domingo - 04/03/2012 - 18:38h
Soma de fatores

Reprovação à ‘Rosa’ é resultado de conjuntura e seus erros

Versão de picuinha entre Natal e Mossoró é pobre e esconde realidade mais tenebrosa sobre governo

O que explicaria – ou justificaria – o patamar de 62% de reprovação do Governo Rosalba Ciarlini (DEM), em Natal, num curto espaço de apenas 14 meses? As linhas de raciocínio mais ouvidas situam-se nos extremos da passionalidade, em que escasseia o bom senso e sobram destemperos e argumentos frágeis.

Algo irrefutável, querendo ou não os mais extremados, é que Rosalba atinge um índice incomum em termos de impopularidade, no maior e mais representativo colégio eleitoral do estado. E nada é por acaso. Ela supera até mesmo a prefeita Micarla de Sousa (PV) em avaliação, num comparativo com igual período de gestão dela.

Rosalba prefere apontar Wilma (e Iberê) como culpados

Este Blog mostrou números em postagem (clique AQUI) na sexta-feira (2), assinalando que Micarla em fevereiro de 2010 (14 meses de administração), ostentava 57% de reprovação e 31% de aprovação. Já Rosalba, disparou com 62% de reprovação e tão somente 22,4% de aprovação. Rosalba tem 5% maior desgaste do que Micarla.

Os mais simplistas e míopes, optam por não questionar os números e, sim, justificá-los pelo ângulo de uma caricata xenofobia coletiva e maciça do natalense, que hostilizaria o mossoroense –  personificado em Rosalba, que nasceu em Mossoró. Tudo seria reflexo de intolerância.

É um argumento extremamente frágil, que tenta embaciar os fatos e distorcer a realidade. Cria-se um escudo protetor à Rosalba, na ânsia de mantê-la imune às suas próprias fraquezas como administradora. A culpa é sempre de alguém ou de algo. A ex-prefeita é tratada pateticamente como uma divindade infalível.

À luz da sociologia política, história e psicologia social esse desgaste renderia um volumoso documento analítico, que daria um ótimo tema à abordagem acadêmica. Mas não é preciso que façamos esse mergulho multidisciplinar, encadeado e denso, com lampejo de eruditismo, para encontramos o óbvio.

Rosalba não é vítima. Se existe vítima, a vítima é a sociedade, que até agora se pergunta quando vai começar a sua gestão e quais seus  projetos de governo. Seu governo é medíocre. Ruim, não. Medíocre mesmo.

O natalense não pode carregar esse fardo, porque a culpa não lhe cabe. Afirmar-se que o povo de Natal tem ojeriza à Rosalba, numa transferência atávica de menosprezo por Mossoró, chega a ser infantil. Não se deve elevar à grau de importância, pinimba que fica mais no campo do folclore.

Vale lembrar que Rosalba foi eleita ao Senado em 2006 e ao Governo do Estado em 2010, atropelando seus adversários até mesmo em Natal. A capital potiguar ajudou sobremodo nas duas vitórias consagradoras da mossoroense. Cadê a hostilidade? Inexiste.

Existem informações de que o descontentamento não é localizado. Ele espraia-se como metástase por todo o Rio Grande do Norte. Em alguns municípios em que ela teve vitória com folga, o cenário de conceito popular ao seu governo é inversamente proporcional.

O que ocorre em Natal tem eco maior, devido a própria dimensão do município como núcleo político-administrativo e social do estado. Natal não é uma ilha. É o que há de mais visível e palpável de rejeição ao modelo e métodos adotados pela gestão Rosalba Ciarlini.

O governo recebe uma parte do que oferta. A reação, apontada nas pesquisas, é mais do que natural e pode estar mais amplificada, por outros fatores até alheios às ações e omissões de Rosalba e seu grupo, que estão aboletados no poder.

Sem dúvidas, que a conjuntura não lhe é favorável. Rosalba pega uma lufada de desapontamento com Micarla de Sousa, a prefeita que está se transformando num símbolo de incapacidade gerencial, a ponto de empalmar 91,6% de reprovação no mês passado, conforme pesquisa do Instituto Consult.

Em diversos municípios do interior tem-se observado um menor impacto (guardadas as suas proporções) dessa antipatia ao governo, principalmente quando a prefeitura aliada à Rosalba é melhor avaliada pelos munícipes. “Não significa dizer que a ‘Rosa’ vai bem, mas ocorre isso, conforme pesquisas para consumo interno, que nós temos” – diz um destacado assessor governista, em conversa ’em off’ com o Blog.

Respingos

Natal é realmente diferente. O fenômeno negativo Micarla empurra a paciência do cidadão a níveis baixíssimos e isso termina se refletindo no Governo Rosalba, que mesmo equidistante da prefeita, sofre respingos. Por quê? Porque a atmosfera é carregada, melindrosa, asfixiante.

