sexta-feira - 17/09/2021 - 13:10h
Eleições 2022

Garibaldi Filho tem confirmada sua pré-candidatura ao Senado

Do Agora RN e Blog Carlos Santos

O ex-governador Garibaldi Alves Filho (MDB) confirmou nesta quinta-feira (16) que é pré-candidato ao cargo de Senador da República nas eleições de 2022 pelo MDB. A informação foi dada com exclusividade na tarde desta quinta-feira (16), ao Jornal AGORA RN, pelo que deputado federal Walter Alves, filho de Garibaldi.

Segundo Walter Alves: “O nome de Garibaldi é sim colocado hoje como pré-candidato a senador no MDB. Nesse momento, ele surge como uma terceira via para a disputa nas urnas”, revelou.

Garibaldi disputou último mandato em 2018, mas não se reelegeu (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Garibaldi disputou último mandato em 2018, mas não se reelegeu (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Após semanas de indecisões e articulações políticas sobre qual seria o cargo mais adequado e, que ao mesmo tempo, agradasse ao eleitorado potiguar, ao colocar o nome de Garibaldi Filho na disputa na campanha de 2022, finalmente o MDB bateu o martelo. Até esta quarta-feira (15) os Alves ainda não haviam decidido qual cargo o ex-governador concorreria.

PT e MDB

Porém, havia a possibilidade de uma aliança entre o PT e o MDB no Rio Grande do Norte. Em viagem pelo Nordeste do Brasil, quando esteve em Natal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a se reunir em um jantar com a cúpula do MDB no Estado.

O objetivo era firmar um acordo colocando o nome de Walter Alves como vice na chapa de reeleição de Fatima Bezerra (PT) e Garibaldi Alves Filho seria candidato a deputado federal.

Entretanto, a ligação política entre PT e MDB no RN virou motivos para críticas e discordâncias da formação dessa possível aliança entre os dois partidos, como por exemplo, a deputada federal Natália Bonavides (PT) e, mais recentemente, a vereadora Brisa Bracchi (PT), que afirmaram ser contrárias à aliança defendida por Lula.

Perfil

Deputado estadual eleito em 1970, 1974, 1978 e 1982, prefeito do Natal em 1985, Garibaldi Filho transformou-se ao longo de mais de 50 anos de carreira política num dos nomes mais carismáticos da política do RN. Governador eleito em 1990, governador vitorioso nas urnas em 1994 e 1998, em 2002 ele novamente é eleito ao Senado.

Porém, em 2006, acaba sofrendo sua primeira derrota na carreira, derrotado ao governo pela então governadora Wilma de Faria (PSB).

Em 2007, Garibaldi chegou à presidência do Senado num momento de conturbação nesse poder. Em 2010, ele reelegeu-se senador quando obteve 1.042.272 votos, cerca de 35% dos votos totais e 56% dos votos válidos.

Em janeiro de 2011 foi indicado pelo partido para ministro da Previdência Social do Governo Dilma Rousseff (PT), ficando na Esplanada dos Ministérios até janeiro de 2015. Tentou a reeleição em 2018 e acabou ficando em quarto lugar. Alcançou 376.199 votos (12,93%).

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 07/09/2021 - 19:36h
Câmara Federal

Pesquisa dá vitalidade à pré-candidatura de Lawrence Amorim

O presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim (Solidariedade), tem muito o que comemorar com a recente pesquisa de âmbito estadual, divulgada nessa segunda-feira (6) pelo Blog do BG.

O trabalho foi feito pelo Instituto Agorasei.

Lawrence tem participado ativamente de programação administrativa do prefeito Allyson, um nome em contínua ascensão (Foto: PMM/Arquivo)

Lawrence tem participado ativamente de programação administrativa do prefeito Allyson, um nome em contínua ascensão (Foto: PMM/Arquivo)

Ele apareceu entre os dez mais citados à Câmara Federal (veja AQUI), sendo o sétimo colocado com 0,4% de intenções de voto. É o único novato. Os demais têm mandato, à exceção de Garibaldi Filho (MDB), ex-senador que na verdade não deverá concorrer à cadeira nesse poder.

A pesquisa é espontânea: o entrevistado fala o nome que lhe vem à cabeça, quando questionado em quem pretende votar.

O desempenho é especialmente animador para inflar imagem de Lawrence Amorim em Mossoró, seu principal colégio eleitoral. O vereador desponta como opção mais viável a deputado federal, no grupo liderado pelo prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade), que o encaixou de vez em suas agendas administrativas e tende a apoiá-lo em 2022.

