terça-feira - 26/02/2019 - 16:48h
Desvios da Saúde

Decisão que favorece Sandra e outros réus volta à 8ª Vara


Donato: processo na 8ª Vara (Foto: arquivo)

O processo sob o número 0000877-53.2015.4.05.8401, julgado à tarde desta terça-feira (26) na Quarta Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região, com anulação de sentença condenatória contra a vereadora e ex-deputada federal mossoroense Sandra Rosado (PSDB) e outros quatro réus, voltará à primeira instância.

A demanda retorna às mãos do juiz titular da 8ª Vara Federal de Mossoró, Orlan Donato Rocha, que deverá encaminhá-lo ao Ministério Público Federal (MPF), autor da denúncia que a gerou.

Pela decisão de hoje em Recife-PE, na Quarta Turma do TRF5, houve “nulidade absoluta” da sentença de Orlan Donato por “vício processual”.

Assim, todos os cinco condenados em primeira instância conseguiram se safar das condenações individualizadas (veja AQUI).

Nova denúncia

O MPF poderá voltar a fazer nova denúncia com base nos próprios depoimentos e provas materiais que colheu. Mas aguardará ainda o próprio teor do acórdão (julgamento do colegiado ocorrido nesta terça-feira) se publicado, para se posicionar.

Pode ocorrer prescrição de crimes.

Vale ser lembrado: esse processo teve inicial protocolada 2015. Mergulha em acontecimentos descritos por volta de 2003. A primeira sentença saiu em maio de 2017; a de segundo grau, hoje.

São cerca de 15 anos de história desde o epicentro do caso, que trata de supostos desvios de recursos federais para a saúde em Mossoró, nos escaninhos da Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró (APAMIM).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
terça-feira - 26/02/2019 - 15:26h
TRF5

“Vício processual” anula sentença contra Sandra e outros réus


HMAC/CSDR é o foco da polêmica que virou processo anulado hoje no TRF5 em Recife (Foto: HMAC)

A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região, com sede Recife-PE, acaba de anular sentença condenatória contra a vereadora e ex-deputada federal mossoroense Sandra Rosado (PSDB) e outros quatro réus. A decisão foi à unanimidade, em sessão à tarde desta terça-feira (26).

Relator da matéria, o desembargador Lázaro Guimarães acolheu arrazoado da defesa que apontava para a existência de “vício processual” insanável na sentença em primeiro grau, prolatada pelo juiz da 8ª Vara Federal de Mossoró, Orlan Donato Rocha (veja AQUI), em 10 de maio de 2017. Houve “nulidade absoluta” da decisão anterior, ou seja, integralmente.

Lázaro Guimarães foi acompanhado no voto pelos demais componentes da Quarta Turma, desembargadores Rubens Canuto e Élio Siqueira.

A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) apontava que a partir de emenda orçamentária de Sandra Rosado na Câmara Federal, no exercício de 2002, teria ficado materializado “um conluio” para desvio de R$ 719.779,00 de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). A verba era destinada à Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR) e Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC), administrados pela Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró (APAMIM) – controlada pelo grupo familiar da parlamentar.

Emenda em 2002

A defesa de Sandra e outros réus, feita pelo advogado Marcos Lanuce, já tinha assinalado na primeira instância (8ª Vara Federal) que ela não poderia ser tratada como ré. Apontara que à época do manejo da emenda, “a parlamentar tinha mandato na Assembleia Legislativa e não na Câmara Federal. Isso estava bastante claro”, comentou o advogado há poucos minutos em entrevista ao Blog Carlos Santos.

A emenda na verdade tinha sido alocada pelo então deputado federal Laíre Rosado (então no PMDB), marido de Sandra, que em 2002 não tentou a reeleição. Ele foi candidato a vice-governador na chapa de Fernando Freire (PPB), sendo derrotado pela chapa Wilma de Faria (PSB)-Antônio Jácome (PSB). Já Sandra concorreu à Câmara Federal, só assumindo mandato em fevereiro de 2003.

Sandra tinha sido condenada a nove anos e dois meses de prisão. Os demais condenados em primeira instância, que a exemplo dela foram beneficiados pelo julgamento de hoje, são Maria Goreti Melo Freitas Martins – 8 anos e 6 meses de prisão em regime fechado; Manuel Alves do Nascimento Filho – 9 anos e 2 meses de prisão em regime fechado; Cláudio Montenegro Coelho de Albuquerque – 7 anos e 4 meses de prisão em regime semiaberto; e Francisco de Andrade Silva Filho – 4 anos em regime aberto.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
terça-feira - 26/02/2019 - 12:06h
Apelação

Ex-deputada federal tem julgamento decisivo no TRF5 hoje


TRF 5 fica em Recife-PE (Foto: TRF5)

É nesta terça-feira (26), às 13h30 em Recife-PE, o julgamento do processo sob o número 0000877-53.2015.4.05.8401, na Quarta Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região.

A demanda trata de apelação à condenação em primeiro grau da vereadora e ex-deputada federal mossoroense Sandra Rosado (PSDB), além de outros quatro réus.

A parlamentar mossoroense foi condenada a 9 anos e 2 meses de prisão em regime fechado, pelo juiz Orlan Donato Rocha, da 8ª Vara Federal de Mossoró.

Os autos discorrem sobre suposto desvio no valor de R$ 719.779,00 de recursos federais destinados à Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró (APAMIM), à época em que Sandra era deputada federal. Sua família controlava essa entidade mantenedora da Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR)/Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC).

A Apamim (CSDR/HMAC) está sob intervenção federal desde setembro de 2014.

Veja mais detalhes sobre o caso e processo clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 20/02/2019 - 12:28h
Recife-PE

Tribunal vai julgar condenação de prisão de Sandra Rosado

Outras quatro pessoas estão no processo que relata desvio de recursos públicos destinados à Saúde

A vereadora mossoroense Sandra Rosado (PSDB) e mais quatro pessoas vão ser julgadas no Tribunal Regional Federal (TRF) da Quinta Região, com sede em Recife-PE, na próxima terça-feira (26). A sessão na Quarta Turma do TRF5 – no pavimento norte dessa corte – começará às 13h30.

