terça-feira - 07/07/2020 - 22:26h
Alerta

Dengue e chikungunya tem aumento de casos


Tony fala de medo de ir em UBS's e UPA's (Foto: Edilberto Barros)

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, hoje (7), o vereador Tony Cabelos (PP) alertou para o aumento de casos de chikungunya e dengue em Mossoró, especialmente no bairro Dom Jaime Câmara. A situação, segundo ele, é preocupante.

“Tem muita gente acamada, pessoas humildes, muitos idosos, na cidade e na zona rural”, advertiu, na sessão remota de hoje (7). Ele lembrou ter pedido à Secretaria Municipal de Saúde, recentemente, carro fumacê para o Grande Alto São Manoel e comunidades rurais.

“Fomos informados que o carro só é direcionado pela Secretaria Estadual de Saúde no bairro onde há registro. Mas, os pacientes estão com medo de ir às UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e às UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) por causa da Covid-19”, relatou.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
quarta-feira - 24/06/2020 - 09:12h
Mandato provisório

Suplente tem experiência que é faca de dois gumes


Naldo: contra transparência (Foto: rede social)

Suplente de vereador em Mossoró, Naldo Feitosa (PSC) assumiu provisoriamente o mandato no dia 30 de abril último, privilégio que a quase totalidade dos pré-candidatos a uma vaga nesse poder não terão até as eleições de 15 de novembro.

Passados 54 dias e prestes a voltar à seara dos concorrentes comuns, ele pode apresentar ao eleitor um balanço de como seria como vereador titular, caso eleito, que vai além do discurso dos demais futuros disputantes.

Mas essa curta experiência pode ser uma faca de dois gumes. Expôs-se como é e não como seria, sendo eleito. Será julgado nas urnas assim e não pelo que possa prometer.

Antipovo

Em menos de dois meses substituindo o titular João Gentil (Rede), que foi também um episódico secretário municipal de Esportes e Lazer do Natal – veja AQUI, Naldo não apresentou um único projeto de lei.

Em entrevistas antes da posse, assegurava que não teria uma definição quanto à bancada que comporia. Porém logo se aboletou no governismo e na defesa cega e inflexível da prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Ontem, em sessão remota da Casa, agradeceu “primeiramente” à prefeita pelo período como interino.

Votou em seguidas matérias do interesse do governo municipal; algumas que claramente podem ser vistas como antipáticas e antipovo.

Foi favorável à suspensão do pagamento patronal Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró), que prejudica o funcionalismo, contrário a projeto de lei que criava comissão para fiscalizar recursos da Covid-19 e outras propostas de transparência e não apoiou urgência na votação de projeto para investimento de 10% do orçado pro Cidade Junina deste ano para apoio aos artistas.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
quarta-feira - 17/06/2020 - 19:56h
Mossoró

Vereador mostra crescente endividamento de prefeitura


Raério fala de dívidas crescentes (Foto: Edilberto Barros)

Em sessão remota dessa quarta-feira (17) da Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Raério Araújo (PSD), lamentou o nível de endividamento da Prefeitura de Mossoró, mesmo que “tenha tanto dinheiro, porém deixando de pagar as inúmeras dívidas que se acumulam”.

Disse que tem feito desde o início do seu mandato em 2017 constante acompanhamento do Jornal Oficial do Município (JOM), onde consta que o executivo remaneja mais R$ 10 milhões agora. “A Prefeitura de Mossoró tem muito dinheiro, porém deve a Deus e ao mundo e observamos tanto abandono nas zonas urbana e rural de Mossoró, e essa Casa precisa se posicionar”, ponderou Raério.

Dívidas

O vereador enumerou as dívidas do município que, segundo ele, ainda deve aos representantes de quadrilhas juninas, artistas da cidade, empresas terceirizadas, fornecedores, acumula também dívida que vai passar de R$ 150 milhões com o Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (PREVI­-MOSSORÓ) até o fim do ano. Ainda citou que há empréstimo de R$ 147 milhões com a Caixa Econômica Federal (CEF) nesse rol de compromissos.

