sexta-feira - 27/05/2022 - 14:52h
Pesquisa

Uern começa estudo sobre o impacto socioeconômico do MCJ 2022

Professores e estudantes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) iniciaram, nesta quinta-feira, 26, as primeiras entrevistas para a pesquisa sobre os impactos socioeconômicos do Mossoró Cidade Junina (MCJ) na economia local. O primeiro local a ser visitado foi o Hotel Villa Oeste.

Professor Leovigildo Cavalcanti (centro) está à frente de trabalho (Foto: Uern)

Professor Leovigildo Cavalcanti (centro) está à frente de trabalho (Foto: Uern)

De acordo com o diretor da Faculdade de Ciências Econômicas (FACEM), o prof. Dr. Leovigildo Cavalcante, a pesquisa envolve três professores da Facem e 22 alunos dos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Administração, Gestão Ambiental, Turismo e Jornalismo. O estudo será realizado em três momentos, antes, durante e após a realização do evento.

“Nessa primeira etapa, vamos visitar hotéis, bares e restaurantes, empresas de montagem e quadrilhas juninas para saber a expectativa quanto ao evento. Durante a realização do Mossoró Cidade Junina, vamos entrevistar ambulantes, permissionários e turismo. E após as festividades, vamos voltar aos lugares que fomos na primeira etapa para ver se a expectativa foi alcançada”, explica o professor.

A proposta é mensurar com precisão os retornos dos gastos públicos com o evento para a economia, bem como entender a dinâmica do trade turístico, que envolve 52 atividades econômicas. Conforme Leovigildo Cavalcante, o objetivo é avaliar a movimentação da economia em decorrência do evento, quais os setores mais beneficiados e quais os aspectos econômicos que podem ser melhorados.

A Uern, por meio da Facem, desenvolveu estudo semelhante sobre os impactos socioeconômicos do Mossoró Cidade Junina em 2017. A pesquisa desse ano tem a proposta de fazer uma análise ainda mais ampla e profunda sobre os efeitos do evento junino para a economia local.

Os dados resultantes da pesquisa serão disponibilizados em plataformas digitais, através de uma parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Economia / Gerais

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Tem que observar a relação custo/benefício.
    So ponto de vista econômico compensa?
    Quanto MILHÕES de reais a prefeitura invesstiu?
    Qual o valor que retorna aos cofres públicos?
    Se festa dá luccro que a prefeitura invista MILHÕES de reais na festa da padroeira.
    ///
    IDOSO AGUARDA HÁ MAIS DE 99 DIAS A MARCAÇÃO DE UMA CONSULTA OFTALMOLÓGICA EM MOSSORÓ.
    A REQUISIÇÃO ESTÁ NA UBS SINHARIAZINHA BORGES.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.