quarta-feira - 13/06/2018 - 16:48h
Reincidência

Rosalba reforça propaganda enganosa sobre voos da Azul

Prefeita volta a utilizar conquista do governo estadual como mérito indevido de sua administração

Se a administração Rosalba Ciarlini (PP) fosse ser punida por propaganda enganosa, certamente estaria seriamente endividada. Seria difícil cobrir tantas multas. Talvez tivesse que fechar de vez.

Um caso clássico de teimosia e reincidência é em relação à retomada de voos comerciais no Aeroporto Dix-sept Rosado, iniciada nesta quarta-feira (13).

Filmete espalhado nas redes sociais tenta ludibriar quem não está bem-informado com "realização" indevida (Foto: BCS)

Antes do pouso da aeronave da Azul Linhas Aéreas à tarde de hoje no aeroporto local, a Comunicação da municipalidade pulverizou nas redes sociais um filmete enumerando “cinco” realizações da prefeitura neste mês de junho.

Sem qualquer constrangimento exalta, ao final, justamente o voo da “azul” (sic).

A iniciativa, com toda diligência burocrática, custo de reaparelhamento do aeroporto e alcance da certificação para voos comerciais, coube ao Governo do RN, gestão Robinson Faria (PSD). Sua peleja começou ainda em 2015. Essa é a verdade cristalina.

Ao final de janeiro de 2017, Rosalba listava série de "realizações" abstratas e incluía voo da Azul (Foto: Arquivo BCS)

A informação inverídica não é caso de distração, mas de má-fé mesmo. Ano passado, o governo municipal já incluíra entre suas “obras” no primeiro mês (janeiro), o voo da Azul.

O que ficou em maior evidência, entretanto, foi um vídeo tosco e burlesco espalhado nas redes sociais por sua Comunicação. Nele, a prefeita ao telefone falava com uma amiga, identificada como “Betinha”. No diálogo, avocava para si o feito de algo que não se confirmara e não lhe cabia. Mas prometia que logo sua interlocutora voaria de Recife para Mossoró com a volta dos voos comerciais.

O vídeo viralizou como se fosse esquete de comédia de situação (Sitcom). A pantomima ficou tão jocosa e emblemática, que uma agência de viagem local aproveitou o ‘gancho’ para divulgar em abril deste ano a venda de passagens da Azul, com o seguinte título: “Betinha já não aguenta mais esperar (veja AQUI)”.

Aeroporto foi interditado no Governo Rosalba

Quando foi governadora (2011-2014), Rosalba conseguiu o inverso do que pretende se apossar agora. O aeroporto foi fechado por não atender a 44 exigências impostas por fiscalização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que sua administração não atendia.

O aeródromo mossoroense só foi reaberto com intervenção do então deputado federal Henrique Alves (MDB), atropelando até restrições apresentadas pela Anac, relativas à segurança.

O “feito” virou uma propaganda enganosa sem qualquer escrúpulo.

Propaganda em 2011 mentia e escondia o próprio desleixo da "Rosa" com o aeroporto de sua cidade (Foto: arquivo BCS)

Foi espalhada na imprensa e nas incipientes redes sociais da época, que a reabertura do Aeroporto Dix-sept Rosado fora uma realização do Governo Rosalba Ciarlini. Omitiu-se o que dera causa à interdição: o seu desleixo com esse equipamento aeroportuário, justamente em sua terra natal – Mossoró.

“Fake News” e política de governo

A então governadora esqueceu – como ocorre agora em relação ao governador Robinson Faria – de atestar quem tinha sido o real responsável pela conquista: deputado Henrique Alves, com suas influências em Brasília.

Produzir inverdades e se apropriar de feitos alheios, como esse curto retrospecto disseca, não são situações isoladas. Parece uma política de governo e governos da “Rosa”. O episódio da interdição do aeroporto em 2011 é uma amostra de que o “fake news” pode ter sido inventado àquele tempo, como sinônimo de mentira oficial.

Mas em meio a tanto malabarismo com a verdade, pelo menos um alento: há informação de que dona “Betinha” está em Mossoró. Ela veio no voo inaugural da Azul Linhas Aéreas. A notícia merece apuração. Não podemos confirmar.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Comunicação / Política
sexta-feira - 01/06/2018 - 23:04h
Brasília

Juiz federal condena Henrique Alves e Eduardo Cunha


Do G1

O juiz Vallisney Oliveira, da Justiça Federal de Brasília, condenou o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) e o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB-RN), além de mais três pessoas, por envolvimento na cobrança de propina de empresários em troca de contratos com a Caixa Econômica Federal (CEF), na “Operação Sépsis”, deflagrada ano passado. Cabe recurso. Trata-se de decisão de primeiro grau.

Ex-deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Alves (PMDB-RN), durante sessão na Câmara (Foto: Luis Macedo/Câmara)

Saiba abaixo quem foi condenado, o crime atribuído, a pena de prisão e a multa a ser paga:

  • Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara: Violação de sigilo funcional, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro (pena: 24 anos e 10 meses, em regime fechado, mais multa de R$ 7 milhões como reparação do dano);
  • Henrique Eduardo Alves, ex-presidente da Câmara: Lavagem de dinheiro (pena: 8 anos e 8 meses de prisão, em regime fechado, mais multa de R$ 1 milhão como reparação do dano);
  • Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa: Violação de sigilo funcional, corrupção passiva e lavagem de dinheiro (pena: 9 anos e 8 meses, em regime fechado, seguindo termos da delação. Teve redução de 2/3 em razão do acordo);
  • Lúcio Funaro, operador financeiro: Violação de sigilo funcional, corrupção ativa e lavagem de dinheiro (pena: 8 anos, 2 meses e 200 dias; cumprirá prisão domiciliar conforme termos da delação. Teve redução de 2/3 em razão do acordo);
  • Alexandre Margotto, empresário e ex-auxiliar de Funaro: Corrupção ativa (pena: 4 anos, em regime aberto, considerando termos da delação. Teve redução de metade em razão do acordo).
  • A decisão do juiz foi tomada em um processo no âmbito da Operação Sépsis, que apura o pagamento de propina para liberação de recursos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal.

    Saiba mais detalhes clicando AQUI.

    Veja AQUI a íntegra da decisão judicial.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
    quarta-feira - 16/05/2018 - 04:16h
    Em Natal

    Depoimentos da “Operação Manus” serão retomados hoje


    Nesta quarta-feira, dia 16, a Justiça Federal do Rio Grande do Norte (JFRN) em Natal retomará os depoimentos das testemunhas de defesa do processo da Operação Manus, como ficou conhecida a investigação que aponta, supostamente, para um esquema de propina na obra do estádio Arena das Dunas, em Natal.

    No total serão 25 pessoas ouvidas nessa etapa. Na quarta-feira os depoimentos serão iniciados a partir das 9h. O primeiro a ser ouvido será Carlos Ivan Melo, que foi arrolado como testemunha da defesa de Henrique Alves, ex-deputado federal pelo MDB.

    Os depoimentos acontecerão nos dias 16, 17 e 18 e nos dias 22, 23 e 24, sempre iniciando às 9h.

    As defesas de alguns réus incluíram testemunhas que têm, por prerrogativa legal, o direito de responderem aos questionamentos por escrito. Nesses casos, as perguntas de todas as partes já foram encaminhadas e serão enviadas na próxima semana, por ofício, às testemunhas, para resposta no prazo de 30 dias.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    sexta-feira - 04/05/2018 - 11:15h
    Em Natal

    Henrique passa por exame no Itep antes de prisão domiciliar


    O ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) faz exame de corpo de delito no Instituto Técnico e Científico de Polícia (ITEP) em Natal ainda hoje.

    Em seguida, será conduzido ao seu apartamento, para cumprir prisão domiciliar.

    Ele está preso desde o dia 6 de junho do ano passado numa sala da Academia da Polícia Militar do RN, na capital do estado.

    Ontem, ganhou direito à prisão domiciliar (veja AQUI).

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    • Repet
    quinta-feira - 03/05/2018 - 22:46h
    Domiciliar

    A boa notícia sobre Henrique pelo telefone


    Mulher do ex-deputado federal e ex-ministro Henrique Alves (MDB), a jornalista Laurita Arruda estava agora à noite na casa do seu pai – jornalista Cassiano Arruda -, quando foi cientificada da mudança de regime de prisão do marido.

    O advogado Marcelo Leal comunicou-lhe por telefone da decisão do desembargador federal Ney Bello, de Brasília (veja AQUI).

    Henrique passará da Academia da Polícia Militar em Natal para prisão domiciliar, provavelmente a partir de amanhã (sexta-feira, 4)

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    quinta-feira - 03/05/2018 - 19:42h
    Justiça Federal

    Henrique Alves ganha direito à prisão domiciliar


    Do G1

    A Justiça Federal concedeu nesta quinta-feira (3) prisão domiciliar ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB). Ele está preso desde o dia 6 de junho de 2017 na Academia de Polícia do Rio Grande do Norte, em Natal.

    Henrique foi preso em 2017 (Foto: Magnus Nascimento/TN)

    O habeas corpus foi concedido pelo desembargador Ney Bello no processo da operação Sépsis que é um desdobramento da Lava-jato e investiga suposto esquema de propinas envolvendo financiamentos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa.

    Na decisão, o desembargador determina que Henrique Alves entregue o passaporte à Justiça e não mantenha contato com outros indiciados no processo. Eduardo Cunha é um dos indiciados na ação.