Lamentou que em quase quatro anos de seu mandato, esteja repetindo as mesmas queixas, denúncias e cobranças, sem que a gestão Rosalba Ciarlini (PP) se sinta obrigada a atender o interesse público. Para ele, a municipalidade é “um sumidouro de dinheiro público”, sem que seja devidamente fiscalizada pela própria CMM.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 10/06/2020 - 23:52h
Consenso

Câmara aprova projeto para fiscalizar recursos Covid-19


O plenário da Câmara Municipal de Mossoró aprovou hoje (10), em sessão remota, o Projeto de Lei 53/2020, que define medidas para aumento da transparência de informações sobre Covid-19. A matéria é de autoria do vereador Petras (DEM) e foi aprovada por unanimidade.

Conforme o projeto, a Administração Municipal manterá dados públicos e atualizados sobre os casos confirmados, suspeitos e em investigação, relativos à situação de emergência pública sanitária, resguardando o direito ao sigilo das informações pessoais.

A transparência abrangerá a divulgação, independentemente de requerimentos, de casos suspeitos e confirmados, quanto a aspectos epidemiológicos, de prestação de serviços de saúde, do emprego de recursos públicos e providências contra a pandemia.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Disciplina a forma como as informações serão divulgadas, como reunidas em um portal oficial único na internet, acompanhadas das respectivas séries históricas, e apresentadas na forma de painéis de fácil compreensão ao público, de forma periódica.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Saúde
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
terça-feira - 02/06/2020 - 18:00h
Denúncia

Saúde, em plena pandemia, recebe pagamento fatiado


Em sessão ordinária remota nessa terça-feira (2) da Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Ozaniel Mesquita (DEM) disse não entender que recursos federais e estaduais estejam chegando a Mossoró e as pessoas continuem morrendo por falta de leitos, UTI e respiradores.

Em seguida o vereador lamentou também que os servidores da saúde, médicos, enfermeiros e técnicos, estejam atuando na linha de frente e ainda tenham que receber seus salários parcelados. “Esse servidor recebeu apenas o salário base, ficando de fora os plantões e a insalubridade”, criticou.

Pelo comportamento, acrescentou Ozaniel, é praxe da Prefeitura de Mossoró fatiar valores quando faz pagamento, mas apresentando propaganda de salário em dia, não obstante grande soma de recursos em caixa.

Contratados terão ganho miserável

O vereador Ozaniel lembrou que a Prefeitura realizou um processo seletivo para a contratação de novos profissionais da saúde e estes irão receber como salário apenas R$ 998,00 e, após os descontos, terminará com valor líquido de R$ 923,16 o que representa valores bem inferiores ao salário mínimo em vigor no país.

“Enquanto o pagamento do servidor é fatiado, nós observamos que existem carros alugados com valores de quatro mil reais apenas para levar secretários para casa”, denunciou.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
sexta-feira - 29/05/2020 - 12:58h
Trabalho

Câmara suspende recesso e mantém sessões remotas


Sessões remotas vão continuar (Foto: arquivo/Edilberto Barros)

Com base no Ato da Mesa 07/2020, a Câmara Municipal de Mossoró prorrogou medidas de prevenção à Covid-19, até 30 de junho. Até lá, estão mantidas as sessões por Sistema Deliberação Remota (SDR) e reuniões de comissões também por videoconferência.

O Legislativo decidiu ainda suspender o recesso de meio do ano em 2020, entre 19 de julho e 2 de agosto, também por causa da pandemia.

A resolução, de autoria do vereador Petras (DEM), deverá ser votada terça-feira (2), e a Casa manterá em alta a agenda parlamentar.

O recesso já fora reduzido em 2019.

“Diminuímos a pausa de meio e final de ano e acrescentamos 38 dias úteis ao plenário. Com a suspensão em julho de 2020, serão 53 dias a mais para sessões”, calcula a presidente da Câmara, Izabel Montenegro (MDB).

