terça-feira - 06/08/2019 - 16:10h
'Doação' de viaturas

MPE recorre para punir deputados e ex-deputados estaduais


Rocha: punição (Foto: TN)

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou com recursos especiais, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas representações contra 19 deputados e ex-deputados estaduais do Rio Grande do Norte por prática de conduta vedada. Eles são acusados de fazer uso eleitoral, indevidamente, da doação de 50 viaturas policiais compradas com dinheiro da Assembleia Legislativa, em 2018.

Os recursos especiais, de autoria do procurador Eleitoral auxiliar Fernando Rocha, reforçam que os representados devem ser condenados à cassação de seus mandatos e pagamento de multa pela prática prevista no artigo 73, inciso IV, da Lei n.º 9.504/1997 (a Lei das Eleições): “fazer ou permitir uso promocional em favor de candidato, partido político ou coligação, de distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social custeados ou subvencionados pelo Poder Público.”

Deputados e ex-deputados

A lista de representados inclui os deputados estaduais Ezequiel Ferreira de Souza (presidente da Assembleia), Albert Dickson, Cristiane Dantas, Galeno Torquato, George Soares, Getúlio Rêgo, Gustavo Carvalho, Hermano Morais, José Dias, Nelter Queiroz, Souza Neto, Tomba Farias e Vivaldo Costa, além dos agora ex-deputados Carlos Augusto, Dison Lisboa, Gustavo Fernandes, Jacó Jácome, Larissa Rosado e Márcia Maia.

No último dia 9 de julho, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou representações contra os parlamentares e ex-parlamentares. Considerou que não houve ilicitude alguma: TRE acha legal doação de viaturas com sobra orçamentária.

Saiba mais detalhes clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Política
sexta-feira - 02/08/2019 - 12:02h
Obsessão

Entrincheirados, Rosados veem adversários em todos os lados

Grupo político-familiar tem uma campanha de vida ou morte e revela angústia em seu comportamento

A campanha municipal do próximo ano é decisiva para os Rosados como grupo político-familiar. Seu apogeu já passou, está bem distante, fora mesmo do retrovisor empoeirado. Recorrendo-se a uma analogia, é como o ciclo do petróleo na região mossoroense: já foi, mesmo que continue existindo o ‘ouro negro’ em seu subsolo, por mais e mais tempo – décadas ou séculos.

O pleito 2020 será de subsistência, bem longe do paroxismo de sucessos de alguns tempos atrás. É vencer ou vencer.

Chegaram a ter o governo estadual, dois mandatos (e até três) simultâneos de deputado federal, Prefeitura e controle de Câmara Municipal, tudo ao mesmo tempo. Obtiveram assentos no Senado (direta e indiretamente) e sempre foram próceres do Palácio do Planalto.

Em 2018, Sandra e Rosalba enfurnaram-se na periferia e zona rural, mas não evitaram derrotas humilhantes (Foto: arquivo)

A última vez que elegeram alguém para a Assembleia Legislativa foi há nove anos, em 2010 (Larissa Rosado-PSDB). Ela própria, certamente o melhor quadro político Rosado-raiz em atividade, coleciona quatro derrotas à municipalidade e duas a estadual.

Na Câmara dos Deputados, Beto Rosado (PP) reelegeu-se a duras penas, tendo que duelar nos escaninhos da Justiça Eleitoral.

Em termos de Governo do RN, o clã aboletou Kadu Ciarlini (PP) como vice de Carlos Eduardo Alves (PDT) em 2018, mas perdeu nos dois turnos. Em Mossoró, a derrota foi ainda mais dolorosa, mesmo com a prefeita e mãe de Kadu, Rosalba Ciarlini (PP), enfurnando-se na periferia e zona rural com toda estrutura municipal à mão.

Estão entrincheirados no Palácio da Resistência (nome bem adequado à sede da municipalidade) com o mandato da “Rosa” e um assento no Legislativo (vereadora Sandra Rosado-PSDB). É muito pouco. E para tentar voltar a ter tamanho além dos limites de Mossoró, precisa desesperadamente vencer o embate de 2020.

Para os seus eventuais adversários, a chamada oposição não-rosado, essa não será uma eleição de vida ou morte.

Será diferente.

É a segunda campanha paroquial que vão ter, nessa nova configuração, após décadas de Rosado x Rosado polarizando no mesmo campo político.

O rosadismo/rosalbismo não tem adversário até o momento, mesmo com profundo desgaste em imagem, números e votos recentes, mas vê fantasmas com rostos disformes em todos os lados. O comportamento é obsessivo.

Compreensível essa inquietação. Pela forma como o grupo começa a ‘perseguir’ esses inimigos, da mídia à política, percebe-se que a patologia está se acentuando perigosamente.

