• Repet - material para campanha eleitoral - 16 de maio de 2024
terça-feira - 21/05/2024 - 09:34h
Eleições 2024

Mossoró tem 5 pré-candidatos a prefeito; 6 concorreram em 2020

Allyson, Genivan, Lawrence, Ronaldo e Zé são os pré-candidatos (Fotomontagem do BCS)

Allyson, Genivan, Lawrence, Ronaldo e Zé são os pré-candidatos (Fotomontagem do BCS)

Pela movimentação até o momento na política mossoroense, a sucessão do prefeito Allyson Bezerra (UB) terá pelo menos cinco concorrentes, incluindo o próprio governante. Até 5 de agosto, data-limite para realizações das convenções, esse número poderá aumentar. Ou não.

Por enquanto, estão como pré-candidatos os seguintes nomes: Allyson Bezerra, ex-vereador Genivan Vale (PL), presidente da Câmara Municipal Lawrence Amorim (PSDB), vereador Zé Peixeiro (Republicanos) e o professor Ronaldo Garcia (Psol).

Em 2020, a corrida eleitoral teve seis candidatos oficialmente à Prefeitura de Mossoró: Rosalba Ciarlini (PP), tentando a reeleição; Cláudia Regina (DEM), ex-prefeita que queria voltar à cadeira executiva; deputado estadual Allyson Bezerra (SDD); deputada estadual Isolda Dantas (PT), professor universitário Ronaldo Garcia (Psol) e Irmã Ceição (PTB). Deu Allyson Bezerra.

Veja resultado final de 2020

Resultado final das eleições 2020 em Mossoró, que Rosalba ainda contesta (Reprodução BCS)

Resultado final das eleições 2020 em Mossoró (Reprodução e Arquivo do BCS)

O êxito nas urnas de Allyson Bezerra, eleito deputado estadual em 2018, foi emblemático. Ele derrotou Rosalba Ciarlini (PP), que estava em seu quarto mandato como prefeita, além de ter sido senadora e governadora. Era considerada imbatível. Uma “prefeita reeleita.”

Ele empalmou 65.297 (47,52%) votos, contra 59.034 (42,96%) da prefeita.

O resultado final apontou maioria de 6.263 votos, ou seja, 4,56 pontos percentuais.

Fracasso

Os demais concorrentes tiveram votação pífia.

A terceira colocada, deputada estadual Isolda Dantas (PT), empilhou apenas 8.051 (5,86%) votos. Num confronto direto contra Allyson Bezerra, a maioria dele sobre ela chegou a 57.246 de maioria.

Já a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) não passou de míseros 4.046 (2,94%) votos.

Professor Ronaldo Garcia (Psol) somou 611 (0,44%) votos e Irmã Ceição (PTB) teve microscópicos 378 (0,28%) votos.

Números

Os números definitivos das eleições a prefeito em Mossoró mostraram grande percentual de abstenções, num comparativo com o pleito anterior em 2016. Foram 30.181 (17,15%) eleitores ausentes, enquanto que em 2016 atingiu 22.683 (13,59%) votantes.

Foram 7.498 eleitores que preferiram não votar esse ano, ou seja, 3,56 pontos percentuais a mais em se comparando com a disputa municipal anterior. Veja abaixo:

– Total – 145.751
– Válidos – 137.417 (94,28%)
– Brancos – 2.282 (1,57%)
– Nulos – 6.052 (4,15%)
– Abstenções – 30.181 (17,15%).

Compartilhe:
Categoria(s): Política
segunda-feira - 20/05/2024 - 07:02h
Prefeitura de Mossoró

Desgaste de Fátima e decisão do PT, em Natal, tiram Josivan de disputa

Josivan já passou por experiência dolorosa no passado (Foto: Marcos Garcia/Jornal de Fato/Arquivo)

Josivan já passou por experiência dolorosa no passado (Foto: Marcos Garcia/Jornal de Fato/Arquivo)

Do Blog William Robson

Mesmo com as declarações mais recentes da deputada estadual Isolda Dantas de que o PT mossoroense deve lançar seu candidato próprio para as próximas eleições, os ventos apontam para outro caminho.  As falas de Isolda, que também dirige o partido, sempre abrem margem para uma coligação com candidatos com melhor capilaridade eleitoral. E, assim, um dos nomes mais prováveis para este propósito, o do professor Josivan Barbosa, x-reitor da Universidade Federal Rural do Semi-árido (UFERSA), esta a cada dia mais improvável.

Em conversa com o blog, ele mostra desesperança de que o PT lance um candidato. “Parece que a decisão já veio de Natal. O PT daqui vai apoiar outro partido”, disse, pouco antes de participar de um encontro que contou com nomes ligados ao presidente da Câmara, Lawrence Amorim (PSDB), e rosalbistas, nesse sábado (18), em “Carlos Bar e Restaurante”, bairro 12 Anos, em Mossoró.

Cabeça de chapa

Não parecia um encontro casual de um sábado de sol. Josivan tirou seu time de campo, mas se organiza para as intenções reais de o PT apoiar Lawrence. “A questão da baixa  popularidade de Fátima também pesou muito”, diz, sobre o PT não lançar candidatura. “Coloquei meu nome para ser cabeça de chapa. Jamais para ser vice. Não quero. Para isso, dei minha contribuição no passado”, conta.

Isolda, focada em sua maior ambição (eleger Plúvia Oliveira vereadora a qualquer custo), não deve ser a candidata do partido. Os acordos, como apontado por Josivan, partiram de Natal, em reunião na Governadoria e em acertos que a governadora Fátima Bezerra mantém com o presidente da Assembleía Legislativa, Ezequiel Ferreira. O olhar é para 2026.

Nota do Blog Carlos Santos – Pré-candidato a prefeito em 2012, Josivan Barbosa (PT) era nome em ascensão política à época. Mas, o PT o achatou. Negociação ‘lá em cima’ o levou a ser vice da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), ambos derrotados por Cláudia Regina (DEM) e Wellington Filho (PMDB). Aceitou imposição partidária de cima para baixo e virou vice dela, após repetir diversas vezes que vice não seria.

