como disse Nelson Mandela, “tem que refletir a esperança e não o medo.”

Sigo movido pela esperança que nunca me faltou.

Agradeço aos partidos Cidadania, PSB, Republicanos, PL, Avante, pelos convites tão honrosos que demonstram respeito pela nossa história e correção.

Aos que ficam, sem ressentimentos, desejo boa sorte!

Vou buscar meus caminhos de paz, porque tem muito Rio Grande do Norte pela frente!

E, na saudade abençoada do meu pai, “sem ódio e sem medo.”

Nota do Canal BCS (Blog Carlos Santos) – O ex-deputado vai chegar ao PSB para um desafio incomum: ser Henrique do MDB longe do MDB, onde divergências com o primo Garibaldi Filho e o filho deste, Walter Alves, levaram-no a um expurgo. Isso, mesmo que há poucos dias o MDB do RN, através deles, tenha sinalizado que não estaria colocando vetos à sua permanência. Quem acreditou?

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Pastel Premium Mossoró - Pastel de Tangará - Aclecivam Soares
terça-feira - 29/03/2022 - 10:30h
Números e história

O que a pesquisa Difusora/AgoraSei diz sobre o futuro de Fátima

Não basta apenas a análise de números atuais para se entender o que pode ocorrer na sucessão

O que realmente dizem os números da Pesquisa Rádio Difusora de Mossoró/Instituto AgoraSei, além do que é visível a todos nós? A sondagem divulgada dia passado pela emissora mossoroense, como resultado de trabalho do AgoraSei sobre o cenário eleitoral do RN, vai além da visão óbvia sobre quem aparece na frente, quem aparece atrás.

Eleita, Fátima é entrevistada ao lado de Jean-Paul Prates, Zenaide Maia, Antenor Roberto e Ezequiel Ferreira 28-10-18 (Arquivo Canal BCS)

Eleita, Fátima é entrevistada ao lado de Jean-Paul Prates, Zenaide Maia, Antenor Roberto e Ezequiel Ferreira 28-10-18 (Arquivo Canal BCS)

É preciso também que compreendamos: no atual estágio da pré-campanha, que começou há tempos, é sempre oportuno linkar dados divulgados nesse momento, com o passado. Daí começamos a compreender e tentar decifrar o que existe além dos números.

O conceito mais simples e verdadeiro sobre pesquisa é aquele que fala sobre seu instantâneo, o agora. Ela não é um oráculo, não diz quem vai vencer ou perder.

– Pesquisa é um retrato do momento!

Ponto.

Nesse momento, é fácil perceber que a governadora Fátima Bezerra (PT) tem boa dianteira sobre hipotéticos adversários, mas nem de longe pode se considerar “em férias” ou “confortável”. Perder faz parte e é uma suposição absolutamente possível de acontecer.

Estimulada (Difusora/AgoraSei)

Fatima Bezerra (PT) – 36,5%
Styvenson Valentim (Podemos) – 7,4%
Ezequiel Ferreira (PSDB) – 6,2 %
Brenno Queiroga (Solidariedade) – 6,2%
Rosália Fernandes (PSTU) – 2,7%
Clorisa Linhares (Brasil 35) – 0,5%
Nenhum/B/N – 24,3%
NS/NR – 16,2%

Hoje, ela venceria o pleito; não teria sequer segundo turno. Porém, as eleições serão apenas em 3 de outubro, daqui a pouco mais de seis meses. O tempo não para, não vai ficar congelado nesse quadro.

Em 2018, Fátima concorreu ao governo e foi eleita em dois turnos liderando todas as pesquisas, absolutamente todas, da pré-campanha à campanha. Nunca teve expressivos percentuais de intenções de voto, mas venceu seus adversários.

O principal deles era Carlos Eduardo Alves (PDT), que agora é seu aliado. O então governador Robinson Faria (PSD) foi mero figurante desde o começo, sem nunca ter ameaçado sequer ir ao segundo turno, como de fato não chegou.

Numa pesquisa de março de 2018 (veja AQUI), portanto há quatro anos, Robinson Faria sem se apresentar ainda como pré-candidato à reeleição, atingiu 85% de “desaprovação” de governo e 51% de “rejeição” eleitoral. Fátima acumulou 27,12% de intenções de voto, contra 13,29% de Carlos Eduardo e apenas 5,35% do governador (veja AQUI).

O peso da rejeição

Dessa feita, a liderança de Fátima Bezerra segue a rotina da pré-campanha de 2018, mas o momento é outro. Fátima agora é governo, com todos os seus bônus e ônus. Entre os ônus, o aumento da rejeição, que na pesquisa Difusora/AgoraSei bateu em 29%.

Em período similar, março de 2018, era de apenas 11,2% (contra 11,3% de Carlos Eduardo).