Tática espontânea ou planificada, o fato de na oposição ninguém – à exceção do PCdoB de Gutemberg Dias – se apresentar como pré-candidato, deixa o governismo ainda mais indócil, impaciente e sem saber para onde atirar.

Na dúvida, ataca tudo que se mexa ou possa representar uma ameaça.

Com pesquisas regulares em mãos, o governismo sabe que a qualquer momento pode surgir uma chapa competitiva, capaz de catalizar uma multidão “do contra”: contra os Rosados, contra o rosalbismo, contra o establishment, contra Potiguar e contra o Baraúnas. Do contra.

Em 2016, essa insatisfação já tinha aflorado no pleito municipal, quando do nada surgiu uma multifacetada ala oposicionista. Em 2018 houve visíveis decepções nas urnas. Então, compreensível, que 2020 cause tantos calafrios.

Lá, no próximo ano, os Rosados estarão outra vez misturados porque ficaram fracos, desnutridos. A “união” é paradoxalmente um sinal de debilidade, não de força.

Os fatos, números eleitorais recentes e pesquisas (atuais) que possuem mostram isso. Eles sabem que eu sei que eles sabem. O webleitor menos atento agora também sabe.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
  • Lion - Banner - 17-08-19
sexta-feira - 31/05/2019 - 14:26h
Natal/Brasília

Operação Sinal Fechado ouve deputados nesta tarde


Arabi está em Natal (Foto: Web)

Está confirmado para as 15 horas desta sexta-feira (31) a oitiva de testemunhas de defesa e de acusação, na Ação Penal 1036, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

Esse processo tem o presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), como réu. O relator do processo é o ministro Luiz Fux, que negou vários pedidos de adiamento dessa audiência.

Ele será o último a ser ouvido, através do sistema de videoconferência.

Antes, o juiz federal instrutor Abhner Youssif Mota Arabi ouvirá as testemunhas de defesa de Ezequiel: deputados estaduais José Dias (PSD) e Getúlio Rêgo (DEM), bem como a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), atual chefe de gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa do RN.

O delator Marcus Vinícius também será sabatinado pelo magistrado no Fórum da Justiça Federal do RN (JFRN), em Natal.

Excepcionalmente, Ezequiel e Larissa serão interrogados por videoconferência, haja vista que estão em Brasília – onde participam de Convenção Nacional do PSDB. Mas o próprio juiz Abhner Youssif é quem os sabatinará.

A Ação Penal 1036 é desdobramento da “Operação Sinal Fechado”, desencadeado pelo Ministério Público do RN (MPRN) entre o final de 2010 e início de 2011. Ezequiel é réu por suposto envolvimento em esquema de corrupção no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
quinta-feira - 23/05/2019 - 20:38h
Ezequiel Ferreira

Ministro Luiz Fux mantém interrogatório para o dia 31


Primeira mão. O ministro Luiz Fux do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da Ação Penal (AP) 1036 que tramita na corte, indeferiu pedido feito pela defesa do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), para adiamento do seu interrogatório.

Ezequiel Ferreira terá dois deputados e chefe de Gabinete em sua defesa (Foto: AL)

Está confirmado para a tarde do próximo dia 31 no Fórum da Justiça Federal em Natal, sob condução do magistrado instrutor Abhner Youssif Mota Arabi.

O despacho do relator da Ação Penal, Luiz Fux, foi em resposta à petição 29738/2019 do último dia 21 (terça-feira), não acatando os argumentos dos advogados do parlamentar-réu. Alegaram que estava comprometido “o devido contraditório com o colaborador premiado” (veja AQUI).

Oitivas

No dia 31, a partir das 15 horas, haverá oitiva de três testemunhas de defesa de Ezequiel Ferreira: deputados estaduais José Dias (PSD) e Getúlio Rêgo (DEM), além da ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) – atual chefe de Gabinete da Presidência da AL.

Quem também será ouvido é o delator Marcus Vinícius Furtado da Cunha, voz de acusação.

A Ação Penal trata da denúncia do Ministério Público do RN (MPRN) relação à suposta participação do deputado em esquema de corrupção no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN). O caso é conhecido como “Operação Sinal Fechado”, que remonta a gestão Iberê Ferreira (PSB), já falecido, no ano de 2010.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
  • Repet
quinta-feira - 16/05/2019 - 11:26h
Operação Sinal Fechado

Deputados estaduais serão interrogados pelo STF em Natal


Arabi ouvirá deputados (Foto: Web)

Primeira mão. Os deputados estaduais Getúlio Rêgo (DEM) e José Dias (PSD), além da ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), serão ouvidos no próximo dia 31, às 15h, no Fórum da Justiça Federal no RN, em Natal. São testemunhas de defesa do atual presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB).

As oitivas fazem parte da Ação Penal (AP) 1036 que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sob relatoria do ministro Luiz Fux, tendo a ministra Rosa Weber como revisora.

