sábado - 08/08/2020 - 10:12h
Cláudia Regina

Consulta ao TSE mantém suspense sobre candidatura

Matéria ainda será analisada pelo ministro Edson Fachin e afeta eventual postulação de ex-prefeita

Fachin ainda fará entendimento (Foto: arquivo)

Do Blog Diário Político

Por meio de consulta junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre os prazos de inelegibilidade tendo em vista mudanças nas datas do processo eleitoral deste ano de outubro para novembro, a equipe técnica do TSE afirmou que:

“Assim, não tendo o Congresso Nacional optado por postergar o prazo final das inelegibilidades em razão da alteração da data do pleito para o mês de novembro, entende-se não haver campo para que tal providência se dê no âmbito desta Corte Superior. Por todo o exposto, consideram-se aplicáveis às Eleições 2020 as disposições das Súmulas n 19 e 69 deste Tribunal Superior, de modo que a contagem dos prazos de os inelegibilidade deve observância ao critério dia a dia”.

Essa condição poderá possibilitar uma candidatura da ex-Prefeita de Mossoró Cláudia Regina (DEM).

A argumentação ainda será submetida a corte do TSE.

Nota do Blog Carlos Santos – O teor da consulta vai ao encontro, exatamente, do que o Blog Carlos Santos publicou na matéria sob o título Adiamento de eleições abre caminho para Cláudia Regina, há mais de um mês (02 de Julho).

O que a consulta exprime, ou seja, está querendo dizer, é que não tem como declarar antecipadamente a elegibilidade (ou inelegibilidade) de Cláudia, dada a omissão do Congresso Nacional e a existência das súmulas 19 e 69 da própria Corte. Nossa página tinha antecipado esse enfoque.

Súmulas deixam em aberto a decisão (Reprodução BCS)

A partir da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/2020, com mudança de datas e outras formalidades do calendário eleitoral deste ano, abriu-se uma brecha à postulação de Cláudia e outros agentes políticos em situação similar, sob condenação – cassação e perda dos direitos políticos por oito anos, a contar do dia de sua eleição – 7 de outubro de 2012.

A consulta ainda será analisada e terá entendimento do próprio TSE.  Foi formulado pelo deputado federal cearense Célio Studart Barbosa (PV-CE).

O ministro-relator (Edson Fachin), antes de decidir (esse é o trâmite), recebe o parecer da Assessoria Técnica Consultiva. A decisão em si ainda será prolatada, visto que a PEC não é elucidativa quanto ao aspecto legal provocado por Studart.

É provável que um eventual pedido de candidatura seja objeto de discussão no próprio tempo e ambiente judicial-eleitoral, com natural manifestação do Ministério Público Eleitoral (MPE). O último dia para registro é 26 de setembro

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 02/08/2020 - 06:30h
Mossoró

Um encontro nada secreto da oposição que parece unida


Um aparente e descontraído encontro político em Mossoró, esparramado e às claras, à calçada da casa do vereador Ozaniel Mesquita (DEM), ganhou lugar nas redes sociais nesse sábado (1º).

Pré-candidatos e vereadores pareciam conversar sobre tudo, menos união política em 2020 (Foto: divulgação)

Na escalação dos presentes, pelo menos três pré-candidatos a prefeito: Isolda Dantas (PT), Allyson Bezerra (Solidariedade) e Cláudia Regina (DEM).

Além de Ozaniel Mesquita, os também vereadores oposicionistas Alex do Frango (PV), Genilson Alves (Pros), Petras Vinícius (DEM) e Raério Araújo (PSD).

Nota do Blog – A exposição pública, lógico, não representa qualquer avanço ou consolidação de hipotética composição oposicionista à campanha deste ano. Não se define estratégica de ‘guerra’ aos olhos inimigos e observação de passantes e máquinas fotográficas.

O rosalbismo-rosadismo, como inquilino quase perpétuo do Palácio da Resistência, não precisa se preocupar.

Se, se realmente eles começarem a se reunir secretamente, aí sim. O governismo sabe que a junção mínima de forças representativas nesse campo político poderá lhe custar o poder.

Leia também: Quem pode e quem não pode perder as eleições em Mossoró.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sábado - 01/08/2020 - 14:26h
Pelo telefone

Agripino faz política do ‘abre portas’


O ex-senador José Agripino (DEM) tem disparado algumas ligações telefônicas pontuais, que diretamente estão relacionadas à sucessão municipal de Mossoró.

Vem intermediando e abrindo portas para a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM).

Conversa aqui, conversa acolá.

Pah! Aí Cláudia aparece para prosear, puxar um fio de conversa com o interlocutor sondado.

José pavimenta caminho para ela se viabilizar à prefeitura outra vez.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 25/07/2020 - 09:50h
Pré-campanha

Ações contra Covid-19 levam Rosalba pro ‘corpo a corpo’


Estratégia é mais presença física com ações da PMM (Reprodução: BCS)

Tem sido incansável a movimentação pública da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), aliada a outras ações políticas da gestão e em redes sociais, de olho nas eleições de 15 de novembro. Ela é pré-candidata à reeleição.

