sexta-feira - 21/09/2018 - 13:12h
Do contra

Antirrosalbismo ganha corpo numa campanha de “exclusão”

Mesmo assim, prefeita e grupo acreditam que a repetição do que "sempre deu certo" dará certo sempre

“(…) É você
Que ama o passado
E que não vê
Que o novo sempre vem”. Belchior, Como Nossos Pais.

Encorpa-se em Mossoró um espontâneo e crescente movimento que a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) com o carisma pessoal, militância, mídia amestrada e a máquina pública não está conseguindo refrear: o antirrosalbismo. A angústia aparece em seu rosto crispado e em palavras cada dia mais amargas e raivosas (veja vídeo ao final desta postagem).

É importante que fique sublinhado: esse fenômeno não é artificial, repentino ou circunstancial. Não é “coisa de adversário”, tão somente. A própria “mistura” ou “união” da família Rosado nas eleições de 2016 deixou patente essa agonia, que recrudesce nesse momento, dois anos depois.

São sinais que há muitos se formam para espelhar um diagnóstico que não tem como ser escamoteado: aproxima-se o fim de um ciclo.

Rosalba discursa no Sítio Cantópolis para um público com poucos jovens e repetindo retórica surrada (Foto: cedida)

Ao se amontoarem no mesmo palanque, após cerca de 30 anos de beligerância e acordos tácitos, os Rosados deram uma demonstração de fraqueza em vez de materializarem ampliação de força.

Antes, rachavam a cidade ao meio para ficarem com o todo. Hoje, são parte de uma porção em atrofia.

A vitória de Rosalba nas urnas em 2016, ao lado da prima, ex-deputada e ex-adversária Sandra Rosado (PSDB), representou uma tentativa de resistência e manutenção de um protagonismo que pode mudar de mãos, lado e tendência em breve.

Vexame

Ela e seu grupo talvez amarguem um vexame homérico em 2018. Todas as pesquisas já divulgadas e outras tantas de consumo interno apontam para um grande embaraço paroquial: a chapa ao governo encabeçada por Carlos Eduardo Alves (PDT), com seu filho Kadu Ciarlini (PP) a vice, está longe de ganhar o pleito “em casa”.

Caminha para perder para a petista Fátima Bezerra, que sequer tem palanque e apoios expressivos em Mossoró.

Porém é importante frisarmos, que o papel da “oposição” nesse cenário não compreende o sentido político-partidário da palavra, mas sua essência etimológica, derivada do latim. Temos uma onda de contrariedade e incompatibilidade catalisando a sociedade.

O governo parece paralisado, incapaz de funcionar com o minimo de eficiência e ninguém inspira um pingo de confiança. A própria conjuntura nacional dá sua parcela de contribuição a esse inferno astral.

Há uma massa cada dia mais indócil, questionadora e capaz de fazer sua própria revolução por segundos e bites, diante da tela de um smartphone/tablet/computador. Essa é a oposição que asfixia Rosalba e o rosalbismo. Sem sigla, sem rosto, sem líderes, inorgânica e avassaladora. Talvez, incontrolável. Capaz de votar contra, para deixar claro que não é a favor. Não por outra opção, mas para exclusão.

O perigo da oposição social

Em 11 de abril de 2017 antecipávamos esse quadro para 2018 e alertávamos a própria prefeita, ao postarmos a matéria O perigo da “oposição social” que ronda Rosalba Ciarlini. “O problema que ganha corpo de forma lenta, gradual e expressiva é a “oposição social”, muito mais letal do que a político-partidária. É a voz das ruas”, assinalamos.

Rosalba e cia. enfrentam em seu reduzido espaço geopolítico de influência (Mossoró), um ranço parecido com o espectro do antipetismo nacional. Guardam certas semelhanças, mas com algumas peculiaridades próprias.

Pesquisas dizem que a base antirrosalbista borbulha nas classes médias, avança entre emergentes e passou a germinar em cinturões de pobreza, como no antes intocável “Santontõe” (vício de linguagem para o bairro Santo Antônio), tido como o “Canteiro da Rosa” (veja AQUI em nota na última Coluna do Herzog desta página).

O grupo e seus seguidores envelheceram; as ideias e métodos dos seus líderes, mais ainda. Não conseguem fazer uma leitura eficiente desses novos tempos, teimam em não se adaptar e acreditam que a repetição do que “sempre deu certo” dará certo sempre. Pecado mortal. Não está dando mais certo. 

Paralelamente, pela primeira vez desde os anos 70, época do bipartidarismo consentido entre Arena x MDB, os Rosados enfrentam uma oposição partidária com o mínimo de organização, quadros e disposição de luta. Seus principais atores pegam o vácuo deixado pela banda de Sandra Rosado, depois que ela virou neorosalbista.

Como não se modernizaram, não se reciclaram, não se oxigenaram e não têm mais o poder de controlar quase tudo nesse espaço, do juiz ao gari, Rosalba e seu rosalbismo entram em parafuso.

“O novo sempre vem”, escreveu o compositor cearense Belchior.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
quarta-feira - 19/09/2018 - 17:10h
Quinta-feira, 20

Dirigentes do TRE/RN cuidam de eleições em Mossoró


Cornélio Alves e Glauber: TRE (Foto: cedida)

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), Desembargador Glauber Rêgo, acompanhado do Corregedor Eleitoral, Desembargador Cornélio Alves, cumpre agenda em Mossoró nesta quinta-feira, dia 20 de setembro.

Às 14h30 eles serão recebidos pelo reitor da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), professor José de Arimatea Matos, para tratar da possibilidade de doação de terreno para a construção de uma nova sede do Fórum Eleitoral em Mossoró.

Às 16h30, os desembargadores terão um encontro com a prefeita Rosalba Ciarlini (PP), no Palácio da Resistência, para tratar do Plano de Segurança das Eleições Gerais de 2018.

Será a primeira visita que os novos dirigentes do TRE-RN farão a Mossoró, segundo maior colégio eleitoral do estado, desde que assumiram a gestão em 31 de agosto deste ano.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público
  • Repet
terça-feira - 18/09/2018 - 16:22h
Silêncio

Igreja não se pronuncia sobre fúria de padre contra Rosalba


Cornélio em seu endereço no Facebook: nada a esconder

Até à tarde desta terça-feira (18), a Diocese de Mossoró não se pronunciou sobre pronunciamento em redes sociais do padre e professor Francisco Cornélio, desfechando pesada catilinária contra a prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP). O bispo diocesano Dom Mariano Manzana não se manifestou por sua assessoria até o momento, após quase 48 horas do episódio.

O Blog Carlos Santos fez contato e recebeu a informação de que ele estava participando de programação interna da Igreja, com viagem agendada ainda para Luís Gomes (Oeste do RN). “Quando for possível eu lhe retorno”, informou fonte da Diocese.

No domingo (16), às 20h26, o apodiense Francisco Cornélio escreveu artigo sob o título de “O desespero de uma prefeita medíocre”.

Declaradamente defensor das candidaturas da senadora Fátima Bezerra (PT) ao Governo do Estado e Fernando Haddad (PT) à Presidência da República, ele tomou as dores da candidata e do partido a discurso da prefeita em comício na cidade, onde fazia ilações relacionando o PT ao ataque à faca contra o candidato Jair Bolsonaro e satanizava à imagem da própria Fátima.

Leia abaixo – na íntegra – o texto do padre Cornélio:

O DESESPERO DE UMA PREFEITA MEDÍOCRE, que carrega em si o status de pior governadora da história do Rio Grande do Norte, de senadora menos produtiva de todos os tempos e, hoje, sabe que a sua forma ultrapassada de fazer política, ainda baseada no sistema de capitanias hereditárias, está chegando ao fim.

Já quase certa de que seu filho não será eleito vice-governador, ela ataca desesperadamente quem sempre esteve ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras do RN.

A saúde e a educação, sobretudo a UERN, sabem o quanto foram duros os quatro anos de gestão Rosalba. Por isso, a chapa ALVES-ROSADO está sendo rejeitada pela população do RN.

A oligarquia Maia já não ameaça mais o RN. O suspiro das oligarquias ALVES-ROSADO está ameaçado no momento, com a tendência de derrota da chapa CARLOS ALVES-KADU CIARLINI. Por isso, a PREFEITA MEDÍOCRE está desesperada, partindo para a baixaria.

Finalmente, o pobre RN está tendo a chance de deixar, definitivamente, de ser capitania hereditária, com políticos eleitos sem necessitar do sobrenome de um clã oligárquico.