A Ação Penal envolve Ezequiel no rumoroso caso da Operação Sinal Fechado, que eclodiu no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN) entre final do Governo Iberê Ferreira (PSB, já falecido), em 2010, com início da gestão Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP), em 2011.

Após a oitiva com testemunhas de defesa e também Marcus Vinícius Furtado da Cunha (de acusação), Ezequiel será interrogado na condição de réu.

A audiência será conduzida pelo magistrado instrutor Abhner Youssif Mota Arabi.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
segunda-feira - 13/05/2019 - 17:38h
???????

Item em falta


Do Blog do Barreto

Logo após o Blog do Barreto divulgar os números do Instituto Seta com retrato da sucessão municipal mossoroense e quadro administrativo, setores da mídia anunciaram que o Instituto Item, de Currais Novos, faria uma sondagem em Mossoró.

O objetivo principal seria avaliar o nome da ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) para 2020.

Já se passaram 20 dias e nada dos números serem divulgados.

Item em falta ou tem, mas está faltando?

Nota do Blog Carlos Santos – Aí tem!

Leia também: Sandra diz esperar união com Rosalba, mas pede pesquisa;

Leia também: Primo Carlos Augusto avalia potencial de Larissa Rosado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos Twitter no AQUIInstagramAQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sábado - 11/05/2019 - 15:42h
Pesquisa

Primo Carlos Augusto avalia potencial de Larissa Rosado


Carlos e Sandra: basta pedir (Foto: arquivo)

Em entrevista ao jornalista Saulo Vale do programa Enfoque Político (TV Super), essa semana (veja AQUI), a vereadora mossoroense Sandra Rosado (PSDB) defendeu que o nome da filha e ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) esteja incluído em sondagens eleitorais na disputa para a Prefeitura de Mossoró em 2020.

Resolvido.

Se quiser, Sandra já pode ter acesso a números quentinhos.

Basta pedir ao primo e líder do grupo governista do qual ela faz parte, Carlos Augusto Rosado.

Ele tem pesquisa atualizada do Instituto Gama, que avalia também o nome de Larissa.

Passa lá!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 09/05/2019 - 18:50h
Política

Larissa Rosado tem planos além do “PSDB Mulher”


Larissa, do PSDB Mulher, ao lado da mãe e vereadora Sandra Rosado, em convenção de sua legenda (Foto: PSDB)

A ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) tem planos em maturação, outros em andamento.

Parte deles com ambientação específica em Mossoró.

Relação direta com 2020, que se diga.

E, necessariamente, sem vínculo direto com o papel que ela passou a cumprir em seu partido, como presidente do “PSDB Mulher”, desde o último dia 26 de abril.

Entendi, entendi, entendi.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion - Banner - 17-08-19
quinta-feira - 02/05/2019 - 17:18h
Estratégia

Rosalbismo pode “bancar” falsa oposição para facilitar vitória

Grupo governista precisa fracionar e fragilizar adversários para uma campanha que tende a ser difícil

Entre as estratégias estudadas pelo Palácio da Resistência para enfrentar a dura campanha sucessória que o espera, no próximo ano em Mossoró, uma hipótese em maturação é a de fomentar (bancar) outras candidaturas na oposição.

O raciocínio dos atuais inquilinos do poder, o rosalbismo, é bastante lógico. Os cardeais Jules Mazzarino e Richelieu entenderiam, como o também célebre cortesão Nicolau Maquiavel.

Precisa ter um fracionamento e pulverização de chapas na oposição para diluir os votos “do outro lado”.

Como Mossoró não tem segundo turno, a missão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) à reeleição ficaria um pouco menos árdua.

Em 2016, o estratagema foi diferente.

Mesmo diante de um adversário extremamente fragilizado, o então prefeito Francisco José Júnior (PSD, hoje sem partido), com mais de 74 por cento de reprovação logo no início do ano, o rosalbismo não quis correr risco. Fechou uma coligação com sete partidos e tomou outra medida mais cirúrgica.

Atraiu parentes e adversários históricos liderados pela ex-deputada federal Sandra Rosado (PSDB) e sua filha e ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), transformando o chamado “rosadismo” em um apêndice/satélite seu. Assim, subtraiu forças da oposição.

Com pesquisas em mãos, o rosalbismo identificou que o grupo de Sandra e Larissa era um estorvo, mas causaria menos prejuízo sob seu tacão do que na fileira adversária, mesmo sem fôlego algum.

Paralelamente, por erro de cálculo, não imaginava que a imberbe chapa Tião Couto (PR, à época no PSDB)-Jorge do Rosário (PR) fosse oferecer maior perigo. Assustou.

