segunda-feira - 22/06/2020 - 17:44h
Segurança Pública

Uern doará terreno para instalação do 12º Batalhão da PM


PM's têm garantia de área mais satisfatória (Foto: arquivo)

O Conselho Diretor da Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FUERN) aprovou nesta segunda-feira (22), por unanimidade, a cessão de terreno no Campus Universitário Central, em Mossoró, para a construção da nova sede do 12º Batalhão de Polícia Militar do Rio Grande do Norte (12º BPM/RN).

O terreno que irá sediar o Batalhão possui 10 mil m² e fica localizado após o terreno onde está sendo construído o Hospital da Mulher e a sede do Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com o reitor Pedro Fernandes, a presença do Batalhão nas proximidades do Campus Central irá proporcionar uma maior sensação de segurança à comunidade acadêmica, bem como à comunidade circunvizinha. Além disso, as estruturas do Hospital e do Tribunal deverão possibilitar a inserção de serviços e melhorias para quem mora naquela região.

Atualmente o 12º Batalhão funciona em prédio locado, às margens da BR 304, na saída para Natal/RN, não atendendo às especificações que uma Organização Policial Militar necessita, a exemplo de uma localização estratégica, instalações com nível de segurança adequado e se de encontrar próximo à comunidade.

Com informações da Uern.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
sábado - 20/06/2020 - 19:18h
Jornalismo

Editor do Profissão Repórter estará no Hiperlives da Uern


O Laboratório de Narrativa Hipermídia (HiperLAB), projeto de extensão do curso de Jornalismo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), realiza na próxima sexta-feira (26) mais uma edição do #HiperLIVES, ação que promove conversas e debates entre jornalistas e estudantes através de transmissões ao vivo pelo Youtube.

Nesta edição, a conversa será com o jornalista e documentarista Caio Cavechini, editor executivo do programa Profissão Repórter e diretor da recém lançada série documental “Marielle”, disponível no Globo Play, sobre a história da vereadora Marielle Franco, assassinada por milicianos no Rio de Janeiro.

A conversa será às 11h, através do canal do HiperLAB/UERN no Youtube AQUI.

A participação é livre, mas para garantir certificado de participação é preciso se inscrever previamente, através de Link AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Comunicação
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
terça-feira - 19/05/2020 - 10:44h
Mídia

Carlos Santos – Ao Vivos estreia como laboratório jornalistico


Veja na caixa de vídeo abaixo, estreia do projeto experimental Carlos Santos – AOS VIVOS, em que batemos papo com o jornalista Saulo Vale do Blog Saulo Vale.

Esse novo canal do Blog Carlos Santos foi implantado em nosso endereço no Instagram (veja AQUI). Foi ao ar nessa segunda-feira (18), às 21h.

Conversamos sobre jornalismo (rádio, TV, webjornalismo e impresso), Universidade do Estado do RN (UERN), pandemia, vida pessoal do entrevistado, política estadual e municipal, papel da Justiça Federal e Ministério Público na luta contra a Covid-19, além de algumas abobrinhas.

Experiência

O Carlos Santos – AOS VIVOS é um projeto experimental, embrionário e laboratorial. Antecede investimento mais esmerado desta página, a ser desenvolvido adiante, em que pretendemos instigar o colaboracionismo de internautas e convergência de mídias num ambiente multiplataforma.

É um canal para a gente jogar conversa fora, não fazer um monte de coisas e sei lá o quê, semanalmente – sempre às segundas-feiras, às 21 horas.

* Inscreva-se em nosso canal no Youtube (acesse clicando AQUI) para avançarmos nesse projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Comunicação
domingo - 03/05/2020 - 10:30h

Sejamos didáticos!


Por David de Medeiros Leite

À comunidade acadêmica da Universidade do Estado do RN (UERN)

A didática é-nos ferramenta elementar e fundamental; aprofundemos seu uso, pois. E, assim, possamos voltar às nossas salas ávidos pelo debate: aberto, ampliado e sustentado em pilares acadêmicos.

Sejamos didáticos para fomentarmos, ainda mais, o respeito à convivência dos contrários e que, em nenhuma hipótese, vislumbremos profissionais agredidos e vilipendiados. Didáticos ao ponto de esclarecermos que coveiro não mata ninguém: cumpre seu mister em não deixar irmãos insepultos. E

sclareçamos, também, sobre a existência de estatísticos que escrutinam óbitos, com o mesmo nó na garganta, por tratar-se de ceifadas vidas, não de meros números.