Nessa sexta-feira (24), por exemplo, sob o manto do próprio cargo em iniciativa de saúde pública, a testagem para Covid-19, a prefeita foi pro ‘corpo a corpo’ na comunidade rural da Maisa.

A proposta é pulverizar ao máximo a iniciativa, com a presença física da prefeita, que tem avaliações administrativas em baixa na área.

Seu marketing alterou estratégias e avança em maior exposição de Rosalba. São ajustes feitos após novas pesquisas político-administrativas e eleitorais, movimentação maior de pré-candidatos da oposição como deputado Allyson Bezerra (Solidariedade) e Cláudia Regina (DEM), além da própria mudança no calendário eleitoral com o adiamento do pleito para novembro (veja link abaixo).

Leia também: Prefeita e governo tracionam para fugir de zona perigosa.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quarta-feira - 15/07/2020 - 22:05h
Sucessão municipal

“É necessário juntar forças”, defende Cláudia Regina

Ex-prefeita evita falar em postulação à sucessão municipal, mas vê dificuldades para oposição

Cláudia vê necessidade de união (Foto: Fernando Nícolas)

Do Blog Carol Ribeiro

Claudia Regina (DEM) vai ser candidata em 2020? Condições jurídicas ela tem, mas, escorregadia, não quis responder diretamente à pergunta – feita duas vezes – em sua participação no programa Cenário Político (TCM Telecom) desta quarta-feira (15).

“Meu compromisso é com o desenvolvimento da cidade de Mossoró. Estou construindo com partidos e entidades. Para o eleitor, o que menos importa é quem é candidato ou não, mas o cuidado com as pessoas nos serviços básicos”, disse.

Embora não exponha decisão sobre pré-candidatura, a ex-prefeita confirmou que o DEM nacional fez uma consultoria jurídica sobre a sua situação e, mesmo que no período de registro de candidatura (de 16 a 26 de setembro) ela ainda esteja inelegível, tem candidatura amparada no artigo 11 da Lei Eleitoral e, portanto, está “apta a ser candidata”.

Oposição em quantidade

Ela garantiu que “a Claudia Regina de 2013 é a mesma de 2020″. Não se arrepende de nada:

- “Tudo é uma benção ou lição”.

- “Me senti injustiçada, nenhuma ação foi cometida por nós”, fala, se referindo às motivações das 13 cassações dela e do então vice-prefeito, Wellington Filho (MDB), em seu primeiro ano de gestão, em 2013.

Para ela, no entanto, a quantidade de pré-candidatos que faz oposição à Rosalba Ciarlini pode prejudicar o projeto de retirar a candidata à reeleição do poder.

“É necessário juntar forças para um projeto que garanta qualidade de vida às pessoas de Mossoró”, afirmou.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 04/02/2020 - 07:36h
Eleições 2020

Comunidade Evangélica tenta ser de novo influente na política


A comunidade evangélica de Mossoró outra vez vai à luta eleitoral. Na verdade, já está no embate há tempos, querendo retomar espaços e projeção. Uma luta para ser de novo representativa, influente e vitoriosa.

Micael e Francisco em 2016 formaram chapa que tinha fracasso anunciado (Foto: arquivo)

O segmento religioso há muito tempo tem participado ativamente da política local, mas também precisa repensar seu papel e dimensionar sua real força, até pelo seu peso numérico. Segundo o último censo nacional em 2010, o segmento tinha 47.964 mil pessoas, contra 183.672 de católicos e apenas 1.618 espíritas no município.

Até aqui, é um universo bem menor do que alguns dos seus líderes dizem ser e comandam. Se comandam.

Às disputas deste ano, houve aceno de espaço na chapa da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), mas ela mesma já deu sinais de que tudo não passou de força de expressão ou generosidade sua, num primeiro momento. Seu grupo discute outras alternativas a vice.

Há poucos dias, um balão de ensaio canhestro que não durou mais do que algumas poucas horas nas redes sociais, simulava uma nova chapa de pré-candidatos com apoio evangélico, à disputa municipal.

Também não passou disso. Simulação.

No Palácio da Resistência e no Palácio Rodolfo Fernandes, respectivamente Prefeitura e Câmara Municipal, a inserção dos evangélicos tem repetido fracassos.

Também há um rastro de micos e pecados estratégicos.

História recente não ajuda

Em 2012, 42 pastores evangélicos anunciaram apoio à candidatura de Larissa Rosado (PSB)-Josivan Barbosa (PT) à Prefeitura, de Mossoró, garantindo engajamento pessoal na campanha e empenho de familiares, amigos, seguidores. A chapa foi derrotada por Cláudia Regina (DEM)-Wellingon Filho (PMDB).

Em 2013, por exemplo, mobilização de parte dessa comunidade promoveu um “abraço à Prefeitura de Mossoró”. Aboletados com vários cargos na municipalidade, realizaram uma espécie de blindagem espiritual para que a prefeita Cláudia Regina não fosse cassada. Não teve jeito. Foi.

