sexta-feira - 01/07/2022 - 14:48h
Benefícios sociais

Medida emergencial de Bolsonaro é aprovada com sobras no Senado

O Senado aprovou nesta quinta-feira (30), por 67 votos a 1, em dois turnos, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que amplia programas sociais e cria benefícios para caminhoneiros e taxistas.

Bolsonaro aposta tudo em momento decisivo para seu governo (Foto: Arquivo)

Bolsonaro aposta tudo em momento decisivo para seu governo (Foto: Arquivo)

O custo dessa manobra emergencial do Governo Jair Bolsonaro chegará a R$ 41,25 bilhões e sua validade é até o fim do anos, ou seja, após as eleições de outubro.

O texto segue para votação na Câmara. O único voto contrário foi o do senador José Serra (PSDB-SP). Embora a lei eleitoral proíba a criação de benefícios sociais em ano de eleições, a PEC contorna essa regra ao reconhecer o estado de emergência, medida também aprovada ontem.

Dessa forma, toda a despesa será viabilizada por meio de créditos extraordinários, fora do teto de gastos. Na proposta, o Auxílio Brasil passará de R$ 400 para R$ 600, e o vale-gás de R$ 53 para R$ 120.

Já o novo benefício para caminhoneiros e taxistas prevê R$ 1.000 por mês, movimento criado para fazer frente à alta nos preços dos combustíveis, um dos principais entraves para o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição este ano.

Saiba mais detalhes AQUI.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Categoria(s): Política

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.