quinta-feira - 17/05/2018 - 22:34h
Delação da Odebrecht

Prescrição e falta de consistência de denúncia salvam Agripino


Felipe e Agripino: duas situações (Foto: Web)

Por Dinarte Assunção (Blog do BG)

A apuração enviada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE), a partir da delação da Construtora Odebrecht, será apenas sobre o deputado federal Felipe Maia (DEM) e não inclui o senador José Agripino (DEM).

Na decisão que determinou o envio do caso para o RN, o ministro trata dos dois parlamentares, mas decisão anterior de setembro de 2017, estabeleceu o arquivamento em relação ao senador em razão da prescrição.

Os prazos para prescrição se reduziram em virtude da idade do senador José Agripino.

Além disso, o ministro considerou que faltava “plausibilidade mínima para se sequer seja instaurado o inquérito policial”.

Leia também: Executivo da Odebrecht aponta Caixa 2 para Agripino e Felipe Maia.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 14/05/2018 - 13:00h

A culpa do atraso e do caos não é do Santo Antônio


Por Carlos Santos

Segundo as ciências sociais, o Formador de Opinião (FO) é o indivíduo que tem a capacidade de influenciar o pensamento e o modo de agir de outras pessoas individual e coletivamente, nos mais diversos campos da atividade humana, como na política, na convivência social, no esporte etc.

Sob essa ótica cientificista, outra vez despertou minha atenção – sem me estarrecer, fenômeno perene na sociedade mossoroense em relação à visão que o ‘FO’ tem sobre a elite política caseira e ainda o seu conceito sobre cidadania. Esses formadores de opinião contribuem à comunidade em que vivem ou apenas zelam por seus interesses mais diretos?

Abandono do Santa Delmira, com lamaçal e pavimentação semidestruída, causa indignação; corrupção, não (Foto: Blog CS)

Nos últimos dias, o Blog Carlos Santos apurou e postou uma série de matérias relativas à gestão municipal. Focalizamos seu esforço para camuflar assuntos do interesse público, como contratos viciados e prejudiciais ao erário e aos munícipes, no tocante à limpeza urbana e outros serviços. Leia, por exemplo, essa postagem: Rosalba acerta mais alguns milhões em contratos suspeitos.

Apesar da delicadeza dos fatos narrados (com amparo em documentos oficiais) e os muitos milhões envolvidos, as postagens quase não foram comentadas e replicadas em redes sociais. Pelo visto, há medo e cumplicidade justificando esse teórico “alheamento”.

Rosalba e Francisco: "lixo de luxo" (Foto: arquivo)

Paralelamente, foto-legenda com lamaçal e pavimentação semidestruída no conjunto Santa Delmira, acabou sendo multiplicada em mais de 150 compartilhamentos e dezenas de comentários. Milhares de pessoas se revoltaram diante desse material no Face e Instagram do Blog.

Contudo parece que não conseguem associar que a abundância de dinheiro varrido no “lixo de luxo” tem relação direta com esse caos, que também dilacera a saúde, educação, segurança etc.

Essa mesma corrente humana que se cala diante da corrupção “Made in Mossoró“, que lhe afeta direta ou indiretamente, vocifera contra Michel Temer (MDB), condena Lula (PT) e demoniza Dilma Rousseff (PT) ou Aécio Neves, como se eles fossem causadores de todos os nossos males.

Uma lenda urbana e números eleitorais garantem que o bairro Santo Antônio (área de maior densidade populacional/eleitoral local) e o restante da periferia são os culpados pela legitimação desse modelo de dominação.

A assertiva é parcialmente correta, mas esconde uma profunda leviandade: de verdade, é a elite formadora de opinião de Mossoró que patrocina e compartilha desse modelo atrasado de administração e do fazer política. Por omissão, compadrio ou vantagem particular/familiar, concorre à perpetuação de privilégios para uns poucos, com o suor da patuleia.

A massa-gente do bairro São Antônio/periferia é vítima numerosa desse conchavo. É inocente-útil de engrenagem que a mantém refém da pobreza e incapaz de entender, que apenas uma parte microscópica de bem-estar é o que lhe cabe nesse latifúndio.

PRIMEIRA PÁGINA

Agripino leva Carlos Eduardo às bases - Nos últimos dois finais de semana, o senador José Agripino (DEM) intensificou articulações e acompanhamento pessoal ao pré-candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), nas regões Seridó e Vale do Açu. Abre caminho para Carlos em setores e entre referências políticas que ele não tinha contato e presença. Sábado, por exemplo, conversas foram em Assu.

Senador José Agripino abriu diálogo de Carlos com lideranças no sábado passado de olho nas eleições (Foto: cedida)

Geraldo Melo quer ser candidato ao Senado – Apesar da cúpula do PSDB apresentar o ex-governador e ex-senador Geraldo Melo (PSDB) como pré-candidato ao governo, até cobrando seu nome em planilhas de pesquisas oficiais ao governo, ele não esconde de ninguém: seu projeto é voltar ao Senado. O partido dos tucanos trabalha essa estratégia de pressão, para abrir caminho para viabilizá-lo como nome a senador no chapão de Carlos Eduardo Alves (PDT), em lugar de José Agripino (DEM) ou até mesmo de Garibaldi Alves Filho (MDB).

Vice de Fátima deverá ser de Mossoró – O recuo do empresário Wilson Fernandes (veja AQUI) da hipotética candidatura a vice na chapa ao governo da Senadora Fátima Bezerra (PT), não alijou a presença de Mossoró na companhia da congressista no pleito 2018. O segundo maior colégio eleitoral do estado tende a preencher espaço ao lado dela, sem indicação de forças tradicionais da política mossoroense. O assunto avança no próprio partido e pode capitalizar ainda mais sua postulação. Depois traremos mais detalhes de bastidores.

Francisco José Júnior ignora política e opta pela Medicina – Em endereços próprios na Internet, o ex-prefeito mossoroense Francisco José Júnior expõe foto de um jaleco, com seu nome e logomarca da “Uninter”, instituição estrangeira em que passou a estudar Medicina ao lado da mulher Amélia Ciarlini. Como o Blog Carlos Santos já divulgara em primeira mão no dia 25 de fevereiro deste ano (veja AQUI), é seu novo foco agora e não mais a política. A instituição fica localizada em Ciudad del Leste (conheça AQUI), no Paraguai, fronteira com o Brasil, limite com Foz de Iguaçu-PR, onde o casal e parte dos filhos passaram a residir. Outro filho também estuda Medicina, mas no Brasil.

'Doutor' Francisco: jaleco pronto

Dispensa de licitação vira regra em vez de exceção – Impressiona a quantidade de processos com “dispensa de licitação” entre o final do ano passado e os primeiros meses deste ano na Prefeitura Municipal de Mossoró. Vários são relativos à contratação de mão-de-obra terceirizada. A justificativa de “emergência” para evitar licitação é prova de má-fé ou incompetência. Nas duas hipóteses, um só resultado: prejuízo para o erário e munícipes. Mossoró é uma terra sem lei.

Memorial Itinerante Wilma de Faria – O “Memorial Itinerante Wilma de Faria” será apresentado entre essa terça-feira (15) e quinta-feira (17) em Assu. Será na Casa de Cultura Popular Sobrado da Baronesa, na Praça São João, entre 8 e 18h. Mas a abertura na terça-feira será às 18h. Acervo com fotos e objetos pessoais documentam a trajetória política da ex-governadora falecida ano passado.

EM PAUTA

OAB - A Ordem dos Advogados Brasil (OAB), Subseção de Mossoró, convida advogados em início de carreira a participarem do XII Curso de Iniciação à Advocacia de 16 a 18 de maio de 2018, na sede da OAB Mossoró, com o apoio da Caixa de Assistência ao Advogado da OAB RN(CAARN) e a Escola Aberta de Direito (EADir). Inscrições na própria OAB.

Aracati – O Governo do Ceará segue programa de fortalecimento de uma rede de aeródromos no estado e prepara o Aeroporto Dragão do Mar (Aracati) para receber aviões acima de 100 lugares. O foco é a Rota das Falésias e Polo Costa Branca-Mossoró no Rio Grande do Norte.

Thiago e Maria Jácome: sucesso (Foto: cedida)

Destaque - Cearense de nascimento, mas estudando e atuando em Mossoró desde 2009, o arquiteto Thiago Lucas Diniz, ficou entre os finalistas do Prêmio Tok & Stok de Design Universitário 2017. Esta é segunda vez que ele fica entre os selecionados para a final da premiação que alavanca a formação dos designs brasileiros. Thiago é formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Potiguar e concluiu o curso recentemente, no final de 2017. Na edição de 2016, ele também ficou entre os finalistas do prêmio. A professora Maria Jácome, orientadora de Thiago.

Câncer – Discutir e atualizar os profissionais e estudantes da área de saúde na oncologia. Esse é o objetivo da V Jornada de Oncologia do Seridó e III Simpósio de Oncologia Oral, que acontecem no dia 18 de maio, no auditório do CERES-UFRN, em Caicó. A jornada será aberta às 8 horas pelo superintendente da Liga Contra o Câncer, Roberto Sales.

Arquitetura e Design – O 3º Fórum de Arquitetura e Design (FAED) de Mossoró está definido para o dia 24 deste mês, às 13h, no Requinte Buffet e contará com as palestras das arquitetas Carol Bezerra (Natal) e Carol Cantelli (Dourados/MS). As arquitetas e urbanistas Sarah Gurgel, Talita Costa e Wanderlânia Lima organizam o evento que terá outras atividades.

Cinema – Será entre os dias 26 e 27 deste mês de maio, a Virada Cinematográfica no Cinépolis Natal Shopping, com exibição dos filmes “A Bela da Tarde”, “Mulholland Drive: Cidade dos Sonhos” e “A Primeira Noite de um Homem”. As sessões acontecerão entre às 23h50 do sábado até às 6h30 do domingo, com dois intervalos de 15 minutos entre elas.

SÓ PRA CONTRARIAR

Aos poucos a quantidade de pré-candidatos “Fakes” (falsos) ao governo vai se dissipando e se revelando…

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Adriano Coutinho operacionaliza entrega em domicílio de sua “Feijoada no Pote” sempre aos sábados e domingos, em Mossoró. Produto de boa qualidade e preços. Tele-entrega nesses números: (84) 98880-4865/98822-2881. Instagram: @feijoadanopote_.

No sábado (12), no interior de São Paulo-SP, uma mãe-policial reagiu à investida de um assaltante à porta de escola e matou o marginal. A cena mostra sua habilidade e frieza com a arma, sendo o elemento surpresa.  O governo paulista premiou a cabo Kátia da Silva Sastre pela coragem (veja AQUI).

Obrigado à leitura do Nosso BlogCarlos Escóssia (Mossoró), José Antônio Antunes (Pau dos Ferros) e Carlos Lima (Natal).

Veja a Coluna do Herzog da segunda-feira (07/05) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
  • Repet
quinta-feira - 10/05/2018 - 19:26h
Política e polícia

Mais da metade do Senado é acusada de vários crimes

Na bancada do RN, Garibaldi Filho e José Agripino aparecem na lista; Fátima Bezerra não tem citação

Do Congresso em Foco

Principais protagonistas da política brasileira nas últimas décadas, MDB, PSDB e PT também lideram a relação dos partidos no Senado com mais problemas na Justiça. O PSDB é a legenda com mais senadores investigados em proporção ao tamanho da bancada (69%). Dos 13 tucanos com assento no Senado, incluindo-se o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes (SP), 9 são alvos de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF).