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

Leia também: Petras propõe suspensão de recesso em Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion - Banner - 17-08-19
quarta-feira - 27/05/2020 - 12:20h
Pandemia

Petras propõe suspensão de recesso em Câmara Municipal


Petras: momento delicado (Foto: divulgação)

Na sessão remota ordinária dessa quarta-feira (27), o vereador Petras Vinícius (DEM) propôs suspensão do recesso parlamentar de julho, na Câmara de Mossoró.

“O momento de pandemia também exige do Parlamento Municipal esforço concentrado para atender as demandas da população”, justificou. Na próxima semana, a Casa deve apreciar sua proposição.

O recesso do meio do ano, na Câmara, compreende a segunda quinzena de julho. Era o mês todo, mas foi reduzido pela metade em 2019.

Sem atividades

“Espero contar com apoio dos colegas vereadores e vereadoras para não interrompermos as sessões em julho”, defende Petras.

A Câmara Municipal de Mossoró passou quase dois meses sem atividades ordinárias esse ano, em face da expansão da Covid-19. Só a partir de pressão da bancada da oposição e setores da imprensa, é que a presidente Izabel Montenegro (MDB) voltou atrás (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 26/05/2020 - 16:48h
15

Bancada de Rosalba tem mais um na conta


Naldo: mais um (Foto: rede social)

Recém-empossado (veja AQUI) como vereador em Mossoró, com o pedido de licença do titular João Gentil (Rede) – veja AQUI, Naldo Feitosa (PSC) já tem lado e e postura claros.

É governista.

Nas votações mais delicadas, o seu voto tem sido cravado nos interesses do Palácio da Resistência, sede da municipalidade.

E estamos conversados.

Assim, a bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) totaliza 15 dos 21 vereadores que compõem a Câmara Municipal de Mossoró.

Eram 14, pelo menos oficialmente, haja vista que Gentil autointitulava-se “independente”.

Folga, muita folga!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
terça-feira - 26/05/2020 - 13:22h
Esconde-esconde

Bancada de Rosalba evita informações sobre comissionados


Busca por lista completa é quase impossível (reprodução)

A bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) derrubou por 9 votos contra seis requerimento para pedido de informações sobre ocupantes de cargos comissionados na Prefeitura Municipal de Mossoró. A proposição era do vereador Gilberto Diógenes.

Ele pedia a “lista discriminativa dos Cargos Comissionados da Prefeitura de Mossoró/RN, contendo: Nome completo do ocupante do cargo, atribuições, funções e salários, discriminando, ainda, se o ocupante do cargo é funcionário concursado ou não”.

Justificou, que “apesar do Portal da Transparência divulgar as informações sobre os servidores, para o cidadão acessá-las precisa ter conhecimento prévio do nome completo do servidor. Não pode, por exemplo, ter acesso à lista dos comissionados e dos servidores efetivos, o que dificulta a busca e fiscalização”.

Ele exemplificou em seu pedido, um exemplo bem próximo de como deve ser um portal. “No Portal da Transparência da Câmara Municipal de Mossoró é possível fazer a pesquisa por órgão/ lotação, além de publicizar lista separada com o nome completo de todos os cargos comissionados, efetivos, vereadores, e ainda, lista de assessores de cada Gabinete Parlamentar”.

Rosalba já empregou irmã sem portaria

Lei Complementar 122/2016 (gestão Francisco José Júnior) estabelece que municipalidade tem 702 cargos em comissão disponíveis, tratando minuciosamente dos seus perfis e números.

No início de sua gestão, Rosalba baixou decreto de número 5.025/2017 e prometeu reduzir total de comissionados “em até 50%”. O teto seria de 351 cargos. Ainda no primeiro ano chegou a 555 (veja AQUI) e hoje quase ninguém sabe informar quantos são, quem são, onde estão lotados e quanto faturam.

Entre os muitos casos esdrúxulos, uma irmã da prefeita – Rosina Ciarlini – chegou a ser aboletada na cadeira de diretora da Escola de Artes de Mossoró (veja AQUI), foi saudada por servidores e agradeceu a recepção, sem ter sequer uma portaria oficializando a nomeação. Denunciada, vazou.