Dois dias antes do pleito do primeiro turno daquele ano, que ocorreria dia 7 de outubro, pesquisa mostrou rejeição de Fátima Bezerra (a líder das sondagens com 36,10%) na casa dos 14,66%. Enquanto isso, Carlos Eduardo só tinha a ojeriza de 8,34% dos eleitores (veja AQUI) e 25,82% de intenção de voto.

A então senadora Fátima Bezerra foi eleita ao governo estadual dia 28 de outubro de 2018 (veja AQUI), mesmo chegando numa das últimas pesquisas com alto percentual de rejeição (42,41%), contra 41,42% de Carlos Eduardo (veja AQUI). E por que houve tamanha elevação nesse item? Constatação evidente demais: o confronto direto apenas entre eles dois, Fátima e Carlos. Como se fosse um ABC x América, Potiguar x Baraúnas.

Ter 29% de rejeição hoje não é um grande problema, que fique claro. Boa parte desse índice é decorrência de uma cristalização antipetista. O do contra majoritariamente não é um neoconvertido à oposição, contra Fátima, contra a sua administração, mas sempre foi do contra e daí não sai.

Wilma de Faria quase bateu casa de 50% de rejeição e venceu disputa ao Governo do RN contra Garibaldi Filho (Foto: arquivo)

Wilma de Faria quase bateu casa de 50% de rejeição e venceu disputa ao Governo do RN contra Garibaldi Filho (Foto: arquivo)

Em 2006, por exemplo, Wilma de Faria (PSB) em sua campanha à reeleição ao Governo do RN venceu o “imbatível” senador Garibaldi Filho (PMDB) com rejeição que chegou a topar entre 46 e 48%. Fátima Bezerra está longe disso e é difícil que chegue a tal patamar num primeiro turno.

Ter puxado Carlos Eduardo para perto de si, sendo seu futuro candidato ao Senado, foi um movimento tático eficiente de Fátima Bezerra. Reduziu forças do outro lado e adiante saberá a dimensão do que ele soma. Se vai virar estratégia correta e eficaz saberemos adiante. O provável ‘pior adversário’ foi retirado do tabuleiro.

Ciente de que a campanha não é fácil, a governadora trabalha incessante para atrair mais forças potencialmente adversárias para seu palanque. Entre eles, mais alguns Alves e até mesmo o híbrido presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), que pode ser seu concorrente principal. Ou não.

O perigo é pensar que um ‘WO’, como o então deputado federal Henrique Alves (PMDB) tentou fazer em 2014, e se deu mal, seja a panaceia.

Bom observar que 40,5% dos eleitores – afirma a pesquisa Difusora/AgoraSei – não tem qualquer candidato até o momento. O número é maior do que os 36,5% das intenções de voto em Fátima Bezerra.

A campanha vai catalisar essa multidão, dando-lhe vida efetiva e capaz de decidir realmente quem será ou quem não será eleito (a) ao Governo do RN.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política / Reportagem Especial
sábado - 26/03/2022 - 19:28h
Nominata

Secretário garante que não formará chapa à federal no PSB

Calado: no Pros (Foto: divulgação)

Calado: no Pros (Foto: divulgação)

Desembarcar no PSB, nem pensar. O secretário do Desenvolvimento Econômico do RN, médico Jaime Calado (PROS), segue com planos de se desincompatibilizar do cargo e ser candidato à Câmara dos Deputados.

Mas, afirma ao Canal BCS (Blog Carlos Santos), que não cogita sair do Pros nem se compor com outros nomes pré-candidatos no PSB, liderado no RN pelo deputado federal Rafael Motta.

Fica onde está.

Segue no Pros.

Está anotado.

Leia também: Nominata se desenha com Rafael, Henrique e Calado.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • San Valle Rodape GIF
terça-feira - 22/03/2022 - 14:40h
De saída

Henrique diz que MDB se “apequenou” e deve se filiar ao PSB

Henrique e Walter: um passado que não existe mais (Foto: web)

Henrique e Walter: um passado que não existe mais (Foto: web)

Em entrevista à coluna do jornalista Igor Gadelha do portal Metrópoles, de Brasília, o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) confirma: deverá deixar o partido após 51 anos de história nele.

O Canal BCS – Blog Carlos Santos noticiou essa tendência do ex-parlamentar em postagem no domingo: “Henrique marcha para o PSB como um excluído do MDB” (veja AQUI). O PSB no RN é presidido pelo deputado federal Rafael Motta.

A saída se deve a desentendimentos com o presidente do MDB no Rio Grande do Norte, deputado federal Walter Alves. O parlamentar é filho do ex-senador Garibaldi Alves, primo de Henrique Alves.

Com Alckmin

“Esse MDB que se apequenou no Rio Grande do Norte não é a casa fraterna que eu construí. Não me querem no MDB”, afirmou o ex-presidente da Câmara à coluna de Igor Gadelha.