Garibaldi responde a um inquérito e José Agripino se defronta com quatro; Fátima não tem nenhum (Foto: arquivo)

Na sequência vêm o MDB, com 12 de seus 18 integrantes com pendências judiciais, e o PT, com 6 de seus 9 representantes – ambos com 67% de seus nomes pendurados na mais alta corte do país. Juntos, PSDB, MDB e PT somam 27 dos 44 senadores que estão sob investigação.

O número representa mais da metade dos 81 integrantes da Casa. Até a semana passada, antes de o tribunal rever o foro privilegiado, havia em tramitação na corte 136 processos, entre inquéritos (investigações preliminares que podem resultar em processo) e ações penais (processos que podem resultar em condenação), contra senadores.

Senadores do RN

Entre os três senadores que representam o Estado do RN, Garibaldi Filho (MDB) e José Agripino (DEM) enfrentam inquéritos. Garibaldi tem um – Veja AQUI e Agripino tem quatro – Veja AQUI.

Em relação à Fátima Bezerra (PT) não há nada contra ela.

Os dados são de levantamento exclusivo do Congresso em Foco.

Saiba mais detalhes clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 28/04/2018 - 10:36h
Kléber Fernandes

Vereador em Casa Civil facilita acomodações políticas


Do Blog Thaísa Galvão

Kléber acomoda vários interesses (Foto: Web)

Como o Blog havia informado, o vereador de Natal, Kléber Fernandes (PDT) é o nome para a Casa Civil da Prefeitura na gestão Álvaro Dias (MDB).

A saída de Kléber da Câmara abre espaço para o DEM.

Promessa feita pelo ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) ao senador José Agripino Maia (DEM), cumprida agora por Álvaro.

Em troca, o suplente de vereador Dagô (DEM), que assume a vaga na Câmara, vira cabo eleitoral em Natal para Adjuto Neto (MDB), filho de Álvaro e pré-candidato a deputado estadual.

A chegada de Kleber à Prefeitura – ou a volta, vez que ele já foi titular na Casa Civil – dará um tom mais relaxado ao relacionamento entre os dois poderes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 11/04/2018 - 03:38h
Política

Posse de prefeito dá sinais de aliança para eleições 2018


Álvaro tomou posse no Cemure (Foto: TN)

A posse do vice-prefeito e ex-deputado estadual Álvaro Dias (MDB) como prefeito efetivo do Natal, nessa terça-feira (10), foi – talvez – uma avant-première da aliança que se formará às eleições deste ano no RN.

O evento atraiu nomes do DEM, o próprio MDB, PSDB, PR, PP e PDT, entre outros.

Ausente, o senador José Agripino (DEM) que está em Brasília, além do ex-prefeito e governadorável Carlos Eduardo Alves (PDT), que viajou para o eixo Rio-São Paulo para uns dias de descanso.

Entre os presentes, o senador Garibaldi Filho (MDB), o ex-deputado federal e presidente do PR no estado, João Maia, e a prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) com seu marido Carlos Augusto Rosado e o pré-candidato a deputado estadual e filho do casal, Kadu Ciarlini (PP).

A posse ocorreu no Centro Municipal de Referência em Educação (CEMURE), bairro de Nazaré, Zona Oeste de Natal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 10/04/2018 - 06:50h
Articulações

PSDB diz que não tem candidato ainda para apoiar ao governo


Atualmente três candidaturas majoritárias ao governo do Estado cortejam o PSDB. A informação oficial é do próprio PSDB. Mas o presidente da sigla e da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, diz que o PSDB “não tem candidato ao governo, mas segue ouvindo e conversando com todos”.

O atual governador Robinson Faria (PSD), o ex-prefeito da capital do Estado Carlos Eduardo Alves (PDT) e Fábio Dantas (PSB), vice-governador do Estado, são os nomes postos à conversação como pré-candidatos ao governo.

PSDB alarga força (Foto: cedida)

O PSDB tem oito deputados estaduais, sendo a maior bancada do Legislativo Potiguar, 33 prefeitos e vice-prefeitos, 107 vereadores e está presente com diretórios municipais em 150 cidades das 167 do Estado.

O partido tem ainda o deputado federal Rogério Marinho.

À semana passada, o ex-governador e ex-senador Geraldo Melo filiou-se ao PSDB e disse, em discurso, que o partido desejava ter ele como candidato ao governo, mas sua preferência era concorrer ao Senado.

Chapa

Como o Blog Carlos Santos postou em primeira mão dia passado na Coluna do Herzog (veja AQUI), articula-se um “chapão” com Geraldo concorrendo ao Senado em lugar de José Agripino (DEM), que seria deslocado à Câmara Federal em lugar do seu filho Felipe Maia (DEM).

O pai de Ezequiel Ferreira, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), ficaria como suplente do senador Garibaldi Filho (MDB). Já o empresário Haroldo Azevedo (PSDB), é a indicação para suplente de Geraldo Melo.

O apoio do PSDB, assim, seria consagrado para a candidatura de Carlos Eduardo Alves ao governo.

Quanto à pré-candidatura de Fábio Dantas, ela definha desde o momento que foi anunciada. Foi estimulada no gabinete do próprio presidente Ezequiel, com a promessa mirabolante de apoio de 96 prefeitos.  Houve quem acreditasse nessa balela.

Robinson acena com entendimento, pesando contra ele os altos índices de reprovação/rejeição pessoal e governamental.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
segunda-feira - 09/04/2018 - 06:37h
COLUNA DO HERZOG

Populismo e dominação carismática no lulismo encarcerado


Por Carlos Santos

Preso no sábado (7) na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba (PR), onde passou a cumprir pena de de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP), o ex-presidente Lula da Silva (PT) é uma força política desmedida – solto ou encarcerado.

Ele encarna um papel sem cópia no lulismo, movimento político tipicamente brasileiro que mesmo assim não pode ser caracterizado como original e incomum, quando o tratamos sob a ótica da ciência política e da sociologia, por exemplo.

Mestre da retórica, ou seja, da arte da eloquência, Lula representa o que o filósofo alemão Max Weber trata por força da “dominação carismática”, um poder de “caráter autoritário e imperativo”, irradiado pelo fascínio que exerce sobre a massa-gente.

Como ele, não faltam outros personagens com características parecidas no Brasil e no mundo, através dos tempos. Germinam principalmente em períodos de instabilidades político-sociais e anemia institucional, com essência no populismo, culto à personalidade e messianismo.

Lula tem entre seus eleitores uma multidão de devotos, sequazes e fanáticos, massa comum a esse modelo de relação que caracterizou o “peronismo” na figura de Juan Perón na Argentina, entre 1946 e 1955 e de 1973 a 1974; Getúlio Vargas, e o “getulismo”; Benito Mussolini, na Itália fascista da primeira metade do século XX; Antônio Conselheiro e seu Arraial de Canudos no sertão baiano do século XIX etc.

Todos eles falavam, como Lula, para um universo que era catequizado para ter um guia e não um representante formal. O “povo”, nos discursos demagogos e manipuladores, sempre aparece como uma razão quase divina do líder, regente de sua história.

O “não-povo” é todo aquele que não crê e não o incensa. É todo aquele que se põe longe, fora ou em conflito com essa aura mítica. O Estado é personificado no que pensava o monarca Luís XIV na França imperial: “Sou eu”. Pode tudo em suas mãos.

O lulismo, ou o “lulupetismo” – como se define depreciativamente a era Lula-PT, não vai ser riscado do mapa com o xilindró do líder. Pode até recrudescer mais ainda essa paixão coletiva, alimentada pela vitimização fática ou laboratorial do ex-líder sindical.

Ninguém espere também um substituto para Lula nas urnas ou mais adiante. Ele é espécime raro.

Primeiro, porque nada nasce ou cresce em torno de gente com seu perfil, a ponto de eclipsá-lo. Segundo, porque essa troca não obedece a qualquer alteração formal e ritualística, como se faz numa convenção partidária.

Cada senhor de dominação carismática e populista tem seu tempo e lugar na história; seu legado será sempre discutido e discutível.

PRIMEIRA PÁGINA

Ex-deputado Laíre Rosado tem rotina de apoio a outros detentos – Preso (veja AQUI) desde o dia 22 de março último no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Apodi, o ex-deputado federal, bacharel em direito e médico Laíre Rosado tem-se adaptado à rotina prisional e revelado enorme capacidade de convivência com os demais detentos. Revela-se até bastante útil à comunidade carcerária, no exercício de seus conhecimentos de medicina. Ao mesmo tempo, pleiteia sua liberdade através de instrumento de apelação judicial.

Filha de Zenaide Maia seguirá “renovação” da política do RN – Mada Calado Maia, que até bem poucos dias era titular da Secretaria Municipal de Assuntos Extraordinários da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, segue a receita uterina das “mudanças” e “renovação” na política do RN. Será candidata a deputado estadual pelo PT, enquanto sua mãe – deputada federal Zenaide Maia – concorrerá ao Senado pelo PHS. Além disso, seu tio João Maia (PR) tentará voltar à Câmara Federal. Outro tio, Agaciel Maia (PR), é deputado distrital em Brasília.

Mada: em família (Foto: Web)

Deputados podem não viabilizar registro de candidatura – Fiquemos atentos à marcha burocrática das candidaturas à reeleição dos deputados estaduais Ricardo Motta (PSB), Dison Lisboa (PSD) e José Adécio (DEM). Os três têm seriíssimos problemas judiciais que podem gerar comprometimento de registro de candidatura à reeleição. Anote.

Os argumentos e a botija do crescimento do  PSDB/RN – Com oito deputados estaduais, o PSDB do RN experimenta um crescimento exponencial e de difícil compreensão para leigos e até gente conhecedora da política. Tantos candidatos à reeleição estariam apostando em quê? Tem quem diga que o presidente da sigla e da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, possui muitos argumentos e uma “botija” para convencer políticos tão experientes de que não estão entrando numa furada.

Segundo turno à vista – Com a concorrência de pelo menos três ou quatro chapas ao Governo do RN, com boa capacidade de votos, é mais do que previsível a realização do pleito em dois turnos. Sob essa ótica, é que o governador Robinson Faria (PSD) trabalha, sob a crença de que um nome no segundo turno será o seu. Em 2014, ele perdeu o primeiro para Henrique Alves (MDB), mas levou de arrastão o segundo.

Galeno Torquato x Raimundo Fernandes – Os deputados estaduais Galeno Torquato (PSD) e Raimundo Fernandes (PSDB) fazem duelo à parte na campanha deste ano. Ambos tem São Miguel no Alto Oeste como berço político, mas espraiaram apoios por outras regiões. No pleito de 2014, Galeno estreou na disputa com 63.286 (3,82%) votos, sendo o segundo mais votado. Mas deve ter uma queda expressiva nesses números em 2018. Raimundo empalmou 35.333 (2,13%) votos e foi o 18º mais votados entre os eleitos. Parte para seu nono mandato.

Um vice para Carlos Eduardo Alves – A candidatura ao governo estadual de Carlos Eduardo Alves (PDT), que renunciou ao cargo de prefeito do Natal no final de semana, pode ter um nome indicado pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) a vice. A ideia é fechar chapão com força nos dois maiores colégios eleitorais do estado.

Geraldo Melo é cogitado para lugar de Agripino – Nos bastidores da política, em Natal, já se conversa a possibilidade de deslocamento do senador José Agripino (DEM) para chapa à Câmara Federal. Em seu lugar, entraria o ex-senador Geraldo Melo (PSDB), tendo o empresário Haroldo Azevedo (PSDB) como primeiro suplente. Garibaldi Filho (MDB) seria mantido como candidato à reeleição ao Senado, tendo Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB, pai do presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira Filho-PSDB) como primeiro suplente.