O peso de Allyson

Em 2018, candidato à Câmara Federal em faixa própria, ele empalmou 24.551 votos no estado. Sem nenhum apoio expressivo em Mossoró, sua terra natal, ele recebeu 10.153 votos, sendo o terceiro mais votado. Ficou atrás de Beto Rosado (PP), com 16.241 votos, bem como de Natália Bonavides (PT), que totalizou 11.558.

Para 2022, o “piso” de Lawrence, pode ser dito sem exagero, é esse. Sua votação teoricamente parte daí em Mossoró, uma plataforma bastante elevada.

Tem tudo para se constituir num campeão de votos sob a regência de Allyson Bezerra, fenômeno eleitoral que não para de dar demonstrações de vitalidade política. A pesquisa Agorasei-Blog do BG identificou-o com 76,7% de aprovação e apenas 13,5% de reprovação (veja AQUI), maior índice de aval popular no Rio Grande do Norte.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - ART&C Institucional - 20 de Setembro a 20 de Outubro de 2021
terça-feira - 07/09/2021 - 10:52h
Pesquisa

Garibaldi desponta ao Senado; Fábio é o preferido do bolsonarismo

Entre os nomes que despontam como pré-candidatos ao Senado, quem tem melhor performance no Rio Grande do Norte é o ex-senador Garibaldi Filho (MDB), que não se reelegeu em 2018. Pesquisa do Instituto Agorasei, sob encomenda do Blog do BG, mostra esse cenário.

A pesquisa foi apresentada publicamente nessa segunda-feira (6), também revelando o desempenho dos pré-candidatos do bolsonarismo que lutam pela indicação, os ministros Fábio Faria (PSD) e Rogério Marinho (sem partido). Fábio está bem à frente de Rogério.

Outro detalhe é o fraco desempenho do atual senador Jean-Paul Prates (PT) e o fôlego do ex-prefeito natalense e ex-candidato a governador em 2018 Carlos Eduardo Alves (PDT), que tem empate técnico com o primo Garibaldi.

Simulação 1Pesquisa Agorasei - Blog do BG - Senado - Simulação 1 - Garibaldi em primeiro - 06-09-21

Simulação 2Pesquisa Agorasei - Blog do BG - Senado - Simulação 2 - Garibaldi em primeiro - 06-09-21

Para a realização do estudo, o instituto AgoraSei! entrevistou 1800 eleitores de todas as regiões do estado entre os dias 28 e 31 de agosto. Os resultados foram calculados com intervalo de confiança de 95% e com margem de erro de de 2,3% para mais ou para menos.

Leia também: Números dão vitória de Fátima hoje contra qualquer adversário;

Leia também: Lula aparece em primeiro lugar; Bolsonaro dispara em rejeição;

Leia tambémGoverno Fátima é aprovado por 45,5% e reprovado por 37,9%;

Leia tambémPrefeitos de Mossoró e Pau dos Ferros são campeões de aprovação;

Leia tambémNatália lidera disputa à Câmara Federal; Nelter a deputado estadual.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 26/08/2021 - 16:38h
Desunião

Os três pedaços Alves

Um dos últimos grandes grupos oligárquicos sobreviventes na política do RN, o clã Alves está fracionado em três pedaços. Num passado bem remoto era monolítico e sólido; virou possessão de três ramos da família nesse período de pré-campanha.

Garibaldi, Carlos e Henrique já formaram sistema monolítico no passado remoto (Foto: jornal Agora/arquivo)

Garibaldi, Carlos e Henrique já formaram sistema monolítico no passado remoto (Foto: jornal Agora/arquivo)

Ninguém se entende.

O sistema que nasceu da liderança e “costela” do ex-governador Aluízio Alves, o maior fenômeno popular do estado em todos os tempos, não fala a mesma língua. O que antes poderia ser tratado como estremecimento pontual e sanável, já é nitidamente um racha acentuado.

Com a proximidade das eleições de 2022, essa crise babélica só se aprofunda, a ponto de ter projetos paralelos e distintos, que não se conjugam. As ramificações excluem-se.

O ex-senador Garibaldi Filho (MDB) e seu filho. deputado federal Walter Alves (MDB), tratam de negociar aliança com o PT do ex-presidente Lula, no RN. Nessa mesa de acertos, não entra o ex-deputado federal Henrique Alves (MDB).

Henrique pode ser novamente candidato à Câmara Federal, casa onde esteve por 11 mandatos. Porém, não tem o controle partidário nem é estimulado por Garibaldi. A legenda está nas mãos do ressentido primo-segundo Walter Alves.

Noutra frente, o ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) pavimenta seu próprio caminho alheio à desafinação dos primos Henrique e Garibaldi (com Walter). Na verdade, de dissidência familiar Carlos entende, pois se chocou com eles outras vezes.

