sexta-feira - 31/01/2014 - 17:01h
Pau dos Ferros

Entidade repudia professor que insultou cidade

O Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica (Sinasefe Natal) emitiu nota hoje censurando um de seus associados e se solidarizando com suas “vítimas”.

A entidade criticou a postura do professor Dhiego Fernandes, do IFRN Pau dos Ferros.

Em postagem no seu perfil no Facebook, ele ridicularizou população e cidade de Pau dos Ferros.

“Infelizmente sou obrigado a vim nesse cabare chamado pau dos ferros. Deixo para os nativos da regiao ficarem tomando banho de lama e levar sol quente na cabeca…” (sic).

Eis abaixo a nota:

Diante dos últimos acontecimentos envolvendo professor vinculado ao Campus Pau dos Ferros e seus comentários sobre aquela cidade, (o sindicato) repudia com veemência a postura adotada pelo referido docente, ao mesmo tempo em que lamenta a exposição negativa que este fato tem trazido ao IFRN”, diz a nota.

Entendemos que a ação do docente fere de maneira frontal a conduta ética que se espera de um professor, assim como nem de perto condiz com o papel de servidor público no exercício do cargo. Além disso, seus comentários ofendem de maneira reprovável o distinto povo de Pau dos Ferros, que traz consigo a força de luta comum a todos os nordestinos, os quais precisam aprender a lidar desde cedo tanto com as adversidades regionais quanto com a ineficácia das políticas públicas implantadas.

Consideramos imprescindível, por fim, que sejam tomadas todas as providências cabíveis por parte da Reitoria do IFRN, no sentido de apurar os fatos com rigor e imparcialidade, adotando medidas que busquem evitar casos lamentáveis como este. Nossa solidariedade ao povo de Pau dos Ferros!

O professor, com sua linguagem preconceituosa e chula, publicou postagem em seu endereço no Facebook, pedindo desculpas pelos excessos. Não convenceu as vítimas.

Ontem, em Pau dos Ferros, alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) fizeram movimento pedindo sua demissão.

Categoria(s): Educação

Comentários

  1. Carlos Andre diz:

    VI NA TV ONTEM, PRECONCEITO DESCARADO, MERECE NO MINIMO DEMISSÃO.

  2. Iris Maia diz:

    Sou de idenidade pauferrense apesar de ter nascido em Rafel Fernandes, então distrito de Pau dos Ferros. Tenho profunda gratidão por aquela cidade onde estudei 1º e 2º graus e de lá mesmo saindo da escola pública fui aprovada em 2º lugar no Curso de Geografia da UERN e lembro ainda quando no primeiro dia de aula de uma disciplina quando me identifiquei a professora falou: já sei que é boa porque os alunos que vem de Pau dos Ferros todos são bons.
    Então para esse senhor que acredito estar na profissão errada, porque para mim a profissão de professor é quase sagrada, porque é um profissional que além de passar conhecimento, ele deve ser acima de tudo um educador.
    Esta parte da nota diz tudo “seus comentários ofendem de maneira reprovável o distinto povo de Pau dos Ferros, que traz consigo a força de luta comum a todos os nordestinos, os quais precisam aprender a lidar desde cedo tanto com as adversidades regionais quanto com a ineficácia das políticas públicas implantadas.”

    Com certeza Pau dos Ferros é bem maior e melhor do que o senhor Dhiego Fernandes.

    Mas, meu caro Carlos Santos, infelizmente hoje também ouvi de uma colega que cursa Letras na UERN reclamar de uma professora substituta que praticamente não dar aula, fica apenas debochando da instituição e da escola pública e que não precisa daquele emprego. Achei simplesmente absurdo. Mais uma profissional que deveria estar bem distante da sala de aula.

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      Cara Iris Maia
      “Mas, meu caro Carlos Santos, infelizmente hoje também ouvi de uma colega que cursa Letras na UERN reclamar de uma professora substituta que praticamente não dar aula, fica apenas debochando da instituição e da escola pública e que não precisa daquele emprego.”
      Existe DIRETÓRIO ACADÊMICO no Curso de Letras da UERN?
      Existe?
      Se existe, para que é que existe?
      Reitor eu tenho certeza de que a UERN tem.
      O que o DIRETÓRIO ACADÊMICO está esperando para levar estes fatos ao conhecimento do Reitor?
      Hoje com tablets, celulares e tudio o mais, não é difícil gravar as declarações desta, digamos, professora e colocar nas redes sociais, além de entregar cópia da gravação nas mãos do Reitor.
      Agir!
      É preciso perder o medo de bater de frente com esta gente.
      No meu tempo de Universidade Federal do Ceará, época da DITADURA, não tínhamos medo de “encostar” professores relapsos na REIITORIA.
      Professor que queria enrolar as aulas, professor que queria frescar ou praticar assédio moral, a turma “encaminhava” para a reitoria.
      Olhe que naqueles tempos duros não dispúnhamos de gravadores pequenos.
      O jeito era deixar o bicho gravando dentro da sacola do PATROPI (aquele famoso personagem da Escolinha do Professor Raimundo ,Chico Anísio, que não se cansava de dizer que fazia comunicação na PUC), para conseguir provar as baboseiras ditas pelo “mestre”.
      Quase meio século se passou e ainda existem estes tipos travestidos de professores.
      Converse com a turma e preparem uma boa para esta “professora”.
      Um abraço
      ////
      A HERANÇA MAIS MALDITA DA DITADURA FOI O VAZIO DE LIDERANÇAS DEIXADO PELO MEDO.
      Inácio Augusto de Almeida.

  3. Carlos diz:

    ESTE AÍ É PROFESSOR ???? FDP É POUCO !!

