segunda-feira - 25/10/2021 - 23:58h

Pensando bem…

“Música é paz interior e quem tem paz interior, jamais padecerá da solidão”.

Artur da Távola

Categoria(s): Pensando bem...
segunda-feira - 25/10/2021 - 23:28h
Cota de gênero

Juiz que atuou em Mossoró cassa chapa completa

Sampaio: duas decisões idênticas (Foto: Amarn)

Sampaio: duas decisões idênticas (Foto: Amarn)

Do Saiba Mais e Canal BCS (Blog Carlos Santos)

Todos os nove candidatos que concorreram à Câmara Municipal na cidade de Taipu, interior do Rio Grande do Norte, pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) durante as últimas eleições de 2020, tiveram a chapa cassada pela Justiça Eleitoral, que identificou a articulação de candidaturas fictícias pelo partido para preencher a cota obrigatória de gênero (30% de mulheres candidatas a vereador).

Com a decisão do juiz José Herval Sampaio Júnior (que já atuou na comarca de Mossoró no conturbado pleito de 2012), o partido perde os mandatos dos dois candidatos eleitos para a Câmara Municipal da cidade, os vereadores Aluízio Viana Filho e Erivan Pinheiro de Lima.

Por enquanto, o julgamento da Ação tem efeito suspensivo e o PSDB tem um prazo de três dias para recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/ RN), depois que tomar ciência da decisão.

Atualmente, a Câmara Municipal de Taipu é formada por dois vereadores do MDB, quatro do PSD, uma vereadora do PT e duas vagas do PSDB que, com a decisão, ficará sem representantes. As vagas serão ocupadas por Ricardo Oliveira da Silva (PSD) e por Francineide Fernandes de Souza (PT).

Ceará-Mirim

Em setembro, o mesmo Herval Sampaio Júnior da 6ª Zona Eleitoral tomou decisão inédita no município de Ceará-Mirim. Também decorrente de fraude quanto à cota de gênero.

Cassou 22 candidaturas a vereador do PSB, sendo que duas candidatas sequer foram votadas. No processo sob o número 0600001-19.2021.6.20.0006, uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME), o magistrado entendeu que na ânsia de atender à legislação, o partido lançou candidaturas fictícias.

O PSB tinha elegido à vereança o candidato Marcos Angelino de Farias.

Mossoró

Em Mossoró, o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a cassação de dois vereadores, Naldo Feitosa e Lamarque de Oliveira, além de toda a chapa do PSC, legenda de ambos. (veja AQUI). Outra vez, possível candidaturas laranjas para obediência à cota de gênero.

Outros processos com embasamento acusatório semelhante estão em andamento (veja AQUI).

Leia tambémVeja a história e como funciona a “cota de gênero” em eleições.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 25/10/2021 - 22:30h
Bem-vindos

A chegada de mais dois netos

O ex-vereador Tomaz Neto (Solidariedade) anda sumido.

Ouvi dizer que tem duas razões fortes para o desaparecimento.

Foi avô mais uma vez.

Sua filha e advogada Talizy Thomaz ganhou gêmeos na última terça-feira (19).

Ela e o marido Jânio Medeiros receberam a benção da chegada dupla de Théo e Ísis.

Já tinham Júlia em casa.

Trio fechado.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Gerais / Política
segunda-feira - 25/10/2021 - 18:48h
Em Mossoró

Fábio Faria vai para partido de Beto Rosado; Senado é ele ou Rogério

Fábio tem tempo para mudança e foca o Senado (Foto: reprodução)

Fábio tem tempo para mudança e foca o Senado (Foto: reprodução)

Do Blog Saulo Vale

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD) fez hoje um rápido pouso no Aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró, antes de cumprir agenda administrativa em Caicó.

Durante entrevista de cinco minutos à imprensa local, Fábio foi questionado sobre mudança de partido.

Confirmou, que, em março, deve trocar mesmo de legenda. Vai sair do PSD e migrar para o Progressistas.

“Conversei ontem com o presidente do PSD, Kassab, e também com o ministro Ciro Nogueira [presidente nacional do Progressistas]. Tenho amizade e boa relação com Ciro e já conversamos sobre essa mudança, que deve acontecer durante a janela partidária, em março”, disse.

Questionado ainda sobre o fato do partido ser presidido no RN pelo deputado federal Beto Rosado, Faria respondeu: “Minha conversa é com Ciro Nogueira. Não há conflito [com Beto], porque eu já disse que não seria candidato a deputado federal. Meu projeto, como já deixei claro, é o Senado”, disse.

Senado

O ministro foi questionado ainda sobre até quando haverá definição de candidatura sua ao Senado, uma vez que ele disputa com o também ministro, Rogério Marinho, sobre quem será o candidato de Bolsonaro ao Senado no RN.

Ou sai um ou outro.

“Até março haverá essa definição”, confirmou.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Executiva - Detran/RN - 01 a 31 de Agosto de 2021
segunda-feira - 25/10/2021 - 18:00h
Nota

Cosern substitui postes depredados e faz alerta sobre vandalismo

Webleitor fez um mapa com pontos onde postes foram depredados (Reprodução)

Webleitor fez um mapa com pontos onde postes foram depredados (Reprodução)

O grupo Neoenergia – Cosern encaminha Nota de Esclarecimento à nossa página, em razão da postagem sob o título “Postes da Cosern sofrem ataques para roubo de fiação“, postado no último sábado (23). Mostramos o que tem ocorrido em Areia Branca, em especial na comunidade de Pedrinhas, alerta feito por um webleitor.

Veja a nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Com relação à notícia sobre a situação dos postes danificados em Areira Branca mostrados no Canal BCS (Blog Carlos Santos), a Neoenergia Cosern informa que já está substituindo os postes danificados por novos e que está colaborando com a Polícia nas investigações para identificação dos autores dos atos de vandalismo.

A concessionária reforça que a população sempre mantenha distância da rede elétrica e denuncie os casos no telefone 190 da Polícia Militar e 116 da Neoenergia Cosern.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Gerais
segunda-feira - 25/10/2021 - 17:34h
SP

Emprotur garante presença na 19ª Evento Business Show

1-ebsRio Grande do Norte confirma presença na 19ª Feira EBS (Evento Business Show), principal encontro da indústria dos eventos corporativos, incentivos, congressos, feiras, treinamentos e desenvolvimento no país. Será representado pela Empresa Potiguar de Promoções Turísticas (EMPROTUR).