    No pedido de habeas corpus, a defesa alegou excesso de prazo da prisão.

    Alves foi preso no mesmo dia por duas operação: a Sépsis e a Manus – que apura desvio de recursos na construção da Arena das Dunas, em Natal.

    Em fevereiro deste ano a Justiça Federal do Rio Grande do Norte converteu em prisão domiciliar a prisão preventiva do ex-ministro Henrique Eduardo Alves, dentro da Operação Manus, mas ele permaneceu preso por causa do mandado de prisão da operação Sépsis.

    Com a decisão desta quinta-feira o ex-ministro pode ser solto a qualquer momento.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
    sábado - 28/04/2018 - 19:14h
    Coligações

    Aliança numerosa não é prenúncio ou garantia de vitória


    A movimentação política nos últimos dias, a partir de Natal, tem-se intensificado em tratativas à formação de alianças e chapas (majoritárias e proporcionais) para o pleito deste ano.

    Henrique Alves, candidato ao Governo do Rio Grande do Norte pelo PMDB (Foto: Canindé Soares/G1), juntou 17 siglas

    Cada pré-candidato ao governo tenta fechar a maior composição possível, como forma de dar demonstração de força e ampliar ao máximo sua capilaridade nos municípios.

    Mas quantidade não é garantia de êxito.

    As eleições de 2014 são paradigmáticas nessa constatação.

    Boxe relativo às candidaturas, partidos e coligações concorrentes ao governo em 2014 (Foto: G1 RN)

    Àquele ano, a postulação da chapa encabeçada pelo então deputado federal Henrique Alves (MDB) teve 17 partidos na denominada Coligação União pela Mudança.

    Mesmo assim, não venceu.

    Chegou a levar a melhor no primeiro turno (veja boxe abaixo), mas foi superado no segundo.

    Eleições ao Governo do Estado em 5 de outubro de 2014:

    Henrique Eduardo Alves (PMDB) – 47,34% (702.196)
    Robinson Faria (PSD) - 42,04% (623.614)
    Professor Robério Paulino (PSOL) – 8,74% (129.616)
    Simone Dutra (PSTU) – 0,98% (14.549)
    Araken Farias (PSL) – 0,90% (13.396)
    Votos apurados – 1.935.105
    Votos válidos  - 76,66% (1.483.371)
    Brancos – 7,05% (136.498)
    Nulos – 16,29% (315.236)
    Abstenções – 16,83% (391.478)
    * Fonte: Blog Carlos Santos

    Enquanto isso, o seu principal adversário – vice-governador Robinson Faria (PSD) – tinha apenas oito legendas.

    Mas venceu o pleito, na Coligação Liderados pelo Povo.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    segunda-feira - 23/04/2018 - 08:36h
    Jurista afirma:

    “Qualquer cidadão pode sofrer” prisão ilegal como Henrique


    Advogado com larga atuação, professor da Universidade Federal do RN (UFRN) e doutor em Direito Constitucional, Erick Pereira alerta que “o ex-deputado Henrique Eduardo Alves (MDB) está em uma situação que pode ser gerada para qualquer cidadão brasileiro”. Em seu entendimento jurídico, sua prisão é de “grave incoerência do sistema penal brasileiro”.

    Erick: situação jurídica perigosa (Foto: TN)

    No último dia 16, na Coluna do Herzog (veja AQUI), que é postada semanalmente no Blog Carlos Santos, desencadeamos essa discussão na postagem Henrique Alves está preso sem qualquer condenação: “O ex-presidente da Câmara Federal e ex-ministro Henrique Alves (MDB) está preso há mais de dez meses, em Natal, sem ter qualquer condenação em primeiro e segundo graus. Repetindo: sem qualquer condenação judicial”.

    Erick Pereira asseverou em entrevista ao jornal Tribuna do Norte nesse domingo (22), que a prisão de quase 11 meses do ex-presidente da Câmara Federal e ex-ministro, sem qualquer condenação em primeiro e segundo graus, se transformou num encarceramento arbitrário.

    Veja abaixo sua explanação jurídica:

    - A prisão do ex-deputado Henrique Eduardo é o exemplo mais grave de incoerência do sistema penal brasileiro, porque ele não foi condenado, não existe decisão de primeiro grau e nem de segundo grau. Se existisse um acórdão, poderia se discutir se é o caso de ser preso ou não. Mas, nem isso. Transformou-se um prisão preventiva, que tem um tempo útil de instrução processual de 120 dias, para uma na qual começou a cumprir uma pena, uma sanção de restrição da liberdade em regime fechado, sem ter sido condenado nem em primeiro grau. Como se poderia falar em constitucionalidade e em direitos e e garantias individuais quando há um exemplo de uma pessoa, cidadão brasileiro, que terminou toda a instrução do processo e permanece recolhido no sistema penitenciário no qual está há 11 meses sem nenhuma condenação definitiva, cumprindo regime fechado? É muito mais gravoso do que se tivesse sido condenado, porque se tivesse sido condenado, se saberia quais são as atenuantes, agravantes, qual o regime e a possibilidade de outra instância revisar a hipotética condenação. O ex-deputado Henrique Eduardo está em uma situação que pode ser gerada para qualquer cidadão brasileiro. Hoje é ele. Amanhã qualquer cidadão pode sofrer a implicação dessa ideia: de que a prisão preventiva se torna uma sanção mais gravosa do que a sanção definitiva.

    Henrque Alves foi preso no dia 6 de junho de 2017, nas operação “Sepsis” e “Manus”, desdobamentos da “Operação Lava Jato.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
    segunda-feira - 16/04/2018 - 10:20h
    COLUNA DO HERZOG

    Pastoril político repete coreografia da dança do atraso


    Por Carlos Santos

    De passagem por Mossoró no fim de semana, a senadora e governadorável Fátima Bezerra (PT) participou de evento político e cumpriu outros compromissos na cidade. Entre eles, concedeu entrevistas à imprensa.

    Em conversa com o jornalista Bruno Barreto, por exemplo, tentou explicar o porquê de se manter equidistante de temas estaduais, priorizando politica nacional e questiúnculas partidárias (como luta pró-Lula). Não convenceu.

    Fátima: na defesa (Foto: Web)

    Também se esquivou de propostas e ideias para enfrentar os principais problemas do RN.

    “O PT está debruçado junto a técnicos e especialistas de diversas áreas que realizam um levantamento minucioso da situação do Estado. Precisamos saber, por exemplo, os gargalos da arrecadação, o diagnóstico da folha de pessoal, capacidade de investimento, políticas públicas em andamento, em especial nas áreas de Segurança, Saúde, Educação, etc.”, disse a senadora.

    “De posse dessas informações, vamos dialogar com os nossos aliados e os diversos segmentos da sociedade e, aí sim, formataremos uma proposta de Governo ao povo do Rio Grande do Norte”, emendou ela.

    A senadora, como qualquer outro pré-candidato ao governo, não tem remédio para os males da gestão estadual. A retórica de estudar e ouvir, lembra o atual governante e antecessores. “Estudam”, prometem e fazem o contrário.

    Ninguém deve estranhar que tenhamos chegado a isso.

    O que mais assusta em relação ao futuro do estado é esse lugar-comum dos discursos e das ações (ou omissões). Há uma indigência de ideias, pobreza de atitudes e alheamento em relação à realidade.

    Seguimos nesse Potiguar x Baraúnas, ABC x América, num tempo em que até ser bacurau ou bicudo, verde ou encarnado, ficou sem graça.

    Nosso pastoril político repete a coreografia da dança do atraso, sem nada de novo e redentor.

    E tudo pode piorar.

    PRIMEIRA PÁGINA

    O papel e a responsabilidade de Álvaro Dias – O prefeito recém-empossado do Natal, Álvaro Dias (MDB), tem importante papel na campanha ao governo do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT). A forma como vai conduzir a municipalidade até o pleito vai refletir naturalmente na candidatura de Carlos. Paralelamente, ele assumiu para si outra missão: costurar apoios que fortaleçam o governadorável, abrindo diálogo com PSDB e outras forças políticas.

    Zenaide Maia enfrenta tentativa de sabotagem de postulação – Segue a pleno vapor a tentativa de sabotagem da pré-candidatura ao Senado da deputada federal Zenaide Maia (PHS). A indústria de boatos e outras articulações de bastidores fabricam factoides até aqui inconsistentes. Mas é interessante que ela abra os olhos. Sua postulação segue em marcha batida para o topo da disputa por uma das duas vagas em jogo.

    Lula está preso e não deverá concorrer; Bolsonaro precisa duelar para subir, nome de centro pode crescer (Foto: Web)

    Pesquisa mostra Lula no topo – O jornal Folha de São Paulo/Datafolha apresentou nova pesquisa à Presidência da República no domingo (15) – veja AQUI. Lula (PT) segue na frente com 31%, tendo Jair Bolsonaro (PSL) com 15%, Joaquim Barbosa (PSB) com 8%, Geraldo Alckmin com 6% e Ciro Gomes (PDT) empalmando 5% das intenções de voto. Duas novidades nos números: a manutenção do petista que de fato não concorrerá ao pleito, em primeiro lugar; o ex-ministro Joaquim Barbosa com boa pontuação. Sigo com o mesmo pensamento postado no dia 28 de janeiro passado na postagem Lula e Bolsonaro, extremo que se completam na sucessão: “Os dois pré-candidatos conflitantes sabem que um candidato de centro pode surgir e galvanizar a atenção popular. Em especial daqueles eleitores que veem em ambos o próprio retrato de um país rachado, irritadiço e intolerante. O Brasil de hoje; talvez o mesmo de amanhã”.