Garibaldi, filho de Garibaldi Alves; Henrique, filho de Aluízio Alves; Carlos Eduardo, filho de Agnelo Alves. A política e os Alves não são mais os mesmos.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Executiva - Detran/RN - 01 a 31 de Agosto de 2021
terça-feira - 24/08/2021 - 03:44h
MDB

Presença de Lula no RN tem relação direta com alianças para 2022

Alguns compromissos do ex-presidente Lula da Silva (PT) no Rio Grande do Norte nessa terça-feira (24) vão além da agenda divulgada (veja AQUI) à noite passada.MDb e PT

Ele deve começar a tratar da própria sucessão estadual, que tem relação direta com o projeto partidário de disputa presidencial no próximo ano.

A política de alianças será vertical, de cima para baixo. Por isso, que espaços a vice-governador e ao Senado deverão ser negociados com outras forças que hoje não estão no leque de sustentação político-partidária do Governo Fátima Bezerra (PT).

Entre as conversas definidas e acertadas previamente, Lula estará com o ex-senador Garibaldi Filho (MDB) e o deputado federal Walter Alves (MDB), filho do ex-congressista.

Aliados no passado, prováveis aliados no futuro na campanha presidencial e no RN.

O velho pragmatismo de Lula está de volta.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 13/08/2021 - 14:00h
Agora RN/Perfil

Governadora lidera pesquisa ao governo estadual

Do Agora RN

Pesquisa Agora RN/Instituto Perfil na Estimulada aponta que se as eleições para governador fossem hoje, a atual governadora, Fátima Bezerra (PT), teria 26,58% das intenções de voto, e encontraria no ex-governador Garibaldi Alves Filho (MDB) seu mais forte oponente, com 11,50% das intenções de voto, embora empatado, tecnicamente, com o senador Styvenson Valentin (Podemos), com 11,42%, e com o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), com 10,25%.Pesquisa Agora RN-Instituto Perfil para governador - Estimulada - divulgada dia 12 de Agosto de 2021, feita entre 3 e 6 de agosto

O prefeito Álvaro Dias (PSDB) teria 7,75% das intenções de voto e o deputado estadual Benes Leocádio (Republicanos), 2,08%. Votos brancos e nulos somariam 15,25% das intenções, e os indecisos, 15,25%.

Cenários

A Perfil levantou um segundo cenário para o governo, sem Garibaldi. Nesse, Fátima teria 30,42% das intenções de voto, contra 19,75% de Carlos Eduardo e 13,58% do senador Styvenson. Brancos e nulos somariam 19,75% e indecisos, 17,25%.

Um terceiro cenário foi levantado pelo instituto, desta feita sem Carlos Eduardo na corrida. Nesse quadro, Fátima tem 31,33% das intenções de voto, Garibaldi 18,75% e Styvenson, 15,25%. Brancos e nulos totalizam 18,75% e indecisos, 16,50%.

Rejeição

No quesito rejeição, a governadora lidera, com 17,58% das citações. Styvenson aparece em segundo, com 9,50%, Garibaldi em terceiro, com 7,25%, e Benes Leocádio em quarto, com 4,42. Eles são seguidos por Carlos Eduardo e Álvaro Dias, com 3,67% e 2,58% de rejeição, respectivamente.

Espontânea

Na sondagem espontânea para governador, Fátima lidera com 17,33% das citações, seguida por Carlos Eduardo (3,33%), Álvaro Dias (2,42%), Styvenson (1,25%), Garibaldi (0,83%), José Agripino (0,33%), Robinson Faria (0,25%), Benes Leocádio (0,25%), Tomba (0,17%), Rogério Marinho (0,17%, Walter Alves (0,08%), José Dias (0,08%), Haroldo Azevedo (0,08%), George Soares (0,08%) e Rosalba Ciarlini (0,08%).

Indecisos somaram 62,10% e Brancos e Nulos, 11,17%.

A pesquisa do instituto Perfil foi realizada nos dias 3 a 6 de agosto, com 1200 entrevistados, em todas as regiões do Rio Grande do Norte. A margem de erro da pesquisa é de 2,82% para mais ou para menos e o intervalor de confiança é de 95%.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - ART&C Institucional - 20 de Setembro a 20 de Outubro de 2021
sábado - 15/05/2021 - 19:28h
Política

Walter admite Garibaldi ao Senado; Henrique veste “esperança”

Garibaldi e Henrique: mais de 50 anos de campanhas Foto: arquivo)

Garibaldi e Henrique: mais de 50 anos de campanhas (Foto: arquivo)

Em entrevista ao jornal Agora RN, o deputado federal Walter Alves (MDB) levantou hipótese de que seu pai e ex-senador Garibaldi Alves (MDB) volte a concorrer ao Senado.