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, nos próximos dias 27 e 28 de outubro, junto com o Natal Convention e o Preserve Pipa, estará nesse importante evento.

A programação retorna ao formato presencial no Centro de Convenções Rebouças, na capital paulista, reunindo mais de 50 expositores, empresas de soluções tecnológicas, destinos prospectando novos eventos corporativos, meios de hospedagem, entre outros produtos e serviços voltados ao setor de eventos corporativo.

A feira será uma oportunidade de apresentar o novo Centro de Convenções de Natal para o segmento, nesta edição a EBS retorna com a edição presencial do Congresso Mice Brasil, com conteúdo voltado aos gestores que atuam no segmento MICE- Meeting, Incentives, Conferences and Exhibitions.

Saiba mais detalhes da 19ª EBS AQUI.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Gerais
  • Banner - Executiva - Detran/RN - 01 a 31 de Agosto de 2021
segunda-feira - 25/10/2021 - 15:24h
Sexta-feira, 29

Associação de servidores da Saúde será reaberta após quase três anos

ACEHRTM - reabertura 29-10-29A Associação Cultural Esportiva dos Servidores do Hospital Tarcísio Maia (ACEHRTM) reabre nesta sexta-feira (29), após reformas em seu prédio, e quase três anos de fechamento e suspensão completa de suas atividades.

A reabertura será às 8h. A sede da ACEHRTM está localizada à Rua Francisco Borges de Andrade, conjunto Abolição 3, por trás do Hospital da Solidariedade.

“A Associação é privada, sem fins lucrativos e filantrópica. Apesar do nome remeter ao do Hospital Tarcísio Maia, a Associação não congrega apenas servidores daquele hospital, e qualquer servidor da saúde do estado pode se associar”, afirma a nova presidente da entidade, Leodise Cruz, servidora da saúde há mais de 30 anos.

Um dos objetivos da associação é incentivar, proporcionar, desenvolver, fiscalizar e defender atividades culturais, esportivas, sociais, recreativas, educacionais e de assistência à saúde, além de outros interesses de seus associados.

Também é um de seus propósitos realizar a defesa de direitos dos associados.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Gerais
segunda-feira - 25/10/2021 - 13:26h
Dívida Ativa

Empresas devem R$ 896,2 bilhões aos cofres públicos estaduais

Um levantamento encomendado pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (FENAFISCO) aponta que a dívida ativa das empresas com os entes federados soma R$ 896,2 bilhões. Ao longo de um ano, a Federação investigou a composição dos débitos estaduais e elaborou uma lista com os 100 maiores devedores. Os dados estão presentes no Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros.imposto, dívida ativa, débito, dinheiro, economia, fisco, tributação

O estudo, coordenado pelo doutor em economia, Juliano Goularti, com a participação da economista Talita de Messias, identificou que a dívida ativa sob administração das procuradorias gerais dos estados ou das secretarias de fazenda aumentaram 31,40% entre 2015 e 2019.

Para o pesquisador, a maior dificuldade na produção do estudo foi a disponibilização dos dados. Ao todo, dez estados negaram as informações.

Em 14 estados, a dívida ativa supera a arrecadação anual com o recolhimento de impostos. Os estoques acumulados do Distrito Federal e Rio de Janeiro equivalem a mais de 200% da arrecadação, enquanto o Mato Grosso quase supera 300%. Outros quatro estados possuem a dívida ativa equivalente a mais de 80% da arrecadação tributária anual.

Barões da dívida

Os valores devidos pelas empresas aos estados totalizam 13,18% do PIB nacional. Ao passo em que os estoques da dívida ativa aumentam, o pagamento delas é tímido. Em 2016, foram recuperados R$ 4 bilhões, no ano seguinte, em 2017, o montante pago chegou a R$ 5,1 bilhões. A média nacional de recuperação da dívida ativa estadual gira em torno de 0,6%.

O Atlas também traz os cem maiores devedores de cada estado. As dez maiores devedoras são: Refinaria de Petróleo de Manguinhos (R$ 7,7 bilhões), Ambev (R$ 6,3 bilhões), Telefônica – Vivo (R$ 4,9 bilhões), Sagra Produtos Farmacêuticos (R$ 4,1 bilhões) e Drogavida Comercial de Drogas (R$ 3,9 bilhões), Tim Celular (R$ 3,5 bilhões), Cerpasa Cervejaria Paraense (R$ 3,3 bilhões), Companhia Brasileira de Distribuição (R$ 3,1 bilhões), Athos Farma Sudeste (R$ 2,9 bilhões) e Vale (R$ 2,8 bilhões). O estudo também aponta que os maiores devedores também recebem isenções fiscais em suas áreas de atuação.

Para impulsionar o conhecimento da sociedade sobre a dívida ativa e os maiores devedores estaduais, a Fenafisco lançou o site baroesdadivida.org.br que reúne informações contidas no Atlas. Os dados serão atualizados de acordo com o avanço do acesso às informações dadas pelos entes federados.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Economia
  • Banner - Quixote - Câmara de Mossoró - Transparência - 2021 - Setembro
segunda-feira - 25/10/2021 - 10:42h
Comunicações

Ministro Fábio Faria pousa em Mossoró nessa segunda-feira

O ministro das Comunicações do Governo Jair Bolsonaro, deputado federal licenciado Fábio Faria (PSD), desembarca agora pela manhã por volta de 10h50 no Aeroporto Dix-sept Rosado em Mossoró.

Tem agenda administrativa no RN.

Mas, com tempo para conversas políticas na cidade, meio vapt-vupt.

Em Caicó, às 14h, deverá anunciar investimentos de mais de 54 milhões para 93 municípios do estado, em solenidade na Ilha de Santana.