Fátima, vítima dos ataques e causa do desespero da prefeita, é a única esperança para esse estado, pobre e sofrido, sair do caos. Essa esperança aumenta quanto o assunto é educação/UERN, uma das áreas mais negligenciadas pela prefeita desesperada, quando foi governadora.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 17/09/2018 - 14:00h
COLUNA DO HERZOG

Do “Sapo barbudo” ao Capitão Bolsonaro


Por Carlos Santos

Na primeira eleição presidencial pós-regime militar de 1964, ocorrida em 1989, a disputa do segundo turno confrontou Luiz Inácio Lula da Silva do PT e o ex-governador alagoano Collor de Melo (PRN).

Nome forte àquela disputa, tido como herdeiro político do ex-presidente João Goulart e do trabalhismo de Getúlio Vargas, Leonel Brizola (PDT) acabou sobrando. Nem por isso deixou de participar do segundo turno, quando apoiou o “sapo barbudo”, alcunha que aplicou em Lula.

Brizola e Lula em 1989, união tática em torno do "sapo barbudo" (Foto: RAR/CV)

Mestre dos apelidos, Brizola justificou que assim o definia, porque a política seria “a arte de engolir sapos” e queria ver a elite brasileira engolir “o Lula”, o sapo barbudo.

Na sucessão presidencial 2018, 29 anos depois, Jair Bolsonaro (PSL) parece encarnar esse papel de sapo. Em verdade, o capitão não é barbudo e já não precisa mais ser empurrado goela abaixo de boa parte da aristocracia, plutocracia e burguesia nacionais, que o vê como palatável.

É príncipe e batráquio ao mesmo tempo.

Provoca um turbilhão de sentimentos ambivalentes, muito parecidos com o que Lula instigava àquele tempo e instiga até hoje: admiração e antipatia, paixão e ódio, esperança e temor.

Guardadas as características ideológicas de cada um e tantas outras diferenças, além de conjunturas distintas e contexto, estamos diante de um personagem também controvertido. Surge num momento de desalento e muitos medos.

O que veremos adiante é uma incógnita, em caso de vitória de Bolsonaro. Sobram suposições, como assim acontecia em relação a Lula àquela época. As urnas vão dizer que direção tomaremos, com ou sem o capitão.

PRIMEIRA PÁGINA

Reta final pode reservar surpresas numa campanha – Na reta final da campanha presidencial de 2014, a então presidente Dilma Rousseff (PT) chegou a somar 36% de intenções de voto e tinha Marina Silva com 33% em sua cola. Havia empate técnico. Mas aí surgiu Aécio Neves (PSDB) lá de trás, atropelando Marina e encostando em Dilma. Tivemos o segundo turno, com vitória de Dilma. Vale lembrar que Marina emplacou impulso em determinada fase da contenda, ao substituir Eduardo Campos (PSB), falecido em acidente aéreo.

Capitão Styvenson é o segundo fenômeno político na Net no RN – Depois do deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade), certamente o Capitão Styvenson Valentim (REDE), candidato ao Senado da República este ano, é o segundo grande fenômeno político no estado que é fermentado na Internet, pelas redes sociais. É algo que boa parte da classe política ainda não conseguiu aproveitar melhor, repetindo fórmulas surradas de campanha de rua e estratégias que já não alcançam e mexem com o eleitor. Styvenson tende a ser um nome de projeção nacional numa eventual vitória, algo muito difícil de acontecer noutro cenário, num mundo que antes era analógico.

Ciro sendo Ciro coloca em risco de novo seu projeto presidencial – Mais uma vez candidato à Presidência da república, o candidato Ciro Gomes (PDT) coloca em risco a viabilidade de seu nome. De novo, é protagonista de destempero público. Mas um caso para seu vasto acervo de episódios grosseiros. Dessa feita, com dedo em riste (sempre), esculachou e mandou “prender” um jornalista em Roraima. Outro viés analítico chega a atenuar o incidente, dando-lhe conotação de estratégia de marketing eleitoral, para demonstrar que o candidato não aceita provocações e ser emparedado etc. Francamente! 

Boa prosa sobre política com Eduardo Mendes – Conheci nesse último fim de semana o Eduardo Mendes, “Dudu”, vereador mirim em Mossoró. Conversa para lá de boa. Inteligente, sóbrio, articulado e com uma bagagem de conhecimento de fazer inveja a muita gente madura, Dudu deixou-me ótima impressão. Abração, meu caro.

Alckmin tem presença protocolar no RN – O candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, teve passagem rápida pelo estado e sem maior desdobramento. Desembarcou na Sexta-feira (14) e teve a companhia de apoios representativos da política no RN, como senador e candidato à Câmara Federal José Agripino (DEM), ex-senador e candidato ao Senado Geraldo Melo (PSDB) e o presidente do PSDB no estado e da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira.

Nova rodada de pesquisa do Ibope sairá na próxima sexta-feira – O Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) está com trabalho de campo em andamento. Na próxima sexta-feira (21) deverá apresentar os números da disputa estadual dentro da programação da InterTV Cabugi, empresa contratante do serviço. Veja AQUI os últimos números do Ibope ao Governo do RN, divulgados dia 17 de agosto. Veja AQUI os números ao Senado e AQUI a avaliação do Governo Robinson Faria (PSD).

Dama de Espadas esconde buraco ainda maior na Assembleia Legislativa – A delação da ex-procuradora da Assembleia Legislativa Rita das Mercês Reinaldo ao Ministério Público Federal (MPF), que causou redemoinho na vida pública do estado, poderia ter sido ainda maior se ela tivesse falado tudo que sabe. Foi seletiva e agradou aos procuradores do MPF. Imagine você, se “Ritinha” abre a caixa preta de empréstimos consignados e outras pérolas. Mas tem tempo ainda. É fichinha o rombo de pouco mais de R$ 9,5 milhões que se levantou como desvios através de folha de fantasmas, diante do que foi omitido capciosamente para salvar a boiada restante.

Memória artificial está matando um adágio da política – “O povo tem memória curta.” Esse adágio que se inseriu na cultura política brasileira está seriamente ameaçado de morte. A memória cognitivo/biológica está sendo reavivada pela “memória artificial” do mundo cibernético. As ferramentas de busca como Google trazem à tona declarações, fotos, vídeos e outras manifestações que muitos políticos gostariam de esquecer e torcem para ninguém lembrar. É, os tempos são outros…

“Canteiro da Rosa” virou terra de ninguém – A região dos bairros Santo Antônio, Barrocas e adjacências em Mossoró virou terra de ninguém na atual campanha eleitoral. Já foi o “Canteiro da Rosa”, tratado como possessão do rosalbismo para qualquer conquista eleitoral. Guarda maior contingente de eleitores do município e faz parte de um cinturão de pobreza e precariedade de serviços públicos, que até hoje não foi atenuado a contento. A própria Rosalba Ciarlini (PP) está com dificuldade em pontificar na área. Em recente carreata, a Rosa teve que conviver com a indiferença de muitos e até gestos grosseiros de alguns populares à porta de casa e calçadas. É, os tempos são outros…

Cálculos para estadual e federal estão sendo refeitos - Muitos estudiosos da política do Rio Grande do Norte começam a fazer e refazer contas sobre quociente eleitoral para deputado estadual e deputado federal. O cotidiano da campanha tem demonstrado que o alheamento e a repulsa do eleitor são bem maiores do que esperado. Por isso, muitos candidatos e assessorias admitem contingente superlativo de votos em branco, nulo e abstenções. Em 2014, o quociente para estadual ficou em 69.097. Para federal foi de 197.608. Empurrem esses números realmente para baixo, bem para baixo.

EM PAUTA

TV WR – O empresário mossoroense Wilson Fernandes, que teve nome cotado para ser vice ao Governo do RN, na chapa da senadora Fátima Bezerra (PT), trabalha na montagem documental e estrutural da TV WR. A emissora deverá ficar entre a Rua Rui Barbosa e Avenida Felipe Camarão, centro da cidade de Mossoró. Fernandes fazia parte do projeto da TV Metropolitano na cidade, mas saiu de sua composição societária.

Advogado – O ex-vereador Joel Canela, de Felipe Guerra, está a pleno vapor em suas atividades como operador do direito. Ocupa elenco de advogados do escritório de Getúlio Andrade em Mossoró e endereço próprio em sua cidade. Atua no Direito Previdenciário, além de áreas Cível, Penal e Eleitoral. Sucesso, meu caro.

