sexta-feira - 21/01/2022 - 23:38h
RN

O grande vírus da hipocrisia

HipocrisiaPara o governo estadual, “na casa do Senhor não existe satanás”. O da Covid.

Ele só gosta de restaurante, bar, escola, micareta, shopping, supermercado, shows.

A hipocrisia é um grande vírus propagador dessa doença.

Francamente.

  •  Igrejas e templos religiosos não foram tratadas no decreto de restrições sociais e exigências maiores contra a Covid-19, “por não haver qualquer recomendação científica que aponte, no momento, a necessidade de alterações às medidas preconizadas em decretos anteriores”, informou o Governo do RN.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política

Comentários

  1. Francisco diz:

    NO MERCADO DO BOM JARDIM O VÍRUS CONTINUA FAZENDO A FESTA. NÃO TEM FISCALIZAÇÃO E OS COMERCIANTES SÃO OS PRIMEIROS A FICAREM SEM MÁSCARA, DEPOIS VEM A PRÓPRIA POPULAÇÃO QUE FREQUENTA. CADÊ A VIGILÂNCIA SANITÁRIA ? É TUDO FAZ DE CONTA.

  2. Pedro Jales diz:

    Realmente! Esse Decreto – digo esse, me referindo ao do RN, pois é onde moro e acompanho mais de perto, mas pode ser estendido aos demais estados, só SERVE ao serviço público que se beneficia diretamente, restringindo o próprio serviço de um setor que já tem na veia o costume da procrastinação, da morosidade e da má vontade de solucionar os problemas do cidadão.
    Você chega hoje numa repartição, tem uma série de imposição para ter acesso às suas dependências e solucionar o problema, fruto de “REGRAS” em nome da PANDEMIA. Mas, vá você aos bares, restaurantes, festas ou monitore os mesmos servidores “CUMPRIDORES” dessas regras impostas aos cidadãos, que encontra a maioria se divertindo e descumprindo as “REGRAS” sem nenhum pudor.
    Não que eu seja contra às normas visando conter o avança desse vírus, mas está valendo a máxima: “Façam o que eu DECRETO, mas não fação o que eu faço”. LAMENTÁVEL!

  3. João Claudio diz:

    Tem que haver um mecanismo que obrigue o cidadão a usar máscara, não aglomerar e tomar a vacina.

    A minha receita (muito simples) para ‘eliminar’ quem rejeita a vacina:

    INGREDIENTES⤵

    1) A Receita Federal dispõe de um banco de dados com o número de CPFs de todos brasileiros.
    Reserve!

    2) O INSS dispõe de um banco de dados com o número de CPFs dos falecidos.
    Reserve!

    3) Os governos federal, estadual e municipal dispõem de um banco de dados com os números de CPFs de todos que tomaram a vacina.
    Reserve!

    MODO DE PREPARO⤵

    Ponha as informações da Receita Federal em uma panela, exceto os CPFs dos menores de idade.

    Em seguida, acrecente os dados do INSS.
    Deixe a ‘massa’ descançar por durante 10 minutos enquanto os vivos são separados dos mortos.

    Quando você perceber que na panela só restaram os vivos, acrescente as informações dos governos federal, estadual e munipal. Tampe a panela e aguarde por mais 10 minutos.

    Ao destampar a panela, você saberá o número real do CPF de todas e todos que tomaram a vacina, e dos que NÃO TOMARAM NENHUMA DOSE DA VACINA.

    Leve ao forno, digo, informe ao SPC e SERASA o número do CPF de todas e todos que não tomaram a vacina.
    Ao informar, peça para ‘fichar’ com o seguinte argumento:

    ‘NEGATIVADO POR ESTAR ENDÍVIDADO COM A SAÚDE.’

    BOM ‘APETITE!’

  4. barbosa Gomes diz:

    Reflexo de outubro próximo, ou seja, vista grossa p não se desgastar com o eleitor. Esse é o governo do PT.
    Em outubro vão todos lá, e com a digital, deixem seus rastros na cumplicidade de jm crime votando em Lula ou bolsonaro. De um lado, um louco. De outro, um ladrão já bastante conhecido das páginas processuais em dezenas de crimes perpetrado por este idoso que não guarda o mínimo de decência ou vergonha na cara. A história vai dizer ao mundo o quão somos ignorantes em ter na cadeira presidência um débil mental ou um ladrão criminoso.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.