Ex-deputada federal Sandra Rosado se pronunciou sobre caso na Câmara Municipal em 16 de maio de 2017 (Foto: Edilberto Braga)

Será apreciada apelação dos réus à sentença de primeira instância em que foram considerados culpados.

O processo sob o número 0000877-53.2015.4.05.8401 foi julgado em primeiro grau na 8ª Vara da Justiça Federal em Mossoró, no dia 10 de maio de 2017, pelo juiz Orlan Donato Rocha – veja AQUI. Ela e os demais condenados foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF).

A parlamentar mossoroense foi condenada a 9 anos e 2 meses de prisão em regime fechado. Outros réus são Maria Goreti Melo Freitas Martins – 8 anos e 6 meses de prisão em regime fechado; Manuel Alves do Nascimento Filho – 9 anos e 2 meses de prisão em regime fechado; Cláudio Montenegro Coelho de Albuquerque – 7 anos e 4 meses de prisão em regime semiaberto; e Francisco de Andrade Silva Filho – 4 anos em regime aberto.

Conluio

Segundo o  magistrado discorreu em sua sentença, teria ocorrido “um conluio para apropriar-se indevidamente de recursos repassados pela União (Convênio nº 1782/2003-FNS – SIAFI nº 495578) para APAMIM – Associação de Assistência e Proteção à Maternidade de Mossoró, no valor de R$ 719.779,00”. Estes recursos foram repassados em cinco parcelas de R$ 143.955,80. À época dos acontecimentos narrados, Sandra era deputada federal.

A Quarta Turma da TRF5 é formada por três titulares: desembargador-presidente Rubens Canuto, desembargador Edilson Nobre Pereira Júnior  (de origem potiguar) e o desembargador Lázaro Guimarães (decano da corte e relator do processo. Conheça-o AQUI).

Leia também: Sandra Rosado garante ser inocente;

Leia também: Sandra Rosado garante em plenário que provará inocência.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 30/01/2019 - 06:30h
Ações do MPF/RN

Sandra defende setor salineiro, sem ignorar meio ambiente


Sandra: utilidade pública (Foto: Edilberto Barros)

A vereadora Sandra Rosado (PSDB) recebeu, com preocupação, a notícia que 18 salinas instaladas na região da Costa Branca são alvos de ações civis públicas (veja AQUI) ingressadas pelo Ministério Público Federal (MPF/RN) por ocupação de Áreas de Preservação Permanente (APP). A parlamentar reconhece a importância da preservação ambiental, mas, ao mesmo tempo, preocupa-se com possíveis consequências negativas da medida, especialmente no que se refere à manutenção de empregos no setor.

“Respeito a ação do Ministério Público e entendo que é inegável a necessidade de preservar o meio ambiente. Mas temos que analisar os impactos que tais medidas podem causar à economia local e estadual”, defende a vereadora.

A parlamentar teve sancionado, em dezembro de 2017, pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP), projeto de lei que reconhece a utilidade pública do sal de Mossoró.  A oficialização da lei municipal é mais um subsídio para que a União faça o mesmo, e reconheça a utilidade social do sal do Rio Grande do Norte para o país, o que dará mais segurança jurídica à atividade.

Com informações da Assessoria de Sandra Rosado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Economia / Política
quarta-feira - 23/01/2019 - 15:24h
Governo

A terceira cadeira


O grupo da vereadora Sandra Rosado (PSDB) sonha em emplacar o terceiro nome dos seus quadros no elenco de secretários da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Não é fácil.

Existe resistência à ideia. A própria prima Rosalba até evita o assunto em conversas reservadíssimas.

Por lá já tem o ex-vereador Lahyrinho Rosado (PSDB) e o ex-secretário estadual Pedro Almeida Duarte.

O primeiro, na pasta do Desenvolvimento Econômico.

Pedro, na titularidade da Administração e Recursos Humanos.

Quando fevereiro chegar…

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
terça-feira - 22/01/2019 - 21:34h
Vereadores

Verba de R$ 4,5 mil/mês é aprovada; presidente espera TCE


Do Blog Carol Ribeiro

O texto final do projeto que dispõe sobre a verba indenizatória na Câmara de Mossoró foi aprovado nesta terça-feira (22) com sete votos favoráveis. Votaram os vereadores Aline Couto (PHS), Alex Moacir (MDB), Alex do Frango (PMB), Rondinelli Carlos (PMN), Ozaniel Mesquita (PR), Maria das Malhas (PSD) e João Gentil (sem partido).

Mesmo com a aprovação, a presidente Izabel Montenegro (MDB) reafirmou ao Blog que só vai pagar a verba quando mérito da matéria for julgado no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O projeto 339/2018 cria a denominada Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar Municipal (CEAPM) e teve seis abstenções: Emílio Ferreira (PSD), Petras Vinicius (DEM), Francisco Carlos (PP), Didi de Arnor (PRB), Tony Cabelos (PSD) e Ricardo de Dodoca (PROS).

O único vereador contrário foi Raério Araújo (PRB).

Izabel

Os vereadores Sandra Rosado (PSDB), Genilson Alves (PMN) e Zé Peixeiro (PTC) não estavam presentes na sessão extraordinária que foi convocada para hoje (22).

O projeto que fixa cota para o exercício da atividade parlamentar já havia sido votado, mas o texto final com 12 emendas precisava de aprovação. O valor da verba indenizatória foi fixado em R$ 4.500.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
terça-feira - 08/01/2019 - 15:32h
Câmara Municipal

Mais dois cargos comissionados são descartados


Didi foi alcançado (Foto: Web)

O vereador Didi de Arnor (PRB) teve dois nomes indicados por ele exonerados de cargos comissionados na Câmara Municipal de Mossoró.

Outros parlamentares como João Gentil (sem partido), Aline Couto (sem partido) e Sandra Rosado (PSDB) já tiveram igual bota-fora assinado pela presidente da Casa, Izabel Montenegro (MDB).