O programa Wi-Fi Brasil é o carro-chefe dessa movimentação.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Art&C - PMM - Luminárias e Cidade Verde - 08-10-21
segunda-feira - 25/10/2021 - 08:10h
Covid-19

Mais de 3.200 pessoas são vacinadas no fim de semana

Vacinação segue normalmente no curso da semana (Foto: Allan Phablo)

Vacinação segue normalmente no curso da semana (Foto: Allan Phablo)

A campanha de imunização contra a Covid-19 segue avançando em Mossoró. Servidores e voluntários estiveram neste sábado (23) e domingo (24) vacinando no Ginásio do Sesi e no Centro de Vacinação, instalado no Ginásio Poliesportivo Engenheiro Pedro Ciarlini Neto. Foram 3.227 doses de vacinas aplicadas durante o fim de semana.

Vacinação | sábado (23) e domingo (24).

  • Primeira dose: 237
  • Segunda dose: 1.658
  • Dose de reforço: 1.313
  • Dose única: 9
  • Total de doses aplicadas: 3.227

A Secretaria Municipal de Saúde conseguiu aplicar todas as doses do imunizante AstraZeneca, destinados para a aplicação da D2. O município aguarda o envio de mais doses para avançar na campanha com o imunizante.

A campanha “Mossoró Vacina” segue imunizando os mossoroenses nesta segunda (25), no Ginásio do Sesi, a partir das 8h. O município continua aplicando a dose de reforço (3ª dose) nos idosos acima de 60 anos e nos profissionais da Saúde que completaram o esquema vacinal há 5 meses.

A vacinação também contempla a aplicação de 1ª e 2ª dose para público-geral a partir de 12 anos.

Para mais informações sobre o enfrentamento à Covid-19 em Mossoró, acesse: www.prefeiturademossoro.com.br/coronavirus

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Saúde
segunda-feira - 25/10/2021 - 07:36h
Seca no RN

Governo prepara Plano de Mitigação dos Efeitos da Estiagem

Atendimento hídrico é um grande desafio (Foto: arquivo)

Atendimento hídrico é um grande desafio (Foto: arquivo)

O Governo do Estado lança nesta segunda-feira (25) o Plano de Mitigação dos Efeitos da Estiagem no Rio Grande do Norte.

O evento será realizado, às 10h, no auditório da Governadoria, Centro Administrativo, em Natal.

Com a presença da governadora Fátima Bezerra (PT), será apresentada a situação das microrregiões e o conjunto de iniciativas do Estado que apontam para a convivência com semiárido.

O Plano foi elaborado pelo Comitê Estadual de Convivência com o Semiárido do Rio Grande do Norte, instituído em julho deste ano por meio de decreto, e conta com a participação de diversas pastas do governo e da sociedade civil.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Banner - Executiva - Detran/RN - 01 a 31 de Agosto de 2021
segunda-feira - 25/10/2021 - 07:00h
OAB-Mossoró

Chapa divulga nomes para diretoria e “Carta Compromisso”

unnamed (1)Em sua primeira semana como candidata à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Mossoró), a advogada Vânia Furtado divulgou os nomes dos membros que irão compor sua diretoria, além das propostas que alicerçarão sua campanha.

“Visando a construção de uma OAB justa, combativa e democrática, os nomes escolhidos refletem competência, dedicação e comprometimento para com o futuro da instituição”, afirmou sua assessoria nesse fim de semana.

“A diretoria é formada por cinco pessoas; cinco advogados que estarão à disposição da Ordem e, consequentemente, da sociedade”, reforçou:

Vânia Furtado: Presidente

Victor Lobato: Vice-Presidente

Brena Santos: Secretária Geral

Segundo Abrantes Lacerda: Secretário Geral Adjunto

Elizabete Oliveira: Tesoureira

Veja no link adiante a “Carta Compromisso” da chapa “Todos Juntos OAB”: linktr.ee/vaniafurtado.

Eleições vão acontecer dia 19 de novembro.

O pleito será para escolha dos dirigentes da OAB do RN e as Subseccionais.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Gerais
segunda-feira - 25/10/2021 - 06:32h
Brasileirão

ABC joga mal e perde por 4 x 2, em semifinal da Série D

Do GE

A Aparecidense está mais perto da final da Série D do Campeonato Brasileiro. O time goiano bateu o ABC por 4 a 2 na tarde deste domingo (24), no Estádio Aníbal Toledo, em Aparecida de Goiânia, e abriu boa vantagem para a decisão da vaga em Natal, no próximo dia 31.

O Alvinegro saiu na frente, com gol de Suéliton, mas a Aparecidense conseguiu a virada com Robert, Rafa Marcos, Alex Henrique e Samuel. Allan Dias fez o outro do ABC.

A Aparecidense pode perder por um gol de diferença no próximo domingo, em Natal, em jogo de volta pelas semifinais da Série D. O ABC se classifica com uma vitória por três gols. Se vencer por dois gols, leva a decisão da vaga para os pênaltis. O jogo será realizado no Frasqueirão, com início às 16h.

Na volta dos torcedores ao Estádio Aníbal Toledo, a Aparecidense teve o domínio nos primeiros 15 minutos, mas não teve qualidade nas finalizações. Como castigo, viu o ABC abrir o placar em uma bola parada. Wallyson cobrou o escanteio e Suéliton fez de cabeça. Wallyson viu o goleiro Pedro Henrique adiantado e quase ampliou em chute do círculo central.

Empate e virada

No final da primeira etapa, os donos da casa chegaram ao empate em gol que lembrou o do ABC, com Robert fazendo de cabeça depois de escanteio.

A virada da Aparecidense veio aos 11 minutos do segundo tempo. Em boa trama pelo lado esquerdo, Robert tentou o cruzamento, o goleiro Welligton fez a defesa parcial e a bola sobrou limpa para Rafa Marcos completar para as redes. Alex Henrique marcou o terceiro, de cabeça, novamente em escanteio.

O ABC diminuiu aos 22. O goleiro Pedro Henrique entregou a bola para Wallyson, que serviu Allan Dias. O Alvinegro tentou se fechar, mas a defesa voltou a falhar, deixando espaço para a Aparecidense fazer mais um.

Negueba ainda tabelou pela direita, invadiu a área e tocou para Samuel fechar o placar.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Esporte
segunda-feira - 25/10/2021 - 05:38h
Covid-19

Cerca de 95% dos Municípios deram doses de reforço a idosos e saúde

Avanço de vacinação é garantia de maiores chances de enfrentamento à doença (Foto: CNN Brasil)

Avanço de vacinação é garantia de maiores chances de enfrentamento à doença (Foto: CNN Brasil)

Cerca de 95% dos Municípios brasileiros já iniciaram a aplicação da dose de reforço em idosos e profissionais de saúde. Os que ainda não deram início, quase todos já estão organizados para começar essa imunização. Os dados constam da 29ª edição da pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), que ouviu 1.855 gestores municipais entre os dias 18 e 21 de outubro.