Elba e Geraldo – A área de evento do Partage Shopping, de Mossoró, vai receber à noite do dia 3 de outubro (um feriado estadual) a dupla Elba Ramalho-Geraldo Azevedo. A promoção é da Gondim & Garcia. Atrações supimpas, que se diga.

SESAP – A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), com sede à Avenida Deodoro em Natal, vai mudar provisoriamente de endereço para que o imóvel possa passar por séria reforma. A maior parte de sua estrutura ficará à Rua Floriano Peixoto, onde funcionava o Ministério Público. Outra parte continuará no prédio a ser restaurado.

Fenômeno – O alagoano Carlinhos Maia, que tem mais de 9 milhões de seguidores no Instagram, bateu recorde em Mossoró no final de semana. Realizou três apresentações consecutivas à noite de sábado (15) no Teatro Dix-huit Rosado, com casa lotada. Além disso, conquistou ainda mais seus fãs no próprio teatro, hotel e aeroporto, recebendo dezenas deles, incansavelmente. Aplausos, xará. Você merece demais.

Combustíveis – Em Natal, os preços de combustíveis subiram às alturas, em valores muito próximos posto a posto. Odor de cartelização.

SÓ PRA CONTRARIAR

Não conheço um único político que diz duvidar de pesquisa, que não trabalhe com pesquisa.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

Gente, de quem foi a ideia de edificar um terminal de passageiros de ônibus no adro da Igreja de Nossa Senhora de Fátima no abolição II, em Mossoró? Será que não sobrou um pinguinho de bom senso na municipalidade? Caramba! Francamente!

Obrigado à leitura do Nosso BlogAlvany Barros (Mossoró),  Aldo Medeiros Filho (Natal) e  Regina Alves (Apodi).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (10/09) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
  • Repet
domingo - 16/09/2018 - 21:14h
O outro lado

Rosalba diz que gravação é “fake news”, mas não nega nada


Em nota publicada nas redes sociais, sob o título “Não compartilhe Fake News, compartilhe a verdade”, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) tenta dar uma versão menos caustica às palavras que pronunciou em comício (veja AQUI).

Na nota (veja abaixo), ela não desmente uma sílaba do que falou (gravado em vídeo), mas prega que tudo não passa de fake news (notícia falsa). Chega a afirmar que a gravação é de outra ocasião e não no dia passado (sábado, 15), o que não altera em nada seu conteúdo. Teria acontecido na verdade no último dia 8 (outro sábado).

1) O processo eleitoral em curso é o mais importante instrumento de legitimidade da democracia, respeitando principalmente cada cidadão. No entanto, a postagem de conteúdos falsos na Internet tendem a criar dentro do atual processo eleitoral um ambiente não-democrático, tendencioso e faltando com a verdade.

2) Em postagem publicada hoje, dia 16, no Portal Mossoró Hoje, fui vítima de uma fake news (notícia falsa). A matéria diz que em discurso insinuei que o PT tentou matar Jair Bolsonaro. Antes de mais nada, gostaria de lembrar que isso é uma acusação grave. O vídeo está na Internet e mostra claramente que defendo o fim do radicalismo na política. A paz e o debate de ideias é o principal instrumento de defesa da democracia. Portanto, jamais acusaria qualquer partido de um ato tão violento.

3) Gostaria de solicitar às autoridades que monitoram o processo eleitoral que atentem com vigor, nos próximos dias de campanha, para situações como essa, pois elas só tumultuam o processo eleitoral e confundem o eleitor.

4)A fake news fica ainda mais clara quando se observa que o discurso do vídeo não aconteceu na movimentação de ontem, como foi noticiado pelo portal. A candidata Larissa Rosado sequer havia chegado na nossa carreata no trecho em que fizemos o discurso, entre o Conjunto Redenção e o Santa Delmira, assim como o candidato a Vice-governador Kadu Ciarlini que estava ontem na carreata ao meu lado, mas não aparece no vídeo.

5) Por fim, gostaria de deixar um último recado. Em toda a minha trajetória política sempre tracei um caminho de verdade e transparência com o povo. Sempre adotei uma postura de respeito aos adversários dentro do processo eleitoral. E é assim que faremos a nossa campanha até o dia 7 de outubro, quando vamos juntos mostrar que o povo de Mossoró merece respeito, elegendo Carlos Eduardo e Kadu Ciarlini.

Rosalba Ciarlini

Nota do Blog – Simplificando: a culpa é de quem publicou texto e vídeo (sem qualquer edição ou trucagem) sobre o assunto, não de quem falou tudo que está no mesmo vídeo.

A candidata ao governo estadual e senadora, Fátima Bezerra (PT), foi tratada de modo bastante depreciativo. Ficou no ar ainda a insinuação de que o PT estaria por trás do atentado contra o candidato presidencial Jair Bolsonaro (PSL).

A prefeita deu um tiro no próprio pé e outro na chapa que defende. Anote, por favor. É aguardar os desdobramentos nas urnas dessa tolice, que poderia ser parcialmente saneada ao se admitir o excesso, pedindo desculpas.

Mas como se diz em Mossoró em resposta a tudo que não tem resposta… “É a Rosa!”

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 16/09/2018 - 19:58h
Em Mossoró

Rosalba ataca Fátima Bezerra e o PT e liga partido a crime

Há quatro anos, como governadora, ela elogiou e apoiou a então candidata ao Senado da República

A prefeita de Mossoró e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) fez discurso agressivo no conjunto Redenção, à noite desse sábado (15). É o que informa com postagem e gravação em vídeo o portal “Mossoró Hoje”, neste domingo (16). Ela diz que Fátima Bezerra (PT) “está em pele de cordeiro”, mas compõe um “partido de lobos”.

Mãe do candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (PP), integrante da chapa encabeçada pelo candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), Rosalba chega até a insinuar que o PT estaria por trás do atentado contra Jair Bolsonaro (PSL), ocorrido no último dia 6 em Juiz de Fora (MG).

“Hoje essa candidata está em pele de cordeiro, mas todos sabem que pertence a partidos de lobos”, disse Rosalba. “Vejam aí o que vem acontecendo no Brasil. Vejam os noticiários? O que foi que aconteceu com Bolsonaro? Quiseram tirá-lo do caminho, tirando sua vida. Não foi assim?” – provocou.

Assessoria da candidata Fátima Bezerra foi abordada sobre o caso. Adiantou que o pronunciamento da prefeita será tratado pela via judicial.

Sob a ótica política, o entendimento é de que suas palavras revelam angústia e “desespero”, por não conseguir fazer decolar a chapa Carlos-Kadu em sua área de influência: Mossoró.

Em 2014, Rosalba pensava e agia de forma diferente

No dia 29 de setembro de 2014, à noite, portanto há quase quatro anos, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, à época) tinha outros conceitos sobre Fátima Bezerra e o PT. Os tempos e os interesses não eram os mesmos. Anunciou seu apoio à ela ao Senado e mobilizou seus seguidores e militantes em reunião no Sítio Cantópolis, em Mossoró: “Para Senado eu decidi pela educação. Pelo desenvolvimento dos jovens do RN. Por isso voto em Fátima Bezerra (PT)” – veja AQUI.

No dia 29 de setembro de 2014, Rosalba anunciava seu apoio á Fátima (Foto: redes sociais)

Vetada por seu partido à própria sucessão, quando não teve legenda para concorrer e com altos índices de reprovação administrativa (passaram de 80%), Rosalba àquela campanha trabalhou explicitamente em favor da deputada federal Fátima, que foi eleita.

O apoio declarado de governadora à “adversária” foi substrato de uma vingança e não de preferência. Ela trabalhou para a derrota ao Senado da ex-governadora Wilma de Faria. LeiaAs razões de Rosalba para apoiar a ‘companheira’ Fátima.

Apoio a Robinson Faria

Já ao governo estadual, ela optou por apoio nos bastidores a Robinson Faria (PSD), seu vice-governador dissidente. Fizeram as pazes, discretamente. A “Rosa” precisava de apoio político dele na Assembleia Legislativa para conseguir terminar a gestão com menos problemas; Robinson, de uma “força” a mais em Mossoró para ser eleito governador. E assim aconteceu.