    Pré-candidatura de ex-vereador se transforma em apoio – O ex-vereador mossoroense Tomaz Neto (PDT) andou ensaiando uma candidatura de amplitude estadual este ano, mas refluiu da ideia. Já posou para foto em equipe para organização de campanha de Lawrence Amorim (Solidariedade) à Câmara Federal. Tomaz concorreu sem sucesso à Assembleia Legislativa no pleito de 2006.

    Henrique Alves está preso sem qualquer condenação – O ex-presidente da Câmara Federal e ex-ministro Henrique Alves (MDB) está preso há mais de dez meses, em Natal, sem ter qualquer condenação em primeiro e segundo graus. Repetindo: sem qualquer condenação judicial.

    Robinson Faria torce por apoio de Rosalba – “Eu gostaria muito. Só depende dela. Não estou dizendo que ela vai me apoiar. Tenho respeito e tenho simpatia por ela”. Declarações do governador Robinson Faria (PSD) hoje, em Mossoró, sobre possível candidatura sua à reeleição. Entrevista a Rádio Difusora de Mossoró.

    Caminhada, banho de mar e leitura – O ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) tem dedicado os últimos dias pós-renúncia à caminhadas, banho de mar e leitura. Mas a política não está de lado. A costura da chapa majoritária e política de alianças são imprescindíveis ao projeto de chegar ao governo do estado.

    Solidariedade testará nome de Kelps Lima até junho – O Partido Solidariedade monta estratégia para definir até final de junho, o destino da postulação de Kelps Lima, seu presidente e deputado estadual, ao governo do RN. Ele não sendo candidato, botará outro nome em seu lugar. Cá para nós e o povo da rua: Kelps concorrerá à reeleição.

    EM PAUTA

    Natal sangrenta – O jornal espanhol El País apresenta reportagem especial sob o título As execuções à luz do dia na Grande Natal, a quarta região mais violenta do mundo. “Populariza” mais ainda mundo afora essa violência sem controle no RN.

    Washington Olivetto – “Direto de Washington” é o livro autobiográfico do publicitário Washington Olivetto, que promete ser um sucesso editorial nesta temporada. Muitas histórias que dizem muito da propaganda nacional.

    Captação de órgãos – Quatro aeronaves pousaram e decolaram do Aeroporto Dix-sept Rosado (Mossoró) num mesmo dia à semana passada, para o transporte de órgãos de duas pessoas, beneficiando pacientes em quatro cidades distintas do país. O procedimento médico aconteceu no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). Só este ano já ocorreram quatro vezes, 14 desde que foi reativado em 2017.

    Turismo e Cultura – A exposição “Turismo e Cultura no Elefante” será aberta nessa terça-feira (17), a partir das 16h, no Midway Mall. É um elenco de fotografias que tem como temas a cultura e o turismo do Rio Grande do Norte. A mostra faz parte da programação do Cine Fest RN,  que ocorrerá no Cinemark do próprio shopping de 24 a 29 deste mês.

    Vera: projeto pronto (Foto: Web)

    Oitava Rosado Mall - A arquiteta Vera Cidley apresenta em suas redes sociais projeto de sua autoria, para o Oitava Rosado Mall, investimento do médico e empresário Elano Cantídio. O empreendimento ficará entre a Avenida João da Escóssia e Rua Amaro Duarte, no Nova Betânia. Supimpa.

    Ciclismo – Está definida para o dia 22 de abril a “13ª edição da Copa Pauferrense de Ciclismo”. O certame é promovido pela municipalidade de Pau dos Ferros e acontecerá em área urbana da cidade. Inscrições e outras informações por esses números: (84)98855-5275/99973-0727.

    Jogadores – No jogo Corínthians 2 x 1 Fluminense nesse domingo (15) no Itaquerão em São Paulo-SP, dois jogadores potiguares estiveram em campo, nomes em franca valorização no futebol nacional: Airton Lucas (lateral-esquerdo) do Fluminense e natural de Carnaúba dos Dantas e Rodriguinho, natural de Governador Dix-sept Rosado (que fez os dois gols do seu time).

    Armando Ribeiro – Segundo informação do Blog de Samuel Júnior, do dia 12 até esta segunda-feira (16) a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves no Vale do Açu teve elevação de sua lâmina de água em 2,91 centímetros. Mesmo assim, para sangrar, ainda faltam 17,63 metros.

    Flávio e Ednardo – Dois artistas nordestinos passaram por Mossoró no final de semana, coberto de aplausos: Ednardo e Flávio José. Esses merecem sempre muitos aplausos.

    Teresa Cristina – Depois do sucesso de “Teresa canta Cartola”, Teresa Cristina lança seu novo trabalho, com direção musical de Caetano Veloso, homenageando um dos maiores e mais importantes artistas da música popular brasileira: Noel Rosa, com o show: Teresa Cristina canta Noel: “Batuque é um privilégio”.  Com realização da Opus Promoções e Uns Produções, a apresentação em Natal será no próximo sábado, dia 21 de abril, no Teatro Riachuelo, às 21h.

    SÓ PRA CONTRARIAR

    A política do RN não se moderniza nos discursos e menos ainda nos arranjos. Eis 2018 para testá-la novamente.

    GERAIS… GERAIS… GERAIS

    A Cachoeira do Roncador, localizada no Sítio Brejo em Felipe Guerra, a 355 km de Natal, está exuberante. Fica a cerca de 5 km da área urbana da cidade e nesse final de semana o seu barulho, com abundância de água, justifica o nome.

    Obrigado à leitura do Nosso BlogGomes Sobrinho (Felipe Guerra), Pinto Júnior (Parnamirim) e Gérson Nóbrega (Mossoró).

    Veja a Coluna do Herzog da segunda-feira (09/04) passado, clicando AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Coluna do Herzog
    quarta-feira - 11/04/2018 - 15:02h
    Lava Jato

    Juiz intima Temer como testemunha de defesa no RN


    A jornalista Andréia Sadi da Globo News noticiou em primeira mão agora à tarde, que o juiz federal Adrian Soares de Freitas, da 14 ª Vara Federal do Rio Grande do Norte (JFRN), intimou o presidente Michel Temer (MDB) para depor em Natal.

    Ele é testemunha de defesa dos ex-deputados federais Henrique Alves (MDB) e Eduardo Cunha (MDB).

    Segundo Sadi, a demanda em andamento no RN é referente à Operação Manus, que levou Henrique Alves à prisão no dia 6 de junho do ano passado. No mesmo dia, outro mandado de prisão da Operação Sepsis foi emitido contra ele.

    As duas operações são desdobramentos da “Operação Lava Jato”.

    Segundo o mandado, o magistrado coloca os dias 12 ou 13 deste mês como opção para o presidente depor em defesa dos ex-parlamentares e nomes tidos como de alta influência na República até bem poucos anos.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    • Repet
    quarta-feira - 11/04/2018 - 06:15h
    Eleições 2018

    Henrique Alves pode ser candidato; aliados esperam decisão


    Henrique: ele decide (Foto: Pedro França, Agência Senado)

    Por Ricardo Rosado (Portal No Ar/Blog Fator RRH)

    Um experiente profissional da política do RN, com 30 anos de trabalho em partidos políticos, por dentro e por fora, em relação direta com as lideranças municipais, me garantiu na porta da Assembleia Legislativa: “se Henrique Alves (MDB) for candidato será o mais votado”.

    “Não precisa nem fazer comício ou discurso. As lideranças do MDB estão esperando a posição dele”, reforçou o experiente assessor. Henrique Eduardo continua preso, numa absurda prisão preventiva, há 9 meses.

    “Se Henrique Eduardo Alves decidir que será candidato a deputado federal o MDB e lideranças de quase todos os partidos vão apoiá-lo. Os Prefeitos sairão da orfandade”, disse este experiente assessor político.

    * Henrique Alves se tornou réu em novo processo na Justiça Federal em Brasília (veja AQUI). Ele está preso desde o dia 6 de junho, em Natal.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    segunda-feira - 02/04/2018 - 13:08h
    COLUNA DO HERZOG

    Eleições não devem ‘parir’ nada de novo ou diferenciado


    Por Carlos Santos

    Até o momento, não há nada que sinalize como alternativo, novo, diferente ou “outsider” (expressão inglesa que significa aquele que não se enquadra na sociedade, que foge ao comum) na política do Rio Grande do Norte.

    Em relação à política nacional, rumo às urnas de outubro, o cenário é o mesmo. Os nomes são velhos conhecidos, alguns inclusive pela ficha corrida.

    Profissionais da política que há muito tempo (décadas até) estão em cena mudando de cores, ajustando discursos, disfarçando o próprio nome e trocando de companhias, seguem protagonistas.

    Qualquer pesquisa de opinião pública feita na era da “Lava Jato” aponta para uma aspiração a mudanças. Há objeção e repulsa à política, aos políticos e aos partidos, mas ninguém até aqui surgiu para ser alternativo, novo, diferente ou outsider ao gosto popular.