A pesquisa também aponta que um em cada quatro Municípios ficou sem imunizantes nesta semana. Desses, 67,4% informaram que foi impactada a aplicação da primeira dose, sendo a Pfizer a principal vacina em falta.

Destaca-se que apenas esse imunizante pode ser aplicado em adolescentes entre 12 e 17 anos no Brasil, faixa etária que está sendo vacinada em quase 100% dos Municípios. Apenas 3,8% vacinam pessoas entre 18 e 24 anos.

Já para a aplicação da segunda dose, relatada por 43,8% dos respondentes que alegaram insuficiência de imunizantes, a vacina Astrazeneca foi a que mais faltou nos postos de saúde, sendo apontada por 91,3% dos gestores que responderam essa questão.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde
domingo - 24/10/2021 - 23:58h

Pensando bem…

“Para o ignorante, a velhice é o inverno; para o sábio, é a estação da colheita.”

Provérbio Judaico

Categoria(s): Pensando bem...
  • Banner - Art&C - PMM - Luminárias e Cidade Verde - 08-10-21
domingo - 24/10/2021 - 13:24h

Para bem viver

Por Inácio Augusto de Almeida 

Não pense

Eis a regra primeira

E depois…

Depois acredite em tudo

Pois esta é a regra número dois.

     II

Por hipótese alguma

Perca um capítulo da novela

De preferência as globais

Ou não seguirás a terceira regra.

     III

Nunca deixe de dizer sim

E nem em sonho discorde

Afinal…

 A quarta regra deve ser cumprida.

    IV

Questionar…

Nem com febre alta

Pois somente o estado de loucura

Pode justificar tamanho absurdo.

     V

Cumprindo estas regras

Certeza tenhas da felicidade

E um diploma de bem comportado

Em tua parede ficará

A provar que entraste na onda que pega.

Inácio Augusto de Almeida é jornalista e escritor

Categoria(s): Poesia
domingo - 24/10/2021 - 11:38h

A injustiça com Billie Holiday

Por Marcos Araújo

A vida tem sido muito curta para os grandes cantores. Como disse Cazuza, “nossos heróis morreram de overdose”. Com menos de 30 anos de idade, se foram Amy Winehouse, Jimi Hendrix, Janis Joplin, Kurt Cobain, Brian Jones, Pete Ham, Jim Morrison… A esses, se atribui o vício e a dependência química como elementos voluntários da autodestruição. Porém, nenhum deles tem uma biografia de sofrimento, de dor e de injustiça quanto Billie Holiday.

Eleanora Fagan Gough, conhecida pelo nome artístico de Billie Holiday nasceu na Filadélfia, Pensilvânia, e morreu antes de fazer 44 anos de idade. Eternizou-se como um dos maiores nomes do jazz no mundo, embora poucos saibam do quanto sofreu de perseguição por ter se valido da música para denunciar o racismo americano.Billie Holliday

Abandonada pelo pai, com pouco contato com a mãe, sem irmãos ou amigos, a artista teve uma infância muito difícil, passando necessidades e todo tipo de humilhação e abuso. Aos dez anos foi violentada sexualmente por seu vizinho, e posteriormente abandonada por seus parentes, sendo internada numa casa de correção para meninas. Aos doze anos, fugiu de lá, e passou a morar na rua, pedindo esmolas, arranjando depois um trabalho informal, lavando o chão de um prostíbulo em troca de um local para dormir e uma refeição por dia.

Sua vida como cantora informal começou em 1930, em um bar no Harlem onde foi se oferecer para ser dançarina. Não conseguindo agradar o público, o pianista, penalizado, chamou-a para cantar. Autodidata e com voz potente, encantou ao crítico de música John Hammond, um frequentador assíduo, que a levou a um estúdio, onde Billie gravou seu primeiro disco com a big band de Benny Goodman. Foi daí o início de uma breve e vertiginosa carreira, tendo se consagrado em apresentações com as orquestras de Duke Ellington, Teddy Wilson, Count Basie e Artie Shaw, e ao lado de Louis Armstrong.

Billie Holiday saiu da pobreza e da marginalidade para se tornar uma estrela de primeira grandeza da música americana, mas não esqueceu suas origens e a situação de exclusão social, discriminação e racismo dos americanos afrodescendentes.

Inspirada num fato histórico ocorrido no condado de Marion, Indiana, em que três negros são enforcados numa árvore por uma multidão ensandecida que os acusava de terem cometido um crime violento, sem provas, Billie compôs Strange Fruit (“fruto estranho” – é contraditória a autoria, sendo atribuída a Abel Meeropol e o seu poema Bitter Fruit (fruto amargo). Esta canção traria a Billie muitos aborrecimentos.

A letra da música retrata os linchamentos constantes no sul dos Estados Unidos, remetendo ao dissenso contrastante da educação e dos modos cavalheirescos de seus habitantes com a carnificina brutal dos justiçamentos contra negros. Por isso, o “estranho fruto”: Árvores do sul carregam um estranho fruto/sangue nas folhas e sangue nas raízes/corpos negros balançando na brisa sulista/ fruto estranho balançando nos álamos”

Sua interpretação emotiva e triste fixou a canção no imaginário coletivo, transformando-a em uma música de aberto protesto político. A figura frágil e ao mesmo tempo desafiadora de Billie Holiday motivaram muitos dos protestos dos negros e suas apresentações começaram a provocar desconforto em políticos sulistas.

O FBI, atendendo a pedido de parlamentares (isto também é comum por aqui!), passou a investigar a cantora e sua entourage. Os investigadores federais infiltraram agentes no grupo da cantora e ela foi presa por posse e consumo de entorpecentes. O processo ficou conhecido pelo nome das partes, como ocorre na Justiça americana: “United States v. Billie Holiday”.