Entretanto, é também importante sublinhar que a própria governadora ajuda de modo considerável a atrair maus fluidos. Seu perfil de gestão, discurso e imagem governamental parece clonar Micarla. Difícil não ocorrer uma associação entre ambas, até de forma subliminar. O inconsciente coletivo ganha peso de revolta contra as duas e por transfusão de uma para outra.

Uma série de medidas impopulares, a ausência de projetos e ações de governo, além de uma pregação que traz à tona um “complexo de transferência de culpa”, deixam Rosalba à semelhança da prefeita. Se Micarla encontrou no antecessor Carlos Eduardo Alves (PDT) a razão de todos os seus fracassos, Rosalba faz o mesmo com Wilma de Faria (PSB)-Iberê Ferreira (PSB).

Compreensível, pois, que essa sociedade à beira de um ataque de nervos, tenha pavio curtíssimo. Está ‘por aqui’ com Micarla de Sousa e começa a estrilar contra a governadora. A mesma cidade  que consagrou uma e outra, natalense e mossoroense, as enterra vivas. Resultado – ainda – do seu olhar mais crítico e maior suscetibilidade do que o restante do eleitorado potiguar.

Existem muitas explicações para essa reprovação de Rosalba. Há-as em grande número, mas em síntese é simples entender o que está acontecendo. A cúpula do governo sabe exatamente qual sua parcela de culpa. Resta saber se mudará métodos e meios, no tempo – ainda considerável – que lhe resta.

Categoria(s): Reportagem Especial

Comentários

  1. NILDO SILVA diz:

    Se os mossoroenses, tivessem um pouco de sensibilidade, não diriam nunca que Rosalba fez governo algum voltado para o povo. Ela tem popularide em Mossoró, pelo trabalho desenvolvido como pediatra, depois como prefeita, mas enganando o povo. Mossoró cresce, desde o tempo de Rosalba, mas não desenvolve-se. O povo mais carente, que foi quem sempre a elegeu, está ainda mais carente, isso é uma pena que esse povo não tem quem os esclareça, e Mossoró continua do mesmo jeito de muitos anos atrás.

  2. ANA KATARINA diz:

    Do mesmo jeito??? nããão meu caro… sinto lhe dizer, mas no passado tínhamos 3 hospitais funcionando e atendendo a toda região… na terça de carnaval um parente (cça de 02 anos) colocou uma borrachinha no nariz e a mãe teve de ir ás pressas para Fortaleza, pq aqui, em canto nenhum e diga-se de passagem nem no Hospital particular, (sim, eles tem o melhor plano que existe) tinha uma pinça que fosse capaz de tirar a borrachinha de seu nariz!!!! KD o desenvolvimento dessa cidade “pelamordedeus”. Antigamente eu me sentava na calçada na rua da padaria 2001, na terça-feira ao chegar na padaria doces e salgados para comprar pão, sai ás pressas, pois escutei os tiros de assaltos na padaria ao lado, padaria 2001. Bemmmm, educação… será que precisamos messssssssssmo dizer… nem as particulares, pagando seus salários miseráveis aos pobres e incapacitados, e nem tão mais cheio de vontade e vocação… MOSSORÓ, MOSSORÓ, MOSSORÓ!!!!!

  3. FERNANDO fF diz:

    Quando ela deixar o governo, terá duas opções de trabalho:Vender retrovisor ou aeromoça.São coisa que ela faz muito bem.Viajar e olhar no retrovisor.

  4. CALIBRE 50 diz:

    “As pessoas tendem a procurar por informações que confirmem suas crenças e a rejeitar informaçoes que as contradigam.”
    –Stan Kutcher
    “Na teia de aranha dos fatos, muita verdade é estrangulada.”
    –Paul Eldridrige
    “Fatos não deixam de existir porque são ignorados.”
    –Aldous Huxley
    “Eu acredito em geral em um dualismo entre fatos e as idéias destes fatos nas mentes humanas.”
    –George Santayana

  5. Rai diz:

    Os rosados fizeram isso, os rosados fizeram aquilo, quanta bobagem!! esses rosados estão no poder em
    Mossoró Há mais de meio século assim….. é evidente que uma ou outra coisa tem que ser feita. Vão passar uma vida governando uma cidade sem fazerem absolutamente nada!! A verdade é que esses ##### manipulam os idiotas preguissosos, Mossoroenses que devem favores, empregos de portarias, etc dessa forma esses #### vão gozando seu reinado na nossa querida cidade.

    Essa Rosalba é tão boazinha que me dá comoção. Cada gesto de “caridadade” que ela fazia ao povo como consulta grátis, medicamento, operação, etc……sera se não era pensando em votos ??? claro que não afinal
    ela é tão bom ser humano não é verdade???
    ACORDA MOSSORÓ
    Sou de Mossoró, e nunca votei nem nunca votarei nessa criatura, até porque graças a Deus, não sou um come e dorme dependente dos rosados

  6. ARNOUD diz:

    nada disso é supresa pra me, Rosalba e seu marido tem cede de pode, mesmo sem condições de governa o nosso estado, eles buscaram a todo custo esse novo pode,deu no que deu

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.