sábado - 29/02/2020 - 10:30h
Governismo

Sem encontrarem “esteiras”, vereadores sofrem para reeleição


Pelo menos quatro dos 14 vereadores governistas em Mossoró possui, em mãos, controle de partido no município. Mesmo assim, a tarefa de se reeleger não é fácil, em função de enormes dificuldades à montagem de nominata que os impulsione. Podem tentar outros caminhos.

Izabel, Aline e Sandra têm partidos em mãos, mas mesmo assim enfrentam desafios enormes (Fotomontagem BCS)

Izabel Montenegro (MDB), Aline Couto (Avante) e Sandra Rosado (PSDB) trabalham incessantemente à reeleição com autonomia em seus respectivos partidos. O mesmo acontece com Didi de Arnor (PRB).

Manoel Bezerra (PRTB) segue dando as cartas – por enquanto – em sua legenda, mas deve terminar se alojando noutra, num chapão “salve-se quem puder” bem mais viável.

Quanto a Rondinelli Carlos (PMN), o seu destino deverá ser o PTB – na busca de meios para montar sua própria nominata. Ou não.

Ricardo de Dodoca não continuará à frente da sigla em que está hoje, o PROS. O oposicionista Genilson Alves (PMN) tende a ser novo ocupante e comandante-em-chefe (veja AQUI).

Refugo

Como todos os demais parlamentares – incluindo nomes da oposição -, eles enfrentam o fantasma do fracasso porque há um refugo de pré-candidatos que não querem ser apenas “esteiras” à facilitação da vitória de quem já tem mandato.

Vão ter que usar muitos e muitos argumentos (ô!) à alteração desse quadro, até o fim do prazo de filiações e oficialização de chapas (já nas convenções municipais).

Importante lembrar que em 2016, último pleito municipal, a legislação permitia ainda a formação de coligação entre vários partidos.

Agora, não. Cada um monta sua própria nominata que pode chegar ao máximo de 32 nomes. A disputa é sobretudo interna.

Vale assinalar também: o quociente eleitoral (veja como é feito o cálculo AQUI) em 2016 foi de 6.421 votos. Vai aumentar, tornando ainda mais difícil essa caça ao voto.

AGUARDE

Leia ainda hoje: Escolha partidária errada pode jogar fora plano de vitória;

Leia ainda hoje: “Sobras” são esperança para êxito nas urnas;

Leia segunda-feira: Chapões são o “salve-se quem puder” no governismo;

Leia segunda-feira: Alguns vereadores pensam até em desistência.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. henrique diz:

    FALAR EM VEREADOR, OS VEREADORES DE TIBAU PRECISAM DISCUTIR COOM OS ORGANIZADORES DO CARNAVAL PARA ACHAR UMA SOLUÇÃO PARA DEIXAR A ENTRADA DA CIDADE DESOBSTRUIDA NOS FESTEJOS. PESSOAS DE UM LADO DA CIDADE NAO PASSAM PARA O OUTRO, ATE LVER UM DOENTE PARA O HOSPITAL É COMPLICADO COM O GANCHO TODO BLOQUEADO. A AVENIDA ENTRADA NAO PODE FICAR PARADA POR CAUSA DE PAREDÕES.

  2. henrique diz:

    Por falar em vereador, seria bom que os vereadores de Tibau, agissem no sentido de tirar o movimento do carnaval da entrada da cidade. O movimento fecha a passgem de um lado para outro da cidade, inclusive para um atendimento hospitalar, bem como tentar mais uma viatura da PM para auxiliar o policiamento da cidade.

  3. Raniele Costa diz:

    Carlos Santos, não entendo porque que políticos para se elegerem têm que mudar de partidos toda eleição, você ou Quem souber me responda por favor.

  4. Carlos diz:

    Se dependesse de mim, nenhum vereador se reelegeria, ou melhor, eles nem existiriam.

Deixe uma resposta para Raniele Costa Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.