• Repet - material para campanha eleitoral - 16 de maio de 2024
domingo - 07/07/2024 - 09:28h

Campanha mais disputada ainda vive 56 anos depois

Por Cassiano Arruda Câmara

Campanha do "Touro" nas ruas de Mossoró em 1968 (Foto: Arquivo Relembrando Mossoró)

Campanha do “Touro” nas ruas de Mossoró em 1968 (Foto: Arquivo Relembrando Mossoró)

Depois de 56 anos, acho, que todos os fatos importantes daquela eleição já foram registrados, analisados, discutidos.

O que não diminui a importância do episódio político para hoje e para o futuro.

O assunto fluiu porque – na minha opinião – foi a maior expressão eleitoral que o RN viveu nos últimos 200 anos.

Não tenho notícia de eleição mais disputada e com tanta participação. – Em todos os sentidos.

Começando pelas lideranças politicas do município, num confronto de vida e morte: Rosados X Aluízio Alves.

Os Rosados liderados pelo senador Dix-huit, então Presidente do INDA (criador da ESAM), Escola Superior de Agricultura de Mossoró, hoje Universidade Federal Rural do Semi Árido. E candidato ao Governo do Estado em 1970

Aluízio se preparando para volta ao Governo do Estado em 1970.

A participação dos candidatos começava pelo apelidos: Vingt-un (21 no Jogo do bicho chamado de “Touro”), e Antônio Rodrigues, ex-prefeito de Mossoró, o “Capim”, personagem de um popularismo personagem de um programa de rádio do Ceará, com um personagem do Ferroviárío,  o Ferrim, que virou Capim– “é o Capim, meu filho”.

Foram as maiores disputas da história. Até a apuração.

Vitoria do Capim: 98 votos.

Eleições de 1968 (Fonte:  Vingt-un Rosado, Coleção Mossoroense):

– Antônio Rodrigues (Aena 2/verde) – 11.132 votos;
– Vingt-un Rosado (Arena 1/vermelho) – 11.034 votos;
– Maioria – 98 votos a favor de Antônio Rodrigues.

Eleito, Antônio Rodrigues fez um Governo, discreto. Formado em Direito, concluiu o curso de Medicina e tornou-se Médico. Ainda disputou eleição a estadual, mas sem êxito. Preferiu atuar em trabalho voluntário.

Vingt-un Rosado, assumiu a condição de intelectual da família Rosado, professor, escritor, palestrante e não disputou mais nenhum cargo público, à exceção da vereança em 1973, e sempre atuando ao lado dos irmãos Dix-huit e Vingt.

Para os cientistas políticos das nossas universidades, o que não falta é pauta. Começando por 56 anos depois não ter sobrado ninguém (ou sucessor) com o discurso daquela campanha inesquecível.

Antônio Rodrigues foi o nome de Aluízio à disputa memorável (Foto: Arquivo do Relembrando Mossoró)

Antônio Rodrigues foi o nome de Aluízio à disputa memorável (Foto: Arquivo do Relembrando Mossoró)

E pela primeira vez, em muitos anos, em Mossoró, se está iniciando uma campanha eleitoral sem nenhum Rosado candidato, nem nenhum sucessor de Aluízio.

Série Eleições Municipais 2024

Leia tambémConvidados especiais vão nos ajudar a entender as eleições 2024

Leia tambémUma eleição fria, por enquanto – Por Sávio Hackradt

Leia tambémA influência das ideologias e a busca pelo voto – Por Vonúvio Praxedes

Leia tambémO desafio dos adversários de Allyson Bezerra – Por William Robson

Leia tambémO que sobrou para a oposição quase quatro anos depois – Por Carol Ribeiro

Leia tambémSem Rosados divididos e sem Rosados unidos, apenas sem Rosados – Por Christianne Alves

Acompanhe o novo Instagram do Blog Carlos Santos clicando @blogcarlossantos1

Cassiano Arruda Câmara é professor, jornalista e editor da coluna Roda Viva (Tribuna do Norte)

Compartilhe:
Categoria(s): Política / Série Eleições Municipais 2024

Comentários

  1. Cid Augusto da Escóssia Rosado diz:

    Meu querido mestre Cassiano Arruda, bem-vindo a Mossoró. Agora vou matar a saudade de suas aulas lendo você no blog de Carlos Santos.

  2. Justiceiro diz:

    Registre-se que Vingt-un foi candidato a vereador e eleito, no pleito subsequente.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2024. Todos os Direitos Reservados.