Rosados podem repetir disputa familiar de 2014 – Se em 2014 o clã Rosado se fracionou em três candidaturas à Câmara Federal, para 2018 a corrida eleitoral na família talvez aconteça num patamar mais abaixo: Assembleia Legislativa. Larissa Rosado (PSDB), Kadu Ciarlini (PP) e Fafá Rosado (PSB) podem concorrer a uma vaga no parlamento estadual. Em 2014, Fafá, Sandra Rosado (PSB, hoje no PSDB) e Beto Rosado (PP) disputaram espaço na Câmara Federal, mas só esse último se elegeu.

Três pré-candidatos ao governo e um destino – Os três primeiros pré-candidatos ao governo do RN que surgiram ano passado não prosperaram as intempéries da pré-campanha: desembargador Cláudio Santos (sem partido), empresário Tião Couto (PR) e vereadora grossense Clorisa Linhares (Solidariedade) figuram nessa lista.

EM PAUTA

Sérgio Oliveira – O jornalista Sérgio Oliveira mergulha de vez no universo forense. Está instalado com escritório no Oásis Center, Avenida Alberto Maranhão, Centro de Mossoró, Sala 79-B, no 1º andar. Bom demais, Serginho. Depois apareço por aí.

Sérgio: advocacia (Foto: Web)

Simpósio – O Campus Avançado Professora Maria Elisa de Albuquerque da Universidade do Estado do RN (UERN), em Pau dos Ferros, vai sediar entre 17 e 19 de abril, o Simpósio Internacional de Ensino e Culturas Afro-brasileiras e Lusitanas (I SINAFRO).

Instituto Oral Clínica – Será nessa terça-feira (10), às 19h, a inauguração do Instituto de Ensino e Pesquisa Oral Clínica, com realização de workshop sobre Gestão e Mercado em Saúde, seguida de um coquetel. Ocorrerá na Rua Doutor João Marcelino, 450, Santo Antônio, Mossoró. O objetivo da instituição é a qualificação profissional de excelência para as diferentes áreas da saúde, sobretudo a nível de pós-graduação, iniciativa dos odontólogos Ney Robson e Kátia Maia.

Reeleição – A professora Marlúcia Barros Cabral foi reeleita para direção do Campus da Universidade do Estado do RN (UERN), em Assu, na sexta-feira (7).

Voos – A Azul Linhas Aéreas, após inspeção no Aeroporto de Mossoró à semana passada, conclui relatório sobre condições para uso comercial desse equipamento. Intenção é de promover pelo menos três voos semanais (segunda, quarta e sexta-feira), no horário vespertino. Isso poderá acontecer a partir de junho.

Casa Centelha – A tradicional empresa Casa Centelha de Mossoró abriu seu show-room recentemente no Santo Antônio, próximo ao Serviço Social do Comércio (SESC). Mas evitou qualquer evento de inauguração.

SÓ PRA CONTRARIAR

O verde-oliva voltou a ser uma cor presente em Brasília.

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Anote aí o fone e email do “Palhaço Pitanga”, que nos garante: é atração perfeita para aniversários infantis em Mossoró: migo38a@hotmail.com e (84) 9.8638-3389. Recado dado.

Chuvas nos últimos dias tem fortalecido sobremodo a crença no inverno no estado. Regiões mais castigadas do RN como Oeste e Seridó estão com excelentes chuvas e as imagens se multiplicam na Internet, como a sangria do Açude Público de Riacho da Cruz.

Obrigado à leitura do Nosso BlogJoel Canela (Felipe Guerra), Wilana Dantas (Caicó) e Magnólia Maria da Rocha Melo (Mossoró).

Veja a Coluna do Herzog da segunda-feira (02/04) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
segunda-feira - 02/04/2018 - 08:18h
Senado

DEM tentou evitar filiação de Zenaide Maia ao PHS


Por Rafael Duarte (Blog Saiba Mais)

O incômodo com a candidatura ao Senado da deputada federal Zenaide Maia foi sentido em Brasília. O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM) pressionou pessoalmente a cúpula do PHS a não receber a parlamentar do Rio Grande do Norte.

Rodrigo: pressão sem êxito (Foto: Web)

No ato de filiação de Zenaide em Natal, dia 24 de março, o secretario geral nacional do PHS Luiz França fez um desabafo e avisou que o Partido não aceitaria pressão nem recados enviados por terceiros.

A advertência tinha endereço certo.

Interessado

Embora não tenha citado nomes, o Blog apurou que a pressão partiu de Rodrigo Maia, presidente da Câmara filiado ao mesmo Partido do senador José Agripino Maia, o DEM, grande interessado no enfraquecimento da candidatura de Zenaide.

Aliás, a deputada federal é a grande surpresa das pesquisas de intenção de voto até aqui.

Na mais recente, realizada pelo Instituto SETA/Blog do BG e divulgada em março, Zenaide Maia aparece em primeiro lugar, à frente dos senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Alves Filho (MDB). Em 2018, duas vagas estão em disputa.

Nota do Blog Carlos Santos – O deputado federal Fábio Faria (PSD) agiu noutra frente. Tentou assumir controle do PHS para ampliar leque de partidos à aliança pró-governo e de modo a garantir viabilidade de sua reeleição à Câmara Federal (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 28/03/2018 - 23:21h
Marketing

Zenaide se livra do “Maia” para campanha ao Senado


Pré-candidata ao Senado, a deputada federal Zenaide Maia (PHS) começa a adotar novo “nome político” em preparação à campanha que se aproxima. Deixou de ser “Maia”.

Agora, ela se apresenta como “Doutora Zenaide”. Subtraiu o sobrenome com o qual se apresentou em todo o mandato, desde a campanha de estreia em 2014, ao ser eleita à Câmara Federal.

"Doutora" Zenaide massifica novo nome do marketing político-eleitoral nas redes sociais (Foto: reprodução)

Nas redes sociais e em apresentações públicas, a parlamentar tem-se apresentado nos últimos dias com essa identificação.

Doutora Zenaide exorciza o sobrenome numa campanha de forte pressão contra o conservadorismo, oligarquias e a própria classe política. Receita do marketing, com certeza.

Zenaide era "Maia" em 2014 (Foto: reprodução)

Ela é irmã do ex-deputado federal João Maia (PR), do deputado distrital (Brasília) Agaciel Maia  (PR) e do ex-prefeito de Jardim de Piranhas Galbê Maia.

Também é prima do senador José Agripino Maia (DEM).

Há poucos dias, em Mossoró, numa entrevista à jornalista Carol Ribeiro (TV Cabo Mossoró), Zenaide insistiu numa tese:

- “Eu tenho vontade própria”.

Já esta semana, seu irmão e pré-candidato a deputado federal João Maia (PR) repetiu o mantra familiar noutra entrevista:

- “Ela tem vontade própria”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 18/03/2018 - 07:36h
Pré-candidata

Zenaide confirma filiação ao PHS e garante ter opinião própria


Do Blog Carol Ribeiro

Meu pai era um pequeno agricultor e minha mãe uma costureira. (senador José Agripino-DEM) Nunca financiou e não foi quem me botou no mundo político. Eu não nego minhas origens, mas eu tenho opinião própria, eu não vou votar contra o povo brasileiro”.

É dessa forma que a deputada federal Zenaide Maia (PR) explica que seu posicionamento político não é oportunismo, e que suas origens nunca definiram seu posicionamento. 

A pré-candidata ao Senado fala sobre seu desempenho nas últimas pesquisas, que a mostram como realidade eleitoral, deixando o primo José Agripino para trás.

Filiação ao PHS

Ela confirma a ida para o PHS e a aliança com o PT.

Zenaide também fala sobre governo Michel Temer e intervenção federal do Rio de Janeiro. 

A conversa completa você pode acompanhar na entrevista concedida à TV Cabo Mossoró (TCM) nessa sexta-feira (16) e ao Blog Carol Ribeiro, clicando nos boxes de vídeo constantes desta postagem.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 12/03/2018 - 12:58h
Análise

Zenaide Maia é uma realidade eleitoral em disputa acirrada

Garibaldi e Agripino vão à reeleição em campanha que parece não ter espaço para 'novidades' maiores

A disputa eleitoral ao Senado da República este ano no Rio Grande do Norte e nos demais estados federados terá duas vagas. No ambiente potiguar talvez tenhamos uma das contendas mais emocionantes, conforme já apontam números de pesquisas (dezembro de 2017 e fevereiro de 2018).

A sondagem mais recente, divulgada na sexta-feira (9) pela FM 98.9 e o Instituto Consult, foi realizada entre dias 24 e 27 de fevereiro. A anterior teve coleta de dados entre 2 e 7 de dezembro, sob encomenda da Federação das Indústrias do RN  (FIERN), também realizada pelo Instituto Consult – veja AQUI.

Zenaide marcha com consistência e pode jogar atuais senadores à briga à parte no mesmo palanque (Foto: sem identificação)

O que os números mostram agora, é que a deputada federal Zenaide Maia (PR), pré-candidata ao Senado, é uma realidade em termos de intenções de voto, ameaçando abocanhar uma vaga. Caminha para fazer dobradinha ao governo com a senadora Fátima Bezerra (PT).

O senador José Agripino (DEM) terá maiores dificuldades em conter marcha da parlamentar (sua prima), mas o também senador Garibaldi Filho (MDB) que se cuide.

A pesquisa aponta que Garibaldi é o líder na primeira opção de votos, mas Zenaide já colou nele e há empate técnico na opção “Estimulada” (quando os nomes dos pré-candidatos são apresentados pelo pesquisador).

O senador emedebista tem 16% e Zenaide soma 14,65. Agripino já ficou com 6,65%. Os demais nomes apresentados aparecem bem atrás (veja boxe abaixo).

Senado – Primeiro Voto

Garibaldi Filho – 16%; (era 15,76% em dezembro)
Zenaide Maia – 14,65%; (era 12,12% em dezembro)
José Agripino – 6,65% (era 6,94% em dezembro)
Carlos Eduardo Alves (PDT) – 4,59%;
Geraldo Melo (sem partido) – 2,88%;
Ney Lopes (PSD) – 1,94%;
Magnólia Figueiredo (SDD) – 1,88%;
Flávio Rocha (sem partido)  – 1,24%;
Fábio Dantas (PSB) – 0,94%;
Joanilson de Paula Rego (PSDC) – 0,82%;
Tião Couto (PSDB) – 0,41%;
Luiz Roberto Barcelos (sem partido)  e outros – Zero%;
Nenhum – 35,53%;
Não Sabe Dizer – 12,35%.

Um fio de esperança aparece para José Agripino, quando se indaga qual o segundo nome ao Senado do entrevistado, apresentando-se a lista de opções. Aí, o senador do DEM figura em primeiro lugar com 7,6% (era 6,18% em dezembro), seguido de Garibaldi com 5,88% (era 3,12% em dezembro) e Zenaide obtém 4,41% (era 3,12% em dezembro).

Na planilha que soma o primeiro e segundo votos ao Senado, Garibaldi é o primeiro lugar com 21,88% (era 18,88% em dezembro), mas Zenaide outra vez está próxima em empate técnico, com 19,06% (era 15,24% em dezembro) e José Agripino é apenas o terceiro com 13,71% (era 13,12%).

Garibaldi e Agripino: reeleição (Foto: arquivo)

Rejeição

O senador Agripino é o campeão de rejeição com 21,7%, seguido de Garibaldi com 16,5%, enquanto Zenaide possui apenas 3,5%.