Em 2014, em eleição suplementar a prefeito, rompeu com o próprio PT e apoiou – agora de bom grado – a própria Larissa (veja AQUI). O PT, na mesma campanha, tinha o vereador Luiz Carlos Martins como vice de Francisco José Júnior (PL), chapa eleita.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
domingo - 12/05/2024 - 20:24h
Eleições 2024

Rosalba e Beto juntam pré-candidatos em convenção do Progressistas

Rosalba e Progressistas cláudia regina, beto, 11 de Maio de 2024O Progressistas (PP) de Mossoró promoveu convenção municipal no Sítio Cantópolis, nesse sábado (11). Cartorial, o evento fez parte da maciça realização de reuniões do partido em todo o estado, com o mesmo objetivo da organização interna às eleições deste ano.

Na foto constante desta matéria, a ex-prefeita Rosalba Ciarlini, ex-deputado federal Beto Rosado, a ex-prefeita Cláudia Regina (com outros pré-candidatos à vereança).

Leia tambémRosalba e Beto juntam pré-candidatos em convenção do Progressistas

Compartilhe:
Categoria(s): Política
quinta-feira - 11/04/2024 - 20:54h
Vereador

Progressistas aposta em três nomes como puxadores de voto

Três cadeiras juntas, cadeiras, cardeiras em equilíbrio, cadeiras vermelhasO Progresssistas (PP) da ex-prefeita Rosalba Ciarlini tem três nomes como puxadores de votos à campanha deste ano, na nominata à Câmara Municipal de Mossoró.

Vamos a eles:

Ex-vice-prefeita, ex-vereadora e ex-prefeita Cláudia Regina;

Ex-vereadora Arlene Rosado;

Ex-candidato a prefeito Josué Moreira, que deixou há pouco o Partido Liberal (PL).

Missão é fazer pelo menos um vereador.

Façam suas apostas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Pastel Premium Mossoró - Pastel de Tangará - Aclecivam Soares
segunda-feira - 08/04/2024 - 07:42h
Vereança

Prazo de filiações termina sem rosalbismo fechar nominata

Rosalba (Centro) reuniu vários filiados, aliados e pré-candidatos no fim de semana (Foto: Redes sociais)

Rosalba (Centro) reuniu vários filiados, aliados e pré-candidatos no fim de semana (Foto: Redes sociais)

O Progresssitas (PP) não conseguiu fechar sua nominata à campanha à vereança este ano, em Mossoró. Repete o que ocorreu em 2020, quando estava no poder com a então prefeita Rosalba Ciarlini. O grupo da ex-prefeita viu vários nomes ‘certos’ à sua lista fazerem novas escolhas na reta final de transferências partidárias, no sábado (6).

Ficaram entre pré-candidaturas mais destacadas, as ex-vereadores Cláudia Regina (também ex-vice-prefeita e ex-prefeita) e Arlene Rosado.

É pouco provável que o Progressista consiga formalizar uma nominata forte à homologação em convenção, que deve acontecer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. Com fim de prazo de filiações, a ex-prefeita tem que se arranjar com o disponível entre filiados.

Alguns rosalbistas debandaram para partidos ligados ao campo de oposição e existem casos de embarque em siglas governistas. Indefinições do grupo quanto à postulação à prefeitura da própria Rosalba, que não se apresenta como pré-candidata, e em relação à nominata, também dificultaram acertos.

Fracasso

O rosalbismo tentou até mesmo importar grupos prontos de pré-candidatos, mas não foi convincente nos argumentos. É o caso dos pré-candidatos e ex-vereadores Tassyo Mardonny e Celso Lanches, que decidiram seguir outro caminho, o Avante.

Em suas redes sociais, Rosalba evitou publicar qualquer informação sobre o assunto. Mesmo assim, circularam fotos de encontros seus com potenciais nomes à vereança, lideranças comunitárias e aliados diversos.

Em 2020, prefeita e candidata à reeleição, Rosalba teve apenas 15 candidatos a vereador no Progressistas, numa nominata que podia listar até 35 candidatos. Eles somaram 15.973 votos, contra 17.220 dos 35 candidatos do Solidariedade, partido do prefeito eleito Allyson Bezerra. A “Rosa” fracassou aí e na corrida para se manter na cadeira como prefeita.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
segunda-feira - 11/03/2024 - 06:48h
Política

Ex-prefeitas prestigiam João Maia e vice-prefeita de Assú em filiação

João recepcionou aliadas de Mossoró, Rosalba e Cláudia (Foto: redes sociais)

João recepcionou aliadas de Mossoró, Rosalba e Cláudia (Foto: redes sociais)

As ex-prefeitas de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP) e Cláudia Regina participaram da filiação da vice-prefeita dissidente de Assú, Fabielle Bezerra, ao Progressistas (PP). Também foi uma forma de prestigiarem o presidente estadual do Progressistas, deputado federal João Maia.

O evento ocorreu no sábado (09) – veja AQUI.

Rosalba continua filiada à legenda presidida por João Maia no RN, que até ano passado estava sob comando de seu grupo. Costura candidatura pela sexta vez à prefeitura mossoroense, com apoio ou não do PT da governadora Fátima Bezerra.

Cláudia Regina apoiou João Maia à reeleição em 2022, além do deputado estadual eleito Neilton Diógenes (PL, que passou para o PP) – veja AQUI. Esperava comandar o PL em Mossoró para tentar nova postulação à prefeitura, mas Maia saiu da presidência da legenda para dirigir o Progressistas (PP).

O PP em Mossoró segue conduzido pelo rosalbismo, enquanto o PL no RN ficou sob controle do senador Rogério Marinho e no plano local tem o ex-vereador Genivan Vale como presidente.

Em 2020, Rosalba tentou a reeleição sem sucesso à prefeitura, perdendo para o deputado estadual Allyson Bezerra (SDD, hoje no União Brasil).

Já a ex-prefeita Cláudia Regina procurou retornar à prefeitura, mas ficou em quarto lugar. Tinha sido eleita em 2012, mas sofreu cassação e afastamento em 2013.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Tropical Foods - Nayara Souza -
quinta-feira - 27/10/2022 - 10:38h
Pós-eleições

Cláudia Regina segue missão com seu deputado estadual

Principal referência de apoio em Mossoró do deputado estadual eleito Neilton Diógenes (PL), a ex-prefeita mossoroense Cláudia Regina (sem partido) não concluiu sua missão.

Cláudia (detalhe da foto) acompanhou ao vivo a entrevista do seu deputado estadual (Fotomontagem do Canal BCS)

Cláudia (detalhe da foto) acompanhou ao vivo a entrevista de Neílton Diógenes (Fotomontagem do Canal BCS)

Nessa quarta-feira (27), acompanhou-o em entrevista ao programa PodFalar da Super TV em Mossoró, apresentado pelo jornalista Saulo Vale e advogado Jaílton Magalhães.