Sejamos didáticos para que estudiosos das Ciências Sociais avaliem contradições e interesses de classes, acurando-os em contraposição aos reflexos, avanços e retrocessos, norteados desde perspectivas econômicas à luz de ensinamentos como os de Celso Furtado, para citarmos um bravo nordestino, desprezando a monocórdia vociferação de preconceitos contra honrados trabalhadores.Sejamos didáticos para que nossos estudantes de Comunicação Social saibam que noticiarão o cômico e o trágico, compreendendo a existência de vidas nas entrelinhas dos parágrafos e argumentos postos, projetando-os, por conseguinte, aos leitores como verdades. Vale atentar: até as irresponsáveis fanfarras contra nossa própria existência serão noticiadas, causando nebulosa e contagiante fumaça.

Sejamos didáticos com os que manejam a historiografia. Vês? estão discursando contra “ditaduras” e, no mesmo instante, clamam pela volta do famigerado AI-5, cujo lapso temporal, notadamente próximo, não sarou nem cicatrizou feridas no corpo e na alma dos que, atônitos, não creem que ouvem tal despautério.

Sejamos didáticos com os que militam na (pela) Educação. Sim, isso mesmo: os educadores. Nós estamos imersos numa pororoca, na medida em que um pensador da envergadura de Paulo Freire é satanizado por figuras abjetas que esquartejam frágeis estruturas de pesquisa e ensino em nosso país. Arcabouço, diga-se de passagem, construído por lutas memoráveis, que vemos desmilinguir-se numa velocidade estonteante.

Sejamos didáticos para que as Escolas de Saúde percebam que formaram e formam profissionais que atuam com denodo em favor da humanidade. Se existe um “filho pródigo”, aqui ou acolá, bradando contra os ensinamentos bebidos em sala de aula? Ah, tal prodigalidade não abafará a magnânima ação coletiva que emerge, amenizando dores com medicamentos e procedimentos cientificamente responsáveis.

Desejam exemplo? Exemplo darei: como seria a realidade potiguar se não tivéssemos a atuação dos egressos dos cursos da área de saúde? E aqui se faz imperioso ressaltar quão importante foi a ampliação das Universidades Públicas, bem como dos programas governamentais que proporcionaram acesso dos mais carentes às instituições privadas.

Sejamos didáticos em quaisquer das áreas do conhecimento, ousando abranger, também, aqueles a quem lhes negaram acesso ou que são refratários por mera ignorância. Façamos que nosso discurso se contraponha à agilidade das fakes news que os enganam. Atrevamo-nos a tornar translúcido que o propalado “Estado mínimo” é engodo, emanado por quem sempre se assenhorou do próprio Estado, agravando a vulnerabilidade dos marginalizados.

Sejamos didáticos para que possamos traduzir, da forma mais singela possível, o pensamento do filósofo existencialista (ele não era comunista, pelo amor de Deus…) Miguel de Unamuno que, em delicado momento histórico, cunhou: “Me duele España”. Atentem: não era seu corpo nem sua alma que doíam, era seu país.

Parábola e síntese que devemos debulhar e subjacer à realidade corrente: o Brasil nos dói! Além da gravidade do vírus, urge restabelecermos o movimento pneumático da incipiente democracia, sob pena da ausência de oxigênio refletir em paralisação dos mínimos esforços galgados em busca da cidadania.

Sejamos didáticos em meio ao “sanatório geral”, parafraseando Chico Buarque, alardeando que, apesar dos pesares, cremos no raiar de um novo dia.

David de Medeiros Leite é professor da Uern e Doutor pela Universidade de Salamanca – Espanha

Categoria(s): Artigo
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
terça-feira - 07/04/2020 - 09:14h
Covid-19

Médica prevê “desastre” com falta de tudo na saúde pública


É grande a distância entre o que os governantes publicam e a realidade da saúde pública, em Mossoró.

São dois mundos.

Um, real e aterrador.

Outro, ilusório, baseado em propaganda ufanística e personalismo.

Veja o que publica em rede social a médica neurologista e professora da Universidade Rural do Semi-árido (UFERSA), Sâmila Pinheiro, egressa da Faculdade de Medicina da Universidade do Estado do RN (UERN).

No Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) falta o básico.

O que temos comentado nesta página e em outras plataformas virtuais não é invencionice ou terrorismo psicológico. É apelo, é alerta, é cobrança em nome do interesse público.

Lutamos por vidas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Saúde
quarta-feira - 04/03/2020 - 13:34h
Olavo Hamilton

Professor da Uern lançará livro e fará palestra no Rio de Janeiro


Olavo: criminalização simbólica (Foto: arquivo BCS)

O professor Dr. Olavo Hamilton Freire da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FAD/UERN) lançará o livro “Drogas: criminalização simbólica” a convite do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) e do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM).