Os eleitores também foram ouvidos sobre o projeto de reeleição dos atuais senadores. O resultado é de novo bastante desfavorável a José Agripino, num comparativo com Garibaldi Filho. A renovação de mandato do senador do DEM é vista como “ruim” para 29,06% dos ouvidos e “péssima” para 21,82%. A soma bate em 50,88%.

Já Garibaldi Filho ostenta 27,53% de “ruim” e 18,76% de “péssimo”, totalizando 46,29% que não querem sua volta ao Senado.

Pesquisa Espontânea

Um sinalizador de que a briga pelo voto ainda pode sofrer mudanças na movimentação de peças e até com alguma surpresa não observada até aqui, é indicada pela pesquisa com pergunta espontânea (quando o entrevistado cita algum nome de memória, sem ter qualquer opção).

O Não Sabe Dizer atinge 71,2% e Nenhum fica em 22,1%, totalizando 93,3%. Porém mesmo aí, Zenaide (nome menos conhecido num comparativo com os atuais senadores) empina 2,1%, Garibaldi ergue 1,7% e Agripino levanta 1,2%. Atrás deles, nenhuma ‘surpresa’.

Se forem pro mesmo palanque, “casando” votos, Garibaldi e Agripino talvez cheguem às urnas duelando entre si. Quem sobrará, se realmente Zenaide continuar em ascensão? Faça suas apostas. A luta está apenas em suas prévias.

Leia tambémFátima ganha status de ‘favorita’ ao crescer em pesquisa;

Leia tambémFátima Bezerra lidera corrida ao Governo do Estado do RN;

Leia tambémMaioria do eleitor não quer nenhum nome ao Senado;

Leia tambémRobinson é campeão de rejeição e reprovação; Agripino o mais rejeitado ao Senado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 11/03/2018 - 15:32h
COLUNA DO HERZOG

O ódio e o perdão na relação do rosalbismo com Agripino


Por Carlos Santos

Guru e ideólogo do rosalbismo, grupo que formou sob a imagem populista da sua mulher, ex-governadora e atual prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP), Carlos Augusto Rosado é adepto do pragmatismo político. Tudo depende do contexto e da necessidade para inversão de papeis, se for o caso. Feio é perder.

Ele adota a máxima de Juscelino Kubitschek: “Não existe inimigo para sempre nem amigo eterno na política”. A trajetória do casal Carlos-Rosalba e do seu grupo já provou e ratificou essa assertiva incontáveis vezes.

No dia 1º de abril de 2014 (Dia da Mentira), cinco meses antes das eleições estaduais, o Blog Carlos Santos publicava essa postagem: Rosalbismo pode dar troco com ‘voto útil’ também no estado. Alijada do próprio processo sucessório e deixada no acostamento por lideranças do PMDB e do DEM (seu partido na época), a então governadora meses depois apoiou Robinson Faria (PSD).

Contribuiu para derrotar o adversário e ex-aliado deputado federal Henrique Alves (MDB), ao governo estadual. Vingou-se.

No seu index de vinditas ainda falta o senador José Agripino (DEM), a quem não perdoa por ter ficado sem a sigla para tentar a reeleição, mesmo com mais de 80% de reprovação àquele ano. A mesma situação vivida agora por Robinson Faria em termos de rejeição popular.

Quando perguntada se vai apoiar Agripino à reeleição este ano, a “Rosa” desconversa, procura sair pela tangente ou literalmente escafeder-se.

Esperar apoio dela e de seu grupo a José Agripino em 2018, é perder tempo. Mas claro que há uma esperança pro senador e primo de Carlos Augusto. Basta citarmos o Conde de Chesterfield:

- “Os políticos não conhecem nem o ódio, nem o amor. São conduzidos pelo interesse e não pelo sentimento“.

PRIMEIRA PÁGINA

- Fábio Faria falha em nova tentativa de se apropriar de partido – É, não tem sido fácil nas últimas semanas a vida para o deputado federal Fábio Faria (PSD). Tem corrido aqui e ali, para se apropriar de um partido a mais para “chamar de seu”, mas tem batido com a cara nas portas. A mais recente tentativa foi com o PHS, após errar a mão com o PP (veja AQUI). Como noticiou o jornalista Heitor Gregório, a própria direção nacional da legenda disse não. Prioridade é receber a pré-candidata ao Senado, deputada federal Zenaide Maia (PR), além de outros novos e importantes filiados. No RN, o PHS é comandado por Leandro Prudêncio, que articula com o deputado estadual Manoel Cunha Neto, o “Souza”, esse fortalecimento com vistas ao pleito que se aproxima.

Lula da Silva está ameaçado de ser preso em breve; Henrique enfrenta situação há mais de nove meses (Fotos: Web)

- A prisão de Lula e o efeito na campanha de Fátima Bezerra – Muita gente aposta que numa eventual prisão do ex-presidente Lula da Silva (PT), a postulação ao governo da senadora Fátima Bezerra (PT) deva adernar. Paralelamente, subiria vertiginosamente o capital de intenções de voto do prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT). O raciocínio deve ser feito também em sentido inverso: e a prisão há mais de nove meses do ex-deputado federal, líder do grupo Alves e primo de Carlos, Henrique Alves (MDB), não afeta em nada o adversário da senadora? Ô!

- Cláusula de Desempenho destroça sistema partidário – A Cláusula de Desempenho que obriga os partidos a priorizarem eleições à Câmara Federal este ano, em vez de disputas majoritárias (Leia: Cláusula de Desempenho prioriza luta à Câmara Federal) está destroçando de vez o sistema partidário brasileiro. Até mesmo as legendas mais ideológicas estão se prostituindo, topando qualquer parada, para poderem continuar vivas. É o fim. Nesse ritmo, sem o fortalecimento partidário e sem espaços para siglas ideológicas, melhor exumar as candidaturas avulsas, que existiam até a chamada República Velha (1889-1930).

- Bancada indócil pode criar problemas – A bancada da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) tem aumentado o tom de críticas à gestão ou adotado o silêncio em sua defesa, em sessões da Câmara Municipal. Voltou muito indócil das longas férias. Ela pode ter problemas maiores adiante.

- Pesquisa para deputados federal e estadual - Depois de apresentar na sexta-feira (9) números para corrida ao Governo do Estado, Senado da República, Presidência da República e avaliações governamentais, nesta semana a FM 98.9 e o Instituto Consult vão divulgar números da mesma pesquisa para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

- Empresário mossoroense é cotado para vice de Fátima Bezerra – O empresário mossoroense Wilson Fernandes (empresa WR Industrial e outros negócios) é nome cotado para vice ao governo, na chapa da senadora Fátima Bezerra (PT). Ele é um nome de alto conceito em Mossoró e região, com comportamento extremamente sóbrio, sem afetações ou esnobismos.

- Apodi terá pelo menos três candidatos – O município do Apodi terá pelo menos três candidatos este ano, na corrida eleitoral. A ex-prefeita Gorete Silveira (MDB) disputará vaga à Assembleia Legislativa, mesma faixa da vereadora Soneth Ferreira (Solidariedade). O também vereador Gilvan Alves (Avante) concorrerá à Câmara Federal.

- Uma bandeira forte para rodar o país – O marketing do empresário e pré-candidato à Presidência da República, Flávio Rocha (sem partido), acerta em cheio com o “Movimento Brasil 200″. Não há originalidade na estratégia, mas há perspicácia e senso de oportunidade na ação, que permitem ele rodar o país inteiro com uma bandeira suprapartidária e apartidária. Será candidato? O futuro próximo dirá. Se conseguir levantar voo a bons índices de intenções de voto até final de julho, sim.

Raniere e Karla: com Raimundo (Foto: Aline Bezerra)

- Avante vai apoiar deputado estadual de outra sigla à reeleição – Apesar de pegar o Avante (ex-PTdoB) no RN para comandar através de sua mulher Karla Veruska, o presidente da Câmara Municipal do Natal – Raniere Barbosa (Avante) não aposta prioritariamente no partido em todas as faixas eleitorais. Foi convencido a apoiar o deputado de longo curso (oito mandatos) Raimundo Fernandes  (PSDB) à reeleição. Karla Veruska está escalada para concorrer à Câmara Federal e Barbosa achou mais prudente não disputar vaga à Assembleia Legislativa. Entendi!

Carreata pró-Bolsonaro está definida – Está definida para o domingo (18) em Mossoró, a carreata em apoio à pré-candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência da República e em defesa do voto impresso. A concentração começará às 15h na Avenida Presidente Dutra, ao lado da Igreja do Alto de São Manoel. Será finalizada na Estação das Artes Elizeu Ventania.

- Robinson convive com a perfídia de aliados – O empenho de alguns aliados para que o governador Robinson Faria (PSD) saia do governo é maior do que a vontade dos adversários e o povo em vê-lo pelas costas. O poder é sempre um serpentário repleto de ressentidos e conspiradores, verdugos e tartufos; gente acostumada à idolatria e à perfídia. A dissidência do seu vice e o que se trama na Assembleia Legislativa dirão muito do que veremos nos próximos dias. Leia: Robinson está ameaçado de sair por bem ou por mal.

- Isaura Amélia aguarda substituto para sair de fundação - A professora Isaura Amélia Rosado apresentou seu pedido de exoneração da Fundação José Augusto (FJA) na quarta-feira (7), mas até agora não teve publicada oficialmente sua saída. O governador Robinson Faria (PSD) pediu-lhe um tempo para encontrar substituto, de modo a publicar sua exoneração. Isaura tem pressa em sair, para cuidar da campanha à reeleição do sobrinho Beto Rosado (PP), deputado federal. Também ficou insatisfeita com a tentativa do grupo do governador de se apropriar do PP no RN, comandado por seu irmão e ex-deputado federal Betinho Rosado

EM PAUTA

Cidade Junina – Palmas para a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e sua equipe da área de cultura. Apresentou à semana passada projeto preliminar com cronograma de ações para o Mossoró Cidade Junina (MCJ). Faltam as principais atrações que arrebanham público, mas é um bom começo para revitalização do evento, que foi o mais desorganizado e fraco dos últimos anos em 2017.

Carrefour – Circula informação de que o grupo transnacional Carrefour (Comércio & Indústria Ltda. no Brasil), nascido na França em 1959, tem planos para desembarcar em Mossoró. Na cidade já existe um de seus braços, o atacarejo Atakadão.

Francisco Paulo Ramon Rocha Paiva vem de origem humilde e escola pública (Foto: redes sociais)

APP e Câncer – O jovem mossoroense de origem humilde e oriundo da escola pública, Francisco Paulo Ramon Rocha Paiva, 22 anos, criador do Game Super K vs Câncer, foi convidado para palestrar na Campus Party Brasil 2018 (11 a 15 de abril no Centro de Convenções em Natal), evento de alcance planetário voltado para o universo da Net. Ele criou um APP (software desenvolvido para ser instalado em um dispositivo eletrônico móvel, como smartphone) utilizado no tratamento a pacientes infanto-juvenis com câncer.  Uma história edificante. Aplausos. Saiba mais clicando AQUI.

Grupo Gentil - O Grupo Gentil Negócios, que agora tem a franquia da marca O Boticário em Mossoró e outros municípios da região, inaugurou sua loja principal na cidade nessa quinta-feira (8). Saudou sua chegada brindando a cidade com um evento de bom gosto com o grupo de dança Diocecena e crianças e adolescentes do Instituto Gentil de Campo Grande-RN. Parabéns!

Turismo - Com saída de Natal já confirmada para o dia 22 de Julho, a Arituba Turismo já iniciou as reservas para o pacote turístico promocional com destino a Itália, Grécia, Croácia, Montenegro e inclui um Cruzeiro de sete dias a bordo de um transatlântico internacional que sairá do porto de Veneza.