O enxugamento é desdobramento da guerra interna entre uma ala de vereadores e Izabel. Foi agravada pela posição da presidente de não atender à operacionalização da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar Municipal (CEAPM) aprovada em plenário (veja AQUI).

Esse duelo quase impedia a posse de Izabel Montenegro para novo mandato como presidente (veja AQUI).

Outros rounds virão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
segunda-feira - 07/01/2019 - 10:34h
Câmara Federal

Abraão Lincoln deve assumir mandato de Rogério Marinho


O primeiro suplente da Coligação União pela Mudança referente à Câmara Federal, eleições de 2014, é Abraão Lincoln (PRB). Ele deverá assumir vaga do deputado federal Rogério Marinho (PSDB), nesses últimos dias de mandato.

Lincoln foi candidato este ano (Foto: PRB nacional)

Marinho não se reelegeu em 2018, mas com pouco mais de 23 dias para encerrar seu mandato relativo à legislatura iniciada em 2015, irá compor equipe de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Foi nomeado secretário especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (veja AQUI).

Abraão obteve 4,01% (63.371 votos) em 2014, ficando na primeira suplência da Coligação União pela Mudança.

Sandra Rosado (PSB), atual vereadora em Mossoró e que não se reelegeu em 2014, empalmou àquele ano 3,26% dos votos válidos, ou seja, 51.612.

Foi o nome na segunda suplência.

Votos e prisão

A Coligação União pela Mudança, que arrimou a candidatura ao Governo do RN do então deputado federal Henrique Alves (PMDB, hoje MDB), foi formada por 14 legendas: PMDB, PR, PSB, PROS, PSC, PDT, Solidariedade, DEM, PV, PMN, PRP, PSDB, PSDC e PRB.

Este ano, Abraão Lincoln foi novamente candidato à Câmara Federal, mas ficou na quarta suplência da Coligação Superação e Trabalho, com 42.431 votos (2,64%).

Dirigente estadual do PRB, Lincoln foi preso pela Polícia Federal em outubro de 2015 no Rio Grande do Sul, acusado de participar do esquema de venda ilegal de permissões para pesca industrial. Foi um dos alvos da Operação Enredados.

P.S – 18h44 – Segundo apuração do jornalista Bruno Barreto, em conversa com assessoria de Rogério Marinho, ele não vai se afastar do mandato nesses últimos dias. Há amparo legal para continuar no mandato, mesmo nomeado, só assumindo o cargo no ministério em fevereiro.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 29/12/2018 - 19:16h
Ação Ordinária

Justiça garante posse de Izabel Montenegro em presidência


A juíza de direito plantonista Giulliana Silveira de Souza emitiu despacho relativo à Ação Ordinária que visava impedir a posse da vereadora Izabel Montenegro (MDB), para novo mandato como presidente da Câmara Municipal de Mossoró. Ela indeferiu o pedido feito por seis vereadores da oposição e do governismo.

Decisão favorável à Izabel é mais um capítulo na luta de vereadores para obtenção de mais benefícios pessoais (Foto: arquivo)

Sua manifestação aconteceu neste sábado (29).

Na inicial, os vereadores também queriam agilizar realização de novas eleições à mesa diretora em regime de urgência, alterando resultado do pleito interno acontecido há mais de um ano e dois meses – 24 de outubro de 2017 – em que eles mesmos votaram em Izabel para novo mandato presidencial. Ela é a atual presidente desde 1º de janeiro de 2017.

Giulliana Silveira de Souza entendeu, que os autores da ação - vereadores Alex do Frango (PMB), Aline Couto (sem partido), Didi de Arnor (PRB), Genilson Alves (PMN), Zé Peixeiro (MDB) e Sandra Rosado (PSDB) – não apresentaram argumentos que sustentassem os pedidos feitos para a liminar.

‘Moralidade’ com atraso

“Os fatos alegados na inicial como sendo aqueles suscetíveis de invalidação por eventual desrespeito ao devido processo legislativo e inobservância ao princípio da moralidade, remontam ao ano de 2017, especificamente aos meses de outubro e novembro. Com efeito, as alterações promovidas no Regimento Interno da Câmara Municipal de Mossoró com relação aos fatos relatados na inicial não foram recentes, tampouco a eleição de Maria Izabel Araújo Montenegro como Presidente da Mesa Diretora (ocorrida em 24/10/2017)”, dissertou a magistrada.

“De fato, não se vislumbra nos documentos juntados com a inicial qualquer impugnação às alterações e à eleição da referida vereadora no período oportuno, inclusive não tendo sido interposta até a presente data qualquer ação judicial a este respeito (exceto esta, obviamente)”, reforçou Giulliana Silveira de Souza.

Dinheiro

Em sua defesa, Izabel Montenegro alertou que “num arroubo tardio de disfarçada ‘moralidade’”, os vereadores tentavam na verdade a sua destituição presidencial, com intuito de se apropriarem de direitos subjetivos. “O verdadeiro pano de fundo é a briga dos Vereadores para receber a verba de gabinete (Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar Municipal-CEAPM), sustada por medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado (TCE)”, apontou.

Em face do pronunciamento judicial, a posse de Izabel Montenegro para presidir a Câmara Municipal de Mossoró por mais dois anos (2019-2020) está mantida. Acontecerá na próxima quinta-feira (3), às 10h, na sede desse poder.

Leia também: Izabel reage à ‘disfarçada moralidade’ de vereadores revoltados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 08/10/2018 - 12:22h
Eleições 2018

Grupo Rosado sai destroçado de eleições no primeiro turno

Clã encolhe sem eleger ninguém e tem sua força limitada em seu próprio espaço geopolítico original

O grupo político-familiar Rosado sai destroçado das eleições em primeiro turno do Rio Grande do Norte em 2018. Os números das urnas reduziram sua força eleitoral até mesmo em sua comuna, Mossoró, onde teve desempenho sofrível.

Reunificado pelo temor de ser engolido no pleito municipal de 2016, após mais de 30 anos de polarização, a “união” dos Rosados por necessidade não foi suficiente para sustentar pelo menos um mandato federal e outro estadual no pleito de 2018.