Em 2016, mesmo com tudo apontando para desastre catastrófico nas urnas, emplacaram o advogado evangélico Micael Melo (PTN) como vice do prefeito Francisco José Júnior (PSD), que sequer terminou a campanha. Anunciou desistência por desnutrição eleitoral no dia 19 de setembro (veja AQUI), a poucos dias do pleito.

Ele sequer comunicou previamente sua decisão ao vice e às lideranças religiosas que avalizaram a chapa (veja AQUI).

Em 2020, a comunidade evangélica terá nova chance de povoar a Câmara Municipal e participar de jornada ao Executivo, sob louvor de pastores, aceno divino ou escolhas espontâneas do rebanho.

Veremos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sexta-feira - 31/01/2020 - 04:18h
Eleições de Mossoró

Cláudia Regina vai participar ativamente do pleito 2020


Do Blog Saulo Vale

Conversei essa semana com a presidente municipal do Democratas, ex-prefeita de Mossoró Cláudia Regina.

Óbvio que política fez parte da conversa. Resumo trecho minúsculo do diálogo, que teve um tom coloquial, sem o formalismo de uma entrevista.

Foi um bate-papo.

- Onde você estará nas eleições municipais de 2020? – questionei.

- Eu vou participar ativamente do pleito – restringiu-se a responder.

Faz sentido.

Mesmo com a cassação, Cláudia participou de todas as eleições, sejam municipais ou gerais.

A sua inelegibilidade termina em outubro deste ano.

O Dem, partido que ela é também vice-presidente estadual, é oposição ao governo Rosalba Ciarlini (PP), e tem o mandato do vereador Petras Vinícius como referência.

Nota do Blog Carlos Santos – Cláudia Regina é quem melhor conhece as entranhas sociais de Mossoró. Sua curta passagem pela municipalidade também tem identidade própria e seu banimento da política, paradoxalmente, não significou um ostracismo.

Caso inverso, por exemplo, da ex-prefeita Fafá Rosado (PSB), que apesar de plenos direitos políticos, não tem qualquer vitalidade eleitoral ou representatividade, não obstante dois mandatos como executiva local.

Cláudia tem-se reinventado e deixa claro que segue no jogo, mesmo com limitações legais.

Está viva.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 05/12/2019 - 21:46h
Mossoró

Em sessão à Santa Luzia, Rosalba dá “batido” em vereadores


Na sessão solene em homenagem à padroeira Santa Luzia, nesta quinta-feira (5), no Teatro Lauro Monte Filho, a Câmara Municipal de Mossoró entregou honrarias (títulos e medalhas) a pessoas de vários segmentos sociais, em reconhecimento ao trabalho, religioso e/ou profissional, para o engrandecimento para o município nos últimos anos.

Prefeita fitou vereadores e soltou verbo, na sessão que deveria ser festiva, mas que acabou politizada (Foto: Edilberto Barros)

Mas a cerimônia terminou fugindo ao seu caráter festivo com pronunciamento da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Discursou fora do “script”, exaltando os vereadores que votaram pela aprovação de autorização para contratação de empréstimo “de até R$ 150 milhões” pela Prefeitura Municipal de Mossoró.

Passou “batido” na bancada da oposição, ao censurá-la por ter recorrido à Justiça no questionamento do projeto de lei que tratou da operação financeira.

Empréstimos e “esquecimento”

Aproveitou para citar que as ex-prefeitas Fafá Rosado (PSB) e Cláudia Regina (DEM) recorreram a iniciativas semelhantes. No caso de Cláudia – presente na plateia – não houve efetivação. Rosalba esqueceu de lembrar também que a então prefeita Cláudia Regina estava em início de gestão (não concluída) e que enviou secretários à Câmara Municipal para esclarecimentos e dirimirem dúvidas.

Nesse episódio, a orientação do governo para a bancada governista foi para aprovar imediatamente o projeto, sem discussão ou mesmo audiência pública para debate sobre o empréstimo.

Ao fim de suas palavras, ainda esnobou: “Depois da sessão a Natal tratar dessa questão na Superintendência da Caixa Econômica Federal (CEF)”.

Entre os vereadores oposicionistas o olhar comum era de perplexidade. “Surtou?” – sussurrou um dos parlamentares, numa tradução em leitura labial de fácil entendimento.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quinta-feira - 21/11/2019 - 07:13h
Democratas

“Elas pela Política Cidadã” acontece nesta quinta-feira


O Diretório Estadual da Mulher Democratas (DEM) realiza nesta quinta-feira (21), em Mossoró, o seminário “Elas pela Política Cidadã” para lideranças femininas de toda a região.

Acontecerá no Hotel Villa Oeste, a partir das 8h.

O evento é uma imersão nas possibilidades atuação das mulheres nos municípios, dentro e fora das redes sociais. Integra uma sequência de encontros capitaneados pela presidente estadual do diretório feminino, ex-primeira dama do RN Anita Louise Maia, em todos o estado.

“Estamos conclamando as mulheres de todo o Rio Grande do Norte a discutirem juntas os rumos que querem para si, suas famílias e seus municípios. Nosso partido se coloca como lugar para receber, ampliar e reverberar essas discussões”, garante Anita Maia.