Balada do Tuca – Será no próximo sábado (17), no Cândidus Restaurante em Mossoró, a “Balada do Tuca”, a partir das 17h. O show de Tuca Fernandes (ex-vocalista da banda Jammil e Jheremmias Não Bate Córner) terá a janela do grupo Sax in the House. Vendas de ingressos na San Lorenzo do Partage Shopping  e do Shopping liberdade.

Amarn – Será nessa sexta-feira (16) as eleições para nova diretoria da Associação dos Magistrados do RN (AMARN) para o triênio 2018/2021. O pleito tem duas chapas em disputa e ocorrerá entre 8 e 17 horas. Azevêdo Hamilton Cartaxo (Chapa 1) e José Herval Sampaio Júnior (Chapa 2) concorrem ao pleito. São 247 judicantes da ativa e 57 aposentados (total de 304) que formam o eleitorado.

Basta – Abaixo-assinado de 100 professores da Universidade do Estado do RN (UERN) cobra convocação de assembleia extraordinária para esta semana (quarta-feira, 14), da Associação dos Docentes da Uern (ADUERN). O documento foi formalizado. Querem que o movimento que chega neste domingo (11) aos 122 dias, tenha um basta. Somado à paralisação anterior (147 dias em 2015) atinge 269 dias. Na gestão Rosalba Ciarlini (DEM, hoje PP) foram também duas greves (uma com 106 e outra de 66 dias) que chegaram a 172 dias. Enfim, em cerca de sete anos, já são 441 dias de greve. Por enquanto.

SÓ PRA CONTRARIAR

Eu sei que você sabe que eu sei.

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Valeu a dica, cara Fábia Albuquerque. A Coluna do Herzog segue a observação logo hoje.

Lamento neste espaço a morte em circunstância trágica do bacharel em direito e agente penitenciário Ricardo Alexandre. Fomos vizinhos colaborativos e respeitosos. Que descanse em paz!

Obrigado à leitura do Nosso BlogArturo Arruda (Natal), Pituleira (Caicó) e Tércio Pereira (Mossoró).

Veja a Coluna do Herzog do domingo (04/03) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sexta-feira - 09/03/2018 - 19:16h
Pesquisa 98.9/Consult

Maioria do eleitor (82%) não quer nenhum nome ao Senado


Blog do BG/FM 98.9/Instituto Consult

Se a eleição fosse hoje, Garibaldi Filho (MDB) e Zenaide Maia (PR) estariam eleitos para o Senado, indica pesquisa  98.9FM/Instituto Consult.

Garibaldi Filho tem o primeiro lugar, enquanto Agripino aparece em terceiro e Zenaide na segunda posição (Foto: arquivo)

O senador do MDB aparece com 21,88% da preferência do eleitorado.

Zenaide marca 19,06%.

O senador José Agripino (DEM) tem 13,71%.

Quase 82% rejeitam (nenhum) todos os nomes e quase 33% não souberam responder.

As estatísticas, nesse caso, somam mais de 100% por se tratar de duas opcões de escolha.

A pesquisa foi realizada entre 24 e 27 de fevereiro, com 1700 entrevistas em todo o Estado.

A margem de erro é de 2,3% para mais ou para menos.

Leia também: Fátima Bezerra lidera corrida ao Governo do Estado do RN.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 09/03/2018 - 08:32h
Democratas

Agripino passa a ter foco total em seu projeto de reeleição


Agripino: reeleição (Foto: Assessoria)

O Democratas passa a ser presidido pelo prefeito de Salvador-BA, Antônio Carlos Magalhães Neto, o “ACM Neto”.

Após sete anos, o senador potiguar José Agripino Maia deixou o cargo nessa quinta-feira (8).

Ele sabe que sua reeleição merece foco total.

A convenção partidária ocorreu na Câmara dos Deputados em Brasília.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 04/03/2018 - 17:22h
COLUNA DO HERZOG

O inimigo sem rosto do senador José Agripino


Por Carlos Santos

Tem-se divulgado como tese insofismável, que as eleições deste ano são divisoras de águas. E, ao mesmo tempo, o juízo final para uma manada de políticos da esquerda à direita e vice-versa.

No Rio Grande do Norte, quase nenhum político está tranquilo quanto ao pleito que se avizinha. Há tensão quanto ao chamado “veredicto das urnas”.

"Jô-sé", como soletradamente o tratava seu pai Tarcísio Maia, é um dos políticos mais influentes do país (Foto: arquivo DEM)

Na verdade, urna não julga. Nem pune nem inocenta. Isso é pura retórica; coisa de falastrão politiqueiro que nomeia a massa-gente inorgânica para prolatar sentença que não lhe cabe.

Mas é visível que o pleito que se aproxima é a luta por um mandato de sobrevida ou a morte severina para muito figurão. Não há meio-termo à vista.

O senador José Agripino (DEM), 72 anos (23 de maio de 1945), está no índex dos nomes mais questionados e a perigo de não-reeleição. Nem assim está fora do páreo. Quem quiser que corra atrás.

Sua sobrevivência até aqui é por si só um feito. A projeção nacional como um dos políticos mais articulados e influentes do país, supera em muito o que se preconizava para ele no final dos anos 70, quando ascendeu como prefeito indireto do Natal.

Agripino, de uma linhagem familiar com história no Rio Grande do Norte e Paraíba, é um espécime que escapou da era PT-Lula. Foi um rara liderança do PFL (hoje, DEM) a sobreviver à feroz poda petista.

Agora, o desafio não é contra PT, Alves (antigos e ex-antagonistas) ou qualquer “novidade”. Enfrenta um inimigo sem rosto e revoltado, que prega mudança, parece querer algo diferente, mas até aqui não passa de um espectro.

Seu maior inimigo é um só: o povo.

PRIMEIRA PÁGINA

A migração do vice-governador dissidente Fábio Dantas do PCdoB para o PSB é comemorado pelo grupo da ex-deputada federal e vereadora Sandra Rosado (PSB) e da deputada estadual Larissa Rosado (PSB). Luz no fim do túnel para sobrevivência política do rosadismo. Há tempos que ambas retrocederam de desembarque no MDB, como era compromisso firmado desde a pré-campanha de 2016. A prisão do líder Henrique Alves e outros fatores pesaram no freio.

Conseguir informações no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF), em Recife-PE, sobre processos relacionados a políticos potiguares, é uma tarefa hercúlea. Além do Labirinto de Creta do seu portal, também existem outras barreiras. Temos que recorrer a advogados até de outros estados, como intermediários, na busca de dados mais seguros.

Gustavo prestigiou Izabel no evento da "Rosa" (Foto: Web)

O deputado estadual Gustavo Fernandes (MDB) apareceu na Câmara Municipal de Mossoró na quarta-feira (28) à tarde, para leitura da mensagem anual da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Ninguém imagine que tenha sido para prestigiá-la. Na verdade, o parlamentar é um nome que pode ser apoiado em Mossoró à reeleição pelo grupo da presidente da Casa, Izabel Montenegro (MDB), em detrimento do escolhido pela prefeita. A vereadora já mandou recado ao rosalbismo no inicio do ano (Leia: Prioridade de Izabel é o MDB e não Rosalba).

O governador Robinson Faria (PSD) não pode ficar amuado com a escapulida do seu vice Fábio Dantas (PCdoB) para a oposição e com o projeto que anuncia, de se candidatar ao governo. Robinson fez o mesmo em relação à então governadora Rosalba Ciarlini (DEM) em 2014. Quatro anos antes (2010), a “vítima” já tinha sido Wilma de Faria (PSB), que não o escolheu para sucedê-la, mas optou por Iberê Ferreira (PSB). Presidente da Assembleia, ele passou a travar matérias do interesse do final das gestões Wilma-Iberê, além de compor chapa com Rosalba ao governo estadual, na condição de vice. A história se repete, como farsa ou como tragédia, mas se repete.

A ex-primeira dama do estado e secretária de Estado do Trabalho e Ação Social (SETHAS) Julianne Faria (sem partido) teve sua imagem falseada em redes sociais. Criaram um endereço utilizando sua foto e nome, criminosamente.

A prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) superou-se na quarta-feira (28), ao admitir ter o dom da onisciência, algo divino. Fitou olhos na direção de vereadores da oposição, em especial Petras Vinícius (DEM), e passou o ‘batido’ nos parlamentares. Avisou que não havia necessidade de eles fiscalizarem equipamentos públicos da saúde, escola e de outros setores. Segundo a prefeita, nada lhe escapa. “Eu sei de tudo!” Torcer para que ao aparecer outra denúncia, ela não encarne o ex-presidente Lula da Silva (PT) e sua defesa-clichê: “Eu não sabia de nada!”

Rosalba: poder divino. "Sabe de tudo" (Foto: Web)

A vereadora grossense Clorisa Linhares (PSDB), prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), governador Robinson Faria (PSD), vice-governador Fábio Dantas (a caminho do PSB) e senadora Fátima Bezerra (PT) são pré-candidatos “certos” à disputa ao governo do RN em 2018. Outros virão, provavelmente. Mas não estranhe que tenhamos desistência (as) antes das convenções partidárias até 5 de agosto. Anote, por favor.

O anúncio (veja AQUI) no sábado (3) da candidatura do ex-candidato a prefeito de Mossoró Gutemberg Dias (PCdoB), à Assembleia Legislativa, antecipa que será ainda mais pulverizada a votação no município nessa faixa de disputa. Em 2014, o nome mais votado foi Larissa Rosado (PSB), que empalmou 24.585 (23,38%) votos, algo difícil de se repetir com ela ou outro disputante em 2018. Em 2014, Mossoró não teve um único candidato nativo eleito ou reeleito à Assembleia Legislativa. Nessa mesma eleição, 209 candidatos a deputado estadual foram votados em Mossoró. De Larissa (campeã de votos) a 25 ‘concorrentes’ que obtiveram apenas “um voto”. Leia tambémVários fatores pesam para frear votações expressivas que publicamos dia 20 de novembro do ano passado.

Em 2014, o senador José Agripino (DEM) precisou priorizar a chapa proporcional (em especial a reeleição do filho Felipe Maia-DEM à Câmara Federal), em detrimento do projeto de reeleição (dificílima) da então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP). Agora em 2018, o governador Robinson Faria (PSD) também vive a dificuldade de levar o filho Fábio Faria (PSD) à reeleição à Câmara Federal. Ser ou não ser candidato a reeleição? Eis a questão.

Apesar de estar preso na Academia da Polícia Militar do RN desde 6 de junho do ano passado, o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) não está distante e sem ser ouvido em relação à campanha eleitoral 2018. Ele continua sendo a maior liderança do seu grupo, mesmo que manietado em boa parte por essa situação delicada.

EM PAUTA

Arcanjo – A sexta-feira (2) à noite foi um momento mágico na vida do escritor Clauder Arcanjo. Infelizmente não pude prestigiá-lo pessoalmente, mas reitero meu aplauso por sua posse na Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANL). Parabéns, meu caro. Leia: Clauder Arcanjo na Academia.

Academia Norte-rio-grandense de Letras recebeu Clauder Arcanjo na última sexta-feira (Foto: cedida)

Gentil – O Grupo Gentil de Natal, que é controlador da rede O Boticário em Mossoró e outros municípios na região, vai inaugurar na próxima quinta-feira (8), às 16h, sua loja-âncora na cidade, à Praça Rodolfo Fernandes. O Sexteto do Instituto Gentil e o grupo de dança Diocecena vão abrilhantar o evento. Obrigado pelo convite.

