terça-feira - 04/01/2022 - 15:20h
Política e família

Com pressa, Garibaldi e Walter tentam ser os ‘Alves de Fátima’

Rompimento com Henrique Alves e costura para se aproximar de governadora move pai e filho

O ex-senador Garibaldi Filho (MDB) tinha pressa em romper com o primo e parceiro de mais de 50 anos de política partidário-eleitoral, ex-deputado federal Henrique Alves (MDB). Porém, nada foi de afogadilho e movido por vesuviano ressentimento.

O anúncio público do distanciamento aconteceu dia passado (veja AQUI e AQUI). Caviloso, Garibaldi fabricou oportunidade para a proclamação do fim desse dueto com Henrique. A razão? Veremos adiante:

Garibaldi, Carlos e Henrique já formaram sistema monolítico no passado remoto (Foto: jornal Agora/arquivo)

Garibaldi, Carlos e Henrique já formaram sistema monolítico no passado remoto (Foto: jornal Agora/arquivo)

Diferenças entre ambos, mas principalmente entre seu filho – o deputado federal Walter Alves (MDB) – e Henrique, existem e se acumulavam há anos, sobretudo desde as eleições de 2018. O apoio – velado – de Henrique à postulação de Benes Leocádio (PTC, hoje no Republicanos) à Câmara Federal, foi a gota d’água do rancor. O racha foi se acentuando até o desfecho do dia passado.

Porém, existe um detalhe que passa despercebido a praticamente todos os observadores e cronistas políticos do RN: é o fato de existir uma afinidade e aproximação entre a governadora Fátima Bezerra (PT) e o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), que afeta indiretamente os planos de Garibaldi.

A decisão de Garibaldi de tornar público o esgotamento da coabitação até familiar, com Henrique, tenta abortar a gestação de um acordo Fátima-Carlos. Com sua banda do MDB, o ex-senador quer ser o ‘Alves da governadora’, ao lado do filho. Um entendimento entre o primo Carlos Eduardo Alves e ela praticamente os alijaria dessa composição.

“Gari”, o ex-senador, sabe muito bem que um palanque do PT do RN não suportaria tanto Alves no lastro: ele, Henrique, Walter e Carlos Eduardo. Pelo menos dois deles precisam e devem sobrar. Ele e Waltinho ficam, calcula.

Henrique e Carlos sobram

Ao TN, Fátima passou a senha para fechar com Carlos Eduardo Alves Reprodução BCS)

Ao TN, Fátima passou a senha para fechar com Carlos Eduardo Alves (Reprodução BCS)

Garibaldi iça o filho Waltinho à sobrevivência política. Essa é sua prioridade absoluta. Ele teria chances mínimas de reeleição num MDB pacificado e unido, com Henrique voltando a concorrer à Câmara Federal.

Com Fátima e o PT, de quem já foi ministro da Previdência (gestão Dilma Rousseff), Garibaldi Filho aspira viabilizar o filho como vice, com ele próprio concorrendo ao Senado ou outra posição estratégica, que sele a aliança. Claro que Carlos Eduardo e Henrique Alves não entram no pacote – só lembrando.

No último dia 28 de dezembro postamos a matéria “Ele mesmo, Carlos Eduardo Alves”. Resumia a sinergia possível entre governadora e o ex-prefeito natalense. Já no domingo (2), em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, a própria Fátima Bezerra deu a senha, confirmando o que tínhamos publicado:

“Se o PDT sinalizar que quer aliança, estamos abertos a conversar”.

O ex-senador Garibaldi Filho precisou correr.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo Twitter AQUI, Instagram AQUI, Facebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Fernando diz:

    Judas é mais confiável do que a dupla traira, Garibaldi e seu filho.

  2. François Silvestre diz:

    Meu deus Tupã, essa gente não tem limite de cinismo. Parece até invenção de parteira esse parto de múmias, arrastando os filhotes.

  3. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Se aceitar esta aliança coloca em risco uma reeleição certa.
    .///////
    LAWRENCE CADÊ O COENTRO?

    • Amorim diz:

      Diz logo Lawrence!
      Claro que você não tem nada a esconder!
      Eu acredito como se fora verdade!
      Pode não contar com meu voto 🗳!
      Boa noite Inácio Augusto

  4. Ricardo Sobral diz:

    Análise perfeita!

