terça-feira - 27/10/2015 - 10:18h
Em andamento

Começa fechamento do Hospital da Mulher de Mossoró

Uma operação político-administrativa está em andamento, para materializar o fechamento do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia. Governo do Estado e Prefeitura agem em duas frentes.

Existem dois objetivos nessa articulação: político e de melhor uso de recursos financeiros da Saúde do Estado.

Hospital da Mulher está, como quase sempre, recheado de problemas (Foto: Carlos Costa)

À semana passada, através da Junta Interventora da Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR), que passou a ser tratada como Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC), também como parte de uma operação para “desrosadizar” a entidade, anunciou instalação de mais quatro leitos de UTI Adulta (veja AQUI).

Paralelamente, o Governo Robinson Faria (PSD) não paga há três meses os 12 médicos que trabalham na UTI Adulta do Hospital da Mulher. Uma dívida da ordem de R$ 300 mil.

Redirecionar recursos

É possível que ocorra paralisação dos serviços nos próximos dias, apurou o Blog.

Outras cooperativas funcionais também estão com atraso em pagamento, que totalizam dois meses.

O aluguel do imóvel também não vem sendo pago.

Em articulação com o prefeito Francisco José Júnior (PSD), o Governo Robinson pretende fechar o hospital para redirecionar os recursos gastos nele. A ideia é transferir maior aporte financeiro para a Dix-sept Rosado, ou HMAC, como queira, afim de lhe garantir fôlego para funcionar.

O prefeito, que trabalhou sua intervenção e passou a dar suporte ao seu funcionamento desde outubro do ano passado, teme perder seu controle.

Tarcísio Maia

O Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) também faria parte da alteração, sendo beneficiado com o “ganho” do fechamento do Hospital da Mulher. Por lá, o Governo do Estado ainda tem planos de retomar obras paradas desde a gestão Rosalba Ciarlini (DEM).

Entre 2,5 e três milhões de reais ficariam “disponíveis”, mensalmente, para que Estado e Município pudessem aplicar nessas duas frentes.

Médicos e servidores do Hospital da Mulher mobilizaram-se há poucos dias, contra o fim das atividades dessa unidade hospitalar. O discurso do governismo foi de que não existiria essa pretensão (veja AQUI).

No meio desse desgastante quadro, parturientes, bebês, famílias de Mossoró e dezenas de municípios que temem o retorno a um tempo em que parir na cidade era quase impossível. A saída seria Russas (CE) ou Ceará e Fortaleza para os mais abonados.

Pobre Mossoró!

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde

Comentários

  1. Moisés diz:

    O importante é que a população possa dispor do serviço. Se vai ser na entidade Rosada ou Avermelhada, se o prefeito é Odorico ou Saveirinho, enfim, e que, além disso, cumpram o pedido do Padre Sátiro exposto na sua nota posterior.

  2. Amanda Lima diz:

    Enquanto mais de 7 milhões de pessoas, de diferentes gêneros, classes sociais, raças e faixas etárias, refletiam sobre uma solução para “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”, a obstetrícia da região Oeste do nosso estado está prestes a vivenciar um ato de violência institucional, quando o Governo do RN e a Prefeitura de Mossoró se unem para fechar um hospital que é referência em partos de alto risco. Qual a intenção dos nossos Governantes ao cometer esse “delito”? Quantas mães e crianças ficarão sem assistência adequada? Estratégia política, que também pode ser caracterizada como abuso de poder público. Vamos todos nos unir e chamar atenção dos fiscalizadores, não podemos simplesmente cruzar os braços e esperar que eles reprimam a assistência à saúde da população usuária do SUS. Diga NÃO ao fechamento do Hospital da Mulher!!! A saúde não pode pagar por essa crise!!
    #NaoFecheOHospitalDaMulherMossoroGovernador

  3. José Fonseca N. Júnior diz:

    #NaoFecheOHospitalDaMulherMossoroGovernador

  4. Julio diz:

    Isso é fruto de uma administração vergonhosa que vem tendo nossa cidade e também o RN, o hospital da mulher tem sido extremamente útil para nossos habitantes, é realmente uma vergonha isso acontecer, chega até á ser revoltante..

  5. Francisco Assis Paiva diz:

    Bom pra um país que estar entregue as moscas, onde os políticos são corruptos, não pode-se esperar nada, a unica coisa é a misericórdia de Deus, porque o nosso Brasil não sei o que vai acontecer…

  6. Antonio Augusto de Sousa diz:

    Eu não tenho culpa.

    Votei em Larissa na suplementar e Henrique pra governador!

Trackbacks

  1. […] Efeito instantâneo da matéria que o Blog Carlos Santos postou há pouco mais de duas horas (veja AQUI). […]

  2. […] Sobre a matéria “Começa o fechamento do Hospital da Mulher, em Mossoró” (veja AQUI) A Junta de Intervenção na APAMIM/Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC) tem a […]

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2022. Todos os Direitos Reservados.