Bem antes desse anúncio oficial, o Blog Carlos Santos já antecipava no dia 24 de março de 2014: “Rosalba sinaliza com apoio à Fátima Bezerra ao Senado“. E assim aconteceu.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 12/09/2018 - 14:30h
'Campanha municipal'

Para pretensos ‘vice-governadores’ de Mossoró, 2020 é bem ali


Do Blog Carol Ribeiro

É visível que a campanha estadual vem sendo tratada, pelos personagens políticos de Mossoró, como uma reedição da campanha municipal. De um lado, Tião Couto (PR). De outro, Rosalba Ciarlini (PP), através do filho Kadu (PP).

Candidatos locais, em chapas estaduais, têm briga paroquial com olhos atentos no futuro municipal (Foto: divulgação)

Cada qual com seu perfil e suas estratégias – bem pensadas ou não – eles querem mostrar que podem fazer a diferença no resultado das urnas do próximo dia 7 de outubro.

Para eles, é decisivo.

O fato é que cada um tem demonstrado acreditar que o desempenho nessa campanha pode ser um bom caminho andado de aglutinação de capital eleitoral para começar a montar suas estruturas para a campanha municipal de 2020.

Para Rosalba, é questão de honra – e de votos futuros – alavancar seu filho, nesse momento de avaliação negativa sobre sua gestão.

Uma derrota em 2018 pode demonstrar fragilidade e dificultar seu trabalho rumo à reeleição em 2020.

Já Tião tem o desafio de provar, através da captação de votos em Mossoró, que não amarga a antipatia popular diante da decisão de aliança e candidatura com um dos grupos que sempre criticou.

Caso contrário, o sonho municipal de 2020 pode ficar distante.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 12/09/2018 - 08:32h
Hoje

Coligação tenta ofensiva para evitar vexame em Mossoró


Larissa Rosado (estadual), Beto Rosado (federal), Kadu Ciarlini e Carlos Eduardo: mobilização intensa (Foto: divulgação)

A campanha da Coligação 100% RN começa nesta quarta-feira (12) em Mossoró uma ofensiva para reagir à própria pasmaceira e dificuldades de crescimento no município. O temor interno é de vexame nas urnas, se não houver reação.

De 8 horas até à noite a programação é fazer pelo menos 12 comícios, numa alusão ao número do cabeça de chapa, candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), que tem como vice o mossoroense Kadu Ciarlini (PP), filho da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Carlos Eduardo deverá participar da programação noturna.

O sinal de alerta para a campanha em Mossoró veio de forma pública na segunda-feira (10), quando houve divulgação da pesquisa do Instituto Consult.

Muita preocupação

Os números apontaram estagnação da campanha da chapa Carlos Eduardo-Kadu em Mossoró, com 10,8%. Está em empate técnico com a chapa Robinson Faria (PSD)-Tião Couto (PR) da Coligação Trabalho e Superação, que apareceu com 10% (veja AQUI).

A senadora e candidata Fátima Bezerra (PT), da Coligação Do Lado Certo, ostentou 21,7%. O mais interessante é que ela tem larga dianteira local mesmo sem ter sequer um palanque no município, além da própria militância partidária.

O agravante é o desgaste da gestão da prefeita Rosalba Ciarlini, com 49,17% (veja AQUI). Uma pesquisa interna em seu grupo atesta números mais atualizados e preocupantes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 10/09/2018 - 12:00h
COLUNA DO HERZOG

A faca e seus efeitos na campanha presidencial 2018


Por Carlos Santos

A faca que perfurou dia 6 último (veja AQUI) o abdômen do capitão Jair Bolsonaro (PSL), candidato à Presidência da República, é o primeiro e relevante “fato novo” da atual campanha eleitoral sucessória nacional. Muitos apressados passaram a rotular como “decidida” a corrida eleitoral, minutos após o incidente.

Devagar, gente.

As pesquisas que vêm por aí, já detectando um primeiro momento dessa repercussão, tendem a identificar o impacto dessa faca na contenda. Contudo acho improvável que aconteça de imediato um crescimento superlativo.

O fato novo não funciona isoladamente e de forma automática, como indutor de voto em favor de alguém ou subtração de outrem. Ele parece ter vida própria quando é algo natural, mas a partir daí existe muito de marketing, de estratégia e ação político-eleitoral.

Carlos Lacerda com pé engessado após ser baleado na Rua Toneleros em 4 de agosto de 1954 (Foto: Web)

O acontecimento tem e terá desdobramentos. Eles poderão robustecer o enredo de vitimização, ou até mesmo atenuem o impacto do episódio.

Ao longo dos próximos dias, até as eleições em 7 de outubro, acompanharemos outros capítulos e o fluxo ou refluxo dessa narrativa. Haverá uma provável acomodação e maior reflexão sobre o fato. As pesquisas seguintes e voto dirão o tamanho desse turbilhão de sentimentos ambivalentes.

Se houver caracterização de que o agressor agiu sozinho e não passa de um débil fanático, isso amortizará o capital de Jair Bolsonaro. Confirmada outra versão, em que seja apontada uma trama financiada e com participação de outras pessoas e militantes de legendas adversárias, o quadro já será outro e inverso.

O jornalista Carlos Lacerda quando foi alvo de atentado político na Rua Toneleros, 180 (Copacabana, Rio de Janeiro), em 5 de agosto de 1954, também virou vítima. Saiu ferido à bala, assim como o guarda municipal Sálvio Romeiro. Seu segurança, o major-aviador Rubens Vaz, morreu no local.

Dezenove dias depois, outro fato novo foi ainda mais impactante para mudar rumos da política nacional: Getúlio Vargas suicidava-se. Era o fim do seu governo e da denominada “Era Vargas”, ferozmente combatida por Lacerda.

Em qualquer campanha, o papel de vítima é um sonho lapidado e acalentado por qualquer candidato, para poder cair nas graças da massa, convertendo isso em votação-vitória. Agora não é diferente. Bolsonaro sabe disso.

PRIMEIRA PÁGINA

Conversa com o ex-deputado federal Henrique Alves – Conversei longamente com o ex-deputado federal Henrique Alves nesse último dia 6 em Natal, em seu apartamento no bairro Petrópolis. Falamos sobre família, política (nacional, estadual, natalense, mossoroense), futebol (calvários do meu Fluminense, do Vasco dele), economia, fé, religiosidade. O tempo consumiu quase toda uma tarde. A jornalista Laurita Arruda, sua mulher, ainda acompanhou o comecinho da prosa, mas saiu para compromissos pré-agendados. “Fiquem aí. Já sei que não vai faltar assunto”, previu acertadamente. Ah, não levei gravador nem uma simples caneta à anotação! Era uma simples prosa despretensiosa, puxada por um visitante comum.

O “Poder Moderador” das Forças Armadas está de prontidão – Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o Comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, avisou: “A legitimidade do novo governo pode até ser questionada”. O graduado verde-oliva deixou nas entrelinhas a crença de que poderá estar acima dos três poderes de Estado, se necessário e conforme suas interpretações. Seria uma espécie de “Poder Moderador” armado, acima dos demais e com força coercitiva, como plasmado na Constituição de 1824, quando o Imperador Dom Pedro I teve esse papel, inicialmente.

Villas Bôas: "moderador"

Pouca propaganda adesivada em veículos mostra distância do eleitor – É escasso o número de carros adesivados na atual campanha. Da capital ao interior, esse recurso de propaganda é quase imperceptível, diferentemente de disputas anteriores. Mais um sinal dos tempos.

Dois turnos eleitorais marcam pleitos – Em termos de Rio Grande do Norte, a única eleição ao governo decidida no primeiro turno foi em 2010. Àquela ocasião, deu Rosalba Ciarlini, então no DEM, superando o governador Iberê Ferreira (PSB), já falecido. No campo presidencial, só Fernando Henrique Cardoso (PSDB) conseguiu esse feito em 1994, atropelando Lula da Silva (PT). Enfim, as campanhas no estado e no país costumeiramente vêm tendo dois turnos. P.S - Retificação com informações do webleitor João Paulo Jales: Em 1994 e 1998 Garibaldi Filho (PMDB) foi eleito e reeleito no primeiro turno, bem como FHC em 98.

Escassez de dinheiro compromete muitas campanhas - Começou bem antes do que eu previ, a lamúria por falta de recursos na atual campanha. Poucos candidatos estão montados na bufunfa. Muitos profissionais contratados para trabalho no período estão sem receber pagamento. Pelo visto, a fila de caloteados vai ser grande após o período eleitoral.  Tem majoritárias quase parando.