Cidadania

“É preciso que todas nós, mulheres, estejamos inseridas nos universos político, comunitário, partidário, para, conhecendo os nossos direitos, transformá-los em possibilidades de cidadania concreta e construção de novas garantias para todas as pessoas”, conclama a ex-prefeita Cláudia Regina, vice-presidente estadual e presidente municipal do diretório do DEM.

Para Petras Vinícius, dirigente partidário e vereador democrata, “discutir a presença das mulheres no contexto político e social das cidades é uma tônica nacional e a nossa região está inserida nesse contexto”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 11/11/2019 - 08:46h
Eleições 2020

Larissa tenta colar em Rosalba; prefeita a exclui até de foto

Rosalbismo não quer outro Rosado perto para difícil campanha e constrange grupo de Sandra Rosado

Em meio à programação no sábado (9) no Sítio Hipólito (zona rural) do projeto “Família em Foco”, da Prefeitura Municipal de Mossoró, a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) tentou colar sua imagem à prefeita Rosalba Ciarlini (PP), de quem é aliada desde a campanha municipal passada (2016).

Em suas redes sociais, Larissa pulverizou fotos ao lado da governante e líder popular do rosalbismo.

Rosalba, no centro, posa com Larissa bem à sua esquerda em postagem da ex-deputada no Instagram (Reprodução BCS)

Já a prefeita fez o inverso no seu Instagram próprio. Só para exemplificar: em nenhuma postagem aparece ao seu lado a ex-deputada e ex-adversária em quatro pleitos municipais. Deu-lhe sumiço.

Duas fotos são emblemáticas (colocadas nesta matéria).

Numa divulgada por Larissa Rosado, ela aparece em pose com a prefeita compondo elenco de fotografados.

Em outra, sobre mesmo evento e local físico, Rosalba está imponente ao lado de servidores da municipalidade que prestam “serviço gratuito” (como ela mesma escreveu) para a comunidade. Cadê Larissa?

Ambas posturas são compreensíveis. São facilmente explicáveis.

O grupo de Larissa tenta viabilizá-la como vice de Rosalba no próximo ano. É algo que Rosalba e o guru do seu agrupamento, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, não querem nem ouvir falar.

Anexaram o rosadismo ao seu sistema em 2016, transformando-o em subgrupo. Isso é fato.

Estratégia

Quanto à Larissa, a estratégia de se associar à prefeita é no sentido de tentar produzir um conceito de empatia que torne essa composição palatável ao eleitor e ao casal Rosalba-Carlos.

Parte desse estratagema é pressionar o rosalbismo, divulgando a possibilidade de que Larissa Rosado seja candidata a prefeito, como nome do PSDB e do presidente da sigla e da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza.

As duas hipóteses não são impossíveis, mas são bastante improváveis. Rosalba deverá ter outro nome a vice; o esquema de Larissa e de sua mãe, vereadora Sandra Rosado, continuará onde está por falta de fôlego para uma aventura em faixa própria.

A prefeita Rosalba, em seu Instagram, fala sobre mesmo assunto, mas bota foto excluindo Larissa (Reprodução BCS)

O rosadismo e o rosalbismo duelaram por mais de 30 anos no mesmo campo político em Mossoró, fechando brechas para surgimento de qualquer novidade que os importunasse. Em 2016, sentiram que era necessária a “união”, engolindo sapos, ressentimentos e diferenças diversas. Tudo por uma questão de sobrevivência.

Cláudia X Larissa

Em 2012, houve sinalizador de que pudesse acontecer essa afinação, quando Larissa foi candidata a prefeito pela terceira vez, contra a então vereadora Cláudia Regina (DEM), nome do rosalbismo.

- Eu não vou entregar a prefeitura à Sandra – bateu na mesa na Residência Oficial do Governo do Estado, em Natal, a então governadora Rosalba Ciarlini. A partir daí, usou todos os esforços e estrutura oficial para impor derrota ao grupo da prima Sandra Rosado, então deputada federal.

Em 2014, na campanha às eleições suplementares à prefeitura, após cassação de Cláudia e do vice Wellington Filho (MDB), outra vez foi ventilado apoio do rosalbismo à Larissa contra o então prefeito interino Francisco José Júnior (PSD).

- É para votar nele. Vamos derrotar Sandra – ordenou a prefeita a seus seguidores/eleitores. Com os votos do rosalbismo, Francisco José Júnior atropelou Larissa Rosado, que colecionou sua quarta derrota à prefeitura.

Rosalba derrotou mãe e ajudou a derrotar filha

Rosalba x Sandra (1996)

- Rosalba Ciarlini (PFL) – 57.407 (52,64%);
- Sandra Rosado (PMDB) – 26.118 (28,50%);
- Maioria pró-Rosalba Ciarlini de 31.289

Francisco José Jr. x Larissa (2014)

- Francisco José Júnior (PSD) – 68.915 (53,31%);
- Larissa Rosado (PSB) – 37.053 (27,55%);
- Maioria pró-Francisco José Júnior de  31.862

* Francisco José Júnior teve 573 votos de maioria em sua vitória, num comparativo com Rosalba em 1996 contra Sandra Rosado (PSB, na época PMDB).