Vinho – A Festa do Vinho de São Miguel está definida em mais uma versão. Acontecerá no Vila Nova Club no dia 29 de março.

Carnapau – Está no ar o site do Carnapau 2018, em sua 13ª edição, que acontecerá de 6 a 8 de julho. Pode acessar clicando AQUI. O evento promete ser um dos mais marcantes de sua história.

Valéria Oliveira – A cantora natalense Valéria Oliveira vai se apresentar em Parnamirim e Caicó. Os shows vão acontecer respectivamente nos dias 16 e 23. “Mirá” é o título do espetáculo musical.

Valéria: boa música (Foto: Web)

Palavras – O projeto da trupe Casa das Palavras estará em Caicó nos dias 15 e 16 deste mês. É o terceiro ano consecutivo. Oficinas de Teatro, Mamulengo e Grafite farão parte da programação no Teatro Adjuto Dias. Tudo gratuito e com inscrições no próprio teatro.

Serras – As cidades de Martins e Portalegre estão dividindo as atenções na região Oeste nesse inicio de ano, em meio à expectativa de bom inverno. Chuvas e clima suíço atraem públicos numerosos. Tem melhorado também programações diversas, que agregam valor, além do sistema hoteleiro. Quantas às belezas naturais, elas estão ainda mais encantadoras nesse período.

Uern do Brasil - Você sabia que 89% dos estudantes da Universidade do Estado do RN (UERN) são oriundos de escolas públicas? Você sabia que 92% de seus pais não tiveram acesso ao ensino superior? Não saber ajuda a formar um juízo de valor depreciativo da Uern do Brasil.

SÓ PRA CONTRARIAR

Escrever é o meu lazer. Se fosse para escrever o que interessa ao status quo, seria a diversão deles.

GERAIS…GERAIS…GERAIS

A impressão que fica, circulando de carro em Natal, é de maior dificuldade de tráfego à medida que são feitas obras justamente com o propósito de melhorá-lo. Coisa de louco.

Até quando os banheiros da Praça da Convivência serão tratados como a latrina da cidade de Mossoró? Por mais que alguns permissionários desse logradouro invistam, a municipalidade precisa saber que esse equipamento é público e referência da boa ou má gestão estatal. Se lá tudo fede, fede muito mais a gestão municipal. Argh!

Obrigado à leitura do Nosso BlogGlauber Diniz (Natal), Teresa Almeida (Currais Novos) e Francisco Nóbrega (Mossoró).

Veja a Coluna do Herzog do domingo (25/02) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
domingo - 04/03/2018 - 10:38h
"Paz Pública"

Primeiro “acordão” Alves-Maias completa 40 anos em 2018

Aliança entre os grupos de Tarcísio Maia e Aluízio Alves mudou rumo político e pode se repetir este ano

Acordos e desacordos marcaram Aluízio Alves, Tarcísio Maia, Dinarte Mariz e Lavoisier Maia na "Paz Pública" (Foto: reprodução)

Por Tiago Rebolo (Do Agora RN)

As duas famílias políticas mais tradicionais do Rio Grande do Norte deverão repetir nas eleições deste ano uma aliança nada original. Juntos mais uma vez, os Alves e os Maia – desta vez, representados pelos senadores Garibaldi Filho e José Agripino, além do prefeito Carlos Eduardo, que pretendem ser candidatos – planejam reeditar no pleito de outubro (ver box) uma prática que tem origem em quatro décadas atrás.

Há exatos 40 anos, as duas famílias decidiam convergir pela primeira vez os interesses, mudando a configuração política do estado dali em diante.

Conhecido como “Paz Pública”, o fenômeno chama a atenção de cientistas políticos e historiadores. É o caso do professor Sérgio Trindade, que se debruça sobre o tema há vinte anos. O pesquisador conta que a união entre as famílias Alves e Maia em 1978 provocou alterações significativas no quadro político.

“Com o resultado das eleições, houve uma reformulação na política estadual, tendo em vista que ‘novas’ lideranças políticas surgiram, outras decaíram e outras, ainda, ‘ressurgiram’ após anos de ostracismo”, conta o historiador, lembrando ainda que a “Paz Pública” coincidiu com a abertura democrática do país.

Entenda a história

Em 1978, conta Trindade, com o sistema bipartidário, as principais lideranças políticas do estado estavam na Arena (Aliança Renovadora Nacional) e no MDB (Movimento Democrático Brasileiro). O MDB, que fazia oposição ao governo militar, era o reduto da família Alves; enquanto que a Arena tinha o senador Dinarte Mariz, que dominava a política potiguar até então, e a emergente família Maia.

Naquele ano, percebendo o avanço do MDB principalmente em Natal, o governador arenista Tarcísio Maia decidiu arquitetar uma manobra para evitar surpresas na eleição para o Senado, já que quatro anos antes o feirante Agenor Maria havia derrotado o candidato da Arena, Djalma Marinho, refletindo uma tendência nacional, que era de perda de capital político dos adeptos ao regime militar.

Sérgio Trindade mostra mudanças (Foto: José Aldenir - Agora Imagens)

Apenas uma vaga para o Senado estava em disputa em 1978, já que Dinarte Mariz, mais alinhado com o governo central, seria nomeado “senador biônico” (eleito indiretamente) e Agenor Maria tinha mandato até 1983.

A Arena, que vinha de uma cisão interna gerada nas eleições indiretas de 1974 (que resultou na nomeação de Tarcísio Maia para o Governo do Estado, para a insatisfação de Dinarte Mariz), não tinha consenso em torno de um nome. O empresário Jessé Freire era a preferência do governador Tarcísio, mas Dinarte não o apoiava. Foi então que o governador foi buscar o apoio da família Alves, rival de Mariz, para vencer a disputa.

“Tarcísio se aproximou de Aluízio e conseguiu fazer com que a família Alves apoiasse Jessé. Isso é a Paz Pública”, registra o professor.

O historiador lembra que Aluízio Alves (que foi governador até 1969, quando foi cassado pelo regime militar) decidiu aderir à candidatura de Jessé Freire em detrimento do candidato do seu próprio partido (MDB), o também empresário Radir Pereira. Em troca, os Alves puderam indicar o vice do futuro governador Lavoisier Maia: o empresário Geraldo Melo.

O curioso na história é que Radir Pereira também recebeu apoio dos “adversários”. Setores da Arena ligados a Dinarte Mariz descontentes com a candidatura de Jessé Freire decidiram apoiar o nome do MDB. Além de Jessé, esses arenistas não engoliam a vitória de Tarcísio Maia na indicação do sucessor para o Governo, que acabou sendo Lavoisier Maia, em detrimento de Dix-Huit Rosado, apoiado por Mariz.

A estratégia de Tarcísio, no final das contas, após uma campanha agressiva, foi vitoriosa. No dia 15 de novembro de 1978, aproximadamente 710 mil eleitores foram às urnas no Rio Grande do Norte, e Jessé Freire venceu Radir Pereira com 76 mil votos de maioria. O professor Sérgio Trindade frisa que, após isso, Tarcísio ganhou mais protagonismo, e Dinarte Mariz (que viria a morrer em 1984, durante mandato de senador) começou a declinar.

“Quem emerge como força política após a eleição de Jessé Freire é Tarcísio Maia, já que a estratégia eleitoral foi dele. E, além disso, temos a volta de Aluízio Alves à vida pública, dez anos após sua cassação pelo regime militar. Foi a maior aliança política feita no RN desde 1954, quando a UDN e o PSD se uniram para eleger Dinarte Mariz e Georgino Avelino. Combinou as forças da Arena no interior e a liderança de Aluízio na capital”, completa o professor.

União desfeita em 1982

Pesquisador do assunto, o professor Sérgio Trindade registra que a “Paz Pública” articulada por Tarcísio Maia (vide página ao lado) tinha, além da eleição de Jessé Freire em 1978, outro objetivo que acabou prejudicando a aliança com os Alves nos anos seguintes. Tarcísio queria, na verdade, diminuir a influência da família “aliada” em Natal e se tornar a grande força política do estado, ocupando o espaço deixado por Dinarte Mariz.

O historiador relata que Tarcísio havia indicado Lavoisier para sua sucessão desde que o novo governante nomeasse o engenheiro José Agripino Maia para o cargo de prefeito de Natal. “Por que Natal? Porque, para os Maia, era necessário obter um determinado número de votos na capital para cobrir a diferença que existia em relação à liderança dos Alves. Daí, José Agripino acaba sendo nomeado, faz uma gestão na Prefeitura com apoio do Governo do Estado e se fortalece para ser candidato a governador em 1982”.

É neste momento em que a aliança entre os Alves e Maia feita quatro anos antes se enfraquece.

Campanha de 1982- Carlos Alberto de Sousa, Lavoisier Maia, Tarcísio Maia e José Agripino Maia em comício (Foto: reprodução)

“Agripino disputa contra Aluízio em 1982 e é eleito. Os Alves, então, foram traídos ao firmarem a aliança lá atrás. Agnelo Alves (ex-prefeito de Natal e Parnamirim) dizia que, não fosse Tancredo Neves, a família Alves tinha se acabado politicamente. Isso porque Tancredo, quando eleito governador de Minas Gerais, chamou Aluízio para trabalhar como secretário. Depois, quando Tancredo se elegeu presidente, Aluízio se tornou ministro”, diz o professor, acrescentando que, a partir disso, outros membros da família Alves conseguiram ter êxito na política.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 01/03/2018 - 14:45h
Vinculação

Agripino defende recurso obrigatório para a Segurança


O presidente nacional do Democratas, senador José Agripino (RN), defendeu nesta quinta-feira (1º), a destinação compulsória de recursos para a segurança pública. Aliás, segundo o parlamentar potiguar, esse é um caminho natural.

Agripino: vinculação (Foto: cedida)

Para ele, depois que o governo federal decidiu criar o Ministério da Segurança Pública, é preciso essa providência.

“Existe recurso vinculado para a educação, para a saúde e não tem para a segurança. O primeiro passo, neste sentido, foi a criação do novo ministério. É a sinalização de que a segurança é prioridade nacional”, disse.

“A pasta existindo, o passo seguinte será a destinação compulsória de recurso para que a segurança possa se adequar e ser instrumentalizada”, frisou Agripino.

O parlamentar pelo Rio Grande do Norte elogiou a criação da nova pasta e frisou que segurança pública deve se tornar prioridade no país.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Segurança Pública/Polícia
domingo - 25/02/2018 - 10:32h
COLUNA DO HERZOG

A tragédia da omissão que se repete na terra do já-teve


Por Carlos Santos

A Universidade do Estado do RN (UERN) vive um momento crucial de sua história, que se aproxima dos 50 anos. Apesar de toda essa longevidade, ela não está firme, forte e consolidada.

Em boa parte, essa instabilidade pode e deve ser creditada à própria fragilidade do erário estadual e uma conjuntura nacional delicada. O governador Robinson Faria (PSD), chanceler da instituição estadualizada ainda nos anos 80, é o alvo das principais críticas, como se fosse culpado de tudo.

Mas é preciso também que olhemos nessa crise (que não é nova nem pontual) para a própria sociedade mossoroense, berço e útero da Uern, que costumo definir como “a maior obra humana de Mossoró”.

É estranho que nesse instante crucial da universidade, a sociedade praticamente fique alheia ao que acontece com a instituição. Para muitos, uma greve de mais de 100 dias não passa de radicalismo de professores e servidores em relação ao governo. Para outros, “devia fechar mesmo e pronto”.

Enfim, não é problema meu ou nosso.