O evento será na próxima sexta-feira (6), às 17h, no Rio de Janeiro-RJ. É uma iniciativa da Comissão Permanente de Direito Penal do IAB.  Antes, às 16, ele ministra palestra sobre o tema.

O livro é fruto da tese de doutorado, defendida em dezembro de 2018 na Universidade de Brasília (UnB).

Os debates contarão com a presença de professores das mais diversas instituições de ensino superior, tais como FGV-Rio, UFRJ, UFF e PUC-Rio, além de autoridades na área penal e da Presidente Nacional do IAB, Rita Cortez.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público
  • Banner Fiern - Produto Potiguar - Veiculação gratuita - Faz Propaganda - 15-04-20
quarta-feira - 12/02/2020 - 14:04h
Reforma da Previdência

Governo recebe proposta de grupo de servidores da Uern

Eles reconhecem a necessidade de reforma previdenciária para o RN e ofertam elenco de sugestões

Raimundo: recebido (Foto: José Aldenir/Agora RN)

O chefe de Gabinete Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves Júnior, confirmou nessa terça-feira (11) o recebimento de documento com proposta de ajustes no projeto de reforma da previdência estadual, apresentado por um grupo de servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Na sexta-feira passada (7), o grupo encaminhou (veja AQUI) ao governo pedido de adiamento do envio do Projeto de Lei à Assembleia Legislativa, previsto para ontem (terça-feira).

Quarenta servidores subscreveram o pedido.

O documento com as propostas foi construído pelos professores Esdras Marchezan Sales, Francisco Carlos Carvalho de Melo, José Mairton Figueiredo de França, Maria Ivonete Soares Coelho, Francisco Soares de Lima, Zezineto Mendes de Oliveira e Joedson Jales de Farias.

“Necessidade”

O grupo “reconhece a necessidade de um ajuste fiscal amplo, capaz de recuperar a capacidade de custeio e de investimento”, ao contrário do que pregam sindicatos de categorias de técnicos e professores da própria Uern, que até se afastaram das negociações.

O envio do Projeto de Lei não aconteceu ainda. A previsão é que chegue às mãos dos deputados no máximo até sexta-feira (14).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
quarta-feira - 12/02/2020 - 11:34h
Dinheiro

Professores da Uern dizem ter perdas salariais de 168%


A direção da Associação dos Docentes da Universidade do Estado do RN (ADUERN) e representantes do Governo do Estado participaram de audiência, na tarde de ontem (11), a fim de discutir a defasagem salarial de professores da universidade.

De acordo com os dados apresentados pelo sindicato, que analisou o Plano de Cargos e Salários (PCS) da categoria, a defasagem dos salários de docentes da UERN chega a 168%.

Diante dos dados exibidos pela Aduern e da reivindicação de urgente reposição salarial, o Governo alegou a impossibilidade de conceder qualquer tipo de reajuste, haja vista a situação financeira do Estado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
  • Lion - Banner - 17-08-19
quarta-feira - 05/02/2020 - 14:34h
Limpeza

Terceirizados da Uern paralisam suas atividades


Do Blog Diário Político

Trabalhadores terceirizados da limpeza na Universidade do Estado do RN (UERN) pararam as atividades nessa quarta-feira (05/02), por causa de atraso no pagamento dos salários. Um protesto aconteceu em frente ao Campus Central da Universidade, em Mossoró.

A paralisação das atividades é por 48 horas.

Eles alegam que estão há dois meses sem receber salários da responsável pelo serviço. A diretora do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio Conservação Higienização e Limpeza do Rio Grande do Norte (SINDLIMP/RN), Aldeíza de Sousa, afirma que somando os atrasos já são seis meses, incluindo dois meses da atual empresa – a Conserve – e quatro da anterior.

“Ao todo são 55 colaboradores nesta situação”, afirma Aldeíza de Sousa.

A administração da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte enviou uma nota de esclarecimento explicando sobre o processo burocrático que envolve esses pagamentos e que vai notificar a empresa Conserve como responsável pelos atrasos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sexta-feira - 24/01/2020 - 15:04h
Valorização

Ação inclusiva acontecerá domingo em Tibau


O Fórum de Mulheres com Deficiência e parceiros realizarão a 2ª edição do projeto “A Praia é Para Todos”, domingo (26), das 8h às 15h, na Praia do Ceará, em Tibau (a 42 quilômetros de Mossoró).

A ação oferecerá atividades de esporte e lazer para cerca de 700 pessoas com deficiência e seus familiares.