A opção do rosalbismo por Francisco José Júnior tinha duas razões de lógica política bem própria do pragmatismo e frieza do casal Rosalba-Carlos: estavam se distanciando de Cláudia e do líder do DEM, senador José Agripino; precisavam impedir que a municipalidade caísse nas mãos dos principais adversários.

Havia a premonição de cassandras, de que Francisco José sangraria no curso do mandato, tornando possível a retomada do Palácio da Resistência – o que ocorreu em 2016.

Sem mandatos

Sandra e Larissa ficaram sem mandatos (federal e estadual em 2014) e acabaram capitulando, como presas fáceis à cooptação ao pleito de 2016. No acordo feito, não lhes coube, por exemplo, indicar o vice de Rosalba. A compensação seria viabilizar a volta de Larissa à Assembleia Legislativa, numa costura política que envolveu a montagem da chapa Carlos Eduardo Alves (PDT)-deputado estadual Álvaro Dias (MDB) à Prefeitura do Natal- veja AQUI.

Assim, com eleição de Álvaro, a suplente Larissa foi içada de volta à AL, mas não se reelegeu em 2018.

Para 2020, uma chapa Rosalba-Larissa é tudo que o rosalbismo outra vez não quer. Por uma questão de sobrevivência, é tudo que o grupo de Sandra e a ex-deputada estadual precisam.

O cenário que se avizinha não recomenda brincar com a própria sorte. Rosalba e Carlos sabem disso e tratam do assunto com cortes e ajustes que começam numa simples foto. Pragmatismo político. Poder em jogo.

Uma imagem diz mais do que muitas palavras. Pura semiótica. Duas fotos, então…

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sábado - 09/11/2019 - 20:26h
Segurança e Cidadania

BIC de Cláudia Regina será mostrada em evento internacional


A ex-prefeita de Mossoró Cláudia Regina (DEM) participará entre os dias 11 e 13 de novembro do IV Congresso Internacional de Direito Constitucional e Filosofia Política. Será na Universidade de São Paulo (USP). Cláudia fará sustentação oral do artigo “Análise jurídica e sociopolítica de gestões municipais em segurança pública e dignidade dos cidadãos em áreas periféricas”.

Em 29 de agosto de 2013, prefeita Cláudia entrega BIC, com presença da governadora Rosalba (Foto: Carlos Costa)

É um visão científica da experiência da Base Integrada Cidadã (BIC), que ela implantou em Mossoró à época em que foi prefeita (2013), até sofrer processo de cassação e afastamento.

O trabalho fala sobre as competências estabelecidas na Constituição Federal de 1988 para os municípios em paralelo às possíveis atitudes destes na Segurança Pública, citando a BIC do bairro Santo Antônio como exemplo.

Responsabilidade de todos

No texto há um diagnóstico da experiência da Base a partir de fatos ocorridos durante a sua gestão a frente da Prefeitura de Mossoró, referenciado com dados do Governo Federal e materiais jornalísticos mossoroenses. Entre fontes citadas, algumas postagens do Blog Carlos Santos.

Segundo ela, “ainda que a Constituição da República estabeleça que os municípios estão obrigados a defesa do patrimônio público através da Guarda, não os proíbe de preservar e defender a população mas, ao contrário, diz que a Segurança Pública é responsabilidade de todos.”

“Nunca parei de estudar, mas neste ano voltei a UERN (Universidade do Estado do RN como aluna de mestrado, e pretendo utilizar a pesquisa científica em discussões que reverberem na vida das pessoas. A Universidade tem um papel indispensável na construção de novas perspectivas sociais e políticas. Me uno a esses construtores na defesa daquilo que acredito”, diz Cláudia Regina.

Rosalba ‘enterrou’ projeto vitorioso

A primeira BIC foi inaugurada no dia 29 de agosto de 2013 no bairro Santo Antônio, inclusive com presença da então governadora Rosalba Ciarlini (PP). O sucessor, Francisco José Júnior (PSD), ampliou o projeto noutros bairros.

Mas ao assumir a municipalidade em 2017, a atual prefeita Rosalba Ciarlini determinou fechamento de todas. Alegou contenção de despesas, escondendo no argumento um foco político: apagar o que poderia marcar positivamente quem a criou. No mesmo ano, 249 pessoas foram assassinadas em Mossoró, recorde absoluto até hoje. O Santo Antônio foi o campeão de ocorrências.

Interessante é que em seu discurso na entrega da BIC por Cláudia, em 2013, Rosalba criticou o governo estadual anterior (Wilma de Faria/Iberê Ferreira) por ter fechado postos policiais em Mossoró. Para ela, um erro. Decisão que tomou no caso das BIC’s.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Segurança Pública/Polícia
sábado - 19/10/2019 - 23:42h
Sucessão municipal

Oposição “vira a chave” e coloca governismo em alerta


O Encontro Estadual do Partido Liberal (PL) em Mossoró na última quinta-feira (17) – veja AQUI - parece ter sido divisor de águas no processo sucessório municipal.