  4. Carlos diz:

    A ETFRN, CEFET E ATUAL IFRN É UMA ESCOLA RECONHECIDA E RESPEITADA PELA SUA QUALIDADE, ESTE PSEUDO-PROFESSOR É UM “CÂNCER” QUE NÃO EVOLUIRÁ PARA METÁSTASE, PORTANTO, DESTE MAL A INSTITUIÇÃO NÃO PADECERÁ !

  5. RC 50 diz:

    Pera ai gente! O cara exagerou é fato,acho que ele quiz extravasar sua indignação e ao meu ver ele foi infeliz com certas palavras e seu gesto obsceno representa tudo que nossa classe política na sua maioria merece,errou parcialmente,foi infeliz ao chamar de cabaré o município de Pau dos Ferros,errou totalmente,os munícipes daquela cidade não merecem tal tratamento,mas em parte ele com sua atitude falou uma verdade,ele respondeu a Dona Talita Maia que a cidade é administrada pelo DEM/25,basta ver o jeito deles governarem o RN e pela ironia do destino,o Secretário de Recursos Hídricos é o ex-prefeito de Pau dos Ferros,filho do alcaide do DEM naquela região,não mentiu,ela trata a seca como não sendo é uma peculiaridade regional e sim como uma fase a que todos nós estamos suscetíveis,isso ninguém notou,ela também foi infeliz e desinformada,não estou me referindo a todo o povo pauferrense,mas a interlocutora do tão “criminoso”,o Sr.Diego Fernandes,com ignorância tal vez maior do que a dele,por que é fato,há um descaso com a estiagem que o sertão nordestino onde Pau dos Ferros está encravado sofre,e que não é de hoje,susceptíveis a uma fase uma ova,o estado de ISRAEL é encravado no meio do deserto do SINAI com temperatura que chega a 47 graus Celcius de dia,vejam bem um País inteiro onde a população 7.908 milhões de habitantes não toma banho com água salobra e podre,irrigam e tiram seu sustento dos chamados Kibutz,agora com informações fornecidas por autoridades da região,a água ofertada aquele município é uma verdadeira BOSTA mesmo,VEJAM BEM informações de Pau Ferenses,mais uma vez o cara não mentiu,para terminar,agora isso sim não é peculiaridade de Pau dos Ferros e sim de todo RN,um povo que a décadas fomenta grupos políticos familiares,que tratam a seca com desDEM,e todos nós sabemos que esse fenômeno climático produz um bolsão de votos fenomenal e o povo que é felizmente pusilânime e é grupalmente satisfeito e aceita essa situação humilhante sem esboçar nenhuma reação,não é digno de dó,basta ver que a seca é tão rentável que o povo dessas regiões são comparados com GADO,ÔÔÔ VIDA DE GADO,POVO MARCADO,POVO FELIZ,já dizia o Grande Zé,mas o Ramalho,em suma Pau dos Ferros é sim um curral ensenzalado da seca e do DEM/25 habitado por um povo Felizmente enCURRAlado!É SÓ! E ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE!

  6. Carlos diz:

    ESTE ELEMENTO, MERECE UM PROCESSO POR PRECONCEITO E UM ADMINISTRATIVO, PARA QUE SUA DEMISSÃO SEJA PROVIDENCIADA E QUE ELE SEJA BANIDO DA EDUCAÇÃO !

  7. junior 100 diz:

    Ele se esquece que como professor ele também é um formador de opiniões o que é em mais um agravante a sua atitude impensada.

    Obs. Mais interessante nisso tudo ,é o professor desconhecer o fato de dona rosalba ser pessoa non grata pela maior parte da população da cidade, ou seja além imaturo é leigo em atualidades locais.

  8. Inácio Augusto de Almeida diz:

    SUGIRO CRIAR PARA ESTE “mestre” o TROFEU JEGUE DE LATA.
    Um artista, usando latas velhas de conservas, faria um pequeno jegue que numa solenidade em praça pública na cidade de Pau dos Ferros seria entregue a este “mestre”.
    Não duvido que O “MESTRE” se faça presente a esta solenidade.
    Até porque ninguém deve recusar uma homenagem merecida.
    Fica a sugestão.
    ///
    QUEM NASCEU PARA MOÇO DE CAVALARIÇA SE ESFORÇADO ALCANÇA A CONDIÇÃO DE FAXINEIRO DE COUDELARIA.
    Inácio Augusto de Almeida

  9. Leitor diz:

    Sou leitor assiduo;aqui externo meus mais profundo repudio a esse elemento que se diz educador,pois sou PAUFERRENSE do pé rocho e fiquei profundamente chateado,pois partido nenhum tem culpa do calor que faz em nossa AMADA IDOLATRADA PAU DOS FERROS,nem tambem somos culpados por que achuva nao vem;quem sabe se o empecilho nao seja pessoas (a) como ele que estar impedindo de Deus mandar frio e chuva para nós,quem sabe?.Obrigado .

  10. ALDENOR FERNANDES DE SOUSA diz:

    Caro Jornalista,
    Sou potiguar de Areia Branca, resido há quase 34 anos no Acre; já morei em municípios em que a energia elétrica encerrav-se às 22:00h, a televisão era reproduzida por video-tape que ia da capital levado pelos pilotos de avião pequenos (monomotores), isto com até uma semana de atraso. Também sou professor universitário, nem por isso, tratei mal os cidadãos dessas ciedades em que morei.
    Provavelmente, caro jornalista, este colega, deve estar cumprindo ainda o “Pperíodo Probatório” que é de 3 anos; obrigatoriamente deverá passar por avaliação de uma banca e por este fato o seu contrato de trabalho deverá ser encerrado por justa causa.
    Nenhum de nós estamos acima dos outros, apenas Deus.
    Professsor Aldenor Fernandes – Universidad Federal do Acre.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.