quarta-feira - 31/07/2019 - 18:27h
Secretário afirma

“Integração” de forças é o segredo da Segurança Pública

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (SESED), coronel Francisco Araújo, acredita que a redução nos índices de homicídios e violência pública no RN, como na maioria dos estados federados do país, é reflexo de uma palavra: integração. Ele expressou essa opinião, com dados, ao ser ouvido por Rodrigo Fernandes da Rádio Cabugi do Seridó de Jardim (AM 1.150), de Jardim do Seridó.

Coronel Araújo garante que há boas possibilidades de maior avanço no serviço de segurança (Foto: Nominuto)

– Coronel a nossa segurança pública tem apresentado melhoras no primeiro semestre agora de 2019, há exemplos de diminuição dos homicídios, por exemplo. A que podemos atribuir esse quadro?

– É um trabalho integrado das instituições de segurança pública, da Polícia Militar, Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, do Instituto Técnico de Perícia (ITEP), a inteligência, bem como uma integração com as instituições federais aqui no Rio Grande do Norte, a Polícia Federal (PF), a Policia Rodoviária Federal (PRF), além de um apoio do Ministério Público. O MP nos apoia nas ações junto com a atividade do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO). Essa soma de esforços com a participação, claro, dos policiais, a abnegação de todos os policiais, apesar de estarem com o salário deles atrasado, estão mostrando que são aguerridos e que estão trabalhando – assina comenta.

Segundo o coronel Araújo, é importante também assinalar “o apoio que o governo do estado está dando. A professora Fátima Bezerra (PT) tem procurado pagar as diárias operacionais dos policiais e prioriza a folha de pagamento do estado para os policiais”.

Governo Federal

Lembrou, que no Brasil a média é de 20 a 23% por cento de queda no índice de homicídios, “e no Rio Grande do Norte está em torno de 30%. O que significa isso? Que até a data de hoje no Rio Grande do Norte mais de 370 pessoas deixaram de morrer como vítimas de homicídio, que é essa conduta letal que a morte violenta das pessoas”.

– Secretário não se faz segurança pública sem investimentos, sem recursos para aparelhar a polícia, como bem disse o senhor. No âmbito do Governo Federal, quais são as parcerias que o governo estadual tem feito?

– Existe um convênio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte com o Governo Federal no montante de 80 milhões de reais, esses recursos são para investir na estrutura, na infraestrutura das instituições, pra comprar equipamento, viaturas, coletes, armamento, infraestrutura para as polícias, para polícia militar, polícia civil, o corpo de bombeiros e o a parte técnica (Itep). Já recebemos parte desses equipamentos e materiais e consequentemente haverá uma melhor prestação de serviço – projetou o secretário.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. Amorim diz:

    “Aguardemos pois!”
    C.Q.
    Mossoró foi destaque no UOL, significa: o MUNDO tá vendo

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    A integração das forças de segurança é mais do que necessária.
    Isto eu coloquei no projeto que entreguei ao Major Correia Lima e ao General Girão.
    Agora estas forças partem para trabalhar em conjunto e os resultados começam a aparecer.
    Ainda falta juntar a estas forças a guarda municipal e os fiscais de trânsito.
    Tem mais sugestões no projeto.
    Sugestões que aplicadas acabarão com os arrastões nas UBS, clínicas e colégios.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.