No estúdio da emissora, ela ficou por trás das câmeras, em lugar reservado a visitantes, assessores.

Neilton é vice-prefeito dissidente de Apodi, gestão do prefeito Allan Silveira (MDB). Será um dos  estreantes na Assembleia Legislativa do RN.

Em Mossoró, ele empalmou 2.148 votos – sento o 14º mais  votado no município.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
terça-feira - 18/10/2022 - 08:34h
Prefeitura de Mossoró

A nova caminhada da ex-prefeita Cláudia Regina

Cláudia Regina entre Neilton e João Maia, apostas vitoriosas em 2022, com desdobramentos para 2024 (Foto: arquivo/19-09-2022)

Cláudia Regina entre Neilton e João Maia, apostas vitoriosas em 2022, com desdobramentos para 2024 (Foto: arquivo/19-09-2022)

A ex-prefeita Cláudia Regina começa a dar primeiros passos a novo projeto político. Na verdade, renova foco: eleição à Prefeitura de Mossoró em 2024.

Ela deverá comandar o Partido Liberal (PL) em Mossoró, com garantia de ser o nome da legenda à sucessão do prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade). Em 2020, Cláudia (no DEM) ficou em quarto lugar na disputa municipal, obtendo 4.046 (2,94%), tendo o psiquiatra Daniel Sampaio (PL) como vice.

O PL, comandado no RN pelo deputado federal reeleito João Maia, conseguiu importantes êxitos eleitorais no pleito deste ano. Elegeu, além de João Maia, o ex-governador Robinson Faria e o Sargento Gonçalves, além de ter assegurado a reeleição do General Girão à Câmara dos Deputados. É metade da bancada parlamentar do RN.

Para a Assembleia Legislativa, os números também impressionam. Foi eleito como campeão de votos o ex-policial militar Wendell Lagartixa, ex-primeira-dama de São Gonçalo do Amarante Terezinha Maia e o atual vice-prefeito de Apodi, Neilton Carlos, além de reeleito o Coronel André Azevedo.

Em relação a Neilton, em Mossoró ele teve apoio e coordenação de campanha de Cláudia Regina, que também trabalhou para João Maia.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
quarta-feira - 06/04/2022 - 13:24h
Poder

Partidos mudam de mãos de forma surpreendente

Dois dos mais fortes e tradicionais partidos no país e, em Mossoró, o Democratras (agora União Brasil) e o MDB estão mudando de mãos em solo mossoroense.trocando chaves, trocando de mãos, casa própria,

Novos tempos na politica.

Desdobramentos do jogo do poder mais acima, lá no topo, em Natal.

O União Brasil passa ao controle do grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado (ex-PSDB). A ex-prefeita Cláudia Regina, que o dirigia, resolveu sair antes (veja AQUI e AQUI).

O MDB sairá das mãos da ex-vereadora Izabel Montenegro para o vereador de primeiro mandato Isaac da Casca (veja AQUI).

A princípio, garante ele, Izabel continuará albergada na sigla.

São duas mudanças até surpreendentes.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
quarta-feira - 06/04/2022 - 11:12h
Cláudia Regina

Ex-prefeita também anuncia que deixa partido, após mudanças

Ex-secretária municipal de gestão Rosalba Ciarlini, ex-vereadora, ex-vice-prefeita e ex-prefeita de Mossoró, Cláudia Regina Freire é outro importante quadro do ex-Democratas a dizer adeus à legenda que se transformou no União Brasil (ao se fundir ao PSL).

Comunicado, despedida e agradecimento hoje (Reprodução do Canal BCS)

Comunicado, despedida e agradecimento hoje (Reprodução do Canal BCS)

Em postagens nessa manhã em suas redes sociais, ela faz o comunicado. É uma despedida.

Agradece a convivência partidária por mais de 30 anos, em especial ao ex-senador José Agripino (dirigente do novo partido), mas não sinaliza qualquer outro rumo quanto à sigla.

Leia também: Petras Vinícius se desgarra do União Brasil, mas não da política.

Ex-prefeita diz continua apostando na política, mas fala em ter liberdade (Reprodução do Canal BCS)

Ex-prefeita diz continua apostando na política, mas fala em ter liberdade (Reprodução do Canal BCS)

Cláudia Regina foi candidata novamente a prefeito em 2020, mas não obteve sucesso.

O União Brasil será comandado em Mossoró pelo grupo da ex-deputado federal Sandra Rosado, que migra do PSDB para essa legenda.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2022 / Política
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
quarta-feira - 22/12/2021 - 18:24h
Saúde

UTI Pediátrica passa a ter nova empresa e equipe médica

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica que funciona no Hospital Wilson Rosado (HWR) deve ficar sem médicos especialistas na área a partir do dia 27 de dezembro. Isso porque o prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) decidiu por não renovar o contrato com os médicos pediatras, que realizam o serviço há oito anos, somando o acordo em vigor atualmente com anteriores.

UTI Pediátrica não terá qualquer tipo de paralisação apesar da mudança de equipes (Foto: cedida)

UTI Pediátrica não terá qualquer tipo de paralisação apesar da mudança de equipes (Foto: cedida)

Essa informação acima foi passada ao Canal BCS (Blog Carlos Santos) agora à tarde por fonte ligada aos pediatras da Neoclínica, que tinha esse contrato em vigência. Contudo, oficialmente a Prefeitura Municipal de Mossoró contesta a notícia.

Procuramos ouvir a Secretaria de Comunicação Social do Município. Em Nota à Imprensa (veja boxe abaixo, nessa postagem) é asseverado que não ocorrerá solução de continuidade na prestação desse serviço. A UTI Pediátrica continuará funcionando normalmente.

Na verdade, a Neoclínica será substituída pela empresa Serviço de Assistência Médica e Ambulatorial (SAMA), que já atua com médicos plantonistas e várias especialidades na municipalidade.

Nota à imprensa

Sobre a disponibilidade de médicos para a UTI pediátrica, a Prefeitura de Mossoró esclarece que, após o encerramento do contrato com a empresa Neoclínica no dia 27 deste mês, outra empresa assumirá a prestação desse serviço já no dia posterior, 28 de dezembro. Ou seja, o atendimento não será interrompido.