Vereadores da oposição, deputados estaduais Allyson Bezerra (Solidariedade) e Isolda Dantas (PT), ex-candidato a vice-prefeito Jorge do Rosário (PL), ex-candidato a prefeito Gutemberg Dias (PCdoB), ex-vice-prefeita Cláudia Regina (DEM) e o ex-candidato a federal Lawrence Amorim (Solidariedade) são alguns nomes na moldura que reforçaram evento (Foto: Net)

A oposição “virou a chave” para o modo “ligado”.

Qualquer dúvida, basta acompanhar a reação quase instantânea do governismo e sua militância na imprensa alinhada e aliada, redes sociais e páginas apócrifas a seu serviço.

Houve pulverização de memes, registros depreciativos, desqualificações pessoais, fake news, fomentos à cizânia e argumentações toscas que procuraram achatar o e seus principais participantes.

Acusaram o golpe.

Os oposicionistas não têm do que reclamar.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sábado - 19/10/2019 - 21:10h
Ouvido ao chão

Cláudia Regina no PL? “Não! Não! Mas tudo é possível”


Cláudia em evento do DEM nessa sexta-feia (Foto: divulgação)

O Blog Carlos Santos pergunta ao vereador e alter-ego na política da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), vereador Petras Vinícius:

- Ela (Cláudia) vai mudar de partido? Vai para o PL?

- (Risos e pequena pausa) Não. Não. Inclusive estamos vindo de um evento estadual do DEM em Natal (veja AQUI) – respondeu.

E de chofre, ele logo emendou:

- Mas a relação é muito boa.

- Ô, sem dúvidas – sitia mais ainda o Blog Carlos Santos.

- Mas sabemos que em política tudo é possível – finaliza.

Cláudia Regina não poderá ser candidata a qualquer cargo eletivo no próximo ano, em face de cassação eleitoral decorrente do pleito municipal mossoroense de 2012.

Em Mossoró, o PL é presidido pelo empresário e ex-candidato a vice-prefeito e a deputado estadual Jorge do Rosário.

Seguindo a experiência de bons índios Sioux, Cherokee, Navajo, Apache, Chyenne e Comanche, não custa ficar de ouvido ao chão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 18/10/2019 - 18:18h
Natal

DEM reúne mulheres e outros políticos em seminário


O Partido Democratas (DEM) realizou nesta sexta-feira o “Seminário Mulher Democratas – Fortalecimento da Atuação Política de Mulheres pelo Brasil”. Ocorreu em Natal, com representações de todo o estado.

Alguns dos participantes posam ao lado do ex-senador José Agripino em Natal nesta sexta-feira (Foto: cedida)

O evento teve início às 9h, no Hotel Rifóles.

O encontro regional é uma sequência de similares organizados pelo DEM Mulher em todo o país, objetivando fortalecimento das relações partidárias com esse segmento e alinhamento de lutas.

Entre os participantes, o ex-senador José Agripino, presidente do DEM mulher no RN, Anita Louise Catalão Maia, deputado estadual Getúlio Rêgo, prefeitos Leonardo Rêgo (Pau dos Ferros), Elijane Paiva (Umarizal), Manoel Veras (Campo Grande), Olga Fernandes (Martins), Bernadete Rêgo (Riacho da Cruz), Manoel dos Santos (João Câmara), ex-prefeita de Mossoró Cláudia Regina e o vereador mossoroense Petras Vinícius foram alguns dos participantes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quarta-feira - 16/10/2019 - 20:48h
Natal

Vereador e grupo de inclusão são homenageados


Petras, Cláudia Regina estiveram em sessão (Foto: cedida)

O vereador Petras Vinicius (DEM) recebeu nesta quarta-feira (16), homenagem da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte por proposição do deputado estadual Kleber Rodrigues (Avante), ao lado da Quadrilha Junina Inclusão com Paixão do Fórum de Mulheres com Deficiência de Mossoró e Região.

O ato aconteceu em Sessão Solene alusiva ao “Setembro Verde”, mês que marca discussões para a criação de direitos e avaliação de políticas públicas que asseguram inclusão social para as pessoas com deficiência em todo o país.

Honraria

“Recebemos essa honraria com humildade e imensa alegria por reconhecermos que ela pertence às instituições de defesa e direitos das pessoas com deficiência, as pessoas com deficiência e suas famílias que nos permitem caminhar juntos, aos parceiros que nos ajudam a realizar os projetos inclusivos, a Câmara Municipal de Mossoró que tem engrossado as fileiras por inclusão e conscientização e a tantos amigos que estão imanados nessas lutas que são contínuas”, disse o vereador mossoroense.

A ex-prefeita mossoroense Cláudia Regina (DEM) também participou da solenidade de entrega das comendas a convite da Assembleia e dos mossoroenses homenageados, em Natal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/09/2019 - 22:42h
Política

Vetos de Bolsonaro à Lei Eleitoral inibem volta de ex-prefeita


O Diário Oficial da União (DOU), edição 188-A, com publicação nesta sexta-feira (27), traz o projeto de lei que altera as regras eleitorais (PL 5029/19), com sanção do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O texto aprovado (Lei 13.877/19), que deve valer para as eleições do ano que vem, foi votado pela Câmara dos Deputados no último dia 19, após ter sido modificado no Senado.