Pessimamente defendida em juízo, acabou fazendo um acordo com a promotoria federal para cumprir um ano de prisão em um presídio feminino federal em West Virginia. O pior para Billie foi que, como resultado do processo, ela perdeu sua credencial para apresentações em público na cidade de Nova Iorque.

A história do processo envolvendo a célebre cantora deixa lições para o tempo presente, ao mostrar os perigos da seletividade e do uso político da justiça criminal, problema que é especialmente agravado em sociedades racialmente estratificadas.

Nos últimos anos de vida, perseguida e sem shows, volta à pobreza. Faleceu com 70 centavos de dólar no banco. Sua cerimônia fúnebre foi paga por seus amigos. Morreu no Hospital Metropolitano, em Nova York, em 17 de julho de 1959, na cama em que havia sido presa pouco mais de um mês antes, já mortalmente doente, sob a falsa acusação de posse ilegal de narcóticos.

Um policial lhe fazia guarda permanente, custodiando sua liberdade, como se ela pudesse escapar. Sua vida sofrida foi palmilhada por uma constante injustiça.

Billie vive eternamente na minha mente e nas minhas audições.

Marcos Araújo é professor e advogado

Categoria(s): Crônica
  • Banner - Art&C - PMM - Luminárias e Cidade Verde - 08-10-21
domingo - 24/10/2021 - 10:24h

Expofruit e sua história desde os primórdios em 1993

Dinarte lembra primórdios da Expofruit (Foto: redes sociais)

Dinarte lembra primórdios da Expofruit (Foto: redes sociais)

Por Josivan Barbosa

Na coluna anterior (veja AQUI), nós escrevemos sobre a realização da primeira Feira de Frutas no Polo de Agricultura Irrigada RN – CE realizada em Mossoró que foi denominada de Fenafruti, denominada posteriormente como Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada (EXPOFRUIT). A esse respeito Dinarte Júnior (diretor das Escolas Fisk), então secretário de Turismo do prefeito Dix-Huit Rosado (1993-1996) na época da realização da Fenafruti (1993), nos pediu para fazer uma correção: partiu da sua secretaria a ideia de fazer a primeira feira de frutas da região. De acordo com o ex-secretário, a sua pasta estabeleceu uma programação contendo 10 ações para o desenvolvimento turístico da região, sendo uma delas a realização da Feira de Frutas.

Dinarte Júnior nos afirmou que esteve várias vezes em reunião com o então presidente da Associação dos Produtores de Frutas do Nordeste (PROFRUTAS), André Gadelha (então diretor da Maisa), para discutir a realização da Fenafruti e pedir apoio do setor produtivo. Ele lembrou que a Fenafruti contou com a participação de 22 estandes, sendo quatro médios produtores, as grandes empresas que representavam o sucesso da agricultura irrigada da região,  Maisa, São João, Frunorte e Agronow (Davi Americano), Banco do Nordeste e Banco do Brasil e o Porto de Natal.

A feira contou ainda com a participação da Petrobras e da Embrapa. Havia também uma representante do setor de transporte marítimo que era a Hamburg Sud. A feira teve também a presença de concessionárias de veículos e quatro empresas de máquinas e equipamentos e várias de material de irrigação.

Na parte cultural a feira contou com um circo organizado por Lázaro Paiva, importante parceiro da feira, além de bares e restaurantes que foram montados na área. Além disso, o evento teve a parte técnico-científica com três dias de workshop sobre a agricultura irrigada.

Conforme Dinarte Júnior, naquela ocasião já havia uma tendência de que a feira se realizasse nas dependências do Hotel Thermas de Mossoró, mas a então Secretaria de Turismo defendeu que a feira fosse realizada na Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM), hoje Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA).

Carros-pipa

A continuidade do programa de Carros-pipa, tão fundamental para o Semiárido, está ameaçada.

O programa de Carros-pipa que atende mais de 2 milhões de pessoas no semiárido só tem recursos disponíveis para o funcionamento até os primeiros dias do mês que vem. Há, também, dificuldades para o financiamento do programa no ano que vem.

O Ministério do Desenvolvimento Regional tem em mãos o desafio de alocar recursos extra orçamento para a continuidade do programa.

Brisanet

A exemplo do Café Santa Clara, a Brisanet é mais uma empresa da Serra de Pereiro/São Miguel que ganha o país.

Após movimentar R$ 1,4 bilhão em oferta de estreia na bolsa de valores este ano, a provedora de internet via fibra ótica Brisanet se prepara para disputar o lote regional de 3,5 Ghz no leilão de 5G no próximo mês. O lote embute um dos ossos do setor, que é o compromisso de levar internet para 1.423 municípios com menos de 30 mil habitantes no Nordeste.

Roberto Nogueira, presidente da Brisanet, avança rumo ao G5 (Foto: Brisanet)

Roberto Nogueira, presidente da Brisanet, avança rumo ao G5 (Foto: Brisanet)

Ainda assim, Roberto Nogueira, presidente da Brisanet, acredita que deve haver mais de um interessado.

O desafio de levar fibra para áreas remotas do Nordeste não é tão grande para a Brisanet quanto para outras empresas do ramo. Nos últimos 11 anos, a empresa tem levado conexão a municípios pequenos da região, com expressivo crescimento a partir de 2015.

Em 1998, na cidade de Pereiro (CE), Nogueira, um pequeno empreendedor com 26 anos, implementou a primeira internet a rádio de baixo custo do país na cidade. Cerca de 23 anos depois, em junho deste ano, a Brisanet fez IPO na bolsa.

Nos últimos anos a operação da Brisanet cresceu a ponto de desafiar a grandes empresas de telecomunicação na região. A companhia encerrou setembro com 790.731 clientes espalhados por sete Estados da região Nordeste – Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Piauí e Sergipe – com seu cabeamento em fibra passando em frente a mais de 3,7 milhões de domicílios, em 110 cidades. Durante o mês foram adicionadas 129 mil portas, que correspondem a 213 mil domicílios.

RN e o aumento de receitas

Em 25 unidades da Federação foi registrada alta na arrecadação nos primeiros oito meses deste ano em relação a igual período de 2020.

A maior alta na arrecadação foi registrada no Rio de Janeiro, onde o avanço foi de 45%. Na sequência, aparecem Alagoas, com 36% de aumento, e Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Bahia, todos com alta de 22% nas receitas.