“Sinto nas bases, com quem eu converso, um desejo sim que Garibaldi se candidate ao Senado. Porém, a candidatura depende muito da vontade do candidato para leva-la à frente”, disse Walter.

Na rede social Twitter, em endereço próprio, o primo e ex-deputado federal Henrique Alves acenou positivamente:

– Li que Garibaldi poderá ser candidato ao Senado! Na torcida! Temos 51 anos de lutas no MDB, tantos desafios nessa construção! Estaremos juntos, Gari, e será o meu voto mais feliz! Irmandade, lealdade e coerência que o RN conhece! E a camisa verde, Esperança, já está pronta.

Nota do Blog – Há alguns meses o nome de Garibaldi era ventilado como possível candidato a deputado estadual. Mas, é nítido que há um vácuo ao Senado e nenhum nome até aqui se apresenta sequer como razoável em termos de potencial de votos. O ex-senador pode e deve sonhar em ir à disputa.

Mas, vale ser dito: as relações entre Henrique e Walter são as piores possíveis, política e familiarmente.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 11/12/2020 - 21:00h
Eleições 2022

“Gari” vem aí, candidato a deputado estadual

Entre os mais próximos ou mesmo aqui e ali, para quem puxe o assunto sobre eleições 2022, o ex-senador Garibaldi Filho (MDB) confessa: quer ser candidato a deputado estadual.

Walter e Garibaldi: Brasília e Natal (Foto: arquivo)

Em 2018, até antes da disputa à reeleição ao Senado, ele ruminava esse projeto. Mesmo assim, ainda foi à campanha. Perdeu.

Com a saúde merecendo mais cuidados, o ex-senador quer também a satisfação indizível de um tempo outonal: ficar mais perto dos netos e da família como um todo.

Mantém-se por Natal e na Assembleia Legislativa, onde começou sua vida pública nos primórdios dos anos 70.

Por Brasília, o seu filho e deputado federal Walter Alves (MDB) segue a rotina que ele não aspira mais para si.

“Gari” vem aí!

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 23/09/2020 - 12:50h
RN

MDB tem 68 nomes a prefeito e 31 a vice este ano

Walter preside o MDB (Foto: Nova Cruz em 13/09/20)

O Movimento Democrático Brasileiro no Rio Grande do Norte (MDB-RN) homologou, durante as convenções partidárias, o nome de 68 pré-candidatos a prefeito. Além disso, são 31 pré-candidatos a vice-prefeito e mais de mil pré-candidatos a vereador espalhados em todas as regiões do estado.

O MDB é o maior partido do RN. Sob a liderança do ex-senador e atual vice-presidente da legenda, Garibaldi Filho, são quase 37 mil filiados nos 167 municípios potiguares. Mais de 30 prefeitos irão tentar a reeleição no pleito marcado para o dia 15 de novembro.

Segundo o presidente estadual do partido, deputado federal Walter Alves, os números devem aumentar este ano. “O MDB tem uma história de trabalho, lutas e conquistas. E a expectativa é de aumentar a quantidade de gestores e vereadores para um futuro mais promissor nos municípios”, diz.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 14/07/2020 - 13:26h
2020

Campanha mostrará peso de velhas lideranças políticas

Qual o papel que as antigas lideranças políticas do Rio Grande do Norte vão ter na campanha municipal 2020?

É uma interrogação, mas podemos começar a ajudar na discussão do tema, para que cada um tenha seu próprio raciocínio, juntando seus próprios argumentos, apresentando teses de contraponto ou confirmação.

Fátima, em posse ao lado de Ezequiel, encobre vice Antenor Roberto; na campanha pode ser encoberta (Foto: arquivo)

As principais lideranças políticas do RN foram derrotadas nas urnas de 2018. O pleito de 2020 em 167 municípios é uma oportunidade para que possam renascer ou tentar uma sobrevida.

Mas é pouco provável que elas sejam representativas e decisivas nas eleições municipais deste ano, na enorme maioria dos municípios potiguares.

Os ex-senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (MDB) perderam em 2018. O ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) está fora de combate. Adotou reclusão pessoal e distancia da vida partidária.

O ex-governador Robinson Faria (PSD) também saiu derrotado das urnas há dois anos. Tenta se refazer de forma muito modesta, nos bastidores.

A ascensão de seu filho e deputado federal Fábio Faria (PSD) ao ministério do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), é uma luz. Porém, ainda muito tímida. A princípio, não representa uma retomada de fôlego e espaços do seu grupo no RN.

Ezequiel

A ex-governadora Wilma de Faria (já falecida) não deixou herdeiros. Seu grupo foi sepultado com ela em 15 de junho de 2017.