Entre as opções, estão surf adaptado, vôlei sentado, gincana e futebol para surdos, banho de mar em cadeiras de rodas (anfíbias), música ao vivo com a dupla sertaneja Beth e Jammir, fitdance, espaço kids para crianças com autismo, ensaio fotográfico, entre outras.

Evento está bem mais ampliado este ano em atividades e abrangência de participantes (Foto: divulgação)

A edição 2019 tem apoio de 16 instituições de inclusão social, Uern, Ufersa, Faculdade Católica do RN, 13 empresas, Câmara Municipal de Mossoró, Prefeitura de Tibau e articulação do vereador Petras Vinícius (Democratas) e da ex-prefeita de Mossoró Cláudia Regina (Democratas).

O evento deste ano – aperfeiçoado do sucesso da estreia, em janeiro de 2019 – terá ainda mais alcance, com participantes de Mossoró, Currais Novos, Paraú, Apodi, Baraúna, Governador Dix-sept Rosado e Areia Branca e mais opções de esporte e lazer.

Inclusão

A presidente do Fórum das Mulheres com Deficiência, Cláudia Medeiros, diz que todos são bem vindos para o momento de inclusão social. “É uma oportunidade para que pessoas com deficiências vivenciem a praia e tudo que ela traz de bom, em contato com a natureza e de forma saudável”, convida.

O vereador ressalta a importância das parcerias para viabilização do projeto. “A junção de tantos parceiros com o mesmo ideal de inclusão garante que pessoas com diferentes deficiências ou limitações vivam momentos inesquecíveis”, agradece.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais
terça-feira - 10/12/2019 - 16:32h
Uern

Professorado rejeita previdência e quer suspender negociação


Aduern: posição tomada (Foto: arquivo/2018)

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado do RN (ADUERN) realizou assembleia à manhã desta terça-feira (10) em Mossoró. Decidiu rejeitar o esboço de proposta de reforma previdenciária do estado.

O Executivo ainda não apresentou o projeto completo da reforma o que impediu que a categoria pudesse fazer uma discussão mais aprofundada acerca da temática, porém, a partir dos pontos que já foram apresentados aos sindicatos foi possível definir posição contrária às proposições e a qualquer medida que precarize ainda mais as condições de vida dos docentes da Uern.

Dentre os tópicos presentes na  proposta de reforma, causou maior preocupação à categoria a mudança na alíquota previdenciária.

Alíquotas

A ideia do governo, é que passe a ser progressiva e a inclusão de aposentados nesse regime de progressão, com desconto para todos que recebem acima de R$ 1 mil e as alterações no critério de idade mínima para aposentadoria. Além das elevações na alíquotas, que ficariam entre 11 e 18%.

Mudança na idade mínima, tempo de contribuição e os valores de pensão são também questionados.

O Governo comunicou aos sindicatos que a resposta das categorias às propostas deveria ser apresentada, em audiência, até o dia 17 de dezembro. Professores decidiram que, sem o envio do projeto completo é necessário suspender qualquer negociação.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais
  • Lion - Banner - 17-08-19
terça-feira - 10/12/2019 - 07:18h
História e política

O futuro das lutas sociais na América Latina em debate


“América Latina em ebulição: o futuro das lutas sociais” é o tema do debate que visa discutir os últimos acontecimentos de uma América Latina mergulhada em efervescência política e seu futuro no contexto de uma crise continental.

O evento é promovido pelo Departamento de História (UERN – CAWSL) e ocorrerá nessa quinta-feira (12), às 19h no Auditório Central da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) em Assu (RN).

O professor Robério Paulino, doutor em História Econômica pela Universidade de São Paulo (USP), professor da Universidade Federal do RN (UFRN) no Departamento de Políticas Públicas, será o palestrante convidado.

Ele foi candidato ao governo estadual em 2014 pelo Psol e concluiu recentemente seu pós-doutorado na University Of London (ING).

A mediação é do professor Modesto Neto.

As inscrições serão feitas no local e haverá emissão de certificado de 4 horas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 03/12/2019 - 09:26h
Jornalismo

Apresentadora da TCM lança livro-reportagem nessa sexta-feira


Emanuela: foco social (Foto: divulgação)

A jornalista e apresentadora do “Bom Dia Mossoró”, telejornal da TV Cabo Mossoró (TCM-Telecom), Canal 10, Emanuela de Sousa lança nessa sexta-feira (6), Sinal Fechado, livro-reportagem sobre pessoas em situação de rua, pela Editora Sarau. A noite de autógrafos acontecerá no RustCafé do Memorial da Resistência, a partir das 19h.