RN inadimplente

A União desembolsou R$ 649,6 milhões para honrar dívidas não pagas por cinco Estados em setembro, de acordo com o Relatório de Garantias Honradas pela União, divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional.

No mês, foram bancados R$ 475,5 milhões relativos a inadimplências do Estado do Rio de Janeiro, R$ 77,7 milhões de Goiás, R$ 75,2 milhões de Minas Gerais, R$ 16,2 milhões de Amapá e R$ 4,9 milhões do Rio Grande do Norte.

Atualmente, estão temporariamente impedidos de contratar novos empréstimos com garantia federal por atrasos no pagamento de suas obrigações ou devido a honras de garantias realizadas pela União os Estados do Amapá, Goiás, Minas Gerais e Rio Grande do Norte. Também estão na lista os municípios de Belford Roxo e Novo Hamburgo (RS).

RN acima de 49%

Quatro unidades da federação encerraram o segundo quadrimestre do ano gastando acima do limite estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) com funcionários do Executivo.

A LRF diz que Estados podem gastar até 49% de sua Receita Corrente Líquida (RCL) com a folha de pessoal do Executivo. Esse limite foi ultrapassado por Acre (49,85%), Amazonas (50,06%), Minas Gerais (49,72%) e Rio Grande do Norte (53,5%)

Mossoró e os recursos para a educação

A Secretaria Municipal de Educação precisa se pronunciar sobre os recursos que foram usados no ano em curso para a educação. A necessidade dá-se em função de que em nível nacional as prefeituras estão gastando pouco com educação.

Mais de 800 municípios devem terminar o ano sem conseguir cumprir a destinação mínima constitucional de 25% das receitas para a educação em 2021.

Num total de 2.912 prefeituras que já registraram os dados de gastos do quarto bimestre no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope), 2.370 – ou 81,4% – ficaram abaixo dos 25% considerando o período de janeiro a agosto deste ano. Em igual período do ano passado, no mesmo universo de municípios, eram 925 nessa condição.

A manifestação da Prefeitura Municipal de Mossoró nesse sentido mostra transparência com o uso dos recursos públicos, cuja necessidade é mais urgente nesses tempos de pandemia.

Jean Paul Prates

Prates: recursos hídricos (Foto: Marcos Oliveira)

Prates: recursos hídricos (Foto: Marcos Oliveira)

O Senador Jean-Paul Prates (PT) está empenhado na retomada do projeto da adutora Santa Cruz do Apodi. Se conseguir destravar os recursos para reiniciar as obras dessa adutora, o senador passa a ser ímpar nos últimos anos como liderança política na região.

O projeto da adutora de Santa Cruz fará com que o município de Mossoró passe a ter três alternativas de água, o que garante segurança hídrica para o desenvolvimento imobiliário dos programas habitacionais do Governo Federal e de outros investimentos privados, cujo setor está bem aquecido nesses tempos de pandemia.

É preciso lembrar que num colapso da barragem Armando Ribeiro, a Adutora de Santa Cruz e o lençol freático arenito-Açu passariam a ser as duas fontes disponíveis de água para Mossoró.

Outro aspecto importante desse projeto é que um dos grandes problemas enfrentados pelos investidores imobiliários em Mossoró é a falta de segurança hídrica apontada pela CAERN.

Além dos aspectos acima, não podemos pensar em Distritos Industriais (ampliação dos atuais ou criação de novos) sem segurança hídrica. Nenhuma empresa se instala onde não tem água.

Sugerimos que a assessoria do senador Jean Paul Prates faça um levantamento de quanto já se investiu na adutora de Santa Cruz. Acreditamos que mais de 80% dos recursos inicialmente previstos já foram enterrados no trecho de Mossoró a Apodi.

RN e os recursos para a educação

A Secretaria Estadual de Educação é outro componente público que deve revelar dados sobre o percentual de recursos destinados à pasta nesses tempos de pandemia.  Isso se faz necessário, pois, de uma maneira geral os estados gastaram menos com educação apesar dos desafios para se implementar o ensino à distância em um primeiro momento, e, depois, pela necessidade de se preparar as redes de escolas para a volta com segurança do ensino presencial, e da necessidade de se superar a evasão escolar e a desigualdade.

Em função do aumento da arrecadação a expectativa é que o RN siga investindo, de olho nas eleições de 2022. Haverá pressão por outros gastos, além do reajuste de salários. Mas a Educação é uma área que precisa ter prioridade.

Josivan Barbosa é professor e ex-reitor da Ufersa

Categoria(s): Artigo
domingo - 24/10/2021 - 09:18h

Rodrigo Pacheco dá o primeiro passo

Por Ney Lopes

Desfilado do DEM-MG, o senador Rodrigo Pacheco, presidente do senado, foi aclamado nesse sábado (23)  como pré-candidato a presidente da República por lideranças do PSD, liderado por Gilberto Kassab,  durante um encontro regional realizado no Rio de Janeiro.

A ida de Pacheco para o o seu novo partido será confirmada em uma cerimônia na quarta-feira, 27, no Memorial JK, em Brasília. A escolha do local foi pensada para criar um paralelo com o ex-presidente Juscelino Kubitschek, que era mineiro e filiado ao PSD.

Rodrigo Pacheco muda de partido e mantém o foco na cadeira presidencial (Foto: Senado)

Rodrigo Pacheco muda de partido e mantém o foco na cadeira presidencial (Foto: Senado)

Embora cauteloso, como bom mineiro, ninguém duvida que Pacheco será candidato a Presidente da República. Toda a articulação neste sentido vem sendo feita há meses pelo presidente do PSD, ex-ministro Gilberto Kassab, que confirma ser um competente articulador político. O nome de Rodrigo Pacheco nasceu de sua visão política e tem tudo para crescer.

O fato amplia o cenário de potenciais pré-candidatos à sucessão do presidente Bolsonaro. Cabe analisar, que com caraterísticas de terceira via, o senador Rodrigo Pacheco é o primeiro nome surgido.

Isso porque, os demais pretendentes têm posições radicais em relação a Lula e Bolsonaro, que hoje polarizam a corrida presidencial. Com radicalismo não se construirá a terceira via, esse é um postulado básico. É necessário o apelo ao diálogo e a posição de equilíbrio entre os antagônicos. O quadro nacional é grave e somente assim será possível montar uma ponte política estável para o futuro.