Leia também“Efeito Peixoto” pode tornar muito possível vitória de Rosalba;

Leia tambémFátima e Bolsonaro e o peso de cada um nas eleições 2020.

Em 2020, o latifúndio da oposição continuará lá, podendo ser alargado ou retraído, conforme uma série de fatores, como a composição de uma chapa competitiva.

Em suas sequentes pesquisas, o rosalbismo sabe que não é impossível perder as eleições. A avaliação da prefeita e seu governo continua sofrível, além de ter caído bastante (veja AQUI e AQUI) sua aprovação.

Maquinar como superar as dificuldades e garantir o quinto mandato de prefeito da “Rosa”, faz parte da engenharia político-eleitoral do grupo.

A oposição que se cuide e se vire.

Mossoró não é para amadores.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 26/04/2019 - 17:48h
PSDB

Ezequiel convoca partidários ao fortalecimento nos municípios


O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em convenção estadual, nesta sexta-feira (26), reconduziu o deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, à presidência do partido para o biênio 2019/2020. O evento na sede da AL reuniu deputados, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de todas as regiões do RN, no auditório da Assembleia Legislativa.

“Política não se faz só. Agradeço a cada liderança que participou ativamente do pleito de 2018 e desta convenção. Voltem aos seus municípios e construam candidaturas fortes para que possamos eleger o maior número de prefeitos e vereadores. Temos que fazer o partido crescer no Rio Grande do Norte. E vamos trabalhar juntos para isto”, disse Ezequiel Ferreira. Ele sabe que com o fim das coligações proporcionais, a sigla precisará fazer nominatas próprias a vereador e buscar nomes competitivos às prefeituras.

Ezequiel posa ao lado de vários nomes representativos do PSDB nos municípios e estado (Foto: assessoria)

No evento assinam a ficha do PSDB: o prefeito Lusimar Porfirio (São Francisco do Oeste); o vice-prefeito Dr. Estácio Rubinstein (Santo Antônio) e Alany Samuel, vice-prefeito de São Francisco do Oeste. Ex-prefeito Chico de Erasmo (Serra de São Bento) também se filiou.

O prefeito Valdemir Belchior (Pedra Grande) também se filiou recentemente, mas devido a um pico de pressão não compareceu ao evento e foi representado pelo presidente da Câmara, Pedro Henrique.

O partido ainda recebeu as filiações dos pré-candidatos a Prefeito, em 2020: ex-prefeito Raimundo Marcelino, Novinho (Cerro Corá), Dr. Targininho (Canguaretama), empresário Alcélio de Caiçara do Norte, o jovem Cleonaldo Júnior (Vera Cruz), os ex-presidentes das Câmaras Municipais, Jadson Mendes (Pedra Preta) e Wadagno Sando (Jandaíra).

O empresário Danilo Mandu (Passa e Fica) foi outro que ingressou no PSDB.

Juventude e Mulher

Considerado um dos maiores partidos do RN, a legenda tem a ex-deputado Larissa Rosado, a frente do PSDB Mulher e Geyson Barbosa, presidente da Câmara Municipal de Bento Fernandes, que vai presidir a Juventude do PSDB. A ex-deputado Márcia Maia continua no partido e assume a presidência do Instituto Teotônio Vilela (ITV/RN).

Atualmente, o PSDB tem a maior bancada da Assembleia Legislativa, com cinco parlamentares (Ezequiel Ferreira, Gustavo Carvalho, José Dias, Raimundo Fernandes e Tomba Farias), além de comandar a Casa com o próprio Ezequiel. Também ocupa a presidência da Câmara Municipal de Natal, por meio do vereador Paulinho Freire, que justificou ausência. No legislativo natalense possui três mandatos.

Ao todo, são cerca de 30 prefeitos e vice-prefeitos tucanos no RN e mais de 107 vereadores.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 23/04/2019 - 23:08h
Operação Sinal Fechado

Deputados serão ouvidos como testemunhas de defesa


A Ação Penal (AP) 1036 que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sob relatoria do ministro Luiz Fux, terá oitiva com os deputados estaduais Getúlio Rêgo (DEM) e José Dias (PSD), além da ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB).

Getúlio Rêgo e José Dias foram deputados arrolados como testemunhas de defesa (Fotomontagem BCS)

Eles são testemunhas de defesa do atual presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

A Ação Penal envolve Ezequiel no rumoroso caso da Operação Sinal Fechado, que eclodiu no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN) entre final do Governo Iberê Ferreira (PSB, já falecido), em 2010, com início da gestão Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP), em 2011.

Com base no Artigo 221 do Código de Processo Penal (CPP), os parlamentares têm a prerrogativa de “serem inquiridos em local, dia e hora previamente ajustados entre eles e o juiz”. Previamente, o relator Luiz Fux balizou as oitivas de ambos entre os dias 02 e 31 de maio próximo, com os parlamentares “podendo indicar, também, o local e hora adequados”. Deverão ser ouvidos no Fórum da Justiça Federal em Natal.