Em texto coletivo enviado à imprensa e pulverizado em redes sociais, os médicos pediatras que atualmente trabalham, na UTI, explicam que “em funcionamento há mais de oito anos, esta unidade atende, em média, 300 pacientes por ano, acolhendo crianças com as mais diferentes enfermidades e ofertando o suporte multiprofissional que estas demandam”.

Em entrevista ao Portal do Oeste, a secretária municipal da Saúde, Morgana Dantas, afirmou que a Sama conta com os profissionais necessários e que, inclusive, fornece os serviços de neuropediatra e psiquiatra infantil ao Município. Orientação da Procuradoria-Geral do Município e da Controladoria recomendou a alteração.

História

A UTI Pediátrica foi instalada em 2013, na curta gestão da prefeita Cláudia Regina (DEM, hoje União Brasil). Conheça a história real dessa conquista ou relembre, se for o caso:

Coube ao então vereador Tomaz Neto (PDT, hoje no Solidariedade) desencadear mobilização decisiva por uma UTI Pediátrica em Mossoró. Em pregação na Câmara Municipal e bradando através da imprensa e redes sociais, ele abriu caminho. No dia 2 de abril de 2013, ele liderou visita de vereadores ao Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) – veja AQUI – tentando um caminho para resolução de grave problema que ameaçava a vida de incontáveis recém-nascidos.

Foi nesse contato com médicos no HRTM, que surgiu a ideia de se instalar emergencialmente o serviço na rede privada.

Médico João Firmino do HRTM conversa com Genivan Vale, Luiz Carlos, Heró, Jadson e Tomaz Neto, que mobilizou colegas à visita de urgência (Foto: 02/03/2013)

Médico João Firmino do HRTM conversa com Genivan Vale, Luiz Carlos, Heró, Jadson e Tomaz Neto, que mobilizou colegas à visita de urgência (Foto: 02/03/2013)

Em nova sessão na Câmara Municipal no dia seguinte (3 de abril), Tomaz – reforçado por outros oposicionistas – defendeu instalação de UTI com inexigibilidade de licitação. Bebês estavam morrendo, vidas precisavam ser salvas, apelou.

Havia resistência da bancada e do líder do governo nesse poder, o vereador Francisco Carlos (DEM, hoje no PP), considerando impraticável a Cláudia assumir tamanha responsabilidade. O vereador, que atualmente está em novo mandato, mas na oposição, tinha gerido a Saúde local como super-secretário da ex-prefeita Fafá Rosado (DEM).

Dia 10 de abril de 2013, prefeita Cláudia na nova UTI Pediátrica (Foto: arquivo BCS)

Dia 10 de abril de 2013, prefeita Cláudia na nova UTI Pediátrica (Foto: arquivo BCS)

Ainda durante a mesma sessão, Cláudia Regina mandou comunicar ao seu líder que informasse a todos: determinara que a secretária de Saúde do Município, Jaqueline Amaral, viabilizasse a UTI Pediátrica.

No dia 10 de abril, uma semana depois, a UTI Pediátrica do Hospital Wilson Rosado estava pronta para funcionar com 10 leitos (veja AQUI).

Durante oito anos de gestão Fafá Rosado e oito anteriores de Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP), governadora em 2013, o assunto foi ignorado e uma clínica privada, a Uniped (veja AQUI), chegou a fechar por não conseguir convênio para prestar esse serviço.

Bom que ninguém esqueça toda essa odisseia. Tem mocinhos, mas não faltam bandidos. Leia também o texto do link abaixo.

Leiam também: Herodes em Mossoró – Deem uma chance às nossas crianças

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Administração Pública / Saúde
sexta-feira - 22/10/2021 - 13:22h
"Menino pobrezinho"

Há um ano debate político apontava rumo de vitória histórica

Vista como 'imbatível', Rosalba cometeu pecado aproveitado com precisão por Allyson Bezerra

Toda campanha político-eleitoral tem vida própria, marcas próprias, metabolismo próprio. Seu espírito, o ‘espírito do seu tempo’. São jingles, cores, retóricas, novos e velhos personagens, promessas antigas com roupagem recauchutada, incidentes naturais e fatos fabricados, além de lugares-comuns que nunca saem de moda e da boca dos políticos, como o substantivo masculino “povo”.

Debate TCM-Telecom juntou os seis candidatos a prefeito de Mossoró no dia 22 de outubro de 2020 (Foto: Arquivo BCS)

Debate TCM-Telecom juntou os seis candidatos a prefeito de Mossoró no dia 22 de outubro de 2020 (Foto: Arquivo BCS)

Mas, também, são disputas que ao desfiarmos sua cronologia identificamos um ponto, aquele momento onde o resultado começou a ser gerado, para ser parido nas urnas.

No caso da eleição do então candidato à Prefeitura de Mossoró, servidor público federal, engenheiro e deputado estadual Allyson Bezerra (Solidariedade), 28 anos em 2020, poucos têm dúvidas – entre especialistas e leigos que viveram esse certame político tão próximo – que o debate TCM-Telecom foi o divisor de águas (veja AQUI). Foi o start, a centelha propulsora de sua vitória contra a “imbatível” prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Até então, uma “inderrotável” nas lutas paroquiais em Mossoró.

Hoje, sexta-feira, 22 de outubro de 2021, faz exatamente um ano desse acontecimento jornalístico e político promovido pelo grupo administrador da TV Cabo Mossoró (TCM-Telecom). Os seus desdobramentos foram vesuvianos. Paulatinamente soterraram a ‘vitória certa’ do rosalbismo e agregados. Em dois momentos desse duelo de vozes, gestuais, argumentos e do marketing eleitoral, Allyson foi capaz de tirar completamente do jogo quem ainda tentava polarizar com a prefeita, a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), e deixar cambaleante a própria Rosalba.

Mediado pelo jornalista Moisés Albuquerque, o debate começou de forma surpreendente, após apresentação pessoal de cada um dos seis debatedores-candidatos a prefeito. Cláudia Regina, com rosto cerrado, olhos vítreos na direção de Allyson Bezerra, foi para o ataque sob instrução de uma “cola” (pergunta por escrito) no púlpito onde estava.