Vejamos os nomes que atualmente colocam-se como pré-candidatos, excluídos Lula e Bolsonaro. O governador João Doria (SP) é radical em sua posição. Os demais assumem posturas verbais, as vezes ofensivas, até entre eles mesmos, o que não passa à opinião pública a certeza de que serão conciliadores no futuro. Senão vejamos: Eduardo Leite (RS) e Arthur Virgílio (AM), Ciro Gomes (PDT), Alessandro Vieira (Cidadanias), Simone Tebet (MDB-MS), Luiz Henrique Mandetta (DEM), José Luiz Datena (PSL), Sergio Moro e Luiz Felipe d’Avila (Novo).

Até hoje, a acusação contra o senador Pacheco foi de “mineirice”, como se Minas Gerais não fosse a grande escola da política brasileira, ao seguir a regra de São Tomás de Aquino, de que o bom senso não é incompatível com coragem, fortaleza e sabedoria.

O autor inglês do século 17 Joseph Hall, disse, que “moderação é a corda de seda correndo através da corrente de pérolas de todas as virtudes”. Quando necessário ser forte., o senador não se omitiu. O exemplo foi quando o presidente Bolsonaro ameaçou rupturas democráticas e ele disse de alto e bom som: “ todo aquele que pretender algum retrocesso ao Estado Democrático de Direito será apontado pelo povo brasileiro como inimigo da nação”.

A posição pública assumida pelo senador Rodrigo Pacheco na presidência do senador o credencia para colocar-se como alternativa à presidência da República. A caminhada não será fácil, diante das ambições e vaidades em jogo. Todavia é possível que alguns líderes partidários despertem para a necessidade e da formação de um grupo único, que possa colaborar para o difícil período de reconstrução nacional, após a pandemia.

Esse objetivo será alcançado com a proposta da união nacional. Nunca do radicalismo, de fanatismo, de pressões descabidas. Outra qualidade notória do senador Rodrigo Pacheco é sua formação jurídica, que antecipa garantias de legalidade, em possível governo futuro.

A verdade é que a partir de ontem, coloca-se no tabuleiro político da nação o nome de Rodrigo Pacheco, realmente com a proposta de uma terceira via à Presidência da República, que contribua para a Paz nacional.

Ele, afinal, deu o primeiro passo no encontro do Rio de Janeiro e consumará a sua nova filiação partidária quarta próxima.

Só resta agora aguardar!

Ney Lopes é jornalista, ex-deputado federal e advogado

Categoria(s): Artigo
  • Banner Art&C - Assembleia Legislativa - Setembro 2021 -
domingo - 24/10/2021 - 06:28h

Julgamento das ações de investigação judicial eleitoral contra Bolsonaro

Por Odemirton Filho 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pautou para a próxima terça-feira, dia 26, o julgamento das Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra a chapa Bolsonaro/Mourão.

As referidas ações têm por objeto a condenação do presidente da República e seu vice pela suposta prática de abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação, tendo por base reportagens do jornal Folha de S. Paulo que mostraram o uso de disparos em massa no Whatsapp feito por empresários. disparos em massa por WhatsApp

A ação de Investigação Judicial Eleitoral está prevista no Art. 22, da Lei Complementar n. 64/90, com a seguinte redação:

“Qualquer partido político, coligação, candidato ou Ministério Público Eleitoral poderá representar à Justiça Eleitoral, diretamente ao Corregedor-Geral ou Regional, relatando fatos e indicando provas, indícios e circunstâncias e pedir abertura de investigação judicial para apurar uso indevido, desvio ou abuso do poder econômico ou do poder de autoridade, ou utilização indevida de veículos ou meios de comunicação social, em benefício de candidato ou de partido político” (…)

Caso seja julgada procedente as referidas ações, Bolsonaro e Mourão terão o mandato cassado, porquanto impera o princípio da unicidade da chapa na seara eleitoral. No caso em comento, por se tratar de mandato do presidente da República e do seu vice, incidirá o art. 81 da Constituição Federal, abaixo transcrito:

 “Vagando os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República, far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga. Ocorrendo a vacância nos últimos dois anos do período presidencial, a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga, pelo Congresso Nacional, na forma da lei”.

Entretanto, não creio na cassação do mandato do presidente da República e seu vice, em razão do entendimento jurídico acerca do tema. Em outra oportunidade o próprio TSE já se manifestou sobre o assunto.

Segundo o relator do mencionado processo, ministro Luís Felipe Salomão, o conjunto probatório produzido descortinou–se deveras frágil, não tendo a coligação representante trazido aos autos uma única prova da existência das mensagens com conteúdo falso. A autora também não foi capaz de demonstrar, sequer de forma inicial, a existência de relação jurídica entre a campanha de Jair Bolsonaro ou apoiadores desse último e as empresas de publicidade que teriam realizado os disparos em massa. (AIJE N.060177905).

Aliás, o parecer do vice-Procurador-Geral Eleitoral nossos processos que serão julgados é nesse sentido: “Não há, portanto, elementos de convicção bastantes, mesmo após o compartilhamento de dados obtidos de inquéritos do STF, para, observado o rigor exigido pela natureza das ações propostas, assentar-se a realidade da contratação pelos representados, por si mesmos ou por terceiros (pessoas jurídicas apoiadoras), de empresas digitais para disparos em massa, via Whatsapp, contra o PT e seus candidatos”.

Todavia, no compartilhamento de dados do Inquérito sobre fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal, podem haver elementos probatórios que embasem a cassação do mandato, diferentemente do que entende a Procuradoria-Geral Eleitoral.

Vamos aguardar para ver, mesmo porque o julgamento poderá não ser concluído, ante o pedido de vista de algum ministro da Corte Eleitoral.

Enfim, tudo é possível.

Odemirton Filho é bacharel em Direito e oficial de Justiça

Categoria(s): Artigo
domingo - 24/10/2021 - 04:12h

Crítica negativa

Por Marcos Ferreira

Como todo operário da palavra, o cronista escreve pensando em determinado grupo de leitores. Em algumas ocasiões, feito agora, ele pensa num leitor específico. Na verdade, para ser sincero, hoje eu penso numa certa leitora que esses dias, por telefone, desferiu contra mim uma saraivada de reprovações às minhas crônicas. Leitora esta que, vez por outra, assina um texto desse gênero.