    Esse fenômeno da política brasileira se explica, em parte, pelo próprio sistema político-partidário-eleitoral mantido para não permitir qualquer mexida no status quo e por nosso analfabetismo político como cidadãos em todos os estamentos sociais.

    Há tempos comentamos que tudo continuará como dantes, com uma ou outra mudança de nomes. Mas nem as novidades serão garantia de avanços. É preciso ser assinalado ainda, que também existe a espécie do bom político, merecedor de voto ou reeleição.

    Enquanto cá embaixo muitos continuarem detestando a política, ignorando seu papel como cidadão, o castigo será o mesmo à maioria: “ser governado pelos maus” (Platão).

    PRIMEIRA PÁGINA

    Desistência misteriosa em meio à empolgação -  A desistência do empresário paulistano Luiz Roberto Maldonado Barcelos de ingresso na campanha eleitoral 2018 no RN, como candidato ao Senado, enseja algumas especulações. Nada ficou muito claro. Tem caroço nesse angu. A decisão foi justificada sem qualquer registro oficial, pelo fato da empresa da qual é um dos executivos (Agrícola Famosa) “precisar muito dele”. Dias antes, plantou na imprensa que tinha pesquisa qualitativa atestando que o eleitor queria novos nomes ao Senado, se mostrando empolgado. Pouco depois, desistiu. Estranho, muito estranho.

    Sandra Rosado empareda os primos Carlos e Rosalba – A decisão da ex-deputada federal e atual vereadora Sandra Rosado de levar seu grupo do PSB para o PSDB, numa manobra para tentar salvar a espécie, empareda e peita os primos Carlos Augusto Rosado-prefeita Rosalba Ciarlini (PP). A posição dela é isolada e alheia à vontade dos dois, seus ‘líderes’ políticos desde 2016, quando fizeram composição após mais de 30 anos de prélios eleitorais e pessoais ásperos. É possível que as eleições de 2018 os coloquem em palanques diferentes, de novo.

    Semana é decisiva para desincompatibilizações - Quem pretende concorrer aos cargos eletivos no pleito do próximo ano deve se filiar a um partido político até o dia 7 de abril (sábado), ou seja, seis meses antes da data das eleições. O mesmo prazo é dado para obtenção junto à Justiça Eleitoral do registro dos estatutos dos partidos políticos que pretendem entrar na disputa.

    Quem dá as cartas no PSB/RN - Apesar de ter sido apresentado como “pré-candidato” a governador e nova “estrela” do PSB do Rio Grande do Norte, o vice-governador dissidente Fábio Dantas vive período de trevas na nova sigla. Praticamente não apita nada por lá e não conseguiu sequer manter na legenda o grupo da deputada estadual Larissa Rosado, cooptada pelo PSDB. O deputado federal Rafael Motta e seu pai, deputado estadual Ricardo Motta, seguem dando as cartas no PSB/RN.

    Rafael e o pai Ricardo: sob controle (Foto: arquivo)

    Disputa de duas vagas caminha para envolver três nomes – A corrida eleitoral ao Senado no RN, com duas vagas disponíveis, caminha para ficar entre três nomes: os atuais senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (MDB) e a deputada federal Zenaide Maia (PHS). Outros aventados foram saindo de cena ou sequer apareceram com o mínimo de “sustância”. Mas quem pode surgir como “novidade” é o ex-senador Geraldo Melo (de novo no PSDB). O “movimento dos empresários” até aqui se mostrou um fiasco, como previsto por este Blog sem precisar consultar qualquer cartomante ou bola de cristal.

    A campanha eleitoral mais difícil de todos os tempos - Novatos e experimentados políticos marcham para a mais difícil campanha de todos os tempos no RN. É uma luta pela sobrevivência ou apenas subsistência. É difícil que ocorra uma extrema renovação na Assembleia Legislativa e Câmara Federal, da mesma forma que é difícil que tenhamos qualquer grande surpresa nas chapas majoritárias, mas é nítida a tensão da capital ao interior entre os políticos e seus próceres.

    Dois campeões de rejeição e dois destinos – Em 2014, mesmo com reprovação que passou dos 82% no estado e 90% na capital, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP), ainda sonhou em candidatura à reeleição, mas foi barrada por seu partido, sob o comando do senador José Agripino. Este ano, situação semelhante é vivida por seu sucessor, Robinson Faria (PSD). A diferença é que ele é dono do PSD e vai mesmo à campanha à reeleição, mesmo que tudo indique seu fracasso nas urnas.

    Chapas e coligações à Câmara Federal podem decidir eleição – Como será montada chapa partidária à Câmara Federal e coligações pode decidir quadro de eleitos este ano no RN. A disputa coloca em risco o projeto de reeleição da maioria dos atuais deputados. Existe muita rejeição a alianças com eles. Pouca gente se propõe a ser “esteira”. A angústia é grande. São apenas oito vagas nesse “bonde” e uma chapa/coligação frágil pode determinar a derrota.

    Saúde delicada preocupa amigos e aliados de Garibaldi Filho – A saúde do senador Garibaldi Filho (MDB) é uma preocupação de amigos e familiares, para a jornada que se aproxima. Por isso que o noticiário que especula possível desistência dele, da corrida senatória, tem alguma razão de ser. Desde a prisão do primo Henrique Alves (MDB) em junho do ano passado, que “Gari” está seriamente abalado. Com razão, que se diga. Razões pessoais e políticas, sublinhe-se.

    Cotação de apoio em dinheiro pode crescer na campanha – Já tem candidato a deputado estadual oferecendo até R$ 100 mil por apoio de ex-vereador no interior do estado. A cotação e os numerários podem subir mais um pouco, dependendo do grau de desespero e dificuldade na campanha que chega já. A luta eleitoral segue aquela rotina de sempre, apesar das restrições legais e dos sustos provocados por prisões de figurões da política.

    EM PAUTA

    Arte popular - Está confirmado para o dia 6 próximo (sexta-feira), às 20 horas, no Cajaranas Bar ((Avenida Felipe Camarão, próximo ao aeroporto de Mossoró), apresentação dos cantadores Valdir Teles e Jonas Bezerra. A “Grande Cantoria” terá ainda a atração-mirim Moésio Marinho.

    Grupos de caboclos mostraram evoluções e figurinos que encantaram o público em Major Sales (Fotos: Blog CS)

    Festival de Caboclos – Assisti apresentação da 28ª Edição do Festival de Caboclos de Major Sales (região Oeste do RN, 427 quilômetros do Natal) no Sábado de Aleluia (31 de Março). Um evento encantador, cultura nativa única, que merece aplausos.

    Atores potiguares - Pedro Fasanaro, Ênio Cavalcante, Quitéria Kelly e Titina Medeiros. Estes serão os novos representantes do teatro norte-rio-grandense na telinha. A partir de 23 de abril, poderemos nos deparar com rostos já conhecidos no cenário artístico potiguar na série “Onde nascem os fortes”, da Rede Globo de Televisão. Veja AQUI.

    Cidade em Debate – Atendendo convite de Carlos Cavalcante, estaremos na quarta-feira (4), às 19h, na TV Terra do Sal de Mossoró, pelo sistema cabo da Brisanet, Canal 173. Confirmado. Obrigado pelo convite.

    Novo livro de Cefas Carvalho (Foto: Reprodução)

    Cefas Carvalho – O jornalista Cefas Carvalho, do portal Potiguar Notícias, está com nova edição do seu mais recente livro à mão. “Olhos salgados” (romance) pode ser adquirido com ele mesmo, no Bardallos Comida & Arte, através da Editora Penalux (veja AQUI) ou na Cooperativa Cultural Universitária em Natal. Sucesso, meu caro.

    Fessin – Depois do atacante Matheus que foi negociado com o Corínthians, o meia Fessin – também do ABC – é o novo foco de clubes de outros estados, inclusive da Série A. Ele tem apenas 19 anos.

    Exposição – “Narrativas do silêncio” é o tema da exposição fotográfica a ser apresentada na Pinacoteca do Estado em Natal, a partir de quinta-feira (5), a partir das 19 horas e com entrada gratuita. Irá até o dia 27 e apresenta trabalho de 27 pessoas surdas. Evento é viabilizado pela Lei Câmara Cascudo.

    Morte certa – Impressiona o quantitativo de execuções de ex-presidiários e gente em condicional. Esse é um detalhe que merece pauta especial da imprensa, com estatísticas. Se no interior de presídios a vida não vale nada, fora parece que vale menos ainda.

    SÓ PRA CONTRARIAR

    O Brasil tem um enorme passado pela frente. Pode anotar.

    GERAIS… GERAIS… GERAIS…

    Dois times mossoroenses vão participar da Segunda Divisão do Campeonato Estadual de Futebol 2018: Baraúnas e Mossoró Esporte Clube. Apenas um sobe.

    Obrigado à leitura do Nosso BlogGeraldo Américo (Natal), Francisco Oliveira (Caicó) e Wagner Sanches (Mossoró).

    Veja a Coluna do Herzog do domingo (26/03) passado, clicando AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Coluna do Herzog
    • Repet
    quarta-feira - 21/03/2018 - 06:48h
    Eleições 2018

    RN poderá ter mais de seis candidatos ao Governo do Estado

    Partidos e outros nomes se movimentam e podem superar quantidade do pleito que ocorreu há 4 anos

    Aos poucos vai se formando um quadro de nomes à disputa ao Governo do Estado do RN este ano. Alguns deixam de ser espectros para se firmarem como prováveis candidatos à sucessão estadual. Hoje (quarta-feira, 21 de março), pelo menos sete estão praticamente certos à campanha.