Acusação

Quanta à Larissa, não. Ela é atualmente chefe de gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, não tendo privilégios para ser ouvida pela Justiça.

Paralelamente, o Ministério Público do Estado do RN (MPRN) requereu oitiva de três testemunhas de acusação: Alcides Fernandes Barbosa, Marcus Vinícius Furtado da Cunha e George Anderson Olímpio da Silveira.

Serão inquiridos por videoconferência no dia 30 deste mês, pela manhã, a partir de fóruns federais em São Paulo e Ceará.

É o que estabelece o despacho do ministro Luiz Fux.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
segunda-feira - 22/04/2019 - 08:18h
Item de Currais Novos

Nova pesquisa à Prefeitura de Mossoró será divulgada


Do Blog Thaisa Galvão

Depois da pesquisa sem os nomes da ex-deputada Larissa Rosado (PSDB) e do deputado Bernardo Amorim (Avante) em Mossoró, já tem nova consulta sendo feita na cidade com os nomes dos dois.

A pesquisa divulgada foi feita pelo instituto Seta por encomenda do Blog do Barreto.

Essa que está sendo feita é do instituto Item Pesquisa, de Val Araújo, que não quis revelar quem contratou.

Como 2019 não é ano eleitoral, as pesquisas podem ser feitas sem registro, portanto, podendo omitir o responsável.

Se a lógica me deixar falar, posso até dizer que a pesquisa é de interesse ou de Larissa ou de Bernardo, apostando mais no segundo…

A pesquisa misteriosa tem os seguintes nomes na

Estimulada:

Alysson Bezerra (SDD)

Bernardo Amorim (Avante)

Gutemberg Dias (PCdoB)

Isolda Dantas (PT)

Jorge do Rosário (PR)

Larissa Rosado (PSDB)

Rosalba Ciarlini (PP)

Serão 600 entrevistas que começaram neste sábado e seguem até a terça-feira.

Nota do Blog Carlos Santos – A última vez que o Item de Currais Novos apareceu com pesquisa em Mossoró foi na acirrada campanha municipal de 2012, com sondagem sob encomenda do então jornal impresso O Mossoroense, publicada no dia 2 de outubro, cinco dias antes do pleito: O Mossoroense/Item vê Larissa com 48,5% e Cláudia Regina com 41,2%.

Leia também: Rosalba tem considerável reprovação pessoal e administrativa;

Leia também: Rosalba lidera corrida pré-eleitoral; oposição se aproxima.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion - Banner - 17-08-19
quarta-feira - 17/04/2019 - 15:42h
Opinião

Sandra Rosado não vê produtividade de deputados de Mossoró


Sandra: deputados ditos de Mossoró (Foto: TCM-Telecom)

Do Blog Diário Político

Perguntada sobre a atuação dos Deputados Estaduais ditos de Mossoró a vereadora Sandra Rosado (PSDB) desabafou: “o que eu acho é que há uma posição de muita politicagem. Eu ainda não vi e lamento ainda não ter visto nenhuma ação que venha a resultar em avanços para a cidade de Mossoró com relação ao Governo do Estado feito por algum deputado Estadual”.

Sandra disse não saber se a fraca atuação desses parlamentares pela cidade pode ter relação com o que ela chama de “paralisia quase total do Governo que não consegue nem colocar em dia o pagamento dos servidores”.

Larissa Rosado

A vereadora de Mossoró disse ainda torcer muito que venham benefícios para Mossoró por um ou outro deputado, com menos ou mais votos, mas que estes tenham seus mandatos “tão produtivos quanto foram os mandados da ex-deputada Estadual Larissa Rosado (PSDB)”, pontuou.

No início desta temática dentro do programa Cenário Político TCM telecom, Sandra Rosado afirmou que nas eleições de 2018 a candidata Larissa Rosado (PSDB) foi a mais votada de Mossoró e por questões de legenda acabou não entrando nas vagas, mas em detrimento de sua votação cinco outros candidatos conseguiram se eleger.

Contra o modelo atual de escolha do parlamento estadual, Sandra assegurou: “isso tá na hora de acabar”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 09/03/2019 - 07:46h
Política

Os conselheiros de Ezequiel


Ezequiel: equipe (Foto: Canindé Soares)

Do Território Livre (Laurita Arruda)

Reeleito presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) inicia o novo mandato com três novos auxiliares de peso: a ex-deputada Larissa Rosado (PSDB), a ex-supersecretária Tatiana Mendes Cunha e Fernando Resende Filho.

Os dois últimos com ampla experiência jurídica.

Tatiana na advocacia pública e privada.