Na publicação, a jornalista conta a história de moradores de rua de Mossoró através de 30 reportagens escritas com o cuidado de quem tem empatia pelo ser humano.

Fazendo uso do jornalismo literário, Emanuela retrata as dores, pensamentos e desafios de quem vive à margem da sociedade.

Reportagem

Emanuela Patrícia de Sousa é radialista e jornalista formada pela Universidade do Estado do RN (UERN). Potiguar, nascida em 1981, começou a trabalhar em rádio aos 16 anos de idade. Nunca mais calou a voz. Em agosto de 2009 teve o primeiro contato com a TV.

Para concluir o curso de Jornalismo, quis escrever um livro-reportagem sobre pessoas vivendo em condições de rua. Assim nasceu Sinal Fechado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Comunicação
  • Lion - Banner - 17-08-19
domingo - 10/11/2019 - 07:48h
Conversando com... Gutemberg Dias

Economia do RN pode ser retomada com indústria petrolífera


Por Sandra Monteiro (Agência .COM Comunicação)

Gutemberg Dias é dirigente da Associação Redepetro/RN. Está à frente de um dos mais importantes eventos da área econômica do RN, com amplitude além das fronteiras do estado. É o Mossoró Oil & Gas Expo, que acontecerá entre os dias 26, 27 e 28 no Expocenter.

Dias possui Mestrado em Recursos Naturais pela Universidade do Estado do RN (UERN), graduação em Geografia também por essa instituição e curso técnico em Geologia pela antiga Escola Técnica Federal do RN (ETFRN).

É atualmente é Diretor Executivo da empresa Projetos Geológicos Ltda (PROGEL), Conselheiro do Conselho Curador da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) e professor assistente na Uern. Tem experiência na área técnica em Geociências, com ênfase em geologia e geografia, atuando principalmente nos seguintes temas: meio ambiente, prospecção geológica de rochas carbonáticas, geoprocessamento, geografia urbana e geografia da saúde. Na área administrativa tem experiência em gestão de negócios e planejamento estratégico.

Nessa entrevista, o bate-papo com ele está focado no Mossoró Oil & Gas Expo. Em sua ótica, “2020 será o marco para essa retomada da produção” petrolífera em terra.

Gutemberg Dias aponta números iniciais da retomada de investimentos no setor no RN (Foto: Marcelo Bento)

Por que 2020 é considerado por especialistas o ano da virada da produção de petróleo e gás em terra (onshore) no Brasil?

Gutemberg Dias – O Ministério de Minas e Energia lançou, dia 22 de agosto deste ano, em Brasília, o Reate 2020, que é o Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (REATE). No lastro do Reate 2020, a meta do governo é quase duplicar a produção onshore (em terra) no país, dos atuais 270 mil barris de óleo equivalente por dia para 500 mil barris até 2030. Essa meta pode ser atingida, e acredita-se que até em menos tempo. E 2020 será o marco para essa retomada, para a virada do onshore. Sem contar que existe uma convergência muito forte de todo o setor.

Mas, 2020 já se avizinha. Existem ações práticas nesse sentido?

Gutemberg Dias – Sim, e exemplifico o Rio Grande do Norte, outrora líder nacional da produção onshore, que está sendo protagonista para essa retomada. A mudança já começou, novas empresas estão entrando no Estado em duas frentes: uma é a partir das aquisições dos ativos da Petrobras em função do programa de desinvestimento dela, no Projeto Topázio. A outra, é a partir da aquisição de blocos exploratórios por empresas em leilão da Oferta Permanente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Poderia detalhar um pouco esses negócios?

Gutemberg Dias – Na venda dos ativos da Petrobras no Estado, o Polo Riacho da Forquilha, na Região Oeste, foi comprado pela Potiguar E&P, dia 31 de maio de 2019; o Polo Macau foi adquirido pela SPE 3R Petroleum, dia 9 de agosto deste ano, e os campos Ponta do Mel e Redonda foi comprado pela Central Resources do Brasil Produção de Petróleo Ltda., mais recentemente. Já no leilão da Oferta Permanente da  ANP, 19 blocos no Rio Grande do Norte foram arrematados pela Phoenix, Geopark, Imetame e Petro-Victory, último dia 10 de setembro. E outras áreas na bacia potiguar deverão ser arrematadas em novos leilões, que a ANP já está preparando. Ainda, destaco a venda do polo de Fazenda Belém, no estado do Ceará, que já está fase vinculante, ou seja, esperando apenas o aporte financeiro do comprador para fechamento do negócio por parte da Petrobras.

Na prática, o que essa movimentação pode produzir para o Rio Grande do Norte?