Um nome que se projeta nesse vácuo, como liderança, é do presidente do PSDB no RN e presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira de Souza.  Ele tem estendido sua presença políticas nos mais variados municípios e regiões.

Está em ascensão e poderá ter peso em diversas eleições municipais, sobretudo em pequenos municípios.

Os demais políticos que já deram as cartas e decidiam em que direção o vento deveria soprar, provavelmente não terão representatividade como antes. Nada que seja capaz de determinar mudança de rumo numa campanha ou enseje vitória de A ou de B.

Quanto à governadora Fátima Bezerra (PT), é algo a ser discutido. Seu governo anda em baixa, com pouca possibilidade de chegar com força de transferência de votos até às eleições em novembro.

Claro que eu não tenho bola de cristal. Não tenho o poder de preconizar nada. Essa é uma análise sujeita a muitas variáveis e à própria realidade.

Veremos.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner Art&C - Assembleia Legislativa - Setembro 2021 -
quinta-feira - 02/07/2020 - 16:26h
Covid-19

Morre Wanderley Mariz e um pouco da política do RN

Morreu o ex-deputado federal Wanderley Mariz, 79. Estava internado na Casa de Saúde São Lucas, em Natal, com Covid-19. Nessa quinta-feira (2), já ocorrera constatação de morte cerebral pela manhã (veja AQUI). À tarde, veio o desfecho de seu óbito.

O jornalista Cassiano Arruda, no blog Território Independente, escreve sobre sua trajetória. Reproduzimos abaixo:

Por Cassiano Arruda (Território Independente)

Nos anos 60′ e 70′, em pleno “Milagre Brasileiro”, nosso Rio Grande do Norte era unânime com os governos militares, mas mantinha uma arenga interna, cada lado com uma bandeira própria.

Mariz: ontem e hoje (Fotomontagem Território Livre)

A bandeira verde de Aluízio Alves e a bandeira vermelha de Dinarte Mariz.

As duas bandeiras cabiam na legenda da Arena (Aliança Renovadora Nacional), o partido governista, quando a Arena-verde, perdeu a expressão, com a cassação de Aluízio Alves, Garibaldi Alves e Agnelo Alves, único caso de uma mesma família ter sido toda cassada.

A Arena-verde virou MDB, e o partido que cabia num fusca recebeu os estudantes Henrique Eduardo e Garibaldi Filho, que se elegeram com grande votação e levaram a mensagem da oposição ao povão, já em 1970, quando a Arena teve seu melhor desempenho.

Outra disputa

Faltava um nome novo para enfrentar o MDB.

E a Arena vermelha atraiu o filho mais novo de Dinarte, que estudava no Rio de Janeiro, Titi, que tinha 34 anos.  Vigolvino Walderley Mariz, o filho mais novo de Dinarte que fez dobradinha com Moacyr Duarte, um dos parlamentares mais experientes, genro de Dinarte Mariz.

Wandeley elegeu-se Deputado Federal em 74 e 78, pela Arena, e, em 1982 pelo PDS. Em 1986 foi candidato a Senador, mas não se elegeu.

Wanderley não voltou mais para o Rio, ficou em Natal e ganhou a missão de preservar “Solidão“, a fazenda do pai, em Serra Negra palco de muitos acontecimentos da política potiguar.

O menino do Rio virou um seridoense de Natal.

Do Rio, manteve uma única paixão, o Fluminense, o seu time. E daqui acompanhou de longe, o êxito dos filhos, Wanderley, que elegeu-se Vereador, Vitor, Procurador da República e o advogado Rubem Mariz.

Ainda foi Secretário da Justiça no Governo Geraldo Melo, e depois mesmo sem ocupar nenhum cargo não perdeu a ligação com a política.

Em 2008 disputou – também sem êxito – a Prefeitura de Caicó. Na última campanha, apoiou Bolsonaro, falando aos dinartistas…

Hoje à tarde, depois de ter comprovada a morte cerebral,  o coração de Titi parou de bater. Foi mais um derrotado pelo terrível Covid-19.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 03/05/2020 - 11:08h
Umari

O sertão está virando mar

Inaugurada no dia 22 de março de 2001, pelo então governador Garibaldi Alves Filho e o ministro da Integração Nacional, Ney Suassuna, a Barragem Jessé Filho (Umari), em Upanema, falta cerca de um metro e 20 para ter nova sangria.

Sua capacidade é para 292 milhões de metros cúbicos de água.

O reservatório foi construí­do no Rio do Carmo, numa distância de 8 quilômetros da área urbana de Upanema. Orçada em R$ 73 milhões, 55% dos recursos saíram dos cofres do Governo do Estado.