No fim de 2019 ainda emplacou projeto oficializando 30 cargos (veja AQUI).

Rosina foi fotografada em sua sala como "diretora", sem ter qualquer nomeação e ficou por isso mesmo (Foto: reprodução)

Nota do Blog - A gestão municipal mantém páginas públicas como verdadeiro Labirinto de Creta. No Jornal Oficial do Município (JOM), por exemplo, há a mesma dificuldade. Se alguém colocar no sistema de Busca o nome de “Rosalba Ciarlini” só aparece a citação dela no expediente da publicação.

O Portal da Transparência e o JOM são preparados para  dificultar e assim vão continuar. Infelizmente, Mossoró é uma terra sem lei ou da lei de quem manda, obrigando à CMM, MP, Tribunal de Contas, Judiciário e imprensa a usar antolhos e brida. Se estrebucharem, os donos do poder puxam as rédeas e deixa claro quem manda.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
terça-feira - 12/05/2020 - 15:28h
Sessões virtuais

Câmara vai pegar acúmulo de quase dois meses sem trabalhar


Sessão remota saiu após quase dois meses (Foto: reprodução)

A Câmara Municipal de Mossoró analisará 116 matérias na sessão ordinária de amanhã (13), às 9h, por meio do Sistema de Deliberação Remota (SDR). O trabalho foi regulamentado hoje (12), com a aprovação do Projeto de Resolução (PR) 06/2020, por unanimidade.

A matéria normatiza sessões ordinárias por SDR.

As reuniões extraordinárias foram regulamentadas no último dia 15 – como as duas de hoje sobre o PR 06/2020. Na primeira, os vereadores votaram destaques ao projeto e, na segunda, a redação final da matéria, por SDR.

O PR/2020 é de autoria da presidente Izabel Montenegro (MDB) e foi aprovado, com três emendas, da oposição e da situação.

“Esses destaques aperfeiçoam a proposta, que nos dá segurança jurídica para legislarmos remotamente na pandemia de covid-19”, avalia.

Nota do Blog – O número de matérias em pauta, que chega ao total de 116, além de outros projetos que logo vão ser apreciados, mostra como foi inconsequente e irresponsável se fechar a CMM por quase dois meses, decisão tomada pela presidente plenipotenciária Izabel Montenegro (MDB).

Quanta perda de tempo, num momento em que o município enfrenta pandemia da Covid-19 e diversos outros problemas. Que fique a lição.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
quinta-feira - 07/05/2020 - 18:52h
Mossoró

Câmara terá sessões após quase 2 meses sem utilidade


Sessão remota com atraso (Foto ilustrativa)

Por meio do Sistema de Deliberação Remota (SDR), a Câmara Municipal de Mossoró realizará sessão extraordinária, terça-feira, às 10h. O Legislativo votará o Projeto de Resolução (PR) 06/2020, que regulamenta as sessões ordinárias virtuais na pandemia de covid-19.

A matéria complementará a Resolução 08/2020, que instituiu o SDR, no último dia 15, mas restrita às sessões extraordinárias. Ampliará o alcance para as ordinárias e, para isso, criará procedimentos. É o caso de novas normas para protocolo de matérias e rito da sessão.

Nota do Blog - A Câmara Municipal de Mossoró tornou-se um poder inútil e mero anexo do Executivo, ao parar de funcionar justamente em plena pandemia, haja vista que os problemas da população não cessaram.

Ainda bem que a pressão exercida por vereadores da oposição (veja AQUI) e setores da imprensa, como esta página, serviram para algo.

A última sessão ordinária presencial aconteceu há quase dois meses, dia 17 de março. Enquanto isso, Brasil afora, outros legislativos e até judiciário têm funcionado sem problemas, com uso da Internet e suas várias ferramentas para comunicação.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 29/04/2020 - 23:32h
Mossoró

Posse de novo vereador está definida para essa quinta-feira


Naldo ganha vaga com licença de João (Fotomontagem Mossoró Hoje)

O suplente Naldo Feitosa (PSC) tomará posse no mandato de vereador, nesta quinta-feira (30), às 10h, no plenário da Câmara Municipal de Mossoró. Ele substitui João Gentil (Rede), que se licenciou do Legislativo para assumir Secretaria de Esportes de Natal (veja AQUI).