Resende no Tribunal Regional Federal (TRF) – 5ª Região e no Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde assessorou o ministro Ribeiro Dantas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner da Agência Crioula, Delegacia da Mulher - Zona Norte, Agosto de 2019
sábado - 16/02/2019 - 15:56h
Chefia de Gabinete

Larissa substituirá pivô de escândalo na Assembleia Legislativa


Ana chegou a ser presa; cargo é de Larissa (Fotos arquivo)

Do Blog Thaisa Galvão

A ex-deputada Larissa Rosado (PSDB), que não se reelegeu e foi cotada para assumir uma Secretaria na Prefeitura de Mossoró, vai permanecer na Assembleia Legislativa.

Larissa foi nomeada para ocupar o cargo de chefe de gabinete da Presidência.

O cargo estava vago.

Larissa exerceu 4 mandatos de deputada estadual e conhece bem o funcionamento da Casa.

Nota do Blog Carlos Santos – Larissa vem de duas derrotas consecutivas à Assembleia Legislativa (2014 e 2018). No ano passado, chegou a ter apoio do próprio Ezequiel, do prefeito natalense Álvaro Dias (MDB) e do então senador Garibaldi Filho (MDB), mas não obteve êxito. É apenas terceira suplente da Coligação Trabalho e Superação.

Ela assume cargo vago desde o dia 26 de setembro do ano passado (veja AQUI), que era ocupado por Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, principal nome envolvido na “Operação Canastra Real”, escândalo nesse poder que aponta para desvio de mais de R$ 2,4 milhões com uso de servidores fantasmas. Ana chegou a ser presa (veja AQUI) e foi exonerada.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 11/02/2019 - 07:12h
Tércio Pereira

Ex-candidato a vice-prefeito comporá escritório de senador


Ex-presidente do PT de Mossoró e ex-candidato a vice-prefeito (2008) em chapa encabeçada pela então deputada estadual Larissa Rosado (PSB, hoje no PSDB), Tércio Pereira tem nova missão.

Ele vai compor escritório regional do senador Jean-Paul Prates (PT) a ser instalado em Mossoró em breve espaço de tempo.

Nota do Blog – Excelente escolha.

Tércio é íntegro, competente e um fidalgo no trato com gente de todos os matizes sociais e partidários.

Sucesso.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 12/11/2018 - 08:20h
Desenvolvimento Econômico

Ex-reitor da Ufersa é nome apontado para secretariado


Josivan: ex-reitor (Foto: Jornal das Cinco)

O PCdoB do Rio Grande do Norte tende a indicar o nome do professor e ex-reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Josivan Barbosa, como opção à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado, gestão Fátima Bezerra.

O professor é vice-presidente da sigla em Mossoró.

Barbosa já fora titular da pasta do Planejamento no governo municipal mossoroense de Francisco Jose Júnior (PSD,  hoje sem partido).

Josivan Barbosa chegou a ser candidato a vice-prefeito de Mossoró em 2012, pelo PT, em chapa encabeçada pela deputada estadual Larissa Rosado (PSB, hoje no PSDB).

Ele é também articulista-colaborador do Blog Carlos Santos.

O advogado Renato de Souza Cavalcanti Marinho é o atual secretário, na administração Robinson Faria (PSD).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
quinta-feira - 01/11/2018 - 10:30h
Alysson Bezerra

Deputado eleito prioriza mandato e evita falar sobre 2020


Deputado comemora hoje sua vitória (Foto: reprodução)

Aos 26 anos, o mais jovem deputado eleito à próxima legislatura da Assembleia Legislativa do RN, engenheiro e servidor público federal Allyson Bezerra (SD), quer priorizar tão somente seu mandato nos próximos meses. Não estão em pauta hipotéticas alianças paroquiais e questões relativas à sucessão municipal em 2020.

Ele somou ao todo 20.228 votos no estado, com alcance de 155 municípios. Desse volume, Mossoró foi responsável por 13.095 votos, ou seja, 64,74% de sua votação. Entre eleitos à AL e à Câmara Federal, ninguém mais tem tamanha representatividade no próprio município.

Allyson Bezerra considera imprópria a ideia de existência de um suposto “sentimento de orfandade” de Mossoró pela não reeleição da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), do deputado federal Beto Rosado (PP) e até do fracasso eleitoral do ex-candidato a vice-prefeito Jorge do Rosário (PR).

“Isso existe entre os que perderam, seus aliados. A cidade, por onde ando, pensa diferente e está feliz”, avalia. Além de Allyson, a vereadora Isolda Dantas (PT) foi outra novidade de Mossoró à Assembleia Legislativa (veja AQUI).

Voto antioligárquico

Ele é bem a cara do voto antioligárquico/antissistema que imperou na campanha potiguar, causando um tsunami implacável nas forças tradicionais. “Fugi do apego ao tradicional, à busca de apoios de lideranças, vereadores, suplentes etc. Não apresentei ninguém com esse perfil como apoio e procurei falar diretamente com o povo, enquanto os políticos de sempre passavam nas ruas em cima de carros”, comenta.