    Outros três são cogitados e pelo menos dois estão claramente descartados.

    Em 2014, a campanha ao governo potiguar teve cinco candidatos, sendo dois por coligações e três por partidos isolados (veja boxes abaixo).

    O governador Robinson Faria (PSD) será mesmo candidato à reeleição. Quem apostou e trabalhou por sua renúncia, se deu mal. As costuras políticas dos últimos dias são no sentido de tentar a reeleição.

    A senadora Fátima Bezerra (PT) ainda não anunciou, mas não é preciso recorrer a qualquer cartomante para antecipar que será candidata.

    Robinson Faria, Fátima Bezerra e Carlos Eduardo se movimentam para disputa ao governo neste ano (Foto: arquivo)

    O vice-governador dissidente Fábio Dantas (PSB) é pré-candidato também, conforme anunciado em sua filiação ao novo partido no último sábado (17) – veja AQUI.

    O prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) prometeu uma definição que “sim” ou que “não” para depois do Carnaval (veja AQUI). Aproximamo-nos da Páscoa, mas a tendência é que renuncie ao cargo no início de abril.

    Boxe relativo às candidaturas, partidos e coligações concorrentes ao governo em 2014 (Arte: G1 RN, 2014)

    O Psol deverá repetir o nome do professor universitário Robério Paulino para concorrer ao governo.

    Freitas Júnior, do REDE, é mais um concorrente confirmado à disputa ao governo.

    Vereadora grossense Clorisa Linhares (PSDC), um dos primeiros nomes a se pronunciar com esse fim.

    O atual secretário de Segurança do município de Mossoró, general Eliéser Girão (PSL), tem o nome defendido ao governo, para dar palanque à candidatura presidencial de Jair Bolsonaro (PSC) no estado.

    Nome que aparece

    O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) cobrou há poucas semanas que seu nome fosse incluído em planilhas de pesquisas eleitorais, como opção à sucessão estadual. Em pesquisa divulgada dia passado, ele apareceu em quinto lugar (veja AQUI).

    Kelps faz aparição, mas seu foco é outro (Foto: AL)

    Mas é pouco provável que realmente aposte numa candidatura ao governo, abandonando reeleição quase certa.

    O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU) homologou a candidatura da enfermeira Simone Dutra em 2014, mas é possível que apresente outro militante à corrida eleitoral à Governadoria, este ano.

    Alijados

    Quem se volatizou no tempo foi o desembargador Cláudio Santos (sem partido). Na démarche dos últimos meses praticamente sumiu das intenções de voto e do noticiário.

    Se esperava ser ungido por algum grupo tradicional ou força alternativa, desista. Só há um caminho: empinar candidatura em faixa própria. Ou engatar marcha à-ré.

    Situação parecida ocorre com o empresário e ex-candidato a prefeito de Mossoró em 2016 – Tião Couto (PSDB).

    É peça praticamente fora do jogo, por exclusão do seu próprio partido (veja AQUI). Além disso, como “pré-candidato” não se viabilizou por ação própria a qualquer cargo eletivo – governo ou Senado.

    Eleições ao Governo do Estado em 5 de outubro de 2014:

    Henrique Eduardo Alves (PMDB) – 47,34% (702.196)
    Robinson Faria (PSD) - 42,04% (623.614)
    Professor Robério Paulino (PSOL) – 8,74% (129.616)
    Simone Dutra (PSTU) – 0,98% (14.549)
    Araken Farias (PSL) – 0,90% (13.396)
    Votos apurados – 1.935.105
    Votos válidos  - 76,66% (1.483.371)
    Brancos – 7,05% (136.498)
    Nulos – 16,29% (315.236)
    Abstenções – 16,83% (391.478)
    * Fonte: Blog Carlos Santos

    Cogita em conversa interna no seu grupo, uma terceira opção que sempre vinha descartando: concorrer a uma vaga à Câmara Federal.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política / Reportagem Especial
    segunda-feira - 19/03/2018 - 14:12h
    Eleições 2018

    Caminho de Larissa Rosado e seu grupo é o PSDB


    Do Blog da Chris

    O caminho da deputada estadual Larissa Rosado (PSB) será mesmo o PSDB, partido do presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, em quem a deputada deposita total confiança.

    Ezequiel é 'padrinho' de Larissa (Foto: Eduardo M.)

    Aliás, Ezequiel é uma espécie de conselheiro para os deputados.

    Sua cotação entre seus pares é altíssima.

    Nota do Blog Carlos Santos – A prisão do ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) em 6 de junho do ano passado fez o grupo da parlamentar recuar do compromisso que tinha de retornar ao emedebismo e ficar ao lado dos Alves em 2018.

    Foi graças a Henrique que se fechou a chapa Carlos Eduardo Alves (PDT)-deputado estadual Álvaro Dias (MDB) à Prefeitura do Natal em 2016, permitindo que a vitória nas urnas viabilizasse a volta de Larissa (veja AQUI) à Assembleia Legislativa. Ela não tinha se reelegido em 2014.

    O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (FECOMÉRCIO/RN), Marcelo Queiroz, migrou do PDT para o PMDB para ser o vice de Carlos. Estava “certo”. Acabou descartado para que Larissa e seu grupo pudessem ser beneficiados.

    O acordo passou também pelo crivo do rosalbismo, que não queria nenhuma indicação de nome a vice da ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB), mãe de Larissa, à chapa encabeçada por Rosalba Cirlini (PP) à Prefeitura de Mossoró, no mesmo ano.

    Rosalbismo e rosadismo, “unidos”, deveriam dar a contrapartida ao grupo Alves agora em 2018. Mas a política não é uma ciência exata. A campanha deste ano é sobretudo de sobrevivência.

    Leia também: Consórcio Alves-Maia-Rosado planifica poder para 2018.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    • Repet
    domingo - 11/03/2018 - 15:32h
    COLUNA DO HERZOG

    O ódio e o perdão na relação do rosalbismo com Agripino


    Por Carlos Santos

    Guru e ideólogo do rosalbismo, grupo que formou sob a imagem populista da sua mulher, ex-governadora e atual prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP), Carlos Augusto Rosado é adepto do pragmatismo político. Tudo depende do contexto e da necessidade para inversão de papeis, se for o caso. Feio é perder.

    Ele adota a máxima de Juscelino Kubitschek: “Não existe inimigo para sempre nem amigo eterno na política”. A trajetória do casal Carlos-Rosalba e do seu grupo já provou e ratificou essa assertiva incontáveis vezes.

    No dia 1º de abril de 2014 (Dia da Mentira), cinco meses antes das eleições estaduais, o Blog Carlos Santos publicava essa postagem: Rosalbismo pode dar troco com ‘voto útil’ também no estado. Alijada do próprio processo sucessório e deixada no acostamento por lideranças do PMDB e do DEM (seu partido na época), a então governadora meses depois apoiou Robinson Faria (PSD).

    Contribuiu para derrotar o adversário e ex-aliado deputado federal Henrique Alves (MDB), ao governo estadual. Vingou-se.

    No seu index de vinditas ainda falta o senador José Agripino (DEM), a quem não perdoa por ter ficado sem a sigla para tentar a reeleição, mesmo com mais de 80% de reprovação àquele ano. A mesma situação vivida agora por Robinson Faria em termos de rejeição popular.

    Quando perguntada se vai apoiar Agripino à reeleição este ano, a “Rosa” desconversa, procura sair pela tangente ou literalmente escafeder-se.

    Esperar apoio dela e de seu grupo a José Agripino em 2018, é perder tempo. Mas claro que há uma esperança pro senador e primo de Carlos Augusto. Basta citarmos o Conde de Chesterfield:

    - “Os políticos não conhecem nem o ódio, nem o amor. São conduzidos pelo interesse e não pelo sentimento“.

    PRIMEIRA PÁGINA

    - Fábio Faria falha em nova tentativa de se apropriar de partido – É, não tem sido fácil nas últimas semanas a vida para o deputado federal Fábio Faria (PSD). Tem corrido aqui e ali, para se apropriar de um partido a mais para “chamar de seu”, mas tem batido com a cara nas portas. A mais recente tentativa foi com o PHS, após errar a mão com o PP (veja AQUI). Como noticiou o jornalista Heitor Gregório, a própria direção nacional da legenda disse não. Prioridade é receber a pré-candidata ao Senado, deputada federal Zenaide Maia (PR), além de outros novos e importantes filiados. No RN, o PHS é comandado por Leandro Prudêncio, que articula com o deputado estadual Manoel Cunha Neto, o “Souza”, esse fortalecimento com vistas ao pleito que se aproxima.

    Lula da Silva está ameaçado de ser preso em breve; Henrique enfrenta situação há mais de nove meses (Fotos: Web)

    - A prisão de Lula e o efeito na campanha de Fátima Bezerra – Muita gente aposta que numa eventual prisão do ex-presidente Lula da Silva (PT), a postulação ao governo da senadora Fátima Bezerra (PT) deva adernar. Paralelamente, subiria vertiginosamente o capital de intenções de voto do prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT). O raciocínio deve ser feito também em sentido inverso: e a prisão há mais de nove meses do ex-deputado federal, líder do grupo Alves e primo de Carlos, Henrique Alves (MDB), não afeta em nada o adversário da senadora? Ô!