Rosalba e seus candidatos foram derrotados "em casa", por adversários quase invisíveis (Foto: arquivo)

A partir de janeiro de 2019, esse clã terá apenas os mandatos de Rosalba Ciarlini Rosado (PP) e da sua prima e vereadora Sandra Rosado (PSDB). Uma volta ao passado em termos de poder, há 70 anos. Em 1948, o sogro de Rosalba – Dix-sept Rosado – era prefeito de Mossoró; Vingt-Rosado, pai de Sandra, vereador. Dix-duit Rosado, irmão de ambos, tinha sido eleito deputado estadual constituinte (1947 a 1951).

Os primos Beto, Larissa e Kadu

Candidato à reeleição à Câmara Federal e apoiado pela prefeita e tia-afim Rosalba Ciarlini, Beto Rosado ficou apenas na primeira suplência da “Coligação 100% RN”, nas eleições deste ano.

Já a deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), filha da ex-deputada federal e atual vereadora Sandra Rosado, somou a sua segunda derrota consecutiva à Assembleia Legislativa. Lá está desde 2017, graças a um acordo político engendrado pelo então deputado federal Henrique Alves (MDB).

Outro dissabor eleitoral veio da própria casa da prefeita Rosalba: seu filho Kadu Ciarlini (PP), integrante da chapa ao Governo do RN do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), foi derrotado em Mossoró. Pelo menos vai para o segundo turno, onde existe fio de esperança de conquista eleitoral.

Números

Em Mossoró, Beto Rosado empalmou apenas 16.241 votos (14,79%), o que lhe garantiu o primeiro lugar – mas não a reeleição. Trabalhava para obter 30 mil no município. Em 2014, quando se elegeu, obtivera 15.321 (15.37%) e ficara atrás de Sandra Rosado (então no PSB), que somou 18.271 (18,33%) àquela ocasião, não se reelegendo.

No estado, Beto alcançou 71.092 (4,42%). Em 2014, eleito, 64.445 (4,08%).

Quando à Larissa, a queda foi ainda maior. Também foi primeira colocada em Mossoró, mas atrofiou bastante. Teve 17.753 (15,08%) este ano. Em 2014, ela chegou a 24.585 (24,35%).

No cômputo geral no estado, a deputada amealhou 25.909 (1,54%). Em 2014, a parlamentar tinha somado 32.876 (1,98%).

Chapa da “Rosa” perde para adversária sem palanque

O caso mais representativo da desnutrição de poder dos Rosados, que por anos se dividiu nos neologismos “rosalbismo” (de Rosalba) e “rosadismo” (sob comando de Sandra), é a contenda ao governo estadual.

A chapa Carlos Eduardo Alves-Kadu Ciarlini foi derrotada por Fátima Bezerra (PT)-Antenor Roberto (PCdoB) em Mossoró, mesmo com avassaladora força da estrutura do município e o capital político da “Rosa”. Importante ser destacado, que Fátima-Antenor não teve sequer um palanque representativo e escassas vezes “passou” pela cidade no primeiro turno.

Mesmo assim, venceu o pleito local com 46.634 (43,02%). Carlos-Kadu totalizou 37.243 (34,36%). Maioria de 9,391 votos (8,66%). O estrago foi até ameno, que se diga. Não fosse o intenso trabalho do governismo municipal na periferia e zona rural, seria bem pior.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 07/10/2018 - 11:16h
Números

Veja os mais votados à Câmara Federal em Mossoró em 2014


Blog do Carlos Santos apresenta abaixo o resultado da apuração de votos à Câmara Federal em Mossoró em 2014.

Listamos os dez mais votados no município:

Deputado Federal:

Sandra Rosado (PSB) – 18,33% (18.271)
Beto Rosado (PP) – 15.37% (15.321) *
Fafá Rosado (PMDB) - 13,02% (12.983)
Fábio Faria (PSD) - 12,46% (12.423) *
Felipe Maia (DEM) – 5,60% (5.579) *
Valmir Alves (PT) - 4,53% (4.513)
Antônio Jácome (PMN) - 4,50% (4.485) *
Hugo Manso (PT) - 2,77% (2.762)
Rogério Marinho (PSDB) - 1,78% (1.774) *
Wellington Barreto (PPS) - 1,55% (1.548)
Brancos – 10,79% (15.369)
Nulos – 19,25% (27.437)
Válidos (Nominais e Legenda) – 69,96% (99.695)
*Eleitos

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 07/10/2018 - 05:02h
Eleições 2018

Depois de eleger quatro deputados, Mossoró tenta ‘voltar’ à AL


Mossoró já chegou a determinar a eleição de quatro deputados estaduais num único ano. Foi em 1974, há 44 anos. Um feito raro. Poderá ser repetir este ano? Difícil.

Mas não será por falta de candidatos, pois pelo menos 21 nomes originários do município, em diversos partidos, foram inscritos à disputa de assentos na Assembleia Legislativa do RN neste ano.

Assis Amorim (Caricatura de Túlio Ratto)

Ao longo de décadas, a cidade sempre teve nomes na Assembleia Legislativa, o que não ocorreu em 2014. À ocasião, não elegeu ninguém.

Os dois deputados que tentaram a reeleição à época, Larissa Rosado (PSB, hoje no  PSDB) e Leonardo Nogueira (DEM), não obtiveram êxito. Uma engenharia política posterior é que permitiu que Larissa, como suplente, fosse empossada e efetivada em 2017.

Quatro nomes

Em 1974, foram eleitos João Newton da Escóssia (Arena) e Alcimar Torquato (Arena), com apoio do deputado federal Vingt Rosado (Arena). O primeiro, cunhado do parlamentar; o segundo, natural de Luís Gomes, mas que há mais de uma década atuava na medicina local.

Luís Sobrinho (MDB) e Assis Amorim (MDB), apoiados pelo ex-governador cassado Aluízio Alves (MDB), também foram eleitos no mesmo ano a partir de Mossoró.