Investigações vão ter sérios desdobramentos

Em minha estada de vários dias em Natal, conversei com fontes qualificadas da área investigativa oficial. Pelo o que ouvi, algumas apurações terão sérios desdobramentos nas próximas semanas e meses. Nada  mais posso adiantar, apesar da vontade.

Pesquisas sinalizarão eventuais reflexos da propaganda em rádio e televisão - As pesquisas a serem divulgadas esta semana – Consult e Seta no estado, Ibope e Datafolha no país – vão apontar sinalizadores quanto à propaganda eleitoral em rádio e televisão. O chamado “palanque eletrônico começou no último dia 31 de agosto. O tempo já é suficiente para sabermos se há algum sinalizador de mudança (crescimento, estagnação ou queda de nomes).

Ego refletido de Curitiba dá a Haddad um papel caricato e embaraçoso – É embaraçoso o papel que o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad cumpre na campanha presidencial. Todos sabemos que ele é o verdadeiro candidato petista, mas assim não se apresenta, para atender uma estratégia de marketing que já cumpriu seu papel mas que começa a saturar, mantida pelo ego do ex-presidente Lula, preso em Curitiba. Quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu no final do mês que ele não poderia ser candidato, dirigentes partidários já estavam prontos para deflagração da campanha de Haddad. Entretanto a ordem foi dar sequência às apelações judiciais e sustentar o nome do ex-presidente na propaganda. Um jogo arriscado demais. Leia o que escrevemos em 28 de janeiro deste ano: Lula e Bolsonaro, extremos que se completam na sucessão.

Fernando Haddad fica por trás de Lula à espera de ser anunciado com nome de verdade ao governo do país (Foto: campanha)

Descida do Alto de São Manoel deverá fechar tosca campanha municipalizada – A tradicional “Descida do Alto de São Manoel”, mobilização que marca as campanhas municipais em Mossoró, cumprindo trajeto a partir da Avenida Presidente Dutra até o centro da cidade, poderá marcar o fim da tosca campanha municipal improvisada que assistimos este ano. As chapas Robinson Faria (PSD)-Tião Couto (PR) e Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PDT) ainda não se manifestaram quanto à iniciativa e eventuais datas para esse fim.

Chapão de muitas dificuldades -  Com 14 deputados estaduais e outros nomes fortes à Assembleia Legislativa, a Coligação Trabalho e Superação vai ter candidato obtendo mais de 30 mil votos, mas fora da lista de eleitos. A montagem dessa nominata objetivou priorizar a eleição dos atuais deputados governistas e reforçar palanque e tempo de rádio e televisão do governador Robinson Faria (PSD). O chororô vai ser grande pós-campanha, com altos gastos financeiros, dívidas e derrota eleitoral de figuras de peso.

EM PAUTA

Franklin Jorge – Apesar de estar em Natal, não apareci no aniversário do jornalista e escritor Franklin Jorge no sábado (8). Mas o caríssimo Honório de Medeiros representou-me, falando muito bem de mim, lógico. Ave, Franklin.

Cariri Cangaço – Está definida a programação de mais uma Edição do Cariri Cangaço, que acontecerá dessa feita em São José de Belmonte em Pernambuco, sob a batuta do criador dessa iniciativa – Manoel Severo. Acesso AQUI e veja os detalhes. Estarei por lá, se Deus quiser.

Anita e doações - A palestra da historiadora Anita Leocádia Prestes (veja AQUI), que será aberta ao público e acontecerá no auditório do Hotel Villa Oeste no dia 14 (sexta-feira), às 19h, em Mossoró, terá como “ingresso” a contribuição de 1kg de alimento não perecível ou qualquer tipo de material de limpeza. As doações serão destinadas à Casa do Estudante de Mossoró e serão recolhidas na entrada do auditório.

Acidente – Equipe da TV Terra do Sal de Mossoró sofreu grave acidente de carro na manhã de sexta-feira (7), quando fazia trajeto  de Mossoró para Pau dos Ferros. O fato foi registrado na BR-405, município do Apodi. O jornalista Jota Ferreira está internado ainda, tendo passado por uma cirurgia (virão outras) em um dos braços, no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).

Ferreira: acidente (Foto: arquivo)

SÓ PRA CONTRARIAR

Não acredito neste país a curto e médio prazos. Ainda temos muito a piorar.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

Continua impecável o Lula Restaurante à Avenida Xavier da Silveira em Nova Descoberta em Natal. Do cardápio tradicional ao atendimento.

Obrigado à leitura do Nosso BlogPaulo Pinto (Mossoró),  Eriberto Mendonça (Natal) e  Solange Noronha (Apodi).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (03/09) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
domingo - 09/09/2018 - 03:40h

Campanha eleitoral


Por Odemirton Filho

Quem gosta de política lembra-se, com saudade, das campanhas eleitorais de outros tempos.

Em minha memória guardo a campanha ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte, em 1982, entre Aluízio Alves (Cigano Feiticeiro) e José Agripino (Jajá).

Ainda criança, lembro-me da magia que cercava aqueles momentos, levado pelos meus pais para acompanhar essas movimentações políticas.

Decerto não entendia nada, gostava era de ver as figuras que faziam a alegria das movimentações políticas. Ramos de árvores nas mãos dos eleitores, o homem do carneiro verde, discursos inflamados, passeatas com uma multidão a perder de vista.

Candidato ao Senado Carlos Alberto de Sousa, governador Lavoisier Maia, ex-governador Tarcísio de Vasconcelos Maia e José Agripino Maia com o filho Felipe Maia nos braços na campanha eleitoral de 1982 no RN (Foto: autoria não identificada)

A tradicional descida do Alto de São Manoel sempre foi o ponto alto das campanhas em Mossoró. O candidato que conseguisse reunir maior número de pessoas estava a um passo de ser eleito, segundo a lenda eleitoral.

Era, sem dúvida, uma festa popular.

A campanha de 1986 entre João Faustino (João do Coração) e Geraldo Melo (o Tamborete) foi memorável. Ali, já adolescente, me envolvi com maior atenção, pois tínhamos tido, recentemente, a redemocratização do país.

Até hoje não ouvi uma música de campanha que embalasse tanto os eleitores como as do “tamborete”, que “soprava o vento forte”.

Existia, em Mossoró, o chamado Largo do Jumbo, onde hoje se localiza o Ginásio de Esportes Engenheiro Pedro Ciarlini Neto.

Naquela época era possível a realização dos showmícios. O candidato que contratasse um cantor de nome nacional conseguiria impressionar, pois reuniria um número maior de pessoas, não necessariamente seus eleitores.

Simultaneamente tínhamos dois comícios. Um realizado no Largo do Jumbo e o outro no Largo da Cobal. As pessoas, então, ficavam circulando entre um e outro, para ver qual tinha mais gente e curtir as atrações musicais.

Em 1988 a disputa foi entre Laíre Rosado, o favorito, e Rosalba Ciarlini, a novidade. Em uma campanha acirrada que teve a adesão do prefeito Dix-Huit Rosado, a “Rosa” sagrou-se vencedora.

Mais uma vez acompanhei tudo de perto. Naquela campanha o Partido dos Trabalhadores (PT) lançou Chagas Silva/Zé Estrela a prefeito e vice-prefeito de Mossoró.

Em um arroubo de minha juventude, depois de uns goles a mais, fui repreendido pelo meu saudoso avô Vivaldo Dantas, comunista histórico, quando menosprezei uma movimentação do PT que se fazia em frente à sua residência.

Na campanha de 1989 votei pela primeira vez. Era o “Caçador de Marajás”, Fernando Collor, contra Lula, em sua primeira disputa à Presidência da República.

Em 1992 tudo caminhava para a vitória de Luiz Pinto, candidato de Rosalba, contra o ex-prefeito Dix-Huit Rosado. Porém, apresentando toda sua força, o “velho” alcaide mostrou que era a grande liderança de Mossoró e foi eleito para um terceiro mandato.

Para mim essas campanhas eleitorais são inesquecíveis.

Com o passar dos tempos a alegria dos comícios foi substituída pela responsabilidade que deveria ter ao escolher os meus representantes. Era mais do que uma festa.

Sem dúvida, nas cidades interioranas todos têm suas campanhas favoritas. Quanto menor a cidade, maior o acirramento. Move-se pela paixão, não pela razão.

No dia de eleição, ao sair às ruas, se as cores do seu partido estivessem em maioria, provavelmente o candidato ganharia. A pesquisa, nas cidades pequenas, era feita de acordo com a quantidade de camisas no dia da eleição.