No vídeo (não identificamos autoria), um passeio de barco mostra a dimensão desse mar em pleno sertão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais
sábado - 14/03/2020 - 11:04h
Parnamirim

Emedebismo faz evento para receber novos filiados

Garibladi, Fativan e Walter: MDB (Foto: assessoria)

O presidente estadual do MDB, deputado federal Walter Alves, e o vice-presidente da legenda, Garibaldi Filho, participaram, na noite desse sábado (13), de ato de filiação de novos integrantes ao partido, em Parnamirim.

O principal nome foi da vereadora Fativan Alves (x-PSDB), pré-candidatos a vereador e outros membros.

O ato de filiação foi realizado no restaurante Gosto & Sabor e contou com a presença da vice-prefeita do município, Elienai Cartaxo (PL); presidente da comissão provisória municipal do MDB, ex-vereador Gildásio Figueiredo; vereadora Nilda Cruz (PRP); e o pré-candidato a prefeito, Airene Paiva (PCdoB), além de outros nomes da política local.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 01/03/2020 - 15:11h
Eleições 2020

MDB faz convenção e prepara seu candidato a prefeito

Convenção ocorreu neste domingo (Foto: MDB/RN)

O Movimento Democrático Brasileiro no Rio Grande do Norte (MDB-RN) realizou, na manhã de hoje (1º), convenção municipal em Touros. Na solenidade, o pré-candidato a prefeito, Samuel Araújo, assumiu a presidência do partido no município.

O presidente estadual da legenda, deputado federal Walter Alves, e o vice-presidente, Garibaldi Filho, participaram do evento.

Realizada no Espaço das Dunas, a convenção reuniu centenas de apoiadores do MDB que querem escrever uma nova história em Touros. Lideranças políticas de outros partidos e pré-candidatos a vereador pelo MDB, além de pré-candidatos a prefeito de outras cidades da região, registraram presença.

Para Walter Alves, o nome de Samuel é a melhor opção para o futuro de Touros.

“Uma cidade com todos os potenciais como Touros precisa de um prefeito com a capacidade de administrar pensando no futuro. O MDB tem o nome certo, Samuel Araújo, como pré-candidato a prefeito”, afirmou.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - ART&C Institucional - 20 de Setembro a 20 de Outubro de 2021
sábado - 08/02/2020 - 17:46h
Eleições 2020

Pré-candidato a prefeito tem nome apresentado pelo MDB

Evento foi bem concorrido (Foto: cedida)

O Movimento Democrático Brasileiro no Rio Grande do Norte (MDB-RN) realizou à noite de dessa sexta-feira (7), convenção municipal em João Câmara.

Ocorreu na área externa da Casa de Cultura.

A solenidade foi marcada pela filiação do pré-candidato a prefeito, Rafael Targino. O presidente do MDB-RN, Walter Alves, e o vice-presidente da legenda, Garibaldi Filho, participaram do evento.

Rafael Targino é advogado e neto do ex-prefeito Ariosvaldo Targino de Araújo (Vavá).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 07/02/2020 - 07:40h
Virando jogo

Derrotado e ‘excomungado’, Rogério Marinho está vivo

Se você está atravessando o inferno…não pare.” (Wilson Churchill, chanceler britânico)

A nova ascensão política de Rogério Marinho (PSDB), ex-deputado federal potiguar que não se reelegeu em 2018, ontem nomeado ministro do Desenvolvimento Regional (veja AQUI), logo me trouxe à memória um escritor e um personagem político que converteram derrotas em vitórias, cada um a seu modo.

Em ambas reminiscências, uma analogia com a reviravolta na vida de Marinho.

Marinho tem uma "queda para o alto", depois de ter sido dado como "morto" pelas cassandras (Foto: Adriano Machado/Reuters)

O livro é marcante: “A queda para o alto”. Seu título é um primor como oximoro (figura de linguagem que coloca palavras de significados opostos lado a lado, criando um paradoxo).

A publicação foi umas das primeiras obras de autoria transexual no país, lançado em 1982, como autobiografia de Anderson Herzer, nome social da adolescente e poeta Sandra Herzer, que passou parte de sua curta vida em unidades da Fundação do Bem-Estar do Menor (FEBEM) em São Paulo.

Acolhido pelo então deputado estadual Eduardo Suplicy (PT), ela teve a chance de se refazer e buscar novas oportunidades. Sua morte trágica é também um revolução em sua própria imagem, a ponto do livro ter somado em 2019 a sua 25ª edição, com permanente sucesso. Livraço que me impactou àquela época.

A outra lembrança é de Aluízio Alves, o ex-governador potiguar que revolucionou o modo de se fazer política no RN a partir do fim dos anos 50. Em 1982, ele sofreu uma derrota acachapante na tentativa de voltar ao governo, após longo período de cassação política pelo regime militar.

