quarta-feira - 29/12/2021 - 10:26h
Média e Alta Complexidades

Ministério da Saúde libera R$ 15 milhões à saúde de Mossoró

Portaria sob o registro GM/MS Nº 4.012, de 28 de dezembro, publicada nessa quarta-feira (29) no Diário Oficial da União (DOU), assinada pelo ministro da Saúde, médico Marcelo Queiroga, assegura a liberação de R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais) em “em parcela única” à Prefeitura de Mossoró. O montante será investido numa série de equipamentos à saúde pública municipal.

Os recursos serão injetados na “Atenção à Saúde da População para Procedimentos em Média e Alta Complexidade”, mostra a mesma portaria. O projeto foi apresentado pelo prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) em audiência que teve em Brasília com o próprio ministro, no dia 18 de novembro último (veja AQUI).

Coube ao deputado federal licenciado e ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD), vaquejar celeridade do pleito e a aprovação do ministro.

Os recursos serão aplicados da seguinte forma:

– Construção de uma Policlínica no Grande Alto de São Manoel;

– Construção de quatro unidades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPSs), que hoje funcionam em prédios alugados;

– Construção de duas unidades de acolhimento (uma adulto e uma infantojuvenil);

– Aquisição de duas ambulâncias ALFA para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU);

– Aquisição de equipamentos para o setor de atenção especializada.

Veja a íntegra da portaria AQUI.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde

Comentários

  1. Marcos Pinto. diz:

    Cenário de carisma popular do pusilânime ‘refeitim’ de Mossoróleo está ruindo à olhos vistos, após o seu covarde e ingrato e injustificável rompimento político e pessoal com o humanista Fernandinho das Padarias. A coleta do lixo residêncial Já não cumpre calendário pré_estabellecido de coleta em três vezes por semana. Obras de recuperação de dutos de escoamento de aguasy pluviais da rua Amaro Duarte, trecho de alagamento, compreendido entre as ruas Prof. Manoel João e Av.Diocesana está paralisada há 05 meses, devido a não colocação de apenas três tampas de cimento armado medindo cerca de 04 metros de comprimento por 02 de largura. O cenário administrativa deve-se mais ainda com a inexistência de insumos básicos para funcionamento das Unidades de saúde do município. O pior é que o prefeitim é cabo eleitoral do genocida e fascista bolsoLIXO, fato agravado pelo ostensivo apoio à natimorta candidatura do seu inexpressivo e elitista secretário (Com S minúsculo mesmo !) Breno Queiroga ao governo do RN. Triste fim do Policarpo Quaresma mossoroense.

Deixe uma resposta para Marcos Pinto. Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.