A cerimônia seria realizada na sala da Presidência. “Mesmo com as restrições de acesso à sala em razão da covid-19, não conseguiríamos uma distância segura entre todos. Então, optamos pelo plenário, bem mais espaçoso”, diz a presidente da Câmara, Izabel Montenegro (MDB).

Substituição

João Gentil oficializou licença hoje (29). Ato contínuo, a Presidência convocou o suplente Naldo Feitosa para assumir o mandato.

Ambos disputaram a eleição de 2016 pelo PV. Gentil (1.991 votos) se filiou ao Rede e Naldo (1.199, primeiro suplente do partido), ao PSC.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró. Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion - Banner - 17-08-19
sexta-feira - 24/04/2020 - 17:43h
Vereador afirma

“Izabel evita sessão para agradar Carlos e Rosalba Ciarlini”


Alex cobra sessões remotas; Izabel se esquiva (Foto: arquivo/Edilberto Barros)

O novo líder da Oposição na Câmara Municipal de Mossoró, Alex do Frango (PV), voltou a criticar à presidente da Casa, Izabel Montenegro (MDB), por não ter implantado ainda sessões remotas (via internet) no Legislativo mossoroense.

“Nós, da bancada da oposição, queremos que volte [as sessões] o mais rápido possível. Infelizmente a presidente [Izabel] não quer. Faz isso para agradar Rosalba e Carlos Augusto”, afirmou, em entrevista ao Jornal da Tarde (Rádio Rural de Mossoró) desta sexta-feira.

A última sessão, na Câmara de Mossoró, foi no dia 17 de março. Ou seja, há mais de um mês.

Blindagem

Ainda segundo ele, a falta das sessões é uma forma de ‘blindar’ críticas ao governo municipal em sessões ordinárias.

O parlamentar lembrou ainda que a Câmara de Natal e Assembleia Legislativa do RN têm feito sessões, de maneira remota.

Leia também: Oposição cobra retorno de sessões à Câmara Municipal;

Leia também: Presidente empareda oposição para manter Câmara fechada.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 22/04/2020 - 12:16h
Mossoró

Oposição cobra retorno de sessões à Câmara Municipal


Os seis vereadores que formam a bancada da oposição na Câmara Municipal de Mossoró formalizaram pedido para que a Casa tenha sessões ordinárias regularmente. Encaminharam ofício nesse sentido a presidente Izabel Montenegro (MDB).

A CMM está há quase um mês sem realizar uma única sessão ordinária, sob justificativa da pandemia da Covid-19, situação extraordinária que não impede que outros legislativos pelo país se reúnam remotamente sob mesmo problema.

Leia abaixo:

Raério, Gilberto, Petras, Ozaniel, Genilson e Alex justificam a necessidade dos trabalhos regulares (Fotomontagem)

Em face da situação de excepcionalidade que vive o mundo, país, RN e Mossoró com a pandemia causada pelo coronavírus, todos os setores da sociedade estão sendo obrigados à adaptação e à sobrevivência em condições especiais. Isso não significa dizer que o mundo parou.

No caso específico de Mossoró e, da Câmara Municipal que compomos, entendemos que é injustificável que siga fechada e a reboque do poder Executivo.

Esse poder, constitucionalmente, deve ser autônomo e independente.

O confinamento social e a quarentena que muitos estão adotando por necessidade de saúde pública, também têm desdobramentos e consequências graves. Os problemas em nosso municípios não estão congelados ou suspensos.

Sobretudo as populações mais vulneráveis da periferia e da zona rural esperam ações públicas, aguardam nosso trabalho em defesa de suas necessidades e estão sem voz a representá-las.

