quinta-feira - 27/11/2008 - 11:20h

Para cima, para baixo

Mossoró jacta-se de nos últimos anos estar subindo, transformando-se numa cidade vertical. As torres residenciais e empresariais enchem os olhos.

Paralelamente, não vejo na mesma proporção, qualquer investimento em segurança. Não se fala em treinamento, aumento do efetivo e melhoria em equipamentos do Corpo de Bombeiros.

Em algumas de suas incursões de combate a incêndios, essa guarnição costuma ter dificuldades elementares e pagar mico. Às vezes falta água, noutra a pressão não suficiente para aspergir o produto. "Foco de incêndio" num cinzeiro é um drama.

Como salvar alguém a 20, 30 metros ou muito mais sem uma escada de longo alcance?

Será que construtores vão dar pára-quedas como brinde, aos adquirentes de imóveis?

Categoria(s): Nelson Queiroz

Comentários

  1. Togo Ferrário diz:

    Por uma dessas coincidências da vida Carlos, acabei de enviar um e-mail para César Santos (cópia abaixo), quando ele registra o lançamento de um edifício, Porto Astúrias (que nome pomposo; creio que alguns futuros moradores do imóvel não sabem o significado de Austúrias), hoje no bairro Nova Betânia, com 28 andares. Ei-lo: Fico a imaginar um edifício de 28 andares em Mossoró, com um Corpo de Bombeiros sucateado, que me perdoe os bravos soldados daquela corporação, sem escada magirus, com mangueiras furadas e ultrapassadas para o trabalho de combate a incêndios, e mais, a cidade com a grave situação da falta d’água e, também, sem hidrômetros instalados por toda a cidade. É preocupante, concorda?
    Pergunto: a prefeitura concede o “habite-se” desses altos edifícios construídos por toda a Mossoró, sabendo dessas dificuldades, pensando apenas na arrecadação de impo$sto?
    E o Corpo de Bombeiros, participa da “liberação” para a moradia dos apartamentos sabendo de suas limitações?
    Vamos torcer, e rezar muito, para que não aconteça por aqui uma tragédia como a do Edifício Joelma, ocorrido em São Paulo-SP, nos anos setenta. Amém.
    Pela atenção, muito obrigado.

  2. Alexandre Souza Nascimento diz:

    Carlos,
    E temos bombeiros com medo de altura ….

  3. alvaro neto diz:

    Se houver um incendio em algum edificio em Mossoró, os moradores viram a Mãe de Teixeirinha do filme e musica “CORAÇÃO DE LUTO” Lembram?????

  4. Zé Roberto diz:

    Apenas para “ilustrar”: Uma turma do curso de Segurança do Trabalho do CEFET,necessitou uma aula prática,com o corpo de bombeiros,em lá chegando,preparou-se tudo para que os pupilos,apagassem o “fogaréu”, fogo nos entulhos,chama-se “os bombeiros” e chega uma viatura,liga-se o motor e puxa-se a mangueira,mangueira estirada,decepção,a água não chegou à ‘boca’ da mangueira,pois,vazou antes,nos inúmeros buracos,eu ví,estava lá,mas,pra mim,isso de edificios em Mossoró,num vale nada,eu num vou morar nem a pau neles,não por falta e bombeiros,sim porque tenho medo de alma e todos(ou quase),é com nome de quem já morreu.Criatividade,zero.Homi,vá cagar!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.