Gutemberg Dias – Com essas políticas de incentivo, nossa produção poderá dobrar nos próximos cinco anos, garantindo a retomada da economia do estado, a partir da indústria petrolífera. E isso é algo extremamente necessário, porque no passado chegamos a produzir mais de 100 mil barris/dia e hoje nossa produção é menos da metade, ou seja, 38 mil barris. É um cenário muito promissor para o Rio Grande do Norte e, sobretudo, para a cadeia de fornecimento, que vem sofrendo bastante nos últimos quatro anos. Um dado importante que merece muita atenção é o volume de recursos que serão aplicados nos próximos anos que superarão 1 bilhão de reais.

Dias: Reate reforça trabalho (Foto: Marcelo Bento)

Então, será em um momento bem oportuno que Mossoró receberá o maior evento do onshore do país…

Gutemberg Dias – Não tenho dúvida. Toda a cadeia onshore está mobilizada e, certamente, estará em Mossoró para esse evento que é genuinamente potiguar. O Mossoró Oil & Gas Expo, será realizado dias 26 e 27 deste mês, no Expocenter e é uma parceria da Redepetro RN e SEBRAE. Posso afirmar que é um evento estratégico para o onshore brasileiro. Nele, será apresentado o Plano de Ações do Reate 2020. Esse plano foi concluído na última reunião nacional do Reate, em Vitória (ES), da qual também participamos.

Qual a dimensão desse evento?

Gutemberg Dias – O Mossoró Oil & Gas – IV Fórum Onshore Potiguar mobilizará aproximadamente 150 reuniões de negócios, 80 estandes de empresas, mil visitantes, e ainda programação científica e conferências. Mais informações podem ser obtidas no site do evento (https://mossorooilgas.com.br/). Para se ter ideia da relevância desse evento, todos os estandes já foram negociados e hoje já podemos dizer que é a maior feira de negócios de Mossoró e a maior feira de petróleo onshore do Brasil.

E em termos de emprego, o que essa virada do onshore representa para o Rio Grande do Norte e, especialmente, para a região de Mossoró, que tantas vagas no segmento perdeu nos últimos anos?

Gutemberg Dias – Quanto mais se produz óleo, mais se demanda mão de obra. Um recente levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Petróleo (ABESPETRO) mostra que, para cada emprego gerado direto na indústria do petróleo, outros dois são induzidos na cadeia de fornecimento e mais oito postos são gerados pelo efeito renda. Isso em um cenário em que os salários na indústria petrolífera chegam a ser três vezes maiores que os demais segmentos industriais. Portanto, é inegável a importância do reaquecimento do setor para o emprego e a economia da região. Mossoró já começou a sentir esse reaquecimento, com a chegada da Potiguar E&P empresas fornecedoras da cadeia já iniciaram novas contratações para atender as demandas, um exemplo claro é minha empresa que ampliou recentemente cinco novos postos de trabalho.

É um momento como há alguns anos não se via no setor…

Gutemberg Dias – Todo esse contexto cria a ambiência favorável, que há tempos a cadeia produtiva de petróleo e gás ansiava. Para esse setor, é a garantia de geração de novos negócios e, consequentemente, retomada do processo de contratação de pessoal especializado e reaquecimento da economia de um modo geral, já que grande parte das compras dessas empresas será de forma localizada. E a Associação Redepetro RN vem participando ativamente desse processo, presente em reuniões, visitas técnicas, lançamentos, enfim, em todos os eventos relacionados, acompanhando de perto toda a movimentação. Por estar in loco, ouvindo autoridades, especialistas e empresários, posso garantir que todo o segmento considera 2020 o ano da virada do onshore brasileiro.

Categoria(s): Conversando com... / Entrevista/Conversando com...
sexta-feira - 04/10/2019 - 16:38h
Drogas

Professor mossoroense lançará livro na OAB em Brasília


O professor e advogado mossoroense Olavo Hamilton lançará na próxima segunda-feira (7), no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Brasília, seu terceiro livro. “Drogas: criminalização simbólica” é o título da obra.

Hamilton: políticas equivocadas (Foto: Programa Cidadania)

O lançamento acontecerá às 9h, no hall do plenário, terceiro andar, com presença do prefaciador, professor-doutor Marcelo Neves.

O livro é fruto de sua tese de doutorado, desenvolvida na Universidade de Brasília (UnB) e defendida em dezembro do ano passado.  A ideia central apresentada por Olavo, é que “a criminalização das drogas nunca serviu à proteção da saúde pública, conforme promessa do discurso oficial, mas para fins políticos ocultos, no sentido de confirmação de valores sociais, demonstração da capacidade de ação do Estado e, atualmente, o de adiamento de uma efetiva solução para o problema”, comenta ele.