Sabemos que outras câmaras municipais pelo país, citando caso específico de Natal, estão realizando sessões remotas (via Internet), com ótimos resultados. Na prática, seus vereadores tratam daquelas questões que surgem diariamente como apelo e preocupações da população, apresentando projetos, votando matérias, criticando, denunciando, pedindo soluções, mostrando problemas do povo que representam.

O que nos impede de estar fazendo o mesmo? Desde o dia 17 de março, portanto há quase um mês, a Câmara Municipal de Mossoró não realiza sessão ordinária. Basicamente, por falta de vontade. De decisão política.

Nós, vereadores da oposição, pedimos a realização de sessões ordinárias remotas, para que sejamos e continuemos a ser a voz dos que estão com prolemas ainda maiores nessa pandemia, com o agravante de não ter quem os defenda.

Certos de contarmos com o deferimento da solicitação, aguardamos.

Atenciosamente,

Raério Araújo (PSD), Gilberto Diógenes (PT), Petras Vinícius (DEM), Ozaniel Mesquita (DEM), Genilson Alves (Pros) e Alex do Frango (PV).

Leia também: Câmara não faz sessão ordinária há quase um mês;

Leia também: Um bom exemplo, um mau exemplo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
quarta-feira - 22/04/2020 - 08:48h
Modo quarentena

Câmara de Mossoró não faz sessão ordinária há quase um mês


Há quase um mês a Câmara Municipal de Mossoró não tem sessão ordinária. A última reunião com essa característica formal aconteceu dia 17 de março.

O uso da Internet para que ocorra sessão ordinária como tantos outros legislativos do país, é ignorado. É como se Mossoró estivesse na Idade da Pedra Lascada.

Melhor fechar as portas, então. Literalmente. Deixem o poder Executivo governar apenas por decreto, mandar e desmandar.

A CMM é cara e inoperante como repartição pública, se não cumpre minimamente seu papel quando mais a sociedade que a paga, precisa. Esquiva-se por razões inconfessáveis, mas que todos suspeitamos.

“Puxadinho”

Não é por força de decreto de abrangência sanitária da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) que não existe sessão ordinária, que fique claro.

Pelo visto, a Casa quer mesmo ser de vez caracterizada como “puxadinho” do Palácio da Resistência, sede da municipalidade. Fecha-se para não ser a caixa de ressonância das queixas do cidadão.

Centenas e milhares de pessoas precisam de sua intervenção, mas têm que recorrer aos poucos endereços na imprensa que divulgam problemas comuns e outros excepcionais (veja AQUI e AQUI), decorrentes da pandemia da Covid-19 ou não.

Muitos apelam às redes sociais, com vídeos, fotos, textos, apontando problemas nos serviços essenciais e outros que também são do interesse da coletividade.

Senhores e senhoras, vocês serão cobrados adiante.

Aguardem.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política
sexta-feira - 17/04/2020 - 13:28h
Legislativos

Um bom exemplo e um mau exemplo na política


A Câmara Municipal de Natal realiza sessões remotas ordinárias em pleno período de pandemia e isolamento social.

A de Mossoró delega à prefeita Rosalba Ciarlini (PP) – veja AQUI – a faculdade de convoca-la ou não.

Sessão remota da Câmara de Natal (com vereadora Júlia Arruda em destaque) não dá quarentena ao povo (Reprodução BCS)

Uma, em nome do interesse público, propõe-se a não parar.

A mossoroense resolveu servir politicamente ao Executivo, que não aceita ser incomodada.

Uma atende ao povo.

A outra se esquiva dele, porque prefere ser um “puxadinho” do Palácio da Resistência – sede da municipalidade.

Que coisa!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quinta-feira - 16/04/2020 - 06:50h
Aprovado

Vereadores terão sessão remota apenas extraordinariamente


A Câmara Municipal de Mossoró aprovou instituição de Sistema de Deliberação Remota (SDR), em sessão extraordinária, nesta quarta-feira (15), no plenário. O mecanismo, previsto na nova Resolução 08/2020, regulamenta sessões virtuais na pandemia do coronavírus (Covid-19).