Eleitos de 1974 a 2014  tendo Mossoró como base

1974 – João Newton da Escóssia, Alcimar Torquato, Assis Amorim e Luís Sobrinho;

1978 – Carlos Augusto Rosado

1982 – Jota Belmont e Carlos Augusto Rosado

1986 – Laíre Rosado e Carlos Augusto Rosado

1990 – Carlos Augusto, Antônio Capistrano e Frederico Rosado

1994 – Frederico Rosado e Francisco José (pai)

1998 – Frederico Rosado, Sandra Rosado e Ruth Ciarlini

2002 – Larissa Rosado, Francisco José (pai) e Ruth Ciarlini

2006 – Larissa Rosado e Leonardo Nogueira

2010 – Larissa Rosado e Leonardo Nogueira

2014 – Nenhum.

Em 1974, de “lambuja”, ainda aconteceu a reeleição do médico Dalton Cunha (Arena). Era mossoroense da gema, mas tinha como base principal de votos o município de Apodi e adjacências.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 28/09/2018 - 02:20h
Em 2014

‘Renovação’ à Câmara Federal já chegou a seis deputados


Nas eleições de 2014, seis deputados potiguares não retornaram à Câmara Federal. Um recorde, mas por variados motivos. Dois conseguiram reeleição: Felipe Maia (DEM) e Fábio Faria (PSD).

Eleitos em 2014: Walter, Fábio, Jácome, Zenaide, Beto, Rafael, Felipe e Rogério Marinho (Fotomontagem)

Os mossoroenses e primos Betinho Rosado (PP) e Sandra Rosado (PSB) não vingaram. O primeiro, por ter sido impedido em face de aparecer em lista como “ficha suja”. Acabou colocando o filho Betinho Segundo (que depois adotou o nome parlamentar de “Beto”) como substituto. Sandra não empalmou votos suficientes e ficou na segunda suplência de sua coligação.

João Maia foi candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Henrique Alves (PMDB): ambos perderam o pleito.

A deputada Fátima Bezerra (PT) foi candidata eleita ao Senado e o apresentador de TV, Paulo Wagner (PV), desistiu da postulação, apesar de ter feito seu registro.

Reelegeram-se Felipe Maia e Fábio Faria.

Leia também: Chapa de Robinson Faria deverá eleger maioria dos deputados federais;

Leia também: Câmara Federal com emoção e uma baixa – Eleições 2010.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
quarta-feira - 26/09/2018 - 22:26h
Segundo voto

Grupo de Sandra e Larissa Rosado anuncia apoio a Garibaldi


Do Blog Saulo Vale

O grupo da vereadora mossoroense Sandra Rosado (PSDB) definiu apoio à reeleição do senador Garibaldi Filho (MDB). O anúncio foi feito pela deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) em evento realizado na noite de hoje, em Mossoró.

O evento contou com a participação do médico Bernardo Rosado, segundo suplente de Garibaldi.

O outro nome ao Senado sempre foi de Geraldo Melo (PSDB). A costura foi feita pelo próprio Garibaldi, que cuidou de amenizar o atrito entre a vereadora Sandra Rosado e a líder emedebista em Mossoró, desafeta Izabel Montenegro.

Não que a rivalidade seja página virada.

Leia também: Segundo voto ao Senado passa pela Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 25/09/2018 - 22:22h
Garibaldi Filho

Segundo voto ao Senado passa por Câmara Municipal


O iminente apoio do grupo da vereadora e ex-deputada Sandra Rosado (PSDB) à reeleição do senador Garibaldi Filho (MDB), em Mossoró, passa por uma costura delicada.

Seu apoio e da deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) tem relação direta com as relações pessoais e políticas entre a vereadora e a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB).

Há meses que Izabel fechou as portas para Sandra na CMM. Garibaldi pode ser a “chave”.

O primeiro voto ao Senado delas é para o ex-senador e ex-governador Geraldo Melo (PSDB), anúncio feito há tempos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 21/09/2018 - 13:12h
Do contra

Antirrosalbismo ganha corpo numa campanha de “exclusão”

Mesmo assim, prefeita e grupo acreditam que a repetição do que "sempre deu certo" dará certo sempre

“(…) É você
Que ama o passado
E que não vê
Que o novo sempre vem”. Belchior, Como Nossos Pais.

Encorpa-se em Mossoró um espontâneo e crescente movimento que a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) com o carisma pessoal, militância, mídia amestrada e a máquina pública não está conseguindo refrear: o antirrosalbismo. A angústia aparece em seu rosto crispado e em palavras cada dia mais amargas e raivosas (veja vídeo ao final desta postagem).

É importante que fique sublinhado: esse fenômeno não é artificial, repentino ou circunstancial. Não é “coisa de adversário”, tão somente. A própria “mistura” ou “união” da família Rosado nas eleições de 2016 deixou patente essa agonia, que recrudesce nesse momento, dois anos depois.

São sinais que há muitos se formam para espelhar um diagnóstico que não tem como ser escamoteado: aproxima-se o fim de um ciclo.

Rosalba discursa no Sítio Cantópolis para um público com poucos jovens e repetindo retórica surrada (Foto: cedida)

Ao se amontoarem no mesmo palanque, após cerca de 30 anos de beligerância e acordos tácitos, os Rosados deram uma demonstração de fraqueza em vez de materializarem ampliação de força.

Antes, rachavam a cidade ao meio para ficarem com o todo. Hoje, são parte de uma porção em atrofia.

A vitória de Rosalba nas urnas em 2016, ao lado da prima, ex-deputada e ex-adversária Sandra Rosado (PSDB), representou uma tentativa de resistência e manutenção de um protagonismo que pode mudar de mãos, lado e tendência em breve.

Vexame

Ela e seu grupo talvez amarguem um vexame homérico em 2018. Todas as pesquisas já divulgadas e outras tantas de consumo interno apontam para um grande embaraço paroquial: a chapa ao governo encabeçada por Carlos Eduardo Alves (PDT), com seu filho Kadu Ciarlini (PP) a vice, está longe de ganhar o pleito “em casa”.

Caminha para perder para a petista Fátima Bezerra, que sequer tem palanque e apoios expressivos em Mossoró.