Quem não se lembra das vigílias na véspera do dia da eleição? Os correligionários dos candidatos passavam à noite percorrendo os bairros da cidade, “vigiando” os adversários para que não praticassem a compra de voto.

As pessoas ficavam nas calçadas durante toda a madrugada a espera de um agrado dos candidatos.

Hoje a realidade é outra. As campanhas eleitorais saíram das ruas e estão nas redes sociais. O medo de ir às ruas para acompanhar uma movimentação política impede uma maior concentração de eleitores.

Ademais a sociedade encontra-se em desalento, pois há tempos que vem sendo manipulada pelas falsas promessas que ano após ano se repetem.

A intolerância é marca registrada da campanha eleitoral deste ano. A violência campeia. Chegamos ao absurdo de um candidato ser esfaqueado e uma mobilização de outro ser alvejada por tiros disparados a esmo.

Outros tempos. A festividade de outrora perdeu o brilho.

O rigor da legislação eleitoral, para se evitar os muitos abusos que eram praticados, arrefeceu as mobilizações políticas.

A sociedade parece que cansou do circo.

Agora, mais do que nunca, precisa é do pão.

Odemirton Filho é professor e oficial de Justiça

Categoria(s): Crônica / Política
  • Repet
sexta-feira - 07/09/2018 - 18:34h
Mossoró

Sete de Setembro tem 24º Grito dos Excluídos com a “Rosa”


"Rosa" voltou a ser usada (Foto: Sindiserpum)

No desfile cívico do 7 de Setembro hoje pela manhã em Mossoró, uma das atrações foi o 24º Grito dos Excluídos, que reúne movimentos sociais, populares e servidores públicos, além de políticos.

Outra vez, quem chamou a atenção foi a boneca gigante “Rosa de Hiroshima”, alusão à prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP).

A primeira vez que ela foi utilizada ocorreu dia 2 de junho, na abertura do Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2018, em evento denominado de “Pingo da Mei Dia” (veja AQUI).

Crítica

Dessa feita, a mobilização criticou incisivamente a precarização de serviços municipais, como em relação à merenda escolar e escassez de remédios básicos em unidades de Saúde, além de dois anos seguidos sem reajustes salariais.

A boneca foi encomendada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM) a um artesão seridoense.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 03/09/2018 - 13:20h
COLUNA DO HERZOG

Os desafios e as ameaças que rondam o clã Rosado


Por Carlos Santos

Há forte possibilidade do clã Rosado sair mais destroçado em 2018 do que ocorreu, eleitoralmente, em 2014. A candidatura de Kadu Ciarlini (PP) a vice de Carlos Eduardo Alves (PDT) e o projeto de reeleição de Beto Rosado (PP) à Câmara Federal estão seriamente ameaçados.

Existe a “viabilidade” de novo mandato para Larissa Rosado (PSDB) à Assembleia Legislativa, o que não foi possível em 2014. Ela está no páreo.

A prefeita Rosalba Ciarlini abraçará sua candidatura com fervor messiânico na reta final, se tudo o mais estiver perdido? Provavelmente, não. Corre o perigo, assim, de se transformar em peça acessória do grupo da própria deputada Larissa e de sua mãe e vereadora Sandra Rosado (PSDB), ex-adversárias históricas.

Beto tem um dos braços do rosalbismo e do clã Rosado em Natal, com Nina Souza e Carlos Eduardo (Foto: redes sociais)

Larissa Rosado não é unanimidade no grupo de Rosalba, mãe de Kadu. A frágil união Rosado não resiste à realidade dos fatos, em superficial observação do que ocorre na campanha em andamento.

A candidatura da vereadora natalense licenciada Nina Souza (PDT) recebe “ajuda” considerável do Palácio da Resistência (sede da municipalidade), mesma faixa de disputa de Larissa. Em troca, Nina e o esquema de Carlos Eduardo dão uma força a Beto Rosado em Natal.

O ex-deputado federal Betinho Rosado (PP), pai de Beto, sequer esconde essa preferência. Defendeu voto para a vereadora natalense em pleno Sítio Cantópolis em Mossoró, à noite do dia 17 do mês passado, início da campanha eleitoral (veja AQUI). Larissa Rosado e Sandra estavam lá.

Apêndices do esquema da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) desde as eleições municipais de 2016, após cerca de 30 anos de embates eleitorais, Larissa e Sandra sabem que o pleito atual é vencer ou vencer.

Se Larissa não tiver uma votação superlativa em Mossoró, com suporte do rosalbismo e da máquina municipal, fenecerá. Com ela, seu grupo. Restará tão somente o mandato da mãe vereadora.

Rosalba, sem a reeleição de Beto e a eleição de Kadu, terá o próprio mandato como último bastião rosalbista.

É, não está fácil!

PRIMEIRA PÁGINA

Ser ficha limpa atrai eleitor para voto em nomes ao Senado – Segundo a terceira Pesquisa Fiern/Certus divulgada no domingo (2), ter “história política limpa”, com 47,38%, é o principal predicado visto pelos entrevistados para escolha dos seus candidatos ao Senado. Ser “nome novo na política” pesa apenas 19,50%.

Styvenson tem partido, apesar de ser dono da própria candidatura – No dia 2 de agosto último, o Capitão Styvenson Valentim participou da Convenção Estadual do Rede Sustentabilidade, quando discursou em defesa de princípios éticos e comprometeu-se em lutar ao lado dos demais novos companheiros de partido. Sua independência foi garantida (veja AQUI), mas não a ponto de lhe assegurar todas as vontades, sem qualquer alinhamento partidário, fazendo do Rede uma “barriga de aluguel”. Daí a celeuma com nota oficial da legenda (veja AQUI), questionando posicionamentos seus pós-convenção. Leia também: Styvenson sobrevive como único “candidato avulso” do RN

Prefeito prefere apoiar João Maia em Caicó – Recém-empossado interinamente na Prefeitura do Caicó, o vice-prefeito Marcos José de Araújo (PP), “Marcos do Manhoso”, defendeu o nome do ex-deputado federal João Maia (PR) à Câmara Federal em ato político no último dia 29 em solo caicoense. Até antes de sua posse, com o afastamento e prisão do prefeito Robson Araújo (PSDB), o “Robson Batata”, Marcos estava afinado com Beto Rosado (PP). Em recente pesquisa, o prefeito recebeu importante apoio popular para permanecer no cargo (veja AQUI).

Cordões Encarnado e Azul marcam posição no pastoril mossoroense – As campanhas de Robinson Faria (PSD) e de Carlos Eduardo Alves (PDT) em Mossoró reproduzem a alegoria de um pastoril: azul contra encarnado. Seus protagonistas vivem num mundo à parte, cada um com seu vice local, respectivamente Tião Couto (PR) e Kadu Ciarlini (PP). Nessa tentativa de polarização, eles ignoram quem sobra na disputa sem sequer ter um palanque local: a candidata Fátima Bezerra (PT). Se não tirarem um “coelho” da cartola, os dois lados vão passar vergonha, reduzindo mais ainda o tamanho de Mossoró na tabuleiro político estadual. Bem, não foi por falta de alerta desta página. Ambos foram avisados abertamente.

Deputado Tomba Farias faz a diferença em sua área de influência – Deputado estadual dissidente do seu partido, o PSDB, Tomba Farias faz a diferença em sua região de influência, a partir de Santa Cruz, na defesa de seus candidatos majoritários. Tem dado demonstração de força em favor de Carlos Eduardo Alves (PDT), mas sem deixar de ouvir também uma voz influente desse grupo. Nesta segunda-feira (3) pela manhã, em Natal, ele bateu à porta de quem sabe muito da política potiguar.

A campanha não está decidida, mas está encaminhada – Sou abordado por vários webleitores e pessoas do próprio meio político ao final do anúncio de cada pesquisa. Em todas, a mesma pergunta: “A campanha ao governo está decidida?” Claro que não. Não está decidida. Está encaminhada em favor de Fátima Bezerra (PT), que pode levar no primeiro turno. Ela vence os adversários em todas as regiões e principais colégios eleitorais, dizem claramente as pesquisas. Na projeção para um eventual segundo turno, o quadro é o mesmo. Há tempo para uma “virada”. As campanhas em rádio/televisão e principalmente redes sociais deverão aumentar o tom. Aguarde o “vale-tudo”. Tape o nariz.