Sessão durou cerca de meia hora (Foto: Edilberto Barros)

“As sessões extraordinárias realizadas pelo SDR deverão ser convocadas com antecedência mínima de 24 horas e deverão apreciar projetos relacionados ao estado de calamidade pública e matérias de caráter orçamentário e de prazos constitucionais”, estabelece a norma.

Apesar de presencial, a sessão extraordinária considerou recomendações sanitárias na prevenção ao covid-19.

A reunião durou cerca de meia de hora, o acesso à Câmara e ao plenário foi restrito, vereadores e servidores usaram máscaras, álcool gel, entre outros procedimentos.

As sessões ordinárias estão suspensas até o dia 30.

Nota do Blog - O legislativo mossoroense comete grave omissão ao não realizar sessões ordinárias de forma remota. Os problemas da urbe e zona rural não se resumem à Covid-19. Não há quarentena para tantas outras demandas da população. Uma pena.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 14/04/2020 - 14:42h
Hoje

Morre em Mossoró o ex-vereador Paulo Fernandes


Paulo em foto de 2016 (Reprodução Gazeta do Povo)

Faleceu nesta terça-feira (13), no Hospital Wilson Rosado, o ex-vereador Paulo Fernandes de Oliveira, 73.

Seu sepultamento acontecerá às 15h30 de hoje, no Cemitério São Sebastião, em Mossoró.

Paulo Fernandes estava filiado ao PSB e era um dos integrantes da nominata do partido para tentar, novamente, ocupar vaga na Câmara Municipal de Mossoró.

Nascido em Mossoró em 5 de setembro de 1946, Paulo era eletricista e já tinha sido candidato à vereança outras vezes. A última foi em 2016, pelo PHS, sem êxito.

Mandatos

Teve quatro mandatos consecutivos, lembra Tomaz Neto (Solidariedade), que participou de  duas legislatura com ele: “Fomos eleitos e reeleitos em 1988 e 1992 e ele ainda obteve eleições em 1996 e 2000″.

O ex-vereador está internado em processo de recuperação de uma cirurgia, mas complicações de pós-operatório o levaram a óbito.

A Câmara Municipal de Mossoró emitiu Nota de Pesar pelo seu falecimento:.

A Câmara Municipal de Mossoró manifesta profundo pesar pelo falecimento do ex-vereador Paulo Fernandes, ocorrido nesta terça-feira (14), em Mossoró.

Como cidadão e parlamentar, teve destacado trabalho em favor do povo mossoroense, sobretudo dos mais humildes, amplificado ao longo de quatro mandatos.

O Legislativo se solidariza a familiares e amigos de Paulo Fernandes, que deixa legado de simplicidade, moderação e ampla folha de serviço prestado.

Nota do Blog - Conheci Paulo Fernandes. Um cidadão e político serenos, sempre muito equilibrado e de relacionamento fácil. Que descanse em paz.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstªagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
segunda-feira - 13/04/2020 - 16:09h
Acordou!

Câmara recua e resolve fazer sessões remotas


A Câmara Municipal de Mossoró realizará sessão extraordinária presencial, quarta-feira (15), às 9h, no plenário, para votar a regulamentação de sessões remotas.

Os vereadores analisarão o Projeto de Resolução 05/20, que estabelece votações virtuais no Regimento Interno da Casa.

Senado começou trabalho virtual vendo necessidade de exercício permanente de seu trabalho (Foto: arquivo)

A resolução, de autoria da Mesa Diretora, começou a ser produzida semana passada e institui procedimentos legislativos, como rito da reunião à distância e forma de registro da presença de parlamentares na sessão remota.

Na segunda-feira (6), semana passada, o Blog Carlos Santos cobrou adoção das sessões remotas – O sono profundo do parlamento em plena pandemia -, recebendo como resposta da Casa, em nota da presidente Izabel Montenegro (MDB), argumento de que os vereadores estariam trabalhando normalmente.