Que a maioria pense assim, até por não ter capacidade crítica e conhecimento suficiente sobre o papel e importância da Uern, é compreensível. Mas é inaceitável que o próprio Executivo municipal não tenha uma atitude proativa no episódio. Esconde-se.

Como achar natural que entidades como Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato do Comércio Varejista (SINDIVAREJO), Associação Comercial e Industrial de Mossoró (ACIM), Rotary, Lions, Maçonaria e outras instituições de peso ignorem tudo e não se juntem – escudando “nossa Uern”?

Talvez só percebam seu valor numa eventual perda. Aí ficará valendo aquela máxima: somos a “Mossoró do já-teve”.

A história de omissão se repete como uma tragédia. É a prova também de que o epíteto “Terra da liberdade” deve ser compreendido como uma piada de mau gosto. Farsa. Não o leve a sério.

PRIMEIRA PÁGINA

Tem zunzunzum por aí sobre articulação para rifar a candidatura à reeleição do senador José Agripino (DEM). A empreitada envolveria gente do empresariado e até do outro extremo – a esquerda. Não faltaria ainda o “fogo-amigo”, digamos. Ouvido ao chão, senador. Acautele-se. O mais inocente aí gosta  de dar rasteira em cobra e olhar a mãe do outro tomar banho nua.

Apesar de ter ruminado a ideia de ser candidato ao Senado no auge da sua aceitação político-administrativa no primeiro semestre de 2014, o ex-prefeito mossoroense Francisco José Júnior (sem partido) calibra os passos noutra direção. Ele e a ex-primeira-dama Amélia Ciarlini projetam fazer curso de medicina no Paraguai, mas com residência em Foz do Iguaçu-PR. Um filho do casal já cursa medicina no Ceará. A política pode esperar.

Amélia Ciarlini e Francisco José Júnior já têm um filho como acadêmico de medicina no estado do Ceará (Foto: PMM, 2014)

O presidente da Câmara Municipal do Natal, da Federação das Câmaras Municipais do RN (FECAM) e mais recentemente do partido Avante, Raniere Barbosa, decidiu que não será candidato à Assembleia Legislativa, como chegou a planificar e agir durante muito tempo. A “Operação Cidade Luz” (veja AQUI) arranhou sua fuselagem política. A aposta é mesmo numa candidatura à Câmara Federal, de sua mulher Karla Barbosa, e montagem de uma nominata que viabilize eleição de pelo menos um deputado estadual.

O nome do empresário Luiz Roberto Barcelos (sem partido) é o preferido por algumas lideranças políticas e empresariais influentes, como segunda opção ao Senado. Mas nada dessa balela de “chapa empresarial”. As conversas podem evoluir nesse mês de março. Ou não.

O governador Robinson Faria (PSD) anima-se e sonha com a possibilidade de ser reeleito. Suas movimentações na mídia na última semana deram sinais disso. A estratégia no campo administrativo é criar uma bolha de otimismo e viabilizar saneamento de deficit da folha de pessoal, além de sensação de melhoria na segurança/saúde. Na esfera política, ele começou a provocar polarização com o atual prefeito do Natal e virtual candidato ao governo, Carlos Eduardo Alves (PDT). O Blog Carlos Santos na Coluna do Herzog do domingo passado (18) postou comentário sob outro viés. Leia: Tratem bem Robinson Faria; vocês podem precisar dele.

Ninguém ouse pelo menos insinuar que o deputado federal Beto Rosado (PP) será encaixado como vice, numa chapa majoritária este ano. Seu pai e ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) é absolutamente arredio a ideia. Seu irmão e líder do rosalbismo, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, sabe bem disso.

Pai e filho: vice, não (Foto: Web)

Alerta, alerta geral. Para 2018, os partidos terão que alcançar ao menos 1,5% dos votos válidos, distribuídos em, no mínimo, nove estados, com ao menos 1% dos votos em cada um deles. Trata-se da “Cláusula de Desempenho” (entenda melhor clicando AQUI). Como alternativa, as siglas devem eleger ao menos nove deputados, distribuídos em, no mínimo, um terço das unidades da Federação. As exigências aumentarão de forma gradativa até 2030. Se não atingirem um desempenho eleitoral mínimo, não terão direito ao tempo de propaganda e acesso ao fundo partidário. Morrerão por inanição paulatinamente. Por isso que a prioridade dos partidos este ano não é disputa a governador, mas à Câmara Federal.

Costuras preliminares nos intramuros da política de Mossoró buscam a formação de um grupo político alternativo às próximas eleições municipais, lá em 2020. Nele, não entrariam as forças tradicionais nem emergentes que apareceram nas urnas nas eleições municipais de 2016. Ah, tá!

O PR pode ter um sobrepeso na chapa proporcional à Assembleia Legislativa neste ano. Nomes como do deputado estadual George Soares, da primeira-dama de São Gonçalo do Amarante, Terezinha Maia, além do empresário e ex-candidato a vice-prefeito de Mossoró em 2016, Jorge do Rosário, devem carregar a votação. Mesmo bem votado, alguém pode sobrar.

O quociente eleitoral (divisão dos votos válidos pelo número de cadeiras em disputa) da eleição à Assembleia Legislativa em 2014 ficou em 69.097 votos. A expectativa que se tinha à época, era de que chegasse aos 75 mil votos. Em relação a 2018, se houver confirmação de debandada de eleitores e ampliação de votos nulo/branco, esse número pode cair mais. Campeão de votos como Ricardo Motta (PROS à época, hoje no PSB), com 80.249 votos, é praticamente impossível. Vamos recapitular como ficou a distribuição de votos à AL àquela época: Votos apurados – 1.935.105; Votos válidos – 85,70% (1.658.348); Brancos – 6,43% (124.441); Nulos – 7,87% (152.316); Abstenção – 16,83% (391.478); Quociente eleitoral – 69.097. Veja AQUI a relação dos eleitos e respectivas votações em 2014.

A vereadora grossense Clorisa Linhares (PSDC) movimenta-se desde o ano passado como o primeiro nome declaradamente pré-candidato ao governo do estado em 2018. Mas seu olhar de verdade mira outra disputa executiva. Objetivo é a Prefeitura de Grossos (região da Costa Branca) em 2020, num ambiente político em que a oposição há anos racha e sempre favorece o governismo.

Partido do vice-governador Fábio Dantas, o PCdoB vai se inclinar à coligação com o PT da senadora e pré-candidata a governador Fátima Bezerra (PT). A saída da legenda do vice-governador e de sua mulher e deputada estadual Cristiane Dantas será o divisor de águas dessa alteração de rumos. Fábio e a mulher já afivelam malas para o troca-troca partidário. Ele costura desembarque no PSB. Ela pode se encaminhar para o PPL ou outra sigla de pequeno porte.

EM PAUTA

Diocesana – A Faculdade Diocesana de Mossoró (FDM) lançou nova campanha de Pós-graduação, com 19 novos cursos oferecidos. Ao todo, a instituição sediada em Mossoró alcança 34 pós-graduações e marca o seu projeto de extensão para outros municípios. A primeira cidade a ter a presença da faculdade é Apodi. Depois virão Assu e Caicó. Acesse AQUI a página da FDM.

Pneumonia – Depois de passar alguns dias em repouso e afastado do trabalho, o radialista Haroldo Jácome retoma ritmo normal na Rádio Difusora de Mossoró esta semana, com o programa “Super Manhã Difusora”. Um princípio de pneumonia o afligiu. Pádua Júnior substituiu-o com louvor. Saúde, meu querido. Simbora!

Haroldo: saúde (Foto: arquivo)

Diária – O Governo do Estado publicou nesse sábado (24) no Diário Oficial do Estado (DOE), Lei Complementar que “Dispõe sobre o pagamento de diária operacional. O valor fica em R$ 107,40 (cento e sete reais e quarenta centavos). Veja detalhes AQUI.

Sátiro – O ex-reitor da Universidade do Estado do RN (UERN) e um dos mentores de sua estadualização, padre Sátiro Cavalcanti Dantas, apareceu na assembleia geral dos professores na sexta-feira (23). Aos 88 anos, segue na defesa da maior obra humana de Mossoró (veja AQUI).

TJRN - Sempre tão criticado, também merece aplausos o êxito do Tribunal de Justiça do RN (TJRN), que alcançou o 1º lugar entre as 27 cortes congêneres do país, em termos de desempenho na resolutividade processual. Atingiu esse patamar com o percentual de 154,12% em 2017, julgando maior número de demandas do que o número recebido. Bravo!

Pedro Lenza – O consagrado professor e escritor forense Pedro Lenza estará em Mossoró no dia 26 de abril, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado. Ele é autor do livro de Direito Constitucional mais vendido do Brasil!

SÓ PRA CONTRARIAR

Alguém aí notou que Mossoró ficou sem prefeita e vice e a Câmara Municipal só retornará dia 2 de março? Ótimo.

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Relo: "Mãe-Dágua" (Foto: Luís Gomes Tur)

A Cachoeira do Relo em Luís Gomes (a 195 quilômetros de Mossoró), nascente do Rio Mossoró, começou a vicejar com as chuvas desse inverno que ainda está longe de se consolidar. Ela tinha desaparecido há cerca de 6 anos, devido a seca. É nossa “Iara”, a Mãe-D’água.

São as mesmas águas que encharcam o chão/E sempre voltam humildes/Pro fundo da terra“. (Planeta Água, Guilherme Arantes – veja letra e música AQUI).

Em função de sobrecarga de trabalho, o chargista Túlio Ratto “pediu um tempo”. Sua secção “Janela Indiscreta” desta coluna vai ficar um período fora do ar, até ele dar outra vez o ar de sua graça. Combinado.

Obrigado à leitura do Nosso BlogChrystian de Saboya (Natal), Mário Ilo (Tibau) e João Carlos Brito (Mossoró).

Veja a Coluna do Herzog do domingo (18) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 11/02/2018 - 09:02h
COLUNA DO HERZOG

Cobra engolindo cobra no serpentário tucano do RN


Por Carlos Santos

O PSDB do Rio Grande do Norte transformou-se num serpentário. O ambiente carregado tem relação direta com a luta natural por “espaços”, sobrevivência política, crescimento recente e raposice de boa parte de seus componentes mais graduados.

Políticos de tendências e perfis distintos e, por vezes conflitantes, tentam coabitar na legenda que se projeta para a campanha sem um identidade claramente definida. A sua própria relação com o Governo Robinson Faria (PSD) mostra esse mimetismo e contradições.

Tem sido governo e oposição ao mesmo tempo. Pode ter candidato próprio ao governo. Ou não.

Presidido pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza, atual presidente da Assembleia Legislativa do RN, mas com o deputado federal Rogério Marinho na condição de sua maior referência no plano nacional, o “partido tucano” da espécie potiguar não possui qualquer estrela política.

Ninguém tem característica popular ou luz própria para teoricamente alavancar uma corrida ao governo do estado.

Porém a conjuntura política local e nacional pode ensejar condições elementares para que os tucanos tenham um candidato ao governo. Sob essa ótica e com esse propósito, Ezequiel Ferreira lança mão dos mais variados ardís para ser esse nome no PSDB. Ninguém mais.

Ele pode sonhar, sim. Robinson Faria é a prova disso. Em política existe o improvável, não o impossível.

PRIMEIRA PÁGINA

Na Governadoria, ninguém cogita pedido de decretação de ilegalidade da greve na Universidade do Estado do RN (UERN), iniciada dia 10 de novembro. A crença é de que alimentar a morte por inanição do movimento é a tática mais sensata. Faz sentido. A paralisação mais ajuda do que prejudica o governo em seus propósitos. A greve seguirá ignorada pelo governismo e despercebida pela sociedade, mesmo atingindo 94 dias neste domingo (11). A anterior, em 2015, chegou a 147 dias. Os defensores da privatização da Uern, agradecem.