Adversários precisam crescer a qualquer custo – Em 2014, últimas eleições ao Governo do Estado que testemunhamos, Henrique Eduardo Alves (PMDB) somou 47,34% (702.196) dos votos, indo ao segundo turno. Robinson Faria (PSD) atingiu 42,04% (623.614), também chegando a esse estágio de disputa, onde terminou levando a melhor. Mas o principal fator determinante desse quadro foi a surpresa eleitoral do Professor Robério Paulino (PSOL), com 8,74% (129.616) dos votos. Para 2018, o que temos é uma dianteira de Fátima Bezerra (PT) com percentual de intenções de voto menor do que o ostentado por Henrique em toda a campanha de 2014, mas pode assim mesmo chegar à vitória logo no primeiro turno. É visível a esqualidez dos dois principais adversários – Robinson Faria (PSD) e Carlos Eduardo Alves (PDT) – veja recente pesquisa AQUI. Robinson e Carlos poderão crescer, mas até o momento não revelam forças para a ingente tarefa.

Lula no "andor" (Foto: Ricardo Stuckert)

Estratégia do PT de sustentar “andor” de Lula já deu certo – A estratégia do PT de carregar o “andor” do ex-presidente Lula até à porta das eleições 2018 já deu certo. Mais do que uma batalha judicial por sua candidatura, a campanha desenvolvida pelo partido com uma série de ações, sempre foi mesmo de marketing. A adoção do nome “Lula” como sobrenome parlamentar de seus políticos, vigílias à porta da Polícia Federal em Curitiba-PR, fomento de visitas ilustres ao preso, provocação de manifestações internacionais em favor dele e sustentação de candidatura até agora (mesmo com decisão desfavorável – veja AQUI) são estratégias de marketing.  A ideia sempre foi criar círculos concêntricos com esses fatos para levar ao máximo o poder de transfusão de votos de Lula para seus candidatos. Na cúpula do PT todos sabiam que ele não seria candidato.

Mais uma pesquisa do Ibope para o RN - A próxima pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), sob encomenda da Inter TV Cabugi, deverá ser apresentada ao final da próxima semana. Os números da anterior foram estes (veja AQUI) para governador e estes (veja AQUI) ao Senado, divulgados no dia 17 de agosto.

Dinheiro queimado no desperdício acabou com Museu Nacional - Vejo nas redes sociais a politicalha de sempre. São troca de ofensas e acusações, na busca de um culpado político para o incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro, ocorrido domingo (2). Ninguém lembra de R$ 40 bilhões torrados com Copa do Mundo, cerca de R$ 30 bilhões com Olimpíadas, das sedes suntuosas dos poderes da República. São décadas e séculos de dinheiro queimado com o supérfluo. A culpa não é só de Temer, mas de Dilma, minha, de Pedro Álvares Cabral e até de Dom Sebastião, que desapareceu numa Cruzada quando defendia a fé cristã na África.

EM PAUTA

Livro no STJ – Nesta quarta-feira (5), a partir das 18h30, no Espaço Cultural do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília, o juiz federal cearense Marcos Mairton autografará o seu mais novo livro: “Breve anotações de um andarilho”. O magistrado atuou na Justiça Federal em Mossoró. Abraços e sucesso, meu caro.

Portugal – Quem anda fazendo planos para período de estudos e estada até longa em Portugal, é o engenheiro e advogado Weber Siqueira Chaves. Guarde um lugr para mim. Comecei a estocar massa de milho e farinha. Essa terra não vai cumprir seu ideal.

Carlinhos Maia - Nome exponencial nas redes sociais com milhões de seguidores, o alagoano Carlinhos Maia vai estar novamente em Mossoró. Fará pelo menos duas (ou três) apresentações no Teatro Dix-huit Rosado à noite do dia 15 de setembro.

Milton Marques terá homenagem da Prefeitura Municipal do Assu em UPA (Foto: divulgação)

Milton Marques – O prefeito assuense Gustavo Soares (PR) anunciou nesta segunda-feira (3) que homenageará o professor-médico-advogado e empresário Milton Marques (já falecido) denominando a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Alto São Francisco com o seu nome. (Do Blog Rabiscos do Samuel Júnior).

Carrinhos – O publicitário titular da Agência Ágape, Joselito Soares, tem um hobby eficiente para frear qualquer estresse: é colecionador de veículos em miniatura, compondo até confraria com outros amigos que possuem igual afeição.

Paula Fernandes – A cantora Paula Fernandes vai se apresentar no Teatro Riachuelo no Midway Mall em Natal, no próximo sábado (8). O show é o “Acústico – Voz e Violão”.

SÓ PRA CONTRARIAR

As pesquisas para consumo interno assustam mais do que as que estão sendo publicadas. Anote, por favor.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

O 9º Festival Internacional de Cinema de Baia Formosa (FINC) está confirmado para ocorrer entre os dias 30 de novembro e 1º de Dezembro de 2018. Em breve sairá a sua programação.

Obrigado à leitura do Nosso BlogHorlando Perez (Mossoró),  Carlos Alberto de Medeiros (Natal) e  Mariana Batista (Recife).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (27/08) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
  • Repet
quinta-feira - 30/08/2018 - 10:54h
Mossoró

MP recomenda que prefeitura anule doações de terrenos


Promotora Patrícia Martins (Foto)

A promotora Patrícia Antunes Martins da 19ª Promotoria do Patrimônio Público emitiu recomendação (veja AQUI) à prefeita Rosalba Ciarlini (PP), no sentido de anular uma série de doações de terreno feitas ainda na gestão Francisco José Júnior (sem partido).

Segundo a promotoria, todos os contratos de comodato dos bens públicos em destaque são lesivos à municipalidade.

Ela tem 30 dias para se pronunciar, adotando (ou não) as recomendações.

Os imóveis são estes:

a) um terreno localizado na Rua Adalto Fernandes Maia, S/N, Bairro Abolição II, cujo comodatário é Paulo André de Oliveira Silva – ME (Action Fitness Academias); b) um terreno localizado no Loteamento Santa Delmira, cujo comodatário é a Associação Rede Dez de Supermercados – ARDES; c) um terreno localizado no Loteamento Santa Delmira, cujo comodatário é a empresa Fardadez Fardamentos Profissionais LTDA.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
quarta-feira - 29/08/2018 - 23:10h
Agricultura

Após quase sete meses secretaria é ocupada


A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) empossou nesta quarta-feira (29) o novo secretário de Agricultura do município mossoroense.

É o engenheiro agrônomo José Carlos Vieira de Souza.

A família do nomeado é antiga seguidora política da prefeita.

A pasta estava sem titular desde o dia 1º de fevereiro deste ano, ou seja, há quase sete meses.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
segunda-feira - 20/08/2018 - 07:58h
Eleições 2018

Filha de Rosalba sai de secretariado para atuar em campanha


Lorena, Rosalba e Kadu: campanha (Foto: arquivo)

Mais mudança na equipe de secretários da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP).

Sua filha e titular da pasta da Assistência Social, Lorena Ciarlini, foi exonerada.

Em seu lugar entra a adjunta Fernanda Kallyne Rego de Oliveira, assistente social que já esteve na pasta da Ação Social na era Fafá Rosado (PSB), Francisco José Júnior (sem partido) e como titular da Saúde na Prefeitura de Upanema.

Ela é servidora de carreira da municipalidade mossoroense.

Decisão política

A saída de Lorena é uma decisão política normal, para deixá-la liberada para participar da campanha dos candidatos do grupo governista da prefeita Rosalba, principalmente focada na chapa majoritária, onde está seu irmão Kadu Ciarlini (PP), candidato a vice-governador de Carlos Eduardo Alves (PDT).

Leia também: Sandra Rosado emplaca mais um cargo no primeiro escalão.

Lorena foi durante bom tempo um nome cotado para ser candidata a deputado estadual. Mas por decisão pessoal deixou claro à sua mãe-prefeita e ao pai e ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (PP), não pretender ingressar na carreira política.

O nome passou a ser então o de seu irmão, Kadu. Ele acabou sendo deslocado para chapa majoritária, nos acertos políticos do seu grupo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 19/08/2018 - 08:30h
Mossoró

Sandra Rosado emplaca mais um cargo no primeiro escalão


Almeida: Administração (Foto: Eduardo Mendonça)

Como o Blog Carlos Santos antecipou nominalmente em duas postagens recentes (veja AQUI e AQUI), o grupo da vereadora Sandra Rosado (PSDB) assegurou mais um cargo no primeiro escalão da Prefeitura Municipal de Mossoró. Foi uma das exigências para que ela desistisse de uma candidatura à Câmara Federal.