Maior expressão política do RN

Dado como “morto politicamente”, começou a renascer com a vitória do sobrinho Garibaldi Filho (MDB) à Prefeitura do Natal em 1985 (primeiro pleito direto nas capitais após fim do poder verde-oliva), comandou eleição do ex-vice-governador Geraldo Melo (MDB) ao governo estadual em 1986, além de outros diversos sucessos eleitorais direta e indiretamente ao longo de vários anos seguintes, bem como o fato de ter sido ministro de dois governos.

As cassandras da esquerda potiguar e brasileira tinham praguejado também a morte política de Rogério Marinho, um fim de carreira sem volta, depois que esteve na relatoria da Reforma Trabalhista no Congresso Nacional.

A chegada do ex-deputado federal Jair Bolsonaro à Presidência da República criou novos horizontes para Rogério Marinho. Primeiro, como secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia; agora, como ministro titular da pasta do Desenvolvimento Regional.

Derrotado e ‘excomungado’, ele está mais vivo do que nunca. É, hoje, o nome de maior expressão da política do RN em Brasília, mesmo sem mandato. Com certeza, o mais influente.

Boa parcela do eleitorado pode ter desistido dele, mas a política teima em não largá-lo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política
  • Banner - Executiva - Detran/RN - 01 a 31 de Agosto de 2021
terça-feira - 28/01/2020 - 19:22h
Eleições 2020

MDB consegue filiação de mais um prefeito no RN

Garibaldi, Bastinho e Walter: MDB (Foto: divulgação)

O prefeito de Taipu, Sebastião Ambrósio de Melo (ex-PSB), popularmente conhecido como Bastinho, confirmou, na tarde de hoje (28), a filiação ao Movimento Democrático Brasileiro no Rio Grande do Norte (MDB-RN).

A ficha de filiação foi homologada pelo presidente da legenda, deputado federal Walter Alves; e o vice-presidente do partido, ex-senador Garibaldi Filho.

Nos últimos meses, o MDB vem recebendo a adesão de vários gestores municipais do Rio Grande do Norte, consolidando o partido para as eleições deste ano, entendem seus dirigentes.

“O MDB é o maior partido do estado, e estaremos firmes na disputa eleitoral deste ano. Bastinho é mais um prefeito bem avaliado que se une ao nosso time”, disse Walter Alves.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 12/12/2019 - 10:18h
Em Natal

Prefeito e vice vão se filiar ao MDB na sexta-feira

Figueiredo e Dantas: MDB (Foto: Web)

O prefeito de São José de Mipibu, Arlindo Dantas (ex-PCdoB), e o vice-prefeito do município, Zé Figueiredo (ex-PCdoB), vão assinar ficha de filiação ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB-RN).

O ato de filiação acontece nesta sexta-feira, dia 13, às 11h, na sede estadual do partido.

O presidente e vice-presidente do MDB-RN, respectivamente, Walter Alves e Garibaldi Filho, participarão do evento.

São José de Mipibu fica na Grande Natal e tem população estimada em 43.899 pessoas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - ART&C Institucional - 20 de Setembro a 20 de Outubro de 2021
segunda-feira - 18/11/2019 - 11:46h
A politica e suas circunstâncias

Refém de Ezequiel, Fátima pode repetir Rosalba adiante

Entre petistas históricos e muitos outros próximos à governadora Fátima Bezerra (PT), há um misto de alívio e angústia com a influência e poder cada dia maiores, no governo, do presidente do PSDB no RN e da Assembleia Legislativa – deputado Ezequiel Ferreira.

Esse estado de espírito ambivalente tem explicação fácil.

Sem Ezequiel, o governo da professora Fátima já tinha praticamente fenecido. A governadora é refém de sua liderança na Casa e fora dela.

Fátima sabe que Ezequiel tem bancada numerosa, que não é "governista", mas está com o governo (Foto: Elisa Elsie)

Sem sua influência, sendo o real líder da bancada dita “governista”, a governadora não teria mais do que uns três deputados (e olhe lá) para chamar de “meus”.

Até quando Ezequiel Ferreira vai topar ser muro de arrimo do Governo Fátima Bezerra?

Eis a questão.

Ele não o é por identidade ideológica ou espírito público.

Ezequielzinho tem um projeto próprio, todo particular, de poder. Por circunstâncias políticas no segundo turno do pleito do ano passado, ele endossou a candidatura de Fátima Bezerra.

Já o deputado Gustavo Carvalho, também figura de expressão no PSDB, foi escalado para ‘cobrir’ a outra banda da contenda – apoiando o ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT). Ou seja, fecharam em 100% as chances de serem governo.