Na ânsia de associar o adversário à imagem do ex-prefeito Francisco José Júnior, julgando-o como um jovem despreparado e produto de marketing virtual cosmético, cópia de “Silveirinha” (citou depreciativamente), Cláudia acabou desfigurada por ele (veja vídeo mais abaixo). A partir daí, vagou sem prumo e rumo. Os dias seguintes, até as eleições de 15 de novembro (24 dias depois), a rebaixaram à quarta colocação em votos.

Momento decisivo

O debate de quase 3 horas estava próximo do fim, quando Rosalba soltou um comentário que soou a deboche. Tratou o deputado nascido no Sítio Chafariz, zona rural do município, como “pobrezinho”. Balbuciava explicações sobre cerca de R$ 12 milhões desviados (segundo denúncias processuais que a envolvem) do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, quando se atreveu à zombaria inconsequente.

Loquaz, de raciocínio ágil e inteligência política, Allyson deixou a adversária grogue ao definir aquela postura como uma visão “preconceituosa”, mexendo com o inconsciente de milhares de pessoas.

Mesmo antes do fim do debate, a provocação da “Rosa” foi transformada em combustível para a arrancada dele. Allyson Bezerra virou o “Menino pobrezinho”, com trechos do debate e jingles popularizando o episódio nas redes sociais (mais de 400 mil visualizações em várias plataformas como no Instagram – veja AQUI – em poucos dias) e ruas. A virada começou ali.

Bastidores

Rosalba precisava ir ao debate? Uma corrente de integrantes da cúpula de sua campanha entendia que não. E tinham até a justificativa prontinha e arrumada. A prefeita teria sofrido um mal-estar no dia anterior (21 de outubro) e foi internada no Hospital Wilson Rosado (HWR) – veja AQUI. Até horas antes do programa havia a dúvida: ela vai ou não vai?

Metendo a mão com força numa mesa que era rodeada por integrantes do grupo rosalbista/campanha, Cadu Ciarlini – filho da candidata e dublê de marqueteiro – deixou claro quem mandava. “Ela vai!”

Quando a mãe-candidata disparou a asneira do fim do debate, Cadu baixou e apertou a cabeça com as mãos, acusando o golpe numa sala próxima do estúdio, na TCM-Telecom. Desde então, a campanha foi descendo a ribanceira até se precipitar à derrota histórica. Nem mesmo a importação de pessoal de marketing, como o consagrado marqueteiro Raimundo Luedy, nos últimos dias, ressuscitou a candidatura cadavérica e insepulta de Rosalba.

Comemoração e arrancada

A reação da retaguarda de assessoria e marketing de Allyson Bezerra foi inversamente proporcional. O clima foi de euforia. Sentia-se que prefeita tinha dado o ‘mote’ para o restante da campanha.

Na preparação do candidato ao debate, por longas horas, discutindo os mais variados temas e estratégias (ataque e defesa), inclusive sob a hipótese de ausência da prefeita, em momento algum ninguém poderia imaginar tamanho escorregão da favorita. Nem o candidato. Contudo, ele não deixou passar.

Desde então, paralelamente atraiu a atenção de grande margem de indecisos, além de galvanizar centenas e milhares de potenciais eleitores de Cláudia e da deputada Isolda Dantas (PT). Ambas, a propósito, terminaram como forças-auxiliares de Rosalba, promovendo campanhas anti-Allyson no rádio-TV, redes sociais e ruas. As urnas deram seu veredito (veja AQUI).

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política / Reportagem Especial
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
quinta-feira - 14/10/2021 - 23:42h
Mossoró

Sim, é mais do que possível melhorarmos a Câmara Municipal

No dia 15 de novembro do ano passado, a Câmara Municipal de Mossoró passou pela maior renovação de sua história. De um total de 23 assentos disponíveis à Casa, 17 teriam novos nomes.

Em 2016, 13 novos vereadores ganharam lugar nesse poder, porém quando existiam 21 vagas.

A mudança estupenda em números e rostos, também trouxe uma ampla representatividade social, da cidade à zona rural, com os eleitos distribuídos em 14 partidos, sendo o Solidariedade o de maior contingente, com quatro vitoriosos.Respeito - 2

Apenas seis vereadores – Zé Peixeiro (PP), Ricardo de Dodoca (PP), Francisco Carlos (PP), Didi de Arnor (Republicanos), Genilson Alves (PROS) e Raério Araújo (PSD) – conseguiram se reeleger, em relação à legislatura que estava em vigor (2017-2020). Vale lembrar, que oito não concorreram (veja AQUI) por razões diversas.

Sete tentaram e não conseguiram: Petras Vinícius (DEM), Tony Cabelos (PP), Alex do Frango (PV), Aline Couto (PSDB), Rondinelli Carlos (PL), Flávio Tácito (PP) e Ozaniel Mesquita (DEM).

Duas vereadoras, em especial, acabaram substituídas por filhas nas eleições 2020: Izabel Montenegro (MDB), que estava na presidência, e Sandra Rosado (PSDB). A primeira foi barrada por problema judicial advindo da Operação Sal Grosso e lançou a advogada Carmem Júlia. A segunda optou por lançar a ex-deputada estadual Larissa Rosado.

Maria das Malhas (PSD) não tentou reeleição, mas apostou no neto Lucas das Malhas (MDB), que se elegeu.

Todo esse preâmbulo, ou “nariz de cera“, conhecido jargão jornalístico, propõe-se a mostrar como é frágil o mandato parlamentar, ainda mais o de um vereador. Quem está dentro quer continuar e, quem ficou de fora, entrar.

O funil é muito estreito e quem consegue passar por essa depuração das urnas, mesmo assim ainda pode ter dificuldades. É o caso de alguns que estão com mandatos questionados judicialmente (veja AQUI e AQUI).

Por que estou me alongando ao recapitular números, fazer observações e empinar alguns argumentos?  Por interesse em alertar os atuais vereadores quanto ao tamanho da responsabilidade individual e coletiva que repousa em suas mãos. E acrescento: tudo pode ruir por falta de zelo ao mandato e aos compromissos que se pactuou numa campanha, com o eleitor-cidadão.

Essa é uma semana que a Câmara Municipal de Mossoró até podia esquecer ou apagar dos seus anais. Porém, é mais sensato que guarde para não ignorar e repetir o que fez e o que deixou de fazer. Em apenas uma sessão ordinária na quarta-feira (13), haja vista feriado da terça-feira (12), a imagem que passou à sociedade e a milhares de pessoas, além dos limites de Mossoró, foi de uma casa sem recato; sem um pingo de cuidado com o encargo de representar o povo.