Legalização das drogas

O resultado inequívoco, ainda segundo o autor, teria sido o dispêndio de trilhões de dólares, a morte de centenas de milhares de pessoas e o encarceramento em massa dos mais pobres, sem que a saúde pública tenha obtido qualquer ganho – uma tragédia social e humana.

Defensor da legalização das drogas como forma de enfrentar o problema, Olavo admite que o tema é polêmico, mas que precisa ser discutido seriamente e sem tabus pela sociedade civil organizada.

Olavo Hamilton Ayres Freire de Andrade é advogado, conselheiro federal da OAB, além de professor-doutor da Faculdade de Direito (FAD) da Universidade do Estado do RN (UERN).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sexta-feira - 27/09/2019 - 14:48h
Uern

Universidade é homenageada pelos seus 51 anos


Evento marcou homenagem à Uern (Foto: AL)

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou sessão solene nesta sexta-feira (27) para homenagear os 51 anos da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), no Teatro Lauro Monte Filho, em Mossoró.

A homenagem foi uma proposição do deputado estadual Allyson Bezerra (Solidariedade). Diversas autoridades, professores e alunos da instituição participaram da solenidade.

Foram homenageados o reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto, Cicília Raquel Maia Leite, Verônica Carlos de Oliveira Rodrigues, Elenilson José de Lima, Francisco Dantas de Medeiros Neto, Humberto Henrique Costa Fernandes do Rêgo, Iata Anderson Fernandes, Jailson José dos Santos, Padre Sátiro Cavalcanti Dantas, Lúcia Musmee Fernandes Pedrosa de Lima, Francisco Cavalcante de Sousa, Francisco Elineudo de Freitas Melo e Hubeônia Morais de Alencar.

No dia passado, a Câmara Municipal realizou solenidade similar.

Com informações da Assembleia Legislativa do RN.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 25/09/2019 - 15:12h
"Fazendo acontecer"

Deputada apresentará destinação de emendas parlamentares


Isolda antecipa apoio à Uern e HRTM (Foto: Wigna Ribeiro)

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) vai promover evento denominado de “Fazendo acontecer”, no próximo sábado (28), a partir das 9h, no Auditório do Serviço Social da Indústria (SESI).

Ela pretende anunciar as suas emendas parlamentares voltadas para Mossoró e região.

Nos meses de julho e agosto, com o projeto “Emendas Populares”, Isolda se reuniu com moradores dos bairros Dom Jaime, Belo Horizonte, série Abolição e lideranças comunitárias de Mossoró para eleger prioridades principalmente nas áreas de saúde, educação e segurança.

A partir do que foi apontado pela população, a deputada direcionou suas emendas e projetos.

Entre as diversas entidades contempladas, estarão a Universidade do Estado do RN (UERN) e Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).

Com informações da Assessoria de Isolda Dantas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion - Banner - 17-08-19
sexta-feira - 30/08/2019 - 09:02h
Economia

Governo promove Feneciti a partir desta sexta-feira


Começa nesta sexta-feira (30) à noite e vai até amanhã (sábado, 31), na Estação das Artes Eliseu Ventania em Mossoró, a II Edição da Feira Regional de Negócios, Ciência, Tecnologia e Inovação do RN (FENECITI).

A iniciativa é conduzida pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SEDEC).

Visa oferecer aos empresários, investidores, empreendedores e pesquisadores um espaço onde seja possível integralizar e potencializar os negócios regionais, gerar redes de contatos e impulsionar o desenvolvimento econômico de Mossoró, da região do Oeste e do RN.

A Feneciti tem os seguintes parceiros: Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL), Câmara dos Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL), Prefeitura de Mossoró, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (SEBRAE/RN), Sistema FIERN, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (FECOMÉRCIO/RN), Banco do Nordeste (BNB), Instituto Federal do RN (IFRN), Universidade do Estado do RN (UERN), Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Potigás, Caern, Junta Comercial do RN (JUCERN), Universidade Potiguar (UnP), Uninassau, Cimento Mizu, Coca-Cola, Café Santa Clara e Ster Bom.

A primeira edição da Feneciti aconteceu em Caicó, em junho deste ano.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Economia
segunda-feira - 12/08/2019 - 21:26h
Compromisso

Governadora garante que não cortará auxílio-saúde da Uern


Como o Blog Carlos Santos postou ainda no final da tarde desta segunda-feira (12) – veja AQUI, a governadora Fátima Bezerra (PT) resolveu recuar da decisão (veja AQUI) de não pagamento do auxílio-saúde de aposentados e pensionistas da Universidade do Estado do RN (UERN).