Cláudia: projeto volta ao Congresso (Foto: arquivo)

Entretanto os pontos vetados deverão ser reanalisados por deputados e senadores, em sessão do Congresso.

Algo que particularmente mexe com a política sucessória de Mossoró e de vários outros municípios do país, ficou de fora da nova lei com o veto do presidente. São os trechos que alteravam o prazo limite para se questionar a elegibilidade de candidatos.

Direitos políticos

A ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), por exemplo, foi punida com cassação e perda dos direitos políticos por oito anos, a contar do dia de sua eleição – 7 de outubro de 2012. Pelo texto original, ela estaria inelegível em 2020 (oito anos), só resgatando plenos direitos político após esse pleito. Mas na votação no Congresso Nacional, proposta permitia que ela já pudesse ser candidata no próximo ano.

Trecho do projeto aprovado no Congresso, que favorecia vários políticos, mas vetado por Bolsonaro (Reprodução BCS)

Segundo o projeto de lei que deputados e senadores aprovaram, a Justiça Eleitoral deveria levar em conta a data da posse e não a data do registro da candidatura, para eventual inelegibilidade (veja boxe acima, com trecho vetado).

O texto vetado mudava o Código Eleitoral (Lei 4.737/65) de modo a favorecer muitos políticos com direitos políticos suspensos – informa a Agência Câmara Notícias. Cláudia Regina é um caso típico que o Blog Carlos Santos focalizou em primeira mão no último dia 5 (veja AQUI).

Veja AQUI mais informações sobre vetos a outros pontos do projeto, como retorno da propaganda partidária semestral, uso do Fundo Partidário etc.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quinta-feira - 05/09/2019 - 15:14h
Elegibilidade

Lei pode dar direito à candidatura de Cláudia Regina em 2020


Foi mantido no plenário da Câmara dos Deputados nessa quarta-feira (4), o texto do projeto de lei sob o número 11021/18, que altera legislação relativa à elegibilidade/inelegibilidade no país. Sancionado (virando lei), suas implicações chegarão a incontáveis municípios no Brasil. Inclusive, Mossoró.

Cláudia Regina tinha punição preliminarmente estabelecida até 2020, conforme lei em vigor (Foto: Carlos Costa/arquivo)

A proposta muda texto da Lei 9.504 de 30 de setembro de 1997. Trata dos parâmetros para se aferir se o político poderá ou não disputar as eleições. Uma pessoa que tende a ser beneficiada, por exemplo, é a ex-prefeita mossoroense Cláudia Regina (DEM), eleita em 2012, mas cassada e afastada do cargo antes do fim do primeiro ano de gestão (dezembro de 2013).

Ela foi punida com cassação e perda dos direitos políticos por oito anos, a contar do dia de sua eleição – 7 de outubro de 2012. Pelo texto original, ela estaria inelegível em 2020 (oito anos), só resgatando plenos direitos político após esse pleito.

Data

Com o projeto de lei 11021/18, não. Passa a se habilitar à disputa eletiva já no próximo ano, assim queira e viabilize-se.

Segundo o projeto de lei, a Justiça Eleitoral deverá levar em conta a data da posse e não a data do registro da candidatura, embora a condição continue a ser aferida nesse momento.

Trecho do projeto aponta modificação que altera a lei que vigorava desde 1997 (reprodução)

Assim, poderá concorrer um político cuja a sanção de não poder ser eleito acabar antes da posse, mas depois das eleições. De todo modo, fatos e atos jurídicos posteriores continuam podendo alterar o cenário.

O Blog Carlos Santos consultou o advogado Marcos Lanuce, atuante no Direito Eleitoral, sobre o novo projeto de lei.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 24/08/2019 - 23:26h
Eleições 2020

Ego atrapalha projeto político da oposição, diz ex-prefeita


Dirigente do Democratas em Mossoró, a ex-prefeita Cláudia Regina está relativamente distante das conversas e eventuais articulações à formação de chapa oposicionista no próximo ano. Mas nem por isso, omite-se.

- “Se os egos derem espaço para um projeto coletivo, sim, é possível que a oposição vença as eleições municipais – opina em conversa com o Blog Carlos Santos.

A ex-prefeita tem direitos políticos suprimidos ainda em relação ao próximo pleito municipal (2020), devido cassação, porém afirma que “estamos de olho nos movimentos de pré-candidaturas a prefeito”.

Internamente, a prioridade é “a organização do partido, além de nominata, conversa com outras forças políticas.