Há alguns meses, numa entrevista ao programa Cenário Político da TV Cabo Mossoró (TCM-Telecom), a jornalista Carol Ribeiro pediu-me uma avaliação da nova Câmara Municipal. Argui que não era possível maior opinião, pois a própria pandemia afetara seu funcionamento normal, limitando-a a reuniões virtuais.

Sugeri mais um tempo para aguardar a retomada da normalidade, sentir a convivência entre contrários, o comportamento de novos e antigos ocupantes desse poder. Temos novidades alvissareiras, a confirmação de expectativas positivas quanto à gente advinda da legislatura anterior e surpresas desagradáveis. E aqui não trato de bifurcações ideológicas e antagonismos políticos, quem é esquerda ou direita, governista ou oposicionista.

Nossa carência é mais primária: precisamos de um pingo de consciência social, respeito à divergência, zelo à outorga popular do mandato e apetite em servir e não apenas se servir desse privilégio que é ser vereador.

Duelos com troca de ameaças e desafios para confrontos ‘lá fora’ (veja AQUI), vereador com dedo em riste trovejando provocações contra uma vereadora – Raério Araújo x Marleide Cunha (PT) -, não combinam com a Casa que já foi de Francisco Borges, Vicente Rêgo, Soldado Jadson, Assis Amorim, Chico da Prefeitura, Lázaro Paiva, Elviro Rebouças, Milton Silveira, Maria Lúcia Ferreira, Jota Belmont, Cláudia Regina, Lupércio Luiz, Francisco Lobato, Petras Vinícius, Herbert Mota, Genivan Vale, Tomaz Neto e tantos outros ótimos parlamentares que tivemos. São muitos, mas listo o que a memória no momento prospectou.

Eu, como cronista diário da política há quase 40 anos, posso até obter mais visualizações, cliques, seguidores e comentários com o ambiente de cortiço que noticio, mas como cidadão, eleitor, com ótima relação com maioria dos vereadores, quero mesmo é plasmar nessas páginas virtuais à história e pro futuro, algo mais edificante.

Sim, é mais do que possível melhorarmos.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
quinta-feira - 07/10/2021 - 20:42h
Política

Fusão deve colocar União Brasil no RN com comando de Agripino

Por Vonúvio Praxedes (Do Diário Político)

Reunidos em convenção simultânea nessa quarta-feira (06/10) em Brasília, o Democratas e o PSL aprovaram a fusão das legendas que dará origem ao maior partido do país, o União Brasil.

Agripino deverá comandar União Brasil no RN; Cláudia deve seguir fusão (Foto: arquivo/ 2017)

Agripino deverá comandar União Brasil no RN; Cláudia deve seguir fusão (Foto: arquivo/ 2017)

A legenda será presidida pelo atual presidente do PSL, o deputado Luciano Bivar (PE). Já ACM Neto, que comanda o DEM, passará a ser o secretário-geral, segundo nome mais importante da legenda.

DEM/RN

Do Rio Grande do Norte compareceu à solenidade o ex-senador José Agripino Maia, ex-presidente nacional do DEM. Ele escreveu nas redes sociais: “Nasceu o 44, União Brasil. Partido que veio para unir os brasileiros que querem paz”. Agripino integra a executiva nacional do UB e vai nortear as comissões do partido no RN. Ainda não deu detalhes de como vai ser este trabalho.

Em contato com Diário Político a ex-prefeita de Mossoró Cláudia Regina afirmou que deixou a direção do DEM mossoroense por causa de projetos pessoais, mas continua filiada e deve integrar o União Brasil: “Acredito na nova proposta”, disse Cláudia.

Outro nome do Democratas de Mossoró que milita desde o ano 2000 ainda quando era PFL, o ex-vereador Petras Vinicius que inclusive é o atual tesoureiro do DEM local afirma que continua filiado. “Tenho recebido convites de outros partidos por causa do trabalho que tenho desenvolvido, mas continuo sim no DEM”, garantiu. Petras aguarda contado da direção do DEM sobre o novo partido.

Atualmente o DEM de Mossoró é presidido pelo advogado André Regalado.

PSL/RN

Aqui no RN o PSL é presidido por Sérgio Leocádio, ex-delegado da Polícia Civil do RN, que concorreu a Prefeitura do Natal em 2020. Em contado com nossa página, ele afirmou que mais informações deverá ter nos próximos quinze dias “porque cada Estado vai vai ter sua reunião e essa junção é uma junção muito complexa, mas a gente acredita que partido vai sair fortalecido. Vamos ter uma nominata muito boa pra Deputado Federal e eu sou pré-candidato a deputado federal”, atestou Leocádio.

Sobre a direção do ‘União Brasil’ no RN, Leocádio repassou informações importantes: “Provavelmente o grupo vai ser composto por José Agripino organizando e Paulinho Freire (Presidente da Câmara de Natal atualmente filiado ao PDT) é o grande candidato a Deputado Federal e eu pelo antigo PSL sairei a Federal também. Essa é a leitura que a gente está fazendo, mas eu acho que nos próximos quinze, vinte dias, é que a gente pode falar de forma mais concreta”.

União Brasil

A nova agremiação nasce capitalizada: somadas, detêm 545 prefeituras, cinco governos estaduais, oito senadores, 82 deputados federais, três pré-candidatos à Presidência da República e fundos eleitoral e partidário milionários.

A fusão precisa ser aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral.

*Colaborou com esta reportagem Filipo Cunha/ TCM

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Repet - Banner Rodapé - Material para campanha eleitoral - 16 de maio de 2024
sexta-feira - 16/04/2021 - 11:00h
Sérgio Leocádio

Ex-candidato a prefeito passa a comandar o PSL no estado

Leocádio em debate na campanha do ano passado (Foto: arquivo)

Leocádio em debate na campanha do ano passado (Foto: arquivo)

O ex-delegado da Polícia Civil do RN e ex-candidato a prefeito do Natal no ano passado, Sérgio Leocádio, é o novo presidente estadual do Partido Social Liberal (PSL).

Ocupa lugar que era do médico psiquiatra e ex-candidato a vice-prefeito de Mossoró Daniel Sampaio, que compôs chapa encabeçada pela ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), em 2020.

O PSL é um poço de crises, desde a saída do presidente Jair Bolsonaro dos seus quadros, ainda no primeiro ano do seu governo.