Porém é importante frisarmos, que o papel da “oposição” nesse cenário não compreende o sentido político-partidário da palavra, mas sua essência etimológica, derivada do latim. Temos uma onda de contrariedade e incompatibilidade catalisando a sociedade.

O governo parece paralisado, incapaz de funcionar com o minimo de eficiência e ninguém inspira um pingo de confiança. A própria conjuntura nacional dá sua parcela de contribuição a esse inferno astral.

Há uma massa cada dia mais indócil, questionadora e capaz de fazer sua própria revolução por segundos e bites, diante da tela de um smartphone/tablet/computador. Essa é a oposição que asfixia Rosalba e o rosalbismo. Sem sigla, sem rosto, sem líderes, inorgânica e avassaladora. Talvez, incontrolável. Capaz de votar contra, para deixar claro que não é a favor. Não por outra opção, mas para exclusão.

O perigo da oposição social

Em 11 de abril de 2017 antecipávamos esse quadro para 2018 e alertávamos a própria prefeita, ao postarmos a matéria O perigo da “oposição social” que ronda Rosalba Ciarlini. “O problema que ganha corpo de forma lenta, gradual e expressiva é a “oposição social”, muito mais letal do que a político-partidária. É a voz das ruas”, assinalamos.

Rosalba e cia. enfrentam em seu reduzido espaço geopolítico de influência (Mossoró), um ranço parecido com o espectro do antipetismo nacional. Guardam certas semelhanças, mas com algumas peculiaridades próprias.

Pesquisas dizem que a base antirrosalbista borbulha nas classes médias, avança entre emergentes e passou a germinar em cinturões de pobreza, como no antes intocável “Santontõe” (vício de linguagem para o bairro Santo Antônio), tido como o “Canteiro da Rosa” (veja AQUI em nota na última Coluna do Herzog desta página).

O grupo e seus seguidores envelheceram; as ideias e métodos dos seus líderes, mais ainda. Não conseguem fazer uma leitura eficiente desses novos tempos, teimam em não se adaptar e acreditam que a repetição do que “sempre deu certo” dará certo sempre. Pecado mortal. Não está dando mais certo. 

Paralelamente, pela primeira vez desde os anos 70, época do bipartidarismo consentido entre Arena x MDB, os Rosados enfrentam uma oposição partidária com o mínimo de organização, quadros e disposição de luta. Seus principais atores pegam o vácuo deixado pela banda de Sandra Rosado, depois que ela virou neorosalbista.

Como não se modernizaram, não se reciclaram, não se oxigenaram e não têm mais o poder de controlar quase tudo nesse espaço, do juiz ao gari, Rosalba e seu rosalbismo entram em parafuso.

“O novo sempre vem”, escreveu o compositor cearense Belchior.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
quarta-feira - 05/09/2018 - 14:34h
Projeto

Vereadora quer licitações com transmissão ao vivo


Projeto de lei da vereadora Sandra Rosado (PSDB) dispõe sobre a transmissão ao vivo de de licitações da Câmara Municipal e Prefeitura Municipal de Mossoró.

A proposta aponta que os portais de Transparência dos dois poderes devem disponibilizar espaço para a veiculação desse serviço.

O mesmo projeto aditiva que as etapas de cada licitação devem ser ainda gravadas em áudio e vídeo.

A matéria está em tramitação na Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Lion Brazil - 09-01-18 a 09-03-19 - Moda Masculina
segunda-feira - 03/09/2018 - 13:20h
COLUNA DO HERZOG

Os desafios e as ameaças que rondam o clã Rosado


Por Carlos Santos

Há forte possibilidade do clã Rosado sair mais destroçado em 2018 do que ocorreu, eleitoralmente, em 2014. A candidatura de Kadu Ciarlini (PP) a vice de Carlos Eduardo Alves (PDT) e o projeto de reeleição de Beto Rosado (PP) à Câmara Federal estão seriamente ameaçados.

Existe a “viabilidade” de novo mandato para Larissa Rosado (PSDB) à Assembleia Legislativa, o que não foi possível em 2014. Ela está no páreo.

A prefeita Rosalba Ciarlini abraçará sua candidatura com fervor messiânico na reta final, se tudo o mais estiver perdido? Provavelmente, não. Corre o perigo, assim, de se transformar em peça acessória do grupo da própria deputada Larissa e de sua mãe e vereadora Sandra Rosado (PSDB), ex-adversárias históricas.

Beto tem um dos braços do rosalbismo e do clã Rosado em Natal, com Nina Souza e Carlos Eduardo (Foto: redes sociais)

Larissa Rosado não é unanimidade no grupo de Rosalba, mãe de Kadu. A frágil união Rosado não resiste à realidade dos fatos, em superficial observação do que ocorre na campanha em andamento.

A candidatura da vereadora natalense licenciada Nina Souza (PDT) recebe “ajuda” considerável do Palácio da Resistência (sede da municipalidade), mesma faixa de disputa de Larissa. Em troca, Nina e o esquema de Carlos Eduardo dão uma força a Beto Rosado em Natal.

O ex-deputado federal Betinho Rosado (PP), pai de Beto, sequer esconde essa preferência. Defendeu voto para a vereadora natalense em pleno Sítio Cantópolis em Mossoró, à noite do dia 17 do mês passado, início da campanha eleitoral (veja AQUI). Larissa Rosado e Sandra estavam lá.

Apêndices do esquema da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) desde as eleições municipais de 2016, após cerca de 30 anos de embates eleitorais, Larissa e Sandra sabem que o pleito atual é vencer ou vencer.

Se Larissa não tiver uma votação superlativa em Mossoró, com suporte do rosalbismo e da máquina municipal, fenecerá. Com ela, seu grupo. Restará tão somente o mandato da mãe vereadora.

Rosalba, sem a reeleição de Beto e a eleição de Kadu, terá o próprio mandato como último bastião rosalbista.

É, não está fácil!

PRIMEIRA PÁGINA

Ser ficha limpa atrai eleitor para voto em nomes ao Senado – Segundo a terceira Pesquisa Fiern/Certus divulgada no domingo (2), ter “história política limpa”, com 47,38%, é o principal predicado visto pelos entrevistados para escolha dos seus candidatos ao Senado. Ser “nome novo na política” pesa apenas 19,50%.