    - Cláusula de Desempenho destroça sistema partidário – A Cláusula de Desempenho que obriga os partidos a priorizarem eleições à Câmara Federal este ano, em vez de disputas majoritárias (Leia: Cláusula de Desempenho prioriza luta à Câmara Federal) está destroçando de vez o sistema partidário brasileiro. Até mesmo as legendas mais ideológicas estão se prostituindo, topando qualquer parada, para poderem continuar vivas. É o fim. Nesse ritmo, sem o fortalecimento partidário e sem espaços para siglas ideológicas, melhor exumar as candidaturas avulsas, que existiam até a chamada República Velha (1889-1930).

    - Bancada indócil pode criar problemas – A bancada da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) tem aumentado o tom de críticas à gestão ou adotado o silêncio em sua defesa, em sessões da Câmara Municipal. Voltou muito indócil das longas férias. Ela pode ter problemas maiores adiante.

    - Pesquisa para deputados federal e estadual - Depois de apresentar na sexta-feira (9) números para corrida ao Governo do Estado, Senado da República, Presidência da República e avaliações governamentais, nesta semana a FM 98.9 e o Instituto Consult vão divulgar números da mesma pesquisa para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

    - Empresário mossoroense é cotado para vice de Fátima Bezerra – O empresário mossoroense Wilson Fernandes (empresa WR Industrial e outros negócios) é nome cotado para vice ao governo, na chapa da senadora Fátima Bezerra (PT). Ele é um nome de alto conceito em Mossoró e região, com comportamento extremamente sóbrio, sem afetações ou esnobismos.

    - Apodi terá pelo menos três candidatos – O município do Apodi terá pelo menos três candidatos este ano, na corrida eleitoral. A ex-prefeita Gorete Silveira (MDB) disputará vaga à Assembleia Legislativa, mesma faixa da vereadora Soneth Ferreira (Solidariedade). O também vereador Gilvan Alves (Avante) concorrerá à Câmara Federal.

    - Uma bandeira forte para rodar o país – O marketing do empresário e pré-candidato à Presidência da República, Flávio Rocha (sem partido), acerta em cheio com o “Movimento Brasil 200″. Não há originalidade na estratégia, mas há perspicácia e senso de oportunidade na ação, que permitem ele rodar o país inteiro com uma bandeira suprapartidária e apartidária. Será candidato? O futuro próximo dirá. Se conseguir levantar voo a bons índices de intenções de voto até final de julho, sim.

    Raniere e Karla: com Raimundo (Foto: Aline Bezerra)

    - Avante vai apoiar deputado estadual de outra sigla à reeleição – Apesar de pegar o Avante (ex-PTdoB) no RN para comandar através de sua mulher Karla Veruska, o presidente da Câmara Municipal do Natal – Raniere Barbosa (Avante) não aposta prioritariamente no partido em todas as faixas eleitorais. Foi convencido a apoiar o deputado de longo curso (oito mandatos) Raimundo Fernandes  (PSDB) à reeleição. Karla Veruska está escalada para concorrer à Câmara Federal e Barbosa achou mais prudente não disputar vaga à Assembleia Legislativa. Entendi!

    Carreata pró-Bolsonaro está definida – Está definida para o domingo (18) em Mossoró, a carreata em apoio à pré-candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência da República e em defesa do voto impresso. A concentração começará às 15h na Avenida Presidente Dutra, ao lado da Igreja do Alto de São Manoel. Será finalizada na Estação das Artes Elizeu Ventania.

    - Robinson convive com a perfídia de aliados – O empenho de alguns aliados para que o governador Robinson Faria (PSD) saia do governo é maior do que a vontade dos adversários e o povo em vê-lo pelas costas. O poder é sempre um serpentário repleto de ressentidos e conspiradores, verdugos e tartufos; gente acostumada à idolatria e à perfídia. A dissidência do seu vice e o que se trama na Assembleia Legislativa dirão muito do que veremos nos próximos dias. Leia: Robinson está ameaçado de sair por bem ou por mal.

    - Isaura Amélia aguarda substituto para sair de fundação - A professora Isaura Amélia Rosado apresentou seu pedido de exoneração da Fundação José Augusto (FJA) na quarta-feira (7), mas até agora não teve publicada oficialmente sua saída. O governador Robinson Faria (PSD) pediu-lhe um tempo para encontrar substituto, de modo a publicar sua exoneração. Isaura tem pressa em sair, para cuidar da campanha à reeleição do sobrinho Beto Rosado (PP), deputado federal. Também ficou insatisfeita com a tentativa do grupo do governador de se apropriar do PP no RN, comandado por seu irmão e ex-deputado federal Betinho Rosado

    EM PAUTA

    Cidade Junina – Palmas para a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e sua equipe da área de cultura. Apresentou à semana passada projeto preliminar com cronograma de ações para o Mossoró Cidade Junina (MCJ). Faltam as principais atrações que arrebanham público, mas é um bom começo para revitalização do evento, que foi o mais desorganizado e fraco dos últimos anos em 2017.

    Carrefour – Circula informação de que o grupo transnacional Carrefour (Comércio & Indústria Ltda. no Brasil), nascido na França em 1959, tem planos para desembarcar em Mossoró. Na cidade já existe um de seus braços, o atacarejo Atakadão.

    Francisco Paulo Ramon Rocha Paiva vem de origem humilde e escola pública (Foto: redes sociais)

    APP e Câncer – O jovem mossoroense de origem humilde e oriundo da escola pública, Francisco Paulo Ramon Rocha Paiva, 22 anos, criador do Game Super K vs Câncer, foi convidado para palestrar na Campus Party Brasil 2018 (11 a 15 de abril no Centro de Convenções em Natal), evento de alcance planetário voltado para o universo da Net. Ele criou um APP (software desenvolvido para ser instalado em um dispositivo eletrônico móvel, como smartphone) utilizado no tratamento a pacientes infanto-juvenis com câncer.  Uma história edificante. Aplausos. Saiba mais clicando AQUI.

    Grupo Gentil - O Grupo Gentil Negócios, que agora tem a franquia da marca O Boticário em Mossoró e outros municípios da região, inaugurou sua loja principal na cidade nessa quinta-feira (8). Saudou sua chegada brindando a cidade com um evento de bom gosto com o grupo de dança Diocecena e crianças e adolescentes do Instituto Gentil de Campo Grande-RN. Parabéns!

    Turismo - Com saída de Natal já confirmada para o dia 22 de Julho, a Arituba Turismo já iniciou as reservas para o pacote turístico promocional com destino a Itália, Grécia, Croácia, Montenegro e inclui um Cruzeiro de sete dias a bordo de um transatlântico internacional que sairá do porto de Veneza.

    Balada do Tuca – Será no próximo sábado (17), no Cândidus Restaurante em Mossoró, a “Balada do Tuca”, a partir das 17h. O show de Tuca Fernandes (ex-vocalista da banda Jammil e Jheremmias Não Bate Córner) terá a janela do grupo Sax in the House. Vendas de ingressos na San Lorenzo do Partage Shopping  e do Shopping liberdade.

    Amarn – Será nessa sexta-feira (16) as eleições para nova diretoria da Associação dos Magistrados do RN (AMARN) para o triênio 2018/2021. O pleito tem duas chapas em disputa e ocorrerá entre 8 e 17 horas. Azevêdo Hamilton Cartaxo (Chapa 1) e José Herval Sampaio Júnior (Chapa 2) concorrem ao pleito. São 247 judicantes da ativa e 57 aposentados (total de 304) que formam o eleitorado.

    Basta – Abaixo-assinado de 100 professores da Universidade do Estado do RN (UERN) cobra convocação de assembleia extraordinária para esta semana (quarta-feira, 14), da Associação dos Docentes da Uern (ADUERN). O documento foi formalizado. Querem que o movimento que chega neste domingo (11) aos 122 dias, tenha um basta. Somado à paralisação anterior (147 dias em 2015) atinge 269 dias. Na gestão Rosalba Ciarlini (DEM, hoje PP) foram também duas greves (uma com 106 e outra de 66 dias) que chegaram a 172 dias. Enfim, em cerca de sete anos, já são 441 dias de greve. Por enquanto.

    SÓ PRA CONTRARIAR

    Eu sei que você sabe que eu sei.

    GERAIS… GERAIS… GERAIS

    Valeu a dica, cara Fábia Albuquerque. A Coluna do Herzog segue a observação logo hoje.

    Lamento neste espaço a morte em circunstância trágica do bacharel em direito e agente penitenciário Ricardo Alexandre. Fomos vizinhos colaborativos e respeitosos. Que descanse em paz!

    Obrigado à leitura do Nosso BlogArturo Arruda (Natal), Pituleira (Caicó) e Tércio Pereira (Mossoró).

    Veja a Coluna do Herzog do domingo (04/03) passado, clicando AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Coluna do Herzog
    domingo - 04/03/2018 - 17:22h
    COLUNA DO HERZOG

    O inimigo sem rosto do senador José Agripino


    Por Carlos Santos

    Tem-se divulgado como tese insofismável, que as eleições deste ano são divisoras de águas. E, ao mesmo tempo, o juízo final para uma manada de políticos da esquerda à direita e vice-versa.

    No Rio Grande do Norte, quase nenhum político está tranquilo quanto ao pleito que se avizinha. Há tensão quanto ao chamado “veredicto das urnas”.