- Estamos fazendo tudo sem alardes – sussurra.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
quinta-feira - 22/08/2019 - 18:26h
Cláudia Regina

Ex-prefeita aponta segurança jurídica em troca de terrenos

Cita que Judiciário e MP participaram de tratativas de acordo que proporcionam milhares de empregos

“Tudo foi efetivado com a participação do Poder Judiciário, Ministério Público, Procuradoria do Município e secretarias técnicas, seguindo pareceres e estudos em prol do interesse público. Tudo com a maior transparência e clareza”. Essa a posição da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), sobre a polêmica em torno da troca de terrenos situados na Avenida Rio Branco e área próxima, em 2013, que provoca Ação Civil Pública questionadora do Ministério Público do RN (MPRN).

Cláudia: "Tranquila" (Foto: arquivo)

“Tenho muita tranquilidade, porque tudo que acompanhamos foi executado sob a orientação dos poderes constituídos”, reforça. “Acontece, que eu fui tirada (cassada no fim de 2013) da gestão e foram feitas algumas alterações que eu não acompanhei”, comenta.

Projetos e milhares de empregos

“Tínhamos projeto do Parque das Oiticicas, grande área verde com espelho d’água na Avenida Rio Branco, que não foi executado. Esse e vários outros”, cita.

Ela destaca em entrevista exclusiva ao Blog Carlos Santos, que a troca de terrenos permitiu a instalação de uma empresa (A&C Contact Center) que oferta milhares de empregos em Mossoró, desde 2013, feito que nenhum outro gestor, com muito mais tempo de governo, conseguiu.

“Esse é o resultado do acordo que teve participação de outras pessoas com igual espírito público e interesse social”, aponta.”Estou tranquila”, reitera.

Leia também: MP pede devolução de área que envolve milhares de empregos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 25/06/2019 - 18:06h
Tribunal de Contas

Câmara analisa parecer, “favorável”, à Cláudia Regina


Cláudia: TCE/RN (Foto: arquivo)

Começou a tramitar na Câmara Municipal de Mossoró o parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado (TCE) relativo às contas da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), exercício de 2013.

O parecer “favorável” foi lido em plenário durante sessão extraordinária nesta terça-feira (25) e encaminhado para análise da Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade (COFC).

Cláudia Regina não chegou a completar sequer o primeiro ano de mandato, sendo cassada e afastada (veja AQUI). Tinha sido eleita em 2012.

Em maio de 2014 houve eleição suplementar que elegeu (veja AQUI) o então vereador e prefeito interino Francisco José Júnior (PSD).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Banner - Rei do Entulho Segundo Banner correto -
sexta-feira - 14/06/2019 - 08:14h
Pediatria

Prefeitura paga parte de débito e UTI seguirá funcionando


UTI tem dez leitos funcionando (Foto: arquivo)

Do Blog Carol Ribeiro

A Prefeitura de Mossoró realizou o repasse de atrasados para o funcionamento necessário à UTI pediátrica do Hospital Wilson Rosado. Com isso, os dez leitos não vão mais parar.

O valor referente aos seis meses de atraso, cerca de R$ 700 mil, foi praticamente liquidado com a cobertura de cinco meses. Já os atrasados referentes às cirurgias ortopédicas tiveram garantia de pagamento por parte do Governo do Estado.

O secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, abriu diálogo com a direção do hospital, e já prometeu o repasse da complementação do mês de junho para a saúde de Mossoró.

Enquanto o governo e a Prefeitura não honrarem com o restante dos atrasados, refente a 2018, a questão fica por conta da Justiça.

Nota do Blog Carlos Santos – Se tinha meios para pagar, por que o ente público precisou ser pressionado publicamente?

A propósito, esse drama não é novo e não é relacionado apenas à gestão Rosalba Ciarlini (PP). Veja AQUI pequeno histórico sobre os leitos de UTI Pediátrica do Wilson Rosado.

Essa estrutura de alta complexidade foi instalada dia 10 de abril de 2013, na gestão da prefeita cassada e afastada Cláudia Regina (DEM). Dia 23 do mesmo mês recebeu seu primeiro paciente.

Leia também: Estado e Prefeitura são cúmplices em descaso com Saúde.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde
quinta-feira - 23/05/2019 - 07:20h
Política

Vice-prefeita trabalha para repetir feito de Cláudia Regina


Nayara: em marcha (Foto: arquivo)

A vice-prefeita mossoroense Nayara Gadelha (PP) parte cedo, não perde tempo.

Já trabalha para galgar espaço na Câmara Municipal de Mossoró na próxima legislatura (2021-2024).

Para sermos claros, não lhe informaram que deixará de ser reaproveitada na chapa como vice da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) no próximo ano. Nem precisava.

Ela tenta repetir a performance da ex-vereadora e ex-prefeita Cláudia Regina (DEM).

Eleita vice-prefeita de Fafá Rosado (DEM, hoje no PSB) em 2004, Cláudia foi logo isolada pelo rosalbismo que temia seu crescimento.

Só foi informada de que não seria candidata à reeleição em plena convenção partidária em 2008, substituída pela por Ruth Ciarlini (DEM) – irmã de Rosalba.

Mesmo assim acabou como campeã de votos à CMM. Obteve 4.205 votos, numa legislatura que pela segunda vez consecutiva tinha 13 vagas em disputa, em vez de 21, como era antes e voltou a ser na legislatura seguinte.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.