Styvenson tem partido, apesar de ser dono da própria candidatura – No dia 2 de agosto último, o Capitão Styvenson Valentim participou da Convenção Estadual do Rede Sustentabilidade, quando discursou em defesa de princípios éticos e comprometeu-se em lutar ao lado dos demais novos companheiros de partido. Sua independência foi garantida (veja AQUI), mas não a ponto de lhe assegurar todas as vontades, sem qualquer alinhamento partidário, fazendo do Rede uma “barriga de aluguel”. Daí a celeuma com nota oficial da legenda (veja AQUI), questionando posicionamentos seus pós-convenção. Leia também: Styvenson sobrevive como único “candidato avulso” do RN

Prefeito prefere apoiar João Maia em Caicó – Recém-empossado interinamente na Prefeitura do Caicó, o vice-prefeito Marcos José de Araújo (PP), “Marcos do Manhoso”, defendeu o nome do ex-deputado federal João Maia (PR) à Câmara Federal em ato político no último dia 29 em solo caicoense. Até antes de sua posse, com o afastamento e prisão do prefeito Robson Araújo (PSDB), o “Robson Batata”, Marcos estava afinado com Beto Rosado (PP). Em recente pesquisa, o prefeito recebeu importante apoio popular para permanecer no cargo (veja AQUI).

Cordões Encarnado e Azul marcam posição no pastoril mossoroense – As campanhas de Robinson Faria (PSD) e de Carlos Eduardo Alves (PDT) em Mossoró reproduzem a alegoria de um pastoril: azul contra encarnado. Seus protagonistas vivem num mundo à parte, cada um com seu vice local, respectivamente Tião Couto (PR) e Kadu Ciarlini (PP). Nessa tentativa de polarização, eles ignoram quem sobra na disputa sem sequer ter um palanque local: a candidata Fátima Bezerra (PT). Se não tirarem um “coelho” da cartola, os dois lados vão passar vergonha, reduzindo mais ainda o tamanho de Mossoró na tabuleiro político estadual. Bem, não foi por falta de alerta desta página. Ambos foram avisados abertamente.

Deputado Tomba Farias faz a diferença em sua área de influência – Deputado estadual dissidente do seu partido, o PSDB, Tomba Farias faz a diferença em sua região de influência, a partir de Santa Cruz, na defesa de seus candidatos majoritários. Tem dado demonstração de força em favor de Carlos Eduardo Alves (PDT), mas sem deixar de ouvir também uma voz influente desse grupo. Nesta segunda-feira (3) pela manhã, em Natal, ele bateu à porta de quem sabe muito da política potiguar.

A campanha não está decidida, mas está encaminhada – Sou abordado por vários webleitores e pessoas do próprio meio político ao final do anúncio de cada pesquisa. Em todas, a mesma pergunta: “A campanha ao governo está decidida?” Claro que não. Não está decidida. Está encaminhada em favor de Fátima Bezerra (PT), que pode levar no primeiro turno. Ela vence os adversários em todas as regiões e principais colégios eleitorais, dizem claramente as pesquisas. Na projeção para um eventual segundo turno, o quadro é o mesmo. Há tempo para uma “virada”. As campanhas em rádio/televisão e principalmente redes sociais deverão aumentar o tom. Aguarde o “vale-tudo”. Tape o nariz.

Adversários precisam crescer a qualquer custo – Em 2014, últimas eleições ao Governo do Estado que testemunhamos, Henrique Eduardo Alves (PMDB) somou 47,34% (702.196) dos votos, indo ao segundo turno. Robinson Faria (PSD) atingiu 42,04% (623.614), também chegando a esse estágio de disputa, onde terminou levando a melhor. Mas o principal fator determinante desse quadro foi a surpresa eleitoral do Professor Robério Paulino (PSOL), com 8,74% (129.616) dos votos. Para 2018, o que temos é uma dianteira de Fátima Bezerra (PT) com percentual de intenções de voto menor do que o ostentado por Henrique em toda a campanha de 2014, mas pode assim mesmo chegar à vitória logo no primeiro turno. É visível a esqualidez dos dois principais adversários – Robinson Faria (PSD) e Carlos Eduardo Alves (PDT) – veja recente pesquisa AQUI. Robinson e Carlos poderão crescer, mas até o momento não revelam forças para a ingente tarefa.

Lula no "andor" (Foto: Ricardo Stuckert)

Estratégia do PT de sustentar “andor” de Lula já deu certo – A estratégia do PT de carregar o “andor” do ex-presidente Lula até à porta das eleições 2018 já deu certo. Mais do que uma batalha judicial por sua candidatura, a campanha desenvolvida pelo partido com uma série de ações, sempre foi mesmo de marketing. A adoção do nome “Lula” como sobrenome parlamentar de seus políticos, vigílias à porta da Polícia Federal em Curitiba-PR, fomento de visitas ilustres ao preso, provocação de manifestações internacionais em favor dele e sustentação de candidatura até agora (mesmo com decisão desfavorável – veja AQUI) são estratégias de marketing.  A ideia sempre foi criar círculos concêntricos com esses fatos para levar ao máximo o poder de transfusão de votos de Lula para seus candidatos. Na cúpula do PT todos sabiam que ele não seria candidato.

Mais uma pesquisa do Ibope para o RN - A próxima pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), sob encomenda da Inter TV Cabugi, deverá ser apresentada ao final da próxima semana. Os números da anterior foram estes (veja AQUI) para governador e estes (veja AQUI) ao Senado, divulgados no dia 17 de agosto.

Dinheiro queimado no desperdício acabou com Museu Nacional - Vejo nas redes sociais a politicalha de sempre. São troca de ofensas e acusações, na busca de um culpado político para o incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro, ocorrido domingo (2). Ninguém lembra de R$ 40 bilhões torrados com Copa do Mundo, cerca de R$ 30 bilhões com Olimpíadas, das sedes suntuosas dos poderes da República. São décadas e séculos de dinheiro queimado com o supérfluo. A culpa não é só de Temer, mas de Dilma, minha, de Pedro Álvares Cabral e até de Dom Sebastião, que desapareceu numa Cruzada quando defendia a fé cristã na África.