No RN, é um entra-e-sai de dirigentes que parece sem fim, além de participação pífia nas últimas eleições, sobretudo nos principais colégios eleitorais (Natal e Mossoró).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
terça-feira - 24/11/2020 - 23:46h
Fracassos

Um ano para o general Girão definitivamente esquecer

As eleições 2020 em Mossoró devem ser esquecidas pelo deputado federal general Eliéser Girão (PSL, dissidente). Ou, que sirvam de lição, com base num manual de bobagens: “Como não fazer a coisa certa”.

Girão foi apresentado como apoio de peso à Rosalba e o vice Jorge do Rosário (Foto: reprodução BCS)

Onde meteu o bedelho o resultado foi péssimo. Nada que defendeu chegou a prosperar.

Durante meses conversou na oposição em defesa de luta contra forças tradicionais (oligarquia Rosado). Chegou a advogar montagem de chapa para vencer a prefeita Rosalba Ciarlini (PP), de quem fora secretário de Segurança no Estado e Prefeitura de Mossoró. Só lero-lero.

Praticamente ninguém acreditou mesmo em sua retórica. Transformou-se em força-auxiliar da “Rosa”.

Coleção de insucessos

O PRTB, partido que passou a articular para ir à disputa, chegou a apresentar o nome de Ângela Schneider como pré-candidata a prefeito. Porém, ele mesmo não estimulou, tamanho o fiasco que se desenhava.

A partir daí, resolveu apoiar a própria Ângela a vereador. Ela desistiu em seguida.

Então, entendeu de apoiar o candidato a vereador Gérson Nóbrega (Patriota). Ele não passou de pífios 372 votos.

Em plena campanha, o deputado foi apresentado como apoio de Rosalba à reeleição. O resultado a gente já sabe: a imbatível foi atropelada pelo adversário Allyhson Bezerra (Solidariedade).

O consolo do general reformado, em primeiro mandato, foi pelo menos testemunhar a derrocada do desafeto Daniel Sampaio (PSL), candidato a vice-prefeito de Cláudia Regina (DEM), que já tinha pedido sua expulsão do PSL. A chapa teve votação mixuruca de 4.046 votos.

Girão precisa se benzer.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Política
  • Art&C 25 anos - Institucional - 19-12-2023
quinta-feira - 19/11/2020 - 22:40h
Mossoró

Allyson venceu estranho consórcio de candidatas a prefeito

Acompanhe um dos trechos de entrevista concedida ao "Jornal da Tarde" da Rádio Rural de Mossoró

Em entrevista ao Jornal da Tarde da Rádio Rural de Mossoró, dessa terça-feira (17), sabatinado pelo âncora e jornalista Saulo Vale, o editor do Blog Carlos Santos analisa o resultado final das eleições à Prefeitura de Mossoró, ocorridas no domingo (15).

Veja como avaliamos o papel de Rosalba Ciarlini (PP), Cláudia Regina (DEM), Isolda Dantas (PT) e o prefeito eleito Alysson Bezerra (Solidariedade) no pleito desse ano em Mossoró e os desdobramentos para eleições adiante.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2020 / Política
sábado - 14/11/2020 - 19:04h
Domingo, 15

Veja local de votação dos candidatos a prefeito de Mossoró

Do Blog Saulo Vale

Confira o horário e locais de votação dos seis candidatos a prefeito de Mossoró. Nesse domingo (15), as eleições municipais mossoroenses terão seis candidatos à prefeitura.

O (a) eleito (a) será empossado (a) no dia 1º de janeiro de 2021:

Allyson Bezerra, Cláudia Regina, Irmã Ceição, Isolda Dantas, Ronaldo Garcia e Rosalba Ciarlini são candidatos (Fotomontagem)

Rosalba Ciarlini (PP) vota às 10h30 na Escola Estadual Sólon Moura, Centro da cidade;

Cláudia Regina (DEM) vota às 11h na Escola Elizeu Viana, bairro Nova Betânia;

Irmã Ceição (PTB) vai votar às 15h30 na Escola Estadual Dix-sept Rosado, bairro Bom Jardim;

Allyson Bezerra (Solidariedade) vota na Escola Estadual Prof. Maria Stela, Liberdade 1. O horário ainda não está definido;

Isolda Dantas (PT) vota às 11h, na Escola Antônio Fagundes, bairro Aeroporto;

Ronaldo Garcia (PSOL) vota às 10h30 na Escola Estadual Aida Ramalho, bairro Alto de São Manoel.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2020 / Política
  • Pastel Premium Mossoró - Pastel de Tangará - Aclecivam Soares
sexta-feira - 13/11/2020 - 16:04h
Campanha Municipal

Candidato a vice de Cláudia Regina é denunciado por calote

Do Diário Político

Esse Diário Político recebeu com exclusividade informações de uma denúncia feita pelo empresário Paulo Eriberto Soares Suassuna Barreto, feita junto ao Ministério Público Federal sobre dívida não paga pelo candidato a vice-Prefeito Dr. Daniel Sampaio do PSL, integrante da chapa com a candidata Cláudia Regina (DEM).

Segundo texto da manifestação pública feita no site do MPF, Paulo Eriberto dono da empresa Matuê Produções Cinematográficas LTDA ME, diz que Dr. Daniel Sampaio não pagou uma dívida de serviços prestados para a campanha Eleitoral num valor de R$500.000,00 (quinhentos mil reais).

Daniel contaminou chapa de Cláudia com problemas sérios (Foto: arquivo)

De acordo com o contrato assinado por Dr. Daniel, havia previsão de pagamento da segunda parcela dos serviços que deveria ter sido repassada dia 27 de outubro, mas não aconteceu. Segundo o empresário os valores viriam do PSL Nacional repassados a Dr. Daniel que é o presidente da sigla no RN.

Desvio

O empresários narra que apesar de Dr. Daniel ter alegado em uma reunião da equipe de marketing dia 24 de outubro que estaria com dificuldades para receber os 500 mil da nacional do PSL, o próprio partido assinou neste mesmo valor a prestação de serviços com escritórios de advocacia e contabilidade até então sem previsão e sem ligação com a campanha da candidata Cláudia Regina.