    "Jô-sé", como soletradamente o tratava seu pai Tarcísio Maia, é um dos políticos mais influentes do país (Foto: arquivo DEM)

    Na verdade, urna não julga. Nem pune nem inocenta. Isso é pura retórica; coisa de falastrão politiqueiro que nomeia a massa-gente inorgânica para prolatar sentença que não lhe cabe.

    Mas é visível que o pleito que se aproxima é a luta por um mandato de sobrevida ou a morte severina para muito figurão. Não há meio-termo à vista.

    O senador José Agripino (DEM), 72 anos (23 de maio de 1945), está no índex dos nomes mais questionados e a perigo de não-reeleição. Nem assim está fora do páreo. Quem quiser que corra atrás.

    Sua sobrevivência até aqui é por si só um feito. A projeção nacional como um dos políticos mais articulados e influentes do país, supera em muito o que se preconizava para ele no final dos anos 70, quando ascendeu como prefeito indireto do Natal.

    Agripino, de uma linhagem familiar com história no Rio Grande do Norte e Paraíba, é um espécime que escapou da era PT-Lula. Foi um rara liderança do PFL (hoje, DEM) a sobreviver à feroz poda petista.

    Agora, o desafio não é contra PT, Alves (antigos e ex-antagonistas) ou qualquer “novidade”. Enfrenta um inimigo sem rosto e revoltado, que prega mudança, parece querer algo diferente, mas até aqui não passa de um espectro.

    Seu maior inimigo é um só: o povo.

    PRIMEIRA PÁGINA

    A migração do vice-governador dissidente Fábio Dantas do PCdoB para o PSB é comemorado pelo grupo da ex-deputada federal e vereadora Sandra Rosado (PSB) e da deputada estadual Larissa Rosado (PSB). Luz no fim do túnel para sobrevivência política do rosadismo. Há tempos que ambas retrocederam de desembarque no MDB, como era compromisso firmado desde a pré-campanha de 2016. A prisão do líder Henrique Alves e outros fatores pesaram no freio.

    Conseguir informações no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF), em Recife-PE, sobre processos relacionados a políticos potiguares, é uma tarefa hercúlea. Além do Labirinto de Creta do seu portal, também existem outras barreiras. Temos que recorrer a advogados até de outros estados, como intermediários, na busca de dados mais seguros.

    Gustavo prestigiou Izabel no evento da "Rosa" (Foto: Web)

    O deputado estadual Gustavo Fernandes (MDB) apareceu na Câmara Municipal de Mossoró na quarta-feira (28) à tarde, para leitura da mensagem anual da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Ninguém imagine que tenha sido para prestigiá-la. Na verdade, o parlamentar é um nome que pode ser apoiado em Mossoró à reeleição pelo grupo da presidente da Casa, Izabel Montenegro (MDB), em detrimento do escolhido pela prefeita. A vereadora já mandou recado ao rosalbismo no inicio do ano (Leia: Prioridade de Izabel é o MDB e não Rosalba).

    O governador Robinson Faria (PSD) não pode ficar amuado com a escapulida do seu vice Fábio Dantas (PCdoB) para a oposição e com o projeto que anuncia, de se candidatar ao governo. Robinson fez o mesmo em relação à então governadora Rosalba Ciarlini (DEM) em 2014. Quatro anos antes (2010), a “vítima” já tinha sido Wilma de Faria (PSB), que não o escolheu para sucedê-la, mas optou por Iberê Ferreira (PSB). Presidente da Assembleia, ele passou a travar matérias do interesse do final das gestões Wilma-Iberê, além de compor chapa com Rosalba ao governo estadual, na condição de vice. A história se repete, como farsa ou como tragédia, mas se repete.

    A ex-primeira dama do estado e secretária de Estado do Trabalho e Ação Social (SETHAS) Julianne Faria (sem partido) teve sua imagem falseada em redes sociais. Criaram um endereço utilizando sua foto e nome, criminosamente.

    A prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) superou-se na quarta-feira (28), ao admitir ter o dom da onisciência, algo divino. Fitou olhos na direção de vereadores da oposição, em especial Petras Vinícius (DEM), e passou o ‘batido’ nos parlamentares. Avisou que não havia necessidade de eles fiscalizarem equipamentos públicos da saúde, escola e de outros setores. Segundo a prefeita, nada lhe escapa. “Eu sei de tudo!” Torcer para que ao aparecer outra denúncia, ela não encarne o ex-presidente Lula da Silva (PT) e sua defesa-clichê: “Eu não sabia de nada!”

    Rosalba: poder divino. "Sabe de tudo" (Foto: Web)

    A vereadora grossense Clorisa Linhares (PSDB), prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), governador Robinson Faria (PSD), vice-governador Fábio Dantas (a caminho do PSB) e senadora Fátima Bezerra (PT) são pré-candidatos “certos” à disputa ao governo do RN em 2018. Outros virão, provavelmente. Mas não estranhe que tenhamos desistência (as) antes das convenções partidárias até 5 de agosto. Anote, por favor.

    O anúncio (veja AQUI) no sábado (3) da candidatura do ex-candidato a prefeito de Mossoró Gutemberg Dias (PCdoB), à Assembleia Legislativa, antecipa que será ainda mais pulverizada a votação no município nessa faixa de disputa. Em 2014, o nome mais votado foi Larissa Rosado (PSB), que empalmou 24.585 (23,38%) votos, algo difícil de se repetir com ela ou outro disputante em 2018. Em 2014, Mossoró não teve um único candidato nativo eleito ou reeleito à Assembleia Legislativa. Nessa mesma eleição, 209 candidatos a deputado estadual foram votados em Mossoró. De Larissa (campeã de votos) a 25 ‘concorrentes’ que obtiveram apenas “um voto”. Leia tambémVários fatores pesam para frear votações expressivas que publicamos dia 20 de novembro do ano passado.

    Em 2014, o senador José Agripino (DEM) precisou priorizar a chapa proporcional (em especial a reeleição do filho Felipe Maia-DEM à Câmara Federal), em detrimento do projeto de reeleição (dificílima) da então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP). Agora em 2018, o governador Robinson Faria (PSD) também vive a dificuldade de levar o filho Fábio Faria (PSD) à reeleição à Câmara Federal. Ser ou não ser candidato a reeleição? Eis a questão.

    Apesar de estar preso na Academia da Polícia Militar do RN desde 6 de junho do ano passado, o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) não está distante e sem ser ouvido em relação à campanha eleitoral 2018. Ele continua sendo a maior liderança do seu grupo, mesmo que manietado em boa parte por essa situação delicada.

    EM PAUTA

    Arcanjo – A sexta-feira (2) à noite foi um momento mágico na vida do escritor Clauder Arcanjo. Infelizmente não pude prestigiá-lo pessoalmente, mas reitero meu aplauso por sua posse na Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANL). Parabéns, meu caro. Leia: Clauder Arcanjo na Academia.

    Academia Norte-rio-grandense de Letras recebeu Clauder Arcanjo na última sexta-feira (Foto: cedida)

    Gentil – O Grupo Gentil de Natal, que é controlador da rede O Boticário em Mossoró e outros municípios na região, vai inaugurar na próxima quinta-feira (8), às 16h, sua loja-âncora na cidade, à Praça Rodolfo Fernandes. O Sexteto do Instituto Gentil e o grupo de dança Diocecena vão abrilhantar o evento. Obrigado pelo convite.

    Vinho – A Festa do Vinho de São Miguel está definida em mais uma versão. Acontecerá no Vila Nova Club no dia 29 de março.

    Carnapau – Está no ar o site do Carnapau 2018, em sua 13ª edição, que acontecerá de 6 a 8 de julho. Pode acessar clicando AQUI. O evento promete ser um dos mais marcantes de sua história.

    Valéria Oliveira – A cantora natalense Valéria Oliveira vai se apresentar em Parnamirim e Caicó. Os shows vão acontecer respectivamente nos dias 16 e 23. “Mirá” é o título do espetáculo musical.

    Valéria: boa música (Foto: Web)

    Palavras – O projeto da trupe Casa das Palavras estará em Caicó nos dias 15 e 16 deste mês. É o terceiro ano consecutivo. Oficinas de Teatro, Mamulengo e Grafite farão parte da programação no Teatro Adjuto Dias. Tudo gratuito e com inscrições no próprio teatro.

    Serras – As cidades de Martins e Portalegre estão dividindo as atenções na região Oeste nesse inicio de ano, em meio à expectativa de bom inverno. Chuvas e clima suíço atraem públicos numerosos. Tem melhorado também programações diversas, que agregam valor, além do sistema hoteleiro. Quantas às belezas naturais, elas estão ainda mais encantadoras nesse período.

    Uern do Brasil - Você sabia que 89% dos estudantes da Universidade do Estado do RN (UERN) são oriundos de escolas públicas? Você sabia que 92% de seus pais não tiveram acesso ao ensino superior? Não saber ajuda a formar um juízo de valor depreciativo da Uern do Brasil.

    SÓ PRA CONTRARIAR

    Escrever é o meu lazer. Se fosse para escrever o que interessa ao status quo, seria a diversão deles.

    GERAIS…GERAIS…GERAIS

    A impressão que fica, circulando de carro em Natal, é de maior dificuldade de tráfego à medida que são feitas obras justamente com o propósito de melhorá-lo. Coisa de louco.