No primeiro turno, o PSDB deu aval ao nome natimorto à reeleição do então governador Robinson Faria (PSD).

Rosalba como exemplo

Rosalba, em junho de 2014, até chorou em reunião do DEM, mas não foi candidata (Foto: arquivo)

Só para lembrar, sem necessariamente ser cassandra de uma história que pode se repetir: Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP) era governadora (2011-2014) e refém do PMDB (hoje, MDB) dos primos Henrique Alves (deputado federal) e Garibaldi Filho (senador), além do senador José Agripino (DEM).

No dia 30 de agosto de 2013 (veja AQUIAQUI e AQUI), pouco mais de um ano e um mês das eleições sucessórias de 2014, o MDB anunciou rompimento com a governadora.

No dia 2 de junho de 2014, o DEM reuniu seu Diretório Estadual e decidiu que faria apenas coligação na chapa proporcional. Não teria nome próprio ao governo estadual. Ou seja, descartou a tentativa de reeleição de Rosalba, que chegou a chorar no evento politico (veja AQUI).

Ela ignorava a rejeição estelar ao seu governo, apostando que poderia ser reeleita. O que tornou seu fim de governo menos desastroso foi a recomposição com seu vice dissidente e governador eleito – Robinson Faria.

Eleições 2020

“O homem é o homem e suas circunstâncias”, definiu o filósofo espanhol José Ortega y Gasset. Ezequiel e sua bancada trabalham com circunstâncias favoráveis, mesmo com alguns sobressaltos.

Adiante, tudo pode ser desfavorável e pouco interessante à manutenção do apoio. As eleições municipais de 2020 ainda colocam Ezequiel e Fátima com muitos pontos convergentes. Mais na frente, é provável que não.

E, se o governo continuar sem fôlego, como está até o momento, o presidente da Assembleia Legislativa não precisará fazer qualquer esforço para dar um passo atrás. É a vida!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 30/10/2019 - 09:04h
Fim e começo

Para ex-governador, MDB morreu no Rio Grande do Norte

O desabafo é do ex-senador e ex-governador Geraldo Melo (PSDB), egresso do velho MDB.Em seu endereço no Facebook, ele enxerga dificuldades para o partido no Rio Grande do Norte.

Aponta falta de identidade do emedebismo de agora com a liderança e símbolos de ontem, numa referência ao ex-governador Aluízio Alves (já falecido) e outras marcas.

O MDB de hoje, em sua ótica, é um “MDB sem aluizismo, sem a cor verde e sem os bacuraus”. É o MDB do deputado federal Walter Alves, que nasce com a morte do anterior.

Leia também: MDB vai à outra campanha em busca de votos e comando;

Leia também: Henrique Alves se despede do MDB de Walter Alves.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - ART&C Institucional - 20 de Setembro a 20 de Outubro de 2021
quarta-feira - 30/10/2019 - 07:52h
RN

MDB vai à outra campanha em busca de votos e comando

O MDB comandado pelo deputado federal Walter Alves, que no último dia 21 (veja AQUI) assumiu sua presidência no RN, terá um desafio hercúleo pela frente.

Será a segunda campanha em que mergulhará (2020) sem o comando do ex-deputado federal Henrique Alves, hoje um simples filiado sem qualquer cargo no diretório (veja AQUI).

E será a primeira grande missão do próprio “Waltinho”.

Ano passado, acéfalo, o MDB saiu com resultados pífios das urnas, como a não reeleição do senador Garibaldi Filho, pai do novo presidente.

Juntar os cacos desse MDB não é tarefa das mais fáceis em 167 municípios.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 05/10/2019 - 10:40h
Brasília

Dirigentes do MDB participarão de Convenção Nacional

Baleia, Walter, Garibaldi e Rodrigo: jantar (Foto: assessoria)

O presidente estadual do MDB-RN, Garibaldi Alves Filho, e o deputado federal Walter Alves, vice-presidente da legenda, participam amanhã (domingo, 6), da Convenção Nacional do MDB.

A Convenção será realizada das 8h às 13h, no Centro de Eventos e Convenções do Brasil 21, em Brasília-DF.

De acordo com Garibaldi Alves, o partido tomará decisões importantes. Além de escolher o novo presidente da sigla, também deve aprovar o novo estatuto que traz novidades: incluiu itens que tratam da ampliação da representatividade feminina nos Diretórios e Executiva Nacional, e proíbe a filiação e possível candidatura de políticos considerados “fichas-sujas”.

“Será um momento importante de renovação e novas metas para o MDB”, afirma Garibaldi.

Ontem (sexta-feira, 4), eles participaram de um jantar oferecido pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para o futuro presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.