Pela narrativa da denuncia Dr. Daniel teria desviado os recursos, num determinado e num trecho da denúncia é colocado por Paulo Eriberto: “Dr. Daniel informou que precisava desse dinheiro para pagar dívida com agiotas adquiridas em sua campanha para deputado estadual no ano de 2018”. Tal revelação chocou os presentes na reunião e o presidente do PSL no RN chegou a ser alertado, “Diante do alerta, o Dr. Daniel afirmou que esperaria o dinheiro chegar e veria como pagar o marketing da campanha, como regularmente contratado pelo PSL Estadual”, diz a denúncia encaminhada ao MPF.

O empresário cita que os R$500.000,00 chegaram dia 29 de outubro via PSL Nacional a Dr. Daniel, mas ele não pagou as equipes de marketing contratadas. O dinheiro, segundo a denuncia, foi direcionado integralmente para pagamento de um contrato com um escritório de advocacia e outro de contabilidade sem ligação com a chapa que disputa Prefeitura de Mossoró.

Dívida é maior

São pelo menos quatro prestadores que aguardam os pagamentos pelos serviços de marketing, contratados pelo PSL de Mossoró em nome de Dr. Daniel e os valores superam os 770 mil reais: Paulo Eriberto (Matuê Produções Cinematográficas, falta receber R$354.747,80); Thiago Medeiros (Perspectiva Assessoria e Comunicação), falta receber R$346.500,00); AudioTech produção de áudio (falta receber R$78.044,52), além do publicitário da campanha André Bamberg.

O empresário Paulo Eriberto da Matuê pediu a investigação da notícia crime junto ao Ministério Público Federal nesta sexta-feira, dia 13 de novembro.

Nós buscamos ouvir Dr. Daniel sobre esta denuncia, mas não conseguimos localizá-lo.

A assessoria jurídica da candidata Cláudia Regina entrou no 4° Juizado Especial Cível e criminal da comarca de Mossoró, com ação das empresas cobrando os valores contratados pelo PSL e que são três as execuções pedidas, inclusive, o bloqueio das contas do PSL/RN.

Nota do Blog Carlos Santos – Os problemas estão apenas começando. O PSL está com embaraçados dessa ordem e, outros, espalhados por outros municípios. Esse é apenas um pouco do que ainda virá pela frente. Vale lembrar: os recursos são públicos.

Leia também: Cláudia Regina – Pior do que o vexame.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2020 / Política
quinta-feira - 12/11/2020 - 22:37h
Cláudia Regina

Pior do que o vexame

Cláudia, com o vice Daniel Sampaio, está na Coligação Juntos por Mossoró, soterrada por mais problemas (Foto: Web)

Pior do que o vexame das urnas que se desenha, a candidata Cláudia Regina (DEM) poderá enfrentar adiante, no pós-eleições.

A aliança letal com o PSL do vice Daniel Sampaio vai gerar mais problemas do que seus 8 anos de desterro – devido cassações de 2012.

Anote, por favor.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2020 / Política
  • Repet - Banner Rodapé - Material para campanha eleitoral - 16 de maio de 2024
quinta-feira - 12/11/2020 - 04:52h
Sufoco

Porta a porta, rosalbismo tenta ‘voto útil’ em Cláudia e Isolda

No trabalho porta a porta nas zonas urbana e rural, dezenas de pessoas recrutadas pelo rosalbismo trabalham catequese para virada de voto em favor da candidatura à reeleição da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

O crescimento superlativo das intenções de voto no candidato Allyson Bezerra (Solidariedade) – veja AQUI, deixando-a para trás, levou o grupo a jogar nas ruas e no campo um exército numero de pessoas. Tenta alterar essa tendência a partir de aplicação de uma suposta “pesquisa”.

A tentativa de convencimento à mudança, quando frustrada, logo é emendada com mais uma:

Pessoal recrutado percorre casas e bairros na catequese Foto cedida)

Pessoal recrutado percorre casas e bairros na catequese (Foto cedida)

Vote então em Cláudia ou Isolda.

A ‘sugestão’ do pesquisador é uma forma inversa de ‘voto útil’ para Rosalba Ciarlini.

Ela precisa que a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) e a deputada estadual Isolda Dantas (PT), suas ‘adversárias’, tenham votações que a ajudem indiretamente. O temor é que as duas sigam sendo cristianizadas por parcela considerável de seus eleitores, com migração deles para o candidato com chances de vitória na oposição – Allyson Bezerra.

Porém, é visível, que Cláudia e Isolda estão com candidaturas desidratadas.

Seguem desmilinguidas, sem qualquer poder de reação, mesmo para socorro mínimo à Rosalba, que era contendora de ambas no início da campanha. A mutação político-genética até aqui é desastrosa para elas. E pode piorar muito.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2020 / Política
sexta-feira - 06/11/2020 - 23:30h
Mossoró

Sem rumo, bolsonarismo tem outro nome para apostar

Nóbrega e Girão: bolsonarismo (Foto: cedida)

Candidato a vereador pelo partido Patriota, o empresário mossoroense Gerson Nóbrega passou a ser o nome preferencial de apoio à vereança, do deputado federal General Girão (PSL), em Mossoró.

“Gerson é um patriota e nome qualificado. Nós precisamos fazer com que a mudança que está ocorrendo no Brasil chegue ao Rio Grande do Norte e a Mossoró”, declarou o parlamentar.

Na semana passada, Gerson Nóbrega recebeu o apoio da ex-pré-candidata a prefeito de Mossoró Ângela Schneider (PRTB), que também desistiu de tentar concorrer à Câmara Municipal.

Sem nome a prefeito

Em Mossoró, o bolsonarismo acabou se estilhaçando e fragilizando-se profundamente, sem um nome a prefeito. O próprio PSL está em um balaio de gatos com sua nominata a vereador.

Candidato a vice-prefeito de Cláudia Regina (DEM), Daniel Sampaio não agregou quase nada à ela, além de tempo de rádio/TV e recursos financeiros. E o bolsonarismo-raiz não gostou de sua decisão de ser vice.

Girão é desafeto de Daniel Sampaio e preferiu apoiar à prefeitura a atual prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Porém, praticamente não acrescentou nada ao anunciar o PRTB de Ângela como reforço à reeleição da prefeita. Maior parte da nominata pegou outro destino.

Gérson Nóbrega tenta se beneficiar desses desacertos e descaminhos, para somar e atrair a simpatia dos bolsonaristas.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Compartilhe:
Categoria(s): Eleições 2020 / Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2024. Todos os Direitos Reservados.