quarta-feira - 30/03/2011 - 09:20h

Um gesto menor de José Alencar

Deu na coluna de Cláudio Humberto:

Ficou devendo

Quase canonizado em vida, José Alencar morreu recusando o gesto que se espera de todo homem que não é canalha: fazer exame de DNA em ação de reconhecimento de paternidade. Renegou a filha mais velha e insinuou que a mãe, enfermeira de Caratinga, era “prostituta”.

Nota do Blog – O ex-vice-presidente poderia ter morrido com biografia mais reluzente e não com esse gesto menor em sua história.

A maioria das reportagens da imprensa brasileira teve caráter hariográfico, louvando esse político.

Tudo bem.

Mas não custava nada falar dessa situação em particular.

Categoria(s): Sem categoria

Comentários

  1. LIA QUEIROZ diz:

    REALMENTE, LAMENTÁVEL O FATO! MAS, COMO SOMOS TODOS CARREGADOS DE IMPERFEIÇÕES NÃO PODEMOS JULGÁ-LO, NEM MUITO MENOS CONDENÁ-LO!

  2. tomaz neto diz:

    Um homen que nega a paternidade não merece o meu respeito, e o mesmo pelé, e um ingrato a menos aqui na tera.

  3. ze roberto diz:

    E ainda dizem,que vice não apita em nada,mas,um ex-vice com essas honrarias todas,é,Lula ainda dá o nó.

  4. CELESTINO diz:

    parabens!!! pela lembrança reconhecer o filho é a atitude que se espera de qualquer pai que se preza, ou pelo menos fZER O TESTE DE PATERNIDADE COMO É O CASO CITADO.

  5. Rui Nascimento diz:

    Ontem numa rede de televisão, não lembro qual, vi referência a este fato numa das reportagens.

  6. François Silvestre diz:

    Desculpe Carlos Santos, mas esse Cláudio Humberto é o mesmo que foi o “porca-voz” do Collor. Se não é, tô calado. Se é, me desculpe, mas esse canalha não autoridade moral pra cobrar dignidade de ninguém. Principalmente assunto de família, que é coisa complicada e cada um sabe de si.

  7. MARCOS PINTO - Da AAPOL, ICOP, IHGRN e do IANTT. diz:

    Concordo com o texto. No entanto,não raro, as biografias dos grandes vultos que amalgamaram os fatos notáveis da história universal, há sempre um elemento ignoto maculando uma história que se julgava imaculada e inexpugnável. Entre o incenso e a história, há sempre a fumaça da dúvida à páirar sobre o desiderato honorífico/existencial do biografado.

  8. Lucio diz:

    é bom um pouco de calma, afinal, não se pode dizer com certeza se ele é realmente o pai. já vi casos semelhantes em que o suposto pai foi acusado por todos e no final o exame deu negativo.

  9. J. L. de Souza diz:

    O texto do Marcos Pinto é um galo rococó. Com direito a rocamboles e salamaleques. Completa com crase antes de verbo infinitivo. Esse mestre é um desiderato!… Num aprende quem num quer…

  10. Victor diz:

    É lógico que a mídia tem que fazer sua festa. A grande verdade é que qualquer um que tenha muito dinheiro vai tentar de tudo pra viver mais um pouco. Queria ver se fosse como meu pobre como meu avô, que desistiu da vida por ver, além do sofrimento dos filhos o esfacelamento financeiro da família que já tinha vendido carro e casa pra fazer seu tratamento. Pra zé de alencar dinheiro nem entra na conversa.

Deixe uma resposta para Lucio Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.