    Até quando os banheiros da Praça da Convivência serão tratados como a latrina da cidade de Mossoró? Por mais que alguns permissionários desse logradouro invistam, a municipalidade precisa saber que esse equipamento é público e referência da boa ou má gestão estatal. Se lá tudo fede, fede muito mais a gestão municipal. Argh!

    Obrigado à leitura do Nosso BlogGlauber Diniz (Natal), Teresa Almeida (Currais Novos) e Francisco Nóbrega (Mossoró).

    Veja a Coluna do Herzog do domingo (25/02) passado, clicando AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Coluna do Herzog
    • Repet
    sexta-feira - 23/02/2018 - 14:28h
    Flávio Azevedo

    Secretário do Desenvolvimento pede exoneração do cargo


    Azevedo: saída (Foto: arquivo)

    Do Blog Heitor Gregório e Blog Carlos Santos

    Está publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (23), a exoneração do empresário Flávio José Cavalcanti de Azevedo do cargo de Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico.

    Flávio alegou ao governador que voltará a se dedicar as atividades empresariais e deverá disputar uma chapa na diretoria da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

    O Governo do Estado não anunciou o substituto.

    Flávio Azevedo tinha sido empossado em 4 de agosto de 2015. Substituiu à época o engenheiro Paulo Roberto Cordeiro, ex-diretor do Banco do Paraná.

    Na campanha de 2014, ao governo, ele compôs palanque adversário encabeçado pelo deputado federal e então candidato a governador Henrique Alves.

    Foi convidado para ocupar a parta do Desenvolvimento do governador eleito Robinson Faria (PSD) em julho de 2015, aceitando a convocação. Mas avisou também que estaria se desfiliando do PMDB (hoje, MDB).

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Administração Pública / Política
    terça-feira - 20/02/2018 - 19:10h
    Hoje

    STJ nega liberdade ao ex-deputado federal Henrique Alves


    Alves: prisão (Foto: EBC)

    Do G1

    A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou na tarde desta terça-feira (20) pedido de liberdade do ex-ministro e ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). O pedido foi negado por 4 votos a 1.

    Henrique Alves é alvo de dois processos por suposto recebimento de propina – um por desvios na Caixa e outro por desvios na construção da Arena das Dunas, em Natal. O ex-ministro nega qualquer irregularidade.

    No outro processo do qual Henrique Alves é alvo, que o investiga por suposto recebimento de propina na constução da Arena das Dunas, a defesa do ex-ministro já conseguiu na Justiça converter a prisão preventiva em prisão domiciliar.

    Mas como o peemedebista é alvo do processo da Operação Sépsis, ele permanecerá preso preventivamente.

    Saiba mais detalhes clicando AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    • Repet
    quinta-feira - 15/02/2018 - 17:23h
    Operação Manus

    MPF recorre contra prisão domiciliar de Henrique Alves


    O Ministério Público Federal (MPF) recorreu da decisão da Justiça Federal no Rio Grande do Norte (JFRN) que concedeu prisão domiciliar ao ex-ministro e ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Lyra Alves (MDB), dentro do processo relacionado à Operação Manus, na qual ele responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

    O político, no entanto, ainda continua preso na Academia de Polícia Militar, em Natal, por conta do mandado referente à Operação Sepsis, cujo processo tramita na Justiça Federal em Brasília.

    Em seu recurso, o MPF alerta que a concessão da prisão domiciliar para Henrique Alves não se enquadra em nenhuma das hipóteses previstas no Código de Processo Penal e traz riscos à aplicação da lei, em decorrência da influência política que ainda possui o ex-ministro. A peça acrescenta que a decisão tomada pelo juiz da 14ª Vara Federal Francisco Eduardo Guimarães – durante audiência no último dia 6 de fevereiro -, baseou-se em fundamentos equivocados.

    A defesa solicitou a concessão de prisão domiciliar alegando que “as testemunhas de acusação ouvidas ‘inocentariam’ ou provariam a ‘inocência’ de Henrique Alves”, Para o MPF, este é um grande equívoco, sobretudo porque “não cabe a testemunhas, sejam de acusação, sejam de defesa, realizar juízo sobre a responsabilidade criminal ou a inocência de réus”.

    Veja mais detalhes clicando AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    terça-feira - 06/02/2018 - 13:34h
    Decisão

    Henrique ganha prisão domiciliar, mas segue preso na PM


    Do Portal Noar

    O ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) teve sua prisão preventiva convertida em prisão domiciliar, nesta terça-feira (6). O político foi preso por meio da “Operação Manus”, que apura desvio de recursos na construção da Arena das Dunas, em Natal.

    Alves: outra decisão (Foto: arquivo)

    O ex-ministro permanecerá na Academia da Polícia Militar do RN, por ter contra ele outro mandado de prisão de outro processo que correm em Brasília/DF. Hoje, o ex- parlamentar completa oito meses preso.

    Eduardo Cunha

    A decisão do juiz Eduardo Guimarães Farias foi tomada em audiência durante esta manhã. O mesmo pedido foi feito pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha, mas foi negado.

    Agora, a defesa de Alves fará um pedido de habeas corpus à Justiça no outro caso ao qual ele responde.

    O pleito deverá ser julgado na próxima quinta-feira (8).

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Política
    • Repet
    sexta-feira - 26/01/2018 - 13:38h
    'Justiça'

    Lava Jato já condenou mais de 140 pessoas; STF, ninguém


    Por Giselle Santos (Do Congresso em Foco)

    Deflagrada pela Polícia Federal em março de 2014, a Operação Lava Jato se tornou célebre por revelar aos brasileiros um dos maiores escândalos de corrupção e lavagem de dinheiro de que já se teve notícia, envolvendo políticos, agentes públicos, grandes empreiteiras e altos executivos da Petrobras.

    Passados quase quatro anos, as condenações se acumulam em primeira e segunda instância, chegando até a figuras como o ex-presidente Lula, que teve sua pena no caso do triplex do Guarujá (SP) aumentada para 12 anos e 1 mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), na última quarta-feira (24).

    Renan, Sarney, Jader, Jucá e Eunício são alguns dos investigados na Lava Jato no Supremo. Sem o foro, Lula está condenado e Henrique Eduardo Alves, preso (Foto: Ricardo Stuckert)

    Porém, quando se trata de autoridades com foro privilegiado, a coisa muda de figura. No Supremo Tribunal Federal (STF), instância máxima do Judiciário e responsável pelos processos envolvendo parlamentares e ministros, nenhuma ação penal foi concluída no âmbito da Lava Jato. Em Curitiba e no Rio de Janeiro, que concentram as principais ações da operação na primeira instância, pelo menos 144 pessoas já acumulam 181 condenações – algumas foram sentenciadas mais de uma vez.

    Desde março de 2015, quando foi divulgada a primeira “lista de Janot” – relação dos citados nas delações premiadas do doleiro Alberto Yousseff e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, encaminhada ao STF pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot –, 193 inquéritos (investigações preliminares que podem virar processos) foram instaurados no STF.

    Nota do Blog – O SFT é o pior dos três poderes do país na atualidade. Já chegou a ter o respeito e a admiração da opinião pública; hoje, sintetiza indignação e desesperança.

    É resultado da conjunção pecaminosa entre Executivo e Legislativo, que pariu esse quasímodo. Lá tem de tudo, menos o Direito.

    Em vez de ser guardião da Constituição, anteparo do Estado Democrático de Direito e defensor da República, é valhacouto dos seus próprios interesses e parceiro de piratas e corsários que promovem um interminável butim no Brasil.

    Caso perdido. Daí para pior.

    Entre eles, 36 resultaram em denúncias criminais e 7 em ações penais (processos que podem resultar em condenação) que envolvem 100 acusados. Segundo dados obtidos no site do Ministério Público Federal (MPF), 121 acordos de colaboração premiada já foram submetidos ao Supremo até janeiro deste ano. O número de condenações de políticos, no entanto, ainda é zero.

    Veja matéria completa AQUI.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    terça-feira - 16/01/2018 - 17:38h
    Operação Manus

    Justiça ouve testemunhas sobre propinas no Arena das Dunas


    Henrique no dia 6 de junho (Foto: Magnus Nascimento)

    O processo da Operação Manus, onde há denúncia de suposto pagamento de  propina para obra do estádio Arena das Dunas, entrou em uma nova fase. Estão sendo ouvidos os depoimentos das testemunhas de acusação.

    As oitivas ocorrem nesta terça-feira, dia 16 de janeiro, na Justiça Federal do RN (JFRN), em Natal.

    São mais de 100 testemunhas, entre acusação e defesa. O Juiz Federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, titular da 14ª Vara da Justiça Federeal, está ouvindo os depoimentos.

    A pauta de testemunhas de acusação seguirá até a próxima sexta-feira e continuará em abril.

    Réus

    A Operação Manus tem como réus os ex-deputados federais Eduardo Cosentino da Cunha (MDB) e Henrique Eduardo Lyra Alves (MDB), José Adelmário Pinheiro Filho, Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis, Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva e Arturo Silveira Dias de Arruda Câmara.

    A Operação Manus foi deflagrada no dia 6 de junho do ano passado (veja AQUI). Em face do que ela prospectou de denúncias, ainda continua preso em Natal na Academia de Polícia Militar do RN, em Natal, o ex-deputado Henrique Alves.

    Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

    Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
    Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
    © Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.