Marcelo Queiroz, Agripino, Carlos, vice-prefeito Álvaro Dias e Garibaldi: campanha à vista (Foto: Heitor Gregório)

A chapa Carlos Eduardo Alves (PDT) a governador, senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (MDB) à reeleição, está fechada. Faltam nomes serem definidos a vice e às suplências dos congressistas. As acomodações serão eleitorais, mas também salvacionistas. O pleito de 2018 pode ser o fim de algumas carreiras. Ou sobrevida.

Depois que passou a dar muitas baforadas com legítimos charutos cubanos, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado tem-se dedicado a outros interesses, vícios e cavilosidades comuns à “Esquerda Heineken“. Não duvido que em sua escala no Vietnã, nas férias que curte ao lado da mulher-prefeita Rosalba Ciarlini (PP), acabe trazendo novidades de estratégias do lendário general Ho Chi Minh.

Ho Chi Minh: estratégias (Foto: Web)

A deputada estadual Márcia Maia (PSDB) está particularmente preocupada. Sua migração do PSB para o PSDB lhe deixou em situação desconfortável com vistas à reeleição este ano. O atual cenário é-lhe extremamente difícil.

Larissa Rosado (PSB), deputada estadual mossoroense, usou o celular para falar à semana passada com o empresário e pré-candidato a senador Luiz Roberto Barcelos (Agrícola Famosa), sem partido. Marcaram uma conversa para depois do Carnaval. Ele, procura chegar à política; ela, tenta não se despedir.

Em ano eleitoral, um negócio muito evidente e às vezes bastante rentável, é a associação entre políticos e mídia na produção de factoides judicialescos. Essa modalidade de “joint-venture” de submundo é bastante conhecida e conta com uma ampla rede de divulgadores úteis e outros apenas inocentes. Eleição após eleição o enredo não muda. Tape as narinas. Vai continuar.

O Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP) começou a oficializar comunicação a seus segurados, de que a partir do próximo mês (março) e pelos próximos 18 anos, eles terão “cobrança extraordinária” no contracheque. A sangria suplementar é justificada como “processo de equacionamento” em função do déficit de R$ 22,6 bilhões acumulado nos anos de 2013, 2014 e 2015. Ou seja, os bandidos do PT/MDB e demais partidos delinquentes produziram uma conta para os petroleiros e suas famílias pagarem, e muitas dessas vitimas ainda os aplaudem. Francamente. Caso típico de “Síndrome de Estocolmo” coletiva.

O ex-prefeito assuense Ivan Júnior ainda não tem decisão formal tomada quanto ao seu futuro partidário em 2018. Foco existe: quer ser deputado estadual. Aposta numa polarização à parte com o deputado adversário George Soares (PR) no Vale do Açu, para crescer e se eleger.

TÚLIO RATTO – JANELA INDISCRETA

EM PAUTA

Tito – Chegou Tito, primeiro filho do jornalista Vonúvio Praxedes-Fernanda Marques. Deu o ar de sua graça na última sexta-feira (9), em Mossoró. Seja bem-vindo, rapaz. Saúde e paz.

OAB - A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional do RN, emitiu dois boletos de pagamentos de anuidade para o mesmo mês (Fevereiro), dias 9 e 28. Muitos bacharéis – principalmente os mais novos e menos aquinhoados financeiramente – estão queixosos. A anuidade da OAB/RN é a mais cara do Nordeste.

Renascido – O Café e Artesanato (Praça da Convivência, Mossoró) foi devorado por um incêndio no dia 1º último (veja AQUI), mas renasce das cinzas em menos de uma semana. À noite de quarta-feira (7) fez um baile carnavalesco supimpa. Encheu o espaço de alegria (veja vídeo). Já dia 24, haverá um show multicultural no Teatro Dix-huit Rosado (veja AQUI) para arrecadar fundos à sua reconstrução. E durante o Carnaval tem promovido bailes todas as noites (Ufa!) Haja fôlego!

Pastor Alanar – Um movimento arrecada meios financeiros para custear cirurgia em caráter de urgência, a que deve ser submetido o pastor Alanar Caldas, da Segunda Igreja Batista em Mossoró. Mais informações podem ser obtidas por esses números: (84) 98822-4622, Joctã; 98810-8168, Sinádia.

Caby – Falecido no último dia 23 de janeiro, o radialista Caby da Costa Lima deixou um livro pronto. Tudo encaminhado para ser lançado. Interessante que seus familiares o façam. Será uma bela homenagem ao “Camaradinha”.

Léo e Gabriel – Já está no forno a próxima atração da Gondim & Garcia em Mossoró. No dia 27 de abril as atrações serão Léo Santana e Gabriel Diniz no mesmo palco. 

Futebol - O Campeonato Estadual de Futebol do RN 2018 é um dos mais sofríveis dos últimos tempos. Dos oito clubes, seis já trocaram de treinador, dois deles na primeira rodada (Força e Luz e Potiguar). Apenas ABC e Santa Cruz de Natal mantêm os seus. O Baraúnas consegue um “feito” negativo: em seis rodadas não marcou sequer um gol. Triste.

Roberta – A excelente intérprete potiguar Roberta Sá vai encerrar o Carnaval Multicultural do Natal nessa terça-feira (13), no Polo Petrópolis, trecho entre Praça das Flores e Atheneu, a partir das 16 horas. Carnaval natalense emplacou, tomou fôlego de vez. Bom demais.

Spinelly – O mossoroense Saulo Spinelly retornou dos EUA, após representar o Governo Federal no final de janeiro, em Nova York. Apresentou trabalho de sua autoria no 7º Fórum de Juventude do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC). A exposição ocorreu na sede da Organização das Nações Unidas (ONU).  Ele é secretário executivo da Secretaria Nacional da Juventude.

“Estadual” – A história do Colégio Estadual Jerônimo Rosado – em Mossoró, mais conhecido pelo “Colégio Estadual”, será contada em livro. O trabalho segue a plenos pulmões. Depois daremos maiores detalhes.

SÓ PRA CONTRARIAR

O que os “novos políticos” têm a oferecer de diferenciado à política e à sociedade que pretendem representar, além do fato de serem “novos”?

.

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Obrigado à leitura do Nosso Blog a Camilo Barros (Mossoró), Paulo Procópio (Natal) e Kelly Morais (Apodi).

Atendendo a convite de Tibúrcio Marinho, nessa quinta-feira (15) a gente aporta na Rádio Vale do Apodi FM 98.3. Vamos prosear sobre política em dia em seu programa, o “Meio-dia Apodi”. Até lá.

Ricardo Lopes (foto de Célio Duarte, ao lado), fotógrafo e artesão, um multifário das artes, segue vendendo seu livro “Legado”. É um trabalho de arte em 200 páginas e contém fotos artísticas com os mais variados temas. Um presente atemporal. Eu comprei três. Faça contato e receba em casa esse livro de alto nível: (84) 8701-1111.

Veja a Coluna do Herzog do domingo (04) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Charge de Túlio Ratto / Coluna do Herzog
sexta-feira - 26/01/2018 - 20:26h
Veja

“Conversa de Alpendre” discute delicadas questões políticas

Eleições ao governo-RN, disputa ao Senado, populismo e gestões de Robinson e Rosalba são abordados

A convite dos jornalistas Carol Ribeiro e Bruno Barreto, o editor do Blog Carlos Santos participou de gravação na última segunda-feira (22) à tarde, na cidade-praia do Tibau (a 42 quilômetros do Mossoró), do programa “Conversa de Alpendre”.

O programa foi ao ar às 20h30 dessa quinta-feira (25), pela TV Cabo Mossoró (TCM), Canal 10.

A gente dividiu a mesa de bate-papo também com a professora Andrea Linhares, do Departamento de Ciências Sociais da Universidade do Estado do RN (UERN).

Os apresentadores instigaram o debate sobre questões como o papel da bancada federal do RN no Congresso Nacional, o projeto de reeleição dos senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Alves filho (MDB), ascensão de novos nomes ao Senado e o surgimento de Zenaide Maia (PR) nessa corrida eleitoral.

A disputa presidencial com ou sem Lula (PT), também foi objeto de abordagem.

Na conversa, a gestão Michel Temer (MDB) e dificuldades dos governos Robinson Faria (PSD) e Rosalba Ciarlini (PP), não deixaram de ser focalizados.

Outro ingrediente que mexeu com o debate, é o comportamento do eleitor em relação à disputa eleitoral deste ano. É possível mudança radical nas urnas?

Reforma eleitoral, a força de campanhas em redes sociais contra votos nulo/branco/abstenções e pela não reeleição de detentores de mandatos, deram mais amplitude à discussão. O campo de visão chegou ainda ao pluralismo partidário nos Estados Unidos e Brasil, a marca do peronismo na Argentina e a força do populismo como galvanizador de massas no Brasil.

Nesta postagem, em quatro vídeos em sequência, a gente apresenta a íntegra do programa.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Comunicação / Comunicado do Blog / Política
  • Repet
quarta-feira - 17/01/2018 - 19:26h
Garibaldi Filho

Nota jornalística causa embaraço político e é retirada do ar


A publicação de um texto na coluna Notas da Redação do portal do jornal “O Mossoroense”, nesta quarta-feira (17), causou profundo mal-estar político. A postagem atribuía ao senador Garibaldi Filho (MDB) má vontade em destinar emenda parlamentar à Prefeitura de Mossoró.

Após o alarido em redes sociais, a nota foi retirada do ar, sem qualquer explicação (veja AQUI).

O Blog da Chris chegou a publicar notícia (veja AQUI) de que o senador ficara “bastante chateado com o que leu, porque a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) vazou uma conversa particular; porque o teor da conversa é diverso do que foi vazado pela prefeita.”

O portal do jornal “O Mossoroense” faz parte do complexo de comunicação ligado ao grupo da vereadora Sandra Rosado (PSB), aliada política da própria prefeita.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Comunicação / Política
terça-feira - 16/01/2018 - 21:50h
Tome aqui, se lasquem lá

Governo Temer passará R$ 420 milhões e espera ajuste fiscal


O presidente Michel Temer (MDB) assegurou o repasse de R$ 420 milhões para o Governo do RN, com objetivo de uso em investimentos nas áreas de saúde e segurança. A transferência do valor seguirá o trâmite processual legal, e se dará por meio de convênios e programas já existentes no Orçamento Federal.

Esse o resultado prático da reunião com o presidente, em Brasília, do governador Robinson Faria (PSD) e a bancada federal potiguar.

Reunião aconteceu hoje em Brasília e assegurou liberação de recursos (Foto: Alan Santos)

A contrapartida do Governo do Estado é equilibrar as contas públicas, conseguindo principalmente aprovar o pacote do ajuste fiscal que tramita na Assembleia Legislativa.

Apesar de ser uma ajuda relevante em áreas essenciais, este montante não pode ser empregado na folha de pagamento, cuja regularização tem sido uma das prioridades da  gestão estadual.

Participantes

Neste sentido, o governo federal se comprometeu a concluir no próximo dia 25  o diagnóstico das contas estaduais chegando às possíveis saídas para o reequilíbrio fiscal.

Do governo federal, além do presidente Temer, estavam presentes os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, e o ministro de Planejamento Dyogo Oliveira.

Da bancada federal, compareceram os senadores Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino (DEM), além dos deputados federais federais Fábio Faria (PSD), Beto Rosado (PP), Rafael Motta (PSB) e Walter Alves (MDB).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.