O professor Pedro Almeida Duarte, é o novo titular nomeado para a Administração e Recursos Humanos do governo Rosalba Ciarlini (PP). Ele é ex-secretário municipal e do Estado do RN, além de antigo seguidor do rosadismo.

Erbênia Rosado acumulava o cargo cumulativamente com a pasta de Finanças.

No início da gestão de Rosalba, Pedro era “nome certo” para o secretariado, mas sobrou – gerando um dos primeiros desentendimentos entre os grupos de Rosalba e de Sandra, que se juntaram politicamente em 2016, após cerca de 30 anos de racha político e vários embates eleitorais.

O rosadismo agora tem Pedro Almeida e o ex-vereador Lahyrinho Rosado (PSDB) no secretariado municipal.

Lahyrinho é titular da pasta do Desenvolvimento Econômico.

Leia também: Primas garantem junção familiar e apoio à chapa Carlos-Kadu.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
sábado - 18/08/2018 - 18:04h
Eleições 2018

Primas garantem união familiar e apoio à chapa Carlos-Kadu


Foi sem maiores novidades o ato político no Sítio Cantópolis, que o grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) realizou à noite desse sábado (17), em Mossoró.

Sandra, finalmente, acomodou-se no grupo da prima Rosalba Ciarlini e no palanque de Carlos Eduardo (Foto: redes sociais)

Tudo como esperado.

Finalmente a vereadora e ex-candidata à Câmara Federal Sandra Rosado (PSDB) reapareceu e discursou ao lado da prefeita. Até relembrou os tempos de infância e juventude ao lado da prima, agora afinadas – politicamente.

Rosalba enalteceu enalteceu essa união e conclamou militância à luta.

O evento marcou o início da campanha do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) e Kadu Ciarlini (PP) ao governo estadual.

Também foi oportunidade para os deputados Beto Rosado (PP) e Larissa Rosado (PSDB) serem apresentados como parceiros de dobradinha à reeleição à Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

Os candidatos ao Senado, senador  Garibaldi Filho (MDB) e deputado federal Antônio Jácome (Podemos), marcaram presença.

A campanha começou e eles têm pressa. Com razão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 17/08/2018 - 15:10h
Mossoró

Vereador “desapoia” candidato e volta para rosalbismo


Manoel e Jorge: dez dias e uma foto (Foto: assessoria)

Dez dias após anunciar e posar para fotografia (veja AQUI) como apoio à candidatura à Assembleia Legislativa do ex-candidato a vice-prefeito Jorge do Rosário (PR), o vereador mossoroense Manoel Bezerra de Maria (PRTB) foi “rebobinado”.

À noite desta sexta-feira (17), ele vai estar no ato político (veja AQUI) organizado pelo rosalbismo, em torno da chapa governista Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PP) ao governo estadual, além de seus candidatos à Câmara Federal (Beto Rosado-PP) e à Assembleia Legislativa (Larissa Rosado-PSDB).

Ex-líder da bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) na Câmara Municipal de Mossoró, Manoel teve uma conversa ao pé-do-ouvido com o comandante-em-chefe do rosalbismo, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (PP).

Foi convencido que é melhor ficar onde estava antes.

Seu apoio a Jorge ficou só como lembrança, na foto tirada no último dia 7.

Resolvido.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 17/08/2018 - 09:10h
Hoje

Sandra Rosado deve ser atração em evento de Carlos Eduardo


Kadu e Carlos: Mossoró (Foto: divulgação)

A chapa ao Governo do Estado Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PP) tem programação especial nesta sexta-feira (17) em Mossoró, a partir das 19h.

Vai realizar encontro político-eleitoral no Sítio Cantópolis, ambiente marcante para a trajetória da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Mas a grande atração da noite deverá ser a vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSDB).

É aguardada para formalizar o apoio do seu grupo à chapa. Ela anunciou no domingo (12) a desistência de candidatura à Câmara Federal (veja AQUI).

Fala-se nos bastidores, que Sandra também coordenará a campanha de Carlos e Kadu na região de Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 10/08/2018 - 23:48h
Equipe

Rosalba tenta ‘repatriar’ ex-secretária da Saúde de Natal


Saudade: em Natal (Foto: Agora RN)

A enfermeira mossoroense Maria da Saudade de Azevedo, ex-titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Natal, é o alvo da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), para ocupar cargo similar em seu governo.

Há meses, que Rosalba sonda sem sucesso nomes para a Saúde.

Atualmente, o enfermeiro Benjamim Bento ocupa a pasta.

Em relação à Saudade, a prefeita pode botar na mesma conta outra recusa.

Ela não pretende retornar à cidade. Tem outros planos na capital.

Maria da Saudade ficou na SMS de 5 de setembro do ano passado a 21 de maio deste ano, quando pediu exoneração do cargo.

Substituiu o médico Luiz Roberto Fonseca, que também já fora titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), no Governo Rosalba Ciarlini.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Saúde
  • Repet
sexta-feira - 10/08/2018 - 20:36h
Próxima semana

Sandra e Larissa Rosado vão para palanque de Carlos Eduardo


Sandra e Larissa: a caminho (Foto: Web)

Se não houver qualquer alteração de agenda (e de decisão), será no próximo dia 15 (quarta-feira) o anúncio oficial de apoio das candidatas a deputado federal e deputado estadual, respectivamente Sandra Rosado (PSDB) e Larissa Rosado (PSDB), à candidatura ao governo de Carlos Eduardo Alves (PDT).

Carlos participará, nessa data, da procissão de Nossa Senhora dos Navegantes em Areia Branca.

Em seguida, estará em Mossoró para evento político ao lado da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP), Sandra, Larissa e deputado federal Beto Rosado (PP), entre outros nomes que lhe apoiam no município.

Depois traremos mais detalhes e outros ângulos dessa informação.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 08/08/2018 - 20:38h
Previ-Mossoró

MP pode abrir “investigação criminal” contra Rosalba Ciarlini

Diretoria de Despesa com Pessoal do Tribunal de Contas do Estado vê desvio de mais de R$ 18,4 mi

Blog fez postagem sobre assunto sexta-feira, 3

Do Blog do BG e Blog Carlos Santos

A Diretoria de Despesa com Pessoal do Tribunal de Contas do Estado (TCE) representou no órgão contra a Prefeitura de Mossoró, através da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), pela falta de repasses previdenciários.

Na representação, pede-se o imediato pagamento de contribuições patronais e dos servidores, no período de setembro de 2017 a julho de 2018, além de multa diária contra Rosalba, para o caso de descumprimento. No mérito, é pedida ainda a aplicação do trecho da Constituição que impede o município de aumentar a despesa com pessoal, para que se cumpra a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A representação, que tem ainda pedido de tramitação prioritária e urgente, foi distribuída ao conselheiro substituto Marco Montenegro. O ato jurídico provoca ainda o Ministério Público do RN (MPRN) a abrir investigação criminal por apropriação indébita previdenciária.

Denúncia

No texto representado ao TCE, os técnicos apontam potencial lesivo ao Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró), de R$ 18,400 milhões. Os valores seriam a soma das contribuições patronais, da contribuição dos servidores e de parcelamentos de débitos previdenciários anteriores.

O Blog Carlos Santos denunciou essa situação em postagem no último dia 3 (sexta-feira), sob o título Rosalba não paga previdência de servidores há nove meses.

A situação veio à tona a partir de reunião do Conselho Municipal de Previdência do Previ-Mossoró, dia 13 de julho, quando conselheiros cobraram informações do presidente da autarquia, economista Elviro Rebouças. Ele expôs os números preocupantes, apesar de ter ponderado que a instituição “continua equilibrada”.

Justificou, que a prefeita utilizava recursos para complementar folha de pessoal. Para ele, não estaria agindo de má-fé.

Inspeção no “Lixo de Luxo”

O TCE trabalha noutra frente na Prefeitura Municipal de Mossoró. Desde junho, equipe do TCE faz inspeção especial em contratos relativos à limpeza urbana de Mossoró. O assunto arrasta-se nos escaninhos dessa corte desde junho de 2016, por provocação do Ministério Público junto ao órgão.

É o “Lixo de Luxo” da municipalidade, que em dois anos sofreu reajustes contratuais sem licitação, de 53,2%.

Leia também: Auditores do TCE fazem inspeção em contratos suspeitos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.