Problemas de quarentena

“Vereadores (a) propõem medidas, muitas já adotadas pelo Poder Público, estão engajados em campanhas e em outros trabalhos”, justificou ela.

Deixou claro, que só haveria sessão se houvesse demanda extraordinária por parte da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), ou seja, era como se as necessidades e problemas da população estivessem de quarentena. Como se a cidade e zona rural pudessem esperar por semanas e meses pela vontade de vereadores e da prefeita.

Nota do Blog – Que bom que o erro grosseiro foi reconhecido. Por todo o país, do Congresso Nacional ao Judiciário, sessões e atividades online já ocorrem há vários dias. Caso próximo, por exemplo, é a Assembleia Legislativa do RN.

Ao trabalho.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 11/04/2020 - 10:32h
Oficial

Vereador admite que testou positivo para a Covid-19


Do Blog Bruno Barreto

O vereador Flávio Tácito (PP) admitiu em conversa com o Blog do Barreto que testou positivo para covid-19. “Foi em março. Hoje estou bem”, garantiu.

Vereador Flávio Tácito admite ter contraído a doença, mas está bem e fará novos exames (Foto: Edilberto Barros)

O parlamentar disse que cumpriu quarentena e todos os protocolos previstos. “Segui a risca todas as orientações do meu médico”, frisou.

O vereador informou que segunda-feira fará novos exames para saber como se encontra o quadro de saúde dele.

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), admitiu que dois vereadores estariam com covid-19 (veja AQUI).

Um deles é Flávio Tácito. O outro nome permanece sob sigilo.

Em Mossoró temos 63 casos confirmados da doença e cinco óbitos.

Outros 43 foram descartados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quarta-feira - 08/04/2020 - 11:48h
Urgência

Petras pede recursos do Cidade Junina para a saúde


Preocupado com o avanço do novo coronavírus em Mossoró, o vereador Petras Vinícius (DEM) fez uma indicação, nesta terça-feira (07), à Prefeitura, solicitando o remanejamento dos recursos do Mossoró Cidade Junina (MCJ) para ações de prevenção e combate ao Covid-19.

Vereador encaminha proposição apontando urgência na utilização de recursos (Reprodução BCS)

 

De acordo com o vereador, o município investiu mais de sete milhões de reais no MCJ de 2019. “Para a edição de 2020, a previsão orçamentária era de mais de quatro milhões, além de duzentos e quinze mil reais com o espetáculo Chuva de Bala e a estrutura do Cidadela”, afirmou.

Para Petras, esses recursos devem ser aplicados nas ações de em favor de pessoas em situação de rua, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para os profissionais de saúde, respiradores para leitos de UTI e outras necessidades.

“Entendemos que devido ao cancelamento do MCJ 2020, em face da pandemia, o remanejamento destes recursos para a saúde seja necessário para preparar os equipamentos públicos de saúde do município”, defendeu.

Com informações da Câmara Municipal de Mossoró.

Leia também: Deputado sugere suspensão de festa e uso de verba contra vírus;

Leia também: Prefeita cancela Cidade Junina devido coronavírus.

Nota do Blog – Em 2019, o investimento no Cidade Junina passou “oficialmente” dos R$ 7 milhões. Estimativa para esse ano é que poderia bater a casa dos R$ 10 milhões.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
terça-feira - 07/04/2020 - 18:36h
Município

Vereador propõe criação de Fundo contra Covid-19


Rondinelli: várias fontes (Foto: assessoria)

O vereador Rondinelli Carlos (PL) protocolou nesta terça-feira (7), Projeto de Lei que autoriza a criação do Fundo Municipal de Combate à Covid-19.

A iniciativa visa à captação, repasse e aplicação de recursos destinados ao combate do novo coronavírus.

O fundo, segundo o parlamentar, poderá contar com recursos de variadas fontes. Cita, por exemplo, dotação orçamentária própria do Município.

Mas também aponta créditos adicionais como transferências (inclusive da Câmara Municipal), subvenções, auxílios ou doações dos setores públicos ou privados, recursos oriundos de convênios, entre outras fontes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Saúde
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.