A propósito, o deputado eleito é sobrinho-segundo do vereador Manoel Bezerra de Maria (PRTB), que acompanhou Larissa Rosado.

Uma história fora da entrevista

Ao abordar Allyson Bezerra por telefone, tratei-o com formalismo: “Bom dia, deputado!” Em seguida, indaguei-o se já estava adaptado à pompa e à liturgia do cargo em que ingressará a partir do próximo ano.

- Não (risos). O rapaz do espetinho que costumo frequentar continua me chamando de “boy” (risos). “Diga aí, boy”!.

Redes sociais também foram o forte de Allyson Bezerra, pois espraiaram sua imagem bem antes da própria campanha. A colaboração de amigos e a escolha prévia de um partido onde existiam condições de eleição com menor capital de votos e concorrentes do mesmo nível, também pesaram à sua vitória.

Baixo custo de campanha

Oficialmente, sua campanha teve o total de R$ 37.311,70 de despesas contratadas. Muito aquém de nomes de peso que terminaram não conseguindo êxito nas urnas.

Na Assembleia Legislativa, Allyson Bezerra quer fazer um mandato municipalista, com aposta no potencial econômico do interior, em especial da região de Mossoró, “com olhos para a fruticultura, calcário, sal e outras potencialidades”. Na cidade, o deputado quer instalar um gabinete de trabalho permanente.

Do ponto de vista político, em relação ao poder Executivo, “nossa posição será de independência”. A mesma postura é antecipada no tocante ao governo municipal mossoroense.

Às 19 horas desta quinta-feira (1º), em frente à Igreja de Cristo na Rua Deputado Gastão Mariz, bairro Planalto 13 de Maio em Mossoró, Alysson participará do “Culto da Vitória”, em louvor ao seu sucesso nas urnas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 31/10/2018 - 16:48h
Eleições 2018

Prefeito faz expurgo de nome que não o seguiu em campanha


Joedna: nome descartado (Foto: Web)

Após as eleições de domingo (28), o prefeito de Felipe Guerra (região Oeste), Haroldo Ferreira (PSB), começou processo de expurgo de auxiliares que não votaram de cabo a rabo em seus candidatos, nos pleitos deste ano.

O primeiro nome a cair foi o da ex-vereadora Joedna Canela (DEM), assessora especial na Secretaria Municipal do Turismo.

Outros devem ser descartados.

O prefeito fez campanha para Fátima Bezerra (PT) ao governo nos dois turnos. À Câmara Federal avalizou reeleição de Rafael Motta (PSB), com apoio ao médico Bernardo Amorim (Avante) à Assembleia Legislativa, outro vitorioso.

Já a exonerada, não. Foi de Carlos Eduardo Alves (PDT), Beto Rosado (PP) e Larissa Rosado (PSDB).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 26/10/2018 - 22:20h
PRIMEIRA MÃO

Rosalbismo vai pro tudo ou nada para não perder em Mossoró


Carlos: operação de guerra até domingo (Foto: arquivo)

Líder do rosalbismo, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado teve reunião à manhã desta sexta-feira (26) com vereadores e outros nomes que trabalham a campanha da chapa Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PP) em Mossoró. Aconteceu  no Sítio Cantópolis.

No imóvel que é utilizado para reuniões políticas do grupo, os participantes discutiram plano de ações de grande impacto para se reverter a expectativa desfavorável à chapa Carlos-Kadu, em Mossoró, no pleito de domingo (28). No primeiro turno, a chapa perdeu no município para Fátima Bezerra (PT)-Antenor Roberto (PCdoB) por 9.391 votos (8,66%).

A ordem é partir pro tudo ou nada.

Representação do Instituto Gama de Fortaleza-CE mostrou dados de pesquisa para consumo interno, que serviram para estimular o trabalho mais aguerrido do rosalbismo nas próximas horas. Na ótica de Carlos e do Gama, é possível conseguir uma vitória local, como aconteceu na campanha municipal de 2012.

Naquela contenda doméstica, a então candidata do grupo, vereadora Cláudia Regina (DEM), atropelou a deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) nos últimos dias, vencendo o pleito por 5.295 votos (3,93%). Só uma pesquisa de boca de urna apontou sua vitória. Todas as anteriores, não.

Leia também: Carlos Eduardo só supera adversária na capital do estado;

Leia também: Três pesquisas apontam caminho de vitória para Fátima;

Leia também: Ibope mostra Fátima com 10% à frente de Carlos Eduardo;

Leia também: Em Pesquisa FM 98.9/Consult vantagem de Fátima é de 5,4%;

Leia também: Big Data aponta maioria de 8% para Fátima Bezerra.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sábado - 13/10/2018 - 07:40h
Em Mossoró

Governismo tenta manter ânimo após série de derrotas


Rosalba: em busca de força (Foto: arquivo)

Verdadeiramente não é fácil o desafio diante da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) até o próximo dia 28, dia de eleições.