EM PAUTA

Livro no STJ – Nesta quarta-feira (5), a partir das 18h30, no Espaço Cultural do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília, o juiz federal cearense Marcos Mairton autografará o seu mais novo livro: “Breve anotações de um andarilho”. O magistrado atuou na Justiça Federal em Mossoró. Abraços e sucesso, meu caro.

Portugal – Quem anda fazendo planos para período de estudos e estada até longa em Portugal, é o engenheiro e advogado Weber Siqueira Chaves. Guarde um lugr para mim. Comecei a estocar massa de milho e farinha. Essa terra não vai cumprir seu ideal.

Carlinhos Maia - Nome exponencial nas redes sociais com milhões de seguidores, o alagoano Carlinhos Maia vai estar novamente em Mossoró. Fará pelo menos duas (ou três) apresentações no Teatro Dix-huit Rosado à noite do dia 15 de setembro.

Milton Marques terá homenagem da Prefeitura Municipal do Assu em UPA (Foto: divulgação)

Milton Marques – O prefeito assuense Gustavo Soares (PR) anunciou nesta segunda-feira (3) que homenageará o professor-médico-advogado e empresário Milton Marques (já falecido) denominando a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Alto São Francisco com o seu nome. (Do Blog Rabiscos do Samuel Júnior).

Carrinhos – O publicitário titular da Agência Ágape, Joselito Soares, tem um hobby eficiente para frear qualquer estresse: é colecionador de veículos em miniatura, compondo até confraria com outros amigos que possuem igual afeição.

Paula Fernandes – A cantora Paula Fernandes vai se apresentar no Teatro Riachuelo no Midway Mall em Natal, no próximo sábado (8). O show é o “Acústico – Voz e Violão”.

SÓ PRA CONTRARIAR

As pesquisas para consumo interno assustam mais do que as que estão sendo publicadas. Anote, por favor.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

O 9º Festival Internacional de Cinema de Baia Formosa (FINC) está confirmado para ocorrer entre os dias 30 de novembro e 1º de Dezembro de 2018. Em breve sairá a sua programação.

Obrigado à leitura do Nosso BlogHorlando Perez (Mossoró),  Carlos Alberto de Medeiros (Natal) e  Mariana Batista (Recife).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (27/08) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
sexta-feira - 31/08/2018 - 18:16h
Câmara Federal

Ex-prefeito aposta em vácuo de nomes para se capitalizar


Lawrence terá movimentação no sábado (Foto: Assessoria)

Ex-prefeito de Almino Afonso e candidato à Câmara Federal na Coligação Renova RN, Lawrence Amorim (Solidariedade) aposta que pode se capitalizar sobremodo em Mossoró com o atual cenário político-eleitoral.

A desistência da vereadora Sandra Rosado (PSDB) à disputa a deputado federal e “a rejeição” do deputado e candidato à reeleição Beto Rosado (PP), acabam o alimentando a maior aposta no município.

Nesse sábado pela manhã faz movimentação no centro da cidade e à tarde a partir de 16 horas, no conhecido Ferro de Engomar, no bairro Santo Antônio, ele promove carreata até a Praça das Cobras, no Conjunto Santa Delmira.

Com informações da Assessoria de Lawrence Amorim.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 19/08/2018 - 08:30h
Mossoró

Sandra Rosado emplaca mais um cargo no primeiro escalão


Almeida: Administração (Foto: Eduardo Mendonça)

Como o Blog Carlos Santos antecipou nominalmente em duas postagens recentes (veja AQUI e AQUI), o grupo da vereadora Sandra Rosado (PSDB) assegurou mais um cargo no primeiro escalão da Prefeitura Municipal de Mossoró. Foi uma das exigências para que ela desistisse de uma candidatura à Câmara Federal.

O professor Pedro Almeida Duarte, é o novo titular nomeado para a Administração e Recursos Humanos do governo Rosalba Ciarlini (PP). Ele é ex-secretário municipal e do Estado do RN, além de antigo seguidor do rosadismo.

Erbênia Rosado acumulava o cargo cumulativamente com a pasta de Finanças.

No início da gestão de Rosalba, Pedro era “nome certo” para o secretariado, mas sobrou – gerando um dos primeiros desentendimentos entre os grupos de Rosalba e de Sandra, que se juntaram politicamente em 2016, após cerca de 30 anos de racha político e vários embates eleitorais.

O rosadismo agora tem Pedro Almeida e o ex-vereador Lahyrinho Rosado (PSDB) no secretariado municipal.

Lahyrinho é titular da pasta do Desenvolvimento Econômico.

Leia também: Primas garantem junção familiar e apoio à chapa Carlos-Kadu.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
sábado - 18/08/2018 - 18:04h
Eleições 2018

Primas garantem união familiar e apoio à chapa Carlos-Kadu


Foi sem maiores novidades o ato político no Sítio Cantópolis, que o grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) realizou à noite desse sábado (17), em Mossoró.

Sandra, finalmente, acomodou-se no grupo da prima Rosalba Ciarlini e no palanque de Carlos Eduardo (Foto: redes sociais)

Tudo como esperado.

Finalmente a vereadora e ex-candidata à Câmara Federal Sandra Rosado (PSDB) reapareceu e discursou ao lado da prefeita. Até relembrou os tempos de infância e juventude ao lado da prima, agora afinadas – politicamente.

Rosalba enalteceu enalteceu essa união e conclamou militância à luta.

O evento marcou o início da campanha do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) e Kadu Ciarlini (PP) ao governo estadual.

Também foi oportunidade para os deputados Beto Rosado (PP) e Larissa Rosado (PSDB) serem apresentados como parceiros de dobradinha à reeleição à Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

Os candidatos ao Senado, senador  Garibaldi Filho (MDB) e deputado federal Antônio Jácome (Podemos), marcaram presença.

A campanha começou e eles têm pressa. Com razão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.