segunda-feira - 04/07/2022 - 10:50h
Memorial da Resistência

Comissão vai ouvir secretário sobre aditivo para obra municipal

Em reunião na manhã desta segunda-feira (4), na Câmara Municipal de Mossoró, a Comissão de Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo, Obras e Serviços Públicos aprovou para quinta-feira (7), às 10h, a convocação ao Legislativo do secretário municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos (SEIMURB), Rodrigo Lima.

Comissão vai ouvir secretário na próxima quinta-feira (Foto: Edilberto Barros)

Comissão vai ouvir secretário na próxima quinta-feira (Foto: Edilberto Barros)

O objetivo é obter do secretário esclarecimentos sobre a reforma do Memorial da Resistência, na Avenida Rio Branco, cuja obra recebeu aditivo após conclusão, segundo denúncia da vereadora Marleide Cunha (PT), em pronunciamento na sessão de quarta-feira (29).

Além da convocação, a comissão requisitou à Prefeitura de Mossoró envio, em cinco dias úteis, de cópias da licitação, contrato, aditivo e demais documentos relacionados à reforma do Memorial da Resistência.

Unanimidade

O colegiado tomou as duas decisões por unanimidade, com a presença dos vereadores Isaac da Casca (MDB, presidente), Francisco Carlos (PP, vice-presidente) e Larissa Rosado (União Brasil, 2ª suplente, convocada em razão das ausências dos vereadores Edson Carlos (Cidadania, secretário, e Naldo Feitosa (PSC, 1º suplente).

Também participaram da reunião e subscreveram o pedido os vereadores Omar Nogueira (Patriota), Paulo Igo (Solidariedade) e Marleide Cunha. O vereador Pablo Aires (PSB) foi representado pela assessoria.

Esclarecimentos

Segundo Isaac da Casca, a convocação é necessária por causa de indícios de irregularidades e dificuldade de acesso à documentação da obra, conforme nota, assinada por 10 vereadores (a), a qual a narra impossibilidade de obtenção de documentos, em visita de comitiva de parlamentares à Seimurb, quinta-feira (30).

“Queremos transparência, acompanhar a aplicação dos recursos públicos de Mossoró de forma clara”, justifica Isaac. Francisco Carlos acrescenta não se tratar de pré-julgamento a convocação do secretário, “mas necessidade de esclarecimento à sociedade”. Já Larissa Rosado diz querer preservar prerrogativa da Câmara, “diante da falta de respostas da Prefeitura a pedidos oficiais de informações feitos pelo Legislativo”.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Esta comissão poderia aproveitar o embalo e solicitar informações sobre o destino do COENTRO da licitação que custou mais de 143 mil reais aos cofres da CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ.
    Esta licitação foi realizada no dia 16/12/2020.
    Não entendo até hoje esta LICITAçÃO não ter sido objeto de investigação por parte dos órgãos de ficalização.
    Nem saber quem recebeu este COENTRO, sabemos.
    A CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ tem restaurante funcionando?
    /=/=
    VÃO DESARQUIVAR AS INVESTIGAÇÕES DE ARRASTÕES EM MOSSORÓ? VERDADE?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.