Nesse segundo turno, ela precisa manter o aceso o “ânimo” da sua tropa em Mossoró, após um primeiro turno desastroso: todos os candidatos defendidos e apoiados pela líder popular do rosalbismo, acabaram derrotados.

Como reverter o resultado ao Governo do Estado? Eis a questão.

A chapa ao governo estadual onde está seu filho Kadu Ciarlini (PP), como candidato a vice de Carlos Eduardo Alves (PDT), perdeu por quase 10 mil votos: 9.391 (8,66%).

Quem prevaleceu foi a chapa Fátima Bezerra (PT)-Antenor Roberto (PCdoB) com 46.634 (43,02%), contra 37.243 (34,35%) de Carlos e Kadu.

E ainda tem a carga negativa de Larissa Rosado (PSDB) e Beto Rosado (PP), candidatos respectivamente à Assembleia Legislativa e Câmara Federal, que não se reelegeram.

De onde tirarão forças para correrem atrás de votos para Carlos e Kadu, após não conseguirem o suficiente para si?

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 10/10/2018 - 12:12h
RN

Eleições vão alojar 14 partidos na Assembleia Legislativa


Do Blog Carol Ribeiro e Blog Carlos Santos

A Assembleia Legislativa do RN teve uma renovação de cinco partidos: Avante, PSL, PTB, PTC e PSOL. Por outro lado, PSB e PCdoB devem perder, a partir de janeiro de 2019, as cadeiras que ocupam.

Mas ao todo, será composta na próxima legislatura (2019-2022) por 14 legendas: PSDB (5), Avante (2), MDB (2), SD (2), PT (2), PSD (2), PTC (2), além de PR, PPL, PSL, Pros, PHS, Psol e DEM com um parlamentar.

Próxima legislatura terá maior estratificação de siglas em plenário do que a atual (Foto: AL)

Dos partidos que permanecem, as perdas foram mais significativas para o PSDB, que cai de oito para cinco deputados, e para o PSD, que perde dois dos quatro deputados. Já o DEM perde uma das duas cadeiras que ocupa na atual legislatura.

PT e Solidariedade ganham uma nova cadeira.

Passam de um deputado estadual para dois, cada um o PROS, PPL, PR, MDB e PHS mantém, cada um, uma cadeira na AL.

Eleições de 1014

Em 2014, a configuração das legendas foi bastante diferente da que emergiu das urnas agora, em 2018 (veja AQUI relação dos eleitos e votações). Mas também houve bastante estratificação de legendas. Ao todo, os 24 eleitos/reeleitos estavam abrigados em 13 siglas.

PMDB (5), Pros (4), PSD (3), DEM (2), PSB (2). Já PR, PDT, Solidariedade, PCdoB, PMN, PHS, PTdoB e PT com um parlamentar.

No curso da legislatura ocorreram duas substituições definitivas. Com o falecimento de Agnelo Alves (PDT), acabou assumindo o suplente Vivaldo Costa (Pros). Com a eleição de Álvaro Dias (MDB) a vice-prefeito do Natal, a suplente Larissa Rosado (PSB, depois PSDB), terminou efetivada.

Veja a lista completa de cada um dos deputados eleitos, seus partidos e votação.

Ezequiel PSDB 3,45% 58.221
Gustavo Carvalho PSDB 2,82% 47.544
Dr. Bernardo AVA 2,49% 42.049
Tomba Farias PSDB 2,45% 41.249
Nelter Queiroz MDB 2,41% 40.717
Hermano Morais MDB 2,26% 38.053
Galeno Torquato PSD 2,05% 34.532
George Soares PR 2,03% 34.263
Raimundo Fernandes PSDB 2,01% 33.965
Cristiane Dantas PPL 2,01% 33.860
Kelps SD 2,01% 33.819
Getulio Rêgo DEM 1,98% 33.477
Isolda Dantas PT 1,95% 32.963
Kleber Rodrigues AVA 1,94% 32.755
Vivaldo Costa PSD 1,94% 32.638
Albert Dickson PROS 1,88% 31.698
Souza PHS 1,84% 31.097
Coronel Azevedo PSL 1,64% 27.606
José Dias PSDB 1,62% 27.275
Francisco do PT PT 1,39% 23.448
Eudiane Macedo PTC 1,32% 22.333
Allyson Bezerra SD 1,20% 20.228
Ubaldo Fernandes PTC 1,19% 20.148
Sandro Pimentel PSOL 1,14% 19.158

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.