sexta-feira - 05/08/2022 - 23:50h
Tributação

Segurança passa a dar suporte à fiscalização de cargas no RN

A Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) anunciou que vai intensificar a fiscalização nas regiões de divisas do Rio Grande do Norte para ampliar o combate à sonegação na entrada de mercadorias, transportadas sem documentação fiscal, e contará com um reforço no policiamento. O órgão firmou parceria com as forças de segurança do estado para ampliar o efetivo destacado durante as operações, dando mais segurança ao trabalho de fiscalização feito pelos auditores.

SET faz fiscalização em RN's, mas também reforça trabalho nas divisas (Foto: divulgação)

SET faz fiscalização em RN’s, mas também reforça trabalho nas divisas (Foto: divulgação)

O transporte de mercadorias sem documentação fiscal é considerado crime contra a ordem tributária, passível de multas e retenção da carga, pela legislação tributária.

Somente entre janeiro e julho deste ano foram efetivadas pela secretaria mais de 2 mil autuações pelo transporte de produtos irregulares. Isso equivale a R$ 26,2 milhões em mercadorias apreendidas, valor que é 35,1% maior que o total do mesmo período do ano passado.

Entre os itens mais confiscados por irregularidades neste ano, estão os gêneros alimentícios (R$ 3,3 milhões), confecções (R$ 2,5 milhões), bebidas alcoólicas (R$ 1,6 milhões), materiais de construção (R$ 1,2 milhão) e combustíveis (R$ 1,2 milhão). A ação das equipes da SET-RN resultou na recuperação de R$ 7,4 milhões, que deixariam de entrar para os cofres públicos do estado por tentativas de burlar as normas tributárias.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e YouTube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. João Claudio diz:

    O povo sonega impostos porque o dito cujo é um dos mais do mundo e o retorno do que se paga é muito mal empregado.

    A mesma regra se aplica aos produtos piratas.

    E haja juros, haja sonegação e haja pirataria.

    E não adianta combater. Enquanto as equipes conseguem ‘laçar’ um boi, uma gigantesca boiada passa de fininho bem ao lado deles.

    Essa mesma regra se aplica ao porto de Natal. Leia-se embarque de pó branco.

    Ah, não esquecendo que, de cada dez brasileiros, nove fazem ‘arrumados’ em sua declaração do imposto de renda.

    Fazer o quê se o brasil é o país dos Gersons?

    Escrevi esse comentário, não sonegado, ao som de ‘Malandro é Malandro e Mané é Mané’, by Bezerra da Silva.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.