“O mais próximo mesmo é o PSB, e a filiação de Geraldo Alckmin (ex-governador de São Paulo) conta a favor”, disse o ex-presidente da Câmara, que deve tentar uma vaga de deputado federal nas eleições deste ano.

Henrique Alves destacou que vai esperar a filiação de Alckmin se concretizar, para só então bater o martelo sobre o PSB. O ex-governador assinará a ficha de entrada na sigla nesta quarta-feira (23/3), em Brasília.

Leia também:  O movimento pendular do MDB na sucessão estadual.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
domingo - 20/03/2022 - 07:40h
Câmara Federal

Nominata se desenha com Rafael, Henrique e Calado

O ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) e o atual secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico do RN, Jaime Calado (PROS), talvez precisem migrar para o PSB.quebra-cabeça azul, vermelho, amareloCorre versão nesse sentido, à montagem de uma nominata que seja capaz de viabilizá-los à Câmara dos Deputados no partido comandado no RN pelo deputado federal Rafael Motta.

Fora da federação a ser montada pelo PT, PCdoB e PV, o PSB precisa viabilizar-se sozinho com nominatas competitivas a deputado estadual e deputado federal.

Henrique marcha como um excluído no MDB, Jaime Calado não viabilizou até aqui seu Pros e Rafael está diante de grande dificuldades à reeleição em carreira solo, desde que o PSB resolveu não se compor com ningúem no plano nacional.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
terça-feira - 15/03/2022 - 19:26h
Pensão alimentícia

Justiça determina, novamente, prisão de Henrique Alves

Do Justiça Potiguar e Canal BCS

O juiz Marco Aurélio Costa, da 2ª Vara da Família do Tribunal de Justiça de São Paulo, apontou em decisão que expediu novo mandado de prisão contra o ex-deputado Henrique Alves (MDB). Motivo: ele deixou de cumprir o pagamento de parcelas após três meses, de pensão alimentícia de seu filho caçula – Pedro Henrique, com a ex-mulher Priscila Gimenez. Mãe e filho moram em São Paulo-SP.

Henrique enfrenta problema desde o ano passado, que agora se agrava (Foto: Pedro França, Agência Senado/Arquivo)

Henrique enfrenta problema desde o ano passado, que agora se agrava (Foto: Pedro França, Agência Senado/Arquivo)

Segundo o juiz, “o executado ficou 4 anos sem pagar absolutamente nada a título de pensão alimentícia, só voltando a fazer depósitos de 27 mil nos últimos 3 meses quando premido pelo decreto de prisão. Não cumpriu o que ele próprio prometera, de quitação integral até o início do mês passado, postulando agora a postergação da quitação integral para data futura e indeterminada. Sua palavra perdeu credibilidade. Assim, indefiro a proposta de pagamento parcelado apresentada pelo réu e restabeleço a ordem de prisão nos moldes em que decretada. Expeça-se novo mandado de prisão”.

Conforme a decisão que o Justiça Potiguar teve acesso, no final de 2021 Henrique havia proposto o depósito de 27 mil reais em 24 horas, uma segunda parcela de 27 mil reais em 30 dias e a quitação total do débito até o dia 1º de fevereiro do corrente ano.

“O devedor para elidir a prisão prometeu quitar tudo até primeiro de fevereiro. Na data aprazada, ao invés de proceder ao depósito do saldo devedor, pediu mais dois meses para fazê-lo. Em seguida, desconsidera seu próprio requerimento anterior, para formular uma proposta de redução da pensão alimentícia em vigor, e propor o pagamento de 12 mil reais por mês para quitação dos atrasados, ‘até a liberação integral de seu patrimônio’”, acrescenta.

O outro lado

O ex-deputado federal Henrique Alves não se pronunciou ainda oficialmente. No fim de novembro do ano passado (veja AQUI), já tinha ocorrido decisão semelhante a essa. O juiz Marco Aurélio Paioletti Martins Costa, da 2ª Vara de Família de Natal determinou sua prisão, que acabou sendo revogada em face de compromissos assumidos por Alves.

À ocasião, em nota pública, ele disse; “Não tenho como pagar uma pensão de quase R$ 50 mil reais por mês. É totalmente fora da minha realidade e da necessidade de um adulto que estuda com bolsa da Universidade nos Estados Unidos da América”.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
sexta-feira - 04/02/2022 - 19:58h
Henrique Alves

Ex-deputado federal comunica que testou positivo para Covid-19

Henrique Alves testa positivo para Covid-19Há poucos minutos, o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) comunicou publicamente que está com Covid-19.

Mas, afirma, na mesma postagem em suas redes sociais, que tem sintomas leves após três vacinas.

Saúde.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2024. Todos os Direitos Reservados.