  5. João Claudio diz:

    A tropa de burros encantados vai votar em quem o encantador mandar.

    Os burros que puxam carroças e usam tapa-olhos, vão distribuir santinhos verdes e fazer boca se urna no dia da eleição.

    E nem um pio a mais senão o encantador fica com raiva.

  6. Inácio Augusto de Almeida diz:

    CAVALO DE TROIA OU PRESENTE DE GREGO. ESCOLHAM.
    //////
    VEREADORES DE MOSSORÓ AUMENTARAM OS PRÓPRIOS SALÁRIOS, RECEBEM R$ 2.000,00 PARA GASTOS COM GASOLINA PODENDO ABASTECER DOIS CARROS E SÓ TOMAM ÁGUA MINERAL PAGA PELO POVO QUE ESMOLA NAS RUAS DE MOSSORÓ.
    NAS UBS FALTAM MEDICAMENTOS.
    LAWRENCE CADÊ O COENTRO?

  7. Rocha Neto diz:

    Experiência e estrada rodada contam e muito para uma tomada de atitude como a que Garibaldi acaba de sacramentar.
    Garabaldi, não só pôs água fria na pretensão dos primos, como também abriu caminhos para a governadora continuar com a porta aberta para um possível encontro com o presidente da Assembléia Legislativa, se o mesmo têm sonho com a cadeira do senado. Argumentos e chances para Ezequiel, é o que não falta. Têm a maioria dos deputados simpáticos ao seu projeto, contará com certeza com o respaldo da governadora, conhece o estado e suas estradas, nunca se adeteve só a reta Tabajara; hoje tem um lastro que o credencia a postulação, então tá faltando apenas ele continuar no estado de paciência, inteligência, mansidão e manter-se bom observador para o tão desejado e sonhado “SIM” ser proferido no momento, local e instante certo. E tenho convicção que isto acontecerá até março/abril do fluente ano.
    Outra, isto acontecendo, o ex-senador/governador Garibaldi, suplanta a carreira política dos dois primos que nunca se entenderam para andarem juntos. E Fátima ganhando mais 4 anos de governo, em abril de 2026 renunciará da função para se candidatar ao senado (de onde veio), e quem será governador é Walter Alves, que por direito oriundo da lei terá a oportunidade para ir lutar ao projeto de uma reeleição e continuar como governador até 2030.
    Quem for vivo verá.
    P.S. Gente!!! política se faz com estratégia, moderação, paciência, mansidão e inteligência para mexer nas pedras do tabuleiro do complicado xadrez.

  8. Fernando diz:

    Essa aliança consagra a volta da oligarquia alves a vida política. Culpa de Fátima e do PT. Aliança prova que político não respeitam seu povo.

  9. Fernando diz:

    Políticos

  10. Magno diz:

    Eles na aliança e o povo na trozo…

  11. Miro Guerreiro diz:

    Só lixo.
    Ahhhhh como os militares erraram…

  12. Ary Maia diz:

    Estarei com Fátima para Governadora, Ciro Presidente, Rafael Mota pela primeira vez seja para Federal ou Senador! A atuação do deputado em relação aos demais da nossa bancada é nota 10.
    Nossa bancada tem de um tudo: animadores de torcidas, sendo um a boca e subserviente de Bolsonaro esquecendo do povo! Outra de carona seguindo a cartilha do presidente! Um outro sem qualquer expressão, seja polêmica, seja para projetos, esse está lá de enfeite! Um que sempre é eleito mas sempre na defesa de banqueiros, medidas econômicas maldosas aos vulneráveis, dois frutos de oligarquias, sendo um com grande risco de não ser reeleito, aliás foi com sobra de votos e batalhas judiciais! Precisa renovar e expurgar esses parlamentares. É uma bancada desunida, fraca e sem expressividade! Se todos antes de votar analisasse a atuação de cada um seria ideal, mas o eleitor gosta mesmo é de sofrer! Maior parte! Principalmente aqueles presos a ideologia e iludidos com a odiosa compra de votos.

Deixe uma resposta para Inácio Augusto de Almeida Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.