Fátima e auxiliares receberam representantes da Uern e apaziguaram mal-estar (Foto: Sandro Menezes)

Estava escrito.

Em Nota Oficial divulgada por sua Comunicação, o Governo Fátima Bezerra garante a aparente pacificação nas relações com os segmentos da universidade. Veja abaixo:

O pagamento do auxílio-saúde para os servidores aposentados da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) está mantido pelo Governo do Estado. Em reunião na tarde desta segunda-feira (12), com a presença da governadora Fátima Bezerra, ficou definido que representantes do Instituto de Previdência do RN (IPERN) e da Universidade do Estado do RN (UERN) se reunirão nesta terça-feira (13) para fazer os ajustes contábeis que são necessários para adequação legal.

O auxílio-saúde foi instituído pela lei estadual nº 608/2017 para os servidores da Uern, mas o artigo 5º do dispositivo legal pontua que o pagamento do auxílio deve ser feito a partir do orçamento da Fundação Universidade do Estado do RN (Fuern) e não pelo Ipern.

O acerto orçamentário para o pagamento do auxílio será feito entre a direção da instituição de ensino e o Instituto de Previdência, que vinha pagando o auxílio.

”Nós asseguramos a autonomia da UERN e garantimos o pagamento da verba. O servidor pode ficar tranquilo, que nenhum direito será retirado”, explicou a governadora Fátima Bezerra.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Lion - Banner - 17-08-19
segunda-feira - 12/08/2019 - 11:54h
Saúde

Governo tira auxílio a aposentados da Uern; sindicato reage


Protestos foram comuns no governo passado (Foto: Aduern)

Do Blog Saulo Vale

O Governo do Estado, através do Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Norte (IPERN), comunicou à Universidade do Estado do RN (UERN), que aposentados e pensionistas da instituição não deverão receber mais o auxílio-saúde já a partir de agosto.

A atitude surpreendeu os servidores por seu imediatismo (solicitando a exclusão já na folha de agosto), mas também por retirar dos inativos “um direito histórico, conquistado há mais de 20 anos”.

A Associação dos Docentes da Uern (ADUERN) defende a paridade entre docentes ativos e inativos da universidade e que os direitos da categoria devam ser concedidos sem nenhum tipo de segmentação.

Amanhã (terça-feira, 13), haverá parada geral do funcionalismo público estadual com mobilização no Centro Administrativo, em frente à Governadoria.

O sindicato já solicitou uma audiência, em caráter de urgência, com a Governadora Fátima Bezerra (PT), no sentido de impedir “mais esse ataque à Uern.

As assessorias de Uern, Aduern, e Sindicato dos Técnicos da Uern (SINTAUERN) passaram a discutir o conteúdo do da decisão do Ipern, e em breve apresentarão uma contestação jurídica à decisão.

Nota do Blog - As mobilizações da Uern foram comuns nos últimos governos (Rosalba Ciarlini-DEM, hoje no PP; Robinson Faria-PSD). Fátima, apesar de sua identidade sindical com esse segmento, pode ter que conviver com protestos crescentes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais
terça-feira - 23/07/2019 - 09:14h
Feneciti

Feira de Negócios será lançada em Mossoró amanhã


Mossoró seriará a segunda edição da Feira Regional de Negócios, Ciência, Tecnologia e Inovação (FENECITI) promovida pelo Governo do RN. O lançamento está marcado para as 18h30 dessa quarta-feira (24), no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL).A iniciativa é conduzida pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SEDEC). Expectativa é de que a Feira aconteça entre 30 e 31 de agosto na Estação das Artes Eliseu Ventania.

A Feneciti tem como um dos objetivos oferecer aos empresários, investidores, empreendedores e pesquisadores um espaço onde seja possível integralizar e potencializar os negócios regionais, gerar redes de contatos e impulsionar o desenvolvimento econômico de Mossoró, da região do Oeste e do RN.

Os estandes estarão à venda a partir da noite de lançamento da Feira.

A Feneciti tem os seguintes parceiros: como parceiros: a Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL), Câmara dos Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL), Prefeitura de Mossoró, SEBRAE-RN, Sistema FIERN, Fecomércio RN, Banco do Nordeste (BNB), IFRN, UERN, UFERSA, Potigás, Caern, Jucern, Universidade Potiguar, Uninassau, Cimento Mizu, Coca-Cola, Café Santa Clara e Ster Bom.

A primeira edição da Feneciti aconteceu em Caicó, em junho deste ano.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Economia / Gerais
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.