Trata-se de uma jornalista experiente, cobra criada, e que maneja medianamente bem o nosso idioma. Mas entende tanto de literatura quanto de engenharia atômica. A mulher, entre outros pontos que lhe desgosta, acha um grande saco (expressão dela) essa coisa de eu dialogar com meus hipotéticos leitores, referindo-me a estes por meio do vocativo “prezado leitor e gentil leitora”. Pois é, a tal jornalista acha essa sintonia um negócio meloso, cacoete terrível, algo piegas.crítica, raiva, ira, verborragia, desaforo, grito, berro, verbo, falar, fala, voz,

Não sei até que ponto ela está certa ou errada. De repente, convenhamos, outras pessoas podem pensar assim. Esse ofício de cronista, a exemplo do que ocorre em qualquer ramo de arte, tem seus dias de glória e de fracasso, feedbacks bons e alguns bastante ruins. E estes últimos, se a gente não tiver humildade e convicção do que é e faz, podem sepultar a carreira de um autor inseguro.

São estes, digamos, os ossos do ofício. Claro que a jornalista, das mais competentes que conheço nesse ramo, não tem má vontade em relação a mim, não lhe passa pela cabeça o propósito de me fazer parar de escrever. Apenas, num rompante de sinceridade, desabafou. Notei que aquilo estava reprimido há um bom tempo, entalado em sua garganta, sem que ela tivesse coragem de me jogar na cara suas impressões acerca do meu exercício literário enquanto cronista.

Não sei, por sinal, o que ela acha da minha produção em versos e da prosa de ficção. O que dirá dos meus sonetos? Será que conhece e tem algum juízo sobre meus contos? Quem sabe esteja represando outros pareceres negativos e qualquer dia resolva me fuzilar com novo desabafo. Careço dizer, entretanto, que a crítica foi construtiva, embora suave como papel de embrulhar pregos.

— Vá tomar naquele canto! — disparou.

Isso me foi dito não de maneira rude nem chula, mas brincalhona, como é próprio da sua personalidade forte e sem muito asseio verbal. De fato, além de outros pontos que não me animo a citar, a questão do vocativo, do meu diálogo com os leitores, foi o que mais a tirou do sério. Espero que esta réplica não soe como revanchismo da minha parte, entretanto estou certo de que essa leitora, que possui inteligência acima da média, é bem pouco versada em matéria de crônicas.

Não quero me comparar aos monstros adiante, todavia, em se tratando de diálogo com os leitores, imagino que a competente e vocacionada jornalista curitibana nunca leu, sobretudo, as crônicas de Machado de Assis, de Rubem Braga, de Antônio Maria, de Fernando Sabino ou de Otto Lara Resende. Nem de José Nicodemos nem Dorian Jorge Freire. Se leu, não assimilou muita coisa.

É possível, e isso é absolutamente compreensível, que ela simplesmente não goste das minhas crônicas, do meu estilo ou falta dele. Pronto! Acabou-se! O que se há de fazer? Nada. Seria tão só uma questão de gosto, o que nem sempre é discutível. Há autores, nacionais quanto estrangeiros, tidos como mestres da literatura, de que eu, por questões muito pessoais, não gosto. Até os respeito e reconheço como nomes de relevo, porém, ao fim e ao cabo, não me agradam.

Que dirá um Ferreira (ou ferreiro) das letras. Ainda assim, modéstia à parte, por intimidade e ambiência com o mundo literário, possuo certo tirocínio e discernimento. Por exemplo, sei quando um jornalista com aspirações a escritor (ou a escritora) tem e quando não tem talento para a literatura de verdade. Há jornalistas que são ótimos escritores e vice-versa, outros são uma só coisa.

Conheço indivíduos que têm o dom do jornalismo, como é o caso da mulher com quem conversei ao telefone, porém não passam disso. Tais pessoas são craques no texto puramente noticioso, informativo, sabem fazer uma matéria benfeitinha, etc., entretanto, quando se aventuram no campo da literatura, dão com os burros n’água. Não têm talento para a escrita verdadeiramente literária. Até escrevem uns artiguetes bonitinhos, contudo ficam nisso. Feito minha leitora curitibana.

Repito que a crítica que recebi foi construtiva. Tanto que agora está me rendendo, goste ou não a sinceríssima jornalista, uma nova crônica. Porque até as críticas negativas que a gente recebe podem servir de aprendizado ou aprimoramento. Precisamos apenas aguentar o tranco, assimilar o golpe e tocar o barco. Que a minha amiga não se aborreça ao ler estas páginas a ela dedicadas.

— Vá tomar naquele canto! — não fui.

Imagino que a jornalista há de se reconhecer diante deste texto como se estivesse em frente a um espelho. Mesmo eu tendo lhe preservado o nome e o veículo de comunicação para o qual trabalha na capital paranaense. Talvez ela diga de si para consigo que “quem fala o que quer ouve o que não quer”, como reza o ditado. Mas acredito que ela, bem-humorada que é, levará isso na esportiva e dará uma de suas gostosas gargalhadas ao deparar com esta crônica que me inspirou.

Acho justo lhe render tal homenagem, ainda que se tratando de crítica negativa, embora construtiva. Pois lembro que já escrevi textos referindo comentários elogiosos que recebi de leitores por ocasião de narrativas publicadas no Canal BCS (Blog Carlos Santos) e na Revista Papangu, do Túlio Ratto. Hoje, após a morte dos veículos impressos, a Papangu ressurge em suporte eletrônico.

Pois é, prezado leitor e gentil leitora, fui desancado sem piedade. Entretanto, embora depois eu receba mais uma ligação implacável da minha amiga jornalista, aqui vai outra vez o vocativo que a transtornou. Não interromperei, em virtude de uma só crítica negativa, o meu diálogo com os amigos leitores. Ache ruim quem quiser. Sugiro que minha amiga curitibana vá ler Machado de Assis, Rubem Braga, Antônio Maria e outros ases da crônica nacional. É o remédio.

— Vá tomar!!!… — talvez ela repita.

Marcos Ferreira é